Você está na página 1de 3

1-Quais são os protagonistas do filme?

R: Dr. Patch Adams, Arthur Mendelson, Dean Walcott, Mitch Roman, Truman,
Joletta, Dr. Eaton, Bill Davis
2-Qual o assunto do filme?

R: O assunto trata de um homem que tinha episódios depressivos e tentativas


de tirara a própria vida, mas que encontrou um propósito na medicina. A partir
daí, o filme se desenrola com a ideia de que o amor e o carinho são formas de
cuidado ao paciente. Isso vai contra as ideias de que o médico é um "ser
superior", pois Patch Adams se permitia rir e brincar com os pacientes de igual
para igual.
3-Faça um resumo de, no mínimo, 10 linhas sobre o filme.
O filme aborda a vida Hunter Adams que após uma crise de depressão, se
internou voluntariamente em um sanatório. Ao ajudar outros internos de lá, ele
descobre que deseja ser médico para poder ajudar as pessoas, então ele sai
da instituição e entra na faculdade de medicina. Ele observa que os médicos
tratavam as pessoas de forma desumana, sem respeito. Utilizando métodos
considerados pouco profissional para tentar diminuir a dor dos pacientes do
hospital, Patch defendeu a ideia de que o médico deveria tratar as pessoas e
não apenas as suas doenças. O estudante tratava os pacientes do hospital
com carinho, respeito e humor. Dessa forma, ele conquistou não só os
pacientes como também os funcionários e alguns colegas de sala que logo se
juntaram a ele nesse tipo de tratamento. Ele também despertou a antipatia de
alguns colegas e principalmente de alguns professores, que não concordavam
com suas ideias e quiseram prejudicá-lo, chegando pedir a sua expulsão da
universidade, mesmo ele sendo o melhor aluno da turma. Adams foi proibido
diversas vezes de visitar os pacientes mas ele sempre dava um jeitinho de
estar com eles e transmitir um pouco de sua alegria. Patch convence alguns
colegas de curso a juntarem a ele, inclusive uma garota com quem ele acaba
namorarando, a criar um local para cuidar dos pacientes de forma gratuita. Este
local vai ficando conhecido e os pacientes vão aparecendo, doações e auxílios
são recebidos e Patch consegue, juntamente com seus colegas, criar uma casa
de tratamento e acolhimento. Diante desse quadro, sua namorada, ao auxiliar
um paciente em tratamento, vem a ser assassinada por este e Adams sente-se
culpado por sua perda pois ela veio a morrer praticando aquilo que ele ensinou
e que ele achava que era o ideal. Ele fica desiludido, sem entusiasmo e, para
piorar, o hospital criado por ele passa a ter dificuldades de infra estrutura.
Mesmo com ajuda de seus colegas que chegam inclusive a retirar
medicamentos e materiais do hospital universitário os recursos se tornam cada
vez mais escassos. Porém Adams reage e se forma, tornando-se um médico
que distribui aos pacientes amor e carinho.
4-Onde se passa a história?

R: A história se passa em Virginia (D.C.) nos Estados Unidos da América no


final da década de 60. Os principais cenários do filme são o hospital, com
destaque especial para a oncologia pediátrica. Com sua "risoterapia", Patch
Adams busca transformar esses lugares em ambientes mais leves, onde há
prevalência do carinho e do amor. A universidade em que ele estuda é a
Universidade de Medicina de Virgínia.
5-Que reflexão você faz a partir do filme Patch Adams relacionado ao
aspecto da Humanização em Saúde?
R: A de sentimentos que um médico raramente consegue levar a um paciente,
além dos remédios. Patch Adams, ao juntar duas habilidades, a de médico e a
de palhaço, ele criou uma terapia voltada para a cura através do riso ou, ao
menos, para diminuir o sofrimento de pessoas que estão doentes.
6- Cite os pontos que você identificou no filme que sugerem mudança de
paradigmas em saúde?
R: Os paradigmas que identifiquei no filme foram o ato de amor, carinho,
humanidade, humor, dignidade, esperança e compaixão com os pacientes.
7- Quais os pontos que Patch Adams não concordava relacionado ao
ensino na Universidade?
R: A observação dos mestres em ação, de suas atitudes, e principalmente da
forma como eles se relacionam com seus pacientes desperta em Patch a
consciência de que nos tratamentos médicos ainda falta um quesito
fundamental, a humanidade, entendida como respeito, apreço, consideração,
estima e calor humano da parte dos médicos em relação a seus pacientes.
8- Qual a importância do aspecto da empatia na relação entre paciente
profissional da saúde?
R: O distanciamento e o pouco caso dos profissionais da área podem causar
malefícios a saúde dos pacientes e até mesmo, retardar a sua recuperação,
por isso a necessidade de um envolvimento pessoal é fundamental entre o
profissional da saúde e o paciente.
9- Apresente aspectos relacionados a sua área profissional escolhida que
você deve evitar durante o atendimento ao paciente e que você observou
no filme.
R: Não imobilizar o paciente ao leito o tempo todo, não se envolver
emocionalmente com o paciente, falar sobre o quadro clínico dele, conversar o
necessário, entre outros.
Relacionando o filme com as matérias vista em Relações
Humanas
Teoria das relações e pirâmide de Maslow: Podemos relacionar a matéria
com o próprio Patch, o nosso protagonista faz te tudo para manter uma boa
relação com os pacientes, seus superiores e seus colegas de classe. Podemos
ver a pirâmide de Maslow sendo colocada em prática desde o começo do filme,
onde o nosso personagem cuida primeiro da sua saúde, e assim
sucessivamente até chegar no topo, que é onde ele se torna um médico com
um hospital de caridade.
Diversidades: O filme retrata vários tipos de diversidade, personalidade,
quantidade baixa de mulheres na classe, no âmbito médico e etc.
Gerações: O filme deixa claro a personalidade de cada geração, vimos no
filme os mais conservadores em âmbito medicinal, que acredita que quanto
menos contato com o paciente melhor, que acha que felicidade excessiva não
é bom e não praticam. Por outro lado vemos Adams que acredita no contato
com o paciente, acha que passar felicidade pro paciente, dar atenção a eles,
conversar questões que não sejam do problema entre outros, ajuda não só a
passar uma boa impressão ao paciente quanto ajuda na recuperação dos
mesmos.
Trabalho em grupo × Trabalho em equipe: No filme retrata os dois tipos de
trabalho, quando eles se juntam para fazer um grupo de estudo vemos
referência do trabalho em grupo, onde eles buscam o mesmo objetivo mas de
forma individualista. Já o trabalho em equipe é retratado quanto Adams e seus
amigos se juntam para criar o hospital voluntário, a força que os unem para
fazerem dar certo é um ótimo trabalho em equipe
Ética e empatia: Vemos um exemplo de ética profissional quando Adams não
respeita os códigos de conduta descritos pelo reitor, tanto que o mesmo pede a
expulsão do doutor (o que acaba não acontecendo). Já a empatia vemos
também no nosso querido doutor que se coloca no lugar dos pacientes e sendo
completamente amoroso e carinhoso com eles.

Você também pode gostar