Você está na página 1de 104

Paulo Dantas

Volume 1

Teresina - PI
Paulo Henrique Sousa Dantas
2016

Produzido por Paulo Dantas

Revisão Musical: Mário Cavalcante Jr.(Primata)

Revisão ortográfica: Luiza de Marilac Veras Uchoa

Projeto gráfico, diagramação, ilustrações: Paulo Dantas

Ilustração da capa: Assis Bezerra

Produção executiva: Lana Christina e Júlio César

Cd de áudio gravado no Estúdio: LLP casa do jazz

Músicos: Gilson Fernandes – Bateria, Paulo Dantas – Arranjos, baixo elétrico e teclado.

Dantas, Paulo Henrique Sousa.


D192e Estudando baixo elétrico / Paulo Henrique Sousa Dantas. –
Teresina, 2016.
100 p. V. 1 Il.

Acompanha CD
ISBN: 978-85-922188-0-5

1. Música- Leitura 2. Partitura – Leitura e Execução 3. Baixo


Elétrico – Partitura I. Título

CDD: 786.21

Dedicado a:

Deus,

meus filhos Noah e Homero,

minha esposa Lana

e a todos os meus alunos.

O saber não compartilhado é inútil.

Cinéas Santos

Agradecimentos

Jamais poderia deixar que minha satisfação de concluir


este trabalho ofuscasse a satisfação de agradecer a todos
aqueles que sempre me apoiaram e contribuíram.

Aos meus Pais, irmã, sogra, sogro, mestres, alunos,


artistas que já acompanhei, amigos Abiel Bonfim, Assis
Bezerra, Júlio César , Mário Cavalcante Jr. (Primata),
Gilson Fernandes, Mário Eduardo, Lucineide Borges e à
Escola Estadual de Música Possidônio Queiroz.

Muito Obrigado!

Reflexão do autor

Ao longo do tempo atuando como músico/contrabaixista e professor,

deparei - me com vários questionamentos por parte dos inúmeros alunos

que tive e de vários músicos que conheci. Dúvidas comuns, incomuns,

excêntricas, egocêntricas, mas que giravam em torno de como tocar

bem? Como tocar rápido? Como improvisar? etc... De todas as perguntas

que ouvi, uma me chamou atenção e me fez colocar as ideias no papel.

Como deixar de ser um baixista cabeça de nota? Na hora, eu e outros

alunos que ali se faziam presentes, não contivemos os risos, porém, ao

sair daquele ambiente, a graça acabou, pois percebi que aquela era a

mais difícil e intrigante pergunta que eu tinha ouvido.

Inquieto, passei alguns dias pensando e refletindo sobre qual

contexto musical aquele aluno participava. Somado a isso, a frustração da

certeza quebrada de que tudo estava bem, perguntei a mim mesmo se

queria passar a vida inteira fazendo cópias minhas e atraindo um

punhado de seguidores que sempre viverão na corda bamba, com o risco

de aparecer uma situação não apresentada por mim. Ou quero preparar

musicistas fundamentados que possam desempenhar sua função,

independentemente do contexto que estejam inseridos, com a certeza de

que nunca saberão e terão que saber de tudo, mas que os instiguei a

pensar sobre tudo no campo do nosso instrumento, em busca de uma

solução? Embora bastante pretensiosa, preferi a segunda opção e por

conta disso estamos, através de letras e palavras, juntos aqui hoje.


SUMÁRIO

SUMÁRIO
1ª parte – Conhecendo o braço do instrumento
1ª parte – Conhecendo o braço do instrumento
1 - Identificação das partes do braço do instrumento..................................................................... 18
1 - Identificação das partes do braço do instrumento........................................................18
2 - Relação entre cordas soltas e o pentagrama............................................................................ 18
2 - Relação entre cordas soltas e o pentagrama...............................................................18
3 - Identificação das notas por corda e sua relação com o pentagrama......................................... 19
3 - Identificação das notas por corda e sua relação com o pentagrama...........................19
3.1 - Corda E (Mi)............................................................................................................................ 21
3.1 - Corda E (Mi)...............................................................................................................21
3.2 - Corda A (Lá)............................................................................................................................ 22
3.2 - Corda A (Lá)...............................................................................................................22
3.3 - Corda D (Ré)........................................................................................................................... 23
3.3 - Corda D (Ré)..............................................................................................................23
3.4 - Corda G (Sol).......................................................................................................................... 24
3.4 - Corda G (Sol)..............................................................................................................24
3.5 - Considerações sobre a identificação das notas por corda
3.5 - Considerações sobre a identificação das notas por corda e sua relação com o
e sua relação com o pentagrama.................................................................................................... 25
pentagrama.........................................................................................................................25
4 - Relação
4 - das cordas
Relação soltas
das com
cordas notascom
soltas presas depresas
notas outrasde
cordas eo
outras pentagrama.
cordas ..................... 25
e o pentagrama........25
4.1 - Corda
4.1E- (Mi)............................................................................................................................
Corda E (Mi)...............................................................................................................25 25

4.2 - Corda
4.2A-(Lá)............................................................................................................................
Corda A (Lá)...............................................................................................................26 26

4.3 - Corda
4.3D- (Ré)...........................................................................................................................
Corda D (Ré)..............................................................................................................26 26

4.4 - Corda
4.4G- (Sol)..........................................................................................................................
Corda G (Sol)..............................................................................................................27 27

2ª parte –2ªFormação de acordes


parte – Formação de acordes
1 - Formação de acordes................................................................................................................
1 - Formação de acordes....................................................................................................29 29
1.1 - Tríades........................................................................................................................29
1.1 - Tríades.................................................................................................................................... 29
1.2 - Tétrades......................................................................................................................29
1.2 - Tétrades.................................................................................................................................. 29
2 -cifragem
2 - Leitura, Leitura, e
cifragem e formação
formação qualitativaqualitativa dos...............................................................
dos acordes. acordes...................................................30 30
3 - Aprendendo
3 - Aprendendo a construira os
construir os acordes..............................................................................31
acordes........................................................................................... 31
4 -no
4 - Acordes Acordes no pentagrama................................................................................................32
pentagrama............................................................................................................. 32
5 harmônico
5 - Campo - Campo harmônico maior natural...................................................................................32
maior natural................................................................................................ 32
6 harmônico
6 - Campo - Campo harmônico menor
menor natural. natural.................................................................................32
.............................................................................................. 32
7 harmônico
7 - Campo - Campo harmônico menor harmônico............................................................................33
menor harmônico......................................................................................... 33
8 harmônico
8 - Campo - Campo harmônico menor melódico...............................................................................33
menor melódico........................................................................................... 33

3ª parte –3ªConstrução
parte – Construção dos em
dos acordes acordes em de
formato formato
arpejode
noarpejo
braçono
dobraço do instrumento
instrumento
1 - Nomenclatura
1 - Nomenclatura e por
e o estudo o estudo pordo
regiões regiões
braço do
do braço do instrumento...................................35
instrumento................................................ 35

2 - 1ª e 2ª2regiões
- 1ª e 2ªde
regiões de Dó.....................................................................................................35
Dó................................................................................................................. 35

2.1 - 1ª e 2ª regiões / ponto de localização..................................................................................... 36


2.1 - 1ª e 2ª regiões / ponto de
2.2 - 1ª e localização.........................................................................36
2ª regiões / Digitação....................................................................................................... 37

2.3 - 1ª e 2.2
2ª regiões
- 1ª e 2ª/ Intervalos e relação com o pentagrama....................................................... 37
regiões / Digitação..........................................................................................37
2.3 - 1ª
2.4 - Exemplo emeD2ª(Ré),
regiões / Intervalos
substituição de ecorda
relação com
solta poronota
pentagrama...........................................37
pressionada................................. 38

2.4.1 - Ex:2.4 - Exemplo


Cm7M em D (Ré),
– utilizando cordasubstituição de corda solta por nota pressionada....................38
solta....................................................................................... 38

2.4.2 - Ex:2.4.1
Dm7M - Ex: Cm7M – utilizando
– substituindo a nota corda solta..........................................................................38
da corda solta por nota pressionada................................ 38
2.4.2 - os
3 - Entendendo Ex:exercícios..........................................................................................................
Dm7M – substituindo a nota da corda solta por nota pressionada...................38 39
3 - Entendendo
3.1 - Ex: Exercício os exercícios.............................................................................................39
1........................................................................................................................ 39
3.1 - Ex: Exercício 1............................................................................................................39
C7M – 1ª região de C / 3ª corda (A) / 3ª casa.............................................................................. 41
C7M – 1ª região de C / 3ª corda (A) / 3ª casa..................................................................41
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.................................................................................................. 41
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.....................................................................................41
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.................................................................................................. 41
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.....................................................................................41
Ex3: Digitação partindo do dedo 2 e utilizando corda solta............................................................ 42
Ex3: Digitação partindo do dedo 2 e utilizando corda solta...............................................42
Ex4: Digitação partindo do dedo 4 em D7M – substituição de corda solta..................................... 42
Ex4: Digitação partindo do dedo 4 em D7M – substituição de corda solta........................42
C7M – 2ª região de C / 4ª corda (E) / 8ª casa............................................................................... 43
C7M – 2ª região de C / 4ª corda (E) / 8ª casa..................................................................43
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.................................................................................................. 43
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.....................................................................................43
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.................................................................................................. 43
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.....................................................................................43
Ex3: Digitação partindo do dedo 4.................................................................................................. 44
Ex3: Digitação partindo do dedo 4.....................................................................................44
Exercícios – C7M............................................................................................................................ 44
Exercícios – C7M................................................................................................................44
Exercício Exercício
1 (faixas 11 e(faixas
2) referente ao estudoao
1 e 2) referente daestudo
1ª e 2ªda
regiões
1ª e 2ªde C7M de C7M – juntando as
regiões
possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região........................................................44
– juntando as possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região.............................................. 44
Exercício 2 (faixas 3 e 4) referente ao estudo da 1ª região de C7M – exemplo 4 D7M...44
Exercício 2 (faixas 3 e 4) referente ao estudo da 1ª região de C7M – exemplo 4 D7M................ 44
C7 – 1ª região de C / 3ª corda (A) / 3ª casa.....................................................................45
C7 – 1ª região de C / 3ª corda (A) / 3ª casa................................................................................. 45
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.....................................................................................45
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.................................................................................................. 45
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.....................................................................................45
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.................................................................................................. 45
Ex3: Digitação partindo do dedo 2 e utilizando corda solta...............................................46
Ex3: Digitação partindo do dedo 2 e utilizando corda solta............................................................ 46
Ex4: Digitação partindo do dedo 4 em D7 – substituição de corda solta...........................46
Ex4: Digitação partindo do dedo 4 em D7 – substituição de corda solta........................................ 46
C7 – 2ª região de C / 4ª corda (E) / 8ª casa.....................................................................47
C7 – 2ª região de C / 4ª corda (E) / 8ª casa.................................................................................. 47
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.....................................................................................47
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.................................................................................................. 47
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.....................................................................................47
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.................................................................................................. 47


Ex3: Digitação
partindo do dedo 4.................................................................................................. 48

Exercícios – C7............................................................................................................................... 48
Ex3: Digitação partindo do dedo 4.....................................................................................48
Exercício 1 (faixas 5 e 6) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C7
Exercícios – C7...................................................................................................................48
– juntando as possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região.............................................. 48
Exercício 1 (faixas 5 e 6) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C7 – juntando as
Exercício possibilidades
2 (faixas 7 e 8)dos referente
exemplos ao estudo
1, 2 e 3da de1ªcada
região de C7 – exemplo 4 D7....................... 48
região........................................................48
Cm7M – 1ª região 2
Exercício de(faixas
C / 3ª 7corda (A) / 3ª casa...........................................................................
e 8) referente ao estudo da 1ª região de C7 – exemplo 4 D7..........48 49

Ex1: Digitação
Cm7Mpartindo do dedo
– 1ª região de C1..................................................................................................
/ 3ª corda (A) / 3ª casa...............................................................49 49

Ex2: Digitação partindo do


Ex1: Digitação dedo 2..................................................................................................
partindo do dedo 1.....................................................................................49 49

Ex3: Digitação partindo do


Ex2: Digitação dedo 3do
partindo e dedo
utilizando corda solta............................................................ 50
2.....................................................................................49
Ex4: Digitação partindo do
Ex3: Digitação dedo 4do
partindo em Dm7M
dedo 3 e –utilizando
substituição desolta...............................................50
corda corda solta.................................. 50

Cm7M – 2ª região
Ex4: de C partindo
Digitação / 4ª corda
do(E) / 8ª4casa...........................................................................
dedo em Dm7M – substituição de corda solta....................50 51

Cm7Mpartindo
Ex1: Digitação – 2ª região de C1..................................................................................................
do dedo / 4ª corda (E) / 8ª casa...............................................................51 51

Ex1: Digitação
Ex2: Digitação partindo
partindo do do dedo 1.....................................................................................51
dedo 2.................................................................................................. 51
Ex2: Digitação
Ex3: Digitação partindo
partindo do do dedo 2.....................................................................................51
dedo 4.................................................................................................. 52

ExercíciosEx3: Digitação partindo do dedo 4.....................................................................................52


– Cm7M......................................................................................................................... 52

Exercício Exercícios
1 (faixas 9 –e Cm7M.............................................................................................................52
10) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cm7M
Exercício
– juntando 1 (faixas 9dos
as possibilidades e 10) referente1,ao
exemplos 2 eestudo
3 de cadada 1ªregião.............................................
e 2ª regiões de Cm7M – juntando 52 as
possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região........................................................52
Exercício 2 (faixas 11 e 12) referente ao estudo da 1ª região de Cm7M
Exercício 2 (faixas 11 e 12) referente ao estudo da 1ª região de Cm7M – exemplo 4
– exemploDm7M.................................................................................................................................52
4 Dm7M......................................................................................................................... 52

Cm7 – 1ªCm7
região deregião
– 1ª C / 3ª de
corda (A)corda
C / 3ª / 3ª casa..............................................................................
(A) / 3ª casa..................................................................53 53

Ex1: Digitação partindo do


Ex1: Digitação dedo 1..................................................................................................
partindo do dedo 1.....................................................................................53 53

Ex2: Digitação partindo do


Ex2: Digitação dedo 2..................................................................................................
partindo do dedo 2.....................................................................................53 53

Ex3: Digitação
Ex3: Digitação partindo
partindo do dedo 3do
e dedo 3 e utilizando
utilizando corda solta...............................................54
corda solta............................................................ 54
Ex4: Digitação
Ex4: Digitação partindo
partindo do dedo 4do
emdedo
Dm74 –em Dm7 – substituição
substituição de corda de corda solta........................54
solta..................................... 54

Cm7 – 2ªCm7 – 2ª
região deregião
C / 4ª de C / 4ª
corda (E)corda (E) / 8ª casa..................................................................55
/ 8ª casa.............................................................................. 55
Ex1: Digitação
Ex1: Digitação partindo
partindo do do dedo 1.....................................................................................55
dedo 1.................................................................................................. 55
Ex2: Digitação
Ex2: Digitação partindo
partindo do do dedo 2.....................................................................................55
dedo 2.................................................................................................. 55
Ex3: Digitação
Ex3: Digitação partindo
partindo do do dedo 4.....................................................................................56
dedo 4.................................................................................................. 56

ExercíciosExercícios – Cm7................................................................................................................56
– Cm7............................................................................................................................ 56

Exercício Exercício 1 (faixas


1 (faixas 13 13 e 14) referente
e 14) referente ao estudoao
daestudo
1ª e 2ªda 1ª e 2ªde
regiões regiões
Cm7 de Cm7 – juntando as
possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região........................................................56
– juntando as possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região.............................................. 56


Exercício 2 (faixas 15 e 16) referente ao estudo da 1ª região de Cm7 – exemplo 4 Dm7.............. 56

C7M(#5) – 1ª região de C / 3ª corda (A) / 3ª casa........................................................................ 57


Exercício 2 (faixas 15 e 16) referente ao estudo da 1ª região de Cm7 – exemplo 4
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.................................................................................................. 57
Dm7....................................................................................................................................56
Ex2: Digitação partindo
C7M(#5) do dedo
– 1ª região de2..................................................................................................
C / 3ª corda (A) / 3ª casa............................................................57 57

Ex3: Digitação partindo do


Ex1: Digitação dedo 3..................................................................................................
partindo do dedo 1.....................................................................................57 58

C7M(#5) Ex2: Digitação


– 2ª região de partindo do dedo
C / 4ª corda (E) / 2.....................................................................................57
8ª casa........................................................................ 59
Ex3: Digitação
Ex1: Digitação partindo
partindo do do dedo 3.....................................................................................58
dedo 1.................................................................................................. 59
C7M(#5)
Ex2: Digitação – 2ª região
partindo de2..................................................................................................
do dedo C / 4ª corda (E) / 8ª casa............................................................59 59
Ex1: Digitação
Ex3: Digitação partindo
partindo do do dedo 1.....................................................................................59
dedo 3.................................................................................................. 60

ExercíciosEx2: Digitação partindo do dedo 2.....................................................................................59


– C7M(#5....................................................................................................................... 60
Ex3: Digitação partindo do dedo 3.....................................................................................60
Exercício 1 (faixas 17 e 18) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C7M(#5)
Exercícios – C7M(#5).........................................................................................................60
– juntando as possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região.............................................. 60
Exercício 1 (faixas 17 e 18) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C7M(#5) – juntando
Cm7(b5) as– 1ª região de C dos
possibilidades / 3ª corda (A) /1,3ª2,casa.
exemplos 3 e 4.......................................................................
de cada região................................................60 61

Ex1: Digitação partindo


Cm7(b5) do dedode1..................................................................................................
– 1ª região C / 3ª corda (A) / 3ª casa...........................................................61 61

Ex2: Digitação partindo do


Ex1: Digitação dedo 3..................................................................................................
partindo do dedo 1.....................................................................................61 61

Ex3: Digitação partindo do


Ex2: Digitação dedo 3do
partindo em C#m7(b5)
dedo e utilizando corda solta..................................... 62
3.....................................................................................61
Ex4: Digitação partindo do
Ex3: Digitação dedo 4do
partindo em Dm7(b5)
dedo – substituição
3 em C#m7(b5) de cordacorda
e utilizando solta..solta........................62
............................. 62

Cm7(b5) Ex4:
– 2ª região de partindo
Digitação C / 4ª corda (E) /48ªem
do dedo casa........................................................................
Dm7(b5) – substituição de corda solta.................62 63

Cm7(b5)
Ex1: Digitação – 2ª região
partindo do dedode1..................................................................................................
C / 4ª corda (E) / 8ª casa...........................................................63 63
Ex1: Digitação
Ex2: Digitação partindo
partindo do do dedo 1.....................................................................................63
dedo 3.................................................................................................. 63
Ex2: Digitação
Ex3: Digitação partindo
partindo do do dedo 3.....................................................................................63
dedo 4.................................................................................................. 64

ExercíciosEx3: Digitação partindo do dedo 4.....................................................................................64


– Cm7(b5)...................................................................................................................... 64

Exercício Exercícios –e
1 (faixas 19 Cm7(b5).........................................................................................................64
20) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cm7(b5) – juntando as pos-
Exercício 1 (faixas 19 e 20) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cm7(b5) – juntando
sibilidades dos exemplos 1 e 2 da 1ª região e 1, 2 e 3 da 2ª região .............................................. 64
as possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 da 2ª região........................................................64
Exercício 2 (faixas 21 e 22) referente ao estudo da 1ª região de Cm7(b5) – exemplo 3 e 4
Exercício 2 (faixas 21 e 22) referente ao estudo da 1ª região de Cm7(b5) – exemplo 3 e 4
C#m7(b5)C#m7(b5) e Dm7(b5)..........................................................................................................65
e Dm7(b5)...................................................................................................................... 65
Cº – 1ª
Cº – 1ª região deregião
C / 3ª de C / 3ª
corda (A)corda (A) / 3ª casa......................................................................66
/ 3ª casa.................................................................................. 66
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.....................................................................................66
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.................................................................................................. 66
Ex2: Digitação partindo do dedo 1.....................................................................................66
Ex2: Digitação partindo do dedo 1.................................................................................................. 66
Ex3: Digitação partindo do dedo 3.....................................................................................67
Ex3: Digitação partindo do dedo 3.................................................................................................. 67


Cº – 2ª região
de C / 4ª corda (E) / 8ª casa.................................................................................. 68

Ex1: Digitação partindo do dedo 1.................................................................................................. 68


Cº – 2ª região de C / 4ª corda (E) / 8ª casa......................................................................68
Ex2: Digitação partindo do dedo 1.................................................................................................. 68
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.....................................................................................68
Ex3: Digitação partindo do dedo 3.................................................................................................. 69
Ex2: Digitação partindo do dedo 1....................................................................................68
Ex4: Digitação partindo do dedo 4.................................................................................................. 69
Ex3: Digitação partindo do dedo 3 ...................................................................................69
ExercíciosEx4:
– Cº................................................................................................................................
Digitação partindo do dedo 4 ...................................................................................69 70

Exercício Exercícios
1 (faixas 23
–e 24) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cº – juntando as possibili-
Cº...................................................................................................................70
dades dosExercício
exemplos 1, 2 e 323
1 (faixas dae1ª região
24) e 1, 2,
referente ao3estudo
e 4 da da
2ª região.
1ª e 2ª.............................................
regiões de Cº – juntando as 70
possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 da 1ª região e 1, 2, 3 e 4 da 2ª
C6 – 1ª região de C / 3ª corda (A) / 3ª casa................................................................................. 71
região.....................70
Ex1: Digitação partindo
C6 – 1ª regiãodo
dededo
C / 3ª1..................................................................................................
corda (A) / 3ª casa.....................................................................71 71

Ex1: Digitação
Ex2: Digitação partindo
partindo do do dedo 1.....................................................................................71
dedo 2.................................................................................................. 71
Ex2: Digitação
Ex3: Digitação partindo
partindo do dedo 2do
e dedo 2.....................................................................................71
utilizando corda solta............................................................ 72
Ex3: Digitação
Ex4: Digitação partindo
partindo do dedo 4do
emdedo
D6 –2 substituição
e utilizando corda solta...............................................72
de corda solta........................................ 72
Ex4: Digitação partindo do dedo 4 em D6 – substituição de corda solta..........................72
C6 – 2ª região de C / 4ª corda (E) / 8ª casa.................................................................................. 73
C6 – 2ª região de C / 4ª corda (E) / 8ª casa.....................................................................73
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.................................................................................................. 73
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.....................................................................................73
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.................................................................................................. 73
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.....................................................................................73
Ex3: Digitação partindo do dedo 4.................................................................................................. 74
Ex3: Digitação partindo do dedo 4.....................................................................................74
Exercícios – C6............................................................................................................................... 74
Exercícios – C6...................................................................................................................74
Exercício 1 (faixas 25 e 26) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C6 – juntando as possibili-
Exercício 1 (faixas 25 e 26) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C6 – juntando as
dades dospossibilidades
exemplos 1, 2dos e 3exemplos
de cada região.1, 2 e .3................................................................................
de cada região........................................................74 74
Exercício 2 (faixas 27 e 28) referente ao estudo da 1ª região de C6 – exemplo 4 D6......74
Exercício 2 (faixas 27 e 28) referente ao estudo da 1ª região de C6 – exemplo 4 D6................... 74
Cm6 – 1ª região de C / 3ª corda (A) / 3ª casa..................................................................75
Cm6 – 1ª região de C / 3ª corda (A) / 3ª casa.............................................................................. 75
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.....................................................................................75
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.................................................................................................. 75
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.....................................................................................75
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.................................................................................................. 75
Ex3: Digitação partindo do dedo 3 e utilizando corda solta...............................................76
Ex3: Digitação partindo do dedo 3 e utilizando corda solta............................................................ 76
Ex4: Digitação partindo do dedo 4 em Dm6 – substituição de corda solta........................76
Ex4: Digitação partindo do dedo 4 em Dm6 – substituição de corda solta..................................... 76
Cm6 – 2ª região de C / 4ª corda (E) / 8ª casa..................................................................77
Cm6 – 2ªEx1:
região de C / 4ª
Digitação corda do
partindo (E)dedo
/ 8ª casa.............................................................................. 77
1.....................................................................................77
Ex1: Digitação partindo do
Ex2: Digitação dedo 1..................................................................................................
partindo do dedo 2.....................................................................................77 77

Ex2: Digitação partindo do


Ex3: Digitação dedo 2..................................................................................................
partindo do dedo 4.....................................................................................78 77


Ex3: Digitação
partindo do dedo 4.................................................................................................. 78

Exercícios – Cm6............................................................................................................................ 78
Exercícios – Cm6................................................................................................................78
Exercício 1 (faixas 29 e 30) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cm6
Exercício 1 (faixas 29 e 30) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cm6 – juntando as
possibilidades
– juntando dos exemplos
as possibilidades dos exemplos 1, 2 e1,32de e 3cada
de cadaregião........................................................78
região.............................................. 78

Exercício Exercício 2 (faixas


2 (faixas 31 31 e 32) referente
e 32) referente ao estudoao daestudo
1ª região da 1ª deregião
Cm6 –de Cm6 – 4exemplo
exemplo 4
Dm6.............. 78
Dm6....................................................................................................................................78
C7(b5) – 1ª região de C / 3ª corda (A) / 3ª casa........................................................................... 79
C7(b5) – 1ª região de C / 3ª corda (A) / 3ª casa..............................................................79
Ex1: Digitação partindo do
Ex1: Digitação dedo 1..................................................................................................
partindo do dedo 1.....................................................................................79 79

Ex2: Digitação partindo do


Ex2: Digitação dedo 2..................................................................................................
partindo do dedo 2.....................................................................................79 79

Ex3: Digitação partindo do


Ex3: Digitação dedo 2do
partindo em C#7(b5)
dedo 2 emutilizando corda solta...........................................
C#7(b5) utilizando corda solta...............................80 80

Ex4: Digitação partindo do


Ex4: Digitação dedo 4do
partindo em D7(b5)
dedo 4 em– D7(b5)
substituição de corda de
– substituição solta..................................
corda solta....................8080

C7(b5) – C7(b5) – 2ª
2ª região deregião
C / 4ª de C / 4ª
corda (E)corda (E) / 8ª casa...............................................................81
/ 8ª casa........................................................................... 81
Ex1: Digitação
Ex1: Digitação partindo
partindo do do dedo 1.....................................................................................81
dedo 1.................................................................................................. 81
Ex2: Digitação
Ex2: Digitação partindo dopartindo do dedo 2.....................................................................................81
dedo 2.................................................................................................. 81
Ex3: Digitação partindo do dedo 4.....................................................................................82
Ex3: Digitação partindo do dedo 4.................................................................................................. 82
Exercícios – C7(b5)............................................................................................................82
Exercícios – C7(b5)......................................................................................................................... 82
Exercício 1 (faixas 33 e 34) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C7(b5) – juntando
Exercício as
1 (faixas 33 e 34)dos
possibilidades referente
exemplos ao estudo
1 e 2 da da1ª 1ªregião
e 2ª regiões
e 1, 2 ede3 C7(b5)
da 2ª região........................82
Exercício
– juntando 2 (faixas 35
as possibilidades dose exemplos
36) referente 1 e ao2 da estudo
1ª regiãoda 1ªe região
1, 2 e 3dedaC7(b5) – exemplos 3 e82
2ª região.................. 4
– C#7(b5) e D7(b5).............................................................................................................82
Exercício 2 (faixas 35 e 36) referente ao estudo da 1ª região de C7(b5)
Cº7M – 1ª região de C / 3ª corda (A) / 3ª casa.................................................................83
– exemplos 3 e 4 – C#7(b5) e D7(b5)............................................................................................. 82
Ex1: Digitação partindo do dedo 1.....................................................................................83
Cº7M – 1ª região de C / 3ª corda (A) / 3ª casa............................................................................. 83
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.....................................................................................83
Ex1: Digitação partindo do
Ex3: Digitação dedo 1..................................................................................................
partindo do dedo 2 em C#º7M utilizando corda solta................................84 83

Ex2: Digitação partindo do


Ex4: Digitação dedo 2..................................................................................................
partindo do dedo 4 em Dº7M – substituição de corda solta......................84 83

Ex3: Digitação
Cº7M partindo do dedo
– 2ª região de C 3/ 4ª
emcorda
C#º7M(E)utilizando corda solta.............................................. 84
/ 8ª casa.................................................................85
Ex1: Digitação
Ex4: Digitação partindo
partindo do dedo 4do
emdedo 1.....................................................................................85
Dº7M – substituição de corda solta.................................... 84

Cº7M – 2ªEx2: Digitação


região de C / partindo
4ª cordado
(E)dedo 2.....................................................................................85
/ 8ª casa............................................................................. 85
Ex3: Digitação
Ex1: Digitação partindo
partindo do do dedo 4.....................................................................................86
dedo 1.................................................................................................. 85
Exercícios –
Ex2: Digitação partindo do dedo 2.................................................................................................. 85
Cº7M...............................................................................................................86
Ex3: Digitação partindo do dedo 4.................................................................................................. 86

Exercícios – Cº7M........................................................................................................................... 86


Exercício 1 (faixas 37 e 38) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cº7M

– juntando as possibilidades dos exemplos 1 e 2 da 1ª região e 1, 2 e 3 da 2ª região.................. 86


Exercício 1 (faixas 37 e 38) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cº7M – juntando as
Exercício possibilidades
2 (faixas 39 e 40) dos referente
exemplosao 1 eestudo
2 da 1ª daregião
1ª regiãoe 1,de 2 eCº7M
3 da 2ª
região.............................86
– exemplos 3 e 4 C#º7M e Dº7M.................................................................................................. 86
Exercício 2 (faixas 39 e 40) referente ao estudo da 1ª região de Cº7M – exemplos 3 e 4
C7(#5) – C#º7M
1ª região de C / 3ª corda (A) / 3ª casa........................................................................... 87
e Dº7M....................................................................................................................86
Ex1: Digitação
C7(#5)partindo do dedo
– 1ª região de C1..................................................................................................
/ 3ª corda (A) / 3ª casa...............................................................87 87

Ex2: Digitação partindo do


Ex1: Digitação dedo 2..................................................................................................
partindo do dedo 1.....................................................................................87 87

Ex3: Digitação partindo do


Ex2: Digitação dedo 3..................................................................................................
partindo do dedo 2.....................................................................................87 88

C7(#5) – Ex3: Digitação


2ª região de C partindo do(E)
/ 4ª corda dedo
/ 8ª3.....................................................................................88
casa........................................................................... 89
C7(#5)partindo
Ex1: Digitação – 2ª região de C1..................................................................................................
do dedo / 4ª corda (E) / 8ª casa...............................................................89 89
Ex1: Digitação
Ex2: Digitação partindo
partindo do do dedo 1.....................................................................................89
dedo 2.................................................................................................. 89
Ex2: Digitação
Ex3: Digitação partindo
partindo do do dedo 2.....................................................................................89
dedo 3.................................................................................................. 90

ExercíciosEx3: Digitação partindo do dedo 3.....................................................................................90


– C7(#5)......................................................................................................................... 90
Exercícios – C7(#5)............................................................................................................90
Exercício 1 (faixas 41 e 42) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C7(#5)
Exercício 1 (faixas 41 e 42) referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C7(#5) – juntando
– juntando as possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 das duas regiões........................................... 90
as possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 das duas regiões................................................90
4ª parte –4ªExercícios
parte – Exercícios
1 - Observações importantes..........................................................................................................
1 - Observações importantes.............................................................................................92 92

1.1 - Ex1:1.1
C7M – possibilidade
- Ex1: de digitação
C7M – possibilidade 1, 4, 2, 1 1,
de digitação partindo
4, 2, 1de Dó............................................
partindo de Dó...............................92 92

1.2 - Ex2:1.2
E7M – possibilidade
- Ex2: de digitação
E7M – possibilidade 1, 4, 2, 1 1,
de digitação partindo
4, 2, 1de Mi.............................................
partindo de Mi................................9292

Exercícios......................................................................................................................................
Exercícios..........................................................................................................................93 93

Exercício Exercício 1 (faixas


1 (faixas 43 e 44) 43 e 44) – utilizando
– utilizando osde
os acordes acordes
C7M ede C7M e C7...................................93
C7................................................ 93

Exercício Exercício 2 (faixas


2 (faixas 45 e 46) 45 e 46) – utilizando
– utilizando osde
os acordes acordes
Cm7Mde Cm7M e Cm7.............................93
e Cm7.......................................... 93

Exercício Exercício 3 (faixas


3 (faixas 47 e 48) 47 e 48) – utilizando
– utilizando osde
os acordes acordes
Cº7M,de Cº7M, Cm7(b5)
Cm7(b5) e Cº..................93
e Cº............................... 93

Exercício Exercício 4 (faixas


4 (faixas 49 e 50) –49utilizando
e 50) – utilizando
os acordesosde
acordes de C7M(#5),
C7M(#5), C7(#5) e C7(#5) e C7(b5)...........94
C7(b5)....................... 94

Exercício Exercício 5 (faixas


5 (faixas 51 e 52) 51 e 52) – utilizando
– utilizando osde
os acordes acordes de C6 e Cm6...................................94
C6 e Cm6................................................ 94

Exercício Exercício 6 (faixas


6 (faixas 53 53 e 54)
e 54) Blues Blues – progressão
– progressão I - IV........................................................94
I - IV.................................................................... 94
Exercício 7 (faixas 55 e 56) Jazz – progressão I - IV - II - V...............................................95
Exercício 7 (faixas 55 e 56) Jazz – progressão I - IV - II - V........................................................... 95
Exercício 8 (faixas 57 e 58) Bossa nova – progressão Im7M - Im7 - Im6 - Im7.................95
Exercício 8 (faixas 57 e 58) Bossa nova – progressão Im7M - Im7 - Im6 - Im7............................. 95
Exercício 9 (faixas 59 e 60) Bolero – progressão IIm7(b5) - V7 - I7M(#5) - I6...................95
Exercício 9 (faixas 59 e 60) Bolero – progressão IIm7(b5) - V7 - I7M(#5) - I6................................ 95
Exercício 10 (faixas 61 e 62) Cha-cha-cha – progressão Im7 - VI7M - III7M - VII7..........96
Exercício 10 (faixas 61 e 62) Cha-cha-cha – progressão Im7 - VI7M - III7M - VII7........................ 96


Exercício 11 (faixas 63 e 64) Frevo – progressão I7M - II7(b5) - IIm7 - V7 - I6 - V7....................... 96

Exercício 12 (faixas 65 e 66) Disco music – progressão Im7 - VII7 - VI7M - V7............................. 96
Exercício 11 (faixas 63 e 64) Frevo – progressão I7M - VI7M - III7M - VII7.......................96
Exercício 13 (faixas 67 e 68) Samba Funk – progressão I7M - IIIm7 - IV6 - V7............................. 97
Exercício 12 (faixas 65 e 66) Disco music – progressão Im7 - VII7 - VI7M - V7................96
Exercício 14 (faixas 69 e 70) Funk – progressão Im7 - IVm7 - Im7 - V7........................................ 97
Exercício 13 (faixas 67 e 68) Samba Funk – progressão I7M - IIIm7 - IV6 - V7................97
Exercício 15 (faixas 71 e 72) Samba-canção – progressão I7M - bIIIº - IIm7(b5) - VIIº.................. 97
Exercício 14 (faixas 69 e 70) Funk – progressão Im7 - IVm7 - Im7 - V7............................97
Exercício 16 (faixas 73 e 74) Tango – progressão Im7M - Im6 - IIm7(b5) - VIIº............................. 98
Exercício 15 (faixas 71 e 72) Samba-canção – progressão I7M - bIIIº - IIm7(b5) - VIIº....97
Exercício 17 (faixas 75 e 76) Reggae – progressão I7(#5) - Iº7M.................................................. 98
Exercício 16 (faixas 73 e 74) Tango – progressão Im7M - Im6 - IIm7(b5) -
Exercício VIIº.................98
18 (faixas 77 e 78) Balada

– progressão Im7 - 17
Exercício I7 -(faixas
IVm7 -75
VII7 - III7M(#5)
e 76) Reggae-–VI6 - IIm7(b5)I7(#5)
progressão - bIII(b5). ....................................... 98
- Iº7M......................................98
Exercício Exercício
19 (faixas1879(faixas
e 80) Slow77 e 78)jazzBalada
– progressão I6 - Iº7M
– progressão Im7- I7M
- I7 -- Iº7M..................................
IVm7 - VII7M(#5) - VI6 - 99
IIm7(b5) - bII7(b5)...............................................................................................................98
Exercício 20 (faixas 81 e 82) Shuffle – progressão IIm7(b5) - V7 - Im7M - Im6............................. 99
Exercício 19 (faixas 79 e 80) Slow jazz – progressão I6 - Iº7M - I7M - Iº7M......................99
Referências.................................................................................................................................. 100
Exercício 20 (faixas 81 e 82) Shuffle – progressão IIm7(b5) - V7 - Im7M - Im6................99
Referências......................................................................................................................100


Prefácio

Os músicos populares são, em sua grande maioria, intuitivos, desenvolvendo


suas habilidades e competências através do empirismo, a partir de suas experiências com
outros músicos, nas bandas, nos encontros musicais etc. Com os desafios e a
diversificação das oportunidades profissionais, esse tipo de formação tem se mostrado
insuficiente em algumas situações, e os conhecimentos teóricos vêm se tornando cada
vez mais imprescindíveis para o contrabaixista que busca seu lugar num mercado cada
dia mais concorrido.

Este livro oferece àqueles que procuram uma boa iniciação, a oportunidade de
compreenderem os princípios básicos do nosso instrumento, através de um método
desenvolvido por um profissional com muita experiência e formação, e um dos
contrabaixistas mais competentes que conheci. Tenho certeza da grande contribuição que
esta publicação representa para um bom desenvolvimento musical e profissional.

Obrigado Paulo. Nós da “gravedade” agradecemos mais essa iniciativa.

Mário Cavalcante Jr. (Primata)

Baixista e Professor da UFRN


Introdução

Sob uma ótica diferenciada, este trabalho faz uma abordagem de conteúdos já
conhecidos dos baixistas como digitação, formação de acordes, construção de arpejos e
progressões harmônicas, com o intuito não de conduzir a uma verdade absoluta, mas de
apresentar novos caminhos a quem quer aprender, e agregar valor aos que ensinam,
tendo em vista que é uma contribuição no campo da escassa literatura do instrumento
baixo elétrico.

Este material está dividido em quatro partes. A primeira, conhecendo o braço do


instrumento, aborda de maneira esmiuçada as mais variadas questões quanto ao braço
do instrumento e suas relações de afinação e similaridade, além das relações do braço
com as notas do pentagrama.

Na segunda parte, formação de acordes, trataremos especificamente da


formação dos acordes dos campos harmônicos, maior natural, menor natural, menor
harmônico, menor melódico, bem como de outros importantes tipos de acordes bastante
utilizados. Essa dará subsídios para o entendimento da terceira parte, construção dos
acordes em formato de arpejos no braço do instrumento, que propõe a construção
destes acordes em formato de arpejos, construídos através de uma série de
possibilidades de digitação, vislumbrando, assim, a aplicação do que foi abordado.

A fixação do conteúdo como um todo fica a cargo da quarta parte do material,


exercícios, que apresenta uma série de exercícios misturando tipos de acordes em
diversas alturas, fazendo uso de diversos ritmos, a fim de proporcionar a contextualização
do que foi mostrado e conectar o estudante as mais diversas possibilidades de execução.

Entendendo que o objetivo de um material didático é viabilizar o aprendizado de


forma eficaz e consistente, de modo que o estudante possa absorver o conteúdo
estudado e aplique-o quando necessário for, este trabalho não se propõe a encontrar fins
e, sim, instigar os inícios.

Estudemos!

Conhecendo o braço do
instrumento

1. Identificação das partes do braço do instrumento

2. Relação entre as cordas soltas e o pentagrama

Utilizaremos como referência a afinação padrão do baixo elétrico.

G (Sol) – D (Ré) – A (Lá) – E (Mi)

O baixo elétrico é um instrumento transpositor de oitavas, pois suas notas são


escritas uma oitava acima do que soam. Isso evita a utilização de linhas suplementares
em excesso, facilitando a leitura. Vejamos na prática.

18

3. Identificação das notas por corda e sua relação com o pentagrama

Com a evolução do baixo elétrico ao longo dos anos, o instrumento passou a ter
uma série de novos formatos, tendo uma gama variada de modelos e tamanhos de braço.
Hoje, além dos baixos com braço de 24 casas formando duas oitavas completas, se
visualizadas por extensão de corda, existem modelos com mais e com menos de 24
casas.

Visando a uma maior compreensão e organização do material, abordaremos


principalmente o instrumento de 4 cordas e de 24 casas, pois o braço será apresentado
em duas partes que correspondem a duas oitavas.

Se o braço do baixo elétrico for visualizado por corda, como citado anteriormente,
apresenta duas partes divididas por pontos estratégicos. Mais à frente, observaremos o
exemplo da corda E (Mi) que possui três notas Mis em sua extensão, sendo a primeira na
corda solta (mais grave), a segunda nota E (Mi) na 12ª casa, concluindo a primeira oitava
e iniciando a segunda oitava (mais aguda), e a terceira nota E (Mi) na 24ª casa, mais
aguda que as anteriores e concluindo a segunda oitava.

A maioria dos modelos de baixo elétrico apresenta marcações em alguns pontos


do braço ou em todas as casas do braço. Essas marcações podem aparecer na frente
e/ou acima do braço e servem para facilitar a localização das notas. Geralmente,
apresentam-se duplicadas na 12ª casa e na 24ª casa, o que viabiliza uma melhor
identificação das oitavas. Em alguns modelos, o braço pode não apresentar nenhum tipo
de marcação ou apresentar apenas na 12ª e 24ª casa. Quanto aos baixos elétricos sem
trastes, mais conhecidos como fretless, essas marcações geralmente são acima do braço,
entretanto, algumas marcas as expõem na frente do braço do instrumento.

Vejamos o exemplo da corda E (Mi) que demonstra tudo o que foi relatado.

19

A seguir, serão apresentadas todas as notas de cada corda na extensão do braço


inteiro do instrumento e a relação de cada uma com o pentagrama.

20

3.1 Corda E (Mi)

21

3.2 Corda A (Lá)

22

3.3 Corda D (Ré)

23

3.4 Corda G (Sol)

24

3.5 Considerações sobre a identificação das notas por corda e sua relação com o
pentagrama

Com base no que foi visto nas imagens anteriores referentes às notas de cada
corda na extensão do braço inteiro do instrumento e a relação de cada uma com o
pentagrama, é importante destacar que na corda G (Sol) há uma quantidade considerável
de linhas suplementares superiores, pois é uma representação literal das notas com suas
respectivas escritas, entretanto, geralmente os trechos escritos na região, a partir da 5ª
linha suplementar superior, representam escritas de solos, em que na tentativa de evitar
essa região, os compositores e/ou baixistas optam por escrever o trecho uma oitava
abaixo, utilizando um/uns sinal(is) de indicação que o trecho deve ser tocado uma oitava
acima. Fazem uso, também, da opção de escrever o trecho/solo na clave de Sol, sendo
essa uma prática bastante comum para baixistas que utilizam baixos de 6 cordas.

4. Relação das cordas soltas com notas presas de outras cordas e o pentagrama

A partir da identificação de cada nota do braço do instrumento e a relação de cada


uma com o pentagrama, agora conheceremos a relação das cordas soltas com as notas
de mesma altura nas outras cordas e no pentagrama.

4.1 Corda E (Mi)

Tendo a espessura mais grossa que as outras cordas, a corda E (Mi) solta é a mais
grave do instrumento de 4 cordas e não apresenta outra opção com mesma altura. Nos

25

instrumentos de mais de 4 cordas, como os baixos de 5 e de 6, esta nota E pode ser


encontrada na 5ª casa da corda acima B (Si), sendo tocada pressionada.

4.2 Corda A (Lá)

A corda A (Lá) solta apresenta, na 5ª casa da corda E (Mi), uma nota A (Lá) com
mesma altura, sendo tocada pressionada.

4.3 Corda D (Ré)

A corda D (Ré) solta apresenta dois pontos nas cordas superiores com notas Rés
de mesma altura, as notas pressionadas da 5ª casa da corda A (Lá) e da 10ª casa da
corda E (Mi).

26

4.4 Corda G (Sol)

A corda G (Sol) solta é a que mais apresenta possibilidades de localização nas


outras cordas, no que diz respeito à altura. É encontrada na 5ª casa da corda D (Ré), na
10ª casa da corda A (Lá) e na 15ª casa da corda E (Mi), sendo tocadas pressionadas.

Reconhecer os pontos de localização do instrumento, a similaridade das notas no


que diz respeito às alturas e à relação dessas com o pentagrama é que viabilizam a
prática com o instrumento nas mais diversas situações e tornam o dia a dia do músico
mais fácil.

27

Formação de acordes

1. Formação de Acordes

Visando clarear um pouco as ideias dos baixistas quanto ao estudo de harmonia e


podermos dar sequência ao material de forma coerente, esta segunda parte apresenta de
maneira esmiuçada a construção teórica de todos os acordes que serão trabalhados
adiante, em forma de digitações de arpejos.

1.1 Tríades

As tríades são os acordes de três sons, formados por TÔNICA, TERÇA, QUINTA
e podem ser maiores, menores, aumentadas, diminutas.

1.2 Tétrades

As tétrades são os acordes de quatro sons, formados pelos mesmos graus da


tríade, com o acréscimo da quarta nota/intervalo que é o sétimo grau (TÔNICA, TERÇA,
QUINTA E SÉTIMA).
Os acordes abordados neste material serão as tétrades pertencentes aos campos
harmônicos: maior natural, menor natural, menor harmônico e menor melódico em
suas formações básicas, que compreendem os intervalos de TÔNICA, TERÇA, QUINTA
e SÉTIMA sem as notas de tensão (add 9, 9, b9, #9, 11, #11, 13, b13), as Tríades
Maiores e Menores com sexta (C6 e Cm6), além de três variações de tétrades C7(b5),
Cº7M e C7(#5).
A seguir, para podermos entender a formação de cada acorde que será abordado,
teremos dois quadros que apresentam a formação intervalar qualitativa, bem como suas
respectivas cifras e a apresentação dos campos harmônicos de onde a maioria dos
acordes estudados provém. Utilizaremos, como exemplo, a nota Dó (C) para
compreensão do que foi relatado.

29

2. Leitura, cifragem e formação qualitativa dos acordes

ACORDE CIFRA OUTRAS CIFRAS FORMAÇÃO


UTILIZADA UTILIZADAS

Dó maior com sétima Tônica, terça maior, quinta justa e


maior C7M Cmaj7, CΔ sétima maior
Dó maior com sétima Tônica, terça maior, quinta justa
menor C7 C7- e sétima menor
Dó menor com Tônica, terça menor, quinta justa
sétima maior Cm7M Cmmaj7 e sétima maior
Dó menor com Tônica, terça menor, quinta justa
sétima menor Cm7 Cm7-, C-7- e sétima menor
Dó maior com sétima
maior e quinta C7M(#5) Cmaj7(+5), Tônica, terça maior, quinta
aumentada C7+(5aum) aumentada e sétima maior
Dó menor com
sétima e quinta Cm7(b5) Cø Tônica, Terça menor, quinta
diminuta ou Dó diminuta e sétima menor
meio diminuto
Tônica, terça menor, quinta
Dó diminuto Cº Cdim diminuta e sétima diminuta
Tônica, terça maior, quinta justa e
Dó maior com sexta C6 sexta maior
Dó menor Tônica, terça menor, quinta justa
com sexta Cm6 C-6 e sexta maior
Dó maior com Tônica, terça maior, quinta
sétima e C7(b5) diminuta e sétima menor
quinta diminuta
Dó diminuto com Tônica, terça menor, quinta
sétima maior Cº7M Cdim7M diminuta e sétima maior

Dó maior com Tônica, terça maior, quinta


sétima menor e C7(#5) C7(5aum) aumentada e sétima menor
quinta aumentada

Como pôde ser observado, o quadro apresentou os acordes como devem ser lidos
por extenso, as cifras que serão utilizadas no decorrer do material, outras formas de
cifragem encontradas em músicas e a qualidade dos intervalos. Agora, teremos a
construção dos acordes apresentados através da quantidade de tons e semitons, e os
mesmos no pentagrama para a compreensão dessa construção.

30

3. Aprendendo a construir os acordes

Para a construção dos acordes, tomamos a nota C (Dó) como ponto de partida,
porém, a contagem de tons e semitons é a mesma para cada tipo de acorde, seja em C
(Dó), em D (Ré) ou em outras alturas. Após o estudo dessas relações quanto à formação

31

dos acordes, tente utilizar o mesmo procedimento de contagem de tons e semitons, em


outras tonalidades, viabilizando a fixação do conteúdo.

4. Acordes no pentagrama

Esses são os acordes que serão trabalhados na próxima parte do material didático.
Aqui estão apresentados em formato de bloco (notas tocadas simultaneamente),
entretanto, mais à frente estarão dispostos de maneira sucessiva, onde uma nota é
tocada de cada vez.

Adiante, os campos harmônicos: Maior natural, Menor natural, Menor Harmônico e


Menor melódico.

5. Campo harmônico maior natural

6. Campo harmônico menor natural

32


7. Campo harmônico menor harmônico

8. Campo harmônico menor melódico

Com base em tudo que foi abordado nesta parte do material sobre a formação dos
acordes, daremos seguimento à aplicação desse conteúdo no instrumento.

33

Construção dos acordes


em formato de arpejo no
braço do instrumento

1. Nomenclatura e o estudo por regiões do braço do instrumento

Para que possamos proceder corretamente quanto ao estudo desta parte do


material didático que trata da construção dos acordes em formato de arpejos no braço do
instrumento, é importante conhecermos toda a nomenclatura e as simbologias utilizadas
para identificarmos a linha de raciocínio e chegarmos ao aprendizado esperado.

2. 1ª e 2ª Regiões de Dó

Como já foi mencionado anteriormente, o baixo elétrico pode ser pensado em duas
partes demarcadas por duas oitavas completas, se o instrumento for visualizado pela
extensão das cordas. O estudo do instrumento por regiões do braço parte da percepção
quantitativa das possibilidades de execução de determinado trecho, ou seja, o local que
proporcione o maior número de possibilidades de digitação se torna um ponto mais
facilmente identificado e, por sua vez, um ponto de localização ou de referência. Mais à
frente, iniciaremos o estudo das possibilidades de digitação dos arpejos de todos os
acordes, vistos na segunda parte referente à formação de acordes.

De maneira prática, ARPEJO é a ação de executar as notas de um acorde de


forma rápida e sucessiva, podendo ser ascendente (da nota grave para a aguda) ou
descendente (da nota aguda para a grave). Na imagem a seguir, temos o acorde em
formato de bloco, com a representação do símbolo referente ao arpejo, e o arpejo
desfragmentado, vislumbrando os intervalos que formam os acordes tal qual serão
trabalhados.

Os arpejos apresentados a seguir estão todos construídos na primeira parte/oitava


do braço do instrumento e, a partir da nota C (Dó), nas primeiras e segundas regiões;

35

entretanto, alguns modelos serão aplicados a partir das notas D (Ré) e/ou C# (Dó#), para
demonstrar possíveis substituições de dedos nas digitações. Além disso, os arpejos
escritos no pentagrama terão acidentes ocorrentes e não de armadura de clave para
facilitar e destacar a identificação de cada nota e de cada alteração. Vejamos o exemplo.

Outro aspecto importante de ser pontuado é o referente aos intervalos utilizados na


construção de cada digitação, pois cada possibilidade de digitação será apresentada
apenas até o sétimo grau. O intuito é viabilizar a clareza dos intervalos que compõem
cada acorde apresentado e as possibilidades de digitação destes intervalos.

A seguir, teremos, através de imagens, a aplicação do que foi relatado.

2.1 1ª e 2ª regiões / ponto de localização

36

2.2 1ª e 2ª regiões / Digitação

As imagens a seguir utilizam a possibilidade de digitação em duas regiões de C


(Dó), ambas partindo do dedo 1 e seguindo com os dedos 4, 2 e 1, para exemplificar
como devem ser visualizados os arpejos.

2.3 1ª e 2ª regiões / Intervalos e relação com o pentagrama

Os arpejos serão trabalhados de maneira ascendente, ou seja, das notas graves às


notas agudas. Observe a relação das notas, no braço, com o pentagrama e os intervalos
utilizados nas duas regiões.

37

2.4 Exemplo em D (Ré), substituição de corda solta por nota pressionada

Visualizando apenas a digitação, as duas imagens a seguir apresentam uma


possibilidade de digitação do arpejo de Cm7M (Dó menor com sétima maior) na primeira
região, com a utilização de corda solta G (Sol), e uma possibilidade de digitação do arpejo
de Dm7M (Ré menor com sétima maior) com nota pressionada. Isso demonstra que
existem possibilidades de digitação que só poderão ser executadas, com a utilização de
cordas soltas, se forem realizadas nas primeiras casas do braço do instrumento.

2.4.1 Ex: Cm7M – utilizando corda solta

2.4.2 Ex: Dm7M – substituindo a nota da corda solta por nota pressionada

38


3. Entendendo os exercícios

Ao longo da parte seguinte do material didático, serão apresentadas várias


possibilidades de digitação de arpejos no braço do instrumento, acompanhadas sempre
de exercícios práticos referentes a cada tipo de acorde trabalhado. Os exercícios estão
relacionados à utilização de áudios de um CD que acompanha o material didático, e
estarão sempre no final de cada sequência de arpejos de acordes. Vejamos o exemplo
referente à 1ª e 2ª regiões de C7M para que possamos compreender o raciocínio do
exercício.

Os exercícios sempre terão a imagem de um CD, com a indicação de faixa, para


ilustrar que o mesmo está associado a um áudio, além disso, os enunciados dos
exercícios se apresentarão da maneira mais clara possível.

3.1 EX: Exercício 1 - referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C7M – juntando as


possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região.

FAIXA EXEMPLO

A proposta do exercício é pôr em prática as possibilidades de digitação abordadas


de maneira alternada, onde o estudante toca as três primeiras possibilidades de digitação
da 1ª região, e as três possibilidades da 2ª região, na volta do trecho, através da utilização
do ritornelo. O áudio do CD apresentará sempre uma faixa exemplo contendo os

39

os instrumentos baixo elétrico, teclado e bateria, demonstrando o exemplo em questão, e


uma faixa só com teclado e bateria, para que o estudante possa tocar junto com o áudio.

Quando forem apresentados exercícios de possibilidades de substituição de corda


solta por notas pressionadas, geralmente serão dados alguns compassos a mais para
que o praticante possa executar por mais vezes o item, tendo em vista a especialidade do
exemplo. Em alguns tipos de acordes, só existirá um tipo de exercício, pois nestes
momentos não houve necessidade de apresentar exemplos de possibilidades em outras
tonalidades.

A partir de agora, daremos sequência à construção dos arpejos no braço do


instrumento e aos exercícios de cada tipo de acorde.

40

C7M

1ª Região de C / 3ª CORDA (A) / 3ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 3

41

Ex 3: Digitação partindo do dedo 2 e utilizando corda solta

2 - 1 - 0 - 3

Esta digitação de acorde maior com sétima maior, partindo do dedo 2 e utilizando
corda solta, é especial, pois só é possivél se for realizada na 1ª região de Dó (C) / na 3ª
corda / 3ª casa, quando for acorde de C7M, ou na 1ª região de Sol (G), 4ª corda , 3ª casa,
quando o acorde for de G7M.

Ex 4: Digitação partindo do dedo 4 em D7M – substituição de corda solta

4 - 3 - 1 - 4

42

C7M

2ª Região de C / 4ª CORDA (E) / 8ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 3

43

Ex 3: Digitação partindo do dedo 4

4 - 3 - 1 - 4

EXERCÍCIOS - C7M

Exercício 1 - referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C7M – juntando as possibilidades


dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região.

FAIXAS 1 e 2

Exercício 2 - referente ao estudo da 1ª região de C7M – exemplo 4 D7M.

FAIXAS 3 e 4

44

C7

1ª Região de C / 3ª CORDA (A) / 3ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 2

45

Ex 3: Digitação partindo do dedo 2 e utilizando corda solta

2 - 1 - 0 - 2

Ex 4: Digitação partindo do dedo 4 em D7 – substituição de corda solta

4 - 3 - 1 - 4

46

C7

2ª Região de C / 4ª CORDA (E) / 8ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 2

47

Ex 3: Digitação partindo do dedo 4

4 - 3 - 1 - 4

EXERCÍCIOS - C7

Exercício 1 - referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C7 – juntando as possibilidades


dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região.

FAIXAS 5 e 6

Exercício 2 - referente ao estudo da 1ª região de C7 – exemplo 4 D7.

FAIXAS 7 e 8

48

Cm7M

1ª Região de C / 3ª CORDA (A) / 3ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 3 - 2

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 3

49

Ex 3: Digitação partindo do dedo 3 e utilizando corda solta

3 - 1 - 0 - 4

Ex 4: Digitação partindo do dedo 4 em Dm7M – substituição de corda solta

4 - 2 - 1 - 4

50

Cm7M

2ª Região de C / 4ª CORDA (E) / 8ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 3 - 2

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 3

51

Ex 3: Digitação partindo do dedo 4

4 - 2 - 1 - 4

EXERCÍCIOS – Cm7M

Exercício 1 - referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cm7M – juntando as


possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região.

FAIXAS 9 e 10

Exercício 2 referente ao estudo da 1ª região de Cm7M – exemplo 4 Dm7M.

FAIXAS 11 e 12

52

Cm7

1ª Região de C / 3ª CORDA (A) / 3ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 3 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 2

53

Ex 3: Digitação partindo do dedo 3 e utilizando corda solta

3 - 1 - 0 - 3

Ex 4: Digitação partindo do dedo 4 em Dm7 – substituição da corda solta

4 - 2 - 1 - 4

54

Cm7

2ª Região de C / 4ª CORDA (E) / 8ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 3 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 2

55

Ex 3: Digitação partindo do dedo 4

4 - 2 - 1 - 4

EXERCÍCIOS – Cm7

Exercício 1 - referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cm7 – juntando as possibilidades


dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região.

FAIXAS 13 e 14

Exercício 2 - referente ao estudo da 1ª região de Cm7 – exemplo 4 Dm7.

FAIXAS 15 e 16

56

C7M(#5)

1ª Região de C / 3ª CORDA (A) / 3ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 3 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 1

57

Ex 3: Digitação partindo do dedo 3

3 - 2 - 1 - 4

58

C7M(#5)

2ª Região de C / 4ª CORDA (E) / 8ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 3 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 1

59

Ex 3: Digitação partindo do dedo 3

3 - 2 - 1 - 4

EXERCÍCIO – C7M(#5)

Exercício 1 - referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C7M(#5) – juntando as


possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região.

FAIXAS 17 e 18

60

Cm7(b5)

1ª Região de C / 3ª CORDA (A) / 3ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 3

3 - 1 - 4 - 3

61

Ex 3: Digitação partindo do dedo 3 em C#m7(b5) e utilizando corda solta

3 - 1 - 0 - 3

Ex 4: Digitação partindo do dedo 4 em Dm7(b5) – substituição de corda solta

4 - 2 - 1 - 4

62

Cm7(b5)

2ª Região de C / 4ª CORDA (E) / 8ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 3

3 - 1 - 4 - 3

63

Ex 3: Digitação partindo do dedo 4

4 - 2 - 1 - 4

EXERCÍCIOS – Cm7(b5)

Exercício 1 - referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cm7(b5) – juntando as


possibilidades dos exemplos 1 e 2 da 1ª região e 1, 2 e 3 da 2ª região.

FAIXAS 19 e 20

Obs: Neste caso de Cm7(b5) foram apresentadas apenas 5 possibilidades de digitação,


partindo de Dó, quando juntamos as duas regiões. O ritornelo foi mudado para segundo
compasso, e o aúdio só tocará por 5 compassos, tempo de execução das 5 possibilidades
ascendentes nas duas regiões.

64

Exercício 2 - referente ao estudo da 1ª região de Cm7(b5) – exemplo 3 e 4 – C#m7(b5)


e Dm7(b5).

FAIXAS 21 e 22

Obs: Nesse exercício 2, os exemplo 3 e 4 foram unidos em um trecho com ritornelo.

65

1ª Região de C / 3ª CORDA (A) / 3ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 1 - 4

Ex 2: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 1

66

Ex 3: Digitação partindo do dedo 3

3 - 1 - 4 - 2

67

2ª Região de C / 4ª CORDA (E) / 8ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 1 - 4

Ex 2: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 1

68

Ex 3: Digitação partindo do dedo 3

3 - 1 - 4 - 2

Ex 4: Digitação partindo do dedo 4

4 - 2 - 1 - 3

69

EXERCÍCIO – Cº

Exercício 1 - referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cº – juntando as possibilidades


dos exemplos 1, 2 e 3 da 1ª região e 1, 2, 3 e 4 da 2ª região.

FAIXAS 23 e 24

Obs: Atenção ao sinal de ritornelo.

70

C6

1ª Região de C / 3ª CORDA (A) / 3ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 4

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 1

71

Ex 3: Digitação partindo do dedo 2 e utilizando corda solta

2 - 1 - 0 - 1

Ex 4: Digitação partindo do dedo 4 em D6 – substituição de corda solta

4 - 3 - 1 - 3

72

C6

2ª Região de C / 4ª CORDA / 8ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 4

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 1

73

Ex 3: Digitação partindo do dedo 4

4 - 3 - 1 - 3

EXERCÍCIOS – C6

Exercício 1 - referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C6 – juntando as possibilidades


dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região.

FAIXAS 25 e 26

Exercício 2 - referente ao estudo da 1ª região de C6 – exemplo 4 D6.

FAIXAS 27 e 28

74

Cm6

1ª Região de C / 3ª CORDA (A) / 3ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 3 - 2 - 4

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 1

75

Ex 3: Digitação partindo do dedo 3 e utilizando corda solta

3 - 1 - 0 - 2

Ex 4: Digitação partindo do dedo 4 em Dm6 – substituição de corda solta

4 - 2 - 1 - 3

76

Cm6

2ª Região de C / 4ª CORDA (E) / 8ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 3 - 2 - 4

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 1

77

Ex 3: Digitação partindo do dedo 4

4 - 2 - 1 - 3

EXERCÍCIOS – Cm6

Exercício 1 - referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cm6 – juntando as possibilidades


dos exemplos 1, 2 e 3 de cada região.

FAIXAS 29 e 30

Exercício 2 - referente ao estudo da 1ª região de Cm6 – exemplo 4 Dm6.

FAIXAS 31 e 32

78

C7(b5)

1ª Região de C / 3ª CORDA (A) / 3ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 3 - 2

79

Ex 3: Digitação partindo do dedo 2 em C#7(b5) utilizando corda solta

2 - 1 - 0 - 2

Ex 4: Digitação partindo do dedo 4 em D7(b5) – substituição de corda solta

4 - 3 - 1 - 4

80

C7(b5)

2ª Região de C / 4ª CORDA (E) / 8ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 3 - 2

81

Ex 3: Digitação partindo do dedo 4

4 - 3 - 1 - 4

EXERCÍCIOS – C7(b5)

Exercício 1 - referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C7(b5) – juntando as


possibilidades dos exemplos 1 e 2 da 1ª região e 1, 2 e 3 da 2ª região.

FAIXAS 33 e 34

Exercício 2 - referente ao estudo da 1ª região de C7(b5) – exemplo 3 e 4 – C#7(b5) e


D7(b5).

FAIXAS 35 e 36

82

Cº7M

1ª Região de C / 3ª CORDA (A) / 3ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 3

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 3 - 4

83

Ex 3: Digitação partindo do dedo 3 em C#º7M utilizando corda solta

3 - 1 - 0 - 4

Ex 4: Digitação partindo do dedo 4 em Dº7M – substituição de corda solta

4 - 2 - 1 - 4

84

Cº7M

2ª Região de C / 4ª CORDA (E) / 8ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 2 - 3

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 3 - 4

85

Ex 3: Digitação partindo do dedo 4

4 - 2 - 1 - 4

EXERCÍCIOS – Cº7M

Exercício 1 - referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de Cº7M – juntando as


possibilidades dos exemplos 1 e 2 da 1ª região e 1, 2 e 3 da 2ª região.

FAIXAS 37 e 38

Exercício 2 - referente ao estudo da 1ª região de Cº7M – exemplo 3 e 4 – C#º7M e


Dº7M.

FAIXAS 39 e 40

86

C7(#5)

1ª Região de C / 3ª CORDA (A) / 3ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 3 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 1

87

Ex 3: Digitação partindo do dedo 3

3 - 2 - 1 - 3

88

C7(#5)

2ª Região de C / 4ª CORDA (E) / 8ª CASA

Ex 1: Digitação partindo do dedo 1

1 - 4 - 3 - 1

Ex 2: Digitação partindo do dedo 2

2 - 1 - 4 - 1

89

Ex 3: Digitação partindo do dedo 3

3 - 2 - 1 - 3

EXERCÍCIO – C7(#5)

Exercício 1 - referente ao estudo da 1ª e 2ª regiões de C7(#5) – juntando as


possibilidades dos exemplos 1, 2 e 3 das duas regiões.

FAIXAS 41 e 42

90

Exercícios

1. Observações importantes

Com base em tudo que foi estudado até aqui, começaremos uma série de
exercícios com progressões harmônicas associadas ao CD de áudio do material didático.

É importante ressaltar que todos os tipos de acordes trabalhados nos exercícios


com as progressões foram apresentados no decorrer do material; entretanto, os tipos de
acordes estarão também em outras alturas, por consequência, em outras regiões. Cabe
ao estudante fazer a relação do conteúdo aplicado em Dó, aos outros acordes em
questão.

A seguir, teremos, para ilustrar, o exemplo referente a uma possibilidade de


digitação de arpejo do acorde de C7M (Dó maior com sétima maior) e o exemplo da
mesma possibilidade de digitação sendo executado em E7M (Mi maior com sétima
maior). Vejamos.

1.1 Ex 1: C7M – Possibilidade de digitação 1 - 4 - 2 - 1 partindo de Dó

1.2 Ex 2: E7M – Possibilidade de digitação 1 - 4 - 2 - 1 partindo de Mi

Observe que utilizando as mesmas possibilidades de digitação e respeitando o


posicionamento dos intervalos é possível executar os arpejos ao longo do braço,
observando o ponto de localização do acorde e o tipo de acorde de seu interesse.


92

Exercícios

Dando seguimento, agora exercitaremos o que foi visto através da utilização de


diversas progressões harmônicas. Do exercício 1 ao 5 teremos apenas os acordes da
região de Dó relacionados aos play backs com teclado e metrônomo. É importante
lembrar que sempre teremos uma faixa do CD de áudio contendo o baixo demonstrando o
exercício, e uma faixa seguinte, sem baixo, para que o estudante possa praticar.

Exercício 1 – Utilizando os acordes de C7M e C7

FAIXAS 43 e 44

Exercício 2– Utilizando os acordes de Cm7M e Cm7

FAIXAS 45 e 46

Exercício 3 – Utilizando os acordes de Cº7M, Cm7(b5) e Cº

FAIXAS 47 e 48


93

Exercício 4 – Utilizando os acordes de C7M(#5), C7(#5) e C7(b5)

FAIXAS 49 e 50

Exercício 5 – Utilizando os acordes de C6 e Cm6

FAIXAS 51 e 52

Do exercício 6 em diante serão trabalhadas as progressões harmônicas


apresentadas por graus, cifras e linhas escritas, executadas em várias tonalidades,
misturando todos os acordes trabalhados, em diversos ritmos, e utilizando acidentes
ocorrentes. Faz-se justo pontuar que este material não vislumbra o ensino de ritmos nem
de levadas do instrumento baixo elétrico para os mesmos, portanto, os ritmos executados
no playback do CD de áudio e indicados nos exercícios servem apenas para tornar o
estudo mais próximo da realidade, permitindo ao estudante a percepção dos acordes
estudados dentro de contextos musicais.

Exercício 6 – Progressão I - IV

FAIXAS 53 e 54


94

Exercício 7 – Progressão I - VI - II - V

FAIXAS 55 e 56

Exercício 8 – Progressão Im7M - Im7 - Im6 - Im7

Obs: A bossa nova é mais trabalhada de forma binária através do compasso 2/4,
entretanto, para mantermos o padrão abordado até aqui, de um acorde por compasso e
um intervalo do acorde a cada semínima, trabalharemos de forma quaternária com a
utilização do compasso 4/4.

FAIXAS 57 e 58

Exercício 9 – Progressão IIm7(b5) - V7 - I7M(#5) - I6

FAIXAS 59 e 60


95

Exercício 10 – Progressão Im7 - VI7M - III7M - VII7

FAIXAS 61 e 62

Exercício 11 – Progressão I7M - II7(b5) - IIm7 - V7 - I6 - V7

Obs: O frevo, tanto quanto à bossa nova, é mais trabalhado de forma binária, através do
compasso 2/4; entretanto, para mantermos o padrão abordado até aqui, de um acorde por
compasso e um intervalo do acorde a cada semínima, trabalharemos de forma
quaternária, com a utilização do compasso 4/4.

FAIXAS 63 e 64

Exercício 12 – Progressão Im7 - VII7 - VI7M - V7

FAIXAS 65 e 66


96

Exercício 13 – Progressão I7M - IIIm7 - IV6 - V7

FAIXAS 67 e 68

Exercício 14 – Progressão Im7 - IVm7 - Im7 - V7

FAIXAS 69 e 70

Exercício 15 – Progressão I7M - bIIIº - IIm7(b5) - VIIº

Obs: O samba - canção, tal e qual a bossa nova e o frevo, é mais trabalhado de forma
binária, através do compasso 2/4; entretanto, para mantermos o padrão abordado até
aqui, de um acorde por compasso e um intervalo do acorde a cada semínima,
trabalharemos de forma quaternária com a utilização do compasso 4/4.

FAIXAS 71 e 72


97

Exercício 16 – Progressão Im7M - Im6 - IIm7(b5) - VIIº

FAIXAS 73 e 74

Exercício 17 – Progressão I7(#5) - Iº7M

FAIXAS 75 e 76

Exercício 18 – Progressão Im7 - I7 - IVm7 - VII7 - III7M(#5) - VI6 - IIm7(b5) - bII7(b5)

FAIXAS 77 e 78


98

Exercício 19 – Progressão I6 - Iº7M - I7M - Iº7M

FAIXAS 79 e 80

Exercício 20 – Progressão IIm7(b5) - V7 - Im7M - Im6

FAIXAS 81 e 82


99

Referências

BENNETT, Roy. Instrumentos da Orquestra. 2. ed. Traduzido por Luiz Carlos Cseko.
Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

CARTER, Ron. Bulding Jazz Bass Lines. U.S.A.: Hal Leonard, 1998.

CARVALHO, Paulo Salvador de. Bandolim contemporâneo/Ratinho. São Paulo: Irmãos


Vitale, 2007.

CHAVES, Luiz. Iniciação ao Contrabaixo elétrico. São Paulo: Ricordi, 1993.

GIFFONI, Adriano. Música Brasileira para Contrabaixo. São Paulo: Irmãos Vitale, 1997.

GIFFONI, Adriano. Música Brasileira para Contrabaixo volume II. Rio de Janeiro:
Lumiar, 2002.

MED, Bohumil. Teoria da Música. 4. ed. rev. e ampl. Brasília: Musimed, 1996.

PESCARA, Jorge. Dicionário Brasileiro de Contrabaixo Elétrico. Rio de Janeiro: H.


Sheldon, 2005.

SANTOS, Weberson Cardoso dos. Harmonia e Dicionário de acordes para baixo


elétrico. Cuiabá: Gráfica Sereia, 2005.


100

Você também pode gostar