Você está na página 1de 8

Ê 

   

‘

É mais do que tempo para que todo o homem e mulher que ama ao Senhor
Jeová, ‘  ‘ 
 ‘ ‘ ‘ ‘  ‘  ‘ ‘
   ,  ‘ ‘   ‘
  ‘ ‘‘‘ ‘ ‘‘‘ ‘

‘ ‘    ‘     ‘   ‘ ‘  . Deus nos


chama a fazer uma alimentação natural, simples, em quantidade moderada,
como aquela que experimentaram Adã o e Eva no jardim do Éden. Chama -nos
ainda a sair de lugares onde abundam a poluição, a confusão, a criminalidade,
o mundanismo e a corrupção.

É nosso dever procurar viver em lugares o mais natural possível, onde nos seja
possível cultivar e sobreviver da terra ± o melhor exercício físico ± colher o fruto
das árvores, contemplar as flores e pássaros, beber água pura, e respirar ar
puro; desfrutar adequadamente da luz solar e do descanso e restauração que
tais lugares nos podem proporcionar. Se queremos andar com Deus como
Enoque andou, é prioritário retirarmo-nos definitivamente para o campo e
montanhas, onde encontraremos a paz e quietude necessárias para ouvir a voz
de Deus.

Finalmente, apelo de uma maneira especial a todos os doentes e aflitos de


toda a espécie de doenças,  ‘   ‘
‘ ‘  ‘   ‘
 ‘  ‘
‘  ‘ ‘ ‘ ‘    . Quantos, mesmo entre aqueles
que se consideram o povo de Deus,  ‘  ‘ ‘   ‘‘   ‘
 ‘  ‘ ‘ ‘ ‘  , nosso Salvador e Médico dos médicos.

‘  ‘‘
  ‘‘  ‘
‘   ‘   ‘ 
 ‘ ‘ ‘
 ‘  ‘   ‘   ‘ ‘   ‘ 
‘ ‘  ‘ . Tão
somente precisamos de confiar inteiramente em Cristo, por meio do qual Deus
nos oferece todas as dádivas do céu (Fil. 4:19).

Há um longo caminho de fé, submissão, renúncia e sacrifício, mas todo aquele


que o empreender não se arrependerá. ‘!"#$"‘%&"'("#(‘‘&""()*‘
‘
+,‘ ‘
‘ ‘ ‘‘‘ ‘  ‘ -‘ ‘  ‘ ‘ ‘‘‘

‘  ‘  ‘    ‘ ‘ ‘  ‘ ‘  ‘  ‘  ‘  ‘


 -‘
 ‘ ,‘  ‘

‘ ‘  ‘  ‘ ‘  ‘  ‘
  ‘
,‘ ‘  ‘  )‘ ! . ‘ ‘  ‘  ‘ / -‘ ,‘   ‘  ‘ ‘

 -‘
 ‘ ‘ "!0(1‘  ‘ % ‘ ‘ ‘
‘  ‘  ‘  ‘
   ´ Jos. 1:8,9.‘

Convido-vos a analisar profundamente cada frase que seleccionei do capítulo


³Prevenção e Cura por Métodos Racionais´ do livro a    
, de
Ellen White:

c
³A diferença entre prevenção e cura não tem sido considerada
suficientemente importante. Ô     
 
 
  
 

 
  
      

 
. Nossos médicos
devem ser sábios educadores, advertindo a todos contra a condescendência
própria, mostrando que       
 
    
  

  


. Manuscrito 99, 1902.´

³O Criador do homem dispôs a maquinaria viva de nosso corpo. Toda função


é maravilhosa e sabiamente desempenhada. Ô 
 


  

 

      
  
   
   

  


 


 
 . 


 
       

 
  
  



  

   
 

  !      "  
 
. Cada
descuido, acção desatenta, qualquer abuso para com o maravilhoso
mecanismo do Senhor, por desconsiderar Su as leis específicas na humana
habitação, é uma violação da lei de Deus. ´

³# 
   
   

 

   


 

 $ 






 

% 

Pode ser efectuado o maior bem procurando esclarecer a mente de todos a


quem possamos ter acesso, quanto ao melhor modo a seguirem para prevenir
a doença e o sofrimento, e constituições alquebradas, e mortes prematuras.
½

    
    




   
 




 


 
 


          
    

&
 







  %

#  
 
        
 

 

 


 
 
   
    
 
&  

  
 

   
  
 
 



  
  
   


'
 . ...
Caso seja um reformador, ele falará claramente com rel ação aos falsos
apetites e à ruinosa condescendência consigo mesmo no que respeita a vestir,
comer e beber, à sobrecarga de efectuar grande quantidade de trabalho em
determinado tempo, coisas que têm influência prejudicial no temperamento,
nas faculdades físicas e mentais. ...

( 
   
  
  







 


 

     
 
  







)
% Muitos prosseguem de um passo
a outro com suas condescendências não naturais, o que conduz a um estado
de coisas tão antinaturais quanto possível. ´ 

³# 
  
 * *
  





   

 
 
    

 
  % Essas
danosas condescendências têm de ser sustadas, e não somente uma, mas
todas; pois todas são maléficas e ruinosas às faculdades físicas, mentais e
morais, e devem ser interrompidas do ponto de vista da saúde. #  

X


   
 
  
  

 
  % 

½  


  

 
    
 
  




       

   
  
    
  
 
% O abandono do uso da carne, com pratos saudáveis preparados com
gosto para tomar o lugar de alimentos cárneos, poria um número bem grande
de doentes e sofredores numa melhor posição de recobrar a saúde, sem o uso
de drogas. a 
  
$  

 
   
 

 


 


 
%%%%

½ 


 

 

  

   
&  
     

 

  
 

 

  
 

 
 
   
   
& 

% # ‘ ‘  ‘  ‘  ‘ ‘ ‘ ‘   ‘  ‘
 ‘   ‘  . ‘
‘  ‘ ‘  ‘ ‘ ‘ 2  . A natureza não
necessita de nenhum desses auxílios que, dizem muitos, lhe têm dado. Aliviai
os fardos que lhe foram impostos, segundo o costume e as modas deste
século, e vereis em muitos casos a natureza endireitar-se a si mesma. # 

    

   
 
 )
  
 

% ½
 
 
   )  
&  
 
  & 
 
 % Ela fica com duas sérias dificuldades para vencer,
em lugar de uma.´

³Eles [os médicos] lhes devem chamar a atenção de modo especial para as
leis estabelecidas por Deus, as quais não podem ser impunemente violadas.
Ô
 
 
   

  
   
 
 
  


   
  
  
 

 
 

 






  



 
% +

³«se seu próprio apetite não é limitado a um regime simples, saudável,


descartando em grande medida o uso de carnes..., mais depressa ele
disciplinará e educará o gosto e o apetite de seus pacien tes no amor a coisas
que ele aprecia, do que lhes ensinará os saudáveis princípios da reforma de
saúde. ,




   
 



 
%Ô 
     % 

½  
&

 
       -  



  

 

  
 
 
 
 



 

 
  *  
& .   , e
com o precioso conhecimento de como respirar;    , com o
conhecimento de como aplicá-la;  !  
 &   em cada cômodo
da casa, se possível, e com o conhecimento inteligente de que vantagens se
podem tirar de seu uso. Todos esses são poderosos em sua eficiência, e os
pacientes que tiverem alcançado o conhecimen to de como comer e vestir-se de
modo saudável, podem viver para o conforto, a paz e a saúde, e não serão
induzidos a pôr em seus lábios drogas que, em lugar de ajudar a natureza,
paralisam suas faculdades. 
 

 
 

&


 



 

 
 



ù



 



 
  
  
&  
 
 


%´

³#

   


 & 


) 


     
 



  
  
   ) % /  
   
 
   

 
   
 
 ) 
%  
  
 $  
 
& 

    

%%%% 

Eles não analisam os seus anteriores hábitos no comer e beber, e ‘ 


  
 

 

-

  

    
 

 
. Médicos conscienciosos devem estar
preparados para esclarecer os que são ignorantes 
 

   

 

  



  



% ´

³/      
    
 
  &

 

    
 
 &
    
 

  
, 



       0 


 a   
   
     
  %

³« [os médicos] 


  
 
   
  
  &
 

 
          

  &  
  
     
 
 
  
&$  


 
  
  
 % A natureza precisa ter
uma oportunidade de realizar o seu trabalho. Devem -se remover as
obstruções, dando-lhe a oportunidade de exercer suas forças restauradoras, 


 


   
 
 


   
  
  
$  

³# 

 

 

       
   


 
   
&;
  
&
 
  


 
   
   
, a abençoada &   dada por
Deus e que deve penetrar nos quartos dos doentes, a    
  
   
, com saudáveis exercícios,  

  

  


   
. ...

Há em nosso mundo muitos, muitos afligidos com o veneno do tabaco. . .. O


médico, se não é um neófito, pode fazer um retrospecto dos efeitos até sua
verdadeira causa, mas não ousa proibir o seu uso, porque tolera -o em si
mesmo. Alguns, de modo inseguro, indeciso, aconselham os usuários de fumo
a utilizar menos deste narcótico; mas não lhes dizem: Esse hábito vos está
matando. ,

   

 

 
 
  

    

 

 
  
 
 &

&


 
 %

a 

  
  

 

 

 

 
  

 
  
 
'
 *  %%%%´

Ñ
³½       
   
 


  
  
%
(
 

  
  


 
  
  

   


 
! 
 
 )  
 

$    )      % Há intemperança no comer, e na
multiforme variedade de alimentos tomados numa só refeição. Há na
preparação do alimento misturas não saudáveis que fermentam no estômago,
e causam grande incômodo. E contudo eles prosseguem, continuando sua
tolerância, o que lança o fundamento para numerosas dificuldades. 
 

 

    * 
  
    





- 
   
   
 
 
 

     
  
 
     


%%%%´

³½  
 
  

 
 *% 1 
   
 

    
 

 

       
 
 
 

  
 
 &
  
 % Os que não atendem a
essas coisas, que não tomam precauções em relação a obter    para
respirar e    para beber, não podem ficar livres de enfermidades. Seu
organismo é poluído e a estrutura humana é danificada.

Tais pessoas são descuidadas, indolentes, presunçosas e autodestruidoras.


O conhecimento se espalha ao longo do seu caminho, mas eles recus am
apoderar-se dos raios de luz, dizendo que confiam em Deus. a  

  

' 


 2  
  2 Fechará
os olhos a sua voluntária ignorância e fará grandes coisas por eles,
restaurando alma, corpo e espírito, enq uanto eles desatendem aos mais
simples agentes, cujo uso lhes propiciaria saúde? Ô      
 


     


 
  
     
  &


 
  


 
  
 

   
 

  2 Esta não é maneira do Senhor agir. Fazendo isto eles tornam o
Senhor absolutamente igual a eles mesmos. Fé e obras vão juntas. ... ´

³/

 
 
    
  
   
 %



 
     
  

 

% /

   
   
3 
&% ´

³3

 

 
 



 


   '  
  

% a  

   
 
   
     


 

    
  
 
   
% 1 
  

 
   
  

   
 
 
  
 

  ) 

 
   
 
 
% O
tratamento pela água, sábia e habilidosamente aplica do, pode ser o meio de
salvar muitas vidas.´

³½
   

 
   % («) a   
   
  
  
   
% 3
   

       
 
 
  
  
   
 

 
'  
 

 %´

l
³3 

 
   &            


'
 

  . («)

# 
     

   

     
  
      
 
 
   

  
  %%%% ´

³a 




 
 
 




&

 



     
  
&


 
  
 


   

    
 4 * 5

  
 
   
- 
 


 
'  
 &



 
 
 

   O Senhor
está disposto a fazer Sua luz brilhar em ra ios claros, distintos, a todos quantos
se achem fracos e débeis.

š
   




  

 
% 3

   
 
 



 
- % # 
 
 
    % 

    *    
 
   

. Manuscrito 115, 1903.´

³Em relação àquilo que podemos fazer por nós mesmos: Há um ponto que
requer cuidadosa, meditada consideração. "
   &
  

 % "
 


 
 
  


 
  
 

 
 
  
  


 


 6
 
 
 Preciso alimentar-me com aquilo que for para o meu
melhor bem fisicamente, e devo tomar especial cuidado em vestir-me de tal
modo que promova uma saudável circulação do sangue. 3




'

. Devo desfrutar toda a luz solar que me for possível. Devo ter
sabedoria para ser um fiel guarda de meu corpo.

Eu estaria fazendo uma coisa muito pouco sábia se entrasse num quarto frio
quando estou transpirando; estaria me mostrando um mordomo imprudente se
me permitisse sentar-me onde houvesse uma corrente de ar, e assim expor -me
a um resfriado. Ô  




  


, e assim permitisse que o sangue afluísse das ex tremidades para o
cérebro ou para os órgãos internos. Devo proteger sempre os meus pés em
tempo frio. 
 
 
 

    
  
  



 
   
 
  

  
    
 

   




 

  Ô      


 






 
 
 


 


 


 
   
         
  
.         
  

 
  &
 .´

³Se negligenciarmos fazer aquilo que está ao alcance praticamente de cada


família, e pedirmos ao Senhor que alivie nossas dores      

  

  &
   
 

  
  
    
 
 . («) 
 

  
 

 
. («) Deus faz que cresça a erva no campo para uso do homem, e
se compreendermos a natureza dessas raízes e ervas,
&
 
 

ƒ

   



 
 
    

7




  

 
 
   




$
. Carta 35, 1890.´

³Para assegurar ao doente as mais favoráveis condições de cura, o quarto


que ocupa deve ser amplo, iluminado e alegre, com os meios para uma
ventilação perfeita. Escolhe r-se-á para quarto do enfermo o aposento da casa
que melhor satisfaça esses requisitos. Muitas casas não oferecem condições
para conveniente ventilação e é difícil consegui -la;  


 



 
 


$ 


 
   

 
   . Quanto possível deve manter-se
uma temperatura igual.´

³Nos esforços feitos para restauração dos enfermos à saúde, deve fazer-se
uso das belas coisas da criação do Senhor. #
   
   
 

     ! 
&  




 


  



 . Da vida ao
ar livre, homens, mulheres e crianças obterão o desejo de ser puros e
inocentes. Pela influência das activantes, vivificantes, revivescentes
propriedades dos grandes recursos medicinais da Natureza,  ‘  .3 ‘ ‘

‘ ,‘    , o intelecto é despertado, a imaginação ativada, a
disposição reavivada. ½

  
  
  

& 
" 

%´

³Ô $  



  
    . Imaginai planos para
mantê-los fora, onde se familiarizarão com Deus por meio da Natureza. ½
&


'
 

 
  



 . A vida ao ar livre, longe das cidades congestionadas, é um restaurador
da saúde. #    

  

  % ½ 
 
 
'



 



   . ...´

³½    


   
   
 

% 8  
 


  
   
 ½        &    



 

   

  
   

 )



  % ´

³Por que privar os pacientes das bênção restauradoras da saúde, que se


encontram na vida ao ar livre? Fui instruída de que ao ser o enfermo
encorajado a deixar os seus aposentos e passar tempo ao ar livre, cuidando
das flores, ou fazendo algum outro trabalho leve e agradável, sua mente será
desviada do eu para alguma coisa mais salutar. Ô'
 





  




 & 
% /   

  

  

 
      

 


.

Quanto mais aprazíveis forem seus arredores, mais esperançosos ele s


serão. Cercai-os com as belas coisas da Natureza, colocando -os onde possam
ver as flores crescerem e ouvir o canto dos pássaros, e seu coração se abrirá
em cânticos em harmonia com o canto dos pássaros. 9

  
  


 


   


 
   



±
 . Dai-lhes as bênçãos da vida ao ar livre, pois assim sua alma será
alevantada, inconscientemente, e, em grande medida, conscientemente. Alívio
virá ao corpo e à mente. ... ´

³Nosso Redentor está constantemente trabalhando para restaurar no homem


a imagem moral de Deus. Ô

   

  
   
  
$ 
      
 
 
1

 
 $




 



   
   . Quão restaurador é isto Que preventivo
contra enfermidades. ½    
      
 


  

   
 
  
 
 

     


  
   
  
 
  

  

 3 
& . Manuscrito 41, 1902.´

Se estas palavras não se tornarem uma realidade na nossa vida no tempo


presente, tão pouco o serão no céu. Somos responsáveis pela luz e
oportunidade que temos hoje, tanto para connosco como para com aqueles
que nos rodeiam. (‘  ‘   ‘ ‘  ‘ ‘ ‘ ‘
 ‘
 ‘  ‘ ‘   ‘   ‘ "‘   ‘ ,‘ ‘   ‘  ‘
 ‘   ‘ ‘  ‘ ‘  *

Estas foram as palavras de Ellen White num tempo muito distante da nossa
realidade actual. Distante, não tanto porque já passaram mais de 100 anos,
mas porque a rápida evolução e modernização nestas últimas décadas
provocaram mudanças inimagináveis no mundo em geral, no estilo de vida de
cada um, e consequentemente na saúde e bem-estar.

Ao analisarmos o estilo de vida que a sociedade moderna nos impõe, parece


impossível colocar estas máximas em prática. Sim! Será assim, a menos que
acima da nossa reputação, acima da nossa condescendência e comodismo,
acima da nossa vontade e fraqueza, acima dos nossos valores e interesses,
ponhamos o desejo de nosso Pai celestial para as nossas vidas em primeiro
lugar.

Se então o estar na natureza e dela desfrutar era importante, muito mais hoje,
em que cada vez mais o homem, tão degradado, tende a afastar-se dela e a
destruí-la. Escapemos para o monte! Fujamos para o mais retirado recanto
natural! Não importa as consequências temporais. Vale a pena, pelo nosso
bem, e pela nossa família . Deus proverá (Gén. 22:8).

É urgente!

Interesses relacionados