Você está na página 1de 23

ANALISE DE SISTEMAS DE

ENERGIA I

Professor: Murilo Reolon Scuzziato


CONTEÚDO

 Introdução

 Máquinas síncronas
 Circuitos equivalentes e diagrama fasorial
 Controle de potência da máquina síncrona
 Controle de tensão dor gerador
 Curva de Capabilidade

 Transformadores
 Circuito equivalente
 Autotransformadores
 Transformadores 3Ø
 Transformadores com tap variável

2
INTRODUÇÃO

 Estrutura típica de um SEE

3
TRANSFORMADORES

 As principais características do transformador são:


 os enrolamentos possuem resistência, às quais estão associadas perdas de potencia ativa
 a permeabilidade do núcleo é finita e portanto uma corrente de magnetização é necessária
para manter o fluxo magnético no núcleo
 o fluxo magnético não está inteiramente confinado ao núcleo
 existem perdas de potência ativa e de potência reativa no núcleo

4
TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA

 Elementos essenciais em qualquer sistema de potência.


 Formados por transformadores trifásicos ou bancos de 3 transformadores monofásicos.
 Viabilizam a transformação do nível de tensão entre os sistemas de geração,
transmissão, sub-transmissão e distribuição de energia elétrica.
 Há, em geral, 4 ou 5 transformações entre a geração e o uso final da energia elétrica

5
CIRCUITO EQUIVALENTE

 Modelo exato ou ideal


N1 : N 2

 Modelo exato referido ao primário

2 2
N  N 
Z 2   1  R2  j  1  X 2
 N2   N2 

6
CIRCUITO EQUIVALENTE

 Modelo Aproximado Referido ao Primário

V1  V2  ( Re1  jX e1 ) I 2

 Modelo Simplificado Referido ao Primário 2


 N1 
Re1  R1    R2 ;
 N2 
2
 N1 
X e1  X 1    X 2 ;
 N2 
*
S
I 2  L
3V2*
7
CIRCUITO EQUIVALENTE

 Em geral a corrente de excitação é aproximadamente 5 % da corrente nominal tal que,


a menos que a corrente de excitação seja de particular interesse, costuma-se desprezá-
la

 transformadores de grande porte, com potência aparente nominal maior do que 500
kVA, possuem enrolamentos com as resistências desprezíveis quando comparadas
com as reatâncias de dispersão, e portanto essas resistências podem ser desprezadas

8
CIRCUITO EQUIVALENTE

9
CIRCUITO EQUIVALENTE

10
PARÂMETROS DO CIRCUITO EQUIVALENTE

 Circuito equivalente p/ teste de circuito aberto:

V12 V1
Rc1  ; Ic  ;
P0 Rc1
V1
I m  I  I ; X m1 
2
0
2
c
Im

 Circuito equivalente p/ teste de curto-circuito:

Vsc Psc
Z e1  ; Re1  2
;
I sc ( I sc )
X e1  Z e21  Re21

11
RENDIMENTO

 Para um transformador pode-se calcular o rendimento através da medição da potência


ativa no enrolamento primário e no enrolamento secundário, ou, através das potências
aparentes, primário e secundário, obtidas pelos produtos das respectivas medidas de
tensão e corrente
potência de saída n  S  fp
 
potência de entrada (n  S  fp )  n 2  Pco  Pc
onde n  fração da carga nominal; S  potência aparente nominal;
Pco  perdas no cobre ; Pc  perdas no ferro e fp  fator de potência da carga
 Exemplo. Para um determinado transformador foram realizadas as seguintes medidas:

12
AUTOTRANSFORMADORES

 O autotransformador é um dispositivo no qual as bobinas estão acopladas elétrica e


magneticamente. Isto representa a principal diferença entre este tipo de equipamento e
o transformador convencional

V1 N1 N1 VH
 a VH  VL  VL  (1  a)VL   1 a
V2 N 2 N2 VL
I 2 N1 IL
 a  1 a
I1 N 2 IH 13
AUTOTRANSFORMADORES

As correntes I1 e I2 nominais
(capacidade) continuam sendo as
mesmas nas bobinas

14
AUTOTRANSFORMADORES

 Ganho de potência
Ligação 1 Ligação 2
𝑆𝑎𝑢𝑡𝑜 𝑉1 𝐼1 + 𝐼2 𝑁1 𝑆𝑎𝑢𝑡𝑜 𝑉1 + 𝑉2 𝐼1 𝑁2 1
= =1+ =1+𝑎 = =1+ =1+
𝑆𝑡𝑟𝑎𝑓𝑜 𝑉1 𝐼1 𝑁2 𝑆𝑡𝑟𝑎𝑓𝑜 𝑉1 𝐼1 𝑁1 𝑎

 Por causa da conexão elétrica entre os enrolamentos, o autotransformador possui uma


eficiência maior do que a do transformador convencional. A corrente de excitação é
mais baixa e o seu custo é mais reduzido (se a relação de transformação não é
demasiadamente elevada)
 A transferência de potência do lado H para o lado L é realizada em parte por indução
eletromagnética e parte diretamente pelos enrolamentos (potência conduzida).
 Comparando-se com transformadores de 2 enrolamentos de mesma potência, os
autotransformadores são menores, mais eficientes e tem menor impedância interna.

15
AUTOTRANSFORMADORES

 Autotransformadores trifásicos são largamente utilizados na interligação de níveis de


tensão com relação em torno de 2 ou 3
 Em relações mais elevadas o ganho de potência é relativamente pequeno
 Uma desvantagem dos autotransformadores é que, devido a conexão elétrica dos
enrolamentos, as sobretensões transitórias passam mais facilmente através do
autotransformador

 Circuito Equivalente por fase

16
AUTOTRANSFORMADORES

 Exemplo
Sauto (1200)(300)(103 ) 360 kVA
 3
 6
Strafo (250)(240)(10 ) 60 kVA

 O aumento dramático na capacidade em kVA, produzida pela ligação de um transformador


isolado como autotransformador, tem como motivo o tamanho menor de um
autotransformador da mesma capacidade em comparação a um transformador isolado
comum. Deve-se levar em conta, entretanto, que, apenas quando a relação das tensões
primária e secundária se aproxima da unidade (relação do autotrafo), ocorre este marcante
aumento de capacidade. Se há uma grande relação entre as tensões primária e secundária,
a capacidade em kVA tem um acréscimo, mas não tão marcante. (Para a > 10, o acréscimo
em kVA é menor que 10%.)
17
AUTOTRANSFORMADORES

 Exemplo: Dispõe-se dos seguintes equipamentos:


 fonte variável de 1,5 kV , 40 kVA
 transformador de 30 kVA , 1,5/13,8 kV
 carga resistiva de 30 kW , 15 kV
 Conectar convenientemente os terminais das bobinas do transformador de forma a
conciliar a tensão nominal na carga com a tensão nominal na fonte e calcular:
 a) a corrente e a tensão fornecidas pela fonte, para tensão e potência nominais na carga
 b) a potência fornecida pela fonte
 c) a parcela da potência entregue à carga que é transmitida devido à ligação elétrica dos
enrolamentos
 d) a variação percentual de capacidade do “trafo” na ligação “autotrafo”

18
AUTOTRANSFORMADORES

19
AUTOTRANSFORMADORES

20
AUTOTRANSFORMADORES

21
EXERCÍCIOS

 1) Um transformador monofásico tem 2000 voltas ou espiras no enrolamento primário e 500


no secundário. As resistências dos enrolamentos são r1=2,0 Ω e r2=0,125 Ω. As reatâncias
de dispersão são x1=8,0 Ω e x2=0,5 Ω. A resistência da carga Z2 é de 12 Ω. Encontre o valor
de V2 quando a tensão aplicada no primário é de 1200V. Desconsidere a corrente de
magnetização. Determine o circuito equivalente referente ao primário.
 2) Um transformador monofásico tem valores nominais de 15 MVA e 11,5/69kV. Se o
enrolamento de 11,5 kV (enrolamento secundário) é curto-circuitado, circula uma corrente
igual a corrente nominal quando a tensão aplicada no enrolamento primário for de 5,5 kV. A
potência de entrada é de 105,8 kW. Encontre r1 e x1 em ohms referentes ao terminal de alta
tensão
 3) Um transformador monofásico de dois enrolamentos possui as seguintes características:
20 kVA, 480/120 V e 60 Hz. Uma fonte de alimentação é conectada no lado de alta,
enquanto uma impedância de carga é ligada no lado de baixa. Sabe-se que a carga absorve
15 kVA com um fator de potência de 0,8 atrasado quando a tensão na carga é de 118 V.
Assumindo o transformador como ideal, calcule:
 a) A tensão no enrolamento de 480 V;
 b) A impedância da carga;
 c) A impedância da carga referida ao lado de alta;
 d) A potência real e reativa fornecida pela fonte de alimentação.

22
EXERCÍCIOS

 4) Um transformador de 120/480 V e 10 kVA deve ser usado como autotransformador


para fornecer 480 V a um circuito a partir de uma fonte de 600 V. Quando testado como
um transformador de dois enrolamentos usando a carga nominal, com fator de potência
unitário, seu rendimento é 0,979
 a) Faça um diagrama das conexões do autotransformador
 b) Determine a sua potência aparente nominal (em kVA) como autotransformador
 c) Encontre o seu rendimento como autotransformador a plena carga, com um fator de
potência de 0,85 indutivo.
 5) No ensaio de curto circuito para um transformador monofásico de dois enrolamentos,
com valores de placa 20 kVA, 480/120 V, 60 Hz, foram medidas as seguintes
grandezas: 300 watts, 35 V e 41,667 A. Determine:
 a) os valores de placa de um autotransformador com relação de transformação 600/120 V,
construído à partir deste transformador monofásico
 b) o circuito equivalente do transformador e do autotransformador
 c) a tensão, a corrente, a potência aparente na entrada e as perdas de potencia ativa e
reativa quando cada um deste equipamentos supre uma carga nominal com fator de
potencia 0,8 atrasado, na tensão nominal nos respectivos lados de alta tensão

23

Você também pode gostar