Você está na página 1de 25

Docente: Ana Isabel Cunha

Ubi 2019|2020
definição de família

Família Biólogo

Advogado

Macro economista

Micro economista

Sociólogo

Psicólogo
definição de família

Família

“um sistema, um conjunto de elementos ligados por um conjunto de relações, em contínua relação com
o exterior, que mantém o seu equilíbrio ao longo de um processo de desenvolvimento percorrido através
de estádios de evolução diversificados”
(Sampaio, 1985)

“o grupo familiar identifica-se como um conjunto de indivíduos que desenvolvem entre si, de forma
sistemática e organizada, interações que lhe conferem individualidade grupal e autonomia”
(Relvas, 1996)
definição de família

Sistema social

. um conjunto de regras em evolução


. diversas funções atribuídas aos seus membros
. uma estrutura organizada
. formas de comunicação (aberta e encoberta) intrínsecas
. várias formas de negociar e resolver problemas que permite que várias tarefas sejam
desempenhadas eficazmente

.
(Goldenberg & Goldenberg, 2011)
definição de família

As relações entre os membros desta micro cultura são profundas e multifacetadas; são em muito baseadas
na partilha de uma história, perceções internas, visões do mundo e noção de objetivo.

Dentro deste sistema, os indivíduos estão interligados por laços poderosos, duráveis, recíprocos e
multigeracionais e por lealdades que podem flutuar em termos de intensidade e na distância emocional
entre os membros, mas que ainda assim persistem ao longo do ciclo de vida da família.

.
(Goldenberg & Goldenberg, 2011, p.1)
definição de família

O que é que caracteriza particularidade relacional que nos permite


identificar um grupo de pessoas como família?

a) Suportar o desenvolvimento físico dos membros, incluindo alimentação, vestuário,


abrigo, etc.,
b) Educar e socializar as crianças,
c) Criar um ambiente de suporte às necessidades dos casal,
d) Cuidar das necessidades de dependência dos membros mais novos, mais velhos,
doentes ou com necessidades especiais,
e) Cuidar das necessidades emocionais – afiliação, pertença e sentido de valor.

(Crosbie-Burnett & Klein, 2009))


Funções da família:
Interna /individuação/sentimento de pertença
Externa / socialização/ transmissão de cultura
(Relvas, 1996)
ESPAÇO E TEMPO FAMILIAR

Estrutura
s Hierarquia
Equilíbrio = e i Limites
Socialização s n Estatutos
vs c Papéis
individuação p r Poder
a ó Relações
n Comunicação
ç i Alianças
o c Coligações
o

tempo
diacrónico
Tempo familiar Histórias Acontecimentos Etapas
Legados Mitos Evolução Conservação

Equilíbrio = mudança vs manutenção


(Relvas, 1996)
definição de família

E
Corresponde às totalidade das relações dinâmicas estabelecidas entre os elementos do sistema de
S acordo com regras específicas.
T
R (Alarcão, 2000, p. 344)

U
T Rede invisível de necessidades funcionais que organiza o modo como os membros da família
U interagem.
R (Minuchin, 1979)
A
definição de família

Tipos de famílias
(organização)
. Nuclear
. Família extensa

. Monoparental
. Reconstituída
. Adotiva

(…)
definição de família

subsistemas . Individual
. Conjugal Que funções?
. Parental
. Fraternal

SUBSISTEMA CONJUGAL/PARENTAL
SUBSISTEMA INDIVIDUAL
JOSÉ JOANA

TIAGO ANDRÉ
SUBSISTEMA FRATERNAL

FAMÍLIA SILVA
definição de família

Fronteiras ou barreiras que permitem a demarcação dos diferentes subsistemas familiares:


limites Têm como função distinguir o meio interior/exterior, proteger e diferenciar os diferentes
subsistemas.

(Alarcão, 2000)

claros
Minuchin (1979)
difusos
rígidos
definição de família

Mapas ou cartas

_______ _____ …………..

----/ / ---- 


definição de família

Minuchin (1979)

Família emaranhada Família desmembrada


…………………………. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ ______________________

Limites difusos Limites claros Limites rígidos


definição de família

Tipologia estrutural
 Não existe uma diferença qualitativa entre famílias funcionais e não funcionais; todas as famílias se situam num continuum pontuado
pelos pólos descritos;

 É possível encontrar, numa família funcional, períodos de maior emaranhamento (e.g. no período de formação do casal ou da etapa
com filhos pequenos), ou de maior desmembramento (e.g., na adolescência ou na saída dos filhos de casa), adaptados à etapa do
ciclo vital em que a família se encontra;

 Numa mesma família podem existir diferentes tipos de limites entre os vários subsistemas ou elementos (e.g., pode observar-se uma
relação mais ou menos enredada entre uma mãe e uma criança e um pai ausente e com limites rígidos com a mãe);

 É fundamental, na apreciação valorativa do grau de emaranhamento ou desmembramento de uma família, situá-la no contexto
cultural de que faz parte, assim como na sua história familiar.

(Minuchin, 1979, cit in Alarcão, 2000)


definição de família

C Sintaxe: tem como objetivo a transmissão das informações e debruça-se, entre outros aspetos, sobre os
O problemas da codificação, os canais de transmissão e a receção da mensagem
M
U
Semântica: preocupa-se com o sentido/significado da mensagem e com a forma como esse significado é
N produzido e compreendido
I
C
A Pragmática: ocupa-se dos efeitos da comunicação no comportamento
Ç (Alarcão, 2000)
Ã
O

Axiomas da comunicação humana


.
✓Perturbação dos níveis da comunicação
. Confusão, rejeição, desconfirmação

(Alarcão, 2000)
✓Pontuação discordante

✓Erros de tradução na interpretação da mensagem

✓Patologia dos modelos de comunicação


. One-up
- escalada simétrica . One down
- complementaridade rígida

(Alarcão, 2000)
.
✓Comunicação paradoxal

✓Formação do sintoma
definição de família

T
E MUDANÇA
M
P pressões internas e externas
O
“qualquer uma das situações vai solicitar, ao sistema familiar, uma transformação dos seus padrões transacionais, de forma a
que o próprio sistema evolua sem fazer perigar a sua identidade e continuidade”(Alarcão, 2000, p. 91).

mudança de tipo 1
mudança de tipo 2
“ocasião e risco” (Minuchin)

- período de tensão ou conflito


- exige transformação
- não é sinónimo de panne ou avaria

- diferentes formas de reagir


crises normativas
relacionadas com a transição de etapas de desenvolvimento

São esperáveis e previsíveis

crises circunstanciais
relacionadas com aspetos inesperados e imprevisíveis
Crise Mudança

FLEXIBILIDADE

Toda e qualquer família está sujeita a mudanças, ao stress e passa


necessariamente por várias crises. Em última análise, as famílias diferenciam-se
na forma como são capazes de as elaborar, isto é, de encontrar vias que lhes
permitam a reestruturação que as faz avançar no caminho da co-evolução
(Relvas, 1996)
EQUILÍBRIO

✓ individualização/ socialização ✓ mudança /continuidade

FLEXIBILIDADE

FALHA NO EQUILÍBRIO

✓Rigidificação estrutural e relacional ✓ Rigidificação transaccional


Comunicação patológica ✓ Caos transaccional

Você também pode gostar