Você está na página 1de 40

FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

AUT 258
CONFORTO AMBIENTAL 1
FUNDAMENTOS

Confortinho
PROFESSORES NO 1º SEMESTRE DE 2007: Fernando Cremonesi, Denise Duarte
Estagiárias PAE: Érica Umakoshi, Simone Büttner, Paula Shinzato (voluntária)
GRADE ATUAL DA SEQUÊNCIA
DE CONFORTO NA FAUUSP

1º ano: AUT 258 – Fundamentos (Confortinho


( )
1º ano: AUT 260 – Ergonomia
2º ano: AUT 262 – Iluminação
3º ano: AUT 264 - Térmica
3º ano: AUT 266 - Acústica
4º ano: AUT 268 – Integradas (Confortão)
Exigências humanas de conforto
física aplicada / sistemas de iluminação
Iluminação natural
Iluminação artificial como complemento da natural
física aplicada / transferência de calor
Conforto térmico x iluminação
Ruído na cidade / tratamento dos espaços abertos e dos edifícios
geometria da insolação
física aplicada
estratégias de projeto
Aspectos conceituais do conforto na
arquitetura e no urbanismo

OBJETIVOS DO CONFORTO

1
Busca de qualidade ambiental dentro dos edifícios e nos espaços
abertos

2
Eficiência energética (máximo de qualidade ambiental com o mínimo de
consumo de energia)

3
Redução do impacto ambiental da arquitetura e das cidades
RECURSOS DE PROJETO

1
Planejamento urbano (critérios de ocupação, arranjo
entre edifícios, desenho dos espaços abertos, inserção
de elementos naturais)

2
Estratégias passivas de aproveitamento dos recursos
naturais e consequente controle das condições
ambientais

3
Sistemas ativos de climatização para o controle do
ambiente interno
PROJETO DO EDIFÍCIO

PLANEJAMENTO DA CIDADE
ASPECTOS DA ARQUITETURA DETERMINANTES PARA
O CONFORTO

Implantação
Forma
Aberturas
Materiais
Setorização de espaços e atividades
ASPECTOS DA CIDADE DETERMINANTES PARA O
MICROCLIMA E AS CONDIÇÕES DE CONFORTO
AMBIENTAL URBANO

Configuração morfológica da malha urbana


Configuração geométrica dos canyons urbanos
Caracterização das superfícies urbanas
Localização, tamanho e características de composição
das áreas naturais
VARIÁVEIS DO CONFORTO AMBIENTAL NO EDIFÍCIO
E NA CIDADE
O LEGADO DA ARQUITETURA VERNACULAR
O CONFORTO NA
ARQUITETURA MODERNA
E CONTEMPORÂNEA

Ênfase para o caso brasileiro


Parque
Guinle –RJ
Anos 40

MEC/RJ
Anos 30
Edifícios Rino Levi – SP Edifícios A. G. Borsói
Anos 60 Anos 80
Visão contemporânea do que é conforto e eficiência energética no Brasil...

Centros de Reabilitação da Rede Sarah


Centro Brasileiro Britânico
São Paulo 1999/2000
CENPES II Petrobras
Rio de Janeiro 2005
CENPES II Petrobras
Rio de Janeiro 2005
DETERMINANTES DO CONFORTO

CONTEXTO AMBIENTAL

USOS E EXIGÊNCIAS HUMANAS

definem as estratégias de projeto


CONTEXTO AMBIENTAL + USOS E EXIGÊNCIAS HUMANAS
DEFINEM AS ESTRATÉGIAS DE PROJETO
CONTEXTO AMBIENTAL + USOS E EXIGÊNCIAS HUMANAS
DEFINEM AS ESTRATÉGIAS DE PROJETO
Problemas recorrentes de projeto
Modelos vencidos
DESAFIOS DO CONTEXTO AMBIENTAL PARA A
ARQUITETURA DE MENOR IMPACTO AMBIENTAL,
MELHOR CONFORTO E MAIOR EFICIÊNCIA
ENERGÉTICA

Escassez de recursos naturais


Poluição no ambiente urbano
Crescimento da população urbana mundial
INICIATIVAS NO CENÁRIO
INTERNACIONAL HOJE

Commerzbank
INICIATIVAS NO CENÁRIO INTERNACIONAL HOJE
Bedzed
INICIATIVAS NO CENÁRIO INTERNACIONAL HOJE
Greenwich Village
A INSERÇÃO DA FAU NA DISCUSSÃO
CONTEMPORÂNEA SOBRE CONFORTO E ENERGIA –
Trabalhos de conclusão de curso

TFG Mônica Marcondes


A INSERÇÃO DA FAU NA DISCUSSÃO CONTEMPORÂNEA SOBRE
CONFORTO E ENERGIA – Trabalhos de conclusão de curso

TFG Gustavo Picarelli


O futuro...