Você está na página 1de 9

CISS APARECIDA DO TABOADO

Curso: Técnico em Eletrotécnica.


U.C.: Eficiência Energética.
Tutor: Matheus Souza Nascimento.
Nome: Magnun Israel Alvarenga Data: 11/08/2021.

Atividade 01

Contexto 01

A empresa Moinhos Tambari localizada na cidade de Feira de Santana-BA, é especializada no


beneficiamento de milho e torrefação de café, para a realização dessas atividades são utilizados
equipamentos elétricos como: máquina de moer grãos; máquina prensa; esteira transportadora;
sistema de iluminação e sistema de refrigeração. Os produtos da Moinhos Tambari em termos de
qualidade são os mais conceituados e sempre foram bem aceitos e líderes de vendas no mercado. O
Sr. Anderson, possui formação em eletrotécnica, graduado em administração e na empresa Moinhos
Tambari atua como diretor Executivo. Ele notou uma pequena queda nas vendas da empresa e
decidiu pesquisar o motivo, durante as reuniões sindicais, ouvia nas discussões que o seu maior
concorrente realizou estudos técnicos que possibilitou criar estratégias de consumo de energia
consciente conseguindo diminuir consideravelmente o consumo de energia na sua empresa o que
facilitou a diminuição dos preços dos produtos. Após análises financeiras sucessivas na sua empresa,
Anderson, decidiu focar seus esforços na análise das contas de energia, e resolveu contratar os
serviços de um consultor em eficiência energética, para verificar o que poderia ser feito para diminuir
os gastos com consumo de energia elétrica e continuar liderando as vendas no mercado. Realizou
uma pesquisa entre empresas que fazem consultoria em eficiência energética, e contratou os
serviços da empresa Power EnergTec considerada uma das mais eficientes da cidade de Salvador-
BA. Durante a reunião com o consultor da empresa Sr. Rodrigo que tem formação técnica em
eletrotécnica, explicou o que estava acontecendo em sua empresa e solicitou ajuda para corrigir o
problema. A atividade principal de Rodrigo era responder o questionário de tarifação. Para garantir
precisão nas respostas do questionário Anderson disponibilizou para a análise dele, a fatura de
consumo de energia elétrica da empresa, para que conseguisse iniciar as atividades. Após análise da
fatura Rodrigo instalou o equipamento analisador de energia na unidade Tambari com o intuito de
adquirir os dados de grandezas elétricas da fábrica, após um dia de análise, o equipamento
analisador de energia forneceu uma tabela com os dados de consumo energético por intervalo de
horas, o que lhe possibilitou fazer a análise de qual modalidade tarifaria ao ser aplicada trará mais
economia para fabrica Tambari, possibilitando a redução dos custos com produção. Será que
Rodrigo conseguirá responder os questionários de tarifação ajudando a diminuir o consumo de
energia da Tambari? Ajude Rodrigo a vencer esse desafio.

Resolução:

S=√((P)^2+ (Q)^2 ) F_p= P/S 〖 =cos〗⁡(φ)

Triângulo das Potências


F_p= P_at/√((P_at )^2+ (P_reat )^2 )

Av. Orlando Mascarenhas Pereira, N°3242 |B. Córrego do Campo| Aparecida do Taboado/MS
– CEP 79570-000 – Brasil
www.fiems.com.br/senai
Q_c= 〖P x 〗⁡〖(tan⁡〖φ_1- tan⁡〖φ_2 〗 〗 ) [kVAR]〗

Valor ponta = 1.931 x 13,11 = R$ 25.315,41


Valor fora de ponta indutivo = 2.074 x 4,37 = R$ 9.063,38
Valor fora de ponta capacitivo = 2.000 x 4,37 = R$ 8.740,00
Demanda Faturada = R$ 25.315,41 + R$ 9.063,38 + R$ 8.740,00
Demanda Faturada = R$ 43.119,00
Valor consumo ponta = 95.126 x 0,07954 = R$ 7.566,32
Valor consumo fora de ponta indutivo = 774.396 x 0,03611 = R$ 27.963,44
Valor consumo fora de ponta capacitivo = 160.236 x 0,03611 = R$ 5.786,12
Consumo Faturado = R$ 7.566,32 + R$ 27.963,44 + R$ 5.786,12
Consumo Faturado = R$ 41.316,00
Fatura total sem excedente = R$ 43.119,00 + R$ 41.316,00
Fatura total sem excedente = R$ 84.435,00

FDR = (DM. O,92/fm – DF) . TDA


FER = CA.(0,92/fm – 1) TCA

Av. Orlando Mascarenhas Pereira, N°3242 |B. Córrego do Campo| Aparecida do Taboado/MS
– CEP 79570-000 – Brasil
www.fiems.com.br/senai
Calculo dos Fatores de Potencia

FPm (ponta) = cos ( arctg (49.815/ 95.126) => FPm (ponta) = 0,89
FPm (fora de ponta indutivo) = cos ( arctg (416.827/ 774.396) =>
FPm (ponta) = 0,88
FPm (fora de ponta capacitivo) = cos ( arctg (91.268/ 160.236) =>
FPm (ponta) = 0,87

Contexto 02:

Agora que Rodrigo conseguiu fazer com que a empresa Tambari melhorasse o consumo interno e
escolhesse melhor sua tarifação de energia, vamos ver qual será o próximo desafio dele para
conseguir manter o padrão desse consumo? Após análise e monitoramento das grandezas elétricas
ele identificou que a fábrica está com baixo fator de potência, e isso está fazendo com que a unidade
fabril pague multa por excedente de carga reativa, propôs ao diretor corrigir o fator de potência e
adotar um sistema de iluminação eficiente como outro ponto de melhoria para a empresa. Para
realizar a correção do fator de potência da fábrica será necessário calcular a média dos fatores de
potência a partir da tabela extraída do analisador de energia e em seguida realizar o preenchimento
do formulário de correção de fator de potência disponibilizado. Após realizar uma vistoria na fábrica
Tambari, Rodrigo identificou que o sistema de iluminação utiliza lâmpadas fluorescentes e que este é
um tipo de tecnologia com baixa eficiência, se comparando as tecnologias atuais, como por exemplo
a tecnologia de iluminação LED, para tentar reduzir o consumo de energia sugeriu ao diretor a troca
das lâmpadas do ambiente para depois fazer a análise de consumo e confrontar com a econômica. O
diretor acatou as sugestões de Rodrigo, e ao finalizar essa etapa marcou uma reunião com o diretor
Anderson que além do preenchimento do formulário de correção de fator de potência havia solicitado
que fosse entregue um relatório justificando porquê adotar o sistema de iluminação eficiente, será que
Rodrigo conseguirá atender a demanda da empresa Tambari? Ajude Rodrigo a atender as
solicitações da empresa e vencer o desafio

Resolução:

 Baixo custo:

Essa é a característica mais falada quando o assunto é iluminação. A grande


vantagem da lâmpada de LED é a economia de energia que ela proporciona de
até 80% especificamente. Isso porque o diodo tem uma boa capacidade
luminosa fazendo com que a produção de luz seja maior usando menos
energia.Ou seja, boa parte da corrente elétrica que é passada pelo produto é
revertida em iluminação e não em calor.

Av. Orlando Mascarenhas Pereira, N°3242 |B. Córrego do Campo| Aparecida do Taboado/MS
– CEP 79570-000 – Brasil
www.fiems.com.br/senai
 Vida útil longa:

Pela grande capacidade luminosa que as lâmpadas de LED possuem elas duram
até 25 vezes mais que as incandescentes e 3 vezes mais que as fluorescentes.
Uma lâmpada de LED usada por 8 horas diárias, por exemplo, pode durar até 17
anos, e ainda assim sofre pouca alteração no brilho ao longo do tempo.

Vale ressaltar também que por ser resistente à vibrações, o LED não sofre falhas
na transmissão, dispensando a necessidade de reatores para o ligamento e
acendendo instantaneamente.

 Lâmpada segura

Diferente das fluorescentes a lâmpada de LED não emite radiação ultravioleta


nem causa cansaço visual como os outros tipos já que não possui mercúrio e
nenhuma outra substância tóxica em sua composição, um sinal de que é menos
prejudicial à saúde. Por possuir baixa irradiação térmica a lâmpada não
esquenta tornando o ambiente bem mais confortável.

Sem contar que o funcionamento dessas lâmpadas exige baixa voltagem, o que
reduz o risco de choque na hora de trocá-la e permite a instalação em ambientes
úmidos como piscinas e cantos de jardim.

 Design inovador

Além de funcionais e econômicas as lâmpadas de LED são também decorativas.


Nesse tipo de lâmpada é possível controlar o fluxo luminoso (intensidade da luz),
variar na tonalidade do branco na iluminação, escolher o tom certo para cada
ambiente e ainda usá-las nas versões coloridas.

Compatíveis com praticamente todos os sistemas de instalação são fáceis


substitutas para os tipos mais usados e apresentam uma infinidade de modelos
e funcionalidades. A lâmpada de LED apresenta versões compactas, mas com
fachos de luz muito eficientes, atribuindo funções especificas à cada modelo.

 Sustentável

Como não possuem filamentos metálicos, mercúrio ou substancias tóxicas na


composição, a lâmpada de LED não emite poluentes ao meio ambiente e ainda
pode ser reciclada.

Av. Orlando Mascarenhas Pereira, N°3242 |B. Córrego do Campo| Aparecida do Taboado/MS
– CEP 79570-000 – Brasil
www.fiems.com.br/senai
O fato de gerar economia elétrica também classifica a lâmpada de LED como um
produto sustentável. Como ela não desperdiça calor, diminui o consumo de
energia elétrica, reduzindo com isso os impactos ambientais que são causados.
A lâmpada de LED também não emite calor, o que pode auxiliar no
funcionamento o ar condicionado, por exemplo, que utilizará menos cargas
elétricas para funcionar.

Material de apoio

Fonte : https://esferaenergia.com.br/blog/tarifa-azul-verde/

O que é tarifa azul e verde e como escolher a melhor

Dezembro 24, 2020

Av. Orlando Mascarenhas Pereira, N°3242 |B. Córrego do Campo| Aparecida do Taboado/MS
– CEP 79570-000 – Brasil
www.fiems.com.br/senai
Ao realizar a contratação de demanda de energia, uma empresa irá se deparar com duas
escolhas: as tarifas azul e verde. Elas estão diretamente relacionadas aos horários ponta e
fora ponta, que diferenciam o consumo energético em determinados períodos do dia. 

Então, para ajudar nessa questão, primeiro explicaremos o que é horário ponta e fora ponta,
depois mostraremos as diferenças entre a tarifa azul e verde e, por fim, como fazer a melhor
escolha para o seu negócio. 

Continue lendo e veja tudo o que você precisa saber a respeito desse assunto.

Horário ponta e fora ponta


Antes de irmos à explicação sobre as tarifas azul e verde, é importante entender qual a
diferença entre horário ponta e fora ponta. Esses conceitos dizem respeito à demanda e ao
consumo, que, apesar de usualmente serem usados como sinônimos, têm significados
diferentes.

Demanda é a potência de energia necessária para atender ao consumo em determinados


períodos do dia, ou seja, a capacidade do sistema elétrico. Tal potência normalmente é
medida em kW (quilowatt) ou MW (megawatt). 

Já o consumo é a quantidade utilizada, sendo medido em kWh (quilowatt-hora) ou MWh


(megawatt-hora). Uma conta de energia tradicional é o acumulado de consumo energético
ao longo de um mês. 

Ao longo de um dia e em alguns períodos do ano, a demanda e o consumo de energia


sofrem variações, passando por picos e baixas. No final da tarde, por exemplo, há um pico,
pois as pessoas começam a acender as luzes. Já de madrugada acontecem as baixas, pois
muitas empresas não estão operando e a população está dormindo. 

É por conta dessas variações que foram determinados o horário ponta e fora ponta, de
modo que cobranças diferentes são feitas de acordo com a demanda e consumo — as
chamadas tarifas horo-sazonais. 

Av. Orlando Mascarenhas Pereira, N°3242 |B. Córrego do Campo| Aparecida do Taboado/MS
– CEP 79570-000 – Brasil
www.fiems.com.br/senai
Mas o que é tarifa horo-sazonal? É o valor cobrado de acordo com o consumo de energia
elétrica e a potência requisitada em horários específicos ao longo do dia e também em
determinados períodos do ano.

Horário ponta
O horário ponta é um período de três horas consecutivas que normalmente ocorre das 18h
às 21h, exceto aos sábados, domingos e feriados. Por conta de ser um horário de alta
demanda e consumo, pode haver uma cobrança triplicada de energia — ou seja, uma tarifa
horosazonal, pois tem como base a necessidade de energia em um momento específico do
dia. 

O objetivo dessa cobrança mais alta é justamente reduzir o pico e não sobrecarregar as
linhas de transmissão. 

Horário fora ponta


Horário fora ponta são todas as demais horas do dia além do período ponta. A determinação
desse intervalo varia de acordo com a concessionária, mas normalmente é das 0h às 17h59
e das 21h às 23h59.

O que são as tarifas azul e verde


Ao fazer uma contratação de valores, consumidores de alta tensão (grupo A) podem solicitar
à concessionária duas opções de enquadramento tarifário: a tarifa azul e a tarifa verde. Tal
enquadramento permite que diferentes perfis de consumo de empresas se encaixem melhor
nas políticas de preços regulamentadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Qual a diferença entre tarifa azul e verde


A tarifa verde permite que os valores de consumo sejam ou não diferentes no horário ponta
e horário fora ponta, mas a cobrança pela demanda de potência é única e o preço de
transporte na ponta é maior. 

Já a tarifa azul de energia tem dois valores diferentes de demanda de potência de acordo
com o horário ponta e o horário fora ponta.

Av. Orlando Mascarenhas Pereira, N°3242 |B. Córrego do Campo| Aparecida do Taboado/MS
– CEP 79570-000 – Brasil
www.fiems.com.br/senai
Então, em resumo, a diferença entre a tarifa azul e verde é a tarifa paga no consumo de
ponta: a tarifa verde tem apenas um valor para demanda e um preço mais alto no transporte
de ponta, ao passo que a tarifa azul tem dois valores de demanda, os quais mudam de
acordo com as horas de utilização do dia. 

É importante não confundir a tarifa azul e verde com as bandeiras tarifárias. Estas têm como
objetivo informar ao consumidor quando a energia está mais cara ou barata de acordo com
três classificações: verde, amarela e vermelha.

Aqui estamos falando especificamente sobre a tarifa azul e verde, às quais estão
relacionadas à contratação de valores de energia.

Qual a melhor tarifa para o meu negócio?


A escolha entre a tarifa azul e verde depende de alguns fatores. Por isso, é importante fazer
simulações, projetar os consumos no horário ponta e fora ponta, entender qual a demanda
energética da sua empresa e então tomar uma decisão. 

Além disso, é válido considerar uma migração para o Mercado Livre de Energia,
principalmente porque a energia no mercado livre é cobrada pela distribuidora conforme as
regras de ponta e fora ponta sob a demanda de potência e o valor não muda de acordo com
os horários em que há picos de consumo.

Para te ajudar nessa decisão, você pode contar com a Esfera Energia, empresa que realiza
uma consultoria completa para ajudar os clientes a migrarem para o Mercado Livre de
Energia e que também ajuda o cliente a comprar energia nos melhores momentos.

Apoiamos empresas que desejam entrar nesse mercado e fazemos todo o processo
burocrático com assertividade e eficiência, tendo como foco os ganhos que serão gerados
para nossos clientes.

Av. Orlando Mascarenhas Pereira, N°3242 |B. Córrego do Campo| Aparecida do Taboado/MS
– CEP 79570-000 – Brasil
www.fiems.com.br/senai
Além disso, também temos soluções para otimizar a previsão de custos, tornamos a gestão
da contratação de energia mais eficiente e trabalhamos constantemente para adotar novas
tecnologias que rentabilizem as operações das empresas.

Av. Orlando Mascarenhas Pereira, N°3242 |B. Córrego do Campo| Aparecida do Taboado/MS
– CEP 79570-000 – Brasil
www.fiems.com.br/senai

Você também pode gostar