Você está na página 1de 7

ISO 9001

Paginação:
1/7
SAN.T.IN.NT 31 Data da Emissão:
18.12.2006
Revisão:
03
Data da Aprovação:
21.05.2010
Aprovação:

Identificação de Condutores Elétricos Dir. Técnica

SUMÁRIO:
1. FINALIDADE
2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO
3. CONCEITOS BÁSICOS
4. PROCEDIMENTOS
5. REFERÊNCIAS
6. ANEXOS

1. FINALIDADE

Esta norma tem como finalidade regulamentar os princípios básicos e procedimentos de


identificação através de cores, de condutores elétricos isolados, unipolar ou veia de cabo
multipolar e barramentos, em sistemas de alimentação elétrica de extra baixa tensão,
baixa tensão e média tensão.
Os condutores deverão ser facilmente identificáveis nos pontos visíveis ou acessíveis,
por exemplo: caixas de passagens, conduletes, painéis, CCM’s, subestações, etc.
Os barramentos instalados em subestações e/ou cubículos deverão ser pintados em toda
sua extensão, exceto nos pontos de conexão.

2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO

Esta norma é aplicada a todos os setores que direta ou indiretamente estejam envolvidos
com instalação elétrica: Projeto - TP, Obras - TO, Manutenção - TM e Suprimentos –
FX; assim como Empresas Contratadas e Empreendimentos, que deverão seguir esta
norma na íntegra.
Esta norma contempla principalmente as novas instalações que serão projetadas e / ou
construídas após sua data de aprovação. E também para todas as reformas que forem
executadas nas instalações administrativas e operacionais existentes, ficando a cargo
dos setores envolvidos a sua aplicação e fiscalização.

3. CONCEITOS BÁSICOS

A necessidade de identificação dos condutores elétricos tem como objetivo a melhoria na


identificação e segurança das instalações elétricas da SANASA.

4. CLASSES DE TENSÃO

Serão consideradas nesta Norma as seguintes classes de tensão:

Extra Baixa Tensão (EBT): Tensão não superior a 50 Volts em corrente alternada ou
120 Volts em corrente continua, entre fases ou entre fase e terra;
Baixa Tensão (BT): Tensão superior a 50 Volts em corrente alternada ou 120 Volts em
corrente contínua e igual ou inferior a 1000 Volts em corrente alternada ou 1500 Volts em
corrente contínua, entre fases ou entre fase e terra;

Impressão não controlada


ISO 9001
Paginação:
2/7
SAN.T.IN.NT 31 Data da Emissão:
18.12.2006
Revisão:
03
Data da Aprovação:
21.05.2010
Aprovação:

Identificação de Condutores Elétricos Dir. Técnica

Alta Tensão (AT): Tensão superior a 1000 Volts em corrente alternada ou 1500 Volts em
corrente contínua, entre fases ou entre fase e terra.

5. PROCEDIMENTOS

5.1. Extra Baixa Tensão

5.1.1. Tensão em CC: Fios e Cabos

5.1.1.1. Positivo
Na cor Vermelha, com identificação através de anilhas com o sinal gráfico +;

5.1.1.2. Negativo
Na cor Preta, com identificação através de anilhas com o sinal gráfico –;

5.1.2. Condutor para sinal (4 a 20 mA) e / ou rede RS485

5.1.2.1. Tipo / Bitola


5.1.2.1.1. Deverá ser utilizado cabo do tipo AF com bitola máxima de 2 x 1,00
mm² + Shield.

5.1.2.2. Construção
5.1.2.2.1. Condutor interno em corda de fios de cobre estanhado, blindagem
em trança de cobre estanhado com cobertura superior a 75 %.

5.1.2.3. Isolação
5.1.2.3.1. Cobertura do cabo positivo ou Data +, na cor Vermelha.
5.1.2.3.2. Cobertura do cabo negativo ou Data -, na cor Branca.
5.1.2.3.3. Cobertura final do cabo em polietileno na cor Preta

5.2. Baixa Tensão: Fios e Cabos

5.2.1. Bitolas até 16 mm²

5.2.1.1. Condutor de Fase

5.2.1.1.1. Fase R – cor Preta


5.2.1.1.2. Fase S – cor Branca
5.2.1.1.3. Fase T – cor Vermelha

5.2.1.2. Condutor de Neutro

5.2.1.2.1. Azul – Claro


(Nota: A veia com isolação azul-claro de um cabo multipolar pode ser
usada para outras funções, que não a de condutor neutro, se o

Impressão não controlada


ISO 9001
Paginação:
3/7
SAN.T.IN.NT 31 Data da Emissão:
18.12.2006
Revisão:
03
Data da Aprovação:
21.05.2010
Aprovação:

Identificação de Condutores Elétricos Dir. Técnica

circuito não possuir condutor neutro ou se o cabo possuir um


condutor periférico utilizado como neutro).

5.2.1.3. Condutor de Proteção (PE)

5.2.1.3.1. Dupla coloração Verde – Amarela ou cor Verde


(Nota: Estas cores devem ser utilizadas exclusivamente na função
de proteção)

5.2.1.4. Condutor PEN

5.2.1.4.1. Azul-Claro, com marcação em Verde-Amarelo;

5.2.1.5. Demais Condutores

5.2.1.5.1. Condutores de Retorno

5.2.1.5.1.1. Para instalações elétricas prediais, deverá ser utilizado no


comando de iluminação (retorno), cabo na cor AMARELA, entre
interruptor(es), paralelo(s) ou intermediário(s), ou entre
interruptor(es) e a(s) lâmpada(s).

5.2.1.5.2. Qualquer condutor isolado, cabo unipolar ou veia de cabo multipolar


utilizado como Condutor de Comando deve ser identificado de
acordo com esta função. Em caso de identificação por cor, poderá
ser utilizada qualquer cor, observadas as restrições estabelecidas
nesta norma.

Nota: Por razões de segurança, não deve ser usada a cor de isolação
exclusivamente amarela onde existir o risco de confusão com a dupla
coloração Verde-Amarela, cores exclusivas do condutor de proteção.

5.2.2. Bitolas de 25 mm² a 240 mm²

5.2.2.1. Condutor de Fase

5.2.2.1.1. Fase R - Cobertura do cabo na cor Preta, com identificação na cor


Preta;
5.2.2.1.2. Fase S - Cobertura do cabo na cor Preta, com identificação na cor
Branca;
5.2.2.1.3. Fase T – Cobertura do cabo na cor Preta, com identificação na cor
Vermelha;

5.2.2.2. Condutor de Neutro

Azul – Claro

Impressão não controlada


ISO 9001
Paginação:
4/7
SAN.T.IN.NT 31 Data da Emissão:
18.12.2006
Revisão:
03
Data da Aprovação:
21.05.2010
Aprovação:

Identificação de Condutores Elétricos Dir. Técnica

5.2.2.3. Condutor de Proteção (PE)

Verde

5.2.3. Bitolas de 300 mm² e acima

5.2.3.1. Condutor de Fase.

5.2.3.1.1. Fase R – Cobertura do cabo na cor Preta, com identificação na cor


Preta;
5.2.3.1.2. Fase S – Cobertura do cabo na cor Preta, com identificação na cor
Branca;
5.2.3.1.3. Fase T – Cobertura do cabo na cor Preta, com identificação na cor
Vermelha;

5.2.3.2. Condutor de Neutro

Cobertura do cabo na cor Preta, com identificação na cor Azul – Claro;

5.2.3.3. Condutor de Proteção (PE)

Cobertura do cabo na cor Preta, com identificação com dupla coloração


Verde – Amarela ou cor Verde;

5.2.4. Baixa Tensão: Cabos Multipolares

5.2.4.1. 2 Condutores (bipolar)

5.2.4.1.1. 1 veia na cor Preta


5.2.4.1.2. 1 veia na cor Azul Claro

5.2.4.2. 3 Condutores (tripolar)

5.2.4.2.1. 1 veia na cor Preta


5.2.4.2.2. 1 veia na cor Branca
5.2.4.2.3. 1 veia na cor Azul Claro

5.2.4.3. 4 Condutores (tetrapolar)

5.2.4.3.1. 1 veia na cor Preta


5.2.4.3.2. 1 veia na cor Branca
5.2.4.3.3. 1 veia na cor Vermelha
5.2.4.3.4. 1 veia na cor Azul Claro

Impressão não controlada


ISO 9001
Paginação:
5/7
SAN.T.IN.NT 31 Data da Emissão:
18.12.2006
Revisão:
03
Data da Aprovação:
21.05.2010
Aprovação:

Identificação de Condutores Elétricos Dir. Técnica

5.2.4.4. 5 Condutores (pentapolar)

5.2.4.4.1. 1 veia na cor Preta


5.2.4.4.2. 1 veia na cor Branca
5.2.4.4.3. 1 veia na cor Vermelha
5.2.4.4.4. 1 veia na cor Azul Claro
5.2.4.4.5. 1 Veia na cor Verde / Amarela

5.2.5. Baixa Tensão: Barramentos

5.2.5.1. Condutor de Fase para sistemas de Medição deverá ser de acordo com
as normas da Concessionária.

5.2.5.2. Condutor de Fase para Painéis de Distribuição e CCM’s

5.2.5.2.1. Fase R – Cor Preta


5.2.5.2.2. Fase S – Cor Branca
5.2.5.2.3. Fase T – Cor Vermelha

5.2.6. Condutor de Neutro

Azul – Claro

5.2.7. Condutor de Proteção (PE)

Verde /Amarelo ou Verde

5.3. Alta Tensão: Cabos e Barramentos

5.3.1. Fase V (antiga fase A) – Cor Vermelha


5.3.2. Fase A (antiga fase B) – Cor Azul Escuro (Azul Royal)
5.3.3. Fase B (antiga fase C) – Cor Branca

5.4. Painéis de Comando

5.4.1. Circuitos de Força Baixa Tensão

5.4.1.1. Cor Preta - Classe de Isolação de 0,6 / 1,0 kV - 90º C

Obs.: Identificar as fases através de fita colorida conforme Item 5.2

5.4.2. Circuitos de Controle em Corrente Alternada

5.4.2.1. Fase - Cor Cinza


5.4.2.2. Comum – Cor Cinza

Impressão não controlada


ISO 9001
Paginação:
6/7
SAN.T.IN.NT 31 Data da Emissão:
18.12.2006
Revisão:
03
Data da Aprovação:
21.05.2010
Aprovação:

Identificação de Condutores Elétricos Dir. Técnica

5.4.3. Circuitos de Controle em Corrente Continua

5.4.3.1. Positivo - Cor Vermelha


5.4.3.2. Negativo – Cor Preta

5.4.4. Circuito de Medição de Tensão (Voltímetro)

Cor Amarela – Classe de Isolação 750 V

5.4.5. Circuito de Medição de Corrente (Amperímetro)

Cor Marrom – Classe de Isolação 750 V

5.4.6. Condutor de Neutro

Cabo Isolado na Cor Azul Claro

5.4.7. Condutor de Proteção (PE)

5.4.7.1. Cabo Nú
5.4.7.2. Cabo Isolado na Cor Verde ou Verde / Amarelo

5.4.8. Circuitos de Força Alta Tensão

5.4.8.1. Conforme o item 5.3

6. REFERÊNCIAS

Esta Norma interage com os seguintes documentos:

• NBR 5410 – Instalações Elétricas de Baixa Tensão - ABNT;


• NR 10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade;
• GED 2855 - Fornecimento em Tensão Primária 15 kV e 25 kV – CPFL;
• GED 13 - Fornecimento em Tensão Secundária de Distribuição – CPFL;
• NBR IEC 60439-1 - Conjuntos de manobra e controle de baixa tensão;
• SAN.P.IN.PR 01 – Controle de Documentos Internos;
• SAN.P.IN.PR 02 – Controle de Registros.

Impressão não controlada


ISO 9001
Paginação:
7/7
SAN.T.IN.NT 31 Data da Emissão:
18.12.2006
Revisão:
03
Data da Aprovação:
21.05.2010
Aprovação:

Identificação de Condutores Elétricos Dir. Técnica

7. ANEXOS

HISTÓRICO DE ALTERAÇÕES

DATA REV. PÁG. DESCRIÇÃO NOME/SETOR


18/12/2006 01 05/07 Acrescentado Item 5.4 Roberto Galani - TPP
03/07 Alterado Item 5.2.1.5
17/06/2009 02 Roberto Galani - TPP
05/07 Alterado Item 5.4
06/07 Alterado Item 5.4.5
05/07 Alterado Item 5.2.5.1
21/05/2010 03 Roberto Galani - TPP
05/07 Acrescentado o Item 5.2.5.2
06/07 Retirada referência a NBR 6808

Impressão não controlada