Você está na página 1de 8

4

Introdução

Este relatório contém experimentos realizados em sala de aula, com o intuito de


delimitar deslocamentos que pesos determinados para este estudo sofrem através do
sistema massa-mola. Por meio dos valores encontrados, e com auxílio de fórmulas
matemáticas, espera-se obter as constantes elásticas e as forças as quais o sistema
massa-mola é submetido. Através de elaboração gráfica, usando os valores dos
deslocamentos e forças encontrados, será demonstrado a reta da constante elástica.
5

Análise Gráfica de Dados

• Procedimento Experimental:
 1º Passo: Visualizar e Preparar os materiais:

O primeiro passo tomado em nosso experimento foi à visualização e à


preparação do material que será utilizado. Neste caso utilizaremos o Sistema massa-
mola, no qual é constituído de:

Um cilindro com furo, para dar estabilidade ao Sistema, prendendo-se, através


de seu “pé”, à mesa. Preso nele um suporte, objeto em forma de gancho, com o intuito
de manter suspenso um outro equipamento, a mola de 9mm de diâmetro. Outro material
que compõe o Sistema é um porta-peso de 10g que se prende na extremidade mais
inferior da mola, com a finalidade de segurar os 5 pesos de 50g cada um, que por sua
vez irão forçar o elasticidade da mola, possibilitando a medição da constante elástica.

Ainda haverá outro objeto à parte, que não se prende aos demais apresentados,
mas de suma importância para o experimento, à régua milimetrada, que têm como
objetivo determinar a distância até onde os pesos desceram.

Abaixo há a figura do sistema utilizado.


6

 2º Passo: Utilização o Sistema massa-mola:

Com todo material em ordem, põem-se então em uso. Primeiramente


escolhemos um ponto de referência (no nosso caso, a base do porta-peso) e anotamos
sua posição na régua milimetrada, para que assim a medida no qual a régua marcar após
a colocação dos pesos seja somente a da “esticada” da mola.

Após tudo verificado, começamos o experimento, colocando no porta-peso o


primeiro peso de 50g (e somando-se ainda 10g do porta-peso, tendo como total 60g),
indicou-se 0,025m de deslocamento na régua.

Após isso, repetimos o processo anterior, colocando o segundo peso que marcou
0,48m na régua. Assim se repete para o terceiro, o quarto e o quinto peso que marcaram,
respectivamente, 0,070m, 0,097m e 0,121m.

Na tabela a seguir consta às grandezas encontradas através do experimento


acima.

Deslocamento (m) Massa (kg)


0,025 0,60
0,048 0,110
0,070 0,160
0,097 0,210
0,121 0,206

• Tratamento de dados:
7

Nesta parte do Relatório nos propusemos a calcular, por meio de fórmulas


matemáticas, os valores da constante elástica e da força e suas variações, já que a partir
dos experimentos realizados acima nós determinamos cada deslocamento e cada massa,
grandezas que nos permite encontrar as duas outras grandezas citadas.

As Fórmulas que utilizaremos serão:

1. Para a Força: F = m.g


2. Para a Variação de Força: ∆F = ± [|∆m/m| + |∆g/g|].F
3. Para a Constante Elástica: k = F/x
4. Para a Variação da Constante Elástica: ∆k = ± [|∆F/F| + |∆x/x|].k

 1º Passo: Calcular a força, a constante de elasticidade e suas


variações, quando o Sistema está com somente um peso:

F = m.g → F = 0,060.9,8 → F = 0,588N

∆F = ± [|∆m/m| + |∆g/g|].F → ∆F = ± [|1/60| + |0,2/9,8|].0,588 → ∆F = ± 0,022N

k = F/x → k = 0,588/0,025 → k = 23,520N/m

∆k = ± [|∆F/F| + |∆x/x|].k → ∆k = ± [|0,022/0,588| + |0,5/0,025|].23,52 → ∆k = ±


471,27N/m

 2º Passo: Calcular a força, a constante de elasticidade e suas


variações, quando o Sistema está com dois pesos:

F = m.g → F = 0,110.9,8 → F = 1,078N

∆F = ± [|∆m/m| + |∆g/g|].F → ∆F = ± [|1/110| + |0,2/9,8|].1,078 → ∆F = ± 0,032N

k = F/x → k = 1,078/0,048 → k = 22,458N/m

∆k = ± [|∆F/F| + |∆x/x|].k → ∆k = ± [|0,032/1,078| + |0,5/0,048|].22,45 → ∆k = ±


234,49N/m

 3º Passo: Calcular a força, a constante de elasticidade e suas


variações, quando o Sistema está com três pesos:
8

F = m.g → F = 0,160.9,8 → F = 1,568N

∆F = ± [|∆m/m| + |∆g/g|].F → ∆F = ± [|1/160| + |0,2/9,8|].1,568 → ∆F = ± 0,042N

k = F/x → k = 1,568/0,070 → k = 22,400N/m

∆k = ± [|∆F/F| + |∆x/x|].k → ∆k = ± [|0,042/1,568| + |0,5/0,070|].22,40 → ∆k = ±


160,58N/m

 4º Passo: Calcular a força, a constante de elasticidade e suas


variações, quando o Sistema está com quatro pesos:

F = m.g → F = 0,210.9,8 → F = 2,058 N

∆F = ± [|∆m/m| + |∆g/g|].F → ∆F = ± [|1/210| + |0,2/9,8|].2,058 → ∆F = ± 0,052N

k = F/x → k = 2,058/0,097 → k = 21,216N/m

∆k = ± [|∆F/F| + |∆x/x|].k → ∆k = ± [|0,052/2,058| + |0,5/0,097|].21,21 → ∆k = ±


109,86N/m

 5º Passo: Calcular a força, a constante de elasticidade e suas


variações, quando o Sistema está com cinco pesos:

F = m.g → F = 0,260.9,8 → F = 2,548 N

∆F = ± [|∆m/m| + |∆g/g|].F → ∆F = ± [|1/260| + |0,2/9,8|].2,058 → ∆F = ± 0,062N

k = F/x → k = 2,548/0,121 → k = 21,058N/m

∆k = ± [|∆F/F| + |∆x/x|].k → ∆k = ± [|0,062/2,548| + |0,5/0,121|].21,05 → ∆k = ±


87,48N/m

 6º Passo: Soma de todas as variações das constantes elásticas


obtidas:
9

∆k Total = ± ∆k + ∆k + ∆k + ∆k + ∆k / 5 → ∆k Total = ± 471,27 + 234,49 + 160,58 +


109,86 + 87,48 / 5 → ∆k Total = ± 1063,68 / 5 → ∆k Total = ± 212,736N/m

 7º Passo: Montagem da tabela, reunindo todas as informações


acima:
x ± ∆x (m) F ± ∆F (N) k ± ∆k (N/m)
0,025 ± 0,5 0,588 ± 0,022 23,52 ± 471,27
0,048 ± 0,5 1,078 ± 0,032 22,45 ± 234,49
0,070 ± 0,5 1,568 ± 0,042 22,40 ± 160,58
0,097 ± 0,5 2,058 ± 0,052 21,21 ± 109,86
0,121 ± 0,5 2,548 ± 0,062 21,05 ± 87,48
 8º Passo: Resposta das questões propostas:

1ºQuestão: Se você determinar k a inclinação da reta, que equação exprime a função F


= f(y)?

R = A equação que exprime essa função é a equação do primeiro grau.

2ºQuestão: Que enunciado você poderia dar à lei expressa por essa função?

R = Se uma corda de borracha ou uma elástico obedece à lei hooke?

 9º Passo: Representação Gráfica das grandezas citadas na tabela


acima:
10

Conclusão

A partir desse relatório foi possível visualizar o uso adequado do sistema massa-
mola, como se faz a montagem de tal sistema, para que a sua utilização e sua
importância. Provamos que através do uso deste equipamento, é possível encontrar a
distância percorrida pelos pesos, e que quando se é obtido essa grandeza, com a ajuda
das fórmulas F = m.g; ∆F = ± [|∆m/m| + |∆g/g|].F; k = F/x; ∆k = ± [|∆F/F| + |∆x/x|].k
somos capazes de poder encontrar as constantes elásticas, as forças e suas variações que
trabalham neste sistema. E ainda consta a análise gráfica da tabela montada através três
grandezas citadas.
11

Referências Bibliográficas

 Manual de Laboratório – Universidade Federal do Amazonas, Instituto


de Ciências Exatas, Departamento de Física.