Você está na página 1de 8

 Podemos dizer que a ideia dos direitos do homem está muito

ligada a corrente de pensamento Juscontratualista

 O positivismo jurídico é um conceito da filosofia do direito que


abarca três perspectivas a sua compreensão. Ele pode ser
apreendido como uma abordagem do fenômeno jurídico; uma
teoria do direito ou uma ideologia sobre o direito. (P. 17 do
livro)

 A formação de redes de política externa e compromissos jurídico-


políticos assumidos frente a comunidade internacional e seus
organismos fortalece o regime jurídico de proteção internacionl
dos DH.;

 O desenvolvimento das regras de proteção internacional dos


direitos humanos aumenta-se a necessidade de criação de
tribunais internacionais, como por exemplo o Tribunal
Penal Internacional. Tal assertiva caracteriza a seguinte tendência
do DIP: da JURISDICIONALIZAÇÃO.

 Acerca da terminologia envolvendo os conceitos de direitos do


homem, direitos humanos e direitos fundamentais, é CORRETO
afirmar que pela constitucionalização em um determinado
Estado são transformados: direitos do homem em direitos
fundamentais

 Podemos sustentar que a ideia dos direitos do homem está muito


associada, no campo filosófico, a existência de um direito natural,
bem como no reconhecimento de um conjunto de valores
legítimos universalmente aceitos e que não decorrem da vontade
de Deus, mas, sim, da própria natureza humana. Essa ideia é
anterior ao direito positivo, pois se fundamenta na ideia de justiça
inata e universal. A partir do presente enunciado, podemos
dizer que os direitos do homem são supranacionais e
atemporais

 A partir da terminologia utilizada por parte da doutrina, podemos


dizer que direitos humanos: são direitos fundamentais,
positivados, elevados ao plano internacional.

 A complementaridade significa que o intérprete deve analisar


os direitos fundamentais de forma sistêmica a partir do
princípio da unidade da Constituição.

 Reconhece-se que a dignidade é um princípio fundamental que


recai ou emana de todos os humanos, desde a concepção no
útero materno, não se vinculando e não dependendo de
atribuição de personalidade jurídica ao seu titular para o seu
reconhecimento.

 O paradigma contratual de John Locke, centrado no elemento


humano, serviu de base para convalidar o modelo liberal de
Estado.

 Leia o texto abaixo: Os jusnaturalistas compreendem que o papel


do estado é garantir os direitos naturais dos indivíduos, não
podendo, portanto, violá-los. Esta construção está classicamente
formulada na obra de J. Locke. A partir da leitura do texto,
responda a qual paradigma de estado corresponde o pacto de
consentimento de John Locke? Estado liberal

 Conclui-se, por esta antinomia, que os Direitos Humanos não


podem apresentar um fundamento absoluto irresistível; pelo
contrário, as justificativas de uns impedem a de outros. P. 16
do livro.

 Sobre o entendimento de Direitos Humanos conclui-se que não


podemos apresentar um fundamento absoluto irresistível; pelo
contrário: as justificativas de uns impedem a de outros.

 São os direitos humanos como a conjunção dos direitos naturais,


que correspondem ao Homem pelo mero fato de existir, e dos
direitos civis, vale dizer, aquele conjunto de direitos que
correspondem ao Homem pelo fato de ser membro da sociedade.

 Com base na negação do absolutismo, o constitucionalismo


liberal fixa uma concepção jurídica de Estado mínimo que rejeita
os privilégios estamentais do Estado absolutista.

 Nos termos do art 6º do Estatuto de Roma, qualquer um dos atos


que é, praticado com intenção de destruir, no todo ou em parte,
um grupo nacional, étnico, racial ou religioso, denomina-se de:
genocidio
 Podemos afirmar que não existem direitos fundamentais absolutos,
isto é, todos os direitos fundamentais são relativos ou limitados.
Nem mesmo o direito a vida é absoluto quando confrontado com a
pena de morte em caso de guerra declarada (Art. 5°, inciso XLVII,
alínea a, da CRFB/88) .

 Com relação as características dos direitos fundamentais, entende-


se por imprescritibilidade que o exercício dos direitos
fundamentais nunca deixa de ser exigível, isto é, os direitos
fundamentais não se perdem pelo decurso do tempo.

 Os Direitos Humanos, tecnicamente considerados como direitos


humanos fundamentais, ditos de primeira geração, investidos do
caráter internacional, encontram-se elencados na ¿Declaração
Universal dos Direitos Humanos¿ e gozam de destacada posição
na hierarquia do ordenamento jurídico, apresentando
características que elevam seu poder e seu âmbito de atuação.
Qual das assertivas abaixo melhor define a imprescritibilidade
como característica dos Direitos Humanos? Em razão da
imprescritibilidade os Direitos Humanos são sempre
exercíveis e exercidos, não há intercorrência temporal de não
exercício que fundamente a perda da exigibilidade por
decurso temporal.

 Sobre o entendimento de  Direitos Humanos conclui-se que não


podemos apresentar um fundamento absoluto irresistível; pelo
contrário: as justificativas de uns impedem a de outros.

 Na análise das fases de evolução dos direitos fundamentais,


assinale a resposta correta: com base na negação do
absolutismo, o constitucionalismo liberal fixa uma concepção
jurídica de Estado mínimo que rejeita os privilégios
estamentais do Estado absolutista.

 Com o desenvolvimento das regras de proteção internacional dos


direitos humanos aumenta-se a necessidade de criação de
tribunais internacionais, como, por exemplo, o Tribunal Penal
Internacional. Tal assertiva caracteriza a seguinte tendência do
DIP: JURISDICIONALIZAÇÃO.

 Com relação ao perfil de evolução dos direitos fundamentais,


assinale a alternativa CORRETA: O paradigma contratual de
John Locke, centrado no elemento humano, serviu de base
para convalidar o modelo liberal de Estado.

 Podemos afirmar que não existem direitos fundamentais absolutos,


isto é, todos os direitos fundamentais são relativos ou limitados.
Nem mesmo o direito a vida é absoluto quando confrontado com a
pena de morte em caso de guerra declarada (Art. 5°, inciso XLVII,
alínea a, da CRFB/88) . Assim, o enunciado é verdadeiro em razão
da Relatividade como característica dos direitos
fundamentais.

 O Tribunal Penal Internacional/TPI, conhecido como Internacional


Criminal Court/ICC, é uma organização internacional que foi
criada pelo Estatuto de Roma em 1998. Sua finalidade é
processar e julgar, subsidiariamente ao Poder Judicial dos Estados
acusados de crimes de genocídio, crimes contra a humanidade,
crimes de guerra e crimes de agressão. Assim sendo, o TPI é uma
organização: independente, não pertencendo à ONU.

 Com relação à teoria filosófica do contratualismo, a ideia de Estado


anti-leviatã deve ser associada ao conceito de: Estado de Direito.

 A ONU abreviação de Organização das Nações Unidas (UN,


United Nations,em inglês) é uma instituição supra nacional, isto é
além dos Estados-nação que tem por objetivo principal garantir a
paz no mundo através, mediante o relacionamento amistoso entre
os países. Assim sendo, aponte a única alternativa que não se
coaduna com tal nobre objetivo: suas decisões não têm
significado ético-humanitário e sim poder de coação
internacional.

 De acordo com a doutrina dominante podemos citar como


características dos direitos fundamentais, além de outras que
possivelmente poderão ser exploradas neste artigo:
universalidade, indivisibilidade, imprescritibilidade,
complementaridade, individualidade, inviolabilidade,
indisponibilidade, inalienabilidade, historicidade, irrenunciabilidade,
entre outras. Qual o sentido da universalidade como característica
dos direitos humanos? Os direitos e garantias fundamentais
vinculam-se ao princípio da liberdade, conduzido pela
dignidade da pessoa humana, os mesmos devem possuir
como sujeito ativo, todos os indivíduos, independente da raça,
credo, nacionalidade, convicção política, a coletividade
jurídica em geral, podendo pleiteá-los em qualquer foro
nacional ou internacional, conforme devidamente expresso no
parágrafo 5 na Declaração e Programa de Ação de Viena de
1993.

 A Constituição Federal de 1988, trouxe em seu Título II, os Direitos


e Garantias Fundamentais, subdivididos em cinco capítulos.
Direitos sociais: são referentes à educação, saúde, trabalho,
previdência social, lazer, segurança, proteção à maternidade e
à infância e assistência aos desamparados. Sua finalidade é a
melhoria das condições de vida dos menos favorecidos,
concretizando assim, a igualdade social.

 A trajetória histórica dos direitos humanos pode ser sistematizada


segundo as formulações filosóficas que embasaram sua
construção teórica. Inicialmente, teve grande importância no
pensamento dos filósofos gregos: Na Grécia antiga do século V a.
C., podemos destacar dois pensadores que muito contribuíram
com seus escritos para a trajetória dos direitos humanos, são eles:
Protágoras e Sófocles.

 São desafios que se apresentam à consolidação de um discurso


de proteção ao ser humano para além das fronteiras geográficas
do Estado Nação, exceto: redes de política externa e
compromissos jurídico-políticos assumidos frente a
comunidade internacional e seus organismos;

 Com relação ao conceito de direitos humanos, é correto afirmar


que: São direitos reconhecidos e positivados em documentos
internacionais

 Com relação ao conceito de direitos humanos, é correto afirmar


que: São direitos reconhecidos e positivados em documentos
internacionais.

 A qual pensador devemos a ideia de que os direitos do homem são


a base de legitimação do exercício do poder político e da formação
do Estado? Thomas Hobbes.

 Sobre a afirmação histórica dos direitos do homem, dos direitos


fundamentais e dos direitos humanos, assinale a opção correta A
consagração dos direitos individuais nos primeiros documentos
constitucionais solenes simboliza a transição entre as fases de
reconhecimento dos direitos do homem em direitos fundamentais.
A consagração dos direitos individuais nos primeiros
documentos constitucionais solenes simboliza a transição
entre as fases de reconhecimento dos direitos do homem em
direitos fundamentais.:

 Sobre as fases de evolução dos direitos fundamentais, é correto


afirmar que: A fase de constitucionalização surge com a
Revolução francesa de 1789 como forma de limitar o poder
absoluto do Estado.

 Parte da doutrina faz distinção entre os conceitos atribuídos ao


termo -direitos do homem- e -direitos humanos. Com relação ao
conceito, podemos afirmar que: a expressão direitos do homem
deve ser compreendida como direitos historicamente não
positivados, logo, naturais.

 Com relação à questão terminológica envolvendo os conceitos da


teoria jurídica contemporânea, podemos afirmar que é a
positivação em uma Constituição de um determinado Estado que
transforma direitos do homem (direitos naturais) em: direitos
fundamentais

 Assinale a opção que melhor define a universalidade como


característica dos direitos fundamentais: A universalidade dos
direitos fundamentais assegura a todas as pessoas,
independente de sua nacionalidade, a titularidade desses
direitos.

 Sobre as características dos direitos fundamentais, assinale a


opção correta: A complementaridade significa que o intérprete
deve analisar os direitos fundamentais de forma sistêmica a
partir do princípio da unidade da Constituição

 A partir da terminologia utilizada por parte da doutrina, podemos


dizer que direitos humanos: são direitos fundamentais,
positivados, elevados ao plano internacional.

 Sobre a afirmação histórica dos direitos do homem, dos direitos


fundamentais e dos direitos humanos, assinale a opção correta: A
consagração dos direitos individuais nos primeiros
documentos constitucionais solenes simboliza a transição
entre as fases de reconhecimento dos direitos do homem em
direitos fundamentais.

 Parte da doutrina faz distinção entre os conceitos atribuídos ao


termo -direitos do homem- e -direitos humanos. Com relação ao
conceito, podemos afirmar que a expressão direitos do homem
deve ser compreendida como direitos historicamente não
positivados, logo, naturais.

 Sobre as características dos direitos fundamentais, assinale a


opção correta: A complementaridade significa que o intérprete
deve analisar os direitos fundamentais de forma sistêmica a
partir do princípio da unidade da Constituição

 A partir do século XVII a florescer a ideia de afirmação dos direitos


naturais com base nas correntes contratualistas. È neste período
que ocorre a superação das doutrinas teocráticas do direito divino
dos reis. O século XVIII marca efetivamente a positivação dos
direitos do homem em documentos solenes e dotados de
hierarquia, transformando-se direitos do homem em direitos
fundamentais. A fase de constitucionalização dos direitos
fundamentais no século XVIII tem como importante precedente
histórico: A Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão.

 Assinale a opção que melhor define a universalidade como


característica dos direitos fundamentais: A universalidade dos
direitos fundamentais assegura a todas as pessoas,
independente de sua nacionalidade, a titularidade desses
direitos.

 Sobre a afirmação histórica dos direitos do homem, dos direitos


fundamentais e dos direitos humanos, assinale a opção correta: A
consagração dos direitos individuais nos primeiros
documentos constitucionais solenes simboliza a transição
entre as fases de reconhecimento dos direitos do homem em
direitos fundamentais.

 A partir da terminologia utilizada por parte da doutrina, podemos


dizer que direitos humanos: são direitos fundamentais,
positivados, elevados ao plano internacional.
 As Constituições Mexicana (1917) e Alemã (1919) são
historicamente relevantes para os direitos humanos porque
elevaram os direitos trabalhistas e previdenciários ao nível de
direitos fundamentais.

 A realidade do Direito demonstra que, cada vez mais, a


jurisprudência dos tribunais recorre em suas motivações ao Direito
Natural, fruto do crescente papel atribuído ao: Poder Judiciário na
realização e aplicação de um direito mais democrático e
eficaz.

 Na Constituição de 1988 o ¿direito a educação, a saúde, a


alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a
previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a
assistência aos desamparados, está alocado no rol dos direitos
Sociais.

 A Constituição Federal de 1988, trouxe em seu Título II, os Direitos


e Garantias Fundamentais, subdivididos em cinco capítulos.
Assinale a opção correta: Direitos sociais: são referentes à
educação, saúde, trabalho, previdência social, lazer,
segurança, proteção à maternidade e à infância e assistência
aos desamparados. Sua finalidade é a melhoria das condições
de vida dos menos favorecidos, concretizando assim, a
igualdade social.

 Analise as assertivas abaixo e assinale a resposta CORRETA: I -


De acordo com a concepção brasileira, os direitos fundamentais
são apenas aqueles positivados no rol taxativo do art. 5º da
Constituição Federal II - Os direitos sociais não são considerados
direitos fundamentais .

Você também pode gostar