Você está na página 1de 2

Universidade Estadual De Santa Cruz - UESC.

Prof ª Larissa Brito de Oliveira


Disciplina: Análise Combinatória
Aluna: Natália Alencar.

Teoria de Grafos

1 Contagem Dupla
É um grafo G = (V, A) em que não há vértices conectados a si mesmos, a soma dos graus de todos
os vértices é igual ao dobro do número de arestas.

Exemplo 1 - Contando estradas: Existe 100 cidades e saem quatro estradas de cada uma
delas. Quantas estradas existem ao todo?

Contando inicialmente, que se cada cidade saem 4 estrada, então vamos ter 4*100= 400 estradas.
Mas cada estrada foi contada duas vezes, então
400
2
= 200 estradas

2 Grau do Vértice
É o número de arestas incidentes a V, com laços contados duas vezes. Dado um vértice V, denota-
remos o grau de V por gr(V).

Proposição (Soma dos Graus). Dado um grafo G com n vértices, v1, v2, . . . , vn, e m arestas,
tem se que
n
X
d(vi ) = 2m (1)
i=1

Demonstração: Cada aresta contribui com duas unidades para a soma do graus.

Teorema 2.O número de vértices de grau ı́mpar em um grafo é sempre par.

Demonstração: Vamos dividir a soma em (1) em duas parcelas. Os vértices com grau par e os
vértices com grau ı́mpar:
n
X X X
d(vi ) = d(vi ) + d(vi ) (2)
i=1 par impar

O lado esquerdo da equação (2) é par (pela proposição anterior). A primeira parcela do lado direito
também é par, pois é a soma de números pares. Para que a igualdade seja válida, a segunda parcela
em (2) também deve ser par:

X
d(vi ) (3)
impar

1
Como cada parcela d(vi ) em (3) é ı́mpar temos que ter um número par de elementos para que a soma
seja um número par.

Definições Auxiliares

• δ denota o grau do vértice com o menor grau dentre os vértices de um grafo.

• ∆ denota o grau do vértice com o maior grau dentre os vértices de um grafo.

Exemplo 1 - É possı́vel desenhar 9 segmentos de reta no plano de maneira que cada segmento
intersecte exatamente 3 outros?

Resposta: Como temos 9 segmentos, vamos ter 9 vértices, ou seja, pelo teorema da soma de
graus, temos

d(v1 ) + d(v2 ) + ... + d(v9 ) = 2.m

Como o problema pede que cada vértice parta exatamente 3 arestas do grafo, ou seja, o grau de cade
cada vértice é igual a 3. Portanto,

3x9 = 2.m

Mas note que, o numero de arestas tem que ser um número inteiro. Como não é possı́vel 2 vezes um
número inteiro, resultar um número ı́mpar, então, não é possı́vel desenhar 9 segmentos de maneira
que cada segmento intersecte exatamente em 3 outros.

3 Conexidade
Um grafo é dito conexo se existir pelo menos um caminho entre cada par de vértices do grafo. Caso
contrário, o grafo é chamado de desconexo.

3.1 Subgrafo
Um grafo Gs = (Vs , As ) é dito ser um subgrafo de um grafo G = (V, A) se todos os vértices e todas
as arestas de Gs estão em G.

3.2 Subgrafo Maximal


Um subgrafo Gs de G é dito maximal em relação a uma propriedade Γ se não for subgrafo de nenhum
outro subgrafo de G que também possua a propriedade Γ.

3.3 Componentes Conexos


Um componente conexo de um grafo G é um subgrafo conexo maximal de G. O número de compo-
nentes conexos em G é denotado por c. Grafos conexos possuem apenas um componente conexo.

Você também pode gostar