Você está na página 1de 3

LISTA HIDRAULICA

1. Uma adutora fornece a vazão de 150 L/s, através de uma tubulação de aço soldado,
revestido com esmalte, diâmetro de 400 mm e 2 km de extensão. Determinar a perda de
carga na tubulação, por meio da equação de Hazen-Williams, e comparar com a fórmula
universal da perda de carga. Dados: C= 130; (para temperatura de 20º a viscosidade
cinemática v = 1,01x10-6 m2/s; rugosidade: emínima=0,01mm, eusual=0,06mm,
emáxima=0,3mm. Resposta= 6,8 m
2. Uma tubulação em PVC, com 200m de comprimento e 100 mm de diâmetro, transporta uma
vazão de 12 L/s. No conduto há algumas conexões e aparelhos que estão mostrados na
figura.

A) A perda de carga continua.


B) A soma das perdas de cargas locais e sua percentagem em relação a perda de carga
continua.
C) A perda de carga total.
3. Exercício 2. Pelo método de comprimento equivalente.
4. Dois reservatórios que abastecem uma propriedade agrícola estão interligados por um
encanamento de ferro fundido usado (n=0,015), com 8 Km de comprimento. Um está
localizado na cota 186,0 e outro na cota 166,0. Pede-se:
A) O diâmetro teórico da tubulação para que o reservatório mais elevado forneça ao outro
cerca de 2635 m3, em 12 horas de operação.
B) Fazer o ajuste para o diâmetro comerciai.
C) Calcular o tempo efetivo para o fornecimento do volume estabelecido no item "a",
utilizando-se o diâmetro comercial.
OBS.: Usar a Fórmula de Manning.
5. Dois reservatórios deverão ser interligados por uma tubulação de ferro fundido (C = 130)
com um ponto alto em “C”. Desprezando as perdas localizadas e a parcela de energia
cinética, pede-se determinar:
A) O menor diâmetro comercial para a tubulação BD capaz de conduzir a vazão de 70 l/s,
sob a condição de carga de pressão na tubulação igual ou superior a 2,0 m.
B) A perda de carga adicional fornecida por uma válvula de controle de vazão, a ser
instalada próximo ao ponto D, para regular a vazão em exatos 70 l/s.
6. Um reservatório cujo nível d água está localizado no cota 100 abastece o ponto (1) a 1000m
de distância, localizado no cota 51, através de uma adutora de cimento amianto (C=140) de
100mm de diâmetro, com uma pressão de chegada de 10 m.c.a., como mostra o esquema
abaixo. Calcule o diâmetro teórico para que ò adutora de PVC (C=150) abasteça o ponto (2)
a 500m de distância, localizado no cota 61, com uma pressão de chegada de 5 m.c.a., e com
a metade da vazão da adutora que abastece o ponto (1). (Usar Hazen- Willians)

7. Os pontos A e B estão separados de 900 m, numa tubulação nova de aço,


com 250 mm de diâmetro. O ponto B está 66 m acima do ponto A. Sendo a descarga de 90
L/s, qual a pressão no ponto A para que em B, ela seja de 3,5 kgf/cm 2?(Usar a Fórmula
Hazen-Williams). Resposta: PA = 112,54 m ou 11,25 kgf/cm2.
8. Uma tubulação de aço, com 10" de diâmetro e 1600m de comprimento, transporta
1.892.500 1/dia de óleo combustível a uma temperatura de 25 graus C. Sabendo que a
viscosidade cinemática ao referido fluido àquela temperatura é da ordem de 0,00130 m2/s,
responda:
A) Qual o regime de escoamento a que está submetido o fluido?
B) Qual a perda de carga normal ao longo do conduto?

9. Uma tubulação nova, de ferro fundido, de 0,150m de diâmetro, trabalha com água, à
velocidade de 3m/seg, sendo a temperatura de 1,7 graus C. Qual a perda de carga numa
extensão de 600m ? Usar a Fórmula Universal). Dado : L = 0,00025 m
10. Uma canalização de ferro-fundido (Ƹ = 0,00026 m) com 0,15 m de diâmetro e 360 m de
extensão, escoa água a uma temperatura de 26,5 graus C. Calcule a velocidade e a vazão,
quando a perda de carga for de 9,3 m.c.a., através da Fórmula Universal. Considere
viscosidade 8,69.10-7.
11. Uma adutora de ferro fundido novo de 250 mm de diâmetro conduz uma vazão de 50 1/s.
Estime qual será a vazão após 40 anos de uso. (Usar a Fórmula de Hazen-Williams).
12. Uma adutora, composta por dois trechos em série, interliga dois reservatórios cuja diferença
de nível é 15 m. O primeiro possui 1000 m de extensão e diâmetro 400 mm, o outro, 800 m
de comprimento e 300 mm de diâmetro. Ambos os trechos possuem “f” igual a 0,020.
Desconsiderando as pardas de carga localizadas, pede-se:
A) Determinar a vazão escoada.
B) Calcular a nova vazão se for instalada, paralelamente ao trecho 2, uma tubulação com
900 m de comprimento, 250 mm de diâmetro e com o mesmo coeficiente de perda de
carga (f = 0,020).
13. No sistema hidráulico da figura, determinar o diâmetro do trecho (2) e o nível d’água N3 do
reservatório R3, admitindo que as tubulações sejam de ferro fundido usadas (C = 100 na
fórmula de Hazen-Williams).

Você também pode gostar