Você está na página 1de 12

Tabelas de: The Progress of Redemption: The story of salvation from Creation to the New Jerusalem (O Progresso da Redenção: A história da Salvação: Da Criação à Nova Jerusalém) Por Willem VanGemeren, por Baker Books, Grand Rapids, Michigan, USA, 1995 Tradução por Almir Macário Barros: Manaus, AM, 27 de março de 2010 ISBN 0-8010-2081-6

ÍNDICE DAS TABELAS

1 de 12

1. Doze períodos da História da Redenção

33

2. Simetria lingüística em Gn. 1.1-2.3

44

3. Paralelismo sintético em Gn. 1

47

4. A estrutura de toledot (gerações) em Genesis

71

5. As Genealogias de dez Gerações em Genesis

72

6. As Promessas Patriarcais em Genesis

105

7. Os nomes do Senhor

116

8. Fidelidade de Deus às Promessas Patriarcais

157

9. Ofertas e Sacrifícios

162

10. Reis de Israel e Judá (931 a 715 a.C.)

245

10 – a. Tabela dos Reis de Israel: Reino Unido e Reino Dividido 1 10 – b. Tabela dos Reis e Profetas Pré-Exílicos, Exílicos e Pós-Exílicos 2

11. Profetas de Israel e Judá (I e II Rs.)

246

12. O Período Intertestamental

313

13. Sermões e discursos em Atos

369

14. As Alianças Divinas na Profecia

455

1 Tabela inserida pelo tradutor Almir Macario Barros para melhor compreensão do leitor.

2 Tabela inserida pelo tradutor Almir Macário Barros para melhor compreensão do leitor.

Tabelas de: The Progress of Redemption: The story of salvation from Creation to the New Jerusalem (O Progresso da Redenção: A história da Salvação: Da Criação à Nova Jerusalém) Por Willem VanGemeren, por Baker Books, Grand Rapids, Michigan, USA, 1995 Tradução por Almir Macário Barros: Manaus, AM, 27 de março de 2010 ISBN 0-8010-2081-6

2 de 12

TABELA 1: DOZE PERÍODOS DA HISTÓRIA DA REDENÇÃO

Início

Período

Escritura

 

Temas

aproxim.

 

---

Criação

em

Gn.1-2

 

Yahweh é Criador Rei; homem é vice-

harmonia

 

regente do Grande Rei; Aliança com a Criação

----

Criação

em

Gn.3-11

 

Rebelião contra a Soberania de Deus;

alienação

 

estado de alienação; dois reinos: Reino de Deus e reino do homem; Aliança Noáica.

2000

A.C.

Eleição

e

Gn.12-50

Promessa; Aliança Abraâmica e fé.

 

Promessa

1400

A.C.

Uma Nação Santa

Êx

– Js

Consagração de Israel; Aliança Mosaica; presença de Yahweh; Reino de Deus em Israel

1200

A.C.

Uma Nação como

Jz1-I Sm.15

Rebelião de Israel e a Soberania de

 

as

outras Nações

Yahweh; necessidade de um reinado humano em Israel.

1000

A.C.

Uma Nação Real

I

Sm.

16-I

Aliança Davídica; a glória da comunidade teocrática e a presença de Yahweh no Templo

 

Rs.11

I Cr.1-II Cr.9

931

A.C.

Uma

Nação

I

Rs.12-II

A rebelião de Israel e a indecisão de Judá;

 

Dividida 3

Rs.25

 

o

fracasso da Dinastia Davídica; a

IICr.10-36

mensagem profética: o Remanescente; o Dia do Senhor; o Exílio; e a Restauração.

538

A.C.

Uma

Nação

Ed;

Ne;

Restauração: Renovação das Alianças

 

Restaurada

Profetas (pós- Exílicos 4 )

4 A.C.

Jesus e o Reino

Evangelhos

Proclamação de Jesus; milagres; Morte e Ressurreição: Presença do Reino Glorioso

no

Filho; renovação das Alianças; novo

povo de Deus; preparação para a Vinda de

Jesus em Glória.

29 A.C.

A

Era Apostólica

Atos;

 

Governo de Jesus; sua presença no Espírito Santo; avanço da Igreja; transmissão apostólica da Tradição:

Escritos do NT.

Epístolas

100

A.C.

O

Reino e a Igreja

-------

 

Progressão da Igreja: Desafio de ser um povo santo e real no mundo.

---

A

Nova Jerusalém

Gen.3.1 – Ap.

Transformação e Restauração: um Novo

Ceús e Nova Terra; um povo santo; a presença benigna e governo de Deus e do

seu

Messias.

3 Observação do tradutor Almir Macário Barros: Não foram referidos por VanGemeren: 1. O Período dos setenta anos do Exílio Babilônico de Judá; 2. O período profético que aconteceu em paralelo com o desenvolvimento da Monarquia, Exílio, Restauração. Deveriam, pois, ser citados pelos termos tradicionais: Profetas pré-Exílicos no Reino Dividido; Profetas Exílicos no Exílio Babilônico e pós-Exílicos no Período de Restauração de Judá. Este último faltou ser citado pelo termo “pós-Exílicos”.

4 O termo “pós-Exílicos” foi acrescentado pelo tradutor Almir Macario Barros, visto que VanGemeren não referiu os profetas no período pré-Exílico (Reino Dividido), Exílico (Exílio Babilônico) e pós-Exílico (Restauração de Judá).

Tabelas de: The Progress of Redemption: The story of salvation from Creation to the New Jerusalem (O Progresso da Redenção: A história da Salvação: Da Criação à Nova Jerusalém) Por Willem VanGemeren, por Baker Books, Grand Rapids, Michigan, USA, 1995 Tradução por Almir Macário Barros: Manaus, AM, 27 de março de 2010 ISBN 0-8010-2081-6

3 de 12

Tabela 2: Simetria lingüística em Gn. 1.1-2.3

 

DIAS DA CRIAÇÃO

 

Frases

1.3-5

1.6-8

1.9-13

1.14-19

1.20-23

1.24-31

2.1-3

1. e disse Deus

1

1

2

1

1

4

-

2. haja

1

2

2

 

1 2

2 -

 

3. e houve

1

1

2

 

1 2

- -

 

4. Frase descritiva narrando o que Deus fez

1

1

2

 

1 2

- -

 

5. Palavra de nomeação ou benção

 

1

1

1

-

1

1

1

6. (muito) bom

1

-

2

1

1

1

-

7. e houve tarde e houve manhã

o

dia

1

1

1

1

1

1

-

Tabela 3: Paralelismo Sintético em Gn. 1

 

Formação do mundo

 

Habitantes do mundo

Dia

Item criado

Dia

Item criado

Trevas e Luz

Condutores de luz celestial

Céus e água

Aves no ar e animais aquáticos

Mares, terra e vegetação

Animais na terra; o homem e provisão de alimento

Tabela 4: A Estrutura de Toledot (Gerações) de Gênesis

 

Frase TOLEDOT

   

Texto

Conteúdo

 
 

No começo Deus

   

Genesis 1.1-2.3

Criação

 

1.

Esta

é a narrativa dos

2.4-4.26

Criação e Desobediência do homem

céus e da terra

 

2.

Este é o registro escrito

5.1-6.8

Genealogia de Sete a Noé

 

da linhagem Adâmica

   

3. Esta é a história de Noé

6.9-9.29

Corrupção do homem:

Dilúvio e Aliança

 

4. Este

é

a

história

de

10.1-11.9

Tabela das nações; rebelião do homem em Babel

Shem, Ham e Yafet

5. Este é a história de Shem

11.10

- 26

Genealogia

de

Shem

a

 

Abraão

6. Esta é a história de Terá

11.27

– 25.11

História de Abraão

 

7. Esta

é

a

história

de

25.12-18

Genealogia de Ismael

 

Ismael, filho de Abraão

8.

Esta é a história de Isaac,

25.19

– 35.29

Transição de bêncão de Isaac para Jacó

filho de Abraão

   

9.

Esta é a história de Esaú

36.1 – 37.1

Genealogia de Esaú

 

10.

Esta é a história de Jacó

37.2 – 50.26

José; Israel no Egito

 

Tabelas de: The Progress of Redemption: The story of salvation from Creation to the New Jerusalem (O Progresso da Redenção: A história da Salvação: Da Criação à Nova Jerusalém) Por Willem VanGemeren, por Baker Books, Grand Rapids, Michigan, USA, 1995 Tradução por Almir Macário Barros: Manaus, AM, 27 de março de 2010 ISBN 0-8010-2081-6

4 de 12

Tabela 5: As Genealogias de Dez - Gerações em Gênesis

N.

A partir de Adão

A partir de Shem

1

SETH

ARFAXADE

2

ENOSH

CAINAN 5

3

KENAN

SELAH

4

MAHALEL

HÉBER

5

JARED

PELEGUE

6

ENOQUE

REÚ

7

MATUSALÉM

SERUGUE

8

LAMEQUE

NAHOR

9

NOAH

TERAH

10

SHEM

ABRAÃO

HAM

NAHOR

YAFET

HARAN

Tabela 6: As Promessas Patriarcais em Gênesis

 

PATRIARCAS (Gênesis)

 

Promessa

ABRAÃO

ISAAC

   

JACÓ

 

DESCENDENCIA

12.12 a

17.5-6

26.4, (24)

 

(28.3)

------

 

13.16

18.18

28.14

 

15.5

22.17

35.11

(48.4)

TERRA

12.7

17.8

26.3

 

(28.4)

35.12

 

13.15,17

22.17

 

15.18-21

28.13

(48.4)

 

BÊNÇÃO

12.2 b

22.17

26.3

 

(28.3)

 

PESSOAL

(15.1)

28.15

17.7ss

35.11

(48.3)

 

BÊNÇÃO

ÀS

12.3

22.18

26.4

 

28.14

------

 

NAÇÕES

18.18

 
 

Tabela 7: Os Nomes do Senhor

 

NOME

ÊNFASE

 

ATIVIDADES

 

ELOHIM

CRIADOR – GOVERNADOR

Governa sobre as nações; governa em Israel

EL SHADDAI

 

DEUS DOS PAIS

 

Dá uma Aliança de Promessas

 

YAHWEH

ALIANÇA - REDENÇÃO

Revela

seu

nome

e

sua

Lei;

consagra

Israel

como

sua

propriedade.

 

5 Ver Lucas 3.36 e Septuaginta (este nome está ausento do Texto Massorético - TM). Obs. Do Tradutor:

Lc. 33.36 e Gn. 11.12.13 no texto da Septuaginta (LXX) apresenta “Arfaxade gerando Cainan e Cainan Gerando Selah” e no TM apresenta apenas Arfaxade gerando Selah. Porém, observando que Lc. 33.36 dá apoio ao texto da LXX, VanGemeren adotou o texto da LXX: “Arfaxade gerou Cainan e Cainan gerou Selah”.

Tabelas de: The Progress of Redemption: The story of salvation from Creation to the New Jerusalem (O Progresso da Redenção: A história da Salvação: Da Criação à Nova Jerusalém) Por Willem VanGemeren, por Baker Books, Grand Rapids, Michigan, USA, 1995 Tradução por Almir Macário Barros: Manaus, AM, 27 de março de 2010 ISBN 0-8010-2081-6

5 de 12

Tabela 8: A Fidelidade de Deus às Promessas Patriarcais

Livro

Ação de Deus

Êxodo

Deus redime Israel do Egito, lhe dá a Aliança Mosaica e consagra Israel

Levítico

O Senhor ensina o povo a ser santo, separado das Nações.

 

Números

 

Deus mostra a sua santidade no seu julgamento e graça.

 

Deuteronômio

 

Apesar do histórico de infidelidade, desobediência e rebelião de Israel, Deus dá uma nova oportunidade para uma nova geração.

Josué

Deus continua sua presença com Josué e traz o povo para a Terra Prometida.

 

Tabela 9: Ofertas e Sacrifícios

 

CATEGORIA

TIPOS DE OFERTAS

FUNÇÃO

Propiciatório

Pecado, Culpa

Prefigura a Expiação do Nosso Senhor Jesus

Dedicatória

Queimado, grãos, bebida

Expressa fidelidade, gratidão, e um espírito de devoção

Comunitário

Confraternização, espontaneidade, votiva, ação de graças

Indica

regozijo

comunitário, celebração, ação de graças e amor.

Tabelas de: The Progress of Redemption: The story of salvation from Creation to the New Jerusalem (O Progresso da Redenção: A história da Salvação: Da Criação à Nova Jerusalém) Por Willem VanGemeren, por Baker Books, Grand Rapids, Michigan, USA, 1995 Tradução por Almir Macário Barros: Manaus, AM, 27 de março de 2010 ISBN 0-8010-2081-6

Tabelas dos Reis de Israel e Profetas; a relação entre períodos, ações proféticas, etc. Autoria: Almir Macário Barros Manaus, AM, 05/04/2009

Abreviações usadas e observações sobre os reis, tabelas, etc:

DR – Duração do reinado (fornecido no livro dos Reis e Crônicas). IIR: Idade do rei no início do seu reinado (fornecido apenas no livro dos Reis).

6 de 12

REINO UNIDO 1. SAUL 40 anos 2. DAVI 40 anos 3. SALOMÃO 40 anos REINO
REINO UNIDO
1.
SAUL 40 anos
2.
DAVI 40 anos
3.
SALOMÃO 40 anos
REINO DIVIDIDO 6
Judá, Reino do Sul
Israel, Reino do Norte
1.
Roboão
1.
Jeroboão
2.
Abias
2.
Nadabe, morto por Baasa
3. Baasa
3.
ASA BOM
Morto por Zinria
4.
Elá
5.
Zinri, se suicidou
4.
JOSAFÁ BOM
6. Onri
7. Acabe
5.
Jeorão
8. Acazias
6.
Acazias
Atalia – a Usurpadora
Toda Casa de Acabe exterminada por Jeú, 9. Jorão
10.
Jeú
7.
Joás
11.
Jeocaz
8.
Amazias
12.
Jeoás
9.
UZIAS (AZARIAS) BOM
13.
Jeroboão II
14.
10. JOTÃO BOM
Zacarias, morto por Salum
Morto por Menaém, 15. Salum
16.
Menaém
17.
Pecaías, morto por Peca
11. Acaz
Morto por Oséias, 18. Peca
19.
Oséias
Queda da Samaria em 722 a.C. diante da Assíria
12
EZEQUIAS BOM
13
Manassés (695-642)
14
Amom (642-640)
15
JOSIAS (640-609) BOM
16
Jeoacaz (609)
17
Jeoaquim (609-597) mau- 1ª leva de prisioneiros p/ Babilônia
18
Joaquim (597) mau- 2ª leva de prisioneiros p/ Babilônia
19
Zedequias (597-586) mau- 3ª leva de prisioneiros p/ Babilônia-Destruição Templo por Nabucodonosor (586)

6 Obs de Almir Macário Barros: Reino Dividido: O Norte teve ao todo 19 reis, todos grandes pecadores e o Sul teve 19 reis e uma usurpadora (Atalia). Quando do Sul estava no seu 12º rei (Acazias) aconteceu a Queda de Samaria diante da Assíria, em 722 a.C. Assim, o Sul ainda teve 7 reis (Manassés, Amom, Josias, Jeoacaz, Jeoaquim, Joaquim e Zedequias.

Tabelas de: The Progress of Redemption: The story of salvation from Creation to the New Jerusalem (O Progresso da Redenção: A história da Salvação: Da Criação à Nova Jerusalém) Por Willem VanGemeren, por Baker Books, Grand Rapids, Michigan, USA, 1995 Tradução por Almir Macário Barros: Manaus, AM, 27 de março de 2010 ISBN 0-8010-2081-6

TABELA DOS REIS DE ISRAEL

7 de 12

 

REINO UNIDO i

 

1. SAUL ii (1050-1010) reinou: 40 anos – Rejeitado por Deus que escolheu Davi, um rei segundo o “coração de Deus”.

 

2. DAVI (1010-970): Reinou 40 anos: Início da linhagem Davídica da qual procede Cristo Jesus

 

3. SALOMÃO (970-928): reinou 40 anos; começou bem, terminou mal; mas teve a misericórdia do Senhor “por amor a Davi”.

 
 

REINO DIVIDIDO

 

REINO DO SUL: JUDÁ: capital Jerusalém: 2 tribos: Judá e Levi

REINO DO NORTE: ISRAEL: capital Samaria: 10 tribos

 

Reis todos filhos de Davi (linhagem davídica). Total: 19 reis (e uma usurpadora Atalia que foi eliminada e rei davídico (Joás) reassumiu o trono, continuando a linhagem davídica. Tipo de sucessão: reis filhos de Davi: pai/ filho. Apenas 6 reis foram piedosos (Asa, Josafá, Uzias, Jotão, Ezequias e Josias); os outros foram infiéis ao Senhor como rei.

RESUMO: Total: 19 reis: todos, sem exceção: GRANDES PECADORES Tipo sucessão: Dinastias: pai/ filho c. assassinato do rei, e tomada do trono por assassino que instaurava outra dinastia ou só ele reinava e era assassinado. Maiores Dinastias: Jeú (5 reis) que eliminou a Dinastia de Onri/Acabe (4 reis); e 1 suicídio (Zinri).

DR 7

IIR 8

   

DR

anos

anos

anos

17

41

1. Roboão mau-(930-913)

1. Jeroboão 930-909 – sucedido por Nadabe, seu filho

22

3

???

2. Abias mau (913-910) 18º- Jeroboão

41

???

3. ASA bom-910-869- 20º Jeroboão

2. Nadabe 909-908 – 2º de Asa- assassin. por Baasa

2

3. Baasa 908-886 – 3º de Asa

24

4. Elá 886-885 – 26º de Asa – assass. Por Zinri

2

5. Zinri 885 27º de Asa – se suicida

7dias

6. Onri 885-874-31º de Asa, suc. Acabe, s. filho

12

25

35

4. Josafá iii bom, -4º Acabe (872-848); casou seu

filho, Jeorão, com Atalia, filha do perverso Acabe;

7. Acabe 874-853 – 38º de Asa – suc. Acazias, s. filho

8. Acazias 853-852 – 17º Josafá, suc. P. Jorão, seu irmão

22

2

ler

ao lado as conseqüências deste casamento.

9. Jorão (852-841) (no 18º Josafá) – Assassinado por Jeú

8

32

5.

Jeorão mau 5º Jorão (848-841), andou no pecado

que exterminou a Casa de Acabe e também matou a Acazias, rei de Judá que tinha ido visitar Jorão. Lá no Sul, Atalia, mãe da Acazias de Judá, usurpou o trono davídico e reinou por 6 anos; foi morta e Joás, rei davídico foi

conduzido ao trono pelo sacerdote Joiada; porém após a morte do sacerdote Joiada, Joás de Judá não reconheceu o bem que o sacerdote Joiada lhe fez e matou seu filho Zacarias porque este profetizara contra o seu pecado. Por sua vez, Jeú passou a reinar no Norte. (II Cr. 18.1; II

12

1

22

de

Acabe, II Rs. 8.18 pois Atalia era sua mãe e sua

esposa filha de Acabe, II Rs. 8.18,26,27. Trouxe o culto a Baal no Sul, assim como Acabe fez no Norte.

   

6.

Acazias mau-12º Jorão (841) –morto por Jeú.

Filho de Atalia, II Rs.11.1, casado com mulher da casa de Acabe, II Rs.8.27b. Foi assassinado por Jeú

do

Norte, quando foi visitar Jorão, rei do Norte.

 

6

USURPADORA Atalia, (841-835): vendo que o rei Acazias de Judá, seu filho, morto, passou matar seus irmãos, da Casa de Davi. Jeoseba, filha do rei Jeorão de Judá, irmã de Acazias e esposa do sacerdote Joiada, salvou Joás, herdeiro davídico. Atalia, Joás com 7 anos, foi reconduzido ao trono pelo sacerdote Joiada, lhe arranjou esposa no Senhor e Atalia foi

10.

Jeú (841-814) Exterminou a descendência de Acabe,

28

matou Jorão, filho de Acabe e Acazias de Judá que visitava

Jorão enfermo. Seu reinado no Norte, pois, inicia junto com a Usurpadora Atalia no Sul. A Usurpadora Atalia no Sul reinou por 6 anos e foi morta, Joás assumiu o trono davídico.

40

7

7.

Joás mau (835-796) 7º Jeú: começou bem, mas

depois da morte de Joiada, lhe matou o filho, profeta Zacarias por profetizar contra o seu pecado.

11. Jeoacaz (814-798) 23º Joás

17

29

25

8. Amazias mau (796-767) 2º Jeoás

12. Jeoás (798-782) 37º Joás

16

13. Jeroboão II (793-753) 15º Amazias

41

52

16

9. Uzias (Azarias) bom (792-740) 27º Jeroboão II`

14. Zacarias (753) 38º Uzias

6meses

15. Salum (752) 39º Uzias

1 mês

16. Menaém (752-742) 39º Uzias

10

     

17. Pecaías (742-740) 50º Uzias

2

     

16

25

10. Jotão BOM (750-732) 2º Peca

18. Peca (752-732) 52º Uzias

20

16

25

11. Acaz mau (731-715) 17º Peca

19. Oséias (732-722) 12º Acaz: no 4º de Ezequias, cai

9

29

25

12. Ezequias bom (715-686) 3º Oséias

Samaria em 722; Salmaneser QUEDA DE SAMARIA em 722 no 4º ano de Ezequias. Salmaneser, rei da Assíria sitia Samaria por 3 anos, E toma Samaria, levando o Norte p. Assíria. Povoou Samaria com outros povos, resultando daí os Samaritanos.

A PARTIR DA QUEDA DE SAMARIA E DA

QUEDA DO NORTE, O SUL, FICOU SÓ. Muitos que temiam o Senhor e escaparam dos Assírios voltaram para o Sul com Ezequias.

7 DR: Duração do reinado.

8 IIR: Idade do rei no início do seu reinado.

Tabelas de: The Progress of Redemption: The story of salvation from Creation to the New Jerusalem (O Progresso da Redenção: A história da Salvação: Da Criação à Nova Jerusalém) Por Willem VanGemeren, por Baker Books, Grand Rapids, Michigan, USA, 1995 Tradução por Almir Macário Barros: Manaus, AM, 27 de março de 2010 ISBN 0-8010-2081-6

8 de 12

TABELA REIS DE ISRAEL (JUDÁ – SUL) SOZINHO

 

Reis – Judá Sozinho

DR

IIR

12

Ezequias(715-686) BOM

29

25

13

Manassés (695-642) mau

55

12

14

Amom (642-640) mau

2

22

15

Josias (640-609) BOM

30

8

16

Jeoacaz (609) mau

3meses

23

17

Jeoaquim (609-597) mau- 1ª leva de prisioneiros p/ Babilônia

11

25

18

Joaquim (597) mau- 2ª leva de prisioneiros p/ Babilônia

3meses

18

10dias

19

Zedequias (597-586) mau- 3ª leva de prisioneiros p/ Babilônia-Destruição Templo por Nabucodonosor (587)

11

21

II

Cr. 36.15. O Senhor, Deus de seus pais, começando de madrugada, falou-lhes por intermédio dos seus

mensageiros, porque se compadecera do seu povo e da sua morada. Eles, porém, zombavam dos seus mensageiros, desprezavam as palavras de Deus e mofavam dos seus profetas, até que subiu a ira do Senhor contra o seu povo, e não houve remédio algum. Após isto, o Senhor enviou Nabucodonosor contra Jerusalém e contra o Templo do Senhor. “Queimaram

a

casa de Deus e derribaram os muros de Jerusalém, todos os seus palácios queimaram, destruindo

também todos os seus objetos. Os que escaparam da espada, a esses levou ele para Babilônia, onde se tornaram seus servos e de seus filhos, até o tempo do reino da Pérsia; para que se cumprisse a palavra do

Senhor, por boca de Jeremias, até que a terra se agradasse dos seus sábados: todos os dias da desolação repousou, até que os setenta anos se cumpriram” (II Cr. 36.19-21). Inicia-se assim o período dos 70 anos do Cativeiro Babilônico para Judá.

À partir do 14º ano do reinado de Ezequias, Judá, Reino do Sul, ficou sozinho, pois o Norte foi levado

Cativo por Salmaneser, rei da Assíria. Este é o Cativeiro Assírio do Norte. As das tribos do Norte que se

achegaram ao Senhor indo para o Reino do Sul, Judá, e escaparam da Assíria foram recebidos pelo rei Ezequias. Inclusive o rei fez uma campanha de busca de todos das tribos do norte que escaparam da Assíria, para que viessem adorar e celebrar ao Senhor em Jerusalém. Alguns das tribos do Norte zombaram e riram, mas outros se humilharam e foram adorar ao Senhor em Jerusalém, e mais uma vez o Senhor se voltou para Israel como um todo. Leia:

II

Cr.29.1-36. Primeiro Ezequias se preocupa na adoração no Templo a Torah.

II

Cr. 30.1-27. Depois ele vai em busca dos irmãos israelitas que escaparam do rei da Assíria. Envia

correios por todo Israel, e muitos vem adorar em Jerusalém. II Cr. 30.27. Então, os sacerdotes e os

levitas se levantaram para abençoar o povo; a sua voz foi ouvida, e a sua oração chegou até à santa habitação de Deus, até aos céus.

A seguir é apresentado o quadro dos reis de “Judá Sozinho”(Reino do Sul), mostrando sua trajetória até

sua ida para o Cativeiro Babilônico por causa de pecados de seus reis. Observe que a presença de 6 reis piedosos entre os 19 reis de Judá foi motivo para o Senhor Deus adiar a punição de Judá no Cativeiro Babilônico; isto é percebido na tabela que mostra o Norte sendo levado p/ o Cativeiro Assírio em 722 a.C., e só após mais de 130 anos (16/julho/586) Judá é levado para o Cativeiro Babilônico de 70 anos; o Senhor lhe mandou muitos profetas para se arrependerem, mas Judá zombava dos profetas e mofava dos mensageiros de Deus. Aí não houve mais remédio.

Tabelas de: The Progress of Redemption: The story of salvation from Creation to the New Jerusalem (O Progresso da Redenção: A história da Salvação: Da Criação à Nova Jerusalém) Por Willem VanGemeren, por Baker Books, Grand Rapids, Michigan, USA, 1995 Tradução por Almir Macário Barros: Manaus, AM, 27 de março de 2010 ISBN 0-8010-2081-6

9 de 12

UM RESUMO SUCINTO: REIS, PROFETAS E REINO:

 

REINO UNIDO: Israel composto pelas 12 tribos unidas

 

1. Saul (1050-1010) – 40 anos – rejeitado pelo Senhor Deus

 

2. Davi (1010-970) – 40 anos – inicia-se a linhagem real davídica da qual procede Jesus

3. Salomão (970-928) – 40 anos

 
 

REINO DIVIDIDO (SUL: JUDÁ; NORTE: ISRAEL)

 

Reino do Sul: reis da Tribo de Judá:

     

Norte:reis provenientes de outras tribos (sem ser de Judá): estes reis foram grandes pecadores diante do Senhor

DR

linhagem davídica. Total: 19 reis e uma usurpadora; houve apenas 6 reis piedosos.

Judá, Reino do Sul (1 tribo): cap. Jerusalém

DR

IIR

Israel, R. do Norte (10 tribos): cap. Samaria

 

1.

Roboão (930-913)

17

41

1.

Jeroboão (930-909)

22

     

2.

Nadabe (909-908) 2º Asa

2

     

3. Baasa (908-886) 3º Asa

24

     

4. Elá(886-885) 26º Asa

2

2. Abias (913-910)

3

???

5.

Zinri (885) no 26º Asa-

Só reinou 7dias

 

3. Asa BOM (910-869)

41

???

(85-874) 31º Asa

6. Onri

 

12

4. Josafá BOM (872-848)

25

35

(874-853) 38º Asa

7. Acabe

 

22

5. Jeorão (848-841)

8

32

(853-852) 17º Josafá.

8. Acazias

 

2

6. Acazias (841)

1

22

(852-841) 18º Josafá

9. Jorão

 

12

 

(841-835) Atalia, a Usurpadora

6

 

10.Jeú-853-852-iniciou com Atalia, Usurpadora

28

7. Joás -mau-(853-796) 7º Jeú

40

7

11.Jeoacaz (814-798) 23º Joás

17

12. Jeoás (798-782) 37º Joás

16

13. Jeroboão II (793-753) 15º Amazias

 

41

8. Amazias mau-796-767-2ºJeoás

29

25

14. Zacarias (753) 38º Uzias

reinou apenas 6 meses

9. Uzias (ou Azarias) BOM (792-

52

16

(752) 39º Uzias

15. Salum reinou apenas 1 mês

740) 27º Jeroboão II

10.

Jotão BOM mau-(750-732) 2º

16

25

16.

Menaém (752-742) 39º Uzias

 

10

Peca

17.

Pecaías (742-740) 50º Uzias

 

2

11. Acaz mau-(731-715) 17º Peca

16

25

(752-732) 52º Uzias 18. Peca

 

20

12. Ezequias BOM (715-686) 3º

29

25

19.

Oséias (732-722) 12º Acaz

 

9

Oséias

 
 

Assíria leva Israel do Norte p. Cativeiro em 722 aC

 
 

Período de Judá, Reino do Sul Sozinho (pois o Norte foi p. o Cativeiro Assírio

   

DR

IIR

13. Manassés mau-(695-642)

 

55

anos

12

14. Amom mau-(642-640)

 

2 anos

22

15. Josias BOM (640-609)

 

31

anos

8

16. Jeoacaz mau-(609)

 

3meses

23

17. Jeoaquim mau-(609-597) – 1ª leva de prisioneiros p. Babilônia

 

11

anos

25

18. Joaquim mau-(597) - 2ª leva de prisioneiros p. Babilônia

 

3m10dias

18

19. Zedequias mau-(597-586) - 3ª leva de prisioneiros para Babilônia

 

11

anos

21

Com Zedequias, Nabucodonosor queimou a Casa do Senhor, o Templo de Jerusalém, derrubou os muros de Jerusalém, não teve piedade de ninguém, quem escapou da espada foi levado cativo p. Babilônia. Inicia-se assim o Período dos 70 anos de Cativeiro Babilônico.

Tabelas de: The Progress of Redemption: The story of salvation from Creation to the New Jerusalem (O Progresso da Redenção: A história da Salvação: Da Criação à Nova Jerusalém) Por Willem VanGemeren, por Baker Books, Grand Rapids, Michigan, USA, 1995 Tradução por Almir Macário Barros: Manaus, AM, 27 de março de 2010 ISBN 0-8010-2081-6

CATIVEIRO BABILÔNICO

Datas:

1ª leva de prisioneiros: (Jeoaquim – 609-597)

10 de 12

2ª leva de prisioneiros - 597 a.C.: (Joaquim - 597)

3ª leva de prisioneiros - 586 a.C.: Zedequias (597-586) - destruição Templo e Jerusalém por Nabucodonosor.

586 a.C.: Início 70 anos Cativeiro Babilônico

538-535 a.C. Restauração de Judá

538. Decreto de Ciro, rei da Pérsia de retorno dos judeus. Ed. 1.1-11

535-515. Início e término da Reconstrução do Templo sob a Liderança de

Zorobabel. Ed. 1.1-6.22

521.

Dario I se torna rei da Pérsia

520

Ageu e Zacarias iniciam seus ministérios proféticos

515.

Término da reconstrução do Templo

464.

Artaxexes I se torna rei da Pérsia

Esdras: 450-444

458 Esdras viaja para Jerusalém. Ed. 7.1-10.44

Livro de Neemias: 445-425

444

Neemias viaja para Jerusalém. Ne. 1.1-7.73

443.

São concluídos a reconstrução dos muros de Jerusalém sob liderança

de Neemias. Ne. 1.1-7.73

Tabelas de: The Progress of Redemption: The story of salvation from Creation to the New Jerusalem (O Progresso da Redenção: A história da Salvação: Da Criação à Nova Jerusalém) Por Willem VanGemeren, por Baker Books, Grand Rapids, Michigan, USA, 1995 Tradução por Almir Macário Barros: Manaus, AM, 27 de março de 2010 ISBN 0-8010-2081-6

11 de 12

Tabela 12: O Período Intertestamental

Data

 

Poder Político

Desenvolvimentos Cultural e Religioso

400

a.C.

 

Império Persa:

Diáspora; sincretismo; importancia da Torah e do Templo; oposição dos samaritanos

332

a.C.

 

Império Macedônio:

 

Helenismo; Visão da Torah como um Tratado de leis; importância da Sinagoga

 

Conflito entre Seleucidas e Ptolomeus

165

a.C.

 

Hasmoneus

Surgimento dos Saduceus, Fariseus, Essênios, Zelotes; literatura apocalíptica popular.

63 a.C.

 

Império Romano

Jerusalém destruída no ano 70 A.D.

 

Tabela 13: Sermões e Discursos

N.

 

TEXTO

PREGADOR

 

OCASIÃO

1

2.14

– 41

Pedro

Sermão no Pentecostes

2

3.11

– 26

Pedro

Sermão no Pórtico de Salomão

3

4.8

– 12; 5.29 – 32

Pedro

Discurso perante o Sinédrio

4

7.1

– 53

Estevâo

Defesa perante o Sinédrio

5

10.34

– 43

Pedro

Sermão na casa de Cornélio

6

13.13

– 48

Paulo

Sermão em Antioquia da Psídia

7

14.15

– 17

Paulo

Apelo à multidão em Listra

8

17.22

– 34

Paulo

Sermão no Areópago

9

20.17

– 35

Paulo

Apelo aos irmãos de Éfeso

10

22.1 – 21

Paulo

Defesa perante a multidão em Jerusalém

11

26.2 – 27

Paulo

Defesa perante as autoridades

12

28.25

- 28

Paulo

Defesa perante os líderes judeus

Tabelas de: The Progress of Redemption: The story of salvation from Creation to the New Jerusalem (O Progresso da Redenção: A história da Salvação: Da Criação à Nova Jerusalém) Por Willem VanGemeren, por Baker Books, Grand Rapids, Michigan, USA, 1995 Tradução por Almir Macário Barros: Manaus, AM, 27 de março de 2010 ISBN 0-8010-2081-6

12 de 12

Tabela 14: As Alianças Divinas na Profecia

N. ALIANÇA

PROMESSAS

 

METÁF

MENSAGEM PROFÉTICA

 

ORA

1 Noáica

Governo, Sustento, compreendendo alívio de ansiedade, enfermidade e morte

Pai

Transformação, envolvendo bênção, harmonia e integração de Criação e Redenção

2 Abraâmica

Terra

de bênção,

Escudo

Justificação

e Bênção:

libertação de maldição,

compreendendo a presença de Deus e de povos de todas as nações

multiplicação

de

descendência, benção pessoal; bênção a todas as nações

3 Mosaica

Sacerdócio santo e nação

Guerrei

Governo de Deus em glória (Sináitico) justiça, justificação, e amor; Povo de Deus limpo, santo e crente fiel.

real; glória das nações;

ro

perdão

e

bem-

Divino

aventurança

4 Davídica

Nação Real dotada de glória e bênção através do Messias Davídico; reinado de amor

Pastor

Vitória, glória, paz sob governo universal do Messias e do governo do povo de Deus com o Messias

i SOCIEDADE BÍBLICA DO BRASIL: Tradução por Lailah de Noronha: Manual Bíblico SBB. Barueri, SP. SBB. 2008. p. 306.

ii Deus iria implantar uma Monarquia, porém no modelo teocrático antropocêntrico com rei segundo coração de Deus; Saul representava escolha do povo conforme modelo das monarquias pagãs. I Sm. 8. iii Josafá, embora tendo sido rei temente a Deus, cometeu três erros fundamentais que quase acaba com a linhagem davídica, da qual vem o Senhor Jesus. São estes os seguintes: 1. II Cr. 18.1; 21.6: Casou seu filho Jeorão com Atalia da Casa do mau rei Acabe. Na primeira oportunidade, Atalia usurpou o trono por 6 anos e tentou exterminar os descendentes da Casa de Davi; mas Joás escapou e reinou; 2. I Rs. 22.3-4; II Cr.18.1-3: Entrou em Aliança militar com o mau rei Acabe; 3. II Cr. 20.35-37: Fez uma Aliança comercial (fracassada) com Acazias, rei perverso do Norte, filho do mau rei Acabe. Nisso foi repreendido e profetizado o fracasso por Eliézer.