Você está na página 1de 4

1

A Terra Geme e Desfalece. Você se compadece?

Carmelo Peixoto
Passagens Bíblica sobre Avivamento e suas Implicações sobre a Oração por Despertamento

“Eu vim para lançar fogo sobre a terra e bem quisera que já estivesse a arder.” Lucas 12.49

Para nós é da maior importância que estejamos seguros sobre Deus querer dar um
avivamento, uma vez que depende disso a nossa convicção em orarmos por um avivamento
espiritual. É preciso que oremos com convicção e esperança e que entendamos um
avivamento amparados por uma compreensão bíblica sobre a vontade do Senhor e sobre o
próprio Deus, isto é, como Ele se revela nas Escrituras. Os tópicos que se seguem incluem as
passagens e excertos de alguns autores sobre o assunto.

"A terra geme e desfalece; o Líbano se envergonha e se murcha; Sarom se torna como um
deserto, Basã e Carmelo são despidos de suas folhas. Agora me levantarei, diz o Senhor;
levantar-me-ei a mim mesmo, agora serei exaltado." (Isaías 33.9-10)

Marcel Malgo comenta isto com poucas palavras mas bem diretas:

“ Deus falou isso a Israel naquela época. Em Jesus Cristo e através de Jesus Cristo Ele diz as
mesmas coisas para nós hoje. Deus, quando diz: "Agora me levantarei, diz o Senhor; levantar-
me-ei a mim mesmo, agora serei exaltado", o faz porque a terra estava "gemendo e
desfalecendo”

A terra tem sofrido, tem gemido e desfalece: quem não vê?

Imagem do Tsunami no Japão em 2011-04-23


2

Como você fica ao ver isto? O que você acha que Deus sente quando vê o
homem que ele criou e pelo qual ele morreu neste estado?

Imagem após os incidentes no Japão em 2011

Voltemos a Marcel Malgo:


“ E com isso Ele quer expressar exatamente o que está escrito também em Isaías 44.3: "Porque
derramarei água sobre o sedento, e torrentes sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre
a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes." E é exatamente isso que Deus
quer dar a uma terra que, a Seus olhos, está "gemendo e desfalecendo”.

Graças a Deus que embora se aplique a Israel, o derramar água sobre o sedento se aplica
aos gentios em geral e também à igreja. Há pessoas que não estão “nem pingando” dentro da
igreja, como disse certa vez o Pr. Frederico Orr. Há uma sequidão de estio dentro da igreja
cristã. Há gente sem propósito espiritual, sem oração, sem leitura da Bíblia e, portanto, sem
crescimento espiritual, não está permanecendo na vitória que Cristo conquistou para eles.
Gente que primeiro coloca o concurso público e a estabilidade econômica em primeiro lugar
e o Deus provedor em segundo lugar, enquanto o mundo se atola no desespero e na
desolação. Ó Deus, quebranta-nos pelos pecadores. A essa altura é bom lembrar as palavras
de Martin Lloyd-Jones:

“Mais do que qualquer coisa, porém, devemos aperceber-nos de que o estado do mundo é tal,
que nada, senão o poder do Espírito Santo pode curá-lo, e a tal ponto devemos sentir isso, que
sejamos levados a dobrar os joelhos em oração a Deus, rogando-Lhe que, em Sua misericór¬dia,
Ele olhe para nós com piedade e, por Seu grande nome, envie um poderoso avivamento entre
nós. Esse é o único meio, essa é a única esperança, porque aos homens é impossível, mas não
a Deus, pois a Deus tudo é possível” (Mateus 19:26).
3

Há muitos que entendem que Deus não quer dar mais avivamento, mas isto é uma opinião
que não se encaixa bem na compreensão que temos da misericórdia de Deus. Através dos
séculos, na história da Igreja, Deus tem levantado homens para operar um avivamento cujo
resultado é a salvação de milhares de almas, além de uma melhoria na qualidade de vida
social das pessoas no tocante à segurança social, por exemplo, e até prosperidade na área do
desejo de estudar. As coisas se encaixam nos seus devidos lugares quando ocorre um
despertamento porque “todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mt 6:33), quando a
igreja busca o reino de seu Senhor.
Através dos século, temos visto que Deus usa tão poderosamente homens que ficamos sem
acreditar pelo fato, talvez, de termos ouvido demais que a época das maravilhas já passou.

O motivo mais importante além do testemunho da História da Igreja está na compreensão


que temos do amor de Deus para com o homem: “O qual deseja que todos os homens sejam
salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” (1 Timóteo 2.4). A vontade de Deus
é a diretriz para nos certificarmos que Deus quer dar um avivamento pois ele deseja a
salvação de todos os homens e sabemos também que só um poderoso avivamento pode
mudar o rumo da sociedade e de nações inteiras, pois ele tem efeito multiplicador, isto é, ele
se desdobra em outros avivamentos e ações missionárias que impactam regiões e nações.

A figura da água usada em Jo 7:38 “Quem crer em mim, como diza Escritura, do seu interior
fluirão rios de água viva” é uma figura que se aplica também ao despertamento assim como a
figura em Ezequiel 47 onde se lê sobre um rio de águas vivas do templo do Senhor e inunda
a terra.

Wim Malgo também expressa significativamente sua crença num despertamento mesmo
nos tempos finais, especialmente para aqueles que objetam que Deus talvez não queira dar
um despertamento por estarmos vivendo nos tempos finais. Ele escreve exortando os crentes
neotestamentários a ler Joel 2:23:
“Alegrai-vos, o filhos de Sião, e regozijai-vos no Senhor vosso Deus, porque ele vos deus em
justa medida a chuva. Ele faz descer a chuva, a temporã e a serôdia, como outrora. Em que
tempo? Resposta: Eis que naqueles dias, e naquele tempo, em que mudarei a sorte de Judá e de
Jerusalém, congregarei todas as nações e as farei descer ao Vale de Josafá; ali entrarei em juízo
contra elas por causa do meu povo, e da minha herança, Israel, a quem elas espalharam por
entre os povos, repartindo a minha terra entre si. (Jl 3.1-2). Esse é o nosso tempo atual! Pois
vemos como o Senhor novamente abençoa Judá e Jerusalém e leva seu povo á terra dos seus
pais, e observamos também como começa o juízo sobre as nações por causa do seu povo.
Esses tempos finais têm, portanto, a promessa da chuva serôdia, de modo que podermos dizer:
Deus quer dar um despertamento. Crês isso?”

Então, o que precisamos ? Deixar que Deus nos fale profundamente ao coração, fugir da vida
cristã mecânica, da oração mecânica, da atividade mecânica, pois podemos estar fazendo
tudo isto e estarmos sem vida transbordante numa letargia espiritual. Paulo adverte:

“...Desperta, ó tu que dormes , levanta-te de entre os mortos , e Cristo te iluminará”


(Ef.5:14)

O que precisamos é uma vida de santidade e dedicação a Deus, uma visão de que Deus deseja e
pode dar um avivamento espiritual em nossa vida e igreja, um fervor na oração e, enfim, levarmos
4

a Deus a necessidade de avivamento. Precisamos fazer a nossa parte. Temos de orar por
avivamento como o profeta Habacuque:

Ouvi, SENHOR, a tua palavra, e temi; aviva, ó SENHOR, a tua obra no meio dos anos, no
meio dos anos faze-a conhecida; na tua ira lembra-te da misericórdia. (Hc3:2)

“Aviva-nos” é precedido por “ouvi tua palavra e temi”. Obediência e temor. Os homens que
foram usados por Deus eram homens santos, homens de temor e de fé.

Porque não vemos maravilhas na igreja cristã como no passado. Há várias respostas para
isso: frieza, mornidão, mundanismo, desconhecimento da Palavra de Deus, mas também
ausência de oração. Andarão dois juntos se não estiverem de acordo? (Amós 3:3) Há pouca
reverência para com Deus. Por outro lado, muitos crentes dessa geração não “sabem” ou não
“foram ensinados a orar”. Há uma fraqueza e uma dispersão generalizada do ponto de vista
do interesse em servir a Deus. Há muitas crianças na fé liderando igrejas. As lideranças
caíram e todo o trabalho então cai. Mas precisamos orar: aviva-me Senhor. Envia um
avivamento e deixe-o começar no meu coração. Sintonizar-se com a eternidade. Levar a
sério a Palavra de Deus e receber um toque do Espírito do Senhor para compadecer-se de um
mundo caído e de uma terra que está gemendo e desfalecendo debaixo das garras de satanás
e do pecado.

Portanto, devemos reconhecer a nossa desobediência e infidelidade pessoal como um


obstáculo ao avivamento (desperta ó tu que dormes...) . Se você ainda tem dúvida pense no
que está escrito em Efésios 3:20 “Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais
abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós
opera, a ele seja glória na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o
sempre. Amém.

Bibliografia

http://www.chamada.com.br/mensagens/avivamento.html
http://www.martynlloyd-jones.com/2010/04/chamado-ao-avivamento-m-lloyd-
jones.html
Malgo, Wim. Oração e Despertamento. Porto Alegre: Obra Missionária
Chamada da Meia-Noite, S/D. Trad. Ingo Haake.