Você está na página 1de 3

OBSTÁCULOS À VIDA EM GRAÇA, FÉ E CONVERSÃO

4ª e 5ª PALESTRA DE DOMINGO

PALESTRISTA:
HORÁRIO:
DURAÇÃO: 50 minutos

Obstáculos à Vida Cristã

1. Se todo o mundo vivesse conforme meditámos até agora, o mundo


seria um paraíso. Seria, se este não fosse entregue ao próprio
Homem.

2. Pois... existe no Homem um poder, que o leva para o mal: é o poder da


iniquidade, do pecado que vive nele. São Paulo fala (Rom 7, 15-25):
“Faço aquilo que não quero” é a força negativa em nós consequência do
pecado original.

3. O Homem não só é inclinado para o mal... Ele também pratica o mal.


Explicar aqui o que é o pecado, os graus da gravidade e as condições
de culpabilidade. Dar exemplos e explicar o papel da consciência
pessoal como norma subjectiva da moralidade.

4. Dar nome aos pecados: os pecados capitais..., os pecados que bradam


ao Céu ou Gal 5, 19 que fala sobre as obras da carne, ou sobre o
pecado social, injustiça, pobreza, miséria, corrupção.

5. O que seria o mundo se não tivesse o pecado? Como seria a sua vida?

FÉ E CONVERSÃO

Há na vivência humana duas fontes de conhecimento, a fonte da própria


razão é a própria constatação e a segunda fonte: a informação a partir
dos outros. Pela informação de outros (jornal, televisão, professor...)
sabemos muitas coisas. Cremos naquilo que o outro diz, sobretudo quando
é de confiança, ou quando é um entendido no assunto. Mesmo quando não
entendemos do assunto, mesmo quando não entendemos o que o outro
explica, cremos nele. Isto é a Fé, acreditar no outro e nas suas
explicações e informações.
1. Deus falou-nos pelas suas revelações: no A.T. e no N.T. No Novo
Testamento quem falou foi o próprio Cristo, que é Deus, segunda
pessoa da Santíssima Trindade, feito homem, Cristo falou da sua vida
íntima com o Pai e o Espírito Santo. Falou dos meios de graça, da
Igreja, da vida eterna...

2. Qual deve ser a minha atitude a respeito destas informações de


Cristo que se apresenta como a verdade, a Vida e o Caminho? Rejeitar
a sua revelação e pessoa como norma da minha vida, ou aceitá-las? A
atitude lógica é aceitar, porque Cristo é Deus que sabe tudo, não
mente e não quer enganar ninguém! Esta aceitação, esta adesão a
Cristo e à sua palavra chama-se Fé, Fé sobrenatural, Fé cristã.
A definição desta Fé pode ser dada assim: aceitação e adesão à
pessoa e palavra de Cristo, embora tantas vezes não consigamos
entender o que quer dizer, mas creio, porque Ele falou, e quando Ele
fala “Tudo está falado”.

3. O objecto da Fé religiosa é o próprio Deus, as verdades da salvação,


as graças da Sua vida divina, o mistério da Igreja, e o destino eterno
da nossa existência, a vida moral cristã, os sacramentos, aliás tudo o
que Deus revelou e que a Igreja nos propõe como assunto e objecto
de Fé.

4. Quais são as condições para poder crer, viver e intensificar a Fé?

 Crer em Deus e em Cristo. Quem é ateu não pode ter Fé.


 Ter recebido a graça da virtude da Fé. Porque Fé não é fruto
da argumentação da razão, mas é graça e dom de Deus. Como
diz por exemplo S. João 6,4 “ninguém pode vir a Mim, se o Pai
não o atrair”. Há gente que conhece a Bíblia de cor, mas não
crê, não receberam a graça da fé.
 Evitar e eliminar os obstáculos da Fé, que são. Preguiça (quem
não quer aprofundar a Fé, nem praticar a religião, não fazendo
nada para alimentar a sua adesão a Cristo, pode perde-la
facilmente). Orgulho (quem acha que já sabe tudo,
considerando-se auto suficiente nunca crescerá na fé, porque
não se quer abrir à Graça. A leviandade (aquele que nunca é
sério, acha tudo brincadeira e nunca faz perguntas a si mesmo
profundas, nunca chega a uma fé autêntica, continua num
eterno vazio).
 Espírito religioso, quem tem espiritualidade procura viver o
sentido dos bens espirituais e celestes que faz saborear as
coisas de deus, de Cristo e da Igreja. Quem procura a
intimidade de Cristo e da Sua Graça, aumenta a sua Fé.
 Não deixar-se confundir por questões secundárias, minunciosas
e particulares da religião e teologia. Pode enfraquecer a fé do
incauto. O caso é: ir directamente ao essencial da religião:
Cristo e Igreja, as coisas secundárias resolver-se-ão no
conjunto. Fé é entregar-se nas mãos de Deus, de Cristo com
decisão coragem e amor.
 A última condição é a oração. Quem dialoga com Deus e Cristo
intensifica a sua adesão a Eles, aumentando assim a sua Fé.

5. Testemunho de Vida...

6. Preparar lembrança sobre tema