Você está na página 1de 38

https://lkt.

bio/projetoemdelta

Minissimulado
GRATUITO
Constitucional

“Se eu tivesse 8 horas para cortar uma árvore,


gastaria seis afiando meu machado” - Abraham Lincoln

O presente minissimulado contém 25 questões AUTORAIS de Direito


Constitucional. Trata-se de um compilado de questões que retiramos das nossas
turmas de simulados (selecionamos questões de todas as turmas).
https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com
Sobre o Projeto em Delta

O Projeto em Delta é especialista em turmas de simulados para concursos de Delegado


de Polícia. Hoje somos a melhor plataforma do Brasil nesse segmento, com simulados
elaborados e comentados por professores especialistas no ramo.

Acesse nosso site e conheça nossas turmas de simulados: https://projetoemdelta.com/

https://lkt.bio/projetoemdelta

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


2

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


Direito Constitucional

01) (Questão autoral Projeto em Delta – 2020) E agora, vejamos o art. 12, § 3º da CF/88:
“§ 3º São privativos de brasileiro nato os cargos:
John Churchil nasceu nos Estados Unidos, filho
I - de Presidente e Vice-Presidente da República;
de pai e mãe brasileiros. John não foi registrado
II - de Presidente da Câmara dos Deputados;
em repartição brasileira competente e aos 19 anos III - de Presidente do Senado Federal;
de idade, se muda para o Brasil e passa a residir IV - de Ministro do Supremo Tribunal Federal;
em Natal/RN, fazendo a opção pela nacionalidade V - da carreira diplomática;
VI - de oficial das Forças Armadas.
brasileira ao completar 21 anos.
VII - de Ministro de Estado da Defesa. “
Com base no conhecimento das leis e da
Após a leitura atenta dos artigos acima, vamos à questão:
jurisprudência dos tribunais superiores acerca do 1) John é filho de pai e mãe brasileiros, apesar de ter
tema em discussão, assinale a alternativa correta: nascido no estrangeiro – Logo, John preenche o
A) John poderá exercer o cargo de Presidente primeiro requisito exposto no art. 12, inc. I, alínea c
da CF/88. O requisito de ter nascido no estrangeiro
da República do Brasil.
e ser filho de pai brasileiro ou de mãe brasileira.
B) John poderá exercer o cargo de Deputado
2) Apesar de não ter sido registrado em repartição
Federal, mas não poderá ser Presidente da brasileira competente assim que nasceu, John
Câmara dos Deputados. passou a residir no Brasil, aos 19 anos de idade, e
C) John não poderá exercer o cargo de fez a opção pela nacionalidade brasileira –
Portanto, John preencheu mais um requisito
Presidente do Senado Federal.
disposto no art. 12, inc. I, alínea c da CF/88. O
D) John não poderá exercer o cargo de
requisito de residir na República Federativa do
Ministro da Defesa. Brasil e optar, em qualquer tempo, depois de
E) John poderá ser militar do Exército atingida a maioridade (que significa: possuir 18
Brasileiro, mas não poderá ser oficial do anos de idade ou mais), pela nacionalidade
brasileira;
Exército.
3) Ou seja, após preencher os requisitos acima, John é
considerado pela Constituição Brasileira, um
COMENTÁRIOS: Vejamos o que diz o art. 12, inc. I, brasileiro NATO.
alínea c, da CF/88: Com base no exposto acima, podemos afirmar que John é
“ Art. 12. São brasileiros: brasileiro nato e pode assumir qualquer cargo que seja
I - natos: privativo de brasileiro nato, ou seja, ele poderá assumir
(...) qualquer um dos cargos previstos no art. 12, § 3º da CF/88
c) os nascidos no estrangeiro de pai brasileiro ou de (acima transcrito). Portanto, a única alternativa correta é a
mãe brasileira, desde que sejam registrados em repartição letra a.
brasileira competente ou venham a residir na República Gabarito A
Federativa do Brasil e optem, em qualquer tempo, depois de
atingida a maioridade, pela nacionalidade brasileira; “

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


hierárquico entre a autoridade que prestou
informações e a que ordenou a prática do
ato impugnado; a manifestação a respeito
do mérito nas informações prestadas; e a
ausência de modificação de competência
estabelecida na Constituição Federal.
C) O mandado de segurança somente é cabível
contra atos discrionários e não contra atos
vinculados, justamente porque nesses
últimos não há margem para o agente e, por
agir conforme a lei, não poderá jamais
desobedecê-la.
D) Caso eventual mandado de segurança seja
impetrado perante juízo absolutamente
incompetente e tendo havido esgotamento
do prazo decadencial dos 120 dias, será
impossível impetrar novo mandado.
02) (Questão autoral Projeto em Delta – 2020) E) É possível que um contribuinte tributário
Sobre o Mandado de Segurança, sua lei e os impetre eventual mandado de segurança
entendimentos jurisprudenciais dos Tribunais com pedido liminar para compensar
Superiores sobre o assunto, assinale a alternativa eventual crédito tributário que tenha contra
correta: o fisco caso possua prova pré-constituída
A) A impetração de mandado de segurança por materialmente documentada.
terceiro contra ato judicial não se
condiciona a interposição do eventual Comentários:
recurso em razão de o impetrante ter tido a a) Errado. Muita atenção. Apesar de a Súmula 202 do STJ dizer
que “A impetração de segurança por terceiro, contra ato
ciência da decisão que lhe prejudicou.
judicial, não se condiciona à interposição de recurso.”, a
B) De acordo com a jurisprudência do impetração de segurança por terceiro fica afastada na hipótese

Tribunal da Cidadania, a teoria da em que a impetrante teve ciência da decisão que lhe
prejudicou e não utilizou o recurso cabível, isso porque o
encampação é aplicada no mandado de
mandado de segurança não é substituto de recurso (ed. 43,
segurança quando presentes, tese 9, STJ).

cumulativamente a existência de vínculo


4

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


Deste modo, a súmula protege o terceiro que não teve ciência a lei e, portanto, fundamentar eventual direito a impetração do
da decisão que lhe prejudicou e, portanto, caso esse saiba, de MS.
qualquer modo, deve utilizar o respectivo recurso cabível. d) Errado. Caso o MS seja impetrado perante juízo
b) Correto. Primeiramente atenção à nomenclatura, FGV adora absolutamente incompetente, não há decadência de direito,
essas coisas. O STJ é o chamado tribunal da cidadania, por não havendo razão em se falar na necessidade de novo
sua origem na “Constituição cidadã” de 1988. Além disso, a mandado de segurança. Assim, o posicionamento do STF a
alternativa reproduz o entendimento da Súmula 628 do respeito do tema é no seguinte sentido:
respectivo tribunal que anota: "É posição pacífica da jurisprudência desta Suprema Corte
“Súmula 628-STJ: A teoria da encampação é aplicada no que o prazo decadencial para ajuizamento do mandado de
mandado de segurança quando presentes, cumulativamente, os segurança, mesmo que tenha ocorrido perante juízo
seguintes requisitos: absolutamente incompetente, há de ser aferido pela data em
1) existência de vínculo hierárquico entre a autoridade que que foi originariamente protocolizado" (MS 26792 AgR/PR.
prestou informações e a que ordenou a prática do ato Rel. Min. Dias Toffoli. Julgamento em 04/09/2012).
impugnado; e) Errado. É preciso entender essa afirmativa. São dois pontos
2) manifestação a respeito do mérito nas informações distintos em relação ao mandado de segurança em matéria
prestadas; e tributária em razão de compensação. Primeiro, há vedação na
3) ausência de modificação de competência estabelecida na própria lei do mandado de segurança quanto a concessão de
Constituição Federal.” liminar para compensação de créditos tributários (art. 7º § 2º
Lembrando: o que é teoria da encampação no MS? (não da Lei do MS):
confunda com a encampação para fins de serviços públicos). “§ 2° Não será concedida medida liminar que tenha por
A teoria da encampação em MS é uma construção objeto a compensação de créditos tributários, a entrega de
jurisprudencial. Em finas palavras, considera como parte mercadorias e bens provenientes do exterior, a reclassificação
passiva legítima para o MS a autoridade que, em vez de ou equiparação de servidores públicos e a concessão de
simplesmente declarar sua ilegitimidade, adentrar no mérito aumento ou a extensão de vantagens ou pagamento de
da questão, "encampando" as alegações que caberiam a seu qualquer natureza.”
subordinado hierarquicamente. É como se “avocasse” para Da mesma forma, o STJ proíbe pela Súmula 460: “É incabível
si uma questão de um subordinado hierarquicamente. É o o mandado de segurança para convalidar a compensação
caso, por exemplo, Secretário Municipal de Saúde que tributária realizada pelo contribuinte.”
apontado erroneamente como autoridade coatora em MS por Assim temos duas vedações: 1. Não pode ser concedida
ato praticado por um subordinado sem ser sua a referida liminar pra compensar crédito tributário e 2. Não pode
ordem do ato (secretário, p.ex), defende o mérito da questão e, mandado de segurança para CONVALIDAR compensação
com isso, passa a assumir o pólo passivo no MS. tributária realizada PELO CONTRIBUINTE.
c) Errado. O mandado de segurança é cabível tanto contra atos Mas, calma, não cabe mandado de segurança em qualquer
discricionários quanto atos vinculados. Isso porque cabe MS caso de compensação? Não é isso.
tanto contra ilegalidade quanto abuso de poder, se ilegalidade Olha aqui: Súmula STJ 213 – “O mandado de segurança
é uma situação em que a autoridade coatora não age em constitui ação adequada para a declaração do direito à
conformidade com a lei, temos vício próprio dos atos compensação tributária.”
vinculados; já no caso de abuso de poder há uma extrapolação Não entendeu? Vou explicar. O MS é ação adequada pra
da competência e, portanto, próprio de atos discricionários. DECLARAR um direito à compensação tributária – ou seja- o
Assim, mesmo que os atos vinculados tenham menor margem judiciário diz: o sujeito tem direito a essa compensação
de ação do agente, este poderá agir em desconformidade com tributária aqui (ele tem créditos contra o fisco e o fisco tem
débitos contra ele). Agora, é muito diferente afirmar que por

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


meio desse MS é cabível uma liminar (o juiz em um juízo de gozar integralmente de suas imunidades
verossimilhança já diz que há direito à compensação) e
parlamentares.
também não seria possível CONVALIDAR (seria o caso que
o próprio contribuinte já faz essa compensação por ele mesmo B) Recebida a denúncia contra o Senador ou
– seria o caso, pex, que o contribuinte via que tinha crédito de Deputado, por crime ocorrido após a
R$ 10 mil de ICMS, deveria recolher R$ 15 mil e chega no
diplomação, o Supremo Tribunal Federal
dia e paga apenas R$ 5 mil alegando que tem crédito) e esse
caso não é possível. dará ciência à Casa respectiva, que, por
Muito cuidado! iniciativa de partido político nela
Gabarito: B
representado e pelo voto da maioria de
seus membros, poderá, até a decisão final,
sustar o andamento da ação.
C) Os Deputados e Senadores não poderão,
desde a expedição do diploma, ser
proprietários, controladores ou diretores de
empresa que goze de favor decorrente de
contrato com pessoa jurídica de direito
público.
D) As CPIs detêm prerrogativas que
compreendem a decretação direta de
interceptação telefônica, bem como quebra
de sigilo bancário, fiscal e de dados.
E) A iniciativa popular pode ser exercida pela
apresentação à Câmara dos Deputados de
projeto de lei subscrito por, no mínimo,
um por cento do eleitorado nacional,
distribuído pelo menos por sete estados,
com não menos de três décimos por cento
03) (Questão autoral Projeto em Delta – 2020)
dos eleitores de cada um deles.
Em relação ao tema Poder Legislativo, com base
em seus conhecimentos legais e jurisprudenciais,
Comentários:
assinale a opção CORRETA:
a) INCORRETA. Nos termos do Informativo nº 406 do
A) O Deputado ou Senador investido em STF (MS 25.579 de 2005 – cobrado para Delta em
cargo de Ministro de Estado não deixa de 2017): Deputado ou Senador quando assume o cargo de

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


Ministro de Estado não carrega o bônus das c) INCORRETA. CPIs não podem decretar diretamente
imunidades, mas carrega o ônus de poder perder o interceptação telefônica, embora possam diretamente
mandato por quebra de decoro parlamentar, mesmo que decretar a quebra no sigilo bancário fiscal e de dados.
tenha praticado o ato enquanto Ministro de Estado. d) INCORRETA. Mais um artigo da nossa CF e que deve
Ou seja – Congressista investido em cargo de Ministro: ser dominado pelo candidato. Vejamos o erro da
Não carrega consigo as imunidades, mas pode perder assertiva, na parte grifada em vermelho:
o mandato por quebra de decoro parlamentar. Art. 61, §2º: A iniciativa popular pode ser exercida pela
b) CORRETA. Assertiva correta nos termos do Art. 53,
apresentação à Câmara dos Deputados de projeto de lei
§3º da CF/88. A banca Instituto AOCP prefere
subscrito por, no mínimo, um por cento do eleitorado
cobranças referentes à letra da Lei. Por isso, importante
nacional, distribuído pelo menos por cinco estados, com
conhecer determinados dispositivos fundamentais e
não menos de três décimos por cento dos eleitores de
frequentemente explorados.
cada um deles.
INCORRETA. A resposta da presente assertiva se encontra
Atenção ao mnemônico: 1503
no Art. 54 da CF/88. Para este artigo, temos um mnemônico
Gabarito B
que pode ajudar bastante:

04) (Questão autoral Projeto em Delta – 2020)


Assinale a alternativa INCORRETA acerca do
Estado de Sítio e do Estado de Defesa:
A) Compete privativamente ao Presidente da
República decretar o estado de defesa e o
estado de sítio.
B) A Constituição não poderá ser emendada
na vigência de intervenção federal, de
estado de defesa ou de estado de sítio.
C) As imunidades de Deputados ou Senadores
subsistirão durante o estado de sítio, só
podendo ser suspensas mediante o voto de
dois terços dos membros da Casa
respectiva.
D) É da competência exclusiva do Congresso
Nacional aprovar o estado de defesa e o
estado de sítio.

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


E) Compete à União decretar o estado de sítio C) 35, 35, 21 e 21
e o estado de defesa. D) 30, 30, 21 e 21
E) 30, 35, 18 e 18
Comentário: a) Correta. Compete privativamente ao
Presidente da República decretar o estado de defesa e o Comentários:
estado de sítio, de acordo com o art. 84, IX da CF. Letra A é o gabarito, conforme o art. 14, § 3º, VI da CF.
b) Correta. Art. 60, A § 1º da CF: “Constituição não poderá Idade mínima Cargo
ser emendada na vigência de intervenção federal, de estado 35 • Presidente e Vice-
de defesa ou de estado de sítio.”
Presidente da República
c) Correto. Art. 53, § 8º da CF: “As imunidades de
• Senador
Deputados ou Senadores subsistirão durante o estado de
30 • Governador e Vice-
sítio, só podendo ser suspensas mediante o voto de DOIS
Governador
TERÇOS dos membros da Casa respectiva, nos casos de
21 • Deputado-Federal
atos praticados fora do recinto do Congresso Nacional, que
• Deputado-Estadual ou
sejam incompatíveis com a execução da medida.”
Distrital
d) Incorreta. É da competência exclusiva do Congresso
• Prefeito e Vice-Prefeito
Nacional APROVAR O ESTADO DE DEFESA e a
• Juiz de paz
intervenção federal, AUTORIZAR O ESTADO DE
• Ministro de Estado*
SÍTIO, ou suspender qualquer uma dessas medidas,
segundo o art. 49 da CF.
18 • Vereador

#atenção! No estado de defesa o controle pelo poder *art. 87 da CF

legislativo é POSTERIOR.
Já no estado de sítio o controle pelo poder
legislativo é PRÉVIO.
e) Correto. É competência exclusiva da União, conforme o
art. 21 da CF: “Compete à União: (...) V - decretar o estado
de sítio, o estado de defesa e a intervenção federal”.
Gabarito D.

05) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021)


A idade mínima para poder ser eleito para o cargo
de Governador, Senador, juiz da paz e Vereador,
respectivamente é:
A) 30, 35, 21 e 18
B) 35, 30, 21 e 18
8

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


06) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021) a) Errado. Art. 210, § 1º: “O ensino religioso, de matrícula
FACULTATIVA, constituirá disciplina dos horários
Assinale a alternativa que esteja de acordo com a
normais das escolas públicas de ensino fundamental.”
Constituição Federal, no tocante a ordem social:
b) Errado. Art. 204: “s ações governamentais na área da
A) O ensino religioso, de matrícula assistência social serão realizadas com recursos do
obrigatória, constituirá disciplina dos orçamento da seguridade social, previstos no art. 195,
horários normais das escolas públicas de além de outras fontes, e organizadas com base nas
seguintes diretrizes: I - DESCENTRALIZAÇÃO
ensino fundamental.
POLÍTICO-ADMINISTRATIVA, cabendo a
B) É uma das diretrizes das ações
coordenação e as normas gerais à esfera federal e a
governamentais na área da assistência coordenação e a execução dos respectivos programas às
social a centralização política- esferas estadual e municipal, bem como a entidades
administrativa. beneficentes e de assistência social (...)”
c) Correto. Art. 207: “As universidades gozam de
C) As universidades gozam de autonomia
autonomia didático-científica, administrativa e de
didático-científica, administrativa e de
gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao
gestão financeira e patrimonial, e princípio de indissociabilidade entre ensino,
obedecerão ao princípio de pesquisa e extensão.”
indissociabilidade entre ensino, pesquisa e d) Errado. Art. 212: “A União aplicará, anualmente, nunca
menos de DEZOITO, e os Estados, o Distrito Federal e
extensão.
os Municípios VINTE E CINCO POR CENTO, no
D) A União aplicará, anualmente, nunca
mínimo, da receita resultante de impostos,
menos de doze, e os Estados, o Distrito compreendida a proveniente de transferências, na
Federal e os Municípios quinze por cento, manutenção e desenvolvimento do ensino.”
no mínimo, da receita resultante de e) Errado. Art. 201: “A previdência social será organizada
sob a forma do Regime Geral de Previdência Social, de
impostos, compreendida a proveniente de
caráter contributivo e DE FILIAÇÃO
transferências, na manutenção e
OBRIGATÓRIA, observados critérios que preservem
desenvolvimento do ensino. o equilíbrio financeiro e atuarial, e atenderá, na forma
E) A previdência social será organizada sob a da lei, a: (...)”
forma do Regime Geral de Previdência Gabarito C.

Social, de caráter contributivo e de filiação


facultativa.
07) (Ano: 2016 Banca: FUNCAB Órgão: PC-

Comentários: PA Prova: FUNCAB - 2016 - PC-PA -


Delegado de Polícia Civil - Prova Anulada)

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


Acerca dos direitos políticos previstos na I - na hipótese do art. 9°, perda dos bens ou valores acrescidos
ilicitamente ao patrimônio, ressarcimento integral do dano,
Constituição Federal de 1988, assinale a
quando houver, perda da função pública, suspensão dos direitos
alternativa correta. políticos de oito a dez anos, pagamento de multa civil de até três

A) São inalistáveis os estrangeiros, os vezes o valor do acréscimo patrimonial e proibição de contratar


com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou
conscritos, durante o período militar
creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de
obrigatório, e os analfabetos. pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de dez

B) A improbidade administrativa é causa de anos;


II - na hipótese do art. 10, ressarcimento integral do dano, perda
perda do direitos políticos.
dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, se
C) O alistamento e o voto são facultativos concorrer esta circunstância, perda da função pública, suspensão

para os analfabetos e os maiores de dos direitos políticos de cinco a oito anos, pagamento de multa
civil de até duas vezes o valor do dano e proibição de contratar
sessenta anos.
com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou
D) Os analfabetos são inelegíveis e creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de

inalistáveis. pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco
anos;
E) Todo inalistável é inelegível, mas nem
III - na hipótese do art. 11, ressarcimento integral do dano, se
todo inelegível é inalistável. houver, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos
de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até cem vezes o
valor da remuneração percebida pelo agente e proibição de
Comentários: A) Incorreta. Inalistável é aquele que não
contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos
pode ser eleitor (que não pode votar).
fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por
Art. 14. § 1º O alistamento eleitoral e o voto são:
intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo
I - obrigatórios para os maiores de dezoito anos; prazo de três anos.
II - facultativos para: IV - na hipótese prevista no art. 10-A, perda da função pública,
a) os analfabetos; suspensão dos direitos políticos de 5 (cinco) a 8 (oito) anos e
b) os maiores de setenta anos; multa civil de até 3 (três) vezes o valor do benefício financeiro ou
c) os maiores de dezesseis e menores de dezoito anos. tributário concedido.
§ 2º Não podem alistar-se como eleitores os estrangeiros e, C) Incorreta. Art. 14. § 1º O alistamento eleitoral e o voto são:
durante o período do serviço militar obrigatório, os conscritos. I - obrigatórios para os maiores de dezoito anos;
B) Incorreta. Em todas as hipóteses de sanções previstas na Lei nº II - facultativos para:
8.429/1992 ao tratar dos direitos políticos refere-se à suspenção a) os analfabetos;
destes direitos por um lapso temporal determinado. A perda nestes b) os maiores de setenta anos;
casos é da função pública. c) os maiores de dezesseis e menores de dezoito anos.
Vejamos: § 2º Não podem alistar-se como eleitores os estrangeiros e,
Art. 12. Independentemente das sanções penais, civis e durante o período do serviço militar obrigatório, os conscritos.
administrativas previstas na legislação específica, está o D) Incorreta. Os analfabetos são inelegíveis, a eles é vedado o
responsável pelo ato de improbidade sujeito às seguintes direito de ser votado, com força do comando constitucional
cominações, que podem ser aplicadas isolada ou cumulativamente, abaixo:
de acordo com a gravidade do fato: Art. 14. § 4º São inelegíveis os inalistáveis e os analfabetos.

10

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


Entretanto, como já vimos, os analfabetos podem exercer de forma 08) (Ano: 2018 Banca: NUCEPE Órgão: PC-PI
facultativa seu direito ao voto:
Prova: NUCEPE - 2018 - PC-PI - Delegado de
Art. 14. § 1º O alistamento eleitoral e o voto são:
II - facultativos para: Polícia Civil)
a) os analfabetos; A Constituição Federal de 1988 pode ser
E) Correta. Inalistável é aquele que não pode ser eleitor (que não
considerada:
pode votar). Assim, quem não pode votar, não pode também ser
votado (os inalistáveis são inelegíveis), vide: A) semirrígida, porque algumas matérias,
Art. 14. § 4º São inelegíveis os inalistáveis e os analfabetos. denominads cláusulas pétreas, são
Como foi visto um exemplo de inelegível que é alistável são os
imutáveis.
analfabetos, veja o quadro abaixo:
B) sintética, porque veicula tão somente
princípios e normas gerais.
C) analítica, pois aborda minúcias,
estabelecendo regras que poderiam estar
em leis infraconstitucionais.
D) pactuada, segundo valores e tradições
Gabarito E estabelecidos e conservados pela
sociedade.
E) outorgada, permitiu a participação do
povo em seu processo de elaboração.

Comentários: A) Incorreta. As Constituições


semirrígidas ou semiflexíveis são aquelas que contêm uma
parte rígida, que somente pode ser alterada por um processo
diferenciado, e uma parte flexível, que pode ser alterada por
procedimento simples, semelhante àquele de elaboração das
demais leis infraconstitucionais.
A Constituição Federal Brasileira de 1988 é RÍGIDA,
uma vez que exige um procedimento especial para alteração
de suas normas, o qual está previsto no art. 60 da CF/88.
B) Incorreta. Constituição sintética (básica, concisa,
tópica, breve, sumária ou sucinta) é aquela que possui
conteúdo abreviado e que versa, tão somente, sobre
princípios gerais ou enuncia regras básicas de
organização e funcionamento do sistema jurídico estatal,
isto é, sobre matérias substancialmente constitucionais, em

11

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


sentido estrito, deixando a pormenorização à legislação
infraconstitucional. É o caso, por exemplo, da Constituição
dos Estados Unidos da América, composta de apenas sete
artigos originais e vinte e sete emendas.
C) Correta. Quanto à Extensão: Constituição analítica
(longa, larga, prolixa, extensa, ampla ou desenvolvida) é
aquela de conteúdo extenso, que versa sobre matérias
outras que não a organização básica do Estado, isto é,
sobre assuntos alheios ao Direito Constitucional
propriamente dito. Ora cuida de minúcias de
regulamentação, que melhor caberiam na legislação
infraconstitucional, ora de regras ou preceitos pertencentes
ao campo da legislação ordinária, e não do Direito
Constitucional.
Exemplo de Constituição analítica é a Constituição
Federal de 1988, que, nos seus mais de trezentos artigos
(entre disposições permanentes e transitórias), exagera no
regramento detalhado de determinadas matérias, não
substancialmente constitucionais, que nada têm a ver com a
organização política do Estado.
D) Incorreta. Constituições pactuadas ou dualistasn nos
remetem as monarquias, são aquelas que resultam de um
acordo entre o rei (monarca) e o parlamento, buscando
desenvolver um equilíbrio entre o princípio monárquico e o
democrático.
E) Incorreta. As constituições outorgadas se caracterizam
por serem elaboradas sem a participação do povo, mas são
impostas (outorgadas) por alguém ou um grupo que não
recebeu do povo o poder constituinte originário. Podemos
citar como exemplos as constituições brasileiras de 1824,
1937 e 1967.
A nossa Constituição atual (de 1988) é promulgada
(democrática, popular ou votada), foi elaborada por um
órgão eleito pela vontade popular, chamado normalmente de
Assembleia Constituinte, que assim delibera e aprova o
documento como representante da vontade do povo.
Gabarito C

12

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


09) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021) AgR, rel. min. Luiz Fux, P, j. 07-03-2017, DJE 56 de 23-03-
2017.
O mandado de segurança é um remédio
II- Errado. Súmula 268 do STF: Não cabe mandado de segurança
constitucional de natureza mandamental, que visa contra decisão judicial COM trânsito em julgado.
resguardar direito líquido e certo. “Inviável, pois, a pretensão mandamental, pois as partes ora
agravantes buscam rediscutir ato tornado irrecorrível, postulando,
A respeito do mandado de segurança, considere as
de maneira absolutamente imprópria, o reexame do fundo da
afirmativas a seguir com base no entendimento controvérsia, que já foi objeto de resolução judicial, com trânsito
sumular do STF: em julgado. Essa circunstância - que se acha plenamente
configurada no caso - bastaria, por si só, para inviabilizar, por
I- Não cabe mandado de segurança contra
completo, o processo mandamental em referência, pois a ação de
lei em tese. mandado de segurança não constitui sucedâneo de ação rescisória
II- Não cabe mandado de segurança contra (RTJ 168/174-175 - RTJ 182/194-195 - MS 22.748-AgR/RJ, Rel.
Min. Moreira Alves, v.g.). Mostra-se importante ter presente, no
decisão judicial sem trânsito em
ponto, ante a pertinência de sua invocação, que a Lei 12.016/2009,
julgado. que "Disciplina o mandado de segurança individual e coletivo
III- Não cabe mandado de segurança contra (...)", dispõe, em seu art. 5º, inciso III, que "Não se concederá
mandado de segurança quando se tratar: (...) de decisão judicial
ato judicial passível de recurso ou
transitada em julgado". O "writ" constitucional em questão, por
correição. isso mesmo, não pode ser utilizado como ação autônoma de
IV- Não cabe mandado de segurança como impugnação tendente à desconstituição da autoridade da coisa
julgada. Incide, pois, na espécie, como precedentemente
substitutivo de ação de cobrança ou de
enfatizado, um insuperável obstáculo jurídico representado
ação popular. pela Súmula 268 do Supremo Tribunal Federal, que proclama não
Pode-se afirmar: caber mandado de segurança contra decisão judicial com trânsito
em julgado. Cumpre destacar, por oportuno, que essa orientação
A) Apenas o item II está errado.
jurisprudencial foi reiterada, agora sob a vigência da nova Lei do
B) Apenas o item IV está correto. Mandado de Segurança, no julgamento, em 16/09/2009, do MS
C) Apenas os itens III e IV estão corretos. 27.335-ED/DF, Rel. Min. Ayres Britto.[MS 30.523 AgR, rel.
min. Celso de Mello, P, j. 9-10-2014, DJE 216 de 4-11-2014.]”
D) Apenas os itens II e III estão errados.
III- Certo. Súmula 267 do STF. Atenção aqui! Excepcionalmente,
E) Apenas os itens I, II e III estão corretos.
o STF tem admitido, vejamos: Possibilidade excepcional de
mandado de segurança: ato jurisdicional passível de
Comentários: I- Certo. Súmula 266 do STF. recurso sem efeito suspensivo e situação de dano efetivo
A lei em tese, como norma abstrata de conduta, não lesa qualquer ou potencial
direito individual, razão pela qual, na forma da Súmula 266 do “O exame do remédio constitucional do mandado de segurança tem
Supremo Tribunal Federal, não é passível de impugnação por levado a doutrina e a jurisprudência dos Tribunais em geral,
mandado de segurança. 2. O mandado de segurança não pode ser notadamente a do Supremo Tribunal Federal, a admitirem a
utilizado como mecanismo de controle abstrato da validade possibilidade de impetração mandamental contra atos de conteúdo
constitucional das leis e dos atos normativos em geral, posto não jurisdicional, sempre que, presente situação de dano efetivo ou
ser sucedâneo da ação direta de inconstitucionalidade. MS 34432 potencial, tais atos comportarem recurso destituído de eficácia
suspensiva, como sucede, p. ex., com o recurso extraordinário, que
13

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


possui efeito meramente devolutivo. É por isso que esta Suprema ao período anterior à impetração.”
Corte, ao destacar a cognoscibilidade da ação de mandado de [MS 27.565, rel. min. Gilmar Mendes, 2ª T, j. 18-10-
segurança ajuizada contra decisões judiciais, tem reconhecido, de 2011, DJE 221 de 22-11-2011.]
longa data, que o 'writ' constitucional terá inteira admissibilidade, Gabarito A
ainda que excepcionalmente, desde que, caracterizada situação de
dano irreparável (ou de difícil reparação), o recurso delas cabível
não tenha efeito suspensivo: (...) Esse entendimento, no sentido da
excepcional admissibilidade de mandado de segurança contra
decisão judicial impugnável mediante recurso desprovido de efeito
suspensivo, sempre teve, como ora referido, o beneplácito da
jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (RTJ 36/651 - RTJ
42/714 - RTJ 47/716 - RTJ 70/516 - RTJ 71/876 - RTJ 136/287,
v.g.), mesmo nos casos em que cabível, tão somente, o recurso
extraordinário (RMS 2.417/SP, Rel. Min. AFRÂNIO COSTA, "in"
RT 243/576): (...) Tal orientação jurisprudencial, por sua vez, veio
a ser formalmente positivada em texto normativo hoje inscrito no
art. 5º, inciso II, da Lei 12.016/2009.” [RMS 26.265 AgR, rel.
min. Celso de Mello, 2ª T, j. 16-9-2014, DJE de 13-10-2014.]
IV- Certo. Súmula 101 do STF: O mandado de segurança não
substitui a ação popular. Súmula 269 do STF: O mandado de
segurança não é substitutivo de ação de cobrança.
“(...) Ao examinar a pretensão mandamental e a pertinência do
"writ" constitucional em questão, reconheci a inviabilidade da
utilização, na espécie, da presente ação de mandado de segurança,
eis que a parte impetrante, ora agravante, postula, na realidade, em
nome próprio, nesta sede mandamental, a defesa de direito alheio
(o direito dos cidadãos em geral, de um lado, e as prerrogativas
institucionais do Congresso Nacional, de outro). (...) Como se sabe,
o ordenamento jurídico pátrio estabelece que "Ninguém poderá
pleitear, em nome próprio, direito alheio, salvo quando autorizado
10) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021)
por lei" (CPC, art. 6º- grifei). (...) Não obstante o relevo de tais
objetivos, cumpre ressaltar que o mandado de segurança não pode Miguel Garcia, de 49 (quarenta e nove) anos de
ser utilizado como sucedâneo de ação popular, consoante esta idade, é Governador do Estado X, onde estão
Suprema Corte tem advertido em sucessivos julgamentos (...)
situados os Municípios Y e Z, cumprindo seu
valendo referir, por necessário, a existência, neste Tribunal,
da Súmula 101, cujo enunciado tem o seguinte conteúdo: (...).” segundo mandato consecutivo no cargo. Sofia
[MS 33.844 MC-AgR, rel. min. Celso de Mello, P, j. 28-10- Gimenes, esposa de Miguel e com 35 (trinta e
2015, DJE 236 de 24-11-2015.]
cinco anos de idade) anos de idade, atualmente é
“Ressalto que, conforme jurisprudência do Tribunal
consubstanciada nas súmulas 269 e 271, o mandado de segurança Prefeita do Município Y, estando cumprindo seu
não se presta aos fins de ação de cobrança, de forma que a primeiro mandato em tal função. Gustavo Garcia,
concessão da segurança não produz efeitos patrimoniais em relação
filho de Miguel Garcia, com 25 anos de idade e
14

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


com domicílio eleitoral no Município Z, não em que pese ser esposa do Governador do Estado X,
Sofia poderá concorrer à reeleição na Prefeitura.
detém cargo eletivo atualmente. Nas próximas
Gustavo, por outro lado, não é titular de nenhum mandado
eleições, Miguel pretende se candidatar a
eletivo e pretende se candidatar à Câmara de Vereadores do
Governador do Estado X, Sofia Gimenes pretende Município Z. Em razão do seu pai Miguel ser
se candidatar à Prefeita do Município Y e Gustavo Governador do Estado no qual se situa o Município,
pretende se candidatar a vereador do Município Z. Gustavo incorrerá na hipótese de inelegibilidade trazida
acima, não podendo se candidatar à função pretendida.
Poderão concorrer, nos termos pretendidos:
Por fim, quanto à Miguel, verifica-se que o mesmo já
A) Apenas Miguel Garcia e Sofia Gimenes;
cumpre o seu segundo mandato consecutivo enquanto
B) Miguel Garcia, Sofia Gimenes e Gustavo Governador do Estado X. Não poderá, dessa forma, se
Garcia; eleger para um terceiro mandato consecutivo, visto que,
C) Apenas Sofia Gimenes; nos termos do art. 14, § 5º, da Constituição Federal, “o
Presidente da República, os Governadores de Estado e do
D) Apenas Miguel Garcia e Gustavo Garcia;
Distrito Federal, os Prefeitos e quem os houver sucedido, ou
E) Apenas Sofia Gimenes e Gustavo Garcia.
substituído no curso dos mandatos poderão ser reeleitos
para um único período subsequente”.
COMENTÁRIOS: Inicialmente, vale destacar as Ante os requisitos constitucionais postos, apenas Sofia
seguintes idades mínimas, como condições de elegibilidade poderá concorrer ao cargo pretendido, estando correta a
aos respectivos cargos: (i) trinta anos para Governador; (ii) assertiva C.
vinte e um anos para Prefeito; (iii) dezoito anos para OBS: SABEMOS QUE PROVAVELMENTE ALGUM(NS) ALUNO(S)
IRIA(M) INDAGAR QUE A QUESTÃO POSSUI UM ERRO TÉCNICO,
vereador. Verifica-se que Miguel tem 49 anos, Sofia tem 35
HAJA VISTA QUE SOFIA NÃO PODERIA, EM TESE, SER PREFEITA
anos e Gustavo tem 25 anos de idade. Dessa forma, quanto
NO MUNICÍPIO “Y”, JÁ QUE SEU ESPOSO, MIGUEL, JÁ OCUPAVA
ao requisito idade em específico, todos os envolvidos na O CARGO DE GOVERNADOR NO ESTADO ONDE ESTÁ SITUADO
situação seriam elegíveis. O REFERIDO MUNICÍPIO (MIGUEL JÁ ESTAVA NO SEGUNDO
MANDATO, DE MODO QUE SOFIA SEQUER PODERIA
Contudo, deve ser aplicado ao caso o art. 14, § 7º, da
CONCORRER AO PRIMEIRO MANDATO DE PREFEITA NO
Constituição Federal, que dispõe que “são inelegíveis, no
MUNICÍPIO “Y”, POR CONTA DA INELEGIBILIDADE REFLEXA).
território de jurisdição do titular, o cônjuge e os parentes PORÉM, ESSA NÃO É A INDAGAÇÃO DA QUESTÃO, A QUAL SÓ
consangüíneos ou afins, até o segundo grau ou por adoção, PEDE PARA QUE SEJA ANALISADO EM RELAÇÃO AS PRÓXIMAS
ELEIÇÕES, AFIRMANDO QUE SOFIA JÁ OCUPA O CARGO DE
do Presidente da República, de Governador de Estado ou
PREFEITA NO MUNÍCIPIO “Y” (E ISSO É POSSÍVEL!! BASTA
Território, do Distrito Federal, de Prefeito ou de quem os
IMAGINAR UMA SITUAÇÃO EM QUE SOFIA E MIGUEL SÓ SE
haja substituído dentro dos seis meses anteriores ao pleito, CONHECERAM E SE CASARAM QUANDO ELES JÁ OCUPAVAM
salvo se já titular de mandato eletivo e candidato à OS CARGOS DE PREFEITA E GOVERNADOR,
RESPECTIVAMENTE). DICA: NÃO VÁ ALÉM DO QUE A QUESTÃO
reeleição”.
PEDE!!!!
Quanto à Sofia, verifica-se que a mesma seria candidata à
Gabarito C
reeleição, visto que já titular de mandado eletivo no
Município Y, enquadrando-se a mesma, portanto, na
exceção trazida no final do dispositivo citado. Dessa forma,

15

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


11) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021)
Acerca dos sentidos e das classificações da
Constituição, assinale a alternativa correta:
A) Escritor da obra “Teoria da Constituição”,
Ferdinand Lassalle asseverou que uma
Constituição não pode ser apenas uma
folha de papel, uma vez que se forma a
partir de uma decisão política
fundamental.
B) Quanto a origem, são consideradas Cartas
Constitucionais em razão de terem sido
outorgadas as Constituições de 1824,
1937, 1967 e 1988.
C) Em matéria constitucional, regras são
normas de conteúdo objetivo,
determinado, e devem ser aplicadas
integralmente. Em contrapartida,
princípios são normas de conteúdo amplo
e, enquanto mandamentos de otimização,
são aplicados na maior intensidade
possível. Desta forma, a Constituição de
1988 é considerada preceitual, por
apresentar mais regras que princípios.
D) Na obra “Teoria pura do Direito”, Hans
Kelsen classificou o sentido Jurídico de
Constituição em sentido lógico-jurídico,
sendo a Constituição uma norma posta e
suprema; e sentido jurídico-positivo, em
que a Constituição representa a norma
fundamental hipotética.
E) Classificada como Dirigente, a
Constituição de 1988 garante, além dos
16

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


direitos e garantias fundamentais, metas No que se refere à defesa do Estado e das
estatais para direcionar o Estado, em instituições democráticas, sob a ótica do Direito
oposição as Constituições Garantia, que Constitucional, assinale a alternativa CORRETA:
apenas apresentam direitos e garantias A) a Polícia Civil do Distrito Federal é
fundamentais. organizada e mantida pelo Distrito
Federal, embora a instituição seja
Comentários: A – INCORRETA: Ferdinand Lassalle, autor subordinada ao Chefe do Poder Executivo
da obra “O que é Constituição?”, realmente asseverou que uma da União.
Constituição não pode ser uma mera folha de papel. Constituição,
B) A polícia Penal Estadual trata-se de órgão
com base no sentido Sociológico de Lassalle, é a soma dos fatores
reais de poder que emanam da população, sendo que uma diretamente subordinado às polícias civis
Constituição escrita só terá eficácia se refletir a Constituição real. dos Estados.
B – INCORRETA: São consideradas Cartas Constitucionais em
C) Os órgãos constitucionalmente
razão de terem sido outorgadas as Constituições de 1824, 1937,
1967. Contudo, a Carta Magna de 1988 foi democraticamente responsáveis pelo exercício da segurança
promulgada. pública são, exclusivamente, a Polícia
C – INCORRETA: De fato, em matéria constitucional, regras são
Federal, Polícia Rodoviária Federal,
normas de conteúdo objetivo, determinado, e devem ser aplicadas
integralmente. Em contrapartida, princípios são normas de Polícia Ferroviária Federal, polícias civis e
conteúdo amplo e, enquanto mandamentos de otimização, são polícias militares.
aplicados na maior intensidade possível. O erro da alternativa está
D) À Polícia civil, além das atribuições
em afirmar que a CF/88 é classificada como preceitual, uma vez
que, por apresentar mais princípios que regras, a classificação definidas em lei, compete a execução de
correta é Principiológica. atividades de defesa civil.
D – INCORRETA: A alternativa inverte os conceitos
E) Ao policial civil é permitido o direito à
apresentados por Kelsen em sua obra “Teoria pura do Direito”,
sendo o sentido lógico-jurídico a norma fundamental hipotética e o sindicalização, mas vedado o direito à
sentido jurídico-positivo a Constituição como norma posta e greve.
suprema.
E – CORRETA: Alternativa correta, uma vez que a Carta Magna
de 88 é classificada como Dirigente porque garante, além dos Comentários:
direitos e garantias fundamentais, metas estatais para direcionar o a) INCORRETA. Na realidade, o que ocorre é
Estado. Em sentido oposto, as Constituições Garantia apenas exatamente o inverso. A PCDF é organizada e mantida
apresentam direitos e garantias fundamentais. pela União, embora seja subordinada ao Governador do
Gabarito E
Distrito Federal.
Art. 144, §6º: As polícias militares e os corpos de
bombeiros militares, forças auxiliares e reserva do Exército
12) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021) SUBORDINAM-SE, juntamente com as polícias civis e as
polícias penais estaduais e distrital, aos

17

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


GOVERNADORES dos Estados, do Distrito Federal e - Policiais são proibidos de fazer greve. O exercício do
dos Territórios. direito de greve, sob qualquer forma ou modalidade, é
b) INCORRETA. As polícias penais foram inseridas no vedado aos policiais civis e a todos os servidores públicos
rol de órgãos autônomos da segurança pública pela que atuem diretamente na área de segurança pública. É
Emenda Constitucional de nº 104/2019. Desse modo, obrigatória a participação do Poder Público em mediação
não se subordinam a quaisquer dos outros órgãos instaurada pelos órgãos classistas das carreiras de segurança
definidos pelo Art. 144 da CF/88. pública, nos termos do art. 165 do CPC, para vocalização
c) INCORRETA. A assertiva está incorreta pois esquece dos interesses da categoria.
de mencionar outros órgãos que também estão previstos STF. Plenário. ARE 654432/GO, Rel. orig. Min. Edson
no Art. 144 da CF/88: Fachin, red. p/ o ac. Min. Alexandre de Moraes, julgado
Art. 144. A segurança pública, DEVER do Estado, em 5/4/2017 (repercussão geral) (Info 860).
DIREITO E RESPONSABILIDADE de todos, é exercida Gabarito E
para a preservação da ordem pública e da incolumidade
das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos:
I - polícia federal;
II - polícia rodoviária federal;
III - polícia ferroviária federal;
IV - polícias civis;
V - polícias militares e corpos de bombeiros militares.
VI - polícias penais federal, estaduais e distrital. (EC nº
104/2019)
Obs: Os Estados membro não podem criar órgãos de
segurança pública distinto desses estabelecidos no Art.
144.
d) INCORRETA. A execução de atividades de defesa
civil é de incumbência dos bombeiros militares, nos
termos do §5º, art. 144 da CF:
Art. 144, § 5º Às POLÍCIAS MILITARES cabem a
polícia ostensiva e a preservação da ordem pública;
aos CORPOS DE BOMBEIROS MILITARES, além
das atribuições definidas em lei, incumbe a execução de
atividades de defesa civil.
13) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021)
e) CORRETA. Os servidores públicos da segurança
Sobre os direitos e garantias fundamentais
pública são proibidos de fazer greve, isso é fato, mas
apenas aos militares é vedada a sindicalização (Art.
assinale a alternativa correta:
142, IV). Por essa razão, policiais civis podem sim A) Para que as associações possam ser
filiar-se a sindicatos. dissolvidas é necessário decisão judicial
Tenha atenção ao seguinte julgado:
transitada em julgado.
18

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


B) Os direitos fundamentais são droga ilícita. Isso quer dizer que a expressão da ideia é
livre, porém não pode o consumo, que é crime, ser
personalíssimos e, por isso, somente a
justificado pela defesa das ideias. Assim, o STF
própria pessoa pode renunciá-los.
consignou que a marcha pela descriminalização é sim,
C) A orientação do STF é que o consumo de constitucional, mas o uso das substâncias, não. Assim,
droga ilícita em passeata que reivindique a na ADPF 187 (Marcha da Maconha/2011), o STF
descriminalização do uso dessa substância formou opinião que passeata ao defender a legalização
do uso de substâncias entorpecentes (informalmente
faz-se assegurado pela liberdade de
conhecida como "Marcha da Maconha'') é a legítima
expressão.
manifestação de duas liberdades individuais revestidas
D) É cabível o HC contra decisão que tenha de caráter fundamental: o direito de reunião (como
indeferido liminar em outro HC. liberdade-meio) e o direito à livre expressão do
E) Não é cabível o HC caso o objetivo seja o pensamento (como liberdade-fim). É, pois, um legítimo
"debate que não se confunde com incitação prática de
reconhecimento da decadência.
delito nem se identifica com apologia de fato
criminoso".
Comentários: d) Errado. Não é cabível HC nesse caso. Isso porque o HC
a) Correto. Conforme nota o art. 5º, XIX da CF: não poderá ser utilizado como substitutivo de recurso.
“XIX - as associações só poderão ser Nesse caso temos a súmula 691 do STF que determina:
compulsoriamente dissolvidas ou ter suas “Súmula 691 Não compete ao Supremo Tribunal
atividades suspensas por decisão judicial, Federal conhecer de habeas corpus impetrado
exigindo-se, no primeiro caso, o trânsito em contra decisão do relator que, em habeas corpus
julgado;” requerido a tribunal superior, indefere a liminar.”
b) Errado. Os direitos fundamentais têm como Deste modo, não há habeas corpus substitutivo de
característica a “irrenunciabilidade” (É personalíssimo, recurso, isso é inadmissível pelos tribunais. De
mas irrenunciável!). Essa é, inclusive, uma das acordo com AVENA (2020):
principais características dos direitos fundamentais. “Considerem-se as seguintes
Nesse sentido - Irrenunciabilidade: o titular dos direitos hipóteses:
fundamentais não pode deles dispor, embora possa 1) Determinada pessoa impetra habeas corpus
deixar de exercê-los. É admissível, entretanto, em perante o juiz de direito contra ato do delegado de
algumas situações, a autolimitação voluntária de seu polícia, sendo, porém, denegada a ordem.
exercício, num caso concreto. Seria o caso, por Irresignada, poderá impugnar essa decisão do juiz
exemplo, dos indivíduos que participam dos conhecidos por meio de recurso em sentido estrito, com
“reality shows”, que, temporariamente, abdicam do previsão no art. 581, X, do CPP, a ser julgado por
direito à privacidade. órgão colegiado do Tribunal de Justiça.
c) Errado. O que temos garantido é a liberdade de 2) O paciente impetra habeas corpus perante
expressão com relação a passeata, porém não é possível o Tribunal de Justiça contra ato do juiz de direito,
que essa própria passeata possa assegurar o consumo de operando-se a denegação da ordem pela Câmara

19

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


julgadora. Inconformado com o acórdão, poderá o âmbito do Superior Tribunal de Justiça (HC
impetrante dele recorrer por meio do recurso 169.556/RJ, DJ 23.11.2012). Com isso, percebe-se
ordinário constitucional para o STJ, previsto no art. que os Tribunais Superiores, visando combater o
105, II, “a”, da Constituição Federal. excessivo alargamento da admissibilidade da
Em ambos os casos, como se vê, existe via recursal ação constitucional do habeas corpus, passaram
adequada para o insurgimento contra a decisão que, a rechaçar a sua utilização em substituição das
julgando o writ impetrado, manteve a decisão vias recursais ordinárias (apelação, agravo em
impugnada. execução, recurso em sentido estrito, recurso
Entretanto, jurisprudencialmente, construiu-se ordinário constitucional etc.).
a figura do habeas corpus substitutivo, e) Errado. Há possibilidade de HC quando busca o
consistente na faculdade outorgada ao reconhecimento da decadência. O artigo 648 do CPP,
interessado, sendo-lhe negado habeas corpus em seu inciso VII, considera como hipótese de
anterior, de optar, em vez do recurso previsto cabimento do Habeas Corpus a extinção da
em lei, pela impetração de outro habeas corpus, punibilidade. Se recorrermos ao artigo 107 do Código
dirigido este a uma instância superior. Penal para verificarmos as hipóteses de extinção da
Considerava-se, pois, que a circunstância de um punibilidade encontraremos, em seu inciso IV,
órgão jurisdicional denegar o writ contra ato justamente a previsão da Decadência. Assim, o HC é
considerado pelo impetrante como um instrumento hábil para o reconhecimento da decadência.
constrangimento ilegal contaminava-se com essa Ou seja, o HC é instrumento ábio para o
ilegalidade, fazendo que o prolator da decisão reconhecimento da decadência:
desfavorável assuma a posição de coator. Destarte, “Art. 648. A coação considerar-se-á ilegal:

na primeira das hipóteses citadas, podia o VII - quando extinta a punibilidade.”

sucumbente optar entre o ingresso de recurso em Por essa razão, alternativa incorreta.
Gabarito A
sentido estrito contra a decisão do juiz ou impetrar
novo habeas corpus junto à instância superior
competente em face da decisão que lhe indeferiu o
habeas corpus anteriormente ajuizado. Situação 14) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021)
análoga ocorria no segundo caso ilustrado, em que
Sobre a Administração Pública na ordem
é facultado ao prejudicado optar entre a
constitucional, assinale a alternativa correta:
interposição de recurso ordinário constitucional
contra o acórdão que deseja atacar, ou deduzir, A) De acordo com o art. 37, caput, são
contra esse, outro habeas corpus, a ser ingressado princípios da Administração Pública a
na esfera jurisdicional competente. legalidade, impessoalidade, moralidade,
Não obstante esse entendimento estivesse
proporcionalidade e eficiência.
consagrado, o Supremo Tribunal Federal, a
B) Somente por lei específica poderá ser
partir do julgamento do HC 109.956/PR (DJ
11.09.2012), passou a não mais admitir o habeas criada autarquia ou instituição de empresa
corpus substitutivo. Igual posição foi adotada no pública, de sociedade de economia mista e
20

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


de fundação, cabendo à lei complementar, totalmente público), esses são casos em que a lei cria os
referidos entes. Já nos casos de entes de direito privado
nos casos da sociedade de economia
há apenas autorização por lei. Assim está a CF disposta:
mista, definir as áreas de sua atuação.
“Art. 37, XIX – somente por lei específica poderá
C) A lei estabelecerá os casos de contratação ser criada autarquia e autorizada a instituição de
por tempo determinado para atender a empresa pública, de sociedade de economia mista e
necessidade permanente de excepcional de fundação, cabendo à lei complementar, neste
último caso, definir as áreas de sua atuação;”
interesse público.
É importante saber todos os detalhes desse inciso
D) O servidor público poderá perder a
pois são muito cobrados em prova.
estabilidade em virtude de processo Errado. A necessidade não é permanente, mas
administrativo em que lhe é assegurada temporária, de excepcional interesse público.
ampla defesa. Assim, temos o art. 37, IX da CF:
“IX - a lei estabelecerá os casos de contratação
E) O princípio da impessoalidade decorre da
por tempo determinado para atender a necessidade
EC 19/98 e estabelece a necessidade de a
temporária de excepcional interesse público;”
Administração ter uma visão gerencial da Portanto, alternativa incorreta.
coisa pública, primando por qualidade c) Correto. Trata de uma das hipóteses previstas no art. 41
aliada à economia. da CF:
“Art. 41. São estáveis após três anos de efetivo
exercício os servidores nomeados para cargo de
Comentários:
provimento efetivo em virtude de concurso público.
a) Errado. Cuidado com a pegadinha, normalmente o
§ 1º O servidor público estável só perderá o cargo:
candidato decora LIMPE, mas esquece o que,
I - em virtude de sentença judicial transitada em
exatamente, significa cada uma das letras.
julgado;
Em verdade o princípio não é proporcionalidade,
II - mediante processo administrativo em que lhe
mas publicidade.
seja assegurada ampla defesa;
Segundo o caput do art. 37 da CF:
III - mediante procedimento de avaliação periódica
“Art. 37. A administração pública direta e indireta
de desempenho, na forma de lei complementar,
de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do
assegurada ampla defesa.”
Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos
Perceba algumas coisas: a sentença deve ser
princípios de legalidade, impessoalidade,
transitada em julgado e não admite a perda na
moralidade, publicidade e eficiência e, também, ao
condenação em qualquer instância.
seguinte:”
Para que tenha a perda da estabilidade por processo
Alternativa incorreta.
de avaliação periódica de desempenho é necessária
b) Errado. Pessoal muito cuidado. Somente há criação por
a garantia da ampla defesa.
lei da autarquia, todas as outras espécies são autorizadas
Assim, alternativa correta.
por lei, exceto a fundação de direito público (capital

21

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


d) Errado. Tal justificativa trata do princípio da eficiência, Constituição Federal de 1988, assinale a assertiva
ou seja, o princípio da eficiência é quem decorre da
incorreta:
EC19/98 e estabelece a necessidade de a Administração
A) é livre a manifestação do pensamento,
ter uma visão gerencial da coisa pública, primando por
qualidade aliada à economia.
sendo vedado o anonimato.
No tocante ao princípio da impessoalidade ele liga- B) a casa é asilo inviolável do indivíduo,
se ao interesse da coletividade de maneira que se ninguém nela podendo penetrar sem
entende que a Administração não deve, como regra
consentimento do morador, salvo em caso
geral, beneficiar ou prejudicar ninguém, mas atuar
de flagrante delito ou desastre, ou para
de maneira impessoal.
Alternativa incorreta.
prestar socorro, ou, durante o dia, por
Gabarito D determinação judicial.
C) é plena a liberdade de associação para fins
lícitos, vedada a de caráter paramilitar.
D) todos podem reunir-se pacificamente, sem
armas, em locais abertos ao público,
independentemente de autorização, desde
que não frustrem outra reunião
anteriormente convocada para o mesmo
local, sendo apenas exigido prévio aviso à
autoridade competente.
E) a lei estabelecerá o procedimento para
desapropriação por necessidade ou
utilidade pública, ou por interesse social,
sempre mediante justa e prévia indenização
em dinheiro.

Comentários: A) Correta. CF, art. 5º IV – “é livre a


manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.”
A manifestação tem o significado de exteriorização de
15) (Questão autoral Projeto em Delta – 2020) ideias, e abrange todas as formas de comunicação, não
No que se refere aos Direitos e Garantias podendo o estado impor censura ou exigir licença. O Estado
não pode proibir ninguém de expressar seu pensamento,
Individuais e Coletivos previstos no artigo 5° da
porém, uma vez expresso, será sempre possível o controle
de sua legalidade, através do Poder Judiciário.
22

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


A liberdade de expressão está condicionada à identificação independentemente de autorização, desde que não frustrem
do autor, para que se evitem manifestações levianas que outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local,
ofendam terceiros e para que se possa responsabilizar sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade
aqueles que os fizerem. competente.”
B) Correta. CF, art. 5º XI – “a casa é asilo inviolável do Como pode observar, nossa constituição garante que todos
indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem podem reunir-se em locais públicos sem a necessidade de
consentimento do morador, salvo em caso de flagrante delito solicitar autorização ao ente público.
ou desastre, ou para prestar socorro, ou, durante o dia, por Porém, impõe algumas condições:
determinação judicial.” » A reunião deve ser pacífica
Como regra, ninguém – nem mesmo a polícia ou » Os manifestantes não podem portar armas
representantes da Justiça ou mesmo o Presidente da » Não devem frustrar outra reunião anteriormente
República – pode entrar no domicílio alheio sem permissão convocada para o mesmo local;
do proprietário. » E deve haver prévio aviso a autoridade competente para
No entanto, existem 4 exceções: que possa, por exemplo, verificar se já não há outra reunião
marcada para o mesmo local e horário, organizar o trânsito
local, garantir a proteção dos que participarão.
Esse direito de reunião pode ser restringido nos casos de
guerra, estado de defesa e estado de sítio.
E) Incorreta. CF, art. 5º XXIV – “a lei estabelecerá o
procedimento para desapropriação por necessidade ou
utilidade pública, ou por interesse social, mediante justa e
prévia indenização em dinheiro, ressalvados os casos
previstos nesta Constituição.”
Observa-se que o ao final o dispositivo há ressalvas quanto
Importante observar que, de acordo como o STF, a ao pagamento justo, prévio e em dinheiro nos casos de
expressão domicílio abarca não somente a residência, mas desapropriação, vejamos duas exceções previstas na
qualquer local que constitua um recinto fechado ou de Constituição Federal:
acesso controlado, como um escritório de advocacia, um Art. 182. § 4º - “É facultado ao Poder Público municipal,
consultório médico ou um ateliê, uma vez que se busca mediante lei específica para área incluída no plano diretor,
proteger é a privacidade do indivíduo. exigir, nos termos da lei federal, do proprietário do solo
C) Correta. CF, art. 5º XVII – “é plena a liberdade de urbano não edificado, subutilizado ou não utilizado, que
associação para fins lícitos, vedada a de caráter paramilitar.” promova seu adequado aproveitamento, sob pena,
Quando a Constituição diz que é plena a liberdade de sucessivamente:
associação, quer dizer que as pessoas podem se associar para I - parcelamento ou edificação compulsórios;
os fins que desejarem, desde que NÃO SEJA PARA FINS II - imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana
PARAMILITARES. progressivo no tempo;
D) Correta. CF, art. 5º XVI – “todos podem reunir-se III - desapropriação com pagamento mediante títulos da
pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, dívida pública de emissão previamente aprovada pelo

23

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


Senado Federal, com prazo de resgate de até dez anos, Ainda se diferenciando da desapropriação, como pode
em parcelas anuais, iguais e sucessivas, assegurados o observar, na requisição administrativa SOMENTE
valor real da indenização e os juros legais.” HAVERÁ INDENIZAÇÃO POSTERIOR, CASO HAJA
Art. 184.- “Compete à União desapropriar por interesse DANO (ex.: deterioração do imóvel, etc).
social, para fins de reforma agrária, o imóvel rural que Gabarito E
não esteja cumprindo sua função social, mediante prévia
e justa indenização em títulos da dívida agrária, com
cláusula de preservação do valor real, resgatáveis no prazo
de até vinte anos, a partir do segundo ano de sua emissão, e
cuja utilização será definida em lei.”.
A desapropriação é um ato administrativo pelo o qual o
Estado retira a propriedade de alguém.
Como pode observar, o referido inciso traz às razões pelas
quais isso pode ser feito:
● Necessidade Pública: a administração está diante de uma
situação de risco iminente.
● Utilidade Pública: a desapropriação é conveniente ao
atendimento do interesse público.
● Interesse Social: finalidade de reduzir as desigualdades
sociais.
Requisitos em relação à indenização:
– Prévia (ou seja, deve ser disponibilizado ao proprietário
antes da efetivação da desapropriação)
– Em dinheiro (não pode pagar em títulos públicos, como
ocorre como a desapropriação para reforma agrária, por
exemplo)
– E justa, correspondendo realmente ao valor do imóvel
desapropriado.
16) (Ano: 2018 Banca: NUCEPE Órgão: PC-PI
A desapropriação não se confunde com a requisição Prova: NUCEPE - 2018 - PC-PI - Delegado de
administrativa, uma vez que, nesta última, diferente da Polícia Civil)
desapropriação, o dono do imóvel NÃO PERDE A
A Constituição Federal de 1988 inovou, ao
PROPRIEDADE.
estabelecer princípios que governam as relações
A requisição administrativa trata-se da possibilidade de a
Administração Pública utilizar-se temporária e
internacionais, marque a alternativa que NÃO
compulsoriamente de um imóvel particular, cabendo contempla os princípios fixados pela CF.
somente em caso de IMINENTE PERIGO (desabamento, A) Independência nacional, prevalência dos
inundação, etc), conforme prevê o inciso XXV do art. 5º, da
direitos humanos, defesa da paz.
CF/88.

24

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


B) Concessão de asilo político, solução
pacífica de conflitos, defesa da paz,
igualdade entre os Estados.
C) Não intervenção, autodeterminação dos
povos, igualdade entre os Estados.
D) Cooperação entre os povos para o
progresso da humanidade, não-intervenção,
prevalência de direitos humanos.
E) Integração econômica entre os povos,
prevalência de direitos humanos,
erradicação das desigualdades.

Comentários: CF/88, Art. 4º A República Federativa do


Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos
seguintes princípios:
X - CONcessão de asilo político;
VI - DEfesa da paz;
II - PREvalência dos direitos humanos;
VII - SOlução pacífica dos conflitos;
IV - NÃO-intervenção;
VIII - REpúdio ao terrorismo e ao racismo;
17) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021)
I - INdependência nacional;
A interpretação das normais constitucionais é a
III - Autodeterminação dos povos;
IX - COOPERAção entre os povos para o progresso da
atividade prática que se dispõe a determinar o
humanidade; sentido e alcance dos enunciados normativos.
V - IGUALdade entre os Estados. Atualmente a interpretação se obtém a partir de
CON – DE – PRE – SO – NÃO – RE – IN – A –
um conjunto de métodos distintos, porém
COOPERA – IGUAL.
complementares. A respeito dos métodos
Em todas as alternativas temos alguns desses princípios,
exceto na alternativa E, uma vez que integração econômica
interpretativos, analise a primeira coluna em
entre os povos e erradicação das desigualdades não se relação à segunda:
encontram no presente artigo. I- Método científico-espiritual
Gabarito E
II- Método Tópico-problemático.
III- Método jurídico.
IV- Método normativo-estruturante
25

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


V- Método Hermenêutico-concretizador E) e) I – E, II – D, III – A, IV – C, V- B.
A) A interpretação constitucional leva a um
processo aberto de argumentação entre os Comentários:
vários partícipes ou intérpretes, para se I- Método científico-espiritual: Só o recurso à ordem de
valores obriga a uma captação espiritual desse conteúdo
adaptar a norma constitucional ao problema
axiológico último da Constituição. Método científico-
concreto para, só ao final, se identificar a
espiritual (Rudolf Smend).
norma adequada. II- Método Tópico-problemático: Parte-se do problema
B) Parte da ideia de que a leitura da (caso concreto) para a norma, fazendo caminho inverso dos
Constituição deve se iniciar pela pré- métodos tradicionais, que buscam a solução do caso a partir
da norma. Método Tópico-problemático (Theodor
compreensão do seu sentido através de uma
Viehweg).
atividade criativa do intérprete.
III- Método jurídico: Tese da interpretação constitucional e
C) A interpretação constitucional deve levar interpretação legal. Método jurídico ou hermenêutico
em consideração a compreensão da clássico (Savigny).
Constituição como uma ordem de valores e IV- Método normativo-estruturante: É um método
concretista também, diferenciando-se dele, porém, na
como elemento do processo de integração.
medida em que a norma a ser concretizada não está
D) Parte da premissa de que existe uma relação
inteiramente no texto, sendo o resultado entre este e a
necessária entre o texto e a realidade. O realidade. Método normativo-estruturante (Friederich
texto é apenas a ponta do iceberg, não Muller).
compreendendo a norma apenas o texto, V- Método Hermenêutico-concretizador: O método
considera a interpretação constitucional como uma atividade
mas também um pedaço da realidade social.
de concretização da Constituição, circunstância que permite
E) A interpretação da Constituição deve se dar
ao intérprete determinar o próprio conteúdo material da
conforme interpretação de uma lei, norma. Método Hermenêutico-concretizador (Concretista –
utilizando os elementos clássicos da Hesse).
hermenêutica como o gramatical, o Gabarito A.

histórico, o sistemático, o teleológico e o


genético.
A alternativa que traz a correta associação do 18) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021)

método ao conteúdo correspondente é: No tocante ao controle de constitucionalidade, é

A) I - C, II – A, III – E, IV – D, V- B. possível afirmar:

B) I - B, II – C, III – A, IV – D, V- E. A) Segundo o sistema austríaco de controle de

C) I – C, II – B, III – E, IV – A, V- D. constitucionalidade, por regra, o vício de

D) I – B, II – A, III – D, IV – C, V- E.
26

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


inconstitucionalidade produz efeitos ex A inconstitucionalidade material que é a nomoestática.
C) Errado. Não se conta em dobro o prazo recursal para a
tunc (retroativos).
Fazenda Pública em processo objetivo, mesmo que seja
B) A inconstitucionalidade formal, também
para interposição de recurso extraordinário em processo de
chamada de nomoestática, é dividida em fiscalização normativa abstrata. As prerrogativas processuais
inconstitucionalidade formal orgânica, dos entes públicos, tal como prazo recursal em dobro e
formal propriamente dita e formal por intimação pessoal, não se aplicam aos processos em sede de
controle abstrato. Não se aplica ao processo objetivo de
violação a pressupostos objetivos do ato.
controle abstrato de constitucionalidade a norma que
C) É aplicado ao processo objetivo de controle
concede prazo em dobro à Fazenda Pública. Assim, por
abstrato de constitucionalidade a norma que exemplo, a Fazenda Pública não possui prazo recursal em
concede prazo em dobro à Fazenda Pública. dobro no processo de controle concentrado de
D) A cláusula de reserva do plenário é constitucionalidade, mesmo que seja para a interposição de
recurso extraordinário. STF. Plenário. ADI 5814 MC-AgR-
aplicada também nas Turmas Recursais dos
AgR/RR, Rel. Min. Roberto Barroso; ARE 830727 AgR/SC,
Juizados Especiais.
Rel. para acórdão Min. Cármen Lúcia, julgados em
E) A concessão da medida cautelar em ação 06/02/2019 (Info 929).
direta de inconstitucionalidade torna D) Errado. A cláusula de reserva do plenário NÃO é
aplicável a legislação anterior acaso aplicada nas Turmas Recursais dos Juizados, isso porque as
turmas de Juizados não são consideradas Tribunais.
existente, salvo expressa manifestação em
E) Correto. Art. 11, § 2o : “A concessão da medida cautelar
sentido contrário.
torna aplicável a legislação anterior acaso existente, salvo
expressa manifestação em sentido contrário.” – Efeito
Comentários: repristinatório expresso.
A) Errado. Segundo o sistema austríaco de controle de Gabarito E.
constitucionalidade, por regra, o vício de inconstitucionalidade
produz efeitos ex nunc (prospectivos).
SISTEMA AUSTRÍACO - SISTEMA NORTE-
KELSEN AMERICANO – 19) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021)
MARSHALL Considere a seguinte situação hipotética:
Decisão tem eficácia Decisão tem eficácia
José, prefeito do município de Macau/RN, em seu
constitutiva. declaratória.
A inconstitucionalidade produz A inconstitucionalidade produz segundo mandato, com o intuito de que seu
efeitos ex nunc. efeitos ex tunc. companheiro Ademar, que não é detentor de
Lei inconstitucional é ato A lei inconstitucional é ato
nenhum mandato eletivo, pudesse concorrer a
anulável. nulo.
vaga de Prefeito de Macau nas próximas eleições,
B) Errado. A inconstitucionalidade formal também é resolve renunciar ao cargo faltando seis meses
chamada de nomodinâmica. para o pleito.
27

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


Na mesma semana que renuncia, José, que possui companheiro, não poderia se candidatar a
negócios no município de Touros/RN, recebe o cargos no município de Macau.
convite para concorrer às eleições para prefeito na E) Não há nenhum impedimento às
localidade, fazendo com que o mesmo mude seu candidaturas de José e Ademar.
domicílio eleitoral para Touros.
De acordo com o caso narrado e o entendimento Comentários: Vamos analisar a situação hipotética.
legal e jurisprudencial sobre os Direitos políticos, José, prefeito de Macau, sendo chefe do executivo torna
assinale a alternativa correta: inelegíveis determinadas pessoas para concorrer a cargos no
respectivo território de jurisdição. Vejamos o que diz a lei:
A) José poderá renunciar, mas Ademar não
ART. 14, §7º: A inelegibilidade em razão do parentesco
poderá concorrer ao cargo de Prefeito nas
torna inelegíveis no território de jurisdição do Chefe do
eleições municipais de Macau. José não Poder Executivo o cônjuge e os parentes, consanguíneos ou
poderá concorrer ao cargo de Prefeito nas afins, até o segundo grau ou por adoção, salvo quando estes
eleições municipais de Touros. já forem detentores de mandato eletivo e candidatos à
reeleição.
B) A inelegibilidade reflexa não alcança as
O Ademar é companheiro de José. Essa regra alcança as
uniões homoafetivas, por tanto, Ademar
uniões homoafetivas?
poderá concorrer ao cargo de Prefeito de Sim, segundo o STF a inelegibilidade reflexa abrange uniões
Macau. homoafetivas. Também abrange o cunhado/ cunhada (RE
C) A renúncia de José seis meses antes do 171061).
José pode se desincompatibilizar para que familiares possam
pleito atende ao requisito para a chamada
concorrer a cargos no território da sua jurisdição?
heterodesincompatibilização, quando o
Sim, pode. A renúncia afasta a inelegibilidade. A renúncia
sujeito se desincompatibiliza para que deve se dar em até 6 meses antes do pleito. Se o Chefe do
terceiros, inclusive familiares, possam Executivo renunciar, é possível que sua família se candidate
concorrer a cargos no território de a qualquer cargo no território de jurisdição do titular. É a
chamada heterodesincompatibilização, pois o sujeito se
jurisdição do Chefe do Poder Executivo.
desincompatibiliza para terceiro poder concorrer a outros
Sendo assim, Ademar poderá se candidatar
cargos.
ao cargo de Prefeito em Macau, mas José Então qual é o problema? Por que Ademar não pode
não poderá se candidatar ao cargo de concorrer às eleições?
Prefeito em Touros Porque o caso narrado diz que José está no seu segundo
mandato, no caso em que haja renúncia no segundo
D) Ainda que José estivesse no seu primeiro
mandato o membro da família NÃO PODERÁ
mandato e renunciasse faltando seis meses
CONCORRER AO TERCEIRO MANDATO, eis que,
para o próximo pleito, Ademar, por ser seu conforme entendimento da Justiça Eleitoral, é vedado que
uma mesma família ocupe determinado cargo por três
28

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


mandatos consecutivos, conforme já decidiu o TSE no caso
“Garotinho” (ex-governador do Rio de Janeiro).
Entendi, mas e quanto a possibilidade de José concorrer às
eleições de Touros?
Você já ouviu falar na expressão “prefeito itinerante”?
Trata-se de uma prática vedada, uma vez que o STF
entendeu que tal conduta é incompatível com o princípio
republicano, pois visa à perpetuação no poder.
É caracterizada pela alteração do domicílio eleitoral com
finalidade de burlar a regra que tolera apenas uma reeleição.
O sujeito não pode se eleger por mais de um mandato no
Município A e então muda seu domicílio eleitoral para o
Município B, vizinho de A, onde tentará eleger-se prefeito.
Art. 14. (...)
§ 5º O Presidente da República, os Governadores de Estado
e do Distrito Federal, os Prefeitos e quem os houver
sucedido, ou substituído no curso dos mandatos poderão ser
reeleitos para um único período subsequente.
§ 6º Para concorrerem a outros cargos, o Presidente da
República, os Governadores de Estado e do Distrito Federal
e os Prefeitos devem renunciar aos respectivos mandatos
até seis meses antes do pleito.
Conclusão: a alternativa correta, letra “a”: José poderá
renunciar (liberalidade de quem está exercendo um
20) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021)
mandato, ninguém é obrigado a permanecer em um Considerando as previsões constitucionais acerca
cargo), mas Ademar não poderá concorrer ao cargo de da nacionalidade, assinale a alternativa correta:
Prefeito nas eleições municipais de Macau (certo, a
A) São considerados brasileiros natos os
heterodesincompatibilização só afasta a inelegibilidade
se o chefe do poder executivo estiver no primeiro nascidos no estrangeiro de pai brasileiro
mandato). José não poderá concorrer ao cargo de Prefeito ou de mãe brasileira, desde que sejam
nas eleições municipais de Touros. (certo, vedada a registrados em repartição brasileira
conduta de prefeito itinerante).
competente ou venham a residir na
As demais opções estão incorretas conforme os
República Federativa do Brasil e optem,
ensinamentos expostos acima.
Gabarito A em qualquer tempo, ainda que antes de
atingida a maioridade, pela nacionalidade
brasileira.

29

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


B) Será declarada a perda da nacionalidade nacionalidade através de decisão em processo
administrativo em que seja assegurado o contraditório e
do brasileiro que tiver cancelada sua
a ampla defesa, conforme art. 12, §4º, inciso I da Carta
naturalização, por sentença judicial ou
Magna, sendo tal hipótese decidida, exclusivamente,
decisão em processo administrativo em pelo Poder Judiciário.
que seja assegurado o contraditório e a
ampla defesa, em virtude de atividade
nociva ao interesse nacional.
C) A lei não poderá estabelecer distinção
entre brasileiros natos e naturalizados,
salvo nos casos previstos nesta
Constituição, nas Constituições Estaduais
ou nas Leis Orgânicas municipais.
D) Não será declarada a perda da
nacionalidade do brasileiro residente em
estado estrangeiro que, por imposição de
normas locais, naturalizar-se para garantir
o exercício de direitos civis.
E) São cargos privativos de brasileiro nato,
conforme a norma constitucional, os de
Presidente e Vice-Presidente da
República, o de Presidente da Câmara dos
c) Incorreta: A alternativa acrescenta as Constituições
Deputados, o de Presidente do Senado
Estaduais e as Leis Orgânicas como fontes de leis que
Federal, o de Ministro do Supremo
poderiam criar diferenciações entre brasileiros natos e
Tribunal Federal, o de oficial das Forças naturalizados, o que afronta a norma contida no art. 12,
Armadas e o de Ministro de Estado da §2º da Constituição Federal.
Defesa, somente. d) Correta: Alternativa de acordo com o texto
Constitucional, art. 12, §4º, inciso II, alínea b.
e) Incorreta: São cargos privativos de brasileiro nato,
Comentários:
conforme a norma constitucional, os de Presidente e
a) Incorreta: Conforme previsto no art. 12, inciso I, alínea
Vice-Presidente da República, o de Presidente da
C da Constituição Federal, a opção pela nacionalidade
Câmara dos Deputados, o de Presidente do Senado
brasileira deverá ser feita após atingida a maioridade.
Federal, o de Ministro do Supremo Tribunal Federal, o
b) Incorreta: Não há menção a possibilidade de perda da
de oficial das Forças Armadas, o de Ministro de Estado

30

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


da Defesa e, finalmente, os cargos da carreira pelo qual impede a chamada mutação
diplomática, que não constavam na alternativa.
constitucional para não subverter o que
Gabarito D
disse o legislador.

Comentários:
21) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021)
a) Correto. Embora haja controvérsias doutrinárias, o
Acerca do poder constituinte, reforma e revisão Supremo Tribunal Federal vem firmando entendimento
constitucionais, emendas à constituição e normas que, ainda que o poder constituinte reformador tenha a
constitucionais, assinale a alternativa correta: prerrogativa de aumentar o rol de direitos fundamentais
dispersos ao longo do texto constitucional, por meio de
A) O poder constituinte de reforma não pode
emenda constitucional, não há o poder de aumentar as
criar cláusulas pétreas, mas pode ampliar o
cláusulas pétreas elencadas no art. 60, §4º da CF.
rol dos direitos fundamentais criado pelo b) Errado. O STF admite a referida cláusula implícita, pois
poder constituinte originário. afirmou:
B) O sistema constitucional brasileiro não "As limitações materiais ao poder de reforma não estão
exaustivamente enumeradas no art. 60 § 4o. O que se
admite a denominada cláusula pétrea
pode afirmar como ínsito à identidade básica da CF pelo
implícita.
poder originário deve ser tido como limitação ao poder de
C) Para grande parte da doutrina emenda, mesmo que não haja sido explicitado no
constitucional, não existem limites dispositivo". (ADI 829 STF)
implícitos ao poder constituinte derivado Assim, as cláusulas pétreas implícitas são aquelas que,
apesar de não estarem discriminadas no art. 60, § 4º,
reformador. Nesse sentido, pode-se adotar
também não podem ser abolidas da Constituição por
a teoria da dupla revisão.
questões de lógica.
D) É permitido que o Poder Constituinte Por exemplo, não se pode editar uma emenda para
Reformador Estadual estabeleça a diminuir o número de deputados e senadores necessário
existência de um Primeiro Ministro para aprovar uma emenda constitucional. Outra cláusula
pétrea implícita é o próprio § 4º do art. 60, que institui as
Estadual que exercerá a função de chefe de
cláusulas pétreas explícitas.
governo, ao passo que o governador exerça
No mesmo sentido Mendes:
a função de chefe de relações diplomáticas “as limitações materiais ao poder de reforma não estão
do Estado Membro no estrangeiro, dada a exaustivamente enumeradas no art. 60, § 4º, da Carta da
independência dos Estados. República. O quese puder afirmar como ínsito à
identidade básica da Constituição ideada pelo poder
E) A proteção dos limites materiais ao poder
constituinte originário deve ser tido como limitação ao
de reforma constitucional também alcança
poder de emenda, mesmo que não haja sido explicitado
a redação do texto constitucional, motivo

31

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


no dispositivo” (Curso de Direito Constitucional. Gilmar pela Constituição, bem como limite explícito, relativo à
Ferreira Mendes e Paulo Gonet. 6ª ed., pág. 150).” separação de poderes.
Portanto, alternativa incorreta. Agora, quanto ao âmbito estadual, por óbvio não seria
c) Errado. Para o Poder Constituinte Reformador, permitiu possível tal situação, violaria todos os limites implícitos e
vários limites como afirma Lenza (2020): explícitos do poder constituinte reformador do Estado,
“Pois bem, o originário permitiu a alteração de sua obra, além de violar o que estabelece a Constituição Federal
mas obedecidos alguns limites como: quorum qualificado sobre a divisão dos poderes no âmbito Estadual, motivo
de 3/5, em cada Casa, em dois turnos de votação para pelo qual tal assertiva está incorreta.
aprovação das emendas (art. 60, § 2.º); proibição de e) Errado. Muito pelo contrário, a constituição é um
alteração da Constituição na vigência de estado de sítio, organismo vivo que precisa da mutação constitucional
defesa, ou intervenção federal (art. 60, § 1.º), um núcleo para provocar mudança na realidade de acordo com o que
de matérias intangíveis, vale dizer, as cláusulas pétreas do prevê o texto constitucional.
art. 60, § 4.º, da CF/88 etc. Assim, além das limitações O poder constituinte reformador manifesta-se por meio de
expressas ou explícitas (formais ou procedimentais — art. emendas constitucionais e altera o conteúdo da
60, I, II, III e §§ 2.º, 3.º e 5.º; circunstanciais — art. 60, § constituição.
1.º; e materiais — art. 60, § 4.º), a doutrina identifica, É um poder derivado, limitado, condicionado por
também, as limitações implícitas (como limitações explícitas e implícitas. Os limites materiais de
impossibilidade de se alterar o titular do poder reforma visam proteger as cláusulas pétreas, o núcleo
constituinte originário e o titular do poder constituinte essencial da CF, previsto no art. 60, §4°.
derivado reformador, bem como a proibição de se Essa proteção, no entanto, diz respeito ao conteúdo
violar as limitações expressas, não tendo sido adotada, das cláusulas e não à literalidade do texto.
no Brasil, portanto, a teoria da dupla revisão, ou seja, É esse o entendimento manifestado pelo STF no
uma primeira revisão acabando com a limitação expressa julgamento da ADI 2.024/DF, em 03.05.2007, veja-se:
e a segunda reformando aquilo que era proibido)” “A “forma federativa de Estado" - elevado a princípio
Por essa razão expressa a alternativa está incorreta. intangível por todas as Constituições da República - não
d) Errado. pode ser conceituada a partir de um modelo ideal e
No âmbito Federal: É muito polêmico na doutrina tal apriorístico de Federação, mas, sim, daquele que o
aspecto e, neste caso, adotamos a alternativa como errada, constituinte originário concretamente adotou e, como o
pois é o entendimento da maioria. Em que pese muitos adotou, erigiu em limite material imposto às futuras
acreditarem que o sistema de governo não seria cláusula emendas à Constituição; de resto as limitações materiais
pétrea, o que permitiria sua alteração, pesa em desfavor a ao poder constituinte de reforma, que o art. 60, § 4o , da
questão o plebiscito realizado em 93 sobre o sistema Lei Fundamental enumera, não significam a
presidencialista. intangibilidade literal da respectiva disciplina na
Assim, mesmo com muita polêmica doutrinária, as Constituição originária, mas apenas a proteção do núcleo
bancas adotam o entendimento que tal questão violaria essencial dos princípios e institutos cuja preservação
limite material implícito ao poder de reforma nelas se protege.”
constitucional, referente ao sistema de governo adotado Gabarito A

32

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


ocupar o cargo de presidente da República
será a seguinte: presidente do Senado,
presidente da Câmara dos Deputados e
presidente do STF.
D) Vagando os cargos de Presidente e Vice-
Presidente da República, nos dois últimos
anos de mandato, far-se-á eleição indireta
em até noventa dias depois de aberta a
última vaga.
E) Entre as atribuições do Presidente da
República que são delegáveis está a de
dispor, mediante decreto, sobre extinção
de funções ou cargos públicos, quando
vagos; prover e extinguir os cargos
públicos federais, na forma da lei e
conceder indulto e comutar penas, com
22) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021) audiência, se necessário, dos órgãos
Sobre o Poder Executivo, analise as assertivas e instituídos em lei.
assinale a correta:
A) Será considerado eleito Presidente o Comentários:
candidato que, registrado por partido a) Errado. Não serão computados os votos brancos e
nulos, conforme o art. 77 § 2º da CF:
político, obtiver a maioria absoluta de
“§ 2º Será considerado eleito Presidente o
votos, computados os votos em branco e
candidato que, registrado por partido político,
os nulos. obtiver a maioria absoluta de votos, não
B) Acaso o Presidente da República seja computados os em branco e os nulos.”
acusado de eventual crime, conjuntamente a. Portanto, alternativa incorreta.
b) Correto. Foi o entendimento do STF firmado no
com outras pessoas, a elas não são
seguinte julgado:
extensíveis a imunidade formal que o
“A imunidade formal prevista no art. 51, I, e no
Presidente goza no exercício do cargo. art. 86, caput, da CF/88 não se estende para os
C) Em caso de impedimento ou vacância do codenunciados que não se encontrem investidos
presidente e do vice-presidente da nos cargos de Presidente da República, Vice-
Presidente da República e Ministro de Estado. A
República, a ordem de sucessão para
33

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


finalidade dessa imunidade é proteger o exercício dos Deputados, o do Senado Federal e o do
regular desses cargos, razão pela qual não é Supremo Tribunal Federal.”
extensível a codenunciados que não se encontrem d) Errado. Se houver vacância dos cargos de Presidente e
ocupando tais funções. STF. Plenário. Inq 4483 Vice-Presidente nos 2 (dois) últimos anos do mandato,
AgR-segundo/DF e Inq 4327 AgR-segundo/DF, rel. haverá eleição indireta, pelo Congresso Nacional, 30
Min. Edson Fachin, julgados em 14 e 19/12/2017 dias após aberta a última vaga. Não confunda as coisas!
(Info 888)” Art. 81 CF:
O presidente tem imunidade formal assegurada “Art. 81. Vagando os cargos de Presidente e Vice-
quando do art. 51, I da CF: Presidente da República, far-se-á eleição noventa
“Art. 51. Compete privativamente à Câmara dos dias depois de aberta a última vaga.
Deputados: § 1º - Ocorrendo a vacância nos últimos dois anos
I - autorizar, por dois terços de seus membros, a do período presidencial, a eleição para ambos os
instauração de processo contra o Presidente e o cargos será feita trinta dias depois da última vaga,
Vice-Presidente da República e os Ministros de pelo Congresso Nacional, na forma da lei.”
Estado;” e) Errado. Cuidado! Gente o inciso XXV é somente
Agora, caso o Presidente tenha sido denunciado primeira parte que pode ser delegada, ou seja, o ato de
pela prática de crimes comuns cometidos “prover”, no entanto, o ato de “extinguir” cargos
juntamente com outras pessoas que não tinham essa públicos federais na forma da lei continua sendo
prerrogativa, e nenhuma outra, elas devem ser privativo do presidente sem a possibilidade de
julgadas e processadas no juízo de 1ª instância delegação.
(desmembramento) – essa foi a decisão do STF. a. Temos o art. 84 da CF:
Em outras palavras, o STF determinou o “Art. 84. Compete privativamente ao Presidente da
desmembramento dos feitos e o processo de todos República:
aqueles que não possuem foro por prerrogativa de VI – dispor, mediante decreto, sobre:
função deverá ser julgado em 1ª instância, b. organização e funcionamento da
independentemente de o processamento contra o administração federal, quando não implicar
Presidente ter sido aceito ou não pela câmara dos aumento de despesa nem criação ou extinção
deputados. de órgãos públicos;
c) Errado. Na ordem de sucessão para ocupar o cargo de c. extinção de funções ou cargos públicos,
Presidente, temos: Vice-Presidente, Presidente da quando vagos;
Câmara dos Deputados, Presidente do Senado Federal e XII - conceder indulto e comutar penas, com
Presidente do STF. audiência, se necessário, dos órgãos instituídos em
Fundamento: lei;
“Art. 80. Em caso de impedimento do Presidente e XXV - prover e extinguir os cargos públicos
do Vice-Presidente, ou vacância dos respectivos federais, na forma da lei;
cargos, serão sucessivamente chamados ao Parágrafo único. O Presidente da República
exercício da Presidência o Presidente da Câmara poderá delegar as atribuições mencionadas nos
incisos VI, XII e XXV, primeira parte, aos

34

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


Ministros de Estado, ao Procurador-Geral da votos, não computados os em branco e os
República ou ao Advogado-Geral da União, que
nulos.
observarão os limites traçados nas respectivas
delegações.”
Por essa razão, a alternativa está errada.
Comentários:
Gabarito B a) CORRETA. No Brasil, o Poder Executivo é
classificado como MONOCRÁTICO, de modo que o
Presidente da República, chefe do mesmo, concentra as
funções de chefe de governo e chefe de Estado.
23) (Questão autoral Projeto em Delta – 2021) b) CORRETA. Mais um dos prazos que a banca AOCP
Com base em seus conhecimentos relacionados ao adora. Esteja atento!
Poder Executivo, assinale a opção incorreta: Art. 78. O Presidente e o Vice-Presidente da República
tomarão posse em sessão do Congresso Nacional,
A) No Brasil, a figura do presidente da
prestando o compromisso de manter, defender e cumprir a
república concentra a chefia de estado e a
Constituição, observar as leis, promover o bem geral do
chefia de governo. povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a
B) Se, decorridos dez dias da data fixada para independência do Brasil.
a posse, o presidente ou o vice-presidente, Parágrafo único. Se, decorridos dez dias da data fixada
para a posse, o Presidente ou o Vice-Presidente, SALVO
salvo motivo de força maior, não tiver
motivo de força maior, não tiver assumido o cargo, este
assumido o cargo, este será declarado
será declarado vago.
vago. c) CORRETA. Assertiva conforme a previsão
C) O presidente e o vice-presidente da constitucional:
república não poderão, sem licença do Art. 83. O Presidente e o Vice-Presidente da República
NÃO PODERÃO, sem licença do Congresso Nacional,
congresso nacional, ausentar-se do país
ausentar-se do País por período SUPERIOR a quinze
por período superior a quinze dias, sob
dias, sob pena de perda do cargo.
pena de perda do cargo. Atenção:
D) Substituirá o presidente, no caso de PRAZO PARA ASSUMIR O 10 DIAS.
impedimento, e suceder-lhe-á, no de vaga, CARGO

sucessivamente, o presidente da câmara PRAZO MÁXIMO DE 15 DIAS.


AUSÊNCIA DO PAÍS SEM
dos deputados, o do senado federal e o do
AUTORIZAÇÃO
supremo tribunal federal.
RECORRENTEMENTE ESSES PRAZOS SÃO
E) Será considerado eleito presidente o TROCADOS PARA CONFUDIR OS CANDIDATOS!
candidato que, registrado por partido d) INCORRETA. Atenção para a distinção entre o Art. 79

político, obtiver a maioria absoluta de e o Art. 80 da CF/88:

35

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


Art. 79. SUBSTITUIRÁ o Presidente, no caso de naturalização, mas o brasileiro nato nunca
IMPEDIMENTO, e SUCEDER-LHE-Á, no de VAGA, o poderá ser entregue pelo Brasil a outro país.
Vice Presidente. Parágrafo único. O Vice-Presidente da C) o uso de algemas como regra, com vistas à
República, além de outras atribuições que lhe forem
proteção dos agentes envolvidos e da
conferidas por LEI COMPLEMENTAR, AUXILIARÁ o
autoridade policial.
Presidente, sempre que por ele convocado para missões
D) a manutenção provisória de condenado em
especiais.
regime prisional mais gravoso até o surgimento
Art. 80. Em caso de IMPEDIMENTO do Presidente e do
Vice-Presidente, ou VACÂNCIA dos respectivos cargos, de vaga em estabelecimento penal adequado à
serão SUCESSIVAMENTE chamados ao exercício da progressão de regime.
Presidência o Presidente da Câmara dos Deputados, o do E) a extradição de brasileiro naturalizado em caso
Senado Federal e o do Supremo Tribunal Federal de crime comum, praticado depois da
e) CORRETA. Atenção: NÃO SERÃO naturalização, mas o estrangeiro não será
COMPUTADOS OS NULOS E BRANCOS. extraditado por crime político ou de opinião.
Eventualmente o examinador aborda este dispositivo
dizendo que os nulos e brancos serão computados:
Comentários: A) Incorreta. Súmula Vinculante n.º 25 - É
Art. 77. A eleição do Presidente e do Vice-Presidente da
ilícita a prisão civil de depositário infiel, qualquer que seja a
República realizar-se-á, simultaneamente, no primeiro
modalidade de depósito. A única hipótese aceita atualmente de
domingo de outubro, em primeiro turno, e no último prisão civil é no caso de dívida de pensão alimentícia.
domingo de outubro, em segundo turno, se houver, do B) Correta. O brasileiro nato não pode ser extraditado, o que pode
ano anterior ao do término do mandato presidencial ocorrer com o naturalizado, em caso de crime comum, praticado
vigente. antes da naturalização, ou de comprovado envolvimento em tráfico

§ 1º A eleição do Presidente da República importará a do ilícito de entorpecentes e drogas afins, na forma da lei (CF, art. 5º,

Vice-Presidente com ele registrado. LI).


C) Incorreta. O uso de algemas é medida EXCEPCIONAL.
§ 2º Será considerado eleito Presidente o candidato que,
Súmula Vinculante n.º 11 - Só é lícito o uso de algemas em casos
registrado por partido político, obtiver a maioria absoluta
de resistência e de fundado receio de fuga ou de perigo à
de votos, NÃO COMPUTADOS os em branco e os nulos
integridade física própria ou alheia, por parte do preso ou de
Gabarito D terceiros, justificada a excepcionalidade por escrito, sob pena de
responsabilidade disciplinar, civil e penal do agente ou da
autoridade e de nulidade da prisão ou do ato processual a que se
refere, sem prejuízo da responsabilidade civil do Estado.
24) (Ano: 2018 Banca: UEG Órgão: PC-GO Prova:
D) Incorreta. Súmula Vinculante n.º 56 - A falta de
UEG - 2018 - PC-GO - Delegado de Polícia) estabelecimento penal adequado não autoriza a manutenção do
É possível, segundo a Constituição (CRFB) e o condenado em regime prisional mais gravoso, devendo-se

Supremo Tribunal Federal (STF), observar, nessa hipótese, os parâmetros fixados no RE 641.320/RS.
E) Incorreta. A extradição de brasileiro naturalizado será por
A) a prisão civil por dívida do depositário infiel.
crime comum ANTES da naturalização ou comprovado
B) a extradição de brasileiro naturalizado em caso envolvimento em tráfico ilícito de entorpecentes (nesse caso
de crime comum, praticado antes da independe se é antes ou depois da naturalização). Em relação ao

36

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/


final da assertiva, o inciso LII do artigo 5º diz que “não será Pedro e Joana concorrerem às respectivas
concedida extradição de estrangeiro por crime político ou de
reeleições, Joana não ficará inelegível.
opinião”. Em relação estrangeiro, a regra é a sua extradição.
Contudo, a CF veda a extradição motivada por crime político ou de
opinião. Comentários: A) Incorreta. Art. 15. É vedada a cassação de
Gabarito B direitos políticos, cuja perda ou suspensão só se dará nos casos de:
III - condenação criminal transitada em julgado, enquanto durarem
seus efeitos;
“sobrevindo a condenação penal transitada em julgado, o cidadão
25) (Ano: 2015 Banca: FUNIVERSA Órgão: PC-DF fica privado de seus direitos políticos enquanto durarem os efeitos
Prova: FUNIVERSA - 2015 - PC-DF - Delegado de de tal condenação. "Paga" a dívida com a sociedade, com o
Polícia) cumprimento da pena, cessa a causa pela qual a privação dos
direitos políticos ocorreu.
Acerca dos direitos e dos partidos políticos, assinale a
Trata-se, portanto, de suspensão dos direitos políticos. Encerrada a
alternativa correta.
causa, automaticamente o cidadão passa a exercer novamente tais
A) Suponha-se que Guilherme esteja preso, direitos.
aguardando o julgamento de seu recurso de B) Incorreta. É vedado aos partidos e candidatos o recebimento de

apelação. Nesse caso, Guilherme não poderá doações de pessoas físicas e de origem estrangeira.
C) Incorreta. Art. 14. A soberania popular será exercida pelo
votar, por faltar-lhe, por causa de sua prisão
sufrágio universal e pelo voto direto e secreto, com valor igual para
cautelar, o pleno exercício dos direitos todos, e, nos termos da lei, mediante:
políticos. § 1º O alistamento eleitoral e o voto são:
B) É assegurada aos partidos políticos autonomia II - facultativos para:
a) os analfabetos;
para definir a sua estrutura interna, a sua
D) Incorreta.
organização e o seu funcionamento, podendo
→ Mínimo de 35 anos para Presidente da República, Vice
receber doações de pessoas físicas e jurídicas, Presidente da República e Senador
nacionais ou estrangeiras. → Mínimo de 30 anos para Governador e Vice Governador dos

C) Suponha-se que Maria tenha 18 anos de idade Estados e do DF


→ Mínimo de 21 anos para Deputado Federal, Deputado Estadual,
completos e não saiba escrever o seu próprio
Prefeito, Vice Prefeito e Juiz de paz
nome, sendo considerada como analfabeta. → Mínimo de 18 anos para Vereador
Nesse caso, o alistamento eleitoral de Maria é E) Correta. Art. 14 § 7º São inelegíveis, no território de jurisdição
obrigatório. do titular, o cônjuge e os parentes consangüíneos ou afins, até o
segundo grau ou por adoção, do Presidente da República, de
D) A CF exige, como idade mínima para exercer
Governador de Estado ou Território, do Distrito Federal, de
os cargos de senador e de deputado federal, que
Prefeito ou de quem os haja substituído dentro dos seis meses
o candidato tenha, pelo menos, 21 anos de anteriores ao pleito, salvo se já titular de mandato eletivo e
idade. candidato à reeleição.

E) Suponha-se que Joana, deputada federal, seja Gabarito E

casada com Pedro, atual governador do estado


X. Nesse caso, nas próximas eleições, quando
37

https://www.instagram.com/projetoemdelta/ contato@projetoemdelta.com https://www.facebook.com/projetoemdelta1/

Você também pode gostar