Você está na página 1de 24

Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

Alberto Joaquim Alfredo Camalizene


Bohar Ibramugy Abdul Raimo
Isabel Uante Nhopoliua
Joaquim Francisco Vilanculos
Moniz Raimundo
Vinólia Filipe Mondlane Francisco

Propostas de Soluções para Prevenção da Covid-19 nas


Comunidades Remotas de Moçambique.
Publicado a: 12/03/2020 - 17:35 Modificado a: 04/04/2020 - 17:36

<img src="http://s.rfi.fr/media/display/b72e8a80-6220-11ea-b8a6-005056bf87d6/w:310/p:16x9/2020-02-05t140735z_2121466640_rc2eue9x5ykk_rtrmadp_3_china-health-africa_0_0.jpg" alt="Imagem de


Ilustração." class="m-figure__img"/> Imagem de Ilustração. © REUTERS/Francis Kokoroko

Nampula, 4 de Abril de 2020


Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

Ficha Técnica
Género Artigo científico

Autores: Alberto Joaquim Alfredo Camalizene 1


Bohar Ibramugy Abdul Raimo 2
Isabel Uante Nhopoliua 3
Joaquim Francisco Vilanculos 4
Moniz Raimundo 5
Vinólia Filipe Mondlane Francisco 6

Titulo Propostas de Soluções para Prevenção da Covid-19 nas Comunidades Remotas de


Moçambique.

Edição 1ª

Ano Março de 2020

1
Licenciado em Ensino de Matemática pela Universidade Pedagógica ( UP) Mestrando em Psicopedagogia pela Academia Militar
2020-2021. e-mail: betopacula29@gmail.com
2
Licenciado em Sociologia com habilitação em Antropologia pela Universidade Pedagógica (UP) e Mestrando em Psicopedagogia
pela Academia Militar 2020-2021. e-mail: boharibramugyraimo89@gmail.com
3
Licenciada em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Comunitário pela Universidade Pedagogica (UP) Mestranda em
Psicopedagogia pela Academia Militar 2020-2021. e-mail: isanhopo@gmail.com
4
Licenciado em Estudos de Desenvolvimento pela Universidade Politecnica e Licenciado em Educação de Adultos pelo Instituto
Piaget do Porto (Portugal), Mestrado em Desenho, Gestao e Direccao de Projectos pelo Instituto Piaget do Porto (Portugal) e
Mestrando em Psicopedagogia pela Academia Militar 2020-2021. e-mail: jvilanculos@hotmail.com
5
Licenciado em Ensino de Geografia pela Universidade Catolica de Mocambique (UCM) e Mestrando em Psicopedagogia pela
Academia Militar 2020-2021. e-mail: moniz.raimundo@yahoo.com
6
Licenciada em Psicologia Educacional com habilitação em Educacao de Infância pela Universidade Pedagogica (UP) e
Mestranda em Psicopedagogia pela Academia Militar 2020-2021. e-mail: mondlaneguiamba@gmail.com

1
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

Agradecimentos:

Professor Doutor Guedes Caetano (PhD). Doutorado em


Informática (Universidade do Rio Grande do Sul, Brasil).

Francisco Ernesto Francisco (2020), Médico Tradicional,


Psicólogo, Orientador de Carreia e Evangelista.

MINISTÉRIO DA SAÚDE

2
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

Índice:

Glossário .................................................................................................................................... 4

Resumo ....................................................................................................................................... 5

Abstract: ....................................................................................................................................... 5

1. Introdução ........................................................................................................................... 6

2. Contextualização ................................................................................................................ 7

3. Informações importantes para todos nós de acordo com a UNICEF (parceiro forte do
MISAU).......................................................................................................................................... 8

i Covid-19 afecta crianças? ....................................................................................................... 8

ii O que devo fazer se minha criança tiver sintomas de Covid-19? ......................................... 8

iii Não devo deixar minha criança ir à escola? ...................................................................... 9

iv O que devo fazer se um membro da família apresentar sintomas?................................... 9

v Que precauções devo tomar para minha família se viajarmos? ............................................ 9

vi As mulheres grávidas podem transmitir o coronavírus para os bebês? .......................... 10

vii É seguro para uma mãe amamentar se estiver infectada com coronavírus? ................... 10

viii O que fazer e não fazer sobre a Covid-19? ..................................................................... 12

4. As sugestões para Prevenir a Covid-19 nas Comunidades Remotas de Moçambique. .. 16

Medidas de Prevenção do Covid-19 nas Comunidades Remotas de Moçambique: Breve


Experiência Empírica................................................................................................................... 18

Considerações finais: .................................................................................................................. 21

Referências bibliográficas ............................................................................................................ 22

3
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique
Glossário

Propostas são sugestões, que são dadas em forma de recomendações sobre um


assunto.7

Prevenção é um conjunto de medidas ou preparação antecipada de algo que ajuda a


prevenir um mal. É o agir por antecipação ao autocuidado, cuidar do “eu” e
consequentemente do outro.7

Soluções refere-se a respostas dadas na resolução de um problema a fim de obter


um resultado.7

Vírus são seres fluídos e / ou venenosos e toxinas muito simples e pequenos


formados basicamente por uma cápsula proteica envolvendo o material genético,
que, dependendo do tipo de vírus, pode ser o DNA, RNA ou os dois juntos
(citomegalovírus).8

Coronavírus é um vírus que causa a síndrome respiratória aguda grave afectando


principalmente o trato respiratório superior em seres humanos, em animais pode
causar lesões nos sistemas respiratórios, hepático, gastrointestinal e neurológico. 8

COVID-19: (Co – corona; VI – vírus; D – disease (doença); 19 – ano da descoberta


2019). Apesar da distinção entre o nome deste vírus e da doença que causa, pode
ser relativamente comum a utilização do termo “COVID-19” para fazer referência
ao vírus.8

Comunidades remotas referem-se ao um grupo de seres humanos que partilham


elementos em comum como: o idioma, os costumes, a localização geográfica, a
visão do mundo ou os valores.9

7
Dicionário de sinónimos. Recuperado em sinônimos.com.br acessado aos 30/03/2020 às 22:43ʼ
8
MISAU (2020). Plano Nacional de preparação e resposta ao COVID-19. Maputo: MISAU
9
OMS. (2005). Envolvimento comunitário. UNICEF

4
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

Resumo
O presente artigo científico é subordinado na abordagem de uma temática actual relacionada com a
pandemia da Covid-19. Uma epidemia que esta a dizimar biliões de pessoas a nível global. Entretanto, nele
abordamos aspectos inerentes ao quadro conceptual, sinais e sintomas da doença, formas de prevenção e
de transmissão, tendo como principal foco, a apresentação de propostas de soluções de prevenção do
novo Coronavírus nas comunidades recônditas da República de Moçambique. Contudo, o estudo visa
essencialmente apresentar medidas solutivas para a prevenção da doença. Esperamos que o artigo
contribua para os cidadãos numa altura em que nós todos (políticos, jornalistas, académicos, sociedade
civil … ) somos chamados para ultrapassar este grande desafio global.

Palavras-chave: Covid-19, Coronavírus, Comunidades remotas, propostas, soluções, prevenção e vírus.

Abstract:
This scientific article is subordinate in addressing a current theme related to the Covid-19 pandemic. An
epidemic that is decimating billions of people globally. However, it addresses aspects inherent to the
conceptual framework, signs and symptoms of the disease, forms of prevention and transmission, having
as main focus, the presentation of proposals for prevention solutions for the new Coronavirus in the
remote communities of the Republic of Mozambique. However, the study essentially aims to present
soluble measures for the prevention of the disease. We hope that the article will contribute to citizens at
a time when we all (politicians, journalists, academics, civil society…) are called upon to overcome this
great global challenge.

Keywords: Covid-19, Coronavirus, Remote communities, proposals, solutions, prevention and viruses.

5
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

1. Introdução

O presente artigo científico, constitui como uma proposta de Soluções para


Prevenção do Covid-19. Antes apresentamos um pequeno glossário dos termos
chaves que usamos nesta indagação.

A pesquisa, é bibliográfica e tem por objectivo, propor medidas para a prevenção


do Coronavírus nas Comunidades Remotas de Moçambique. Entretanto,
recentemente com a declaração do Estado de Emergência, alguns direitos
Constitucionalmente consagrados foram limitados, nomeadamente: a suspensão de
aulas em todas as escolas públicas e privadas desde o ensino pré–escolar até ao
ensino universitário, a proibição de realização de eventos públicos e privados
como cultos religiosos, desportivas, políticas, associativas (…) exceptuando
questões inadiáveis do Estado ou Sociais, como cerimónias fúnebres, devendo em
todos os casos serem adaptadas as medidas de preventivas do MISAU (artigo 3 do
Decreto Presidencial no 11/2020 de 30 de Março).

Nestes termos, surge a necessidade de apresentar algumas propostas sugestivas


para a prevenção do novo Coronavírus especificamente para as zonas recônditas,
atendendo e considerando que estas, são regiões onde a comunidade não possui
meios suficientes com vista a precaução e sabendo que a pandemia preocupa a
saúde pública a nível global.

6
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique
2. Contextualização

A pandemia do Corona Vírus (Covid-19) pertence à família de vírus que causa


infecção respiratória variando de gripe comum à doença mais grave, criando por
isso febres e tosse seca, fraqueza, dor de garganta, falta de ar, ou até mesmo
pneumonia (OMS, 2020) cit. por (MISAU,2020).

Contudo, o grande problema está na sua velocidade de transmissão, o que fará


com que tenhamos um número elevado de casos em curto espaço de tempo,
resultando no colapso do sistema de saúde, tal como acontece actualmente com a
Espanha e Itália (Euro New-28/03/2020).

Parte de uma série sobre a


Pandemia de COVID-19

 SARS-CoV-2 (vírus)
 COVID-19 (doença)

Fonte: Johns Hopkins University (JHU)

7
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique
Quadro histórico

Doença COVID-19
Vírus SARS-CoV-2
Origem Desconhecida
Período 1 de dezembro de 2019 até actualmente (4 meses e 3 dias)
Primeiro caso Wuhan, Hubei, China 30° 37′ 11″ N, 114° 15′ 28″ L
Estatísticas globais
Casos confirmados 1 134 418
Mortes 60 115
Casos que 233 689
recuperaram
Territórios afetados +200
Atualizado em 4 de abril de 2020[3] 13:30 UTC[3]
Fonte: OMS (2020).

3. Informações importantes para todos nós de acordo com a UNICEF


(parceiro forte do MISAU).
i Covid-19 afecta crianças?

Esse é um vírus novo e ainda não sabemos o suficiente sobre como ele afecta
crianças ou mulheres grávidas. Sabemos que é possível que pessoas de qualquer
idade sejam infectadas pelo vírus, mas até agora houve relativamente poucos casos
de Covid-19 entre crianças. O vírus é fatal em casos raros, até agora
principalmente entre pessoas idosas com condições médicas preexistentes.

ii O que devo fazer se minha criança tiver sintomas de Covid-19?

Se os sintomas se agravarem, procure atendimento médico, mas lembre-se de que


os sintomas da Covid-19, como tosse ou febre, podem ser semelhantes aos da
gripe ou do resfriado comum – que são muito mais frequentes.
Continue seguindo boas práticas de higiene respiratória e das mãos, como lavar as
mãos regularmente, e mantenha as vacinas de suas crianças atualizadas – para que
estejam protegidas contra outros vírus e bactérias que causam outras
doenças.Como em outras infecções respiratórias, como a gripe, procure

8
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique
atendimento o quanto antes se você ou sua criança perceber o agravamento dos
sintomas.

iii Não devo deixar minha criança ir à escola?

Se sua criança estiver com sintomas, procure atendimento médico e siga as


instruções do profissional de saúde. Caso contrário, como em outras infecções
respiratórias, como a gripe, mantenha sua criança repousando em casa enquanto
estiver sintomático e evite ir a locais públicos, para evitar a disseminação para
outras pessoas.Se sua criança não apresentar sintomas como febre ou tosse – e a
menos que um aviso de saúde pública ou outro aviso relevante ou conselho oficial
tenha sido emitido afetando a escola de sua criança –, é importante mantê-la na
sala de aula.Em vez de manter as crianças fora da escola, ensine-lhes boas práticas
de higiene respiratória e das mãos, na escola e em outros lugares, como lavar
frequentemente as mãos (veja abaixo); quando tossir ou espirrar, cobrir a boca e o
nariz com um cotovelo flexionado ou lenço de papel – que deve ser descartado
em seguida em uma lixeira com tampa –; não tocar os olhos, a boca ou o nariz
sem ter lavado as mãos adequadamente.
iv O que devo fazer se um membro da família apresentar sintomas?

Consulte um profissional de saúde rapidamente se os sintomas se agravarem.


Informe o seu médico se você tiver viajado para uma área onde o Covid-19 foi
relatado ou se você tiver tido um contato próximo com alguém que veio de uma
dessas áreas e tenha apresentado sintomas respiratórios.
v Que precauções devo tomar para minha família se viajarmos?

Qualquer pessoa que esteja planejando uma viagem ao exterior deve sempre
verificar o aviso de viagem do país de destino quanto a quaisquer restrições de
entrada, requisitos de quarentena na entrada ou outros conselhos de viagem
relevantes.
Além de tomar as precauções padrão de viagem e para evitar ficar em quarentena
ou ter negada a reentrada no país de origem, também é recomendável verificar

9
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique
a atualização mais recente do Covid-19 no site da International Air Transport
Association (disponível somente em inglês), que inclui uma lista de países e
medidas de restrição.
Durante a viagem, todos os pais devem seguir medidas padrão de higiene para si e
para suas crianças: lavem as mãos com frequência ou usem um desinfetante à base
de álcool com pelo menos 70% de álcool; pratiquem uma boa higiene respiratória
– ao tossir ou espirrar, cubram a boca e o nariz com o cotovelo dobrado ou com
lenço de papel, que deve ser descartado imediatamente após o uso –; e evitem
contato próximo com quem estiver tossindo ou espirrando. Além disso, é
recomendável que os pais sempre carreguem um desinfetante para as mãos e um
pacote de lenços descartáveis.As recomendações adicionais incluem: limpem seu
assento, apoio de braço, tela sensível ao toque, etc. com uma toalhinha
desinfetante (lenço umedecido com antisséptico) uma vez dentro de uma aeronave
ou outro veículo. Usem também uma toalhinha desinfetante para limpar
superfícies-chave, maçanetas, controles remotos, etc. no hotel ou em outro local
onde vocês e suas crianças estejam hospedados.
vi As mulheres grávidas podem transmitir o coronavírus para os bebês?

No momento, não há evidências suficientes para determinar se o vírus é


transmitido da mãe para o bebê durante a gravidez ou o impacto potencial que
isso pode ter no bebê. Isso ainda está sendo investigado. As mulheres grávidas
devem continuar a seguir as precauções apropriadas para se proteger da exposição
ao vírus e procurar atendimento médico o quanto antes se tiverem sintomas como
febre, tosse ou dificuldade em respirar.
vii É seguro para uma mãe amamentar se estiver infectada com

coronavírus?
Todas as mães nas áreas afetadas e em risco que apresentarem sintomas de febre,
tosse ou dificuldade em respirar devem procurar atendimento médico o quanto
antes e seguir as instruções de um profissional de saúde.

10
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique
Considerando os benefícios da amamentação e o papel insignificante do leite
materno na transmissão de outros vírus respiratórios, a mãe pode continuar
amamentando, aplicando todas as precauções necessárias.
Para mães sintomáticas suficientemente bem para amamentar, isso inclui usar uma
máscara quando estiver perto de uma criança (inclusive durante a amamentação),
lavar as mãos antes e depois do contato com a criança (incluindo a amamentação)
e limpar/desinfetar superfícies contaminadas – como deve ser feito em todos casos
em que qualquer pessoa com Covid-19 confirmado ou suspeito interaja com
outras pessoas, incluindo crianças.Se a mãe estiver muito doente, ela deve ser
incentivada a ordenhar o leite para que outro cuidador o ofereça à criança por
meio de um copo e/ou colher limpos.
Estou preocupado. Qual é a melhor maneira de falar sobre o que está
acontecendo?
É compreensível que você esteja preocupado com o coronavírus. Mas o medo e o
estigma pioram uma situação difícil. Por exemplo, há relatos emergentes em todo
o mundo de indivíduos, particularmente de ascendência asiática, sujeitos a abuso
verbal ou mesmo físico.
Emergências de saúde pública são momentos estressantes para todos os afetados.
É importante manter-se informado (com informação de fontes credíveis como a
OMS, Ministério da Saúde e UNICEF) e ser gentil e solidário. As palavras são
importantes, e o uso de linguagem que perpetua os estereótipos existentes pode
impedir que as pessoas façam o teste e tomem as medidas necessárias para
proteger a si mesmas e suas comunidades.

11
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

viii O que fazer e não fazer sobre a Covid-19?

 FAÇA: Converse sobre o coronavírus (Covid-19).

X NÃO FAÇA: Não vincule locais ou raça e etnias à doença. Lembre-se de


que os vírus não escolhe pessoas por etnias ou origens raciais específicas.

 FAÇA: Fale sobre "pessoas que têm Covid-19", "pessoas que estão sendo
tratadas de Covid-19", "pessoas que estão se recuperando de Covid-19" ou
"pessoas que morreram após contrair Covid-19".

X NÃO FAÇA: Não se refira a pessoas com a doença como "casos Covid-
19" ou "vítimas".

 FAÇA: Fale sobre pessoas que "adquirem" ou "contraem" Covid-19.

X NÃO FAÇA: Não fale sobre pessoas "transmitindo Covid-19",


"infectando outras pessoas" ou "espalhando o vírus", pois isso implica
transmissão intencional e atribui culpa.

 FAÇA: Fale com precisão sobre os riscos do Covid-19, com base em dados
científicos e nos últimos conselhos oficiais de saúde.

X NÃO FAÇA: Não repita ou compartilhe rumores não confirmados e


evite usar linguagem exagerada e dramática projectada para gerar medo como
"praga", "apocalipse", etc.

 FAÇA: Converse positivamente e enfatize a importância de medidas


eficazes de prevenção, inclusive seguindo as dicas sobre lavagem das mãos.
Para a maioria das pessoas, essa é uma doença que pode ser superada.
Existem medidas simples que todos podemos tomar para nos manter
seguros e também manter em segurança nossos entes queridos e os mais
vulneráveis, que são as pessoas idosas e/ou com alguma doença crónica.

12
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique
Lavar as mãos com sabão – fundamental na luta contra o coronavírus –
está "fora de alcance" para bilhões de pessoas.

Fonte: UNICEF Moçambique (2020) 17 Março 2020

13
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

Fonte: UNICEF Moçambique (2020) 17 Março 2020

14
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

Fonte: MISAU Moçambique (2020) 23 Março 2020

15
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

4. As sugestões para Prevenir a Covid-19 nas Comunidades Remotas de


Moçambique.

Segundo o CIP (2020), estima-se que entre 55% a 60% da população vive em
pobreza em Moçambique, equivalendo a cerca de 18 milhões de moçambicanos e o
Governo gasta abaixo de 1% do PIB para apoiar agregados familiares pobres e
vulneráveis em forma de assistência social. Entretanto, cerca de 88% da população
economicamente activa trabalha no sector informal, incluindo a agricultura de
subsistência. Aplicar medidas de isolamento social para conter a propagação de
coronavírus, sem ter em conta esta realidade, não surtiria os efeitos desejados.

Por conseguinte, alguns estudos recentemente divulgados, tais como da Imperial


College (2020), recomendam o uso da abordagem de Achatar a curva’, o que
significa reduzir a velocidade de propagação do vírus, o que permitirá que países
com precário e difícil acesso aos serviços de saúde, consigam absorver os casos
graves sem muita procura. Está abordagem está sendo refutada por alguns
estudiosos, pelo facto de considerarem a estratégia de isolamento social
implementada na Itália, Africa de Sul e recentemente no Brasil ser agressiva (Euro
New-28/03/2020).

Uma vez que se prevê a quarentena domiciliária de toda a população, o que numa
economia como a de Moçambique, cuja a população depende da agricultura e a sua
maioria esta nos sectores informais (Negrão, 2006, p.43), essa medida pode criar
um colapso do sistema financeiro.

Contudo, Hellewell (2020), defende que nas situações de rápido alastramento do


vírus, os governos deviam adoptar medidas que impeçam que as pessoas infectadas
possam infectar outras por meio de redução dos contactos sociais, testagem das
pessoas sintomáticas e assintomáticas, isolamento das pessoas testadas com
resultados positivos e rastreamento dos contactos feitos pelas pessoas que
tiveram resultados positivos.

16
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

Já, Zhang (2020, p.68), baseando-se na experiência da China, sugere as seguintes


medidas:
 A adopção de medidas de quarentena para todas as pessoas residentes no
local afectado;
 O rastreio das pessoas com sintomas;
 O isolamento total das pessoas infectadas;
 A aplicação de medidas de proteção individual;
 A aplicação da quarentena obrigatória a todas as pessoas residentes na zona
afectada.

As abordagens acima, coincidem em muitos aspectos. Por mais que exista vontade,
os custos de aquisição são altos. Segundo a OMS (2005), o engajamento
comunitário é fundamental em qualquer intervenção de saúde pública e a sua
importância é ainda mais significativa em situações de emergência.

Desta forma, sabendo-se que nas comunidades recônditas do país, possuem


enormes desafios no que diz respeito ao acesso da informação a tempo profícua,
os pesquisadores sugerem as seguintes medidas específicas de prevenção:

 Difundir cartazes e spot’s audiovisuais nas Rádios e Televisões Comunitárias,


toque de chamadas em todos telefones móveis com mensagens de medidas
preventivas, entre outros canais informativos, sobre mensagens-chave em
Português, língua de sinais e língua local da comunidade;

 Monitorar os rumores e desinformações e dar rápido seguimento e


esclarecimento do mesmo através dos meios de comunicação comunitária
dependendo dos casos ou contextos de modo a evitar medo e pânico.
 Disseminar mensagens chaves de prevenção do Coronavírus com o
envolvimento comunitário através dos líderes tradicionais, religiosos e

17
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique
influentes (lavar as mãos frequentemente, principalmente antes de comer;
depois de assoar o nariz, tossir ou espirrar; e depois de ter ido a casa de
banho. Se não há água e sabão prontamente disponíveis, usar a cinza ou um
desinfetante para as mãos à base de álcool com pelo menos 70% de álcool).

MISAU (2020).

3. Ensaio:
Medidas de Prevenção do Covid-19 nas Comunidades Remotas de Moçambique:
Breve Experiência Empírica

Como forma de atender a este objectivo, com conhecimento de causa, ousamos


contactar uma fonte oral (dr. Francisco Ernesto Francisco). Resumidamente,
Francisco actua na área da medicina tradicional desde os anos 90. É Licenciado e
Mestrando em Psicologia Educacional pela Universidade Pedagógica de
Moçambique. No ensino superior actua como docente (desde 2015) nas disciplinas
de, Etnopsicologia, Orientação Profissional e Necessidades Educativas Especiais,
para além de ser, socialmente, evangelista.

18
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique
Para o efeito de atribuir credito, fidedignidade das informações, os autores deste
trabalho decidiram contactar ao dr. Francisco e, os seus depoimentos foram
cuidados, sem rigor, conforme a análise de conteúdo de Bardin (2016). Note-se, a
entrevista não foi estruturada e, a julgar pela natureza e brevidade do trabalho,
formulou-se apenas uma questão de carácter amplo sobre a qual, buscava-se
conhecer a visão teórica e pratica em torna das medidas de prevenção face ao
Covid-19 nas zonas remotas (rurais) moçambicanas. Refira-se que, por ser única
questão, preferimos a não categorização.

Tomando em consideração sua experiência e conhecimento como médico


tradicional, psicólogo e docente universitário, fale-nos das Medidas de Prevenção
do Covid-19 nas Comunidades Remotas De Moçambique.

[“…Os praticantes da medicina tradicional e alternativa, dependendo da


experiência de cada um, deverão em suas investidas, pautar pelo uso de espécies
(plantas, ervas, caules, frutos, raízes, ramos) etnobotânicos com efeitos
terapêuticos, sem efeitos orgânicos agressivos para chás, banhos ou aplicação
epidérmica (por exemplo: folhas de eucalipto, rícino, babosa, raiz de ateira
silvestre, moringa, kalumba , etc.) Ainda, para situações de intervenção directa,
devem evitar tocar os pacientes com as mãos, em casos de banho, apenas podem
colocar a água num balde ou bacia, e seguidamente o paciente faze-lo
pessoalmente, mas em casos mais graves ou terminais, pode-se pautar pela
colocação de sacos plásticos nas mãos para efeitos de massagens ou banhos com
agua à temperaturas acima de 30ºc…”] (Francisco, 2020).

[“…Por último para casos de pessoas com um quadro clínico


psicopatológico, como esquizofrenia ou epilepsia, deverão ser isoladas (em casas
ou sombras) dependendo do horário do dia. Aqui deve-se garantir, sem exageros,
o acorrentamento dos esquizofrénicos e a falta de contacto com a maioria …”]
(Francisco, 2020).

19
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique
[“…Em situações de luto (morte), apenas familiares directos ou anciãos,
terão o privilégio de proceder as cerimónias fúnebres tomando em consideração o
uso das cinzas e agua para lavagem das mãos, como também a cobertura do nariz e
boca pelo lenço de algodão ou ceda. Contudo, todos os instrumentos usados no
acto deverão ser esterilizados com a cinza e água. No caso das roupas/vestes, é
preciso sempre, no final de cada dia, mergulhar em água quente (30ºc) durante 15
minutos, seguidas pelo enxugamento e exposição aos raios solares num período
mínimo de 2h…”] (Francisco, 2020).

Após entrevista, realizamos uma síntese de opiniões pessoais tendo em


conta as bases científicas e empíricas anteriormente arroladas. Sendo,
consideramos que, no caso dos pastores de gado, deverão sempre, dar banhos aos
animais usando água e cinza pelo menos duas vezes-dia. Ainda, é preciso
desintoxicar sempre animais com as folhas de planta “ciringa ”. Associadamente,
para casos de caça de animais para o consumo (como o caso de gazelas, perdiz,
coelhos, etc.), é preciso observar as regras de higiene básicas. Ainda, para os
silvicultores orientados como catadores de mel, mesmo levando vantagem de
superprotecção às ferroadas de abelhas, devem garantir que em suas operações, as
regras de higiene com as mãos, instrumentos e recipientes, sejam observadas (cp.
Nampula, Abr.2020).

Noutra vertente, para os pescadores, em águas salgadas, levam vantagem


por causa do sódio patente nas águas, mas após pesca, devem ter o cuidado de
manter sempre tapado o pescado em recipientes específicos. Ora, o pescado em
águas doces (rios, tanques, lagoas, lagos), levam sempre desvantagem pela ausência
de sal nas águas de pesca, pelo que devem garantir que apos pesca, se coloque o
sal no produto final até a comercialização ou consumo. Finalmente, os
consumidores deverão, sempre, colocar o pescado em água morna (25ºc) com sal
por pelo menos 5 minutos (cp. Nampula, Abr.2020).

20
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

Considerações finais:

Segundo o Chavane (2020), lavar as mãos com água e sabão é uma das
intervenções mais baratas e eficazes que podemos fazer para proteger a nós
próprios e as pessoas próximas contra o coronavírus. Este método permite que a
mamã do mercado Waresta consiga ir vender o seu produto (vegetais, cereais…)
de forma interrupta, bastando para tal, tomar medidas de higiene recomenda pelo
governo (MISAU, 2020).

Contudo, a melhor maneira de lavar as mãos corretamente é molhar as mãos com


água corrente, aplicar sabão suficiente para cobrir as mãos molhadas, esfregar
todas as superfícies, incluindo as costas das mãos, entre os dedos e as unhas, por
pelo menos 30 segundos, enxergar abundantemente com água corrente e secar as
mãos com uma toalha de uso individual ou papel descartável.

21
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

Referências bibliográficas

1. Chavane, L. (2020). Especialista em Saúde Publica. In STV Noticias. Jornal da Noite: Edição
de 01/04/2020;
2. CIP - Centro de Integridade Pública (2020). Recuperado em cip.cipmo@gmail.com aos
30/04/2020 às 04:34'
3. Decreto Presidencial no 11/2020 de 30 de Março. Presidência da República: Declara o
Estado de Emergência, por razões de calamidade pública, em todo o território nacional.
Imprensa Nacional de Moçambique, E.P Boletim da República Serie I, Número 61
4. Dicionário de sinónimos. Recuperado em sinônimos.com.br acessado aos 30/03/2020 às
22:43ʼ
5. Euro News. (2020). In Jornal Edição de 28/03/2020.
6. Hellewell, E.; Mnday, J.D. & Kucharski, A.J. (2020). Feasibility of Controlling Covid-19
Outbreaks by Isolation of Cases and Contacts. The Lancet Global Health.
7. MISAU (2020). Plano Nacional de preparação e resposta ao COVID-19. Maputo: MISAU;
8. Negrão, J. (2006). Cem Anos de Economia da Família Rural Africana: O Delta do Zambeze em
análise retrospectiva. Maputo.
9. OMS. (2005). Envolvimento comunitário. UNICEF;
10. Zhang, W. (2020). Manual de Prevenção e controle da COVID-19. São Paulo.
11. 柳叶刀》刊文详解武汉肺炎 最初41案例即有人传人迹象 (em chinês). Caixin. 26 de
janeiro de 2020. Consultado em 1 de fevereiro de 2020. Cópia arquivada em 30 de
janeiro de 2020 «Coronavirus COVID-19 Global Cases by the Center for Systems
Science and Engineering (CSSE) cit. por Johns Hopkins University (JHU)». ArcGIS. Johns
Hopkins CSSE. 22 de março de 2020. Consultado em 4 de abril de 2020.

Fontes Orais
12. Francisco Ernesto Francisco (2020), Médico Tradicional, Psicólogo, Orientador de Carreia,
Evangelista. Consultório Particular: Cidade de Montepuez. (Contacto: +258 844 491 933).

22
Artigo sobre a prevenção da Covid-19 nas comunidades remotas de Moçambique

Lave assuas mãos e salve a vida

 da sua família;

 da sua comunidade;

 da sua nação.

23

Você também pode gostar