Você está na página 1de 10

13/10/21, 21:14 Plano de capacitação digital de docentes

90%

Obrigado pela sua participação!

Abaixo encontra o seu nível de proficiência (global e por área), bem como feedback
detalhado com dicas úteis para o melhorar.

Sugerimos que guarde esta página antes de submeter as suas respostas (botão no
final da página).

O seu resultado: 35
Resultado máximo: 88
Resultado por área:

Área 1: Envolvimento profissional  12

Área 2: Recursos Digitais  10

Área 3: Ensino e Aprendizagem  2

Área 4: Avaliação  6

Área 5: Capacitação dos aprendentes 5

Área 6: Promoção da competência digital dos aprendentes 0

https://competenciadigitaldocente.limequery.com/987673 1/10
13/10/21, 21:14 Plano de capacitação digital de docentes

DigCompEdu Check-In - Resultados

Níveis de proficiência Pontuação

Recém-chegado(a) (A1) abaixo de 20 pontos

Explorador(a) (A2) entre 20 e 33 pontos

Integrador(a) (B1) entre 34 e 49 pontos

Especialista (B2) entre 50 e 65 pontos

Líder (C1) entre 66 e 80 pontos

Pioneiro(a) (C2) acima de 80 pontos

Para compreender melhor o seu perfil de competência, pode olhar para o seu desempenho por
área. Para lhe dar uma ideia que o(a) pode ajudar a determinar os seus pontos fortes e fracos,
aplica-se a seguinte regra geral:

Pontuação por área


Níveis de proficiência
Áreas 1 e 3 Áreas 2, 4 e 5 Área 6

Recém-chegado(a) (A1) 4 pontos 3 pontos 5-6 pontos

Explorador(a) (A2) 5-7 pontos 4-5 pontos 7-8 pontos

Integrador(a) (B1) 8-10 pontos 6-7 pontos 9-12 pontos

Especialista (B2) 11-13 pontos 8-9 pontos 13-16 pontos

Líder (C1) 14-15 pontos 10-11 pontos 17-19 pontos

Pioneiro(a) (C2) 16 pontos 12 pontos 20 pontos

Área 1: Envolvimento profissional


Questão: 1.1 Uso diferentes canais de comunicação para melhorar a comunicação com alunos, en-
carregados de educação e colegas (p. ex., emails, blogues, website da escola, apps)

A sua resposta: Seleciono, ajusto e combino, sistematicamente, diferentes soluções digitais para
comunicar eficazmente

O próximo passo é refletir criticamente sobre a sua estratégia e continuar a melhorá-la.


Considere e antecipe as necessidades e problemas de comunicação dos colegas e estudantes.
3
Continue a ajustar a sua estratégia e não tenha medo de descartar uma ideia promissora se ela
de
não funcionar com os seus parceiros de comunicação. Também pode querer trabalhar com co-
4
legas no desenvolvimento de uma estratégia comum de comunicação digital para as partes in-
po
teressadas. Uma estratégia transparente, mas flexível, que responda às necessidades de comu-
nto
https://competenciadigitaldocente.limequery.com/987673 2/10
13/10/21, 21:14 Plano de capacitação digital de docentes
nto
nicação de docentes e outras partes interessadas pode promover a inovação institucional.
s
Próximo passo: Antecipe as necessidades de comunicação dos seus parceiros e utilize soluções
digitais estrategicamente
 

Próximo passo:Antecipe as necessidades de comunicação dos seus parceiros e utilize soluções


digitais estrategicamente

Questão: 1.2 Uso tecnologias digitais para trabalhar com colegas dentro e fora da minha institui-
ção educativa

A sua resposta: Entre colegas, trabalhamos juntos em ambientes colaborativos ou usamos discos
partilhados

2
Juntar-se a uma comunidade de docentes online irá permitir-lhe inspirar-se nos materiais que
de
outros docentes no seu país ou na Europa criaram. Se partilhar os seus planos de aula e materi-
4
ais com eles, pode obter o seu feedback e ideias sobre como os adaptar a diferentes situações
po
ou melhorá-los. Este tipo de troca é, normalmente, uma experiência enriquecedora, quer a ní-
nto
vel pessoal, quer profissional.
s
 

Próximo passo: Junte-se a uma comunidade profissional online

Questão: 1.3 Desenvolvo as minhas práticas de ensino digital ativamente

A sua resposta: Discuto com colegas como usar tecnologias digitais para inovar e melhorar a prá-
tica educativa

É importante unir forças com colegas para, em conjunto, impulsionar a inovação no ensino em
toda a instituição. Para garantir que o seu discurso conduz à mudança, pode propor a organiza-
3
ção de projetos conjuntos, dias especiais ou outras atividades que possam alavancar o poten-
de
cial das tecnologias digitais para a aprendizagem. Outra estratégia pode passar por propostas,
4
ao diretor do seu departamento ou faculdade, sobre uma estratégia de inovação. Não se sinta
po
desencorajado(a) se nem todas as suas propostas forem bem-sucedidas. O importante é que a
nto
instituição/departamento/faculdade como um todo se consciencialize do potencial que tem em
s
si e nos seus colegas e o aproveite, de uma forma ou de outra, para inovar o ensino e a apren-
dizagem em toda a instituição.
 

Próximo passo:Impulsione a inovação e a mudança

Questão: 1.4 Participo em oportunidades de formação online (p. ex., cursos online, MOOCs, webi-
nars, conferências virtuais...)

A sua resposta: Participo frequentemente em todo o tipo de formação online

4
Certifique-se de que usa todos os insights obtidos para o benefício dos seus estudantes e da
de
sua aprendizagem. Se perceber que a oferta de formação em algumas áreas é desadequada
4
para as suas necessidades, pondere oferecer formação por conta própria, ajudando, assim, os
pon
seus colegas a melhorar também as suas competências.
tos
 

Próximo passo: Ofereça a sua própria formação online a colegas

https://competenciadigitaldocente.limequery.com/987673 3/10
13/10/21, 21:14 Plano de capacitação digital de docentes

Área 2: Recursos Digitais 


Questão: 2.1 Uso diferentes websites e estratégias de pesquisa para encontrar e selecionar uma
gama de diferentes recursos digitais

A sua resposta: Aconselho colegas sobre recursos adequados e estratégias de pesquisa

Certifique-se de que este conselho é válido nos dois sentidos, para que também beneficie da
partilha de conhecimento e inclua o maior número de colegas possível. Com o conhecimento 4
que detém sobre recursos digitais, encontra-se numa posição privilegiada para unir forças com de
outros docentes envolvidos digitalmente para promover a inovação a nível institucional. Pode 4
começar com algo simples, como uma folha de informação ou um website com recursos úteis, po
que partilha com todos os colegas, via email ou em reuniões de equipa. Em breve, poderá iden- nto
tificar colegas interessados e, juntos, poderão tornar os seus conhecimentos valiosos para me- s
lhorar o ensino.
 

Próximo passo: Promova a utilização de recursos digitais

Questão: 2.2 Crio os meus próprios recursos digitais e modifico recursos existentes para adaptá-
los às minhas necessidades

A sua resposta: Crio diferentes tipos de recursos

O que é importante, neste nível, é recordar que a tecnologia é um meio e não um fim. Ao criar 3
ou modificar recursos digitais, certifique-se de que não se concentra apenas nos objetivos de de
aprendizagem, mas também nas necessidades e preferências de aprendizagem dos seus estu- 4
dantes. Ao mesmo tempo, deve continuar a experimentar novas soluções digitais para aperfei- po
çoar ainda mais as suas práticas, p. ex., recursos digitais ou ambientes mais apelativos, mais in- nto
terativos ou mais colaborativos. s
 

Próximo passo: Expanda a sua atividade a ferramentas interativas e ambientes colaborativos

Questão: 2.3 Protejo conteúdo sensível (p. ex. exames, classificações, dados pessoais dos alunos)

A sua resposta: Protejo ficheiros com dados pessoais com palavra-passe

Não se esqueça de proteger, também, com palavra-passe, os seus computadores pessoais e


3
outros dispositivos nos quais pode armazenar dados pessoais. Atualize com frequência progra-
de
mas antivírus e firewalls. Lembre-se de utilizar palavras-chave robustas que não podem ser fa-
4
cilmente adivinhadas, altere-as com frequência e evite que outros observem a sua digitação.
po
Use criptografia quando partilhar ficheiros com dados pessoais com outros docentes. Reveja
nto
regularmente a eficácia das medidas e consulte as regras e recomendações em vigor na sua
s
instituição.
 

Próximo passo: Desenvolva uma abordagem abrangente para proteção de dados

Á i
https://competenciadigitaldocente.limequery.com/987673
di 4/10
13/10/21, 21:14 Plano de capacitação digital de docentes

Área 3: Ensino e Aprendizagem

Questão: 3.1 Pondero como, quando e por que usar tecnologias digitais na aula, para garantir que
elas sejam usadas com valor acrescentado

A sua resposta: Uso uma variedade de recursos e ferramentas digitais no meu ensino

O próximo passo será usar o seu conhecimento técnico para aperfeiçoar as suas estratégias pe-
dagógicas. Considere as seguintes questões: A atividade digital que estou a utilizar aqui é real-
2
mente de valor acrescentado? As diferentes atividades digitais que implemento relacionam-se
de
entre si? São concebidas de modo a conduzir, progressivamente, ao desenvolvimento de com-
4
petência e confiança dos alunos? A variedade é importante. No entanto, se as ferramentas digi-
po
tais não forem utilizadas de modo intencional, há um risco de criarem caos e confusão. A me-
nto
lhor maneira de evitar que tal aconteça é concentrar-se nos objetivos de aprendizagem pri-
s
meiro e depois combinar estratégias, digitais ou não, com atividades de aprendizagem e avalia-
ção relevantes para esses objetivos.
 

Próximo passo: Concentre-se em melhorar a pedagogia

Questão: 3.2 Monitorizo as atividade e interações dos meus alunos nos ambientes colaborativos
online que usamos

A sua resposta: Não utilizo ambientes digitais com os meus alunos

Para aprender mais sobre os seus alunos e as suas necessidades de aprendizagem, pondere
envolvê-los em trabalho de grupo. O trabalho de grupo pode promover a aprendizagem e se
forem utilizados ambientes digitais, é mais fácil fornecer o apoio que os alunos precisam. Os 0
ambientes colaborativos online podem ajudá-lo(a) a canalizar a comunicação dos seus alunos de
(p. ex. sobre problemas ou questões que possam ter) e a colaboração (p. ex. em projetos nos 4
quais estejam a trabalhar em grupo ou equipa). Há muitos serviços autónomos ou integrados po
que respondem a estes objetivos de forma conjunta ou separada. Muitos deles são de código nto
aberto e estão disponíveis gratuitamente. Para começar, pergunte aos seus colegas se podem s
recomendar uma solução concreta ou pesquise recomendações na internet. Experimente que
solução funciona melhor para si. ”.
 

Próximo passo: Experimente um ambiente colaborativo online

Questão: 3.3 Quando os meus alunos trabalham em grupos, usam tecnologias digitais para adqui-
rir e documentar conhecimento

A sua resposta: Os meus alunos não trabalham em grupos

Uma maneira fácil de começar a explorar atividades colaborativas é pedir aos alunos que traba-
lhem em pares, depois em grupos de 3 ou 4 numa atividade que, normalmente, é feita individu- 0
almente. Assim que tiver feito isto algumas vezes, verá que precisa de definir regras, p. ex. so- de
bre quando falar e sobre o quê, como alcançar consenso e como documentar resultados. 4
Também poderá precisar de adaptar as fichas de trabalho ligeiramente, para indicar onde e o po
que deve ser discutido. O trabalho de grupo pode ser moroso e, se não estiver bem estrutu- nto
rado, pode não resultar. Um ambiente colaborativo digital, como uma wiki ou um blogue, pode, s
p. ex., ajudar os alunos a concentrarem-se na aula e a finalizarem tarefas em casa.”.
 

Próximo passo: Implemente atividades colaborativas


https://competenciadigitaldocente.limequery.com/987673 5/10
13/10/21, 21:14 Plano de capacitação digital de docentes

Questão: 3.4 Uso tecnologias digitais para permitir que os alunos planifiquem, documentem e mo-
nitorizem as suas aprendizagens, p. ex. quizzes para autoavaliação, eportefólios para documenta-
ção e divulgação, diários online/ blogues para reflexão...

A sua resposta: Não é possível no meu contexto de trabalho

Mesmo os alunos mais novos podem e devem estar envolvidos na reflexão sobre o que apren-
deram e o que ainda não compreenderam. Esta compreensão fortalece a sua capacidade e von-
tade de continuar a aprender ao longo da vida, o que, nos dias de hoje, é de importância cru-
cial. Para começar, pode fazer uma sondagem rápida no final de cada unidade ou aula sobre os 0
conceitos que os alunos acharam fáceis de compreender e os que acharam difíceis. Ao contrá- de
rio dos testes clássicos em papel, os quizzes digitais podem ser avaliados e discutidos direta- 4
mente. Da mesma forma, pode experimentar diários de aprendizagem (digitais ou físicos) ou po
(e)portefólios, nos quais os alunos documentam a sua aprendizagem e refletem sobre o que nto
aprenderam, o que gostaram, com o que ainda se debatem e que explicação ou atividades fi- s
nalmente os levou à compreensão. Desta forma, está a equipar os seus alunos com estratégias-
chave importantes para a aprendizagem na era digital, mesmo que ainda esteja a implementar
essas estratégias de modos não digitais.”.
 

Próximo passo: Comece com uma sondagem rápida no final de cada aula

Área 4: Avaliação
Questão: 4.1 Uso ferramentas de avaliação digital para monitorizar o progresso dos alunos

A sua resposta: Monitorizo o progresso regularmente, mas não através de meios digitais

O próximo passo é encontrar uma solução digital para reforçar as suas estratégias. Se os seus
alunos tiverem dispositivos digitais pessoais disponíveis nas aulas, isto é muito fácil. Há uma
variedade de ferramentas digitais disponíveis, fáceis de utilizar que permitem configurar testes 1
e quizzes. Pode converter o quiz numa atividade de trabalho de casa ou, se houver um pe- de
queno número de dispositivos disponível na aula, numa tarefa de grupo ou que os alunos reali- 4
zam revezando-se. Outra opção pode ser criar um ambiente digital no qual os alunos publicam po
as suas ideias e mostram exemplos do seu trabalho. Aqui pode combinar avaliação com autor- nto
reflexão ou autoavaliação. Pode experimentar o uso de diferentes formatos para avaliação, p. s
ex. rubricas de avaliação, feedback simbólico (estrelas ou gostos), comentários escritos ou em
áudio/vídeo, etc.
 

Próximo passo: Explore soluções digitais para reforçar as suas estratégias

Questão: 4.2 Analiso todos os dados disponíveis para identificar os alunos que precisam de apoio
adicional

Os “dados” incluem: envolvimento dos alunos, desempenho, classificações, participação; atividades


e interações sociais em ambientes (online);

“Alunos que precisam de apoio adicional” são: alunos que correm o risco de desistir ou apresentam
baixo desempenho; alunos que têm distúrbios de aprendizagem ou necessidades específicas de
di l ã
https://competenciadigitaldocente.limequery.com/987673
tê i t i tê i i i 6/10
13/10/21, 21:14 Plano de capacitação digital de docentes
aprendizagem, alunos que não possuem competências transversais, p. ex. competências sociais,
verbais ou de estudo.

A sua resposta: Analiso dados sistematicamente e intervenho de modo atempado

Está a monitorizar o comportamento dos alunos e reage atempada e eficazmente quando per-
cebe que algo não está bem. O próximo passo é envolver os alunos que está a monitorizar na 4
elaboração e implementação de medidas corretivas, dando-lhes, assim, controlo sobre a sua de
aprendizagem. No entanto, ao mesmo tempo, garanta que os acompanha neste processo difí- 4
cil. Combine, juntamente com outros professores, pais, equipa de apoio, psicólogos ou assis- po
tentes sociais, mecanismos eficazes de apoio e de resposta. Transmita aos alunos a sensação nto
de que confia neles para formularem e realinharem com sucesso a sua própria aprendizagem, s
mas que existe uma rede de suporte disponível sempre que precisarem.
 

Próximo passo: Capacite os alunos

Questão: 4.3 Uso tecnologias digitais para fornecer feedback positivo

A sua resposta: Forneço feedback aos alunos, mas não em formato digital

Sabe o quão importante é para os seus alunos compreenderem os seus pontos fortes e fracos,
problemas e conquistas. O próximo passo é refletir sobre os constrangimentos que encontra ao
oferecer um feedback ainda mais eficaz e personalizado. Se acha difícil dedicar tempo sufici- 1
ente a todos os alunos individualmente, uma maneira padronizada de fornecer feedback, tal de
como o feedback que está a receber neste quiz, pode ajudar. Além disso, muitas ferramentas 4
de avaliação online permitem acompanhar e visualizar o progresso ao longo do tempo. Estas po
visualizações podem ser uma maneira poderosa de motivar os alunos a celebrar as suas con- nto
quistas e concentrar os seus esforços nas áreas mais problemáticas. Experimente diferentes so- s
luções possíveis para compreender melhor que ferramentas oferecem feedback mais persona-
lizado e útil para si, a sua disciplina e o seu grupo de alunos.
 

Próximo passo: Explore ferramentas digitais para tornar o fornecimento de feedback mais
eficaz

Área 5: Capacitação dos aprendentes


Questão: 5.1 Quando crio tarefas digitais para os alunos, tenho em linha de conta e abordo poten-
ciais dificuldades práticas ou técnicas (p. ex., acesso equitativo a dispositivos e recursos digitais;
problemas de interoperabilidade e conversão; falta de competências digitais)
A sua resposta: Não crio tarefas digitais

0
Para experimentar tarefas digitais, pondere pedir aos alunos que procurem informação online de
relevante para o tópico de estudo e que apresentem os seus resultados num formato digital. 4
Pergunte-lhes sobre os problemas que tiveram com esta tarefa e ajuste as regras (p. ex., pra- po
zos, formato de apresentação) para permitir a todos os alunos participarem em tarefas digitais. nto
s
 

Próximo passo: Explore tarefas digitais

https://competenciadigitaldocente.limequery.com/987673 7/10
13/10/21, 21:14 Plano de capacitação digital de docentes
 

Questão: 5.2 Uso tecnologias digitais para proporcionar aos alunos oportunidades de aprendiza-
gem personalizadas (p. ex., dou a diferentes alunos diferentes tarefas digitais para atender a ne-
cessidades individuais de aprendizagem, preferências e interesses)

A sua resposta: Adapto sistematicamente o meu ensino para o relacionar com necessidades, pre-
ferências e interesses dos alunos

A aprendizagem personalizada é importante, mas a clareza quanto aos objetivos de aprendiza-


gem é igualmente importante. Os seus alunos devem perceber isso e como o conteúdo se rela- 4
ciona com as suas experiências e responde às suas necessidades e preferências de aprendiza- de
gem. No entanto, também lhes deve ser possibilitado obter um bom desempenho em avalia- 4
ções padronizadas e tarefas prescritas, sejam estas num formato e estilo que eles apreciem ou po
não. É, por isso, importante equilibrar e conciliar os dois aspetos do ensino personalizado: res- nto
peitar, atender a e permitir diferenças quando se ensina, e apoiar os alunos de maneira indivi- s
dualizada para alcançar um objetivo de aprendizagem definido.
 

Próximo passo: Equilibre individualização com colaboração

Questão: 5.3 Uso tecnologias digitais para os alunos participarem ativamente nas aulas

A sua resposta: Envolvo ativamente os alunos na aula, mas não com tecnologias digitais

Reflita sobre como pode utilizar ferramentas digitais para envolver os alunos ainda mais ativa-
mente, em todas as fases da aula. Deixe-os produzir e mostrar uma apresentação, deixe-os ex-
perimentar com o quadro interativo. Incentive-os a investigar um tópico combinando pesquisa 1
na internet com a captura de fotos ou documentando os seus resultados na forma de um ví- de
deo. Reflita, também, sobre como as estratégias digitais podem ajudar a lidar com os proble- 4
mas e limites que enfrenta correntemente. P. ex., se as discussões em grupo dos alunos exigi- po
rem muito tempo e não forem relevantes, talvez oferecer um ambiente de blogue ou wiki os nto
possa ajudar a concentrar e acelerar o trabalho nas aulas. Pondere, também, trabalhar com a s
abordagem de aula invertida, na qual os alunos analisam material didático online e chegam,
depois, à sala de aula prontos para discutir o que aprenderam.
 

Próximo passo: Explore soluções digitais para melhorar as suas estratégias

Área 6: Promoção da competência digital dos


aprendentes
Questão: 6.1 Ensino aos meus alunos como avaliar a fiabilidade da informação, identificar desinfor-
mação e informação enviesada

A sua resposta: Isto não é possível na minha disciplina ou contexto de trabalho

https://competenciadigitaldocente.limequery.com/987673 8/10
13/10/21, 21:14 Plano de capacitação digital de docentes

É verdade que a literacia da informação é mais relevante para algumas áreas do que para ou-
tras. No entanto, mesmo que a área seja, digamos, matemática, deve permitir aos seus alunos 0
pesquisarem informação e materiais de aprendizagem online e serem capazes de julgar o que de
é bom e mau, a partir de informação imprecisa. Para abordar significativamente a literacia da 4
informação na sua disciplina, pode, p. ex., incorporá-la numa atividade de revisão: apresente po
um website ou conteúdo audiovisual aos alunos retirado da internet, sobre um tópico que eles nto
acabaram de estudar, e peça-lhes que identifiquem imprecisões, falta de informação ou infor- s
mação enviesada.
 

Próximo passo: Use uma fonte de informação imprecisa numa atividade de revisão para incen-
tivar a avaliação de informação

Questão: 6.2 Preparo tarefas que requerem que os alunos usem meios digitais para comunicarem
e colaborarem uns com os outros ou com um público externo

A sua resposta: Isto não é possível na minha disciplina ou contexto de trabalho

A comunicação digital é uma competência básica importante nas nossas sociedades. É da res-
ponsabilidade de todas as instituições educativas, de todos os níveis, desenvolver essa compe-
tência nos alunos. Para incentivar os alunos a comunicarem entre si, pode ser útil criar uma co- 0
munidade ou grupo num ambiente colaborativo online e propor-lhes uma tarefa colaborativa de
concreta para resolver, usando esse ambiente. Para incentivar os alunos a comunicarem com 4
um público externo, uma atividade que envolva uma entrevista pode servir como ponto de par- po
tida. Seja qual for a tarefa concreta em mãos, incentive os alunos a descobrirem e desenvolve- nto
rem, colaborativamente, regras eficazes de comunicação e colaboração. Motive-os para docu- s
mentarem as suas regras e reforçá-las entre si. Desafie essas regras integrando tarefas ou vari-
ações que exijam diferentes estratégias de colaboração ou normas de comunicação.
 

Próximo passo: Defina incentivos para comunicação e colaboração

Questão: 6.3 Preparo tarefas que requerem que os alunos criem conteúdo digital (p. ex., vídeos,
áudios, fotos, apresentações digitais, blogues, wikis ...)

A sua resposta: Isto não é possível na minha disciplina ou contexto de trabalho

É verdade que é mais fácil incorporar atividades digitais para os alunos do que noutras. No en-
0
tanto, quando pensa sobre isso, encontrará uma unidade de estudo para a qual os próprios
de
alunos podem criar conteúdo, p. ex., realizar uma entrevista e filmá-la, tirar fotos de exemplos
4
para estudo, escrever um texto e publicá-lo online, projetar um artefacto digital com um soft-
po
ware que usa ... Desta forma, motiva os seus alunos, aumenta o envolvimento deles no pro-
nto
cesso de aprendizagem e também promove as suas competências na criação de conteúdo
s
digital.
 

Próximo passo: Integre atividades digitais

Questão: 6.4 Ensino os alunos a usar tecnologia digital de forma segura e responsável

A sua resposta: Isto não é possível na minha disciplina ou contexto de trabalho

https://competenciadigitaldocente.limequery.com/987673 9/10
13/10/21, 21:14 Plano de capacitação digital de docentes

Mesmo que não preveja nenhumas atividades de aprendizagem que requeiram que utilizem a
0
internet, os alunos, eventualmente utilizam estratégias online de comunicação e informação
de
para complementar a sua aprendizagem. Precisam de compreender os rastos que deixam
4
quando estão online, como proteger a sua identidade digital e como evitar a divulgação de in-
po
formação pessoal. Todos os professores precisam de trabalhar juntos para que os alunos pos-
nto
sam beneficiar da riqueza de oportunidades de aprendizagem disponíveis online, de maneira
s
segura e responsável.
 

Próximo passo: Discuta regras de comunicação online com os alunos

Questão: 6.5 Incentivo os alunos a usarem tecnologias digitais de forma criativa para resolver pro-
blemas concretos (p. ex., para superar obstáculos ou desafios emergentes no processo de aprendi-
zagem)

A sua resposta: Isto não é possível na minha disciplina ou contexto de trabalho

A resolução de problemas é uma competência chave no século XXI. É por isto que nunca é cedo
demais para estimular a capacidade dos alunos de olharem para obstáculos como desafios e
encontrarem formas inovadoras de os superar. É verdade que a resolução de problemas signi-
fica coisas diferentes em disciplinas diferentes e para diferentes faixas etárias. Para alunos jo-
vens, já se pode classificar como resolução de problemas digitais quando enviam uma mensa-
0
gem gravada para o professor relativa a algo que se esqueceram de dizer na aula, ou tiram
de
uma foto a algo que desejam mostrar, mas não podem levar para a aula, etc. É importante per-
4
mitir aos alunos formularem os seus problemas; identificarem as barreiras concretas encontra-
po
das; e incentivá-los a pensarem, por eles próprios, em formas de as superar. Para si, enquanto
nto
professor, isto significa que deve estar aberto às diferentes maneiras pelas quais os alunos su-
s
peram obstáculos. E tal significa que deve tentar incentivar este modo de encontrar soluções,
que para si podem parecer ineficientes, arbitrárias, cientificamente duvidosas ou de algum
modo não ortodoxas. Pode e deve incentivar os alunos a melhorarem as falhas das suas estra-
tégias de apropriação, ao mesmo tempo que apreciam o facto de terem sido eles a dar o pri-
meiro passo para superarem um importante obstáculo à sua aprendizagem.
 

Próximo passo: Incentive os alunos a superarem desafios de comunicação de forma criativa

Submeter

https://competenciadigitaldocente.limequery.com/987673 10/10

Você também pode gostar