Você está na página 1de 47

Universidade Federal do Maranhão

Campus de Imperatriz
Disciplina de Fundamentos da Biologia Celular e Molecular

Aula 1

INTRODUÇÃO AO
ESTUDO DA CÉLULA
Profª Sibele Santos Fernandes

Julho de 2021 1
❖ Na aula de hoje:

1. Origem da célula

2. Vírus

3. Forma, tamanho e número celulares

4. Organização estrutural - Células procarióticas e eucarióticas

5. Célula vegetal x célula animal

6. Classificação das células

7. Evolução das células

2
Unidade estrutural e
CÉLULA funcional fundamental dos
seres vivos

Organismos menores → células únicas

Organismos maiores → multicelulares

• Células variam no tamanho, forma e função

especializada;

• Cada célula retém alguma individualidade e


> 1014 células
independência.

3
❖ ORIGEM DA CÉLULA

Fósseis mais antigos do que 1,5 bilhões


de anos estão limitados aqueles
organismos pequenos e relativamente
simples, semelhantes na forma e no
tamanho aos procariotos modernos

Células iniciais provavelmente


surgiram há 3,5 bilhões de anos

Lehinger (2011) 4
❖ ORIGEM DA CÉLULA

Aristóteles – Antiguidade Paracelso – Idade Média

“Todos os animais e vegetais, por mais complicados que


sejam, são constituídos por poucos elementos que se
repetem em cada um deles”

5
❖ ORIGEM DA CÉLULA

Aristóteles – Antiguidade Paracelso – Idade Média

“Todos os animais e vegetais, por mais complicados que


sejam, são constituídos por poucos elementos que se
repetem em cada um deles”

Avanços na área da microscopia

1590 → Primeiro microscópio 6


❖ ORIGEM DA CÉLULA

Robert Hooke - 1665

Fez cortes em cortiça e aumentou em 270 vezes


(microscópio simples)

Verificou a presença de compartimentos (cavidades)

Chamou de célula

Na verdade, ele visualizou apenas o envoltório da

Diminutivo do latino de célula, a parede celular

Cella = lugar fechado,


pequeno cômodo
7
❖ ORIGEM DA CÉLULA

1831 → Descoberta do núcleo celular

Robert Brown

8
❖ ORIGEM DA CÉLULA

1838 → Célula era a unidade básica dos vegetais


1839 → Essa premissa também era verdadeira para
animais

TEORIA CELULAR
Matthias Schleiden

Todos os organismos vivos são formados por células;


as células são as unidades morfológicas e funcionais
dos organismos vivos e todas as células surgem de
outra preexistente.
EXCEÇÃO: Vírus
Theodor Schwann
9
VÍRUS

Não são constituídos por células e


são de organização simples:
proteínas + material genético

Não tem atividade metabólica quando


fora da célula hospedeira

Não conseguem se multiplicar


sozinhos

10 a 100 vezes menores que as


bactérias

10
VÍRUS

➢ Os vírus que atacam as células animais não atacam as vegetais, e vice-versa:


• Vírus animais;
• Vírus vegetais.

➢ Os vírus das bactérias são chamados bacteriófagos, ou simplesmente


fagos.

11
VÍRUS

• Porção central: leva a informação genética, isto é, um genoma constituído, conforme o


vírus, de um filamento simples ou duplo de ácido ribonucleico ou desoxirribonucleico, no
qual estão contidas, em código, todas as informações necessárias para a produção de
outros vírus iguais;
• Porção periférica: constituída de proteínas, que protege o genoma, possibilita ao vírus
identificar as células que ele pode parasitar e, em determinados vírus, facilita a penetração
nas células. 12
VÍRUS

Alguns vírus maiores e


mais complexos
apresentam um
invólucro lipoproteico

Duas camadas lipídicas + proteínas virais

13
➢ TAMANHO E FORMA DAS CÉLULAS

5 a 100 μm
↑ tamanho - ↑ ↑ ↑ volume
Este tamanho é limitado pela relação Problemas sérios de alimentação e de trocas
entre a área da célula e seu volume de gases entre a célula e o meio externo
14
➢ TAMANHO E FORMA DAS CÉLULAS

FORMA das células varia e depende da sua função

Cada célula tem uma forma adaptada à

sua função, que é controlada pelos seus

genes e influenciada por diversos fatores

externos;

Exemplo:

▪ Pressão pode achatar as células;

▪ Nos vegetais a parede de celulose

provoca uma forma angulosa e nos

animais formas mais curvas.


15
https://www.todamateria.com.br/celulas-do-corpo-humano/
➢ NÚMERO DE CÉLULAS

UNICELULARES PLURICELULARES

Bactérias Vegetais

Protozoários Animais
16
➢ Componentes químicos da célula podem ser divididos em:

• Água
INORGÂNICOS
• Sais minerais

• Glicídios
• Lipídios
• Proteínas
ORGÂNICOS
• Enzimas
• Vitaminas
• Ácidos nucléicos
17
Proteínas fornecem a estrutura das
células e executam a maioria das
tarefas celulares Lodish (2014) 18
➢ Organização estrutural

PROCARIOTAS
• Do grego pro, antes;
• Material genético não está delimitado em um envelope nuclear;
• Não possuem núcleo ou estruturas internas delimitadas por
membrana;
• Sua estrutura é mantida pela parede celular;
• São organismos unicelulares que podem existir em associação,
formando colônias de células independentes.

EUCARIOTAS
• Do grego eu, “verdadeiro”, e karyon, “núcleo”;
• Contém o material genético organizado em cromossomos dentro
de um envelope nuclear;
• São organismos complexos e podem ser unicelulares ou
multicelulares;
• As células eucarióticas possuem várias organelas limitadas por
membranas no seu citoplasma, tais como, lisossomos,
peroxissomos, mitocôndrias, retículo endoplasmático e aparelho
de Golgi.
19
➢ PROCARIOTAS

▪ Único compartimento fechado, contendo o citoplasma e limitado pela membrana plasmática;


▪ Embora as células bacterianas não tenham um núcleo definido, o genoma de DNA circular é
bastante enovelado e condensado na região central da célula;
▪ Maioria dos ribossomos é encontrada na região da célula sem DNA;
▪ Algumas bactérias também possuem uma invaginação da membrana celular denominada
mesossomo, que está associada à síntese de DNA e à secreção de proteínas;
▪ Muitas proteínas se encontram em locais precisos dentro do citosol ou na membrana
plasmática, indicando a presença de uma organização interna elaborada. 20
➢ PROCARIOTAS

▪ As células bacterianas possuem uma parede celular, adjacente ao lado externo da


membrana plasmática;
• Composta por camadas de peptideoglicano, um complexo de proteínas e
oligossacarídeos;
• Ajuda a proteger a célula e a manter sua forma; 21
➢ PROCARIOTAS

• A célula procarionte mais bem estudada é a bactéria Escherichia coli por sua
simplicidade estrutural e rapidez de multiplicação;
• Forma de bastão, com cerca de 2 μm de comprimento, e é separada do meio externo
por uma membrana plasmática semelhante à que envolve as células eucariontes;

• Por fora dessa membrana existe uma parede rígida com função protetora;
• Constituída por um complexo de proteínas e glicosaminoglicanas. 22
➢ EUCARIOTAS

• Núcleo constitui um compartimento separado, limitado pelo envoltório nuclear;


• Outro compartimento é o citoplasma, envolvido pela membrana plasmática, que costuma
apresentar diferenciações;
• Cada um desses três componentes principais contém, por sua vez, vários subcomponentes
ou subcompartimentos.

23
➢ EUCARIOTAS

• As células eucarióticas, como as procarióticas, são circundadas por uma membrana


plasmática;
• No entanto, diferentemente das células procarióticas, a maioria das células eucarióticas (a
hemácia é uma exceção) também apresenta um grande número de membranas internas
que envolvem compartimentos subcelulares específicos (as organelas) e separam-os do
restante do citoplasma, a região celular situada externamente ao núcleo.
24
➢ EUCARIOTAS

• Muitas organelas são circundadas por uma membrana fosfolipídica simples, mas o núcleo,
a mitocôndria e o cloroplasto são envolvidos por duas membranas;
• Cada tipo de organela contém um conjunto de proteínas específicas, incluindo as enzimas
que catalisam reações químicas indispensáveis;
• Essas membranas definidoras dos compartimentos subcelulares controlam sua
composição iônica interna, de modo que esta geralmente difere daquela do citosol
25
circundante e da de outras organelas.
➢ EUCARIOTAS

A maior organela em uma célula eucariótica é geralmente o núcleo, que abriga a


maioria do DNA celular.

26
➢ EUCARIOTAS – Organização geral

Estruturas principais Subestruturas Função principal


Parede celular Proteção, interações
Membrana celular Glicocálice celulares, Permeabilidade,
Membrana plasmática Endocitose e exocitose
Cromossomos Informação genética
Núcleo
Nucléolos Síntese de ribossomos
Enzimas solúveis Glicólise
Citosol
Ribossomos Síntese proteica
Filamentos intermediários
Formato e mobilidade das
Citoesqueleto Micrótubos e centrossomo
células
Filamentos de actina
Estruturas Corpos basais e cílios
Mobilidade ciliar
microtubulares Centríolos
Reticulo endoplasmático Síntese e processamento
Organoides do sistema
Complexo de Golgi de lipídios e glicídios
de endomembranas
Endossomos e lisossomos Digestão
Mitocôndrias Síntese de ATP
Outros organoides Cloroplastos Fotossíntese
Peroxissomos Detoxificação
27
➢ EUCARIOTAS – Resumo das organelas

Organela Função
Envolvido com uma membrana nuclear.
Núcleo Localização do DNA e proteínas (histonas); sítio da síntese da maior parte
do DNA e do RNA.
Corpos separados constituídos por membranas altamente convolutas.
Mitocôndria Sítio de reações de oxidação produtoras de energia; possui o seu próprio
DNA. Parte do sistema sintético: biossíntese e metabolismo energético.
Membrana citoplasmática contínua com as membranas nuclear e
Retículo endoplasmático
plasmática; parte rugosa apresenta com ribossomos ligados.
Série de membranas achatadas; envolvido na secreção de proteínas pela
Complexo de Golgi
célula e em reações que ligam açúcares e outros componentes celulares.
Vesículas envolvidas por membranas contendo vários tipos de enzimas
Lisossomos hidrolíticas. Parte do sistema sintético (digestivo); hidrólise do material
estranho, lise de células mortas.
Vesículas que contêm enzimas envolvidas no metabolismo do peróxido de
Peroxissomos
hidrogênio.
Compostos de partículas nucleoprotéicas (RNA e proteínas). Sítios da
Ribossomos
síntese protéica.
É uma camada semipermeável contínua ao redor do citoplasma que
Membrana plasmática separa o seu conteúdo da circunvizinhança. Contêm transportadores e
receptores. Regula a troca com o meio.
28
De Robertis (2014)
➢ EUCARIOTAS

As células dos vegetais superiores (plantas) são eucariontes e assemelham-se, em sua


estrutura básica, às células animais.

Célula animal Célula vegetal 29


➢ EUCARIOTAS

Presença de paredes
Além da membrana plasmática, as células das plantas contêm uma ou mais paredes rígidas
que lhes conferem forma constante e protegem o citoplasma principalmente contra
agressões mecânicas e a ação de parasitas. 30
➢ EUCARIOTAS

Presença de plastídios
Também chamados de plastos, que são organelas maiores do que as mitocôndrias e, como elas,
delimitadas por duas unidades de membrana. Os plastídios que não contêm pigmentos são chamados
leucoplastos e os com pigmentos são os cromoplastos, dos quais os mais frequentes são os
31
cloroplastos, ricos em clorofila, principal pigmento fotossintético.
➢ EUCARIOTAS

Vacúolos citoplasmáticos

Vacúolos citoplasmáticos
As células das plantas contêm, com frequência, vacúolos citoplasmáticos muito maiores do que os que
existem no citoplasma das células animais;
Os vacúolos das células vegetais podem ocupar a maior parte do volume celular, reduzindo-se o
32
citoplasma funcional a uma delgada faixa na periferia da célula.
➢ EUCARIOTAS

Presença de plasmodesmos
As células vegetais têm tubos com 20 a 40 nm de diâmetro ligando células adjacentes.
Essas conexões são chamadas plasmodesmos e estabelecem canais para o trânsito de
moléculas. As células animais não apresentam plasmodesmos. 33
➢ EUCARIOTAS

Presença de amido
Ao contrário das células eucariontes animais, que utilizam o polissacarídeo glicogênio
como reserva energética, nas células das plantas o polissacarídeo de reserva é o amido.

34
➢ Evolução das células – Surgimento da membrana plasmática

Apareceram os compartimentos
intracelulares, por invaginações
da membrana plasmática Junqueira (2012) 35
➢ Evolução das células bacterianas – formação mitocôndria

Endossimbiose

Mitocôndrias e plastídios, como o


cloroplasto, originaram-se a partir de
pequenos organismos procariontes
que passaram a viver dentro de outros
organismos maiores, em uma relação
de simbiose (relação entre indivíduos
de espécies diferentes).

Junqueira (2012) 36
➢ Evolução das células – Surgimento das mitocôndrias e cloroplastos

Lehinger (2011) 37
➢ Evolução das células – Surgimento das células eucariontes

Maneira como, provavelmente,


se constituíram as primeiras
células eucariontes, no longo
processo evolutivo que
precedeu o aparecimento dos
seres pluricelulares

Junqueira (2012) 38
➢ Evolução das células – Surgimento das células eucariontes

Célula procarionte heterotrófica e


anaeróbia, já com o sistema DNA-RNA-
Proteína funcionando, teria perdido a
parede celular e, aos poucos,
aumentado de tamanho e formado
invaginações na membrana plasmática;

Admite-se que, nessas reentrâncias,


acumularam-se enzimas digestivas que
permitiram uma melhor digestão das
partículas de alimentos.

Junqueira (2012) 39
➢ Evolução das células – Surgimento das células eucariontes

Então, algumas invaginações se


desprenderam da membrana, formando
vesículas membranosas que deram
origem ao sistema lisossômico, às
vesículas precursoras do retículo
endoplasmático, e levaram para a
parte profunda da célula o DNA que
estava preso à membrana plasmática.

Junqueira (2012) 40
➢ Evolução das células – Surgimento das células eucariontes

Com o aparecimento de O2 na
atmosfera, devido às bactérias
fotossintéticas, devem ter surgido os
peroxissomos, defendendo as células
contra a ação deletéria de radicais livres
contendo O2.
Houve um aumento de DNA, paralelo à
crescente complexidade celular, e esse
DNA, constituído de longas fitas, foi
concentrado em cromossomos, que
foram segregados dentro do núcleo
delimitado pelo envoltório nuclear que
se formou a partir do material
membranoso vindo da superfície celular.

Junqueira (2012) 41
➢ Evolução das células – Surgimento das células eucariontes

A endossimbiose (simbiose intracelular)


de procariontes aeróbios deu origem às
mitocôndrias;

Provavelmente, os cloroplastos se
originaram de maneira semelhante,
também por endossimbiose, porém de
bactérias fotossintéticas;

É possível que a endossimbiose das


mitocôndrias tenha ocorrido antes da
endossimbiose que originou os
cloroplastos.

Junqueira (2012) 42
➢ Evolução das células – Surgimento das células eucariontes

Lehinger (2011) 43
➢ Evolução das células – Criação dos reinos

• Monera: formado pelas bactérias, que são


os únicos seres procariontes;
• Protista: que compreende organismos
eucariontes primariamente unicelulares de
vida livre ou unicelulares coloniais
(protozoários e fitoflagelados);
• Fungi: que compreende todos os fungos;
• Plantae: que inclui as algas clorofíceas e
os vegetais superiores;
• Animalia: que inclui todos os animais, isto
é, os seres que, durante o desenvolvimento
embrionário.

Junqueira (2012) 44
➢ Evolução das células – Filogênese

Filogênese estuda a evolução das espécies, por meio da adaptação progressiva


desde os seus primórdios, abordando tanto as predisposições biológicas quanto
as características gerais do comportamento humano.

Elucidação da evolução molecular das


células parece ser a melhor maneira
de esclarecer as origens das células
atualmente existentes e de desvendar
as características das células
primordiais, que apareceram há cerca
Junqueira (2012)
de 3,5 bilhões de anos e que são as
precursoras das células atuais.
45
REFERÊNCIAS

➢ Junqueira, Luiz Carlos Uchoa; Carneiro, José. Biologia Celular e Molecular. 9


ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012 – Cap 1 pág. 2 a 17;
➢ De Robertis, Eduardo M.F.; Hib, José De Robertis. Biologia Celular e
Molecular. 16 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014 – Cap 1 pág. 7 a
26;
➢ Lodish, Harvey; et al. Biologia Celular e Molecular. Porto Alegre: Artmed, 2014
– Cap 1 pág. 1 a 23;
➢ Lehinger. Princípios de Bioquímica Cap 2 pág. 16 a 38.

46
FIXAÇÃO DO CONTEÚDO

1. Faça um quadro comparativo comparando:

a. As células PROCARIOTAS das células EUCARIOTAS

(envoltório celular, divisão celular, metabolismo energético,

organelas, genoma, tamanho, citoesqueleto, movimento

intracelular, nutrição, cromossomos)

b. As células VEGETAIS das células ANIMAIS.

47

Você também pode gostar