Você está na página 1de 3

Fabrício Saez Milanio

Manoel Messias Sena Franca

APROVEITAMENTO DOS SUBPRODUTOS DE DESTILARIAS DE ALCOOL


PARA PROTEGER O MEIO AMBIENTE E AUMENTAR A RENTABILIDADE

Trabalho apresentado à Faculdade Itabirana de


Desenvolvimento das Ciências e Tecnologias.
Disciplinas: Controle Ambiental na Industria.

Curso: Engenharia Ambiental – 9 AB

Itabira
Abril/2011
Resenha analítica do artigo: APROVEITAMENTO DOS SUBPRODUTOS DE
DESTILARIAS DE ALCOOL PARA PROTEGER O MEIO AMBIENTE E
AUMENTAR A RENTABILIDADE

A indústria sucroalcooleira tem como base do seu processo produtivo a cana-de-açúcar,


para a produção do álcool, e claro, do açúcar, além da produção da cachaça. Entretanto,
existe a geração de subprodutos oriundos desse processo produtivo, que podem causar
diversos impactos ao meio ambiente. Apesar do impacto ambiental associado a
destinação incorreta desses resíduos, a utilização desses subprodutos no processo
produtivo, pode gerar benefícios econômicos e ambientais, com o reaproveitamento do
bagaço (fase sólida) e o vinhoto (fase líquida). A utilização racional desses subprodutos
gera vantagens como a diminuição considerável da poluição ambiental pelas usinas de
açúcar, além do aumento da rentabilidade.

Em muitos casos o bagaço é queimado para gerar o vapor necessário para a produção do
álcool, mas existem outras maneiras de aproveitar esse resíduo, sendo na alimentação de
animais, na compostagem, a fim de gerar um composto orgânico para fertilização do
solo. Embora o bagaço incidentalmente venha sendo usado para várias finalidades, na
prática o valor deste material ainda é muito baixo.

O vinhoto é uma água residuária com alto potencial poluidor dos corpos hídricos, pois
apresenta elevada concentração de material orgânico, alto teor de sólidos em suspensão,
pH baixo e alto teor de nutrientes N, P e K, que quando lançados diretamente nos
corpos hídricos alteram a qualidade das águas. Entretanto, existe um grande potencial
de utilização desse subproduto na irrigação, apesar da alta concentração de material
orgânico biodegradável ser problemático, pois "queima" as folhas da cana, sendo
possível sua aplicação somente após o corte, quando não há folhas. Outra utilização
possível para o vinhoto está na grande geração de material orgânico, que pode ser
tratado anaerobiamente produzindo assim o biogás, que poderá facilmente alimentar
todo o processo produtivo, e quando houver sobra dessa energia, poderá ainda ser
comercializada, outra opção de aproveitamento do biogás está na utilização do metano
como combustível automotivo, quando o preço de comercialização for mais elevado que
o preço da energia elétrica.
Conclui-se que apesar de existir uma geração elevada de subprodutos oriundos das
atividades sucroalcooleiras, e que a falta de tratamento desses resíduos podem acarretar
grandes impactos ambientais, o aproveitamento desses materiais podem trazer vários
benefícios para o setor, sendo na redução com gastos energéticos, fertilização de
canaviais, redução com insumos necessários para a manutenção das atividades na usina,
entre outros. Apesar de inicialmente parecer que os investimentos com tais atividades
parecem ser elevados, o retorno mostra-se muito maior, sendo então, extremamente
viável o investimento em técnicas para o reaproveitamento desses resíduos, além dos
benefícios ambientais.