Você está na página 1de 23

TEXTO: A PSICOLOGIA COMO PROFISSÃO.

Bastos , Antônio Virgílio Bittencourt; Gomide, Paula Inez Cunha. O Psicólogo


brasileiro: Sua atuação e formação profissional. Psicologia, Ciência e Profissão.

DOCENTE: GEÍSE PINHEIRO PINTO


PSICOLOGIA COMO PROFISSÃO

Na ultima aula abordamos a Psicologia como ciência. Uma


ciência que tem como preocupação o ser humano a partir de seu
mundo interno, ou seja sua subjetividade, entendida como fonte
de manifestações do indivíduo, suas ações, seus sonhos, seus
desejos, suas emoções, sua maneira singular de ser e de se
expressar no mundo.

Agora vamos entender a Psicologia como Profissão! A psicologia


enquanto prática, enquanto aplicação do conhecimento
produzido pela ciência psicológica.
QUE PROFISSÃO É ESSA?

Lei 4.119 de 1962 – reconhece a Psicologia como Profissão.

O exercício da profissão está relacionado ao uso de métodos e


técnicas da Psicologia para fins de diagnóstico e avaliação
psicológico, orientação psicopedagógica e solução de
problemas de ajustamento.
DESMISTIFICAÇÃO DA VISÃO SOCIAL DO PSICÓLOGO

➢ Psicólogo é aquele que cuida de maluco: Se entendemos


por “maluco” aquele com algum tipo de transtorno
psiquiátrico, poderíamos dizer que o psicólogo trabalha com
maluco. Mas… não apenas com esse público.

➢ Psicólogo dá conselhos: Se a função de um psicólogo se


restringisse a dar conselhos o que diferenciaria tal prática
profissional de uma conversa com um amigo ou um familiar?
O PSICÓLOGO NÃO ADIVINHA NADA

Ele possui instrumentos teóricos para desvendar o que está


implícito, encoberto, não-aparente e, nesse sentido, a pessoa,
grupo ou instituição tem um papel fundamental, pois o psicólogo
não pode ver nada na bola de cristal ou nas cartas.

Para poder trabalhar, ele precisa que as pessoas falem de si,


contem sua história, dialoguem, exponham suas reflexões.
➢ Psicólogo só ouve: A escuta faz parte do processo de
intervenção, uma vez que será através dela que se
mostra acolhimento, validação e de onde surgem os
questionamentos e intervenções do profissional.

➢Psicólogo sempre tem e mantém cara de paisagem: A


principal questão com essa afirmação se encontra na
determinação do “sempre”, pois pode nos trazer a impressão
de um profissional distante, que não empatiza com o
sofrimento trazido por seu paciente.
➢ Psicólogo é capaz de resolver todo e qualquer
conflito: Será que de fato será o psicólogo o capaz
5.

de resolver? Caberia aqui o esclarecimento de que


seu papel não é resolutivo, e sim colaborativo e
facilitador.

CONHECEM OUTRAS CONCEPÇÕES SOBRE O PSICÓLOGO?


A PSICOLOGIA AJUDA AS PESSOAS A SE CONHECEREM MELHOR

Os conhecimentos científicos, construídos pelo homem, estão


todos voltados para ele. Na psicologia, não é diferente. A psicologia como
ciência humana, permitiu-nos ter um conhecimento abrangente sobre o
homem. Sabemos mais sobre suas emoções, sentimentos,
comportamentos, seu desenvolvimento e suas formas de aprender;
conhecemos suas inquietações, vivências, angustias, alegrias...

Mas, cuidado!! !
O PSICÓLOGO É DIFERENTE DE UM BOM AMIGO

O psi em seu trabalho, utiliza o conhecimento científico na intervenção


técnica. A psicologia dispõe de técnicas e de instrumentos apropriados
e cientificamente elaborados, que lhe possibilitam diagnosticar os
problemas; possui também um modelo de interpretação e de
intervenção.

A intervenção é intencional, planejada e feita com a utilização de


conhecimentos específicos.
PSICÓLOGOS E PSIQUIATRAS APROXIMAM-SE EM SUAS PRÁTICAS
Psicologia – busca a compreensão do funcionamento da consciência. Sua
formação é de 5 anos na graduação de uma profissão independente
(PSICOLOGIA). Não prescreve medicação.

Psiquiatria – busca construir e catalogar um saber sobre a loucura, a doença


mental. Assume um compromisso com o patológico. É uma especialidade
da medicina, prescreve medicação, faz diagnóstico.

A psiquiatria se constitui como um saber da doença mental ou psicológica


enquanto a psicologia tornou-se um saber sobre o funcionamento mental
ou psicológico do ser humano.
PSICOLOGIA X PSIQUIATRIA

➢ FREUD FOI O RESPONSÁVEL PELA APROXIMAÇÃO DESSAS DUAS ÁREAS AO


DISCUTIR O NORMAL E O PATOLÓGICO.

➢ ELE POSTULOU QUE O PATOLÓGICO NÃO ERA MAIS DO QUE UMA


EXACERBAÇÃO DO FUNCIONAMENTO NORMAL, OU SEJA, UMA
EXACERBAÇÃO ENTRE O QUE ERA NORMAL E DOENTIO NO MUNDO
PSÍQUICO, OCORRENDO APENAS UMA DIFERENÇA DE GRAU.
A FINALIDADE DO TRABALHO DO PSICÓLOGO

O psicólogo tem seu trabalho relacionado às condições gerais de vida de


uma sociedade, embora atue enfocando a subjetividade dos indivíduos
e/ou suas manifestações comportamentais. Pensar a saúde dos indivíduos
significa pensar as condições objetivas e subjetivas de vida, de modo
indissociado.

A profissão do psicólogo deve-se caracterizar pela aplicação dos


conhecimentos e técnicas da Psicologia na promoção da saúde. Este
trabalho pode estar sendo realizado nos mais diversos espaços e não
somente na clínica.
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO PSICÓLOGO:

❖ Psicologia Hospitalar
❖ Psicologia Criminal
❖ Psicologia Jurídica
❖ Psicologia Social
❖ Psicologia Institucional
❖Psicologia Organizacional
❖ Psicologia da Saúde Pública
❖ Psicologia Escolar
❖Psicologia do Esporte
❖Psicologia Clínica
REPRESENTAÇÃO SOCIAL DA PSICOLOGIA
Fonte: o Texto: O Psicólogo brasileiro: Sua atuação e formação profissional.

SUJEITOS. Participaram da pesquisa 556 alunos ingressantes em um curso de Psicologia


da cidade de São Paulo.

MATERIAL. Cada aluno recebeu, no primeiro dia de aula, um questionário


mimeografado, com vinte perguntas, que respondeu por escrito. Nesta pesquisa,
analisamos as respostas à pergunta: "Qual é, a seu ver, a imagem que o público leigo
tem do psicólogo?“

PROCEDIMENTO. As respostas coletadas entre os anos de 1976 e 1984 foram


submetidas a uma análise de conteúdo, realizada em conjunto pelas três autoras deste
estudo. Procurou-se esgotar, em cada uma, todos os conteúdos referentes às três
dimensões investigadas.
REPRESENTAÇÃO SOCIAL DA PSICOLOGIA
a) Presença ou ausência de informações sobre a profissão. Em
caso positivo, o tipo de informação foi categorizado.

No exemplo "Secretário de Psiquiatra", a profissão é conhecida e a


área de atuação conhecida é a clínica.

b) Conotações de valor positivo ou negativo implicadas nos


conteúdos.

No exemplo em questão o valor é negativo, sendo a profissão


desprestigiada em relação à medicina.
REPRESENTAÇÃO SOCIAL DA PSICOLOGIA

c) A dimensão campo de representação que foi analisada


sob dois aspectos:

1º) Tipos de comparações, aproximações ou mais propriamente


ancoragens feitos em relação a categorias sociais conhecidas.
No exemplo foi feita ancoragem na psiquiatria.

2°) Concretização de aspectos do saber, do modo de atuação e


da personalidade atribuídos ao psicólogo.
No exemplo transparecem aspectos de saber menor e de
incompetência do profissional em questão.
Resumindo...
A psicologia é um ramo das Ciências Humanas e a sua
identidade, isto é, aquilo que a diferencia, pode ser
obtida considerando-se que cada um desses ramos
enfoca de maneira particular o objeto “ser humano”,
construindo conhecimentos distintos e específicos a
respeito dele.

Assim, com o estudo da subjetividade, a psicologia


contribui para a compreensão da totalidade da vida
humana e de formas de construção de uma qualidade
de vida para as pessoas e grupos.
A partir das leituras do texto da aula anterior e desta aula,
bem como das discussões realizadas em sala de aula
respondam as questões abaixo:

Quando fazemos o curso de psicologia, passamos a nos conhecer


melhor?

Que diferença há entre a ajuda prestada por um psicólogo e um bom


amigo?

Qual a diferença do trabalho do psiquiatra e do psicólogo?

Quais as áreas e os locais em que o psicologia atua?

Escolha uma das áreas da psicologia que foram citadas neste slide e
pesquise sobre ela escrevendo um pequeno texto sobre a forma de
atuação do psicólogo na área escolhida.

Você também pode gostar