Você está na página 1de 12

DEFININDO E CLASSIFICANDO GRUPOS

Grupo
Dois ou mais indivíduos, interdependentes e interativos, que se reúnem
visando à obtenção de um determinado objetivo.

Grupo formal

Grupo de trabalho definido pela estrutura da organização.

Grupo informal

Grupo que não é estruturado formalmente nem determinado pela organização;


ele surge em resposta à necessidade de contato social.

Grupo de comando

É composto por um chefe e seus subordinados imediatos.


Grupo de tarefa

É formado por pessoas que se reúnem para executar uma determinada tarefa.

Grupo de interesse

Pessoas que se reúnem para atingir um objetivo comum.

Grupo de amizade

Pessoas que se reúnem por compartilharem características em comum.

Por que as pessoas se reúnem em grupos?


•Segurança

•Status

•Autoestima

•Associação

•Poder

•Alcance de metas.

O modelo de cinco estágios.

Formação O primeiro estágio de desenvolvimento do grupo, caracterizado


por uma grande dose de incerteza.
Tormenta O segundo estágio de desenvolvimento do grupo, caracterizado
por conflitos entre os membros.

Normalização O terceiro estágio de desenvolvimento do grupo,


caracterizado por relacionamentos mais próximos e pela coesão.

Desempenho O quarto estágio de desenvolvimento do grupo, quando sua


estrutura é totalmente funcional e aceita.

Interrupção Estágio final de desenvolvimento dos grupos temporários,


caracterizado por uma preocupação maior com a conclusão das atividades do
que com o desempenho da tarefa.

ESTRUTURA DO GRUPO – PAPÉIS

Papel Conjunto de padrões comportamentais esperados


atribuídos a alguém que ocupa uma determinada posição em
uma unidade social.

Identidade do papel Determinadas atitudes e comportamentos efetivos


consistentes com um papel.

Percepção do papel Visão que temos sobre como devemos agir em uma
determinada situação.

Expectativas do papel A forma como os outros acreditam que devemos agir


em uma determinada situação.

Conflito de papéis Uma situação em que um indivíduo se confronta com


diferentes expectativas associadas aos papéis que desempenha.

Normas
Padrões aceitáveis de comportamento que são compartilhados por todos os
membros do grupo.

Classes comuns de normas:

•Normas de desempenho.

•Normas de aparência.

•Normas de organização social.

•Normas de alocação de recursos.

Conformidade O ajuste do comportamento de uma pessoa para que ela se


alinhe às normas do grupo.
Grupos de referência Grupos importantes aos quais as pessoas
pertencem ou querem pertencer e com cujas normas se conformam.

Status Uma posição social definida ou atribuída pelas pessoas a um grupo ou


a membros de um grupo.

"Folga" social Tendência que as pessoas têm de se esforçarem menos ao


trabalhar em grupo do que o fariam se estivessem trabalhando sozinhas.

Coesão
O grau em que os membros são atraídos entre si e motivados a permanecer
como grupo.

Medidas para estimular a coesão do grupo:

Reduzir o tamanho do grupo.

Estimular a concordância sobre os objetivos do grupo.

Aumentar o tempo que os membros do grupo passam juntos.

Aumentar o status do grupo e a dificuldade percebida para a admissão nele.

Estimular a competição com outros grupos.

Dar recompensas ao grupo, em vez de recompensar seus membros


individualmente.

Isolar fisicamente o grupo.

Técnicas de tomada de decisões em grupo.

Grupos de interação

Grupos nos quais os membros interagem face a face, usando a interação


verbal e a não verbal para se comunicarem.

Técnica de grupo nominal

Método por meio do qual os membros se reúnem para escolher uma solução
de maneira sistemática, porém independente.

Brainstorming
Processo de geração de ideias que estimula especificamente toda e qualquer
alternativa, ao mesmo tempo em que impede críticas a essas alternativas.
Reunião eletrônica
Reunião na qual os participantes interagem com computadores, o que permite
o anonimato dos comentários e dos votos de cada um.

COMPREENDENDO AS EQUIPES DE TRABALHO

DIFERENÇAS ENTRE GRUPOS E EQUIPES

Grupo de trabalho

Grupo que interage basicamente para compartilhar informações e tomar


decisões a fim de ajudar cada membro em seu desempenho na sua área de
responsabilidade.

Equipe de trabalho

Grupo em que os esforços individuais resultam em um nível de desempenho


maior do que a soma das contribuições individuais.

TIPOS DE EQUIPES

Equipes de soluções de problemas Grupos de 5 a 12 funcionários do mesmo


departamento que se reúnem durante algumas horas por semana para discutir
formas de melhorar a qualidade, a eficiência e o ambiente de trabalho.

Equipes de trabalho autogerenciadas


Grupos de 10 a 15 pessoas que assumem muitas das responsabilidades de
seus antigos chefes.

Equipes multifuncionais

Funcionários do mesmo nível hierárquico, mas de diferentes setores da


empresa, que se juntam para cumprir uma tarefa.

CRIANDO EQUIPES EFICAZES

Contexto

 Recursos adequados

 Liderança e estrutura

 Clima de confiança

 Sistemas de avaliação de desempenho e recompensas

Composição

 Capacidades dos membros

 Personalidade

 Alocação de papéis

 Diversidade

 Tamanho das equipes

 Flexibilidade dos membros

 Preferências dos membros

Composição

 Capacidades dos membros


 Personalidade

 Alocação de papéis

 Diversidade

 Tamanho das equipes

 Flexibilidade dos membros

 Preferências dos membros

Composição

 Capacidades dos membros

 Personalidade

 Alocação de papéis

 Diversidade

 Tamanho das equipes

 Flexibilidade dos membros

 Preferências dos membros

Projeto do trabalho

 Liberdade e autonomia

 Variedade de habilidades

 Identidade da tarefa

 Significância da tarefa

Processo

 Propósito comum

 Metas específicas

 Eficácia da equipe

 Níveis de conflito

 “Folga” social

 TRANSFORMANDO INDIVÍDUOS EM MEMBROS DE EQUIPE

 O desafio
 Superar as resistências individuais.

 Levar em conta as influências da cultura de cada um.

 Introduzir o trabalho em equipe em organizações que sempre


valorizaram as conquistas individuais.

 Modelando os membros da equipe

 Selecionar funcionários que possam desempenhar seus papéis


no grupo.

 Treinar os funcionários para que se tornem membros de equipes.

 Reformular o sistema de recompensas para estimular os esforços


cooperativos, ao mesmo tempo em que se reconhece as
contribuições individuais.

 AS EQUIPES E A GESTÃO DA QUALIDADE

 A eficácia das equipes e a gestão da qualidade requerem que as


equipes:

 Sejam suficientemente pequenas para serem eficientes e


eficazes.

 Sejam adequadamente treinadas nas habilidades de que seus


membros necessitarão.

 Tenham tempo suficiente para tratar dos problemas focados.

 Tenham autoridade para solucionar os problemas e implementar


as ações corretivas adequadas.

 Testes para determinar a adequação das equipes ao


trabalho:
 O trabalho pode ser mais bem realizado por mais de uma
pessoa?

 A tarefa cria um propósito comum ou um conjunto de metas para


os membros da equipe maior do que a soma de seus objetivos
individuais?

 União – Espírito de Equipe

 Grupos: são pessoas reunidas para interagir e tomar decisões


que ajudem cada membro a se desempenhar dentro de sua área
de responsabilidade.
 Equipes: sinergia positiva através de esforço coordenado.

DICAS PARA SE TRABALHAR EM EQUIPE

DICAS PARA SE TRABALHAR EM EQUIPE

• SEJA PACIENTE –

• NEM SEMPRE É FÁCIL CONCILIAR OPINIÕES DIVERSAS, AFINAL


"CADA CABEÇA, UMA SENTENÇA". POR ISSO É IMPORTANTE QUE
VOCÊ SEJA PACIENTE E PENSE ANTES DE FALAR.

• ACEITE AS IDEIAS DOS OUTROS –

• MUITAS VEZES É DIFÍCIL ACEITAR IDEIAS NOVAS OU ADMITIR


QUE NÃO TEMOS RAZÃO; MAS É IMPORTANTE SABER
RECONHECER QUE A IDÉIA DE UM COLEGA PODE SER MELHOR
DO QUE A NOSSA.

• NÃO CRITIQUE OS COLEGAS –

AVALIE AS IDEIAS DA PESSOA, CRITIQUE AS IDÉIAS, NUNCA A


PESSOA.

• SAIBA DIVIDIR –

PARTILHAR RESPONSABILIDADES E INFORMAÇÃO É


FUNDAMENTAL PARA O SUCESSO DA EQUIPE

• TRABALHE -

COLABORE COM A SUA PARTE E VERÁ O RESULTADO NO FINAL

• PLANEJE –
• O PLANEJAMENTO E A ORGANIZAÇÃO SÃO FERRAMENTAS
IMPORTANTES PARA QUE O TRABALHO DA EQUIPE SEJA
EFICIENTE E EFICAZ.

• É IMPORTANTE FAZER O BALANÇO ENTRE AS METAS A QUE A


EQUIPE SE PROPÔS E O QUE CONSEGUIU ALCANÇAR NO TEMPO
PREVISTO.

• APROVEITE -,

• AFINAL O TRABALHO EM EQUIPE ACABA SENDO UMA BOA


OPORTUNIDADE DE CONVIVER MAIS DE PERTO COM OS SEUS
COLEGAS, CONHECÊ-LOS MELHOR E TAMBÉM DE APRENDER
COM ELES!!!! TRAZENDO AINDA MAIS GANHOS PARA TODOS.

SETE LIÇÕES SOBRE TRABALHO EM EQUIPE

AS SEIS PALAVRAS MAIS IMPORTANTES:

ADMITO QUE O ERRO FOI MEU

AS CINCO PALAVRAS MAIS IMPORTANTES:

VOCÊ FEZ UM BOM TRABALHO

AS QUATRO PALAVRAS MAIS IMPORTANTES:

QUAL A SUA OPINIÃO?

AS TRÊS PALAVRAS MAIS IMPORTANTES:

FAÇA O FAVOR

AS DUAS PALAVRAS MAIS IMPORTANTES:


MUITO OBRIGADO
A PALAVRA MAIS IMPORTANTE:
NÓS
A PALAVRA MENOS IMPORTANTE:
EU

Assertividade
• É a habilidade de expressar ideias, opiniões, necessidades e
sentimentos, à pessoa certa, na hora certa e da forma certa.
• Com HONESTIDADE, afirmando seu direitos, sem violar os direitos dos
outros.
Ser Assertivo
• Ser Positivo e Compreensivo.

• Ser Maduro, Honesto consigo mesmo e com os outros.

• Consciência dos direitos pessoais e alheios.

• Não intimidar e nem permitir intimidação.

• Conseguir mais do que se esperava.

Escutar e demonstrar que está escutando

Comunicação

• Para definir o que se deve fazer é preciso conversar.

• Para conversar é preciso haver comunicação.

• O processo de comunicação é técnico.

• Podem existir falhas, então CUIDADO!.

O resultado precisa ser assimilado e registrado

Comunicação Eficaz

• A mensagem deve ser fácil de ler, ouvir ou ver.

• Os objetivos devem ser claros e cronologicamente


organizados para facilitar a compreensão.

• É preciso colocar-se no lugar do outro para sentir sua


capacidade de entender o que está sendo comunicado.

Conflitos

• Experiências diferentes.

• Objetivos diferentes.

• Personalidades diferentes.

• Não sabem Negociar.

• Não querem assumir Responsabilidades.


• Falta o Espírito de Equipe!

Feedback (Controle de Resultados)


Verificar como está seu desempenho e tomar
atitudes corretivas caso seja necessário.
É um processo que ajuda a mudar comportamentos,
melhorar o desempenho e atingir objetivos.
Deve ser feito com muita atenção e sempre com
mensuração de resultados.
Feedback
Quem faz?
– O Líder toma a iniciativa de conversar com você.
– A Direção e o RH determinam que todos devem
participar.
– Você solicita um feedback ao seu líder ou aos
seus colegas.
Feedback
– Ouvir atentamente, decodificando a informação
de maneira a extrair dela o real significado.
– Estabelecer uma relação de confiança recíproca
pra diminuir as barreiras entre o comunicador e
receptor.
– Reconhecer que o feedback é um processo de
exame conjunto.
– Não ter reações emocionais defensivas intensas.
“ Uma pessoa sem informação não pode assumir
responsabilidades. A uma pessoa a quem foram dadas
informações, só resta agir”

Jan Carlzon

Você também pode gostar