Você está na página 1de 32

Máscaras faciais

Profa Luciana M. Brito


Máscaras faciais

• Definição:
São preparações de aplicação tópica sobre a
área facial com o objetivo de produzir uma
sensação de estiramento, efeito limpador,
hidratação e adstringência
Máscaras faciais
• Propriedades:
• Produzir sensação de es ramento da pele;
• Poder adsorvente para exercer efeito limpador;
• Secar rapidamente e formar película aderente;
• Aplicar e eliminar com facilidade;
• Produzir limpeza da pele em tempo curto;
• Ser dermatologicamente inerte.
Componentes Básicos:
1. Base propriamente dita: substrato
geralmente plástico e inerte.
2. Substancias ativas.
3. Conservantes e Antioxidantes.
4. Corantes e Essência.
Bases: Apresentam sistemas baseados em:
1. Ceras;
2. Gomas ou Plásticos;
3. Resina Vinílica;
4. Hidrocolóides;
5. Argilas.
1.1. Sistemas baseados em Ceras:
Misturas de Ceras com ponto de fusão adequado a pele.
Adiciona-se substâncias oleosas líquidas para diminuir o
ponto de fusão.
Exemplos: Cera microcristalina, álcool cetílico, álcool
estearílico, vaselina, miristato de isopropila, óleo mineral.

Mecanismo de Ação:
T.A. sólida viscosidade diminui aplicação na face
formação de película sólida.
Ao ser eliminada re ra detritos e impurezas epiteliais
efeito de limpeza.
Sistemas baseados em Ceras:

Processo tecnológico:
Fundir todos os
componentes a uma
temperatura entre 60
e 65 °C
1.2.Sistemas baseados em goma ou plástico:
Contém principalmente goma látex em veículo
aquoso (pH alcalino).
Mecanismo de Ação:
T.A. líquida aplicação na face (evaporação
da água) formação de película adesiva,
elástica, impermeável a água Oclusão,
formação do vapor Aumento da
temperatura e vasodilatação.
Sistemas baseados em gomas ou
plásticos (película):

Processo Tecnológico:
- Dispersar a CMC na
água.
- Dispersar o carbonato
de cálcio na glicerina e
adicionar sobre a fase
anterior.
- Finalmente incorporar
a emulsão de látex.
1.3. Sistemas baseados em resinas vinílicas:
U liza -se principalmente álcoois polivinílicos e
resinas de acetato de vinila em solução aquosa ou
em mistura com etanol, isopropanol, etc.
Glicerina, propilenoglicol, melhoram a plasticidade.

Mecanismo de Ação:
Formação de película adesiva e plástica pela
evaporação do solvente, que ao ser retirada elimina
os resíduos da pele.
Sistemas baseados em resinas vínilicas
(película):

Processo Tecnológico:
Dissolver o álcool polivinílico
na quantidade de água
presente na formulação a
80°C e sob agitação
constante. Deixar resfriar.
Misturar a glicerina ao
sorbitol e ao álcool e
adicionar a mistura anterior.
1.4. Sistemas baseados em hidrocolóides:
Colóides de alta viscosidade que se eliminam
com água.
Exemplos: Gomas (acácia, tragacanto), gelatina,
CMC, PVP, Veegum (silicato de magnésio e
alumínio), carbopol (polímero de ácido
acrílico).
Sistemas baseados em Hidrocolóides
(Gel):

Processo Tecnológico:
A goma adragante, a HPMC e
a metil celulose se dissolvem
em aproximadamente 30
partes de água fria, e se
transformam em um gel.
Posteriormente é incorporado
o álcool e os outros ativos.
1.5. Sistemas baseados em argilas:
Substâncias argilosas: caolin, terra de fuller,
bentonita.
Ao serem aplicadas, após evaporação do
solvente produzem adstringência e absorção
das impurezas principalmente das peles
oleosas.
Glicerina, propilenoglicol, sorbitol conferem
plasticidade.
Sistemas baseados em argila:

Processo Tecnológico:
Dispersar a bentonita em
aproximadamente 30
partes de água.
Dispersar os ativos.
Por último incorpora-se
a glicerina e o
propilenoglicol, junto
com o álcool e o resto da
água.
2. Substâncias Ativas:
Irão caracterizar a ação da máscara facial.
1. Máscaras detergentes;
2. Máscaras adstringentes;
3. Tônicas e tensoras;
4. Máscaras sedativas e refrescantes;
5. Máscaras hidratantes e emolientes.
2.1. Máscaras Detergentes:
Promover a re rada de impurezas e material graxo da
pele (pH = 7,5 – 8,0).

2.2. Máscaras adstringentes, tônicas e tensoras:


São indicadas para corrigir transitoriamente o excesso de
graxa e a dilatação do orifício folicular pelo íon
adstringente ao precipitar proteínas cutâneas.
Exemplos: Adstringentes – sais de alumínio, ácido lático,
alúmen, hamamélis, etc.
Máscaras Faciais detergentes:
Máscaras Faciais adstringentes, tônicas
e tensoras:
Máscaras Faciais adstringentes, tônicas
e tensoras:
Processo tecnológico:
Dissolver o cloridróxido de alumínio e os extratos de
hammamelis e pepino na água, adicionar o polietilenoglicol, a
glicerina e o polissorbato 20.
Se for necessário pode levar ao aquecimento.
Em seguida misturar os álcoois polivinílicos em solução aquosa e
adiciona-los sobre a mistura anterior.
2.3. Máscaras Sedativas e refrescantes:
São indicadas para tratamento da sensação de cansaço
facial.
Adiciona-se substancias refrescantes e antiinflamatórias:
cânfora, mentol, camomila, tília, etc.

2.4. Máscaras hidratantes e emolientes:


Incorporar substâncias hidratantes e emolientes:
hidrolisado de proteína, PCA-Na, lactato de sódio,
uréia, lecitina, etc.
Máscaras faciais sedativas e
refrescantes:
Máscaras faciais hidratantes e
emolientes:
TIPOS DE MÁSCARAS FACIAIS
Novidades!
Diamantes no rosto: máscara promete pele mais firme e
viçosa
Máscaras faciais não fazem milagres!

Você também pode gostar