Novo Acordo Ortográfico

– ALTERAÇÕES MAIS IMPORTANTES –

Sr. no entanto. ficando as diferenças entre os diversos países de língua portuguesa circunscritas a 2%. -Matemática ou matemática. -Direito ou direito. assim como na designação de regiões com os mesmos pontos: -“O avião virou-se para N. -“O Sul está em festa”. sudoeste. assim como os nomes próprios aí existentes. oeste. procurador da república”. b)Formas de tratamento.Com o novo acordo ortográfico. -Vossa Santidade ou vossa santidade. -Introdução das letras k..o Exmo. beltrano e sicrano. este. expressões que exprimem reverência. etc ). fevereiro. Procurador da República” ou “. -”.o exmo. c)Nomes que designam domínios do saber. inicial maiúscula nas abreviaturas dos pontos cardeais e colaterais. -A Ilustre Casa de Ramires ou A ilustre casa de Ramires. -Passam a escrever-se com inicial minúscula: a) Os meses do ano ( ex: dezembro. cortesia: -Senhor Professor ou senhor professor. hierarquia.. c) As palavras fulano.. -Emprego opcional de maiúscula ou minúscula em início de palavra nos seguintes casos: a)Títulos de livros ou obras equiparadas ( biblionóminos ) devendo o primeiro elemento ser sempre grafado com maiúscula inicial. . salvo se no início de uma frase. b) Os pontos cardeais e colaterais ( ex: norte. y e w no alfabeto português. etc ). sr. Exemplos: -As Pupilas do Senhor Reitor ou As pupilas do senhor reitor.. alterar-se-á a forma de escrever ( não a de falar ). sul. cursos e disciplinas escolares: -Português ou português.”. mantendo-se.

injeção. selecionamento. objeção. excecional. percecionismo. noctívago. octógono. ficcional. etc. projeção. etc. espetáculo. lecionar. opcional. néctar. letivo. friccionar. facto. fracionar. seleção ) (mantém-se a consoante em: convicção. objetivo. direcional. Exemplos: -Avenida da Liberdade ou avenida da liberdade. teto) (mantém-se a consoante em: bactéria. otimismo ) . detetar. correto. fração. núpcias. audiência de julgamento -. distração. protecional.d)Logradouros públicos. etc) PC (anticoncecional. exatamente. erupção. coleção. -Supressão de consoantes mudas ou não articuladas: CC (abstracionismo. interceção. adoção. reação. compacto. receção ) (mantém-se a consoante muda em: corrupção. opção. contração. afeto. dececionante. ereção. diretor. egípcio. infração. colecionador. lácteo. perfeccionismo. elétrico. intelectual. ativar. confecionar. pacto. ficção. coletivo. conceção. acionamento. seleção.) CT (ata – cf. ator. dialeto. defetivo. convicto. arquitetura. batismo. extração. direção. correção. coletivo. proteção. deceção. fricção. evicção. deteção. pictórico. direto. interrupção. adjetivo. etc. sucção. objeto. projeto. ótimo. -Torre dos Clérigos ou torre dos clérigos. adotar. atriz. atual. templos ou edifícios. transacionado) (nos casos em que a consoante se articula esta mantém-se: faccioso. etc) CÇ (ação.) PT (Egito. ejeção. refletir.) PÇ (aceção. rececionista) (mantém-se a consoante muda em: capcioso. -Rua 25 de Abril ou rua 25 de abril. invicta.

-asteroide.) -Perdem o acento: (creem. são palavras agudas as que têm a sílaba tónica na última sílaba .ex: li+mão . . rapto. veem.e palavras esdruxulas as que têm a sílaba tónica na antepenúltima sílaba . eucalipto. leem. reveem) -Não se diferenciam: para (flexão de parar) / e para (preposição) pela(s) (é) – substantivo e flexão de pelar / e pela(s) ( combinação de per e la(s) ) pelo(é)/pelo(s) polo(s)/polo(s) (combinação antiga) coa(s)(ô)/coa(s) ( combinação de com e a ) pera(e)/pera ( preposição arcaica) pero(ê)/pero (preposição arcaica ) -Mantém-se o acento circunflexo em: pôde pôr -perdem o acento as palavras graves ( cf. releem.ex: ár+vo+re ) com o ditongo oi na sílaba tónica: -heroico. Já hoje não têm acento as palavras: -comboio. e -dezoito.(mantém-se a consoante muda em: adepto. descreem. deem. são as que tem a sílaba tónica na penúltima sílaba. -espermatozoide. etc. desdeem. apto. inepto. -jiboia. -joia.

s ou vogal . semiinconsciente. -Mantém-se o hífen nas palavras compostas que designam espécies na área da botânica e da zoologia: -abóbora-menina. infraestrutura. infracitado. r. mas semi-recta. r ou s . . etc.-quanto ao hífen: . etc. -minissaia ( e não mini-saia ).VOGAL + R ou S= unem-se e duplica-se o R ou o S – exemplos: -autorrádio ( e não auto-rádio ). -supra-assinalado. Na regra actual o prefixo semi liga-se por hífen ao elemento seguinte quando este começa por h.VOGAL + VOGAL IGUAL= mantém-se o hífen: -micro-ondas. r ou s . Como se escreverá "bem-vindo" e "bem-humorado"? Da mesma maneira. .exemplos: semipúblico. -supraexposto ( e não supra-exposto).VOGAL + VOGAL DIFERENTE= unem-se: -coautor ( e não co-autor ). -suprarreferido ( e não supra-referido) -suprassumariado ( e não supra-sumariado) Na regra actual o prefixo supra liga-se por hífen ao elemento seguinte quando este começa por h. -antiaéreo ( e não anti-aéreo). infra-sublinhado. -coocorrente. semi-sábio. -ervilha-de-cheiro. semicírculo. -contra-almirante. . Na regra actual o prefixo infra liga-se por hífen ao elemento seguinte quando este tem vida à parte e começa por vogal. -couve-flor. etc. i. supra-exposto.exemplos: supra-referido. supra-sumariado.CO + O= unem-se: -coobrigação. h. .exemplos: infra-axilar. -cobra-capelo.

-sector/setor. -caraté/caratê(Brasil). -reactância/reatância. -infeccioso/infecioso.norma lusoafricana/norma brasileira: -facto/fato(Brasil). -dêmos/demos(Brasil) . -matiné/matinê(Brasil). -contactar/contatar(Brasil). -olfactivo/olfativo(Brasil). -intersecção/interseção. -Dupla grafia ( porque os falantes usam uma ou outra versão ): -característica/caraterística. -defetivo/defectivo(Brasil). -Heis de. -andámos/andamos(Brasil). -dactilografia/datilografia. -Hei de. -puré/purê(Brasil). -infectar/infetar. -Co-existência ( no futuro: coexistência ): . -olfacto/olfato(Brasil). -Hão de. -bebé/bebê(Brasil).-Perde-se o hífen em HAVER com DE: -Hás de.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful