Você está na página 1de 1

Tecnologias: o manejo florestal de produtos não madeireiros nas praticas

pedagógicas dos discentes do curso técnico em florestas do CETAM nos


municípios de Parintins e Santa Isabel do Rio Negro.
Aluno: Gutemberg Bentes da Silva (email: gutembergbentes@gmail.com)
Orientadora: Mestra Simone Helen Drumond Ischkanian (email: simone_drumond@hotmail.com)
Introdução Estratégias de Ação/Resultados Esperados
Este artigo busca incentivar o discente em formação do
A pesquisa de cunho descritiva, porque busca descrever como
curso técnico em florestas ao conhecimento dos produtos
ocorre o processo de tomada de decisão para a escolha do
florestais não madeireiros como: folhas, frutos, flores,
melhor cenário de produção teórico e pratico adotado no
sementes, castanhas, palmitos, raízes, bulbos, ramos,
manejo florestal de produtos não madeireiros e também
cascas, fibras, óleos essenciais, óleos fixos, látex, resinas,
exploratória devido ao seu fito projetar perspectivas
gomas, cipós, ervas, bambus, plantas, destacando os
inovadoras, por meio da aplicação de questionários.
seus valores e potenciais, através das tecnologias móveis
disponíveis, contribuindo para o aprimoramento da População Análise de dados Coleta de dados Classificação

educação do ensino técnico profissionalizante. Para 10 estudantes de A analise e coleta de dados Formulário semi Acompanhamento dos
2 municípios do Amazonas. referente a caracterização do estruturado alunos nas atividades
Andrade e Espada, a extração de produtos não uso de PFNMs nas projetado no propostas.
madeireiros é uma atividade fundamental, tendo em vista 5 de Parintins. comunidades foi por meio de Google forms.
pesquisa Para a aplicação do Alinhamento do Plano-Ação
que os recursos naturais permitem valorizar a floresta que 5 de Santa Isabel do Rio participativa utilizando o DRR foram com a realidade
Negro. Diagnóstico Rápido realizadas investigada.
é preservada em pé, ou seja, sem a derrubada das Rural – DRR exposições
matrizes, já que a exploração madeireira muitas vezes 1 Professor (CHAMBERS, 2013). introdutórias, para Projeção de uma cartilha de
explanar os praticas com foco no tema.
contribui para a erosão. O objetivo deste artigo é 1 Pesquisador objetivos e Plano-
Ação da pesquisa
caracterizar o uso dos produtos florestais não madeireiros (MENTON, 2003).
(PFNM) pelas populações de Parintins e Santa Izabel do Tabela.1: Resultados das ações da pesquisa
Rio Negro, compreendendo as questões relacionadas às
principais espécies coletadas. Foi realizado um
Diagnóstico Rápido Rural (DRR) com os coletores de
PFNMs, e entrevistas com um total de 10 estudantes.
Portanto, essas informações proporcionam o incentivo do
futuro profissional a ter o direcionamento voltado para o
setor florestal. Então, utilizou-se uma plataforma digital em
para a coleta dos dados e aplicação de questionários para Imagem 1 – Vídeo debate sobre o manejo florestal de produtos não madeireiros
averiguação de quais métodos poderiam ser aplicadas, Gráfico 1 - Os conhecimentos sobre PFNMs
Fonte: Silva & Ischkanian (2021).
tendo assim os resultados esperados.
Conclusões
Metodologia da Pesquisa Embora os recursos estejam disponíveis na floresta, existem
A área do estudo está centrada nos municípios de dificuldades enfrentadas pela atividade, como a capacitação
Parintins e Santa Izabel do Rio Negro localizados no comunitária para gerir melhor os recursos. Os produtos
estado do Amazonas. A caracterização da pesquisa é de oriundos da floresta são valorizados por serem uma
campo e bibliográfica, é analisada de campo por ter sido representação cultural e social dos povos da Amazônia, além
aplicado questionário a população amostral, e também é de ser uma atividade geradora de renda, para a melhoria da
considerada bibliográfica pelos delineamentos contidos na qualidade de vida das pessoas. Por isso, destacamos que
revisão de literatura pertinente ao tema. Tecnologias: o deve-se haver maior incentivo para o manejo, principalmente
manejo florestal de produtos não madeireiros nas praticas uma maior organização, seja por meio de associações ou
pedagógicas dos discentes do curso técnico em florestas cooperativas de artesãos para melhorar técnicas de coletas,
do CETAM nos municípios de Parintins e Santa Isabel do beneficiamentos e produções mais eficientes e menos
Rio Negro, classifica-se como uma pesquisa descritiva e danosas a floresta, como também buscar investimentos para o
exploratória. No levantamento dos dados foram definidos desenvolvimento da atividade e das comunidades.
os espaços da região do Alto e médio amazonas e o
possível potencial de produtos não madeireiros, para Referências
alinhar ao Plano-Ação da pesquisa. MEDINA, G. P. B. Avaliação financeira do manejo florestal comunitário.
Novos Cadernos NAEA, v. 14, n. 2, 2011.