Você está na página 1de 6

06/10/2021 11:18 V1 2021-2

Painel Meus cursos 1955S4D1 AVALIAÇÕES V1 2021-2

Questão 1
Ainda não respondida

Vale 1,00 ponto(s).

Leia o texto abaixo, publicado em 1985, antes da vigência da atual Constituição Federal (CF/1988), e marque a
alternativa CORRETA:

“Até entrar em vigor a Constituição de 1946, nenhum jurista jamais admitiu, no Brasil, que certos atos
internacionais fiquem dispensados de aprovação legislativa, exceção feita, unicamente, aos pactos transitórios
ou de curta duração, que, pela força das circunstâncias, os comandantes de exércitos podem acordar com o
inimigo.

A Carta de 1891 era claríssima, sem deixar margem a dúvidas [...].


Destarte, João Barbalho, Aristides. A. Milton, Paulo de Lacerda, Henrique Coelho, Carlos Maximiliano, Clóvis
Bevilacqua, entre outros, pronunciaram-se pela compulsoriedade absoluta da deliberação do Legislativo acerca
de todo e qualquer acordo internacional ajustado pelo Executivo.

Porém, com o início da vigência da Constituição de 1946, [...] surgiu, pela primeira vez em nosso País,
manifestação favorável à tese de que nem todos os atos internacionais necessitam de aprovação legislativa.
O entendimento foi expressado por [...] Hildebrando Accioly, que, discordando da opinião divulgada por Pontes de
Miranda, favorável à obrigatoriedade a aprovação pelo Legislativo de todos os acordos de que o Brasil for parte,
sustentou que nosso País pode ser parte em atos internacionais que não dependam da aprovação do Congresso
Nacional.
[...] A tese, sustentada por Hildebrando Accioly, em síntese, é a da validade dos acordos em forma simplificada no
sistema brasileiro de celebração de tratados.

Diferenciam-se, assim, dos acordos em forma devida, sujeitos à tramitação regular.


Certos países admitem explicitamente os acordos em forma simplificada, ou “acordos executivos” como
também são conhecidos, porque suas Constituições enumeram estritamente os tratados que precisam da
aprovação parlamentar, deixando alguma margem de atuação independente para o Executivo (por exemplo,
Bélgica, França, Espanha, Portugal).”

 
MEDEIROS, Antônio Paulo Cachapuz de. O controle legislativo dos atos internacionais. Revista de Informação
Legislativa, Brasília, ano 22, n. 85, p. 205-232, jan./mar., 1985, p. 212-213.

a. embora a CF/1988 não reconheça expressamente os acordos em forma simplificada, eles são
compatíveis com o sistema constitucional brasileiro.

b. a CF/1988 veda expressamente os acordos em forma simplificada.

c. os acordos em forma simplificada são reconhecidos expressamente pela CF/1988.

d. a CF/1988 enumera taxativamente as matérias


passíveis de negociação mediante acordo em forma
simplificada.

Limpar minha escolha

https://ead.universo.edu.br/mod/quiz/attempt.php?attempt=1196799&cmid=325230 1/6
06/10/2021 11:18 V1 2021-2

Questão 2
Ainda não respondida

Vale 1,00 ponto(s).

Marque a alternativa correta:

Escolha uma opção:


a. Um dos elementos que descaracteriza o Vaticano como um Estado e leva à
conclusão que se trata de
uma entidade política sui generis é a ausência de um governo independente.

b. Um dos elementos que descaracteriza o Vaticano como um Estado e leva à


conclusão que se trata de
uma entidade política sui generis é a ausência de um território próprio.

c. Um dos elementos que descaracteriza o Vaticano como um Estado e leva à


conclusão que se trata de
uma entidade política sui generis é a ausência de competência para celebrar tratados.

d. Um dos elementos que descaracteriza o Vaticano como um Estado e leva à


conclusão que se trata de
uma entidade política sui generis é a ausência de competência para designar embaixadores

e. Um dos elementos que descaracteriza o Vaticano como um Estado e leva à


conclusão que se trata de
uma entidade política sui generis é a ausência de “nacionalidade efetiva”.

Limpar minha escolha

Questão 3
Ainda não respondida

Vale 1,00 ponto(s).

O Hamas (Movimento de Resistência Islâmica) foi criado em 1987. O documento de fundação do grupo prevê dois
grandes objetivos: a luta armada contra Israel; e a promoção do bem-estar social do povo palestino. O Hamas
também tem uma estrutura política, uma vez que se constituiu como partido e disputa eleições nos territórios
palestinos. Nos últimos anos, em virtude de interferências externas e disputas internas com outros grupos
palestinos, mormente o Fatah, o Hamas exerceu controle sobre a Faixa de Gaza. Devido às ações extremistas e ao
discurso radical, parte da sociedade internacional considera o Hamas uma organização terrorista (v.g. EUA, União
Europeia, Japão, Israel). Vários países, a exemplo da Turquia, já concederam asilo a membros da organização
palestina.
Em agosto de 2019, o governo brasileiro anunciou que estudava a possibilidade de classificar o Hamas e a
organização libanesa Hezbollah como terroristas. Em dezembro de 2018, os EUA apresentaram uma proposta de
resolução à Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) para que a totalidade dos países-
membros da entidade passassem a considerar o Hamas um movimento terrorista. Entretanto, a proposta não
obteve o número mínimo de votos exigidos na Carta das Nações Unidas, o tratado constitutivo da ONU, e a
resolução não foi aprovada.

Quais categorias de fontes do Direito Internacional aparecem no texto?

Escolha uma opção:


a.
Tradicionais, modernas e equidade (ex aequo et bono).

b. Tradicionais e modernas. Dentre as tradicionais, as subcategorias “principais” e “acessórias”.

c. Tradicionais e modernas. Dentre as tradicionais, a subcategoria “principal”.

d. Somente tradicionais. Dentre as tradicionais, as subcategorias “principais” e “modernas”.

e. Somente modernas, nas subcategorias “principais” e “acessórias”.

Limpar minha escolha

https://ead.universo.edu.br/mod/quiz/attempt.php?attempt=1196799&cmid=325230 2/6
06/10/2021 11:18 V1 2021-2

Questão 4
Ainda não respondida

Vale 1,00 ponto(s).

Marque a alternativa correta:

a. as sentenças estrangeiras, diferentemente das decisões de cortes internacionais, são classificadas como
hard law. Por essa razão, sua validade no sistema jurídico brasileiro requer a homologação perante o STJ.

b. as decisões de tribunais internacionais não geram efeitos na ordem interna. Por essa razão, não se
submetem à homologação perante o STJ.

c. as decisões de tribunais internacionais podem gerar efeitos na ordem interna. Não obstante, não se
submetem à homologação perante o STJ.

d. as
sentenças estrangeiras, diferentemente das decisões de cortes internacionais,
são classificadas como
hard law. Por
essa razão, sua validade no sistema jurídico brasileiro requer a aprovação do
Congresso
Nacional.

Limpar minha escolha

Questão 5
Ainda não respondida

Vale 1,00 ponto(s).

A República Federativa do Brasil rege-se, nas suas relações internacionais, pelos seguintes princípios, EXCETO
(FCM - 2019):

Escolha uma opção:


a. autodeterminação dos povos

b. cooperação entre os povos para o progresso da humanidade

c. intervencionismo

d. prevalência dos direitos humanos

e. concessão de asilo político

Limpar minha escolha

Questão 6
Ainda não respondida

Vale 1,00 ponto(s).

Marque a alternativa correta:

a. a sociedade internacional é um sistema político-jurídico precário. Por essa razão, as normas


internacionais são desprovidas de caráter vinculante.

b. a sociedade internacional é anárquica. Não obstante, as normas internacionais podem obrigar os


Estados.

c. a sociedade internacional é desprovida de uma autoridade central dotada de capacidade de imposição


sobre os Estados. Por essa razão, os atos e decisões das organizações internacionais não caráter
efetivamente obrigatório para os Estados-membros.

d. a sociedade internacional é um sistema político-jurídico precário. Por essa razão, os tratados


internacionais têm efeito meramente recomendatório.

Limpar minha escolha

https://ead.universo.edu.br/mod/quiz/attempt.php?attempt=1196799&cmid=325230 3/6
06/10/2021 11:18 V1 2021-2

Questão 7
Ainda não respondida

Vale 1,00 ponto(s).

São autoridades dispensadas da apresentação da carta de plenos poderes na celebração de um tratado:

Escolha uma opção:


a. Presidente da República e Presidente do Senado.

b. Presidente da República, Presidente do Congresso Nacional, Presidente do Supremo Tribunal Federal.

c. Presidente da Câmara dos Deputados, Ministério das Relações Exteriores.

d. Presidente da República, Ministro das Relações Exteriores.

e. Presidente da República e Presidente da Câmara dos Deputados.

Limpar minha escolha

https://ead.universo.edu.br/mod/quiz/attempt.php?attempt=1196799&cmid=325230 4/6
06/10/2021 11:18 V1 2021-2

Questão 8
Ainda não respondida

Vale 1,00 ponto(s).

Leia
o texto abaixo, publicado em 1985, antes da vigência da atual Constituição
Federal (CF/1988), e marque a
alternativa CORRETA:

“Até
entrar em vigor a Constituição de 1946, nenhum jurista jamais admitiu, no
Brasil, que certos atos
internacionais fiquem dispensados de aprovação
legislativa, exceção feita, unicamente, aos pactos transitórios
ou de curta
duração, que, pela força das circunstâncias, os comandantes de exércitos podem
acordar com o
inimigo.
A Carta de
1891 era claríssima, sem deixar margem a dúvidas [...].
Destarte,
João Barbalho, Aristides. A. Milton, Paulo de Lacerda, Henrique Coelho, Carlos
Maximiliano, Clóvis
Bevilacqua, entre outros, pronunciaram-se pela
compulsoriedade absoluta da deliberação do Legislativo acerca
de todo e
qualquer acordo internacional ajustado pelo Executivo.

Porém, com
o início da vigência da Constituição de 1946, [...] surgiu, pela primeira vez
em nosso País,
manifestação favorável à tese de que nem todos os atos
internacionais necessitam de aprovação legislativa.
O
entendimento foi expressado por [...] Hildebrando Accioly, que, discordando da opinião
divulgada por Pontes de
Miranda, favorável à obrigatoriedade a aprovação pelo
Legislativo de todos os acordos de que o Brasil for parte,
sustentou que nosso
País pode ser parte em atos internacionais que não dependam da aprovação do
Congresso
Nacional.

[...] A
tese, sustentada por Hildebrando Accioly, em síntese, é a da validade dos acordos em forma simplificada no
sistema
brasileiro de celebração de tratados.
Diferenciam-se,
assim, dos acordos em forma devida,
sujeitos à tramitação regular.
Certos
países admitem explicitamente os acordos em forma simplificada, ou “acordos
executivos” como
também são conhecidos, porque suas Constituições enumeram
estritamente os tratados que precisam da
aprovação parlamentar, deixando alguma
margem de atuação independente para o Executivo (por exemplo,
Bélgica, França,
Espanha, Portugal).”

 
MEDEIROS,
Antônio Paulo Cachapuz de. O controle legislativo dos atos internacionais. Revista de Informação
Legislativa,
Brasília, ano 22, n. 85, p. 205-232, jan./mar., 1985, p. 212-213.

a. atualmente prevalece no Brasil a interpretação de Hildebrando Accioly.

b. atualmente prevalece no Brasil uma interpretação


que concilia as visões de Pontes de Miranda e
Hildebrando Accioly.

c. atualmente prevalece no Brasil a interpretação de Pontes de Miranda.

d. a doutrina majoritária no Brasil refuta atualmente as interpretações de Pontes de Miranda e Hildebrando


Accioly.

Limpar minha escolha

https://ead.universo.edu.br/mod/quiz/attempt.php?attempt=1196799&cmid=325230 5/6
06/10/2021 11:18 V1 2021-2

Questão 9
Ainda não respondida

Vale 1,00 ponto(s).

Marque a alternativa ERRADA:

Escolha uma opção:


a. As normas rígidas (hard law) atendem aos dois aspectos fundamentais da normatividade, o formal e o
material.

b. As normas flexíveis (soft law/soft norms), ainda que apresentadas na forma escrita, a exemplo dos
tratados, são desprovidas de caráter vinculante.

Atividad
c. As normas rígidas possuem caráter vinculante e an
para ost eEstados.

rior
◄ Transferência
d. Tanto tratados de Execução
quanto costumes da Pena &podem
internacionais Transferência de Pessoas
ser considerados Condenadas
normas rígidas (hard law).

e. Costumes, tal qual os princípios gerais, são normas meramente programáticas. Por isso, são
Seguir para...
considerados normas flexíveis (soft law).

Limpar minha escolha Próxima atividade


Avaliação Diagnóstica 2021/2 ►

Questão 10
Ainda não respondida

Vale 1,00 ponto(s).

Marque a alternativa correta.

Escolha uma opção:


a. A incorporação de um tratado ao sistema jurídico brasileiro ocorre simultaneamente ao depósito do
instrumento de ratificação.

b. A incorporação de um tratado a sistema jurídico brasileiro ocorre após a manifestação favorável do


Supremo Tribunal Federal.

c. A incorporação de um tratado a sistema jurídico brasileiro ocorre mediante lei ordinária, salvo nos casos
de tratados de direitos humanos.

d. A incorporação de um tratado ao sistema jurídico brasileiro ocorre com a edição do decreto de


promulgação.

e. A incorporação de um tratado ao sistema jurídico brasileiro ocorre com a edição de decreto legislativo.

Limpar minha escolha

https://ead.universo.edu.br/mod/quiz/attempt.php?attempt=1196799&cmid=325230 6/6

Você também pode gostar