Você está na página 1de 3

TEORIA DO PROCESSO TERAPÊUTICO (Rogers, Tornar-se Pessoa e Rogers Wood, Terapia Centrada no Cliente, in Burton, Teorias Operacionais da

Personalidade)

Rigidez Flexibilidade
TEORIA DO PROCESSO Continun Inferior (fases 1, 2 e 3) Continum Médio (fases 4 e 5) Continum superior (fases 6 e 7)
CARACTERÍSTICAS BÁSICAS funcionamento psicológico rígido mutabilidade, fluidez, reações
estático, indiferenciado, sem emoções ricamente diferenciadas, vivência
superficial direta de sentimentos pessoais
sentidos profundamente, aceitos e
apropriados
VARIÁVEIS PSICOLÓGICAS
1. Mudanças relação sentimentos Não reconhece ou não possui senti - Descreve sentimentos como obje - exprime sentimentos do momento
e significados pessoais mentos pessoais; descreve sentimen- tos no presente; receia experimentar vivenciando-os, diferenciando-os
tos como objetos no passado sentimentos no presente imediato
2. Mudanças modo vivenciar distanciamento de sua experiência reconhece suas vivências como significados pessoais experimenta -
(experienciar) conceituando-a no passado, parece pontos de referência e como dos, vivência total e aceita, no pre -
não ter consciência de sua vivência base para a descoberta de signifi - sente imediato de todas as vivências
cados considera sua vivência um guia útil.
3. Mudanças nas Concepções Rígidas e consideradas como fatos, começa a duvidar da validade de construtos dissolvem-se na expe -
ou Construtos Pessoais seus construtos riência imediata; percebe que cons -
trói e não é uma qualidade da situa-
ção e, portanto, podem ser postos
de lado.
4. Mudanças na Comunicação relutância em se comunicar, em falar há uma expressão mais livre sobre o eu como vivência (e não objeto)
do Eu de si; fala de assuntos externos e eu e as experiências do eu como em curso, mudando sempre, está
exteriores ao eu; bloqueios na comunica- objeto mais próximo do eu orgânico,
ção interna visceral
5. Mudanças em Relação aos não os reconhece ou os percebe exterio - reconhece mais seus problemas e sente-se capaz de enfrentar e exami -
Problemas res, não está implicado sente-se responsável por eles nar seus problemas, aceitando-os
6. Mudanças nas Relações Receia ou evita contato pessoal íntimo entrega-se mais, especialmente ao vive abertamente seus sentimentos
Interpessoais encara os relacionamentos como pouco psicoterapeuta; passa a confiar mais e confia nas pessoas com base em
confiáveis ou perigosos seus sentimentos.
7. Incongruência/ Congruência Não percebe seu estado de desacordo há reconhecimento das contradições Torna-se congruente; sua experiência
interno (incongruência); às vezes expres- da experiência e desejo de enfrentá- está de acordo com os simbolos
as as contradições sem reconhecê-las las
TEORIA DO PROCESSO TERAPÊUTICO (Rogers, Tornar-se Pessoa e Rogers Wood, Terapia Centrada no Cliente, in Burton, Teorias Operacionais da
Personalidade)

TENDÊNCIA ATUALIZANTE Postulado básico; motivação única auto regulação e crescimento


CONDIÇÕES FACILITADORAS Congruência ou Autenticidade Compreensão Empática Incondicionalidade
TEORIA DO PROCESSO TERAPÊUTICO (Rogers, Tornar-se Pessoa e Rogers Wood, Terapia Centrada no Cliente, in Burton, Teorias Operacionais da
Personalidade)

ntar e exami -

a experiência

Você também pode gostar