Você está na página 1de 7

CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO GERAL

CAPÍTULO I

DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO E SUAS FINALIDADES

Art. 1º. O Trabalho de Conclusão de Curso faz parte do currículo pleno, integra o seu

Projeto Pedagógico e é requisito para a conclusão do curso.

Parágrafo Único - Dada a peculiaridade do curso, os alunos poderão optar por

uma Monografia, um Projeto de Trabalho de Conclusão de Curso ou Relatório, desde

que devidamente orientado por um docente do curso.

Art. 2º. A realização do Trabalho de Conclusão de Curso propiciará aos alunos a

ocasião de demonstrar o grau de habilitação adquirido, o aprofundamento temático, o

estímulo à produção científica e à consulta de bibliografia especializada. Pelo TCC,

passam-se a validar outras formas de construção do conhecimento, a fim de qualificar

ainda mais o profissional.

Art. 3º. O TCC é um trabalho individual que deverá ser elaborado pelo aluno, sob a

orientação de um professor do curso, durante o transcorrer do mesmo e entregue no

último período do curso.

§ 1º. Dadas as peculiaridades de cada curso, o Trabalho de Conclusão de Curso

poderá ser elaborado por grupo de alunos, desde que proposto pelo professor orientador

e homologado pelo coordenador do curso;


CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA

§ 2º. As datas de início e término dos TCCs, assim como os prazos de entrega

deverão ser regulamentados pelo Colegiado do Curso.

§ 3º. O acompanhamento do Trabalho de Conclusão de Curso ficará sob a

responsabilidade de um professor orientador.

Art 4º. O Trabalho de Conclusão de Curso poderá ser apresentado verbalmente e/ou

defendido pelo aluno ou por grupo de alunos, desde que conste do Projeto Pedagógico

do curso e de regulamento próprio aprovado pelo Coordenador do Curso.

CAPÍTULO II

DA ORIENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

SEÇÃO I

DA DESIGNAÇÃO

Art. 4º. O professor orientador de TCC, designado pelo coordenador do curso, poderá

ser escolhido pelo aluno e deverá recair, preferencialmente, naquele que ministrar

disciplina relacionada ao conteúdo do trabalho a ser executado.

§ 1º. O coordenador do curso poderá estabelecer critérios para designação e

escolha dos professores orientadores, dependendo da especificidade do curso.

§ 2º. A carga horária a ser atribuída aos professores orientadores de TCC será

estipulada por Portaria específica da Diretoria de Graduação.


CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA

SEÇÃO II

DAS ATRIBUIÇÕES DOS PROFESSORES ORIENTADORES

Art. 5º. Aos professores orientadores compete:

I- colaborar na elaboração das atividades relativas ao TCC;

II- atender, conforme calendário próprio, os alunos que estão em fase de

elaboração do TCC;

III- orientar os alunos na elaboração do TCC;

IV- fazer os necessários lançamentos nas fichas de frequência e avaliação;

V- analisar e avaliar os relatórios parciais apresentados pelos orientados

(quando houver);

VI- avaliar o TCC, após entrega final, antes de ser submetido à defesa, se for o

caso;

VII- participar das apresentações e/ou defesas para as quais for designado

(quando houver);

VIII- assinar, com os demais membros da banca examinadora, as atas das sessões

de apresentação e/ou defesa (quando houver);

IX- cumprir e fazer cumprir este Regulamento.

SEÇÃO III

DAS ATRIBUIÇÕES DO GRADUANDO

Art. 6º – Aos graduandos compete:

I- iniciar seu trabalho, de acordo com o combinado com seu professor orientador;
CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA

II- manter uma rotina de encontros com o orientador, para a discussão do TCC,

determinada pelo professor orientador;

III- apresentar as atividades propostas pelo professor orientador, respeitando os prazos

estipulados;

IV- concluir o TCC no prazo determinado pelo professor orientador;

V- imprimir e entregar as cópias do TCC , assim como o CD (quando for o caso) para o

professor coordenador.

SEÇÃO IV

DO PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Art. 7º O aluno deverá elaborar seu Projeto de Conclusão de Curso de acordo com este

Regulamento, com normas emanadas da coordenação do curso e com as orientações

recebidas do professor orientador.

Parágrafo Único – A estrutura formal do projeto deverá seguir as normas

técnicas estabelecidas para cada curso, com exceção dos Relatórios de Atividades

Profissionais e de Estágio que seguirão normas específicas, estipuladas pela

coordenação do curso.

Art. 8º. A estrutura do projeto do Trabalho de Conclusão do Curso deverá compor-se

fundamentalmente de:

I- Tema.

II- Apresentação.

III- Justificativa.
CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA

IV- Objetivos

V- Problematização do Tema

VI- Sumário Provisório.

VII- Cronograma.

VIII- Bibliografia.

SEÇÃO V

DOS PRAZOS DE ENTREGA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Art. 9º. O Trabalho de Conclusão de Curso deverá ser entregue em três vias impressas

ao professor orientador para análise e avaliação, conforme cronograma previamente

estabelecido pelo colegiado do curso.

§ 1º. As vias impressas não serão arquivadas na biblioteca; apenas servirão para

análise, controle e avaliação.

§ 2º. O Trabalho de Conclusão de Curso deverá ser avaliado pelo professor

orientador e uma via devolvida ao aluno para ciência ou reformulação.

§ 3º. Após avaliados, os alunos deverão entregar uma via final, em C.D. dos

Trabalhos de Conclusão de Curso para serem arquivados na Biblioteca do Centro

Universitário Padre Anchieta, desde que obtenham avaliação igual ou superior a nove e

meio (9,5).

Art. 10. Caso haja necessidade de reformulação, a versão final do TCC deverá ser

entregue no prazo estabelecido pelo calendário do curso.


CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA

Parágrafo Único – caso o aluno não entregue na data estipulada ou seja

reprovado no TCC deverá refazer a matrícula no último período do curso e estará sujeito

às normas estabelecidas para tal fim.

SEÇÃO VI

DA APRESENTAÇÃO E/OU DEFESA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO

Art. 11. Caso esteja previsto no Projeto Pedagógico do Curso, os alunos deverão

apresentar seus Trabalhos de Conclusão de Curso, no dia e horário marcados.

Parágrafo Único – o Coordenador do curso, ouvido o colegiado, estabelecerá os

critérios para a apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso.

SEÇÃO VII

DA AVALIAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Art. 12. O professor orientador deverá avaliar todo processo de realização do TCC.

§ 1º. O professor orientador atribuirá ao TCC uma nota na escala de zero a dez,

fracionada em cinco décimos.

§ 2º. Será considerado promovido o aluno que obtiver nota igual ou superior a

cinco.

§ 3º. Na atribuição da nota, os professores orientadores ou os examinadores

deverão avaliar, fundamentalmente:

• originalidade do tema ou da abordagem deste;

• relevância da contribuição teórica ou da aplicação do trabalho;


CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA

• ordenação lógica no desenvolvimento e na apresentação do trabalho;

• clareza e correção da redação.

• arguição, quando houver defesa.

Art. 13. Este Regulamento entrará em vigor no dia 1º de fevereiro de 2010.

Art. 14. Ficam revogadas as disposições em contrário.

Jundiaí, 1º de fevereiro de 2010.

Profa. Dra. Beatriz Maria Eckert-Hoff

Diretora de Graduação