Você está na página 1de 3

Constituição Federal de 1988 

“saúde é direito de todos e dever do Estado” 


 
Artigo 194 a 200 
 
Artº 194- SEGURIDADE SOCIAL 
Conjunto  integrado  de  ações  sob  iniciativa  do poder público 
e da sociedade para garantir os direitos relativos à: 
● saúde (direito de todos); 
● assistência social (direito de quem precisa); 
● previdência social (direito dos trabalhadores) 
Mediante gestão ​QUADRIPARTITE 
- Trabalhadores 
- Empregadores 
- Governo 
- Aposentados 
 
Artº 195- Financiamento da seguridade social  
Financiado  por  toda  a  sociedade,  de  forma  indireta  ou 
indireta, mediante recursos provenientes do: 
● Orçamento da União; 
● Estados; 
● Municípios; 
● Distrito Federal; 
● Contribuições sociais 
 
Artº 196- CONCEITO AMPLIADO DE SAÚDE 
A  saúde  é  direito  de  todos  e  dever  do  Estado,  mediante  a 
adoção  de  ​políticas  econômicas  e  sociais  que  visam  à 
redução  do  risco  de  doenças  e  de  outros  agravos​,  para 
garantir  o  ​acesso  universal  e  igualitário  às  ações  e  serviços 
de saúde.  
 
Artº  197-  Cabe  ao  Estado  dispor sobre a ​REGULAMENTAÇÃO, 
FISCALIZAÇÃO​ e ​CONTROLE​ das ações e serviços de saúde 
RE​FI​CO 
Sendo  executado  diretamente  ou  por  terceiros,  ou ainda 
por pessoa física ou jurídica de direito privado.  
 
Artº  198-  As  ações  e  serviços  de  saúde  se  articulam  em 
uma  rede  regionalizada  e  hierarquizada,  e  constituem 
um sistema único, organizado em DIRETRIZES: 
● Descentralização; 
● Atendimento integral; 
● Participação social  
 
Recursos mínimos na saúde  
UNIÃO: Não sendo inferior a 15% 
ESTADOS: 12% da receita 
MUNICÍPIOS: 15% da receita 
DISTRITO FEDERAL: 12 a 15% das competências estadual e  
municipal, respectivamente 
 
Artº  199-  ASSISTÊNCIA  A  SAÚDE  É  LIVRE  À  INICIATIVA 
PRIVADA 
É  ​vedada  ​a  participação  direta  ou  indireta  de  empresas 
ou capitais estrangeiros. 
 
Artº 200- COMPETÊNCIAS DO SUS 
● Controlar  e  fiscalizar  procedimentos,  produtos  e 
serviços; 
● Ordenar  a  formação  de  recursos  humanos  na  área 
da saúde; 
● Executar  ações  de  vigilância  sanitária, 
epidemiológica e de saúde do trabalhador; 
● Fiscalizar  e  inspecionar  alimentos  para  consumo 
humano; 
● Participar  da  formulação  política  e da execução das 
ações de saneamento básico; 
● Participar  do  controle  e  fiscalização  de  substâncias 
psicoativas, radioativas e tóxicas; 
● Incrementar  o  desenvolvimento 
científico-tecnológico e a inovação; 
● Colaborar na proteção do meio ambiente  

Você também pode gostar