Você está na página 1de 4

Universidade de Coimbra

Departamento de Engenharia Electrotécnica


ELECTRÓNICA II 2003/2004
Trabalho Prático Nº 3
TRAÇADO DAS CURVAS CARACTERÍSTICAS DE FOTO-DÍODOS E FOTO-TRANSÍSTORES

1. Introdução

É objectivo deste trabalho determinar as curvas características de um foto-díodo e de um foto-


transistor, com recurso às montagens apresentadas nas figuras 2 e 3 respectivamente. Pretende-se
também averiguar a variação da corrente destes dispositivos perante diferentes intensidades
luminosas. Neste trabalho os detectores utilizados são sensíveis aos infra-vermelhos (IV), sendo
por isso utilizado um LED emissor de IV. O circuito emissor a utilizar é o da figura 4.

2. Precauções

Os foto-díodos utilizados nas montagens têm uma tensão inversa


1 . 5 K máxima de 5 V, enquanto que os foto-transistores têm VECmáx= 5V.
Como fontes de alimentação vão-se utilizar os tranformadores de
campaínha. Assim para evitar que os valores atrás mencionados sejam
V ultrapassados, e uma vez que os transformadores utilizados apresentam
1 K
5
à saída valores de tensão superiores aos 5V, é necessário construir um
divisor de tensão (Figura 1).

1k
V = × Vtransf
t r a n s f o r m a d o r 1k + 15
.k
d e c a m p a í n h a
Figura 1- divisor de tensão Vtransf- Tensão à saída do transformador de campaínha
V - tensão de alimentação utilizada nos circuitos para a determinação das curvas características
(±5V).

Como emissor de luz vai-se utilizar um LED (figura 4). Este circuito precisa de ter alguma
mobilidade para ser movimentado por cima das outras montagens.
3. Montagens

• TRAÇADO DAS CURVAS CARACTERÍSTICAS DE UM FOTO-DÍODO

Como parte obrigatória integrante do relatório


5 6 K
deverão fazer parte as formas de onda das
tensões no díodo e na resistência, bem como a
5 V ~ curva característica -obtida em modo XY.

B P W 5 0
As formas de onda a visualizar para obter a
curva característica do foto-díodo são a tensão
Figura 2- Montagem utilizada para a determinação da
curva característica de um foto-díodo aos seus terminais e a corrente que o atravessa.

• TRAÇADO DAS CURVAS CARACTERÍSTICAS DE UM FOTO-TRANSÍSTOR


M R D 3 0 0

Como parte
5 V ~ 4 7Ω 0
obrigatória
integrante do
relatório
Figura 3- Montagam utilizada na determinação das curvas características de um foto-transístor deverão fazer
parte as formas de onda das tensões na resistência e VCE, bem como a curva característica
-obtida em modo XY.

As formas de onda a visualizar no osciloscópio, para obter a curva característica de saída do


foto-transistor, são VCE e IC.

• LED EMISSOR DE INFRA-VERMELHOS

O P 1 6 5 D Esta montagem permite variar a


intensidade de IV junto do foto-
3 0Ω 0 díodo e do foto-transístor.
5 V
Caso as ligações aos terminais
LED emissor de IV não sejam
isoladas, deverá ter cuidado para
Figura 4- Montagem utilizada com o LED emissor de infra-vermelhos não provocar curto-circuito nessas
ligações.
4. Execução

Monte o circuito da figura 2, para determinar as curvas características do foto-díodo. Repare que
a “visualização” da corrente no osciloscópio é feita à custa da queda de tensão na resistência que
está colocada em série com o foto-díodo.
Verifique as variações provocadas pela diminuição da luminosidade, colocando a mão por cima
da montagem, mas sem lhe tocar. Colocando o LED dirigido para a superfície sensível do foto-
díodo (fica numa face lateral), verifique novamente essas variações. Indique curvas
características para três distâncias distintas entre o LED de IV e o foto-díodo e para duas
orientações diferentes do LED de IV em cada uma dessas distâncias.

Monte o circuito da figura 3, para determinar as curvas características do foto-transistor.


Repita os procedimentos atrás descritos para a montagem da figura 2 (A superfície sensível no
foto-transistor fica no topo).