Você está na página 1de 2

1.

No auto-lançamento, na forma da legislação tributária, o sujeito passivo presta à autoridade


administrativa informações sobre matéria de fato, indispensáveis à sua efetivação pela
autoridade administrativa. TRATA-SE DO LANÇAMENTO POR DECLARAÇÃO//

Verdadeiro

Falso

2.Mandacaru Ltda. apresentou, em 01 de abril de 2015, a sua Declaração de Imposto de Renda


da Pessoa Jurídica, mas não fez o recolhimento. Em 01 de setembro de 2020, foi notificada a
pagar o tributo declarado e não recolhido. Nesse caso, é correto afirmar se operou a
decadência, em virtude do disposto no artigo 150, § 4º, do CTN. PRAZO DECADENCIAL CONTA-
SE A PARTIR DO PRIMEIRO DIA DO EXERCÍCIO SEGUINTE ENTÃO VALE ATÉ 2021//

Verdadeiro

Falso

3.Extinguem o crédito tributário: o pagamento, o parcelamento HIPÓTESE DE SUSPENSÃO, a


compensação, a anistia e a isenção. HIPÓTESE DE EXCLUSÃO //

Verdadeiro

Falso

4.De acordo com o Código Tributário Nacional, é correto afirmar que, por meio da analogia, é
possível tributar fato não previsto na hipótese de incidência, desde que a autoridade tributária
dispense as multas tributárias, por se tratar de equidade. NÃO É POSSÍVEL TRIBUTAR FATO
NÃO PREVISTO EM LEI PELA ANALOGIA. H.I = F.G. = SITUAÇÃO DEFINIDA EM LEI.//

Verdadeiro

Falso

5.A pizzaria "Pizza Saborosa" vendeu o seu ponto comercial para a "Pizza Apetisosa", e o
alienante encerrou as atividades no ramo e passou, em um mês, a explorar o ramo de salões
de beleza. Nessa situação, a responsabilidade da empresa adquirente pelas obrigações
tributárias contraídas pelo antigo proprietário, devidas até o ato da alienação, será subsidiária.
//

Verdadeira

Falsa

6.Ernesto doa um bem a sua filha Eulália com cláusulas de inalienabilidade e


impenhorabilidade. Desse modo, esse bem não poderá responder pelo pagamento do crédito
tributário, seja qual for a data da constituição do ônus ou da cláusula. PODERÁ RESPONDER.
ART. 184, CTN//

Verdadeiro

Falso

7.Horácio refez sua contabilidade e se apercebeu que não declarou e pagou tributos sobre
algumas de suas atividades. Diante disso, prestou a declaração, mesmo em atraso, e requereu
o parcelamento do valor devido sem a multa, em virtude da denúncia espontânea. Nesse caso,
ele procedeu corretamente. O PARCELAMENTO NÃO EXCLUI A INCIDÊNCIA DE JUROS E
MULTAS//

Verdadeiro

Falso

8.Robson Cruzoé da Silva costuma viver em ilhas na costa brasileira, pegando carona em
embarcações. Na ausência de eleição, o domicílio tributário dele será o lugar da situação de
seus bens ou da ocorrência do fato gerador. //

Verdadeiro

Falso

9.Renato, Rebeca e Ricardo são co-proprietários de um bem imóvel. Renato pagou ⅓


correspondente a parte dele do IPTU, de maneira que o fisco apenas poderá cobrar as parcelas
restantes de cada um dos demais de maneira proporcional. Não comporta benefício de ordem,
ou seja, o fisco pode exigir a dívida integralmente de qualquer um dos devedores solidários.//

Verdadeiro

Falso

10.A empresa ABCD foi autuada pelo Fisco Estadual por não ter declarado suas operações
sujeitas ao ICMS na competência de junho de 2020, bem como por não ter recolhido o tributo
correspondente. Nesse caso, além do imposto devido, terá que recolher a multa por atraso no
pagamento e multa por ausência de declaração. Nessa situação hipotética, todas são
obrigações de pagar em portanto, consideradas obrigações principais. MESMO QUE A
DECLARAÇÃO SEJA OBRIGAÇÃO ACESSÓRIA A SUA INOBSERVÂNCIA A CONVERTE EM
OBRIGAÇÃO PRINCIPAL HAJA VISTA TER QUE PAGAR PENALIDADE PECUNIÁRIA. //

Verdadeiro

Falso

Você também pode gostar