Você está na página 1de 2

UFPB-PRG XIII Encontro de Iniciação à Docência

0041.DFC.CCSA.MT.10.R.O.1
ESTUDO SOBRE O MÉTODO MAIS VANTAJOSO DE DEPRECIAÇÃO E SEU IMPACTO NO
RESULTADO ECONÔMICO DAS ENTIDADES
Minervino Santos de Queiroz 1; Valdério Freire 2; Karla Katiuscia Nóbrega de Almeida 3
Centro de Ciências Sociais Aplicada – CCSA; Ciências Contábeis – DFC – MONITORIA

RESUMO
Por Depreciação entende-se a perda de valor dos bens físicos de uma entidade em
decorrência de seu uso, ação da natureza ou obsolescência. O objetivo geral deste trabalho é
investigar como o resultado econômico das entidades pode ser afetado a partir do uso dos
diferentes métodos de Depreciação. Inicialmente foi feita uma pesquisa bibliográfica, seguida
de um estudo de caso. Para a realização deste estudo, tomou-se como base exemplos
adaptados, obtidos via internet, de uma máquina. Constatou-se que entre os quatro métodos
analisados (método linear, da soma dos dígitos dos anos, de unidades produzidas e das horas
de trabalho), o método da soma dos dígitos apresentou, nos cinco primeiros anos, o valor da
quota de Depreciação maior que os valores obtidos pelos outros métodos e que, nos últimos
cinco anos, este valor apresenta-se inferior aos demais. Conclui-se, portanto, que por esse
método, o resultado econômico da entidade seria menor nos cinco primeiros anos de vida útil
do bem, e que nos últimos cinco anos, este resultado aumentaria.

Palavras-chave: Depreciação. Resultado Econômico. Métodos de Depreciação.

INTRODUÇÂO
Na atual situação em que vive a economia mundial, surgem alguns elementos de
ordem econômica e contábil na vida da entidade e, entre eles, o aspecto da Depreciação –
que se trata de valor que causa modificação na rentabilidade das empresas – dos bens que
compõem o seu acervo material.
O problema a ser estudado neste trabalho pode ser visualizado no questionamento:
“Qual o melhor método de depreciação, entre os quatro existentes, de uma máquina, e como
podem influenciar no resultado econômico das entidades?”

OBJETIVO
Investigar como o resultado econômico da entidade pode ser afetado a partir do uso
dos diferentes métodos de Depreciação.

DESCRIÇÃO METODOLÓGICA
Para atingir o objetivo proposto neste estudo, foi feita uma pesquisa bibliográfica,
seguida de um estudo de caso.

____________________
1
Monitor
2
Orientador (professor da disciplina)
3
Coordenador do projeto
ANÁLISE DE RESULTADOS
Caso n° 1: Uma empresa adquiriu uma máquina no valor de R$ 25.000,00, com vida
útil estimada de 10 anos. Com 220 horas de trabalho por ano, e o número de horas de trabalho
durante a vida útil do referido bem é de 2.200 horas. A máquina produz 6 milhões de peças por
ano, e estima-se que durante sua vida útil ela produzirá 60 milhões de peças. O valor residual
desse bem é igual a zero.
O valor anual da depreciação da máquina foi calculado entre os quatro métodos
analisados (método linear, da soma dos dígitos dos anos, de unidades produzidas e de horas
de trabalho).
O quadro abaixo especifica os valores obtidos das quotas (encargos) de
Depreciação.
Anos Método Linear Soma dos Dígitos Unidades Horas de
(R$) (R$) Produzidas (R$) Trabalho (R$)
1 2.500,00 4.545,45 2.500,00 2.500,00
2 2.500,00 4.090,90 2.500,00 2.500,00
3 2.500,00 3.636,36 2.500,00 2.500,00
4 2.500,00 3.181,81 2.500,00 2.500,00
5 2.500,00 2.727,27 2.500,00 2.500,00
6 2.500,00 2.272,72 2.500,00 2.500,00
7 2.500,00 1.818,18 2.500,00 2.500,00
8 2.500,00 1.363,63 2.500,00 2.500,00
9 2.500,00 909,09 2.500,00 2.500,00
10 2.500,00 454,59 2.500,00 2.500,00
QUADRO 01 – Métodos de Depreciação e Respectivos Encargos
Fonte: Pesquisa Direta

Verificou-se que o método linear, de unidades produzidas e de horas de trabalho


obteve o mesmo valor para o encargo com Depreciação, que é de R$ 2.500,00. O método da
soma dos dígitos obteve valores superiores aos dos demais métodos até o quinto ano de vida
útil, a partir do sexto até o décimo ano, seu encargo é menor que nos demais métodos.

CONCLUSÕES
Conclui-se, portanto, que apenas o método da soma dos dígitos, apresentou diferença
em relação aos demais. Por este método o resultado econômico da entidade seria menor nos
cinco primeiros anos de vida útil do bem, pelo fato dos valores da quota de Depreciação serem
maiores que os valores obtidos nos outros métodos, fato este que aumentaria os custos (ou
despesas operacionais).

Você também pode gostar