Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ - UNIVALI

CURSO: DIREITO
7º PERÍODO
DISCIPLINA: DIREITO EMPRESARIAL
PROFA. MSC. JANAINA DE CASTRO
EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO UNIDADE I.1 – SOCIEDADE

Rua Uruguai, n. 458, Centro, Bloco D1 - CEP 88302-202 - Itajaí – SC

NOME: ______________________________________________________________________________________

1. (ESAF - 2009 - Receita Federal - Auditor Fiscal da Receita Federal - Prova 1) A respeito do empresário
individual no âmbito do direito comercial, marque a opção correta:
a) Da inscrição do empresário individual, constam o objeto e a sede da empresa.
b) O analfabeto não pode registrar-se como empresário individual.
c) O empresário, cuja atividade principal seja a rural, não pode registrar-se no Registro Público de Empresas.
d) O empresário individual registra uma razão social no Registro Público de Empresas Mercantis.

2. (Exame de ordem – OAB/MG 2006/03) João Olavo é produtor e comerciante de laranjas e sua atividade
ganhou significativo impulso nos últimos anos, com vendas para o exterior. Contratou trinta empregados,
mantém escrituração regular e se dedica exclusivamente a essa função. João Olavo pretende formalizar sua
atividade, mediante os registros próprios. Procura o seu Escritório de Advocacia para indagar se pode se
registrar na Junta Comercial como empresário e quais as consequências:

3. (CESPE - 2008 - DPE-CE - Defensor Público) Julgue os itens que se seguem, relativos ao direito de
empresa: “Integram o estabelecimento empresarial os débitos da sociedade empresária”
a) O item acima está certo ou errado?
b) Justifique e fundamente:

4. (CESPE - 2011 - IFB - Professor - Direito) A respeito do direito de empresa, julgue os itens subsequentes:
“Estabelecimento comercial é o lugar onde o empresário ou a sociedade empresária exerce a sua atividade
empresarial”.
a) O item acima está certo ou errado?
b) Justifique e fundamente:

5. O que vem a ser “contrato de trespasse”? Justifique e aponte o(s) fundamento(s) legal(is):
6. Dona Maria é uma cozinheira de mão-cheia, imbatível na culinária mineira: leitão à pururuca, feijão
tropeiro, frango ao molho pardo, frango com quiabo, tutu, tambá de couve e muito mais. Um dia, a filha lhe
disse: “- Mãe, a senhora devia cozinhar para fora. Do jeito que cozinha bem, iria fazer um dinheirão.” Dona
Maria deu de ombros, achando a ideia despropositada; mas aquele pensamento lhe rondou por semanas,
1
até que decidiu que iria, sim, fazer dinheiro com os seus dotes culinários. De acordo com o narrado acima
explique em quais situações a Dona Maria deveria incorrer para se encaixar nos seguintes institutos:

Trabalho Autônomo Relação de Emprego

Empresária Sociedade Empresária


1
MAMEDE, Gladston. Manual de Direito Empresarial. São Paulo: Atlas, 2005.

Você também pode gostar