Você está na página 1de 3

EntrEvista Andrew Savitz

EntrEvista Andrew Savitz equilíbrio é a palavra-chave por eVeLYN pe DroZ o Para se tornarem sustentáveis,

equilíbrio é a

palavra-chave

por eVeLYN pe DroZ o

Para se tornarem sustentáveis, as empresas devem evitar que os interesses dos negócios se sobreponham aos da sociedade ou do meio ambiente. Essa é a definição de Andrew Savitz, autor de A Empresa Sustentável, um dos livros de negócios mais conceituados do momento. Em sua palestra no Congresso APAS 2008, Savitz vai mostrar como é possível a empresa inovar por meio de ações sustentáveis.

O que é um mundo sustentável? Um mundo sustentável é aquele que pode atender às necessidades razoáveis de to- dos os habitantes sem comprometer seus recursos naturais ou de beleza.

Como é uma empresa sustentável?

É aquela que ajuda a garantir um mundo

sustentável, buscando fazer negócios que renovam e protegem o meio ambiente

e a sociedade. As empresas devem en-

contrar um ponto de equilíbrio para a sustentabilidade evitando que os inte- resses dos negócios se sobreponham aos da sociedade ou do meio ambiente. É sustentável a companhia cujos negócios

correspondem ou se fundem com os in- teresses da sociedade.

De que maneira a empresa pode se tornar sustentável? A organização deve mensurar o impacto

158

SuperVarejo | maio 2008

de cada atividade na sociedade e nos ne- gócios e tentar ajustá-las de modo a gerar lucro e maior valor para as pessoas.

Como deve ser iniciado o processo de implantação da sustentabilidade na empresa? Creio que a melhor maneira é olhar para as necessidades sociais ou ambientais de seus consumidores e também atentar-se para formas de reduzir seus próprios cus- tos operacionais por meio de eficiência ambiental.

Tornar-se sustentável é uma oportuni- dade para a empresa inovar? Sim, isso é comprovado. Em minha pales- tra no Congresso APAS 2008 vou apre- sentar vários exemplos aos varejistas brasileiros.

Quais são os erros mais comuns

cometidos pelas empresas na bus- ca por sustentabilidade? Primeiro,não ter conhecimento suficiente ou estar preparado para todas as situações que possam surgir. Segundo, prometer muito e oferecer pouco.

Quais são os maiores obstáculos pa- ra a execução dos projetos sustentá- veis? Há muitos, mas a necessidade de obter lucros e retorno a curto prazo é um sério obstáculo. A maioria dos projetos sus- tentáveis deve ser a longo prazo e não pode sucumbir aos imperativos do lucro imediato.Além disso, algumas empresas dizem que querem sustentabilidade, mas não investem os recursos necessários e não oferecem incentivos para emprega- dos e gestores tocarem os projetos adian- te. Ao contrário, a maioria dos incentivos tem outro foco.

arquivo

arquivo Como Criar uma Cultura de sustentabilidade na empresa 1. Desenvolver uma visão clara do que

Como Criar uma Cultura de sustentabilidade na empresa

1. Desenvolver uma visão clara do que a sustentabilidade

significa para a empresa a partir das seguintes perguntas-chave:

Como os bens e serviços ou processos da empresa ou do departamento cruzam com os interesses da sociedade?

Como o mundo melhora ou piora em decorrência das atividades da empresa?

Que impactos sociais e ambientais positivos a empresa gera?

Como a empresa se relaciona com os stakeholders presentes, considerando as necessidades das futuras gerações?

2.

Aperfeiçoar o autoconhecimento:

A empresa vê a si mesma com clareza?

Até que ponto ela é capaz de desenvolver autoconhecimento honesto?

As pessoas que trabalham na empresa têm receio de reguladores e advogados?

3. Desenvolver e reforçar a liderança:

• A empresa conta com líderes fortes e preocupados com a sustentabilidade?

4. Estabelecer uma mentalidade de longo prazo:

• A empresa planeja a longo prazo ou enfatiza exclusivamente os resultados do próximo trimestre?

Múltipla

forMação

Andrew Savitz, autor de A Empresa Sustentável - O

Verdadeiro Sucesso é o Lucro com Responsabilidade Social

e Ambiental (Editora Campus, 2007), é consultor sênior

da Sustainable Business Strategies. Formado em Direito pela Georgetown University, também é economista, filósofo

e prestador de serviços a

empresas no desenvolvimento

e implantação de programas

de sustentabilidade. Savitz será um dos palestrantes do Congresso APAS 2008, em que abordará o tema Conciliando Sustentabilidade e Rentabilidade.

Que setores se destacam pelo envol- vimento nessa causa? Muitos setores estão profundamente engajados, mas cada um com resultados diferentes. Os setores eletrônico e auto- motivo estão envolvidos com a mudan- ça climática. As indústrias de alimentos, com a obesidade. As empresas de mi- neração estão atentas à conservação da biodiversidade. A indústria de medi- camentos, com as pandemias. Os fabri- cantes de computadores querem acabar com a exclusão digital. Os bancos estão criando microcréditos.

As empresas que ainda não adotaram essa postura não têm visão? Sim, embora muitas delas entendam que as pressões sociais e ambientais estejam crescendo em todo o mundo, falham em não enxergar como isso afetará suas in- dústrias ou seus consumidores e, no fim das contas, elas mesmas. Portanto, esta- rão despreparadas quando as mudanças baterem à porta.

maio 2008 | SuperVarejo

159

EntrEvista Andrew Savitz

EntrEvista Andrew Savitz Como medir os resultados das ações sustentáveis? O Global Reporting Initiative (GRI) é

Como medir os resultados das ações sustentáveis?

O Global Reporting Initiative (GRI) é o

formato comumente aceito para medir e relatar os resultados das ações de acordo com o tripé da sustentabilidade: econômi- co, social e ambiental.

Acionistas e investidores cobram das empresas investimentos susten- táveis? Sim, cada vez mais. Estima-se que o

montante do investimento socialmente responsável é superior a US$ 2,5 trilhões.

E, nos Estados Unidos, 1 a cada 8 dólares

investidos é destinado a alguma questão

social ou ambiental.

CinCo passos para implantar a sustentabilidade

1. Escolher questões de sustentabilidade que repercutirão entre os clientes, procurando atender necessidades ou preocupações que eles tenham nas esferas social, ambiental ou econômica

2. Envolver os fornecedores para que as operações fiquem mais sustentáveis

3. Concentrar as ações naquilo que a empresa conhece e faz melhor

4. Antecipar-se às mudanças, transformando o que seriam desafios para os clientes em oportunidades de negócio

É importante para uma empresa sus- tentável ter parceiros com os mesmos propósitos sustentáveis? Ajuda, especialmente se a empresa tem

uma marca conhecida ou um perfil elevado

e os parceiros não têm. A Nike, por exem-

plo, teve sérios problemas em todo o mun-

do quando foi divulgado que havia crianças

trabalhando para seus fornecedores.

Pequenas empresas conseguem de- senvolver ações e projetos sustentá- veis? Sim. Há muitos casos: lavanderias a seco utilizando menos produtos ou supermer- cados que compram apenas de fornece- dores locais, por exemplo.

De que forma as empresas podem reduzir seus custos e se tornar mais ativas social e ambientalmente? Devem começar por reduzir a quantidade de água e energia que usam e qualquer tipo de desperdício. Esse é o verdadeiro

equilíbrio. Você salva o meio ambiente e

o seu dinheiro ao mesmo tempo.

As ações sustentáveis podem expan- dir os negócios e gerar mais lucro? Muitas empresas estão lucrando com o desenvolvimento de produtos e serviços

que focam diretamente problemas sociais

e ambientais.

Os consumidores já escolhem as em- presas por sua atuação sustentável?

160

SuperVarejo | maio 2008

5. Capacitar os funcionários para que eles percebam oportunidades e participem da construção delas

Isso está começando a acontecer, embo-

supermercados dos Estados Unidos, é

ra

seja difícil para os consumidores terem

um bom exemplo de empresa que tenta

acesso às informações de que precisam pa-

avançar para a sustentabilidade.Wegmans

ra

tomar esse tipo de decisão.

é um supermercado que fez milhões ao

A

menos que as empresas facilitem mui-

fornecer valorosos benefícios aos empre-

to

para o consumidor fazer suas escolhas

gados e obter em troca longevidade (re-

baseado na sustentabilidade, será muito difícil isso acontecer.

dução do turnover) e lealdade.

Como as empresas devem divulgar suas ações e projetos?

O relatório do tripé da sustentabilidade é

um início. Elas podem usar o GRI (A GRI – www.globalreporting.org – é uma orga- nização com o objetivo de desenvolver um conjunto de critérios para a divulgação de

resultados econômicos, ambientais e so- ciais que possam ser aceitos globalmente). Não é o único instrumento aceito interna- cionalmente, mas é o mais conhecido.

Que tipo de ações sustentáveis um supermercado pode adotar? Reduzir uso de embalagens, comprar de fornecedores locais (apoio à economia lo- cal), comprar produtos orgânicos e tam- bém de fazendas e peixarias sustentáveis; encontrar formas de reduzir o consumo de água e energia, tratar os empregados com atenção.

Pode mencionar um exemplo?

O Whole Foods, uma grande cadeia de

Conhece algum tipo de ação susten- tável no Brasil? Meu cliente, PepsiCo-Brasil, mudou para alimentos que são do tipo “melhor pra vo- cê”. A AmBev também está trabalhando duro na área da sustentabilidade.

O sr. acredita que a sustentabilidade será adotada em todo o mundo ao lon- go do tempo? Possivelmente sim.

Quais ações sustentáveis o sr. adotou em seu cotidiano? Em casa reciclamos e reutilizamos.Temos um carro híbrido. Desligamos as luzes e reutilizamos a água sempre que é possí- vel. Minha filha de sete anos de idade é a patrulheira ambiental de casa.

Quem é o maior porta-voz da susten- tabilidade no mundo? As crianças.

ambiental de casa. Quem é o maior porta-voz da susten- tabilidade no mundo? As crianças. revista@supervarejo.com.br

revista@supervarejo.com.br