Você está na página 1de 9

Sistema Esquelético

Nossos ossos também são classificados dependendo da sua forma.

Quanto à forma, os ossos podem ser longos, curtos e chatos. Os ossos longos apresentam o comprimento
maior que a largura e a espessura. Exemplos: o fêmur (o osso da coxa), o úmero (o osso do braço) e a tíbia
(um dos ossos da perna).

Os ossos curtos apresentam comprimento, largura e espessura quase iguais. Exemplos: a patela,
popularmente chamada de “rótula” (osso do joelho)., os ossos do carpo (alguns dos ossos da mão) e do tarso
(alguns dos ossos do pé). Os ossos chatos são finos e achatados. Exemplos: a escápula, osso situado na
região do ombro, as costelas e os ossos do crânio.
Sistema Articular

O corpo humano é capaz de realizar diversos movimentos, graças à articulação encontrada em nosso
esqueleto. O responsável por dar esta mobilidade entre ossos e estabilizar as zonas de união entre os vários
segmentos do esqueleto é o Sistema Articular.

O Sistema Articular é formado por um conjunto de articulações, ponto de contato entre dois ou mais ossos.

As articulações do corpo humano, pertencentes ao sistema articular, são responsáveis por muitos
movimentos que realizamos uma vez que conecta os ossos do esqueleto humano à outros ossos ao
às cartilagens, como acontece nos joelhos, cotovelos, punhos, tornozelos, ombros, dentre outros.
Alguns elementos que fazem parte das articulações são: a cartilagem articular (tecido conjuntivo
elástico), os ligamentos (estruturas fibrosas), a cápsula articular (membrana fibrosa), a membrana
sinovial (bolsa com líquido sinovial) e os meniscos (estrutura de articulação dos joelhos).

Classificação das Articulações

As articulações podem ser classificadas de 3 tipos: Sinartrose, anfiartrose e diartrose.


- Sinartrose: é uma articulação composta por tecido fibroso e, portanto é “imóvel”. Pode ser encontrada de 3
tipo:

1 Sutura: encontradas entre ossos do crânio;

2- Sindesmose: tem uma lamina de tecido fibroso e ligamento, so é encontrada na articulação tíbio-fibular
distal;

3- Gonfose: tem um processo cônico inserido em um encaixe do ósseo. Este tipo é encontrado somente entre
as raízes dentarias e os alvéolos da mandíbula e do Maxilar.

Anfiartrose: é uma articulação composta de tecido cartilaginoso e, portanto, de movimento limitado. Pode ser
encontrada de 2 tipo:

1 - Sincondrose: mantem os ossos articulados por cartilagem Hialina. Devido a isso, podem ser do tipo
temporário (Placas epifisárias) e permanente (Cartilagem costal).
2 -Sínfise: mantem os ossos articulados por tecido fibrocartilaginoso. EX:

Diartrose: é uma articulação de movimento livre e amplo. Essa articulação conhecida como Sinovial, pois é
composta basicamente por:

1 Capsula Articular;

2 Ligamentos;

3 Cavidade articular;

4 Liquido Sinovial;

5 E pode ou não possuir um disco Articular


Articulação do Joelho
Menisco

Os meniscos (plural de menisco) são cartilagens em forma de C em ambos os lados da articulação do joelho.
Os meniscos são como amortecedores e mantêm o joelho estável.

Rupturas de menisco geralmente ocorrem quando uma pessoa de repente torce o joelho, enquanto o pé fica
fixo no mesmo lugar. Este movimento é comum em esportes como basquete e tênis. Esta cartilagem
enfraquece com a idade, por isso mesmo um simples movimento como ficar de cócoras pode causar uma lesão
de menisco com o passar da idade.

Tendinite, Bursite, Epicondielite e Tenossinovite

Para compreendermos o que é tendinite recorremos ao latim "Tendo", ou tendão, é a estrutura na qual as
fibras musculares terminam e pelo que o músculo se insere nos ossos. Então tendinite é a inflamação nos
tendões.

As mais frequentes são as dos ombros. Dentre elas, a tendinite bicipital e as lesões do manguito rotador
(formado pelos tendões dos músculos do ombro) são as afecções mais frequentes. Elas ocorrem após tarefas
que exijam esforços repetitivos e pesados. O paciente pode apresentar dor e limitação dos movimentos dos
ombros podendo irradiar para todo o membro superior.

As epicondilites são processos inflamatórios nos cotovelos, que causam dor aguda ou intermitente no local.
As causas mais frequentes são atividades esportivas, como jogar tênis e esforços repetitivos, como exemplo,
dirigir veículos .

As tenossinovites são inflamações nas estruturas que envolvem os tendões e são comuns nas mãos e
punhos. Decorrem de diversas causas, como digitação, doenças reumáticas e traumas.
As bursites são uma inflamação nas bolsas que contém uma substância gelatinosa no seu interior e que estão
localizadas entre os músculos, tendões, ligamentos e ossos. Essas bolsas facilitam o deslizamento de
músculos ou tendões sobre ossos e ligamentos. Podem ocorrer nos ombros, quadril, joelho e tornozelo. Na
maioria das vezes elas resultam de traumas únicos, de forte intensidade ou micro traumas repetitivos.

Feito o diagnóstico por meio da história clínica e exames complementares, o paciente recebe o tratamento de
acordo com o quadro clínico. Na maioria das vezes são receitados analgésicos, antinflamatório, repouso
articular e fisioterapia. Quando não obtém sucesso no tratamento clínico recomenda-se cirurgia.

O grande segredo para prevenir essas inflamações é respeitar os limites do corpo.

Você também pode gostar