Você está na página 1de 4

O versículo 1 começa: “Oh!

se fendesses os céus, e descesses, e os montes se escoassem de


diante da tua face”. Fender os céus significa romper o véu para que Deus possa ser visto pelos
homens mortais.[
UM CLAMOR PARA QUE OS CÉUS SE FENDAM
O profeta Isaías, num profundo clamor pela intervenção sobrenatural de Deus na vida do seu
povo, clamou: “Oh! Se fendesses os céus e descesses!” (Is 64.1). Isaías está sedento pela
presença manifesta de Deus. Isaías estava plenamente consciente de que nenhum poder da terra
e nenhum recurso dos homens poderia trazer alento para o seu povo a não ser a presença de
Deus. Essa é também a necessidade da igreja hoje. Não nos contentamos com templos bonitos.
Não nos satisfaz termos um bom orçamento financeiro. Não é suficiente termos pessoas
influentes na sociedade frequentando a igreja. Somente a presença manifesta de Deus pode
levantar-nos para uma vida maiúscula e superlativa. Somente a presença de Deus pode encher-
nos de entusiasmo espiritual. Precisamos desesperadamente de uma visitação extraordinária de
Deus em nossa vida, em nossa família, em nossa igreja. Destacaremos, aqui, três verdades
importantes:

1. o clamor pela presença de Deus só pode partir de corações sedentos por Deus. A igreja
contemporânea tem sede de muitas coisas, mas está apática pelas coisas de Deus. Substituímos
o Deus das bênçãos pelas bênçãos de Deus; o criador pela criatura; o doador pela dádiva.
Construímos nossa própria torre de Babel. Celebramos o nosso próprio nome e contentamo-nos
com as glórias da terra em vez de buscarmos com sofreguidão a glória do Deus eterno. O
avivamento da igreja é a nossa maior e mais urgente necessidade. O avivamento, porém,
acontece quando os céus se fendem e Deus desce com sua presença manifesta. O avivamento
acontece quando a igreja anseia por Deus como um sedento clama por água e como a terra seca
anseia pelas chuvas torrenciais. Ah, que Deus desperte nosso coração dessa letargia espiritual!
Que Deus nos acorde desse sono da morte! É tempo de buscarmos o Senhor! É tempo de
voltarmo-nos para Deus de todo o nosso coração!
2. o clamor pela presença de Deus tem o propósito de sermos inflamados pelo fogo
divino. O profeta Isaías clama pela presença de Deus porque tem consciência da necessidade de
ser aquecido pela presença manifesta de Deus como os gravetos são inflamados pelo fogo.
Quando o Espírito Santo desceu no Pentecoste pousou sobre cada um deles como línguas de
fogo. O fogo ilumina, aquece, purifica e alastra. Precisamos urgentemente rogar a Deus para que
ele fenda os céus e venha sobre nós nos inflamar, aquecer e despertar para uma vida de
entusiasmo espiritual. Não basta fazer a obra de Deus; é preciso fazê-la com entusiasmo. Não
basta frequentar a casa de Deus; é preciso ter o coração aquecido. Não basta honrar a Deus com
os lábios; é preciso ter o coração derramado na presença de Deus. Ah, falta vitalidade espiritual
em nossa vida; falta vida em nossos cultos; falta aquela alegria indizível e cheia de glória em
nossa adoração; falta calor espiritual em nossas orações. Que Deus tenha misericórdia de nós e
fenda os céus e desça para nos despertar!
3. o clamor pela presença de Deus tem como propósito a vindicação da própria glória de
Deus. Isaías ora para que os céus se fendam e clama pela presença manifesta de Deus não
apenas para que o povo de Deus seja despertado, mas também, para que as nações reconheçam
a glória de Deus e temam o seu nome. O avivamento é uma vindicação pela glória de Deus.
Quando Deus fende os céus e desce para inflamar a igreja, a glória de Deus se manifesta entre
as nações e os inimigos de Deus temem o seu glorioso nome. Quando a igreja perde seu vigor
espiritual, quando seus cultos se tornam apáticos e cheios de formalidade; quando as brasas
vivas se cobrem de cinzas e os crentes se tornam apáticos, abandonando o seu primeiro amor, o
mundo se insurge contra Deus para zombar de seu santo nome. Ah, é tempo de clamar pela
visitação extraordinária de Deus, para que ele fenda os céus e desça a fim de que os inimigos de
Deus temam o seu santo nome. O avivamento acontece na igreja, mas transborda para o mundo.
Quando Deus inflama o seu povo, o mundo reconhece que o nosso Deus é o único Senhor e teme
o seu nome.
Introdução: Nós temos  um sonho de avivamento, queremos ver nossa cidade transformada pelo
evangelho de Cristo, cheia do conhecimento da gloria do Senhor como as águas cobrem o mar,
queremos ver o Brasil transformado, as nações sendo alcançadas e salvas por Jesus. Este éo
nosso sonho, que os céus se abram sobre nossa cidade, que vivamos dias de céu aberto, dias da
manifestação da gloria de Deus em nossa cidade, dias de milagres extraordinários...
Que vivamos um poderoso avivamento, gerado no céu e operado em nossa cidade pelo Espirito
Santo; que sejamos guiados pelo Espírito Santo para transformar a nossa sociedade pelo
evangelho de Jesus.
Que a igreja se torne relevante, santa, eficaz, eficiente, atraente, poderosa, amorosa e gloriosa...
Que vivamos dias de céu na terra, dias da manifestação plena do Reino de Deus, que Sua
vontade seja feita aqui na terra como ela éfeita plenamente no Céu.
 
1. DEVEMOS DESEJAR PROFUNDAMENTE O AVIVAMENTO (v.1)
"Oh! Se fendesses os céus e descesses!" O profeta Isaias orava, buscava, clamava e 
desejava profundamente um grande avivamento que restaurasse a nação de Israel.
Aprendemos com o profeta que as primeiras pessoas que devem orar, clamar, buscar e  desejar
fervorosamente o avivamento deve ser o pastor os lideres da igreja.
Este é o tempo de orarmos buscando um poderoso avivamento. Não com oração formal,
repetitiva, ritualística, mas com oração que envolve todas as fibras musculares de nosso corpo,
todo o nosso entendimento, todo os nossos pensamentos, com nossa consciência, vontade,
coração e emoções.
Deus está esperando o nosso clamor, então, Ele nos responderá(2Crô. 7.14; Jer. 33.3; Mat. 7.7-
11).
O avivamento dos sonhos é quando Deus desce e marca a história; passa a habitar no meio do
seu povo, reavivando a sua igreja, realizando milagres extraordinários;  é quando o Espírito Santo
governa a igreja, guia as nossas vidas,  anda e age no meio do seu povo, é quando a presença de
Deus é percebida por todos aqueles que se aproximam da igreja.
O avivamento dos sonhos é aquele que marca a história, marca a sua geração,  transforma a
sociedade para sempre a partir da ação missionária da igreja na cidade.
 
2.  TEMOS QUE ORAR BUSCANDO UM AVIVAMENTO PEDINDO A DEUS QUE ABRA OS
CÉUS (v.1).
"Oh! Se fendesses os céus e descesses!" Jesus afirmou que veriamos o céu aberto... (Jo.
1.50).Temos que buscar isso através da oração fervorosa, constante, perseverante... (2Crô. 7.14;
Rom.12.12). Exemplo :  O Jejum de Daniel - ele orou atéque o céu se abriu, o Senhor desceu e
veio ao seu encontro... (Dan. 10.1-14). É importante observar o que o anjo Senhor disse a Daniel:
"Saído céu no inicio do seu jejum, no primeiro dia sua oração foi ouvida, eu vim em
resposta àsua oração; o céu se abriu no primeiro dia, porém, houve uma grande batalha
espiritual que durou vinte um dias." (Daniel 10.12,13).
Com Daniel aprendemos a nunca desistir da oração, aprendemos que devemos orar sempre sem
jamais esmorecer, perseverar em oração sem desanimar atéque os céus se abram, aprendemos
que não devemos praticar aborto espiritual...
A oração deve ser nosso habito diário, nosso prazer, nosso alimento, nosso estilo de vida.
Se quisermos ver os céus abertos, precisamos ser firmes, perseverantes, determinados, focados
em nossa vida de oração...
Precisamos entender que quando oramos e jejuamos por algo grandioso, acontece uma batalha 
no mundo espiritual entre anjos e demônios...  Enquanto oramos os anjos de Deus se
movimentam em nosso favor, em favor dos que  buscam ao Senhor de todo o coração, em favor
dos que esperam em Deus. Temos que perseverar em oração atévencer a batalha espiritual.
 
3. A MANIFESTAÇÃO DA GLÓRIA DE DEUS FAZ TREMER AS NAÇÕES (v.2).
Quando isto acontece, o nome do Senhor éconhecido, étemido, éhonrado e glorificado na terra.
Precisamos resgatar o temor do nome do Senhor em nosso meio...
Exemplo:   Quando Ananias e Safira morreram perante o Senhor, veio o temor sobre toda  a
igreja e sobre a cidade... (Atos 5.1-11).
. Isaias declara que os montes tremem diante de Deus (v.3).  Se os montes tremem diante de
Deus, o que seria dos homens?
Quando o profeta Isaias teve uma visão da gloria de Deus a primeira coisa que ele disse foi "aíde
mim..." (Isaias 6.1-8).
Quando o profeta Isaias pede para Deus descer, ele estápedindo para que Deus faça o que Ele
jáhavia feito antes no meio da nação de Israel.
 
4. ENQUANTO VOCÊSONHA COM O AVIVAMENTO, E ORA, DEUS TRABALHA PARA QUE
ISTO ACONTEÇA (V.4).
" O Senhor trabalha para aqueles que nele esperam (v.4). Quando nos rendemos a Deus, nos
lançamos em seu braços, confiamos nele de todo o nosso coração, esperamos pelo Senhor, Ele
torna  realidade o nosso sonho de avivamento.
O avivamento dos sonhos épara nossa geração; O sonho de avivamento épara nossos
dias.
A promessa de derramamento do Espírito Santo épara a nossa geração (Joel 2.28-30; Atos 2.39).
A verdade éque precisamos estar desesperados por um avivamento em nossa igreja, nossa
cidade e em nossa nação.
Um genuíno avivamento éa única esperança para a igreja que em muitos lugares encontra-se
morta, morna e sem nenhuma influencia...
Um  avivamento gerado no céu e operado na terra pelo Espírito Santo éa única esperança para
esta sociedade corrompida e perversa.
 
5. DEUS VEM AO ENCONTRO DAQUELES QUE SÃO COMPROMETIDOS COM ELE (v.5).
Deus vem ao encontro daqueles que se lembram de Dele, daqueles que praticam a justiça... (V.
5).
Deus vem ao encontro daqueles que reconhecem os  seus pecados, e arrependidos clamam pelo
seu perdão, favor graça e misericórdia.
Deus vem ao encontro daqueles que não se conformam com este mundo, daqueles que não
tomam a forma do mundo, daqueles que sonham com a transformação da cidade através do
evangelho de Jesus Cristo (Rom. 12.1,2).
Deus vem ao encontro de todos aqueles que O buscam de todo o coração (Jer. 29.13).
Deus honra àqueles que O honram e são obedientes àsua palavra  (1Sam. 2.30).
Todos nós somos pecadores, precisamos da graça, da misericórdia e do perdão de Deus. Se
queremos um avivamento temos que reconhecer os nossos pecados, nos arrepender e pedir o
perdão do Senhor nosso Deus (Is. 64.6).
Sem arrependimento sincero e honesto, sem quebrantamento não hámanifestação de Deus.
 
6.  PRECISAMOS ENTENDER QUE DEUS É  NOSSO PAI E OLEIRO (v.8).
" Senhor, tu és nosso Pai, nós somos o barro, tu és o oleiro" (v.8).
 Sirva ao Senhor como seu Pai e como seu Oleiro, deixe Ele realizar sua obra em vocêatéque
vocêse torne alguém simplesmente parecido com Jesus. Esse éo avivamento dos sonhos.
Em jeremias capitulo 18 Deus diz que como barro nas mãos do oleiro, assim somos nós em suas
mãos  (Jer. 18.1-6).
Todos nós somos obras das mãos de Deus; precisamos ser trabalhados, moldados em todas as
áreas da nossas vidas. Deus quer realizar sua obra em nós e através de nós.
É preciso que o Espírito Santo trabalhe em nossa consciência, nossa mente, nossa memória,
nossas emoções, nossa vontade, nosso coração, nosso caráter,  nossa linguagem, nossos
relacionamentos, nossos apetites...
Se não permitirmos que Deus molde todas as áreas de nossa vida, corremos  o risco de  nos
tornar como a argila, que quando o sol bate forte ela endurece, seca e racha. Isso pode acontecer
com o nosso coração, por isso, o Espírito Santo nos adverte: "Se hoje ouvirdes a minha voz, não
endureçam os vossos corações..." (Heb. 3.7,8).
Nosso coração deve ser como a cera, que quando o sol bate ela se derrete. Se queremos um
grande a avivamento nosso coração deve ser sempre quebrantado e contrito diante de Deus.
 
CONCLUSÃO O aviamento dos sonhos começa em mim e em você. Sonhe com um avivamento
que comece em vocêmesmo.
Vocêdeve ser a primeira pessoa desta igreja a sonhar, desejar, jejuar e orar buscando um
poderoso avivamento. (2Cró. 7.14).

Você também pode gostar