Você está na página 1de 6

FUNÇÃO

QUADRÁTICA
DEFINIÇÃO: Uma
função f : R → R chama-
Exemplo: Determine os valores de a, b, se quadrática quando
c nas funções abaixo: existem números reais
a, b, c, com a≠ 0, tal
que f ( x )=a x 2 +bx +c
a) f ( x )=3 x 2−4 x+ 2 para todo x ∈ R.
b) f ( x )=x 2 +3 x
CONCAVIDADE
2
c) y=−x −5
A função quadrática pode ter a
d) y=−2 x 2
concavidade voltada para “cima” ou
PARÁBOLA voltada para “baixo”.

O gráfico da função quadrática é uma Se a>0 , concavidade para cima .


parábola. Se a<0 , concavidade para baixo .

Exemplos: FORMA CANÔNICA

1) Construir o gráfico de y=x 2−1 Considere a função real dada:

2) Construir o gráfico de y=−x2 +1


DESENVOLVIMENTO:
EXERCÍCIOS:

1) Construir os gráficos das funções


definidas em R :

a) y=x 2

b) y=−x2

c) y=2 x 2

d) y=x 2−2 x
f ( x )=ax2 +bx +c .

e) y=x 2−2 x +4

b 2 ∆
f) y=−2 x 2−4 x (
f ( x )=a . x+
2a )− 2
4a
g) y=−3 x 2−3 Ou

2) Determine uma função quadrática f tal f ( x )=a .(x−x v )2 + y v


que f (−1 ) =−4 , f ( 1 )=2 e f ( 2 ) =−1.
ZEROS

Os zeros ou raízes de um função


quadrática f ( x )=ax2 +bx +c são valores de
∆=b 2−4 ac
x reais tais que f ( x )=0.
−b ± √ ∆
1º CASO: Equação do 2º grau x=
2a
incompleta em c.

b=0
A fórmula que foi apresentada é chamada
a) x 2−4=0
de Fórmula de Bháskara.
b) 2 x2 −18=0

2
c) f ( x )=x −3 x +2
2º CASO: Equação do 2º grau
incompleta em b.

c=0
a) x 2−5 x=0

b) 4 x2 +36 x=0

2 1
3° CASO: Equação do 2° grau completa d) f ( x )=x − √ 2 x+
2

PRODUTOS NOTÁVEIS

( x +a )2=x 2 +2 xa+a2

( x−a )2=x 2−2 xa+ a2


a) x 2−6 x +8=0

e) f ( x )=3 x 2−7 x−12

b) x 2+ 10 x−39=0
b c
(
f ( x )=a . x 2+ x+
a a )
Sendo

RELAÇÃO DE GIRARD −b
S= x' + x ' ' =
a
e
Soma das raízes
c
P=x ' . x ' ' =
a
−b+ √ ∆ −b−√ ∆ −2 b A última expressão para f (x) pode ser
x'+ x' '= + =
2a 2a 2a reescrita como

f ( x )=a . ( x 2−S . x+ P )
−b
x'+ x' '= Onde, podemos substituir S e P:
a

f ( x )=a . ( x−x ' ) .(x−x ' ' )

Produto das Raízes

GRÁFICO DE UMA FUNÇÃO


−b+ √ ∆ −b− √ ∆
x' . x''= . =¿ QUADRÁTICA
2a 2a
O gráfico da função quadrática é uma
' (−b )2 −( √ ∆)² b ²−∆
'' parábola, cuja concavidade é
x .x = = =¿
2 a .2 a 4a² determinada de acordo com o valor de a.
Se a > 0, a concavidade da parábola
b2−(b 2−4 ac) 4 ac
x' . x''= = =¿ estará voltada para cima e se a < 0, a
4a² 4 aa
concavidade da parábola estará voltada
para baixo.

c
x ' . x '' =
a

FORMA FATORADA

Dada a função real f ( x )=a x 2 +bx +c , cujas


raízes são x ' e x ' ' . Umas das principais características da
parábola é seu eixo de simetria, de modo
Reescrevendo a função; que tudo que há de um dos lados do eixo
também há do outro lado, como um
f ( x )=a x 2 +bx +c
espelho.
Ou seja;


( −b
V = ( xv ; yv ) =
2a
;− )
4a

O eixo de simetria passa pelo ponto


extremo que é o vértice V = ( x v ; y v ) .

Sabemos quer o x v é a média aritmética


entre as raízes:

x'+ x' '


x v=
2
Daí,

−b
x=
( a )
v
2
−b
x v=
2a

Logo,

y v =f ( x v )=a . x 2v +b . x v + c

−b 2 −b
y v =a . ( ) ( )
2a
+b .
2a
+c

b2 b2 b2 b2
y v =a . − +c = − +c
4 a2 2a 4a 2a

−b 2+ 4 ac
yv=
4a
−∆
yv=
4a
Assim, temos como coordenadas do
vértice da parábola:

−b
x v=
2a
−∆
yv=
4a

Você também pode gostar