Você está na página 1de 3

PROJETO: COMER PARA PODER CRESCER!

JUSTIFICATIVA:

Na Educação Infantil, o cuidar e o educar caminham juntos. Quando se está


cuidando, está educando. Para que possamos promover o Cuidar e o Educar para
nossas crianças é necessário a garantia de seu desenvolvimento integral.
Desde cedo as crianças precisam ser incentivadas a conhecerem e obterem
hábitos de alimentação saudável, para que elas possam desenvolver-se bem na
infância, na adolescência e na vida adulta. Dessa forma, precisam ser estimuladas a
consumir os alimentos que estão disponíveis na natureza, como: frutas, verduras e
legumes; de preferência os alimentos típicos de sua região.
Portanto, o presente projeto, justifica-se por desenvolver nas crianças hábitos de
autocuidados com seu corpo, conhecendo e adquirindo o gosto pelo consumo de
frutas, verduras e legumes colhidas na sua comunidade.

DIREITOS DE APRENDIZAGENS:

Brincar, Participar, Conviver, Explorar, Expressa-se e Conhecer-se

CAMPOS DE EXPERIÊNCIA:

 O Eu, o Outro e o Nós.


 Corpo, Gesto e Movimento 
 Traço, Sons, Cores e Formas 
 Escuta, Fala, Pensamento e Imaginação. 
 Espaços, Tempos, Quantidades, Relações e Transformações. 
OBJETIVOS E CÓDIGOS DA BASE:

 (EI03EO03) Ampliar as relações interpessoais, desenvolvendo atitudes de


participação e cooperação.
 (EI03TS02) Expressar-se livremente por meio de desenho, pintura, colagem,
dobradura e escultura, criando produções bidimensionais e tridimensionais.
 (EI03EF01) Expressar ideias, desejos e sentimentos sobre suas vivências, por
meio da linguagem oral e escrita (escrita espontânea), de fotos, desenhos e outras
formas de expressão.
 (EI03ET04) Registrar observações, manipulações e medidas, usando múltiplas
linguagens (desenho, registro por números ou escrita espontânea), em diferentes
suportes.
HABILIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS:
 Conhecer a importância dos alimentos para os seres vivos
 Identificar os tipos de frutas: comestíveis e não comestíveis;
 Compartilhar os conhecimentos adquiridos;
 Interessar-se em adquirir hábitos de alimentação saudável;
 Conhecer os diferentes tipos de alimentos disponíveis na sua região;
 Promover experiencias de brincadeiras;
 Desenvolver capacidade analítica e interpretativa nos alunos, raciocínio lógico,
coordenação motora e percepção visual, tátil, olfativa e gustativa;
 Aumentar o vocabulário e as formas de se compreender a realidade (óticas);
 Trabalhar a linguagem oral e escrita.

DESENVOLVIMENTO:
O projeto será desenvolvido em parcerias com a comunidade local, pais ou
responsáveis durante o período de dois meses. Durante esse período as crianças
serão incentivadas a experimentar diferentes alimentos, a aprender através de
modelagens, brincar e interagir com as outras crianças e com a comunidade local
através de contação de histórias, apresentações de danças, poemas, apresentação de
gráficos, etc. Nesta fase o professor deverá selecionar vídeos, imagens, cartazes, e
até mesmo frutas para que a criança se familiarize com o tema.
No primeiro momento, o professor deverá estimular as crianças a
compartilhar com as demais crianças seus gostos, como por exemplo: quais alimentos
gosta mais, quais alimentos gosta menos, quais alimentos não gosta de jeito nenhum.
Estimular a oralidade através de contos e reconto de histórias alusivas ao tema.
No segundo momento o professor poderá envolver os pais ou responsáveis
no desenvolvimento do projeto. Essa participação pode ser no fornecimento de
informação quanto ao gosto alimentar dos filhos ou até mesmo participar da aula, para
relatar os hábitos alimentares do filho. Esse momento poderá ser uma roda de
conversa ou até mesmo uma atividade mais elaborada.
Sugestão: A mãe posiciona-se atrás de uma cortina, sem que nenhuma
criança saiba que ela(e) está ali. Falar das características alimentares dos filhos sem
mencionar o nome dele, para verificar se o(a) mesmo(a) reconhece a voz da pessoa
que está relatando a história ou auto reconhece-se no relato. Se ao terminar o relato a
criança não identificar a sua mãe ou responsável esta deve instigar a criança
perguntando. Quem é o meu filho? E vê se a criança se manifesta. Após esse
momento a mãe se apresenta e abraça a criança.
No terceiro momento, o professor deverá selecionar diversas atividades
relacionadas ao tema trabalhados e agregar ao projeto temas transversais, tais como:
 Hábitos de higiene das mãos, higiene dos alimentos, higiene bucal
 Noções de tempo, espaço, temperatura, medidas e formas, 
 Texturas, contagens, agrupamentos, gráfico
 Noções de cuidados com o corpo
 Arte: cores, formas e texturas
 Movimentos e brincadeiras
 Linguagem oral e escrita.

MATERIAIS NECESSÁRIOS:
 AUDIOVISUAIS: Vídeos, Cartazes, revistas, imagens, quadro de prega, jogos
pedagógicos (dominó das frutas, trilha das frutas, bingo das frutas), tv, etc.
 OUTROS: Cartolinas, isopor, lápis de cor, pincel, palitos, fita gomada, massa
de modelar, cola, etc.
SUGESTÕES DE ATIVIDADES:
 Teatro das frutas
 Jogo da memória
 Trilha dos alimentos
 Dominó dos alimentos
 Quebra cabeça dos alimentos
 Bingo dos Alimentos
 Contação de histórias
 Gráfico dos alimentos preferidos
 Pirâmides dos alimento
 Criação de uma horta escolar;
 Oficina culinária com legumes, verduras, frutas: Fazer uma salada de frutas,
uma salada com verduras e uma sopa com legumes em conjunto com os alunos.
 Desenho e pintura
 Brincadeiras de rodas
CULMINÂNCIA:
        A culminância é a última etapa do projeto, ela deverá refletir tudo o que a criança
vivenciou durante o bimestre. Nessa etapa as crianças irão socializar com os demais
tudo o que aprendeu. A socialização da aprendizagem poderá ser realizada
internamente, (somente para os alunos da escola) ou aberta para a comunidade.
Durante a culminância poderá ser apresentada danças, poemas, coral, apresentação
ou exposição de alimentos.

SUGESTÕES DE LEITURAS:

Base Nacional Comum Curricular


Parâmetros Curriculares Nacionais Para Educação Infantil
Diretrizes Curriculares Nacionais Para Educação Infantil
Blog: Prof. Evanildes Gomes
https://evanildes07.blogsport.com

Você também pode gostar