Você está na página 1de 2

Autor: Alex Bogagio

Titulo: 5 motivos pelo qual deve-se estudar e escudrinhar as Escrituras

I. O estudo da teologia tem sido ignorado por muitos cristãos, pois acreditam que os
estudantes desta ciência têm a pretensão de reduzir Deus a um objeto de estudos
científicos. Mediante o que foi estudado sobre a Teologia, seu conceito e limitações,
apresente 5 argumentos bem estruturados defendendo o estudo da Teologia.
O estudo teológico e sistemático da Bíblia é de suma importância para o cristão. A seguir,
apresenta-se 5 motivos pelo qual deve-se estudar e escudrinhar as Escrituras.

1. Para conhecer a Deus e crer no seu filho Jesus Cristo


A traves das Sagradas Escrituras, Deus se revela ao homem, pois esse é o registro das
revelações de Deus à humanidade. A falta deste conhecimento é como estar com os olhos
vendados, impossibilitando o ser humano de ver e desfrutar da sublime Graça e tudo o que
ela lhe proporciona. Conforme diz a segunda carta do apóstolo Paulo aos coríntios, no
capítulo quatro e versículo quatro: “...o deus deste século cegou o entendimento dos
incrédulos, para que não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a
imagem de Deus”, esta é a condição das pessoas que não tem a revelação da Palavra de
Deus, elas caminham na escuridão do pecado e não creem, e mesmo os crentes, não
crescem espiritualmente nesse conhecimento quando não escudrinham a Palavra,
permanecem crentes imaturos muitos perecem por falta de conhecimento (Oséias 4.6).
Porém aqueles que se aprofundam no conhecimento da palavra de Deus, obtém a luz para o
seu caminho (Salmo 119.105) e crescimento espiritual.
Quando se estuda a Palavra de Deus, usando adequadamente as ferramentas que está à
disposição do estudante das Escrituras, este passará a conhecer a Deus por meio da Palavra,
conforme diz o texto no evangelho de João 5.39, afirmando que o exame das Escrituras
testifica a respeito Dele, e no capitulo 20 e versículos 30 e 31 diz: Jesus, pois, operou
também em presença de seus discípulos muitos outros sinais, que não estão escritos neste
livro.
Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para
que, crendo, tenhais vida em seu nome.

2. Para glorificar a Deus


Quanto mais se estuda a Palavra de Deus, mais se conhece a Deus. o Conhecimento de Deus
é inesgotável! E quanto mais o cristão o conhece mais o glorifica, um cristão comprometido
com o estudo das Sagradas Escrituras, glorifica a Deus diante das suas obras maravilhosas,
seus feitos, suas palavras, e as manifestações do seu caráter e poder.
Na versão Almeida Corrigida Fiel, os versículos nove, dez e onze, da carta do apostolo Paulo
aos filipenses, fala que sua oração era para que aqueles cristãos crescessem mais e mais na
ciência e no conhecimento para a aprovação das coisas excelentes, levando-os a serem
sinceros, tendo um testemunho explicito até o dia do Senhor para a Gloria de Deus.
3. Para a santificação pessoal
Quando se estuda teologia e escudrinha as Escrituras Sagradas, aprende-se como deve ser o
comportamento do cristão, diante de Deus e do próximo. A leitura e meditação Palavra de
Deus é uma das disciplinas da vida cristā e a esta, o principal meio de santificação. A Palavra
é como água que purifica, santifica: Em Efésios 5.26 diz: Para a santificar, purificando-a com
a lavagem da água, pela palavra
E no evangelho de João 17.17 diz “ Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade”.

4. Para refletir Deus ao mundo


Como templo do Espirito Santo (1 Cor 6.19) e como corpo de Cristo na terra (1 Cor 12.27), o
cristão deve refletir Cristo ao mundo; A palavra de Deus em Gêneses Capitulo um e o
versículo vinte e sete, diz ‘’E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o
criou...”. Quanto mais o cristão conhece a Deus, mais ele conhece a si mesmo, que é a
imagem de Deus. Por meio de Jesus a imagem que outrora havia sido distorcida pelo
pecado, agora, pela Graça é restaurada, e como um espelho, o cristão também reflete ao
mundo a imagem de cristo em sua vida.
Partindo do primeiro argumento ao terceiro, percebe-se que, quanto mais se conhece a
Deus, mais o cristão o glorifica e busca ter uma vida em santidade, e assim, mais irá refletir
Cristo a traves da sua vida.

5. Para não ser enganado com falsas doutrinas


As doutrinas bíblicas são os ensinamentos e princípios bíblicos nos quais está fundamentada
a fé cristã. Todo ensino que está fora desses princípios compromete a fé. Muitos usam a
palavra de Deus, porém, aproveitam versículos isolados, totalmente fora do seu contexto,
mal interpretando-os fazendo disso uma falsa doutrina, um falso ensinamento, e
comprometendo sua fé e o crescimento espiritual saudável de outras pessoas também,
porque não assumiram o desafio de estudar e escudrinhar as Escrituras Paulo advertiu sobre
essas pessoas em 2 Tim 4.3-4 Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo
contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo
coceira nos ouvidos;e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas.
Muitos são enganados pelas sutilezas de satanás, quando não conhecem a verdade.
As heresias surgem, de maneiras mui sutis, com meias verdades, e pequenas distorções, que
se assemelham á verdade, mas são mentiras, e somente o cristão conhecedor da verdade, é
capaz de detectar a mentira e não ser enganado. E a maneira mais eficaz de conhecer a
verdade, é estudando na fonte em que ela se encontra, estudando a Palavra com
profundidade. Assim como os cristão de Bereia, que são descritos em Atos 17.11: “Ora,
estes eram mais nobres do que os de Tessalônica, porque receberam a palavra com toda
avidez, examinando diariamente as Escrituras para ver se estas coisas eram assim” Atos
17.11. O próprio Cristo, foi tentado por Satanás, (Mateus capitulo 4.1-11) o qual usou as
Escrituras para tentá-lo, mas Cristo, conhecedor profundo delas, usou a Palavra de Deus
para defender-se e não cair no engano e tentação.

A teologia, o estudo profundo e sistemático da Palavra de Deus, leva o cristão á conhecer


mais a Deus, a glorifica-lo, a santificar a sua vida, a refletir Cristo ao mundo, pregando assim,
com o seu testemunho, e leva-o a permanecer na sã doutrina.