Você está na página 1de 7

Suponha que 1,00 kg de água a 100 ⁰C seja convertido em vapor a 100⁰C à pressão atmosférica

padrão (1,00 atm = 1,01 x105Pa). O volume da água varia de um valor inicial de 1,00 x 10 -3
como líquido para 1.671 m³ como vapor.

Tem-se:

m=massa
P= pressão
Vo=volume inicial
Vf =volume final
LV =calor latente de vaporização

m=1,00 kg P=1,01 x 105 Pa Vo=1,00 x 10−3 m ³


Vf =1671 m ³ LV =2256 kJ /kg

Define-se para efeitos de cálculo:

I – O Trabalho do sistema foi positivo, considerando o aumento do volume.

Como volume aumenta, o trabalho realizado pelo sistema é positivo. Em contraparte, se o


sistema é que sofre o trabalho de um meio externo, o volume diminui, e o trabalho é dito
negativo.

II – O módulo do trabalho realizado é 169KJ

O trabalho W pode ser calculado pela expressão W =p (Vf −Vo);

W =1,01 x 105 (1671−1,00 x 10−3)


W =1,69 x 105 J =169 KJ

III – A quantidade de energia transferida em calor, que provocou a mudança de fase, é igual
a 3500KJ.

A quantidade de energia em forma de calor será dada por Q=m LV , já que a temperatura
permanece a mesma e há apenas uma mudança de fase.

Q=1.2256
Q=2256 KJ
IV – A variação de energia interna é aproximadamente 2000KJ.

A variação de energia interna do sistema será dada por Δ E=Q−W


Δ E=2256−169=2090 KJ
Suponha que você esteja trabalhando no projeto de um revestimento cerâmico para cobrir
uma peça tubular de um motor que opera em alta temperatura, mas cujo calor cedido ao
ambiente pode danificar o mecanismo e torná-lo menos eficiente. Para evitar também o
superaquecimento do material é aceitável para a peça uma perda limiar de calor de 420 J/s,
que será revestida por uma camada cerâmica de área 1.2 m². Sabendo que a diferença de
temperatura entre o interior e o exterior do tubo pode atingir no máximo 100 K e que a
condutividade térmica do material cerâmico que o reveste é de 0.04 W/mK, analise as
sentenças a seguir:

Tem-se:

Pcond . =taxa de condução

A=área
T Q=temperatura fonte quente

T F =temperatura fonte fria

k =constante de condutividade térmica


L=espesura
Equação da taxa de condução de calor, que é também conhecida como Potência:

Q T Q−T F
Pcond . = =k . A
t L

Pcond . =420 J /s A=1,2m2 ( T Q −T F )=100 K k=0,04 W /mK

Define-se para efeitos de cálculo:

I - A espessura da camada cerâmica deverá ter 1.1 cm.

T Q−T F
A espessura da camada pode ser calculada através da equação Pcond . =k . A ;
L
Isolando a espessura L:

T Q −T F
L=k . A
Pcond .
100
L=0,04 .1,2
420
L=0,01143 m≅ 1,1 cm
II- Quanto maior o valor da condutividade térmica do revestimento, maior será o isolamento
térmico do material revestido.

Quanto maior a condutividade térmica do material, mais facilmente ele irá trocar calor
com o meio, logo menor será seu isolamento térmico;

III - Após um minuto de uso, a quantidade de calor cedida ao ambiente será de 25200 J.

Q
Usando Pcond . =
t
, com t = 1min, calculamos a quantidade de calor cedida ao
ambiente;

Q
420 J /s= =¿ Q=420 J /s .60 s=25200 J
60 s

IV- A potência térmica cedida pela peça ao ambiente será de 420 W.

Potência no S.I. é dada em 1 J/s = 1W, logo Pcond . =420 J /s=420 W


Um lingote de cobre de massa m=75 g é aquecido em um forno de laboratório até a
temperatura T =312 ° C . Em seguida, o lingote é colocado em um béquer de vidro contendo
uma massa m=220 g de água. A capacidade térmica Cb do béquer é 45 cal/K . A temperatura
inicial da água e do béquer é Ti=12 ° C . Supondo que o lingote, o béquer e a água são um
sistema isolado e que a água não é vaporizada, analise as sentenças a seguir:

Tem-se:

m Cu =75 g

m água =220 g

cal
C b=45
K
Ti ÁGUA /BEQUER =12 ° C=285 K

T i COBRE=312° C=585 K

ÁGUA COBRE BEQUER


m = 220g m = 75g C = m.c = 45 cal/K
c = 1 cal/g.K c = 0,0923 cal/g.K
Ti = 285K Ti = 585K Ti = 285K
Tf = Tf= Tf=

I – A temperatura de equilíbrio térmico do sistema é 20° C

Equilíbrio térmico, usamos a relação

Q ÁGUA +Q COBRE +Q BEQUER =0


mc ( Tf −Ti ) +mc ( Tf −Ti ) +C ( Tf −Ti ) =0
Como Tf = equilíbrio térmico é igual para todas as 3, podemos por em evidência e
isolar Tf.

Trabalhando a equação:
m ÁGUA . c ÁGUA . Tf −m ÁGUA .c ÁGUA . Ti+mCOBRE . c COBRE . Tf −mCOBRE . c COBRE .Ti+C BEQUER . Tf −C BEQUER . Ti

m ÁGUA . c ÁGUA . Tf + mCOBRE . c COBRE .Tf +C BEQUER . Tf −mÁGUA . c ÁGUA . Ti−mCOBRE . c COBRE . Ti−C BEQUER . Ti

m ÁGUA . c ÁGUA . Tf + mCOBRE . c COBRE .Tf +C BEQUER . Tf =mÁGUA . c ÁGUA . Ti+mCOBRE . c COBRE . Ti+C BEQUER . Ti

m ÁGUA . c ÁGUA . Tf + mCOBRE . c COBRE .Tf +C BEQUER . Tf =mÁGUA . c ÁGUA . Ti+mCOBRE . c COBRE . Ti+C BEQUER . Ti

Tf (m ¿ ¿ ÁGUA .c ÁGUA +mCOBRE . c COBRE +C BEQUER )=m ÁGUA . c ÁGUA . Ti+ mCOBRE . c COBRE .Ti+C BEQUER . Ti¿
m ÁGUA .c ÁGUA . Ti+m COBRE . c COBRE . Ti +C BEQUER . Ti
Tf =
(m ¿ ¿ ÁGUA . c ÁGUA +m COBRE .c COBRE +C BEQUER )¿

220 .1 . 285+75 . 0,0923. 585+ 45. 285


Tf =
220 . 1+ 75. 0,0923+ 45

62700+ 4049,67 +12825


Tf =
220+6,9225+ 45

79574,6 7
Tf =
271,9225

Tf ≅ 292 ,64 K ≅ 19 ,64 ° C

Podemos arredondar para Tf = 20°C devido as perdas de arredondamento

II – A quantidade de calor cedida pelo lingote de cobre é aproximadamente 22Kcal;

Para a quantidade de calor do cobre, usamos:

QCu =mc ( Tf −Ti )


QCu =75.0,0923 ( 19,64−312 )
QCu =6,9225 ( 292,36 )
QCu =−2023,86 cal=−2,0238 Kcal
Cobre cedeu 2,0238 Kcal

III – A energia recebida pela água é 0,3Kcal;

Q Água =mc ( Tf −Ti )


Q Água =220.1 ( 19,64−12 )
Q Água =220 ( 7,64 )
Q Água =1680,8 cal = 1,6808Kcal
Água recebeu 1,6808 Kcal de energia.

IV – Esse sistema não é conservativo.

Por ser um sistema dito isolado, o sistema é conservativo. Pois não há perdas para o meio
externo.
O trabalho realizado em um sistema composto por um gás e um êmbolo é um ótimo exemplo
para o estudo dos fenômenos termodinâmicos, sendo um tipo de sistema que evolui no
diagrama Pressão versus Volume. Ele tira proveito da pressão definida como uma força que
atua sobre a superfície do êmbolo, seja para comprimir ou distender o sistema. Sobre a
primeira lei da termodinâmica, analise as sentenças a seguir:

I- O volume extra ocupado pelo gás, no evento de uma expansão, é dado pelo produto entre
a área do êmbolo e o deslocamento linear que este realiza.

Considere d = deslocamento linear, pela equação do volume de um cilindro, temos


V olume=A base . d . Está correta.

II- O trabalho realizado em um sistema (gás + êmbolo fixo) depende apenas da soma integral
do produto da pressão P pela variação do volume dV, a que o sistema é submetido.

Se o êmbolo é fixo, não haverá variação do volume, está errada.

III- O trabalho realizado sobre um êmbolo de área A, que se desloca de uma distância ds, é
igual aquele realizado pelo êmbolo para voltar a sua posição inicial, antes do deslocamento.

Pelo fato do sistema êmbolo se tratar de um sistema isolado, ele se conserva, logo o Trabalho
de ida e volta será o mesmo. Está correta.

IV- O trabalho realizado em um sistema (gás + êmbolo móvel) depende apenas da soma
integral do produto da pressão P pela variação do volume dV, a que o sistema é submetido.

T = trabalho; F = força; A= Área; p= pressão; V = volume

F
Usando: T =F . Δh ( Trabalho da força ) e p= ( equação da pressão )
A
F= p . A , logo, substituindo:
T = p . A . Δh e sendo Δ V = A . Δ h
T = p . ΔV =¿ T = p ( Vf −Vi )
Está correta.
Assinale a alternativa CORRETA:

A) As sentenças II e III estão corretas.

B) As sentenças I, III e IV estão corretas.

C) Somente a sentença I está correta.

D) As sentenças II e IV estão corretas.

Você também pode gostar