Você está na página 1de 2

Principais Teorias de Enfermagem

Ano Criador Teoria


1859 Florence Nightingale Ambientalista
1952 Hidelgard E. Peplau Processo Interpessoal
1958 Ernestine Wiedenbach Prescritiva
1959 Dorothy E. Johnson Sistema Comportamental
1960 Faye Glenn Abdellah Problema dos pacientes determina cuidado
1960 Josephine E. Paterson e Loreta T. Humanística
Ziderard

1961 Ida Jean Orlando Processo interpessoal


1961 Wanda McDowell Homeostática
1964 Ernestine Wiedenbach Cuidado individualizado
1964 Imogene M. King Alcance dos Objetivos
1966 Ligia E. Hall Cuidado direcionado ao amor próprio
1966 Joyce Travelbee Relacionamento Interpessoal
1967 Myra Estrin Levine Holística
1970 Wanda Horta Necessidades Humanas Básicas
1970 Martha E. Rogers Homeodinâmica
1970 Sister Calista Roy Adaptação
1971 Dorothea E. Orem Auto-cuidado
1974 Rosalda Paim Sistêmica
1978 Madeleine M Leninger Transcultural
1985 Jean Watson Cuidar
1980 Nancy Roper, Winifred Logan e Modelo de Atividade de Vida
Alison Tierney

1981 Rosemarie Rizzo Parse Seres indivisíveis e ambiente saudável


1983 Joyce Fitzpatrick Rítmica
1986 Margaret Newman Doença é um indício de padrões de vida
preexistente
1989 Patricia Benner e Judith Wrubel Essência de enfermagem é o cuidar
1960 Josephine E. Paterson e Loreta T. Humanística
Ziderard
A situação dos indivíduos é experenciada existencialmente pelos enfermeiros; a pessoa é
uma unidade holística intelectual.

1961 Ida Jean Orlando Processo interpessoal


Propõe a relação dinâmica enfermeiro-paciente, sendo o propósito da enfermagem suprir a
ajuda requerida pelo indivíduo, de acordo com suas necessidades.

1964 Imogene M. King Alcance dos Objetivos


A Enfermagem é um processo de interação em que cada um percebe o outro e a situação
através da comunicação, onde cliente e enfermeiro propõem objetivos para a saúde.

1970 Wanda Horta Necessidades Humanas Básicas


Teoria desenvolvida baseada nas necessidades humanas de Maslow, propondo uma
metodologia sustentada na busca da satisfação de necessidades psicobiológicas,
psicossociais e psicoespirituais.

1970 Sister Calista Roy Adaptação


A Enfermagem é uma disciplina científica com uma prática orientada para a compreensão
dos processos adaptativos e mal-adaptativos no ser humano. A habilidade para lidar com os
estímulos pode ser aprendida.

1971 Dorothea E. Orem Auto-cuidado


A Enfermagem é um sistema de ajuda para o auto cuidado quando o indivíduo não tem
condição de suprir suas próprias necessidades.

1980 Nancy Roper, Winifred Logan e Modelo de Atividade de Vida


Alison Tierney
Objetiva aperfeiçoar o PE, visa à assistência ao paciente através de um plano de cuidados. O
modeloapresenta12 atividades de vida, relacionando os fatores que a influenciam e o grau
de dependência/independência.

Você também pode gostar