Você está na página 1de 127

1

Sumário
Introdução.........................................................................................................................................05
Capítulo 01 - Por que hoje em dia os homens estão virando gays?..................................................08
Capítulo 02 - Por que existem meninos mais delicados?..................................................................10
Capítulo 03 - Será que ele é?.............................................................................................................12
Capítulo 04 - Ninguém me quer........................................................................................................15
Capítulo 05 - Os bonitos também choram.........................................................................................19
Capítulo 06 - Estou a fim de um menino. Como faço para saber se ele também está a fim?...........20
E se ele não estiver a fim?
Teste: Será que ele me curte?
Capítulo 07 - Fiquei a fim de um garoto hétero, e agora?.................................................................29
Capítulo 08 - A paquera ...................................................................................................................33
O início
A paquera na internet
O mundo é dos espertos
Capítulo 09 - O primeiro encontro....................................................................................................37
Um gatinho na balada
A hora da despedida
O virtual virou real
Tem como saber quais as intenções dele só pelo local sugerido?
Capítulo 10 - O que devo usar/fazer no dia do encontro para conquistá-lo?....................................43
Capítulo 11 - Sexo no primeiro encontro..........................................................................................48
Capítulo 12 - Coisas que você não deve usar e/ou fazer no primeiro encontro................................49
Encontrei um amigo
Os assuntos
Será que ele está gostando?
No dia seguinte
Capítulo 13 - O primeiro beijo..........................................................................................................61
A ansiedade pelo primeiro beijo
No cinema
Indo a um barzinho
Identificando os sentimentos através do beijo
Teste do beijo
O beijo também transmite doenças
Capítulo 14 - Um jantar a dois..........................................................................................................69
Fui convidado para jantar na casa dele. E agora?
Convidei meu namorado/ficante para jantar em casa
Convidei meu namorado para irmos jantar fora
Capítulo 15 - O pedido em namoro...................................................................................................72
Capítulo 16 - Os sinais de que ele está a fim de mim.......................................................................76
Capítulo 17 - A primeira transa.........................................................................................................82
Na minha casa
Ele chegou. E agora?
As cores da cueca interferem no clima?
Na casa dele
Indo ao motel
O que posso fazer para deixá-lo ainda mais excitado?

2
Broxei, e agora?
Ele broxou, e agora?
Capítulo 18 - A primeira briga..........................................................................................................94
Como se comportar perante uma cena de ciúme
Quando o ciúme for em relação a um amigo
Quando o ciúme for do seu ex-namorado
Capítulo 19 - Os sinais de quando o relacionamento não vai bem....................................................98
Capítulo 20 - O término do relacionamento....................................................................................103
Capítulo 21 - Quero minhas coisas de volta....................................................................................107
Dou ou não dou?
Por que as pessoas se apaixonam?
Toda paixão tem prazo de validade
Capítulo 22 - Por que os relacionamentos entre homossexuais duram tão pouco?.........................110
Capítulo 23 - Mais velhos x Mais novos.........................................................................................113
Fazendo um streap tease ................................................................................................................115
Lista de músicas .............................................................................................................................116
Receitas para um jantar a dois .....................................................................................................117
Faça você mesmo ...........................................................................................................................123
Considerações finais ......................................................................................................................125
Bibliografia .....................................................................................................................................126

3
® Lu Mounier, 2007

Estudante na área de Comunicação Social, nasceu e foi criado em São Paulo. É o autor de
@mor.com.br; A marca de batom; Quase Levy um fora; Um estranho dentro de mim;
Prazer em conhecer; O que olhos não veem, coração também sente.
Começou a escrever livros aos seus 17 anos, trazendo como temas centrais romances,
transgressões culturais, envolvendo também os acontecimentos mundiais e problemas atuais
que o país enfrenta. Explicando das formas mais simples que todo ser humano possui sua
identidade própria, vontades e sentimentos que os diferenciam do perfil ideal criado pela
sociedade. Sendo visados como pecadores, marginais, acabam sendo vítimas de
preconceitos, discriminações, injustamente, quando na verdade eles apenas são diferentes.

4
INTRODUÇÃO

Por diversas vezes eu ouvi dizerem que o gay é um ser promíscuo, só pensa em sexo
e trai quase sempre. O pior de tudo é que quem dizia tais afirmações eram os próprios gays,
classificando sua realidade como "mundinho". Não que eu pensasse diferente, mas seria
injustiça apenas nomear os homossexuais como promíscuos, embora eu também não
pudesse afirmar que heterossexuais exibiam o mesmo comportamento. Diante disso,
comecei a observar o comportamento dos meninos independente de sua sexualidade.
Reparei que não haviam tantas diferenças assim, e que em muitas vezes a forma de pensar
era similar, ou até mesmo igual, diferenciando apenas do interesse por meninos no caso dos
gays e por meninas no caso dos heteros.
Não satisfeito, resolvi fazer uma pesquisa informal para ter certeza de que minha
percepção havia algum fundamento, e o resultado não poderia ter sido diferente.
Segue abaixo o resultado da pesquisa realizada no mês de maio de 2007, com
mulheres e homens heterossexuais e homens homossexuais, com idades entre 16 e 48 anos.

Prefere namorar ou ficar?


Mulheres: 40% responderam que prefere namorar.
Homens heteros: 50% responderam que preferem namorar (Mais que as mulheres).
Homens gays: 50% responderam que preferem namorar.

Normalmente, prefere pessoas que tomam a iniciativa?


Mulheres: 90% responderam que sim.
Homens heteros: 70% responderam que sim.
Homens gays: 100% responderam que sim.

Você já fez sexo no primeiro encontro?


Mulheres: 40% responderam que sim.
Homens heteros: 70% responderam que sim.
Homens gays: 90% responderam que sim.

Namoraria alguém que transou com você no primeiro encontro?


Mulheres: 60% responderam que sim.
Homens heteros: 50% responderam que sim.
Homens gays: 80% responderam que sim.

Possui alguma fantasia em fazer sexo a 3?


Mulheres: 70% responderam que sim.
Homens heteros: 100% responderam que sim.
Homens gays: 90% responderam que sim.

Tamanho do pênis é importante?


Mulheres: 60% responderam que sim.
Homens heteros: 70% responderam que sim.
Homens gays: 70% responderam que sim.

Costuma lembrar-se das datas comemorativas do seu relacionamento?


Mulheres: 90% responderam que sim.
Homens heteros: 60% responderam que sim.

5
Homens gays: 70% responderam que sim.

Namoraria alguém com trejeitos muito característicos do sexo oposto?


Mulheres: 80% responderam que não.
Homens heteros: 100% respondeu que não.
Homens gays: 90% responderam que não.

Você perdoaria uma traição?


Mulheres: 40% responderam que não.
Homens heteros: 80% responderam que não.
Homens gays: 80% responderam que não.

O que você acha que não pode faltar em uma relação:


Mulheres: 60% responderam carinho; 30% diálogo; 10% dinheiro.
Homens heteros: 80% responderam sexo; 20% diálogo.
Homens gays: 80% responderam sexo; 20% amor.

No primeiro encontro, o que você acha essencial:


Mulheres: 60% responderam vaidade, carinho e pouca timidez; 40% iniciativa e pegada forte.
Homens heteros: 90% responderam vaidade, carinho e pouca timidez; 10% iniciativa.
Homens gays: 90% responderam iniciativa e pegada forte; 10% atenção.

Qual o tipo físico que mais te atrai:


Mulheres: 60% responderam rosto quadrado e corpo troncudo.
Homens heteros: 90% responderam corpo acinturado.
Homens gays: 50% responderam que não precisa ser magro, mas que não tenha barriga; 20% não liga para
tipo físico.

Você se considera:
Mulheres: 70% responderam que correspondem conforme estímulo; 30% românticas.
Homens heteros: 80% responderam que correspondem conforme estímulo; 20% carinhoso.
Homens gays: 70% responderam que correspondem conforme estímulo; 30% carinhoso.

O que te atrai em um homem em primeiro momento:


Mulheres: 90% responderam atitude; 10% insistência.
Homens heteros: 100% responderam jeito de ser.
Homens gays: 90% responderam atitude; 10% jeito de ser.

Sexo oral pra você:


Mulheres: 70% responderam que não pode faltar;
Homens heteros: 100% responderam que não pode faltar;
Homens gays: 90% responderam que não pode falta; 10% não faz diferença.

Sexualmente você prefere:


Mulheres: 60% responderam sexo selvagem, com apertões, gemidos; 30% um pouco de cada, depende da
ocasião; 10% sexo romântico.
Homens heteros: 90% responderam sexo selvagem, com apertões, gemidos; 10% um pouco de cada,
depende da ocasião.
Homens gays: 90% responderam sexo selvagem, com apertões, gemidos; 10% um pouco de cada, depende
da ocasião.

Qual a parte que te chama mais atenção em alguém:


Mulheres: 80% responderam peitoral; 20% pernas.
Homens heteros: 90% responderam bunda; 10% pernas.
Homens gays: 80% bunda; 10% peitoral; 10% ombros.

6
Sendo assim, cheguei a conclusão de que homem é homem independente de sua
sexualidade, pensando e agindo de formas semelhantes conforme os estímulos recebidos desde a
infância pelos familiares e ambientes que o cercam.
Afinal, se muitos gays reclamam que ninguém quer nada sério, onde estaria o problema
então? Será que o problema são os outros ou é você que não está fazendo as coisas de maneira a
agradar alguém?
Devido a carência de livros nesse segmento decidi pesquisar mais a fundo e com técnicas da
psicologia comportamental, marketing publicitário e psicodinâmica das cores trazer dicas e
sugestões para paquera, primeiro encontro, até mesmo como pedir alguém em namoro. Além disso,
o livro trás testes para saber se seu beijo agrada, se o garoto que você está curtindo é gay e muitas
outras coisas.
Sempre existem aqueles que são do contra.
No mundo capitalista em que vivemos, todos somos um produto, que consome e é
consumido. Sendo assim, utilize as dicas e faça seu marketing pessoal, aprimorando aquilo que
você tem de melhor.

"O valor das coisas não estão no preço que se dá, mas sim na emoção que podem proporcionar."

Lu Mounier

7
CAPÍTULO 1
Por que hoje em dia os
homens estão virando gays?

Dizem que agora é moda ser gay. Muitas pessoas tirando fotos beijando na boca,
exposição de corpos malhados, roupas coloridas que lembram movimentos, ONGs.
Homossexuais sempre existiram, porém, devido a liberdade sexual que se vive no século
XXI, as pessoas sentem-se mais à vontade para expressar seus desejos e sentimentos.
Na Grécia e Roma antiga, a homossexualidade era vista como prática comum, natural
e esteticamente bela, considerada como imagem ideal de erotismo, servindo como modelo
de educação para jovens. Durante a fase da adolescência, os garotos gregos deixavam a casa
dos pais para tornarem-se amantes de homens adultos. Essas práticas sexuais pertenciam a
um relacionamento de afeto e educação, ao qual eram ensinados a trilhar os caminhos da
virilidade. Ainda assim, o homossexual passivo acabava desonrando os romanos, que eram
criados e educados para serem ativos, senhores soberanos. A condição passiva era atribuída
a escravos e às mulheres, das quais era um dever.
Segundo registros da História, o Imperador de Roma Júlio César ganhou fama pela
sua sexualidade devassa, sendo conhecido como homem de todas as mulheres e mulher de
todos os homens, tolerado apenas devido à posição que ocupava e suas conquistas bélicas.
Contudo, a liberação sexual possuia seus limites. Na idade adulta, os homens tinham
por obrigação casarem-se com mulheres para procriarem, sendo atribuído o sexo
homossexual para satisfação de prazeres, posteriormente considerada como doença pela
civilização judaica-cristã.
Por séculos os homossexuais foram perseguidos. Durante a Inquisição Portuguesa
(1536-1821), mais de três mil foram denunciados, aproximadamente quinhentos foram
presos e mais de vinte queimados na santa fogueira. Perante a igreja, esse era considerado o
mais sujo dos pecados, sendo punido com o maior rigor das leis cristãs.
A Igreja Evangélica possui uma postura muito firme referente à homossexualidade.
Mesmo utilizando-se de argumentos da sociologia, psicologia, ética e ciência, é da Bíblia
Sagrada que a base da compreensão teológica é retirada. Apesar de ser desfavorável à
prática homossexual, acham que os homossexuais devem ser acolhidos, ouvindo a palavra
de Deus, condição essa que pode ser mudada, tratando-se de uma questão de escolha e
ocasionada pela falta da palavra. Tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, a Bíblia cita
os homossexuais, fazendo menção aos habitantes das cidades de Sodoma e Gomorra que
tentaram violentar sexualmente dois anjos com aparência humana, segundo livro de
Gênesis.
Já na década de 1970 a Organização Mundial de Saúde excluiu-a da lista de
enfermidades, mas até a década de 1990, os homossexuais eram considerados doentes, sem-
vergonhas, criminosos, endiabrados, e até hoje continuam sendo mal vistos por algumas
pessoas conservadoras da sociedade.

Outro dia, voltando para casa de metrô, ouvi dois amigos conversando. Sentado ao meu
lado, o rapaz dizia à garota:

8
-Eu não acho isso certo... Homem deve honrar o que tem no meio das pernas...
-Deixe de ser machista, Cleber.
-Onde já se viu, dois marmanjos se beijando... É o fim do mundo mesmo.

Ajeitando o cabelo sua amiga falou:

-Mas não tem nada a ver isso... Eles já nascem assim...


-Nascem porra nenhuma, é pura safadeza...

Afinal, qual dos dois está com a razão? Ele em dizer que os homossexuais escolhem
sua orientação sexual, controlando seus desejos, ou ela que afirmou que os homossexuais já
nascem homossexuais?
Quem apostou na garota, acertou. Estudos recentes, comprovam que a origem da
homossexualidade é biológica. A formação básica de um feto humano segue o padrão
feminino, ou seja, antes de ocorrer a distribuição hormonal, todos somos uma menina.
Decorrente a isso, algumas características femininas prevalecem nos homens, como os
mamilos, por exemplo. Apesar de terem glândulas mamárias que não funcionam, possuem
capacidade de produção láctea.
Em torno de seis e oito semanas de gestação em média, o feto XY (sexo masculino)
recebe uma dose concentrada de androgênios (hormônios masculino) que em primeiro
momento formarão os testículos, posteriormente farão alteração no cérebro, configurando-o
para um formato masculino. Se não houver a distribuição necessária no momento certo de
hormônios masculino, tende a nascer um menino com o cérebro possuindo estruturas mais
femininas que masculinas, da qual descobrirá que é gay em sua adolescência. Além disso,
pode ocorrer de nascer um bebê com o sexo masculino e o funcionamento do cérebro
totalmente feminino, denominado transsexual.
Devido a maior responsabilidade da orientação ser referente a falta de hormônio
masculino na programação cerebral, a maioria dos homossexuais pertencem ao sexo
masculino.
A orientação sexual não depende dos esforços dos pais, pois não adiantam em nada.
A homossexualidade é determinada quase que totalmente no período de gestação, sendo
confirmada posteriormente por volta dos cinco anos de idade. Por isso, punir os filhos
devido a sua condição não mudará sua concepção e estrutura cerebral, pois não depende
dele ou de fatores externos.
Ninguém em sã consciência optaria por ser discriminado, sofrer agressões de
estranhos e familiares, ser excluído da sociedade por um simples capricho.
Ser gay não é moda, escolha, espírito ruim, defeito, doença ou anomalia. Por isso,
não há necessidade de ter orgulho ou desgosto por possuir uma orientação sexual diferente
da considerada "normal" pela sociedade, pois sentir desejo por pessoas do mesmo sexo
também é normal. Sinta orgulho de contribuir com ações produtivas para seu país,
comunidade. Tenha orgulho de suas conquistas no campo profissional, sentimental. Tenha
orgulho de ser VOCÊ.

9
CAPÍTULO 2
Por que existem
meninos mais delicados?

Há o estereótipo de que todo gay é passivo e afeminado, o que não é verdade. A


sexualidade não pode ser definida pelo jeito de se portar no dia a dia, pois nem todo machão
é heterossexual e nem todo homem delicado é gay.

-Valter!
-Oi Jéssica!
-Está tudo bem com você?
-Não.
-Por quê?
-Não sei... Estou me sentindo um pouco estranho.
-Estranho como?
-Se eu te contar, você promete que não comentará com ninguém?
-Prometo.
-Humpft... Sabe o Alam?
-Sei... O que tem ele?
-Então... Ontem na hora do intervalo... Lá na quadra...
-Sei...
-Nos beijamos.
-O quê?
-Psiu, fale baixo... Humpft... Aconteceu.
-Você é tão moleque... Eu nunca imaginaria que você fosse gay...
-Mas eu não sou.
-Como não? Você beijou outro cara...(Disse sussurrando)
-Eu sei... Aliás, não sei o que aconteceu comigo... Já fazia algum tempo que eu vinha sentindo algo
estranho quando o via, mas não sabia o que era...
-Ah meu Deus!
-Estou confuso...
-Você... Gostou?
-Sim.
-Tem vontade de repetir?
-Uhum.
-Vocês são loucos de fazerem isso no colégio? E se alguém visse?
-Nós tomamos cuidado... Só contei pra você porque é minha amiga.
-Tudo bem, não vou comentar com ninguém. Você só tem dezesseis anos, deve ser uma fase,
apenas.
-Pior é que não vem acontecendo só com ele...
-A professora chegou. Na hora da saída conversamos.

A testosterona é um hormônio masculino, da qual uma de suas responsabilidades é


impulsionar o homem à "caça" (Procriação) para perpetuar a espécie humana. Assim como
no reino animal, para procriar e disseminar sua espécie, o macho vai em busca de sua fêmea,
mas para isso ele precisa ser valente, forte e persistente. No ser humano as coisas não

10
acontecem muito diferentes. Os homens geralmente gostam e são mais agressivos, devido a
ação da testosterona no organismo. Por isso a preferência por esportes radicais, violentos,
desafios. A testosterona é responsável também pela boa habilidade espacial, crescimento de
pêlos, calvice, voz grossa.

-Mas que droga!


-O que foi, amor?
-Essa lesma ai da frente que não sabe dirigir...

Pisando fundo no acelerador e colocando a cabeça pela janela o rapaz gritou:

-Vai aprender a dirigir, seu corno.


-Leandro! Não precisa de tanto...
-Pow...Cara imbecil...
-Pare de pressionar o cara... Já pensou se ele não gostar? Você precisa ter paciência.
-Deixa ele vim falar alguma coisa que eu “colo o brinco” dele.

Devido ao agito da vida moderna, o homem acaba não queimando a quantidade de


testosterona através de atividades físicas, e com isso aumentando sua agressividade.
Decorrente a isso, vários fatores podem complicar sua vida familiar e social, ocasionando
em conflitos no trânsito, trabalho, em casa. Na adolescência, a testosterona age no corpo dos
meninos em altas doses, deixando-os mais violentos e suas mães loucas.
Antes pensava-se que os hormônios comandavam apenas o corpo, mas agora já se
sabe que eles são também responsáveis pela programação cerebral. Existem dois centros
principais no cérebro humano responsáveis pela sexualidade. Um deles é o centro do
comportamento e o outro da atração. O comportamento e a atração não estão ligados
diretamente.

-Veja só o coraçãozinho batendo...


-Ah que lindo!...
-Aqui é a perninha... Olha a cabeça...
-Doutor, já dá pra saber qual é o sexo?
-Minha querida, isso você só saberá quando ele tiver 15 anos.

A região que determina qual o sexo irá despertar interesse é o hipotálamo, onde está
localizado a função da atração. Para que o homem se sinta atraído por mulheres, esse centro
deve receber quantidade de hormônio suficiente para ser programado. Caso a dose hormonal
distribuída ao hipotálamo não seja suficiente para efetuar essa alteração, o centro continuará
feminino, fazendo com que sinta atração por pessoas do mesmo sexo, o que não quer dizer
que ele vá se comportar, ou querer ser uma garota.
Estudos feitos por cientistas na Europa e nos Estados Unidos, descobriram que o
hipotálamo de homens homossexuais são bem menores se comparados com o de homens
heterossexuais, aproximando-se ao tamanho de um hipotálamo feminino.
A distribuição hormonal ocorre separadamente entre os centros, onde podem receber
doses diferenciadas na definição de comportamento e atração. Quanto menor for a
quantidade de testosterona distribuída, maiores serão as tendências a uma semelhança mais
característica feminina, dando então ao rapaz um comportamento mais delicado.

11
CAPÍTULO 3
Será que ele é?

Todo garoto gay (Ou a maioria deles) consegue identificar, na maioria das vezes, um
outro gay. Alguns aparentam mais, outros menos, mas independente desse comportamento,
sempre deixam escapar um indício que denuncia sua real orientação sexual.
Existem aqueles que disfarçam bem, por não serem assumidos em casa, no meio em
que convive (Seja trabalho e/ou amigos), até mesmo por renegarem esse sentimento pelo
mesmo sexo, devido a falta de informação, educação familiar e/ou religiosa recebida em sua
formação.
Sejam eles discretos ou não, todos os homossexuais seguem uma linha de
comportamento psicológico na maioria dos casos.

Veremos a seguir, uma pequena brincadeira com relação à rotina "masculina", mas
como dizem que toda brincadeira tem um fundo de verdade... Cabe a você agora julgar:

Cada alternativa possui uma pontuação. Ao final, confira na tabela seu grau de
masculinidade.

-Seus filmes preferidos são: As Panteras, Titanic, O Segredo de Brokeback Mountain; (20 pontos)
-Faz musculação e passa mais de 3 horas na academia; (10 pontos)
-Elogia a roupa das meninas e ainda dá palpites sobre moda e sobre as combinações e tendências;
(20 pontos)
-Tem uma amiga caminhoneira*; (20 pontos)
-Faz faculdade de Designer, Publicidade, Moda, Enfermagem, Nutrição, Letras, Arquitetura,
Cinema; (15 pontos)
-Trabalha com telemarketing; (15 pontos)
-Possui vários amigos bombados e todos (Ou a maioria) são solteiros e usam roupas fashions; (15
pontos)
-Possui tatuagem de estrela no ombro; (20 pontos)
-Passa mais de quatro horas nas salas de bate papo da internet; (20 pontos)
-Tem um amigo inseparável (Detalhe: esse amigo não tem namorada); (10 pontos)
-Separa suas roupas por cores, etiquetas, ordem alfabética e/ou estação; (15 pontos)
-Possui bom gosto para escolha, marca e combinação de roupas e perfumes; (15 pontos)
-Passa mais de meia hora em frente ao espelho estilizando o cabelo; (10 pontos)
-Suas melhores amigas são geralmente loiras, altas, peitudas e gostosas; (15 pontos)
-Adora correr sem camisa no Parque do Ibirapuera; (10 pontos)
-Tem mais de um piercing (Se um deles for no umbigo, qual a sua dúvida?); (10 pontos – 20 pontos
no umbigo)
-Faz as unhas e finaliza com um esmalte incolor; (15 pontos)
-Odeio cerveja e futebol; (15 pontos)
-Foi criado pela avó; (10 pontos)
-Suas cantoras favoritas são: Madonna, Débora Cox, Cher, Whitney Hilston, Britney Spears, Ivete
Sangalo; (20 pontos)
-Gosta de roupas apertadas para mostrar os músculos e/ou com brilho, calças desbotadas,
estilosas, meio rasgadas, capri; (10 pontos)

12
-Ficou triste com o final do programa Planeta Xuxa; (20 pontos)
-Suas cores preferidas são vermelho, amarelo e um "pretinho básico"; (15 pontos)
-Arruma sempre um compromisso inadiável no dia da Parada Gay (Que coincidência); (20 pontos)
-Adora passear pela Avenida Paulista e região à noite; (20 pontos)
-Vive falando que pegou "várias minas" na balada e no Alexandre Frota; (15 pontos)
-Possui fotos sem camisa, da bunda, do "bilau" no avatar do messenger; (15 pontos)
-Masca chiclete de boca aberta; (15 pontos)
-Mora sozinho em Copacabana, República, Consolação, Frei Caneca, Bela Vista, Higienópolis e
possui um gato de estimação; (20 pontos)
-Adora sorvete de morango e detesta o de limão; (15 pontos)
-Vive perguntando daquele seu amigo bonitinho que você o apresentou uma vez; (20 pontos)
-Prefere fazer compras no supermercado 24 horas durante as madrugadas; (10 pontos)
-Adora nomes como Natasha, Priscila, Jenifer, Suzana, Raphaella; (20 pontos)
-Já deu um chilique quando viu um rato, barata ou o Paulo Zulu sem camisa na TV; (20 pontos)
-Contribuiu com o coro: "Gorda-Gorda-Gorda" contra a Kelly Key no carnaval de 2007 (Pura
inveja); (20 pontos)
-Gosta de dormir abraçado com pelúcias; (20 pontos)
-Só fala em Paris, Nova Iorque e Brad Pitty; (20 pontos)
-Gosta de baladas alternativas, raves; (15 pontos)
-Seu celular toca o tempo inteiro; (15 pontos)
-Escreve pelo menos uma vez por semana em seu diário, blog ou flog; (15 pontos)
-Já deixou escapar palavras como: uó, aloca, luxo puro, dark room, ma-ra-vi-lho-sa; (20 pontos)
-Não consegue ficar parado ao ouvir as músicas da Gretchen, Rita Cadilac, Rosana, Abba, Glória
Gaynor; (20 pontos)

Até 80 pontos = Nada de comprometedor. Bem, se há alguma desconfiança quanto à alguém que
pontuou até aqui, pode haver um mal entendido. Tente observar mais a pessoa e seu
comportamento;

Até 120 pontos = Gay, claro. Pode ser que ele seja e nem saiba, cabe à você contar a novidade ou
se calar, deixando o coitado perdido;

Acima de 200 pontos = Praticamente uma garota. Esse já é um caso irreversível,


viadérrimoooooo...

Esses exemplos foram apenas para descontrair, o que não quer dizer que a
sexualidade de alguém seja alterada ou definida por identificar em alguém alguma
característica citada acima, e apesar de ter sido uma brincadeira com intuito de gozação, não
deixam de indiciar.
Por mais que o garoto seja discreto, sempre há uma forma de descobrir por uma
brecha que ele dará sobre a sua orientação sexual. Homem é homem, independente da sua
sexualidade, e eles não sabem esconder quando estão a fim de algo/alguém.
O ambiente exercerá um papel fundamental nessa identificação, e o interessado deve
ficar atento a todos os detalhes e atitudes do rapaz que ele está interessado.

*Caminhoneira: Homossexual feminina muito masculinizada;

13
Olhar: os olhos são o espelho da alma, como você já deve ter ouvido sua avó dizer. Através
dele conseguimos identificar uma mentira, um sentimento, ou até mesmo uma vontade. Se o
rapaz olhar para o outro por mais de três segundo fixamente, já pode ser um indício de
interesse. O que irá determinar a intenção do olhar é a forma com que ele será projetado. Se
os olhares dele para a mesma pessoa se repetirem por mais de duas vezes, as chances dele
ser gay aumentam, pois indica interesse em algo/alguém que o chama atenção.

Roupa: a roupa diz muito sobre a personalidade da pessoa. Um homem heterossexual não
possui sensibilidade para pequenos detalhes, como combinação de roupas, cores e cortes. Se
você já viu um homem impecavelmente vestido, das duas uma: ou é uma mulher que o
veste, ou ele é gay.

Se um homem não estiver em um local onde a maior concentração de pessoas for


mulheres, ele não terá motivos para se exibir para elas. A vaidade é um pecado basicamente
feminino, embora existam homens heterossexuais também vaidosos, porém, eles se vestem
e se cuidam para eles, diferente das mulheres e gays, que se vestem e se arrumam para os
outros os admirar. Peças que possuam muito brilho, muitos adereços, destacam e valorizam
formas do corpo, demonstram preocupação em aparecer, ou seja, pessoas que utilizam
roupas como essas querem chamar atenção, serem notadas, admiradas.

Cabelo: o cabelo é a moldura do rosto. Para os homens, basta lavar com um sabonete,
passar um gel para fixar e pronto. Para as mulheres, os cabelos são seus melhores "amigos"
(Ou inimigos para algumas), recebendo maior parte de sua atenção quando refere-se a
tratamentos cosméticos. Um simples corte de cabelo pode mudar totalmente a expressão
física de uma pessoa, deixando-a mais jovem ou velha, na moda, podendo até mesmo
detectar a profissão, como o corte dos militares, por exemplo.

Na entrada da adolescência, os meninos e meninas possuem uma preocupação muito


grande com sua estética, pois começam a descobrir um mundo totalmente novo e precisam
aparecer, serem notados. Com o tempo, o excesso de vaidade vai diminuindo, e em alguns
casos se perdendo. Assim como as roupas, os cabelos devem estar sempre ajeitados para a
maioria dos homossexuais.

Perfume: o olfato é um dos sentidos responsáveis pela atração, embora nem todos saibam
disso. Os perfumes são desenvolvidos de acordo com o gênero, pois devem agradar
justamente ao público alvo e despertar o desejo no sexo oposto. Garotos que usam perfumes
doces, geralmente são gays, e sentem mais atração por garotos que usam perfumes
amadeirados, secos.

Sapatos e acessórios: esses são detalhes que nem sempre ditam a sexualidade de alguém.
Sapato combinando com o cinto, gravata bem feita, relógio combinando com a roupa,
óculos escuro de grife podem ser indícios de uma sexualidade homo.

Locais que freqüenta: os lugares frequentados podem ou não dizer algo sobre a pessoa,
porém, tudo vai depender da frequencia, estilo de vida, convivência/companhias, e outras
questões que englobam o conjunto.

14
-Ir à uma balada gay. O fato de curtir uma balada GLS não significa que o cara é homossexual.
Pode ser que ele foi pela primeira vez; Por causa dos amigos que quiseram ir; Influenciado pela
namorada; Tem vontade mas não tem coragem;

-Freqüenta bares. A maioria das pessoas jovens curtem ir à bares aos finais de semana bater um
papo com os amigos. Aqueles que gostam de ir à bares onde o público freqüentador são
homossexuais, já pode ter ai um indício de que ele curta também.

-Ir à feiras e eventos direcionados ao público gay. Pessoas que vão à festas ou eventos
direcionados ao público homossexual, se não for o organizador ou estiver trabalhando, não possui
motivos para lá estar, ao menos que algo ali lhe chame atenção.

-Morar em um bairro gay. Habitar em locais onde a maioria da população é homossexual não
significa que todos vão ou devam ser. O que se deve levar em consideração é com quem habita, a
decoração do ambiente, o clico de amizades e os motivos que o levam a habitar aquele lugar.

Como tudo, não devemos fazer um pré-julgamento das pessoas devido a um fato
isoladamente. Havendo os indícios, suspeitas, a observação deve entrar em campo e tudo ser
considerado.
Para todas as regras existem exceções, por isso, o fato de um homem ser mais
vaidoso, ter amigos gays e gostar de ir à baladas alternativas não significa que ele é gay. A
observação das atitudes e comportamento são fundamentais na identificação.

CAPÍTULO 4

Ninguém me quer

Você já deve ter ouvido ou presenciado alguém dizer: "Estou carente..." Ou então:
"Ninguém me nota"... "Até a menina mais feia da rua está namorando e eu não". Sabemos
que nada acontece por acaso. Toda ação causa uma reação, conforme as leis da física, e a
rejeição sofrida por alguém perante um grupo de pessoas pode ter um motivo, grave ou não,
mas existe.

“Quando a esmola é demais, o santo desconfia.”

15
Existe fundamento no provérbio acima se tratando do tema deste capítulo. Quando
alguém reclama demais que sofre com rejeição, desconfie. Por mais “feia” que ela seja,
sempre tem alguém que a queira. Quando isso não acontece, provavelmente existe ai algum
problema que independe somente de fatos externos. Ela pode ser chata demais, não se
enquadrar aos padrões estéticos do meio que freqüenta (Gordo demais, magro demais,
ausência de dentes frontais, malhado em excesso, muito efeminado, pouco higiênico...),
muito exigente, falta de atitude, promíscuo demais, família complicada, ex-namorado que
não sai do pé, entre muitos outros fatores existentes.

Certo dia eu estava fazendo umas pesquisas na internet, quando um conhecido me


procurou lamentando-se de sua solidão. Preocupado, dividi um pouco de minha atenção e
questionei o motivo que o deixava triste:

|||| Lu Mounier |||| diz:


pq vc esta triste?

@-Di-ego%-@ diz:
eh q ontem eu sai com a carol e ninguem olhou pra mim

|||| Lu Mounier |||| diz:


vcs foram onde?

@-Di-ego%-@ diz:
nakele barzinho de sempre...

|||| Lu Mounier |||| diz:


o motivo de sua tristeza eh pq ninguem olhou pra vc?

@-Di-ego%-@ diz:
eh...

|||| Lu Mounier |||| diz:


mas vc ficou afim de alguem?

@-Di-ego%-@ diz:
sim

|||| Lu Mounier |||| diz:


e vc mostrou seu interesse por ele?

@-Di-ego%-@ diz:
uhum...

|||| Lu Mounier |||| diz:


e como foi?

@-Di-ego%-@ diz:
a carol foi falar com um mino q eu fikei afim mas ele naum me curtiu...

16
|||| Lu Mounier |||| diz:
ele disse o motivo?

@-Di-ego%-@ diz:
naum... mas deve ser pq sou feio

|||| Lu Mounier |||| diz:


diego, é normal acontecer esse tipo de situação...

@-Di-ego%-@ diz:
vc fala isso pq eh bonito e nunca levou um fora

|||| Lu Mounier |||| diz:


quem disse q nao? beleza nao eh tudo na vida...

@-Di-ego%-@ diz:
vc fala isso pq eh bonito, keria ver si fosse como eu

|||| Lu Mounier |||| diz:


cada ser humano possui seus gostos e preferencias, faz parte da vida vc levar um não e um sim, o
importante é nao desistir de ser feliz...

@-Di-ego%-@ diz:
ah lu... ninguem me quer... pq eu sou gordo...

|||| Lu Mounier |||| diz:


isso nao eh verdade, o preconceito parte primeiramente de vc... procure se valorizar mais e confiar
em si mesmo

O trauma que ele estava sentindo por não pertencer a um padrão de beleza do meio
ao qual freqüentava, poderia ocasionar em sérios problemas psicológicos, havendo a
possibilidade de agravar ainda mais sua situação, caso evoluísse para uma depressão ou algo
do gênero.
Fiquei calado por um tempo, pensando em uma maneira de poder ajudá-lo. Não
demorou muito e logo conectou um outro garoto, que há uns dias também havia reclamado
que ninguém o queria. Na mesma hora eu perguntei a ele se ainda tinha interesse em
conhecer alguém e assim quem sabe poder saciar seu desejo de namorar. Sua felicidade foi
tanta que parecia uma criança ganhando um doce.
Por terem a mesma idade e vontade, achei que poderia dar certo, e assim juntei os
dois na mesma sala virtual para conversarem, deixando-os sozinhos logo em seguida.
Algum tempo depois o Diego voltou a me procurar, e para minha surpresa sua reação
foi totalmente contrária a que eu pensava:

@-Di-ego%-@ diz:
mt obrigadu :s

|||| Lu Mounier |||| diz:

17
de nada... vc gostou do junior?

@-Di-ego%-@ diz:
nao... mt feio esse menino...

|||| Lu Mounier |||| diz:


ué... mas vc havia reclamado q ninguem te olhava e te queria, agora vc reclama que o menino eh
feio? O q vc quer a final?

Diante daquela situação, comecei a observar o comportamento do Diego. O Junior


não era feio, mas também não era lindo se comparado aos padrões atuais de beleza, além
dessa questão ser relevante, pois beleza é relativa. Mesmo assim, em momento nenhum o
Diego citou um perfil físico de namorado que almejasse. Na verdade, o problema real dele
não eram os outros que não lhe notavam, mas sim ele mesmo que estava escolhendo demais.
Para exigir algo de alguém, você deve estar apto a corresponder com as mesmas
características, ou seja, não adianta querer encontrar alguém magro e bonito se você é gordo
e "feio", ou querer namorar um cara malhado sendo magrelo. Há uma cobrança visual no
meio, e não se pode negar. Isso não quer dizer que você não possa alimentar suas fantasias,
gostos e desejos, pois cada um possui a sua particularidade, porém, exigir um perfil físico
do outro sendo que você não possui as mesmas características que exige, é querer um pouco
demais.

“Bruno-centro fala para Todos: Alguem do Centro ou ZL afim de tc? Sou moreno claro, 1.75m
683k nao efeminado e nem curto. tenho 30 anos malho bem dotado e fora do meio.”

Descrições como essas são muito comuns nos bate-papos on-line. As cobranças
sempre irão existir, pois esse é um mecanismo essencial no mundo capitalista: criar
necessidades de consumo. Cabe a você decidir se deseja ou não compactuar nesse mundo
baseado em aparências.
Vale lembrar que no Brasil têm aproximadamente 180 milhões de habitantes, dentre
elas existe alguém querendo o mesmo que você, basta reparar um pouco mais nas pessoas.
Antes de reclamar ou se lamentar de algo ou alguém, reveja seus conceitos e valores,
quem sabe dessa forma você encontra o problema bem perto de você.

18
CAPÍTULO 5
Os bonitos também choram

Existem pessoas que acham a beleza fundamental, importante, sendo um dos fatores
principais de aproximação, porém, a realidade não é bem assim. Para o homem, sendo
heterossexual ou homossexual não importa, o visual é o fator que lhe chama atenção em
primeiro momento, porém, beleza nenhuma pode suprir outras necessidades decorrentes de
uma relação.

-Qual o sabor de pizza que você gosta?


-Hum... Eu gosto de escarola com queijo...
-Então eu vou pedir metade camarão e metade escarola com queijo.
-Tudo bem...
-Você é muito bonito, sabia?
-Obrigado!
-Por que ainda está solteiro?
-Porque ainda não apareceu ninguém corajoso o suficiente disposto a namorar.
-Eu namoraria com você!
-Mas você me conhece há duas horas, não é o suficiente...
-Você é muito gato, todo mundo gostaria de namorar um cara como você.

Se você acha que ser bonito é vantagem, está enganado. Muitas pessoas se
aproximam deles por causa de sua beleza, para tirar uma "casquinha" e depois cair fora, ou
exibi-lo como um troféu para os amigos. Devido a isso, acabam perdendo a confiança nas
pessoas e desconfiando da maioria das aproximações, tornando-se uma pessoa solitária,
depressiva e seletiva, aderindo uma imagem de arrogante e metido.
Podemos pegar o exemplo de Marilyn Monroe. De simples operária tornou-se uma
das celebridades mais conhecidas do século XX, sendo citada até hoje como símbolo de
beleza. Sua vida teve altos e baixos, passando por três casamentos e até mesmo um caso
com John Kennedy, presidente dos Estados Unidos na época. A fama de Marilyn e sua
figura sexual tornaram-se um problema em um de seus casamentos, separando-se em menos
de um ano depois.
No ano de 1953 Marilyn foi votada pela revista Photoplay como melhor atriz
iniciante do ano, e aos 27 anos de idade ela era considerada a loira mais amada de
Hollywood, e sem dúvida era. Quase dez anos depois, em 1962 Marilyn foi nomeada pelos
Golden Globes como a "personalidade feminina favorita de todo cinema mundial",
provando mais uma vez que era mundialmente adorada.
Toda sua beleza, fama e dinheiro não foram suficientes para que Marilyn Monroe se
tornasse uma mulher completamente realizada, e no dia 05 de agosto de 1962, Marilyn foi
encontrada morta em sua cama pela sua secretária Eunice Murray. Deitada de bruços, nua,
com o fone fora do gancho nas mãos. A causa de sua morte foi uma dose letal de nembutal
que teria tomado.
Décadas se passaram desde seu surgimento, e até hoje Marilyn é considerada a atriz
mais celebrada da história do cinema americano. Embora os valores da época fossem outros,

19
atualmente ainda encontramos casos semelhantes de estrelas famosas, bonitas, ricas e
solteiras. Relacionamentos que não dão certo, traições, estampam as capas de revistas com
especulações, e ninguém entende como essas estrelas não conseguem parar com uma única
pessoa.
Com certeza você já deve ter dito ou ouvido alguém dizer:

"Não acredito que você está solteiro, você é muito bonito..."

Existe muita pressão sobre as pessoas “bonitas”. Se está solteiro, já acham estranho.
Se está namorando, sentem inveja. Se fica a fim de alguém, corre o risco de levar um fora
por ser bonito (Embora você possa não acreditar, isso acontece).
Não vamos dizer que a culpa seja somente dos outros, pois existem muitos bonitos
que se utilizam da beleza para tirar algumas vantagens, se aproveitando de algumas pessoas
e até as usando para conseguirem o que querem.
Antes de você enxergar a beleza em alguém, pense que o tempo chega para todos, e
beleza nenhuma é eterna. Se você quer alguém para compartilhar uma vida, comece a
enxergar o mundo com os olhos do coração.

CAPÍTULO 6
Estou a fim de um menino.
Como faço para saber se
ele também está a fim?

Você pode ficar a fim de alguém por diversos motivos e interesses, como sexo,
beleza, dinheiro, ou até mesmo para dar um beijo na boca apenas. Nesse capitulo, será
abordado o início da paixão, onde os sentimentos tornam-se sofrimento por não serem
correspondidos.
Chorar por alguém que nunca choraria por você é falta de amor próprio. Antes de
abrir seu coração e permitir que esse sentimento evolua, um detalhe fundamental deve ser
levado em consideração, que é a RECIPROCIDADE.

-Alô?
-Talita?
-Oi Caique, tudo bem?
-Humpft... Não muito...
-O que houve, querido?

20
-Estou com uma dor no peito...
-Por quê?
-Por causa do Alessandro...
-Ainda esse menino?
-Pois é... Não consigo tirá-lo da cabeça... Hoje durante a aula a professora pediu para formarem
duplas, porque teríamos um trabalho em sala de aula...
-Sei...
-Ai ele veio perguntar para mim se poderíamos fazer o trabalho juntos...
-E o que você disse?
-Eu disse que sim...
-Ah bom!
-Nossa, meu coração só faltou sair pela boca... Toda vez que a gente faz trabalho juntos eu perco a
concentração...
-Hahaha... E você já contou para ele sobre seus sentimentos?
-Não.
-E por quê?
-Não sei se ele também está a fim de mim...
-Até quando pretende sofrer assim?...
-Tenho medo de contar...
-Por quê?
-E se ele me der um fora?
-Mas se você não arriscar nunca saberá, não acha?
-Humpft... Sim...

Não há como as pessoas adivinharem o que você está sentindo, e muitas vezes aquela
mesma pessoa que você está a fim também tem interesse em você, porém, falta coragem pra
dizer.
Sofrer calado é pior. Medo de receber um NÃO, não pode ser maior que a esperança
de receber um SIM, e se você tiver a certeza de que ele também está a fim será mais fácil à
aceitação, mas se não percebeu nada ainda, comece a prestar mais atenção nas atitudes dele
perante a você.
A seguir, veremos algumas delas:

-Indiretas: algumas indiretas são implícitas, mas não deixam de ter indícios de duplo sentido:

Exemplo 1:
dAdO /// diz:
acordei mal hj...

Guga - A paixão tomou conta de mim diz:


pq gato?

dAdO /// diz:


estou me sentindo sozinho... sabe qnd vem aquela sensação de que ninguem te ker?

Guga - A paixão tomou conta de mim diz:


sei...

21
dAdO /// diz:
entaum... eh assim q estou me sentindo...

Guga - A paixão tomou conta de mim diz:


vc acha q ninguem te quer?

dAdO /// diz:


uhum

Guga - A paixão tomou conta de mim diz:


naum diga besteiras... preste mais atençao nas pessoas ao seu redor...

Provavelmente o Dado nem prestou atenção no pseudo do Guga, que sem dizer, mas já
dizendo, confessa que existe uma paixão no ar. São detalhes como esses que não podem passar
desapercebidos, pois por mais que alguém sinta algo por outro alguém, a falta de resposta-estímulo
acaba se perdendo, conseqüentemente esse sentimento vá se perdendo com o tempo.

Exemplo 2:
-Bom dia, Miguel!
-Bom dia, Cássio!
-Que calor insuportável...
-É mesmo.
-E só de pensar que terei de ir ao chaveiro fazer uma cópia da chave da minha mãe...
-Posso ir com você?
-Não irei te atrapalhar?
-Claro que não.

Você pode ter conhecidos gentis, aliás, tudo começa com gentilezas que irão gerar
gentilezas, mas tudo tem seus limites. No exemplo acima, o Miguel não perguntou ao Cássio se ele
gostaria de sua companhia, pois foi logo perguntando se poderia ir, oferecendo-se por conta própria.

Exemplo 3:
-Alô?
-Roni?
-Oi Emílio!
-Acordei você? Desculpa, eu ligo amanhã...
-Não tem problema... O que aconteceu?
-Terminei meu namoro...
-Nossa!... Você deve estar muito mal...
-Precisava conversar com um amigo...
-Você sabe que pode contar comigo sempre que precisar... Você está onde?
-Humpft... Estou na rua... Voltando pra casa...
-Quer passar aqui em casa para conversar?
-Eu posso?
-Claro!

22
-Mas seus pais não vão se encomodar? São quase duas horas da manhã...
-Fique tranqüilo, eles nem vão ouvir.
-Vou fazer o retorno e já, já estou ai.
-Tudo bem.
-Beijo!

No exemplo acima o Emílio acorda seu amigo Roni para desabafar sobre um problema: o
término de sua relação. Claro que todos os amigos têm o dever de ouvir o outro, cumprir seu papel,
porém, qual é o amigo que se dispõe a ouvir o outro durante a madrugada para um desabafo?
Situações como essas requerem mais que um simples sentimento de amizade. Se algo semelhante já
aconteceu com você, o que faltou para perceber que seu amigo pode ter um interesse a mais?

Exemplo 4:
-Carlos!
-Eae Pedro... Olha o que eu trouxe?
-Não acredito!... É aquele filme que eu queria assistir...
-Sim... Encontrei na locadora perto de casa, e como eu sabia que você estava muito a fim de ver e
não encontrava...
-Caraca... Você é demais!
-Pare com isso...
-Só você mesmo para adivinhar meus gostos...
-Eu sei tudo sobre você... Podemos assistir juntos amanhã a noite... Seus pais vão viajar mesmo...
O quê acha?
-Massa!

Será que o Carlos adivinha os pensamentos do amigo só por adivinhar, ou existe ai um outro
motivo mais forte que o leva a lembrar das peculiaridades de Pedro? Claro que pode acontecer de
seu amigo, por acaso, se deparar com algo que você tanto almeja, porém, no caso do Carlos e do
Pedro é nítido um outro interesse, pois a intenção real de Carlos era agradar seu amigo e ter um
pretexto para ficar mais próximo dele, que seria assistir ao filme juntos e sozinhos.

Caso você ainda esteja na dúvida e não quer arriscar para não perder a amizade de
seu amigo, seguem algumas dicas que irão facilitar em seu campo de percepção quanto ao
comportamento dele:

01-Excesso de atenção. Dizem que amigos é para todas as horas, mas existe um certo limite para
tanto;

02-Liga para você pelo menos uma vez ao dia, nem que for apenas para dizer OI;

03-Ele te olha fixamente e quando você percebe, ele desvia o olhar;

04-Geralmente ele não gosta dos seus namorados, paqueras, e pessoas que demonstram uma
segunda intenção quanto a você;

05-Nunca se esquece de você nas datas comemorativas;

23
06-Topa sair com você para qualquer lugar que o convide, até mesmo para os lugares mais
bizarros que você o convidar;

07-Está ao seu lado sempre quando precisa e não precisa.

08-Vive te fazendo elogios, mesmo quando você está de chinelo e pijama.

09-A necessidade de tocar em você vai além do comum, seja abraços, toques nos ombros, afagos
no cabelo, massagem nas costas, nem que for para dar-te um beliscão.

Existem pessoas que não necessariamente estão te dando mole, apenas são legais. O
que conta nessa situação, é um conjunto de fatores que irão determinar o grau de interesse
por você. Esse sentimento pode ser uma simples amizade, até mesmo uma paixão, porém,
não podem ser detectados apenas por uma ação isolada, mas sim pelo conjunto de atitudes
em um decorrente período de tempo.

E se ele não estiver a fim?


Primeiro de tudo você precisa ser cauteloso, observador. É importante que não fique
pensando muito nisso, pois poderá alterar seu comportamento e influenciar também no
clima que existe (Se é que existe) entre vocês. Tente não ser gentil demais, insistente em
excesso. Mantenha a tranquilidade e moderação de suas atitudes, para que a outra parte não
se sinta pressionada.
Muitas pessoas acabam confundindo gentileza com interesses além do proposto.
Quando se está gostando de alguém, a forma de olhar as coisas começam a serem vistas de
outros ângulos. Às vezes um elogio pode parecer um pedido em namoro, criando uma
expectativa enorme baseado em uma fantasia imaginária, que não aconteceu, mas a vontade
é tanta que não sobram margens para pensar outra coisa.
É mais fácil identificar quando alguém não está a fim de você, pelas dificuldades que
acabam surgindo para concretizar um encontro.
Vamos utilizar a internet como exemplo para entender melhor essas desculpas tolas
que eles utilizam por falta de coragem em dizer que não está a fim de te encontrar:

=Dodis= diz:
td bem com vc?

Guinho diz:
sim e com vc?

=Dodis= diz:
to otimo!

Guinho diz:
qnd a gente vai se ver?

24
=Dodis= diz:
nossa... precisamos marcar neh...

Guinho diz:
pois eh... vc disse q ia me ligar...

=Dodis= diz:
foi mal... acabou meus creditos do celu, ai nem deu

Guinho diz:
relaxa... vou esperar vc me ligar entaum...

=Dodis= diz:
blz

Com certeza isso já deve ter acontecido com você ou com algum conhecido seu. Ao
perceber que a outra parte está dificultando demais esse real encontro e não demonstra
nenhuma esforço para reverter a situação e tomar a iniciativa de ir conhece-lo de verdade,
está na hora de partir para outra.

-Está sempre ocupado com outras coisas, inclusive levar o cachorro para tomar vacina contra
raiva às 22h00 no mês de maio (O período de vacinação acontece no mês de agosto);

-Sempre arruma um pretexto ou se cala diante um convite ou indireta sua (Se a desculpa for na
primeira vez que o convite for efetuado, releve. Mas se passar da terceira, ai já começa a
complicar);

-Vive sem tempo, trabalhando ou estudando demais. Essa é uma questão variável, pois dependendo
de como é administrada a rotina do outro, é possível que arrume um tempo para pelo menos ir ao
seu encontro. Caso ele se utilize desse argumento todas às vezes, observe se ele lhe faz alguma
contraproposta (A questão de tempo é relativa. Pode ser que ele não tenha mesmo disponível um
tempo que acha necessário para se dedicar a alguém, e por isso prefere não iniciar nenhum
compromisso. Também existe a possibilidade de utilizar a escassez de tempo como desculpa para
cair fora da relação. Para saber qual a real intenção dele, você deve analisar sua rotina semanal,
freqüência com que sai, companhias, preferências nas horas vagas, e tudo aquilo que o envolve
tratando-se de ocupação);

-Não cogita a possibilidade de um encontro, ou simplesmente fala que precisam se encontrar, mas
não diz quando nem onde;

-Você propõe a possibilidade de rolar algo sério, mas ele diz que já sofreu demais e tem medo de
sofrer novamente. Algumas semanas depois você fica sabendo que ele está namorando e fica sem
entender nada (Essa já está ultrapassada, né? É obvio que ele está te chamando de feio
delicadamente, pois se você fizesse o tipo físico-estético que o agrada, na mesma hora ele “caia pra
cima” sem pensar duas vezes);

-Pode acontecer dele fazer um convite a você, mas no primeiro desvio de assunto aproveitar a
oportunidade para sair pela tangente:

25
*) André (* diz:
oooooooooooooooooi!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

sAnDrO diz:
olah =p

*) André (* diz:
td bem?

sAnDrO diz:
sim e vc?

*) André (* diz:
to bem tb!!!

sAnDrO diz:
a gente precisa marcar de se verrrrrrrrrrrrrrr

*) André (* diz:
eh verdade... faz tempo q a gente soh marca e naum rola nada...

sAnDrO diz:
sim... o q vc vai fazer hj a noite?

*) André (* diz:
hj uns amigos meus vai lah pra casa assistir uns videos... quer ir?

sAnDrO diz:
qnts pessoas vao?

*) André (* diz:
até agora 4 confirmaram... bom, preciso sair... depois a gente se fala... bjs

*) André (* desconectou

Quando alguém se interessa por outra pessoa, existe o desejo de poder encontrá-la,
conversar pessoalmente, cara a cara. Se você já o encontrou alguma vez e ficaram de sair
pela segunda, mas ele só enrola, provavelmente falta coragem de assumir que não curtiu.
A ansiedade toma conta de todos, para alguns ela é mais intensa, para outros mais
moderadas, porém, quando existe interesse em certa pessoa, independente do nível de
ansiedade que ela tenha, vai demonstrar vontade e propor alternativas para que o encontro
aconteça o mais breve possível.

26
Caso você esteja naquela fase de “estamos nos conhecendo” e tem dúvidas se o outro
está te curtindo, muitas desculpas para sairem juntos, segue um teste a seguir para lhe ajudar
ou esclarecer suas dúvidas.

Em uma folha de papel, anote a letra de uma das alternativas que mais se enquadra ao seu
perfil. Cada letra possui um valor, onde serão somados no final para chegar a um único resultado:

Será que ele me curte?

1- Certa vez vocês acabaram se desentendendo e algo acabou magoando você. Quando você
tenta conversar, ele:
a) Se há algum assunto em pendência entre nós, ele pára pra ouvir e acertarmos as divergências;
b) Mesmo não tendo culpa ele pede desculpa;
c) Nem pára pra me ouvir, dizendo que estou ficando maluco;

2- Ontem vocês fizeram aniversário de namoro:


a) Saímos para jantar, depois festejamos com os amigos. Ele quer que todo mundo saiba sobre
nossa paixão;
b) Ele preferiu não festejar, pois vive dizendo que todo dia é dia de festa;
c) Ele esqueceu;

3- O melhor amigo dele conta que viu você com outro na noite anterior:
a) Tenho certeza que ele virá falar comigo e querer saber se é mesmo verdade, pois confia em
mim;
b) De início ele não comentará nada, mas já começa a demonstrar muito ciúme;
c) Ele não comenta nada, mas desabafará na primeira oportunidade que tiver;

4- Vocês combinam de saírem juntos e ao chegarem no mesmo lugar encontram o ex dele:


a) Na mesma hora ele solta minha mão;
b) Cumprimentamos o rapaz e agimos normalmente;
c) Ele me apresenta o garoto e nós conversamos como amigos, sem mágoas passadas;

5- Chegou o final de semana e sua mãe inventou que você terá de cuidar do seu irmão
pequeno, pois ela vai precisar sair. Nesse caso, o que você acha que seu namorado faria?:

27
a) Provavelmente ele vai passar a noite comigo e me ajudar a cuidar do meu irmão, pois vive
dizendo que não tem graça sair sem mim;
b) Acredito que ele ficaria ao meu lado até meu irmão pequeno dormir e a gente poder aproveitar
sozinhos;
c) Acho que ele me faria companhia por um tempo, mas não deixaria de sair com os amigos;

6- Vocês acabam brigando, e naquele momento chato ele acaba dizendo um monte de coisas
que não lhe agrada:
a) No mesmo dia ele pede desculpa, reconhece os erros e diz que me ama;
b) Pouco tempo depois ele aparece com alguma coisa para me agradar, pedindo desculpa pelo
ocorrido;
c) Depois de desabafar ele sai sem rumo para chorar bem longe;

7- Chegou a formatura, e os alunos da faculdade/colégio irão fazer uma viagem, porém, não
poderão levar acompanhante. Como seu namorado irá se comportar?:
a) Com certeza ele dirá que morrerá de saudade e não concorda em eu ir sozinho, mas que também
não pode proibir-me;
b) Ele não se incomoda, pois acha importante ficar um tempinho sem se ver para quebrar a rotina;
c) Acredito que ele faria o maior drama e promessas de amor eterno;

8- Alguma vez ele já disse TE AMO?:


a) Sim, além disso vive demonstrando com muitos carinhos, atenção, elogios, presentes;
b) Às vezes ele até fala, mas não sinto muita firmeza nas palavras;
c) Não, ainda é cedo para isso;

9- O melhor amigo dele pisa na bola com você e ambos acabam brigando. Com isso, seu
namorado:
a) Claro que ele ficará ao meu lado e não falará mais com o amigo;
b) Pelo que o conheço, ele irá conversar comigo e querer saber o que aconteceu;
c) Acho que ele vai ficar do lado do amigo e nem ligando mais pra mim;

10- Sozinhos em sua casa, vocês aproveitam o quanto pode, mas de repente ele diz que precisa
ir:
a) Depois de ganhar uns beijinhos seus acaba mudando de idéia e ficando mais um pouco com
você;
b) Pega o telefone, liga para os pais e diz que chegará um pouco depois do horário combinado;
c) Geralmente ele vai correndo, pois não avisou aos pais que iria sair e a mãe dele ficará
preocupada;

Agora, dê às letras anotadas seus respectivos valores:

A – 5 pontos;

B – 3 pontos;

28
C – 1 ponto;

Some os valores de suas letras, logo em seguida compare o resultado na tabela:

de 01 – 14 = Talvez você não tenha percebido ou não quer perceber, mas seu namorado/paquera
está te dando um perdido legal. O que você está esperando para fazer a fila andar?

de 15 – 36 = A situação ainda está sob controle, mas seria bom se você começasse a colocar umas
novidades nessa relação, o deixando ainda mais apaixonado. Tente não deixar esse caso de vocês
cair na rotina, inove;

de 37 – 50 = Parabéns,vocês estão vivendo uma relação amena e gostosa. Ele gosta de você, se
continuarem assim, essa realção irá longe!

Não espere a boa vontade dos outros. Seja mais seletivo nas suas escolhas e valorize
mais o que você tem a oferecer, pois não é todo mundo que merece ser contemplado com
um coração cheio de amor para dar sem receber nada em troca. Dê valor ao seu “produto”,
não aceite qualquer coisa em troca, seja exigente, e não desista nunca de seus objetivos.

CAPÍTULO 7
Fiquei a fim de um
garoto hétero, e agora?

Todos sabemos que não controlamos o coração, mas podemos evitar que alguns
sentimentos desenvolvam, e para isso deve-se ter muita força de vontade e visão lógica das
coisas. Há gays que pensam: “Se ele provar uma vez, vai gostar” Mas isso não é verdade.
Desde criança crescemos recebendo valores negativos quanto a homossexualidade,
tanto morais quanto religiosos. Por esse motivo, ao crescer tende-se a repetir esse
comportamento preconceituoso para redirecionar algo que não queremos para nós mesmos.
Para que o rapaz goste de ter ficado (Ou mais além) com outro, sua sexualidade já está
definida, porém, o meio social em que vive, cultural, fazem com que ele reprima as
vontades que sente, até mesmo renegando esse sentimento que ele não entende ou não quer
sentir, do qual não consegue controlar.
É muito comum na adolescência meninos se descobrirem com outros meninos,
porém, não será uma experiência homo que definirá sua sexualidade, pois existe diferenças
em ter uma atitude gay e ser gay. Para um indivíduo ser considerado homossexual ou
bissexual, ele precisa sentir atração física pelo mesmo sexo, ou seja, despertas desejos,
sentimentos, assim como um garoto heterossexual sente por uma garota.
Apesar de tudo, ainda existem aquelas pessoas que insistem em viver um amor
impossível, aceitando sofrerem sozinhas por um sentimento que sabem não ter futuro. A

29
partir do momento em que você se apaixona por alguém onde os sentimentos não são
recíprocos, há muito pouco para se fazer.
O primeiro de tudo é saber com precisão até que ponto a heterossexualidade dele é
definida. Existem garotos que se comportam como tal, freqüentando ambientes heteros,
beijando meninas por gozação com os amigos que são heteros, porém, não sentem atração
pelo sexo oposto.
Se for alguém próximo de você, é mais fácil identificar a existência de um interesse
por rapazes. A sua observação não pode ser levada em consideração quanto ao
comportamento dele em locais que exigem contato formal, tais como trabalho, escola,
faculdade, reuniões familiares, entre outros.

Vamos utilizar o questionário abaixo para avaliar se o rapaz que diz ser heterossexual
possui mesmo sua sexualidade definida. Embora as respostas não seja uma certeza de que ele curta
ou não meninos, há grandes possibilidades de que seja possível.

1 - Quando vocês saem junto e um rapaz sem camisa passar por vocês, geralmente ele:
a) Nem repara, passa direto;
b) Às vezes ele dá uma olhadinha timida, mas discreta;
c) Ele tenta disfarçar, mas seus olhos não param de olhar para o rapaz;

2 - Você o convida para ir à uma balada gay:


a) Ele topa ir sem problemas, pois diz que gay só tem amigas bonitas e provavelmente ele
conseguirá encontrar uma por lá;
b) Prefere não ir, pois tem medo de ser associado aos gays e receber cantadas;
c) Topa ir com você, e quando alguém vem xavecá-lo fica todo empolgado, mas faz a linha
simpático;

3 - Se faz musculação:
a) Não faz;
b) Sim, pois diz que as mulheres gostam de serem pegas por braços fortes;
c) Sim, pois diz que faz bem a saúde, além de viver usando roupas que valorizem seus músculos;

4 - Geralmente suas roupas são:


a) Ele costuma usar o básico, bermuda, camiseta, tênis, calça meio caída mostrando a cueca e a
carteira no bolso de trás ajudando;
b) Ele se veste como um mauricinho, tentando sempre ser impecável, estilo comportado;
c) Ele usa roupas fashion, como calças rasgadas, camisetas com brilho, cabelo da moda,
acessórios, perfumes doces;

5 - Seus estilos musicais são:


a) Ele curte bastante Rock, Rap, Hip Hop;
b) Ele gosta de MPB, pagode, música instrumental, diz-se eclético;
c) Ele gosta de estilo tribal, eletrônica, cantoras internacionais;

30
6 - Os filmes que mais o atrai são:
a) Os de violência, ação, pornô;
b) Terror, suspense, drama, ação, aventura, documentário;
c) Romances, aventura, comédias, clássicos;

7 - Quando o assunto é mulher:


a) Pra ele qualquer uma que der mole está valendo;
b) Não é assim já chegar beijando, tem que rolar um papo legal antes;
c) Ele é tímido, não costuma chegar nas minas;

8 - O vocabulário do dia a dia é:


a) Cheio de gírias. Um idoso, por exemplo, não entenderia o que ele fala;
b) Às vezes usa umas gírias, mas costuma ser formal na maioria das vezes;
c) Usa poucas gírias, e tem vezes que soam estranhas, diferentes;

9 - O ciclo de amizade dele:


a) Só anda com moleques zueiros, chatos e homofóbicos;
b) Até possui amigos legais, mas o gênero da amizade é equilibrado;
c) A maioria dos amigos dele são meninas, e detalhe: ele nunca ficou com nenhuma delas;

10 - Quando sai com os amigos ele:


a) Gosta de ir na balada zuar e beber, shopping pra paquerar as patricinhas, beber nos barzinhos;
b) Geralmente gosta de sair pra dançar, cinema, teatro, esportes;
c) Quase não pratica esportes, prefere mais badalar, ir à parques à noite, chamar o amigo de "bi";

Agora, dê às letras anotadas seus respectivos valores:

A – 3 pontos;

B – 2 pontos;

C – 1 ponto;

Some os valores de suas letras, logo em seguida compare o resultado na tabela:

de 01 – 11 = Bem, na verdade ele possui uns desejos que pode nem saber o por quê, ou até mesmo
lutar contra, mas possui sim um pé no Arco Íris, lindoooooooo;

de 12 – 21 = Provavelmente ele não possui sua sexualidade bem resolvida. Se você for paciente,
tente levá-lo para ambientes direcionados para o público GLB, para que aos poucos ele vá se
soltando e possivelmente uma revelação tão esperada por você aconteça;

De 22 – 30 = Lamento, mas esse rapazito é heterossexual. Não fique se acabando por causa dele,
existem muitos meninos que são gays e possuem esse jeito “largado” de ser, cedo ou tarde você
encontrará;

31
Havendo indícios de que o garoto não é totalmente heterossexual, dependendo do
grau de relacionamento que você tenha com ele, inicie assumindo sua homossexualidade
junto ao rapaz, mas vá com calma, por partes. É importante que você o prepare antes de
tudo.

-Proponha umas saídas para baladas alternativas;


-Tente envolver o tema da sexualidade da maneira mais natural possível dentro de uma conversa de
vocês, prestando bastante atenção em sua reações;

-Essa cerveja não está muito gelada...


-Pra mim está boa;
-Ah!... Sua mãe falou alguma coisa que você chegou tarde aquele dia?
-Que nada mano, ela nem se ligou. Cheguei à pampa em casa...
-Ela ficou meio encanada depois que a Camila ligou lá na sua casa;
-Essa mina tá tirando já... Não sai da minha cola...
-Você já não tinha dado uma bota nela?
-Sei lá mano, a mina é insistente, tá ligado?
-Também, depois que ela descobriu que um carinha que ela era a fim era gay...
-Sério?
-Pois é, mano... Mas agora eles estão amigos.
-Puts cara...
-Você ficaria amigo de um gay?

-A reação dele contará muito na identificação e medição do preconceito quanto à sexualidade.


Se você ainda não tiver coragem de assumir para ele sua condição, utilize fatos e
acontecimentos famosos, questionando o ponto de vista dele com relação ao tema;
-Havendo algum indício de homofobia da parte dele, não conte nada sobre a sua condição e
principalmente sentimentos, pois se vocês são amigos próximos, isso poderá interferir na
relação de amizade que existe entre vocês;

Não é fácil esquecer uma paixão, mais difícil ainda é conviver ao lado dela sem
poder tocá-la, beijá-la, trocar um abraço ou olhar, qualquer demonstração de carinho. Contar
à pessoa sobre seus sentimentos nem sempre é uma boa opção, pois você corre o risco de ser
ofendido, agredido, mal compreendido, até mesmo perder o amigo.

-O que deve ser feito nesse caso é um afastamento progressivo da pessoa pela qual você se
apaixonou. Mude de carteira na sala de aula, de mesa no trabalho, de forma que não o perca
de vista, pois radicalizar de imediato não é a solução;
-A pouca convivência fará com que aquela pessoa perca a graça aos poucos, mas a sua
colaboração e força de vontade é fundamental para que isso aconteça;
-Exclua os possíveis contatos através de meios de comunicação, como telefones, e-mail, ramais,
entre outros. Se abra para novas amizades e permita-se conhecer pessoas que demonstram
interesse por ti;
-Procure a companhia de amigos para se distrair e mantenha distância de objetos, músicas e
outros itens que te façam lembrar dele;

Ninguém morre de amor. O máximo que vai acontecer é perder algumas lágrimas
durante alguns dias, mas amar faz parte do processo de sobrevivência humana. Portanto,

32
ame sim, dê às pessoas a oportunidade de te amarem e não se apegue a padrões estéticos,
morais e sócio-econômicos impostos por outros. Lembre-se que tudo acaba, dinheiro,
beleza, juventude. O que sobra? A sua consciência.

CAPÍTULO 8
A paquera

Que atire a primeira pedra aquele que nunca deu uma olhadinha para alguém com
uma intenção a mais. Paquerar é muito bom, e nesse amplo universo, pequenos gestos
podem apresentar grandes significados, detalhes que podem passar desapercebidos, mas que
fazem diferença entre o ato de conquista e o desejo.
Vários aspectos são levados em consideração, que podem ajudar no resultado da
paquera, tais como a maneira de falar e a utilização das palavras, o perfume, beleza estética,
qualidade de pele, forma com que se veste, comportamento e postura social, entre outros.
A ansiedade em excesso pode atrapalhar a paquera, por isso, não haja
precipitadamente sem ter a certeza de que os olhares estão sendo recíprocos e que está sendo
correspondido pela pessoa desejada. Pode ser que ela também esteja te olhando, mas ao
contrário do que se pensa, ela não está te dando mole, mas sim irritado por você olhá-lo.

O início
Na maioria das vezes, a paquera se inicia com os olhares de um para o outro. A partir
daí, o outro faz de tudo para que seja percebido e chamar a atenção daquele que o
interessou, mexendo no cabelo, mudando a posição, dando um sorriso, piscando, qualquer
coisa é válida para que percebam seu interesse pela pessoa.

-Às vezes acontece de você se interessar por alguém sem saber o por quê, e nesse primeiro
momento não deixe de focar o olhar na pessoa.

-Caso você decida tomar a iniciativa e ir falar com ela, seja original, e utilize de cantadas
inteligentes para encantar seu alvo.

-Boa noite!
-Boa noite!
-Posso te fazer uma pergunta?
-Pode.
-Seu pai é pirata?

33
-Por quê?
-Porque eu queria saber onde ele escondeu esse tesouro por tanto tempo...

Um xaveco cretino como esse pode surtir um efeito, claro que negativo, pois dependendo do
estado de espírito de quem o recebe, a rejeição pode ser pacífica ou dolorosa. Evite contadas
imbecis, com piadas, comparações absurdas da pessoa com objetos.

Segundo passo é a conversa. Através dela as reais intenções serão reveladas, assim
como a personalidade. É preciso tomar cuidado para que não se confunda a diferença entre
não ser perfeito e ser chato. Nesse primeiro contato tudo muda, a tonalidade da voz e a
cortesia são visivelmente perceptíveis. Vale lembrar que a cortesia é uma das armas fatais
para atingir o coração de qualquer um, por isso, valorize suas qualidades e não tenha falsa
modéstia, seja sincero e honesto.
O próximo passo é o contato físico. Nesse estágio pés e braços se aproximam,
abrindo espaço para o tato. Um leve toque na mão, evolui em pouco tempo para carícias,
afagos, abraço. Se houver a retribuição do outro com relação ao toque, eis então a
confirmação da aceitação dele quanto a você.
Pode ser que a pessoa não corresponda aos seus estímulos, e ocasiões como essa é
normal que aconteça. O importante é que você não desista de encontrar alguém, parta para
outra, paquerar é bom e faz bem para a alma e auto-estima.
Do tato para o início de um beijo não falta muito. As carícias começam a serem
sincronizadas, onde ambos tocam seus rostos. Ombros ficam mais próximos dos corpos e os
olhos vão se fechando lentamente.

A paquera na internet
Para algumas pessoas, a internet é o único meio de comunicação onde elas se sentem
mais à vontade, sendo assim, procuram conhecer pessoas através do meio. Deve-se tomar
muito cuidado com esse tipo de comportamento, pois o excesso de timidez pode ocasionar
em problemas de relacionamento social e afetivo. Se você é desses que só consegue levar
relações, tanto amorosas quanto qualquer outro tipo apenas através da internet, procure um
auxilio médico.
Se você optar por procurar um possível relacionamento através da internet, deverá se
preocupar com alguns detalhes que podem ser decisivos e influenciar positivamente ou
negativamente.
Flertar na web ou em qualquer outro lugar, é como promover um produto. Você
precisa de um slogan persuasivo, ou seja, seu nick deve falar sobre você e despertar
interesse, mas não pode ser extenso e deve ser de fácil compreensão. Portanto seja criativo.
Procure ser educado ao abordar alguém, pois gentileza gera gentileza:

34
Carlão dmais fala (reservadamente) para Danilo ZS 23a: boa tarde, td bem?
Danilo ZS 23a fala (reservadamente) para Carlão dmais: boa tarde.
Danilo ZS 23a fala (reservadamente) para Carlão dmais: blz e vc?
Carlão dmais fala (reservadamente) para Danilo ZS 23a: sussa... meu nome eh carlos e eu tc de
perdizes
Danilo ZS 23a fala (reservadamente) para Carlão dmais: eu tc de santo amaro
Carlão dmais fala (reservadamente) para Danilo ZS 23a: seu nome eh danilo mesmo?
Danilo ZS 23a fala (reservadamente) para Carlão dmais: sim
Carlão dmais fala (reservadamente) para Danilo ZS 23a: vc estuda danilo?
Danilo ZS 23a fala (reservadamente) para Carlão dmais: não eu trampo somente e vc?
Carlão dmais fala (reservadamente) para Danilo ZS 23a: eu jah sou formado em adm e trampo na
area
Danilo ZS 23a fala (reservadamente) para Carlão dmais: legal
Carlão dmais fala (reservadamente) para Danilo ZS 23a: o q curte fazer nas horas vagas danilo?
Danilo ZS 23a fala (reservadamente) para Carlão dmais: curto cinema, futebol, viajar
Carlão dmais fala (reservadamente) para Danilo ZS 23a: vc viaja mt?
Danilo ZS 23a fala (reservadamente) para Carlão dmais: sim... adoro
Carlão dmais fala (reservadamente) para Danilo ZS 23a: pronde costuma ir?

Comece sempre cumprimentando/saudando a quem irá abordar. Deixe as perguntas


íntimas para mais tarde. Tente conhecer um pouco mais a pessoa (Isso é, se você tiver a
intenção de ir além de um simples encontro de uma noite apenas), estabelecer de imediato
uma certa confiança e segurança naquilo que você diz.
A persuasão deve estar colada ao seu discurso, tal como a pele ao corpo. O ato de
persuadir quer dizer buscar aceitação à uma perspectiva, entendimento, conceito, percebido
a partir de um ponto de vista que deseja convencer alguém sobre a validade do que se
enuncia, ou seja, tudo aquilo que você está dizendo deve ser provado posteriormente. Sendo
assim, não prometa coisas que você não tem certeza de que é capaz, muito menos invente
algo que você não é. Quem persuade leva o outro à aceitar determinada idéia ou valor,
sempre tendo como princípio ético a verdade.
Assim como na construção publicitária, será importante considerar o meio (Internet,
telefone, bilhetinhos na balada, ajuda do amigo, telefone, entre outros) para o qual a
mensagem se destinará, pois cada tipo possui uma forma diferente de se relacionar com o
usuário, inclusive o tempo de leitura, compreensão, interesse.
Tratando-se da escrita, para funcionar persuasivamente seu texto precisa ter:
-> exploração da criatividade. (Deixe de lado as perguntas curtas e repetitivas, que parecem
formulários da Receita Federal)
-> caráter de proximidade e companheirismo. (Mostre que aquilo que o outro procura/espera/deseja
está em você, e que basta ele querer de verdade para receber)
-> correta relação entre apelos, linguagem e desejos do publico alvo. (Procure utilizar a linguagem
que ele entende/quer naquele momento. Se estiver a fim de um namoro, siga por essa linha)

Utilize um pseudo que fale algo sobre você, pode ser nome com idade, região,
intenção. As cores também influenciam, pois quanto mais vivas, mais chamarão atenção de
quem está na sala de bate papo. É importante que vocês troquem fotos caso haja um
interesse recíproco, por uma questão de segurança principalmente.

35
Não faça brincadeiras idiotas logo de inicio do tipo: eu sou casado... namoro... Pode
haver uma má impressão e se você der o azar da pessoa não conseguir desfaze-la, você pode
ter perdido a chance de conhecer alguém legal por conta de uma idiotice, atitude infantil.
Seja honesto e fale sempre a verdade, pois se rolar uma afinidade entre vocês, não
terá problema ao se encontrarem cara a cara.

O mundo é dos espertos


O melhor caminho para o início de qualquer namoro ou amizade bem sucedida é uma
conversa sincera, em que se descobre os pontos comuns e gostos afins.
Enquanto ficar na retaguarda, só esperando que as pessoas se aproximem de você,
não terá muitas chances de ser bem sucedido no lado afetivo. Sentiu-se interessado por
alguém? Então ataque. Não sabe como? Aprenda. Ninguém nasceu sabendo, e criar coragem
faz parte.
Meninos que gostam de meninos adoram quando são persuadidos pela força*.
-Não dê brecha para que ele "escape";
-Chegue junto e diga que está a fim;
-Aproxime os corpos;
-Deixe que ele conduza até onde suas mãos podem tocar;
-Morda a orelha;
-Sussurre ao pé do ouvido;
-Fale o que ele quer ouvir;
-Faça com que ele sinta a temperatura de seu corpo;
-Beije como se fosse a última vez;
-Descubra onde é seu ponto mais sensível e estimule-o; (Geralmente é a orelha ou nuca)
-Aperte com vontade, pegada firme;
-Seja atrevido;
-Faça a linha cafageste/carinhoso, eles adoram;

*Persuadir pela força: conquistar, despertar interesse, desejo, vontade, através da pegada forte, firme, atitudes diretas.

36
CAPÍTULO 9
O primeiro encontro

Há quem acredite em paixão a primeira vista, outros não, mas de qualquer forma
quando se está a fim de alguém, o medo de não ser correspondido é grande. Temos que
levar em consideração de que o ser humano não é perfeito, todos temos defeitos e devemos
aprender
a conviver com os nossos e dos outros se quisermos compartilhar parte de nossas vidas com
alguém.
A primeira impressão é a que fica e disso todo mundo já sabe, por isso devemos
causar uma boa impressão na pessoa a quem estamos a fim, para que assim possa haver um
interesse recíproco e quem sabe um futuro namoro?
Nesse capítulo vamos abordar então dois exemplos mais comuns que temos hoje em
dia, que são os encontros marcados pela internet e conhecendo alguém na balada.

Um gatinho na balada
Às vezes acontece de você cruzar com alguém na balada e se interessar. Isso faz parte
de um processo químico que acontece com todos os seres vivos. Mas dependendo da forma
com que você chega na pessoa, pode não ser tão produtiva e acaba levando um fora.
Não se deve ter medo de levar um NÃO, pois foi assim que grandes nomes da
história atingiram seu reconhecimento e objetivo, por não desistirem e se abaterem com
algumas portas que se fecham. Claro que ninguém tem a obrigação de gostar da outra
pessoa, indiferente de beleza, etnia, nível sociocultural, mas isso não quer dizer que você
não possa deixar uma boa impressão no outro, e para isso seguem algumas dicas:

-Antes de abordar alguém, o observe por um tempo. Procure ver com quem ele está, sua expressão
facial. Mesmo ele não estando portando uma aliança não quer dizer que não seja comprometido, por
isso é importante você o observar as pessoas que estão à sua volta;

-Depois de decidir tomar a iniciativa, chegue para cumprimentá-lo estendendo a mão. Ao falar nesse
momento utilize o mínimo de gírias possível.

-Tudo bem?
-Tudo.
-Meu nome é Eduardo, e o seu?
-Pedro.
-Está sozinho?
-Estou.
-Podemos conversar um pouco?
-Podemos.

37
A partir daí pode haver uma chance bem maior de rolar algo entre os dois, pois a
forma de abordar foi bem sutil. É de extrema importância você se apresentar e perguntar o
nome, para que o assunto fique mais pessoal. Também é aconselhável que certifique-se de
que está sozinho, para evitar futuros problemas com um possível namorado ciumento.

-A forma com que se conduz o assunto também conta, pois você está "vendendo" sua
imagem, e se você não "vender um bom produto", ninguém se interessará em "consumir".
Procure levá-lo para um local fora da pista, onde não necessite gritar para que possam se
comunicar/ouvir.

-Qual sua idade, Pedro?


-Eu tenho 25 e você?
-Eu tenho 23... Quer beber algo?

Nesse caso, se você oferecer alguma bebida quem paga é você. Não necessita
necessariamente oferecer algo, porém jamais oferte um cigarro ou qualquer outro tipo de
droga (Lícita ou ilícita), pois você ainda não sabe se ele gosta, utiliza ou possui preconceitos
quanto.

-Evite chegar mascando chiclete.

-Bafo de álcool, cigarro são super desagradáveis.

-Não aborde ninguém sem camisa e/ou suado. Esse tipo de coisa pode causar repugnância no outro e
você irá espantá-lo antes mesmo de perguntar o nome.

A hora da despedida
Depois de curtir alguém durante à noite, trocar beijos, carícias e sussurros no ouvido,
chega a hora de partir, e com ela a incerteza se haverá uma nova oportunidade de repetir
aqueles agradáveis momentos a dois.
Pode ser que o garoto ficou com você porque estava interessado em beijar na boca
apenas, por atração física momentânea, falta de opção. Mas também existe a possibilidade
dele ter ficado realmente a fim e querer conhece-lo fora dali. Não há como saber em um
primeiro momento quais são as reais intenções da pessoa, porém, é possível identificar se
existe/existiu algum interesse em manter o contato e quem sabe um relacionamento futuro.
A observação (Como em quase tudo) é fundamental, por isso, atente-se aos mínimos
detalhes, principalmente no que ele fala e faz. As duas coisas devem coincidir, caso
contrário ele não passa de um mentiroso.
Veremos agora algumas situações que acontecem com maior freqüência:

Encontrar o amigo: essa desculpa já não "cola" mais, é do tempo em que minha avó era gostosa.
Sendo verdade ou não, sair para procurar o amigo e não levar você demonstra um desinteresse em
tê-lo ao seu lado, por motivos próprios que podem ser relevantes ou não.

38
-Preciso procurar meu amigo...
-Você já vai embora?
-Não... Mas tenho que combinar com ele onde nos encontrarmos para irmos juntos...
-Ah!
-Daqui a pouco eu volto.
-Tudo bem.

Diante disso, a opção de ficar esperando é sua, porém, as chances dele voltar são
mínimas. Caso você seja uma pessoa paciente, sente-se e aguarde. Se depois de meia hora
ele não aparecer, nem preciso dizer o que aconteceu, né?

Vou ao banheiro e já volto: desculpa mais esfarrapada que essa para dar um perdido em alguém
não há. Geralmente são as mulheres campeãs em ir ao banheiro e caírem fora, deixando o tonto do
menino esperando com o "bilau" doendo, antes que ele cole na dela.

No caso de dois meninos, o banheiro é o mesmo, o que dificulta um pouco a


escapada se os dois forem juntos. Se o garoto disser a você para ficar e aguardá-lo, o que
você está esperando para procurar outro?

-Douglas, espere aqui que eu vou ao banheiro...


-Calmae que eu vou com você.
-Não... Espere aqui que não vou demorar.
-Então ta...

Qual seu telefone?: quando o garoto pergunta seu telefone, existe uma grande chance dele ter
ficado a fim realmente de você e querer prolongar o contato. Escolha um número onde é mais fácil
de ser encontrado.

-Bom, preciso ir...


-Mas já?
-Pois é...
-Pode me dar seu telefone?
-Sim... Anote: 552...

Isso demonstra que de alguma forma ele quer ter um meio para procurá-lo novamente
e repetir os agradáveis (Pelo menos para ele) momentos que passaram.

-Bom, preciso ir...


-Mas já?
-Pois é...
-Pode me dar seu telefone?
-Passa o seu que eu te ligo...

Eis aí um exemplo de que não surgiu muito interesse em continuar os contatos. Se for
você quem pediu o telefone dele e na mesma hora ele rebateu pedindo o seu, é um mau
sinal. Se ele não quis passar o telefone dele, é porque não deseja ser encontrado, e para não
ser desagradável em dizer que não está a fim de mais nada, acaba pedindo o seu. Claro que

39
antes de chegar em casa ele já terá jogado fora o papel com seu nominho, e você bobo
dormindo ao lado do telefone esperando ele te ligar.
Pode acontecer de você pedir o telefone dele e ele passar, mas não quer dizer que ele
também não esteja a fim de te dar um perdido. Se o telefone for um celular, anote na agenda
do seu e ligue na mesma hora para conferir se de fato é o mesmo (Mas seja discreto).

-Bom, preciso ir...


-Mas já?
-Pois é...
-Pode me dar seu telefone?
-Anotai... 99... Nossa... Tem alguém me ligando...
-Sou eu... É que assim eu já deixo gravado e depois eu salvo...
-Ah ta!

Se o garoto te der o telefone errado, você saberá na hora, mas não crie caso ou revele
o que você "descobriu", apenas guarde para você. Isso servirá para que não crie expectativas
quanto a ele, esperando um contato igual um tonto.
Quem dá apenas o telefone de casa é porque não quer ser encontrado. Além disso, há
grande probabilidade dele passar o número errado, e você de momento não poderá conferir,
devido a presença no local junto com você.

-Bom, preciso ir...


-Mas já?
-Pois é...
-Anotai o meu telefone... 359...

Quando alguém se oferece para dar seu telefone, significa que ela quer que você ligue
para ela (Ou não). Com isso, a demonstração de interesse em repetir esses momentos se
torne evidente. Diante disso, ofereça o seu também.

De todas as situações, o prazo de contato é de no máximo uma semana. Caso ele não
te ligue ou você não consiga encontrá-lo dentro desse período, comece a partir para outra,
tolinho.
Com a tecnologia existente hoje em dia, há vários meios de contato que podem ser
utilizados para encontrar alguém, porém, se você só tem um meio e não consegue contato
através dele, melhor não criar muitas expectativas quanto a algo que poderia ter acontecido,
mas não aconteceu, pois você ainda não está em condições de manter um relacionamento.
Não fique se achando culpado se não aconteceu dessa vez, nem desista de encontrar
alguém para compartilhar bons momentos. Ninguém é obrigado a gostar do outro, o que
também não quer dizer que possuam o direito de brincar com os sentimentos alheios.

40
O virtual virou real
Finalmente aquela pessoa deixa de ser apenas letras em uma tela e mostra-se real.
Depois de um tempo trocando apenas palavras, vendo fotos ou falando por telefone, chega
finalmente o dia do primeiro encontro.
Em alguns casos, a ansiedade é tanta que mal conseguem dormir na noite que
antecede ao encontro. De fato, a ansiedade é um sentimento que afeta a todos, alguns em
maior e outros em menor proporção, mas ninguém está livre de sentir um frio na barriga, a
boca secar, a mão ficar gelada e o coração acelerar.
A expectativa é grande. Às vezes você ouve alguém dizer: "Não estou a fim de nada
sério.", mas na verdade, todo mundo procura SIM alguém que supra sua carência, dê
atenção, um amor perfeito, ideal, parecido com você (Ou com ele), embora todos sabemos
que ser humano perfeito não existe.
Quando for ao encontro de alguém, não crie expectativas sem antes conhecer
realmente a pessoa, pois o cérebro sempre irá imaginar algo além da realidade, pensamento
projetado pelo seu desejo de encontrar o homem perfeito. Na grande maioria das vezes, isso
acaba ocasionando em decepções, pois a outra parte envolvida não era tudo aquilo que você
esperava, o que não quer dizer que ela seja uma má pessoa, pelo contrário, foi você que
fantasiou demais.
O melhor lugar para o primeiro encontro é o ambiente onde vocês dois se sintam-se
bem. Por segurança, opte por locais públicos e com bastante circulação de pessoas, como
parques, shoppings, museus, caminhar na praia, cinema - entre muitos outros.
Existem muitas pessoas por ai que são mal intencionadas. Marcam encontros pela
internet e praticam maldade, violência física ou psicológica. A probabilidade de acontecer
algo com você em lugares com testemunhas é muito menor, por isso pense bem antes de
marcar um encontro com um "amigo" virtual.

Tem como saber quais as intenções


dele só pelo local sugerido?

CA-LA-RO. Se for ele quem escolher e sugerir o local do primeiro encontro, é


possível que se identifique a real intenção dele com você de imediato. Para que você capte a
mensagem, deverá levar em consideração alguns fatores que possam dar indícios.
Vejamos agora três exemplos:

-Bacana... Por mim, pode ser no sábado à noite.


-Por mim também. Para onde você quer ir?
-Vem aqui em casa, vou estar sozinho...

41
Nesse exemplo, vimos que o convite foi para ir à casa de um dos envolvidos que
estará sozinho. O fato de citar que estará sozinho já compromete boa parte da intenção,
parecendo haver um interesse mais íntimo.

Estar sozinho em casa: quando ele citou que iria estar sozinho, logo deixa claro que sua
intenção é permanecer em um local reservado, sem público ou testemunhas. A CASA é seu
território, ou seja, ele está mais à vontade para conduzir e dominar a situação.

-Bacana... Por mim, pode ser no sábado à noite.


-Por mim também. Para onde você quer ir?
-Podemos ir em uma balada, o que acha?
-Legal!

Quando alguém te convida para ir à balada, pode ser por vários motivos que vão
depender da intensidade e tempo de contato que vocês mantém um com o outro. Na
verdade, um encontro na balada é uma maneira de escapar de riscos decorrentes caso não
haja empatia/interesse.
Balada: ambiente impessoal, jovem, coletivo. As pessoas vão à balada para beber, dançar e
paquerar. Se você está a fim de alguém, não seria esse o local mais indicado para se
curtirem;
Escolher uma balada para o primeiro encontro é uma sacada inteligente, pois se você
não gostar da pessoa, pode dar um perdido nela e sair à procura de outra, ficar na sua ou ir
embora.

-Bacana... Por mim, pode ser no sábado à noite.


-Por mim também. Para onde você quer ir?
-Cinema, pode ser?
-Claro!

Cinema: é um programa típico de namorados. Ser convidado para um cinema não


compromete nenhum dos dois. Caso bata afinidade entre vocês, o clima escuro completa o
romantismo. Além de deixar a entender que se rolar algo, pode ir além de uma simples
ficada, trepada.

-Bacana... Por mim, pode ser no sábado à noite.


-Por mim também. Para onde você quer ir?
-Vamos jantar em um restaurante...

Restaurante: esse é um dos convites mais raros que se ouve hoje em dia. Não se convida
qualquer pessoa para um jantar, somente aquelas que são realmente especiais. Geralmente,
quem faz esse tipo de convite é um ser romântico, de bom gosto, e sua intenção é te
conhecer profundamente. O ritual de se alimentar em uma mesa e compartilhar com alguém
é divino, essencial no bem estar de um casal. Não importa onde seja: restaurante, jantar
íntimo em casa, rodízio (Só não vale Fast-Food, pois trata-se de um lugar muito impessoal).

42
CAPÍTULO 10
O que devo usar/fazer no dia
do encontro para conquistá-lo?

A conquista faz parte de um processo que envolve várias ações. Um publicitário, por
exemplo, quando recebe a tarefa de criar uma peça publicitária para um produto/serviço, a
primeira ação tomada antes de iniciar o processo de criação é fazer o estudo de mercado.
Durante esse período, várias informações sobre seu público-alvo são levantadas. Com
posse dessas informações, o perfil desse consumidor é analisado e com base nisso que as
peças publicitárias serão criadas.
Se você está a fim de conquistar alguém, terá que agir como um publicitário. Durante
os diálogos que antecederem ao encontro, descubra o máximo de informações possíveis
sobre o garoto que você está a fim, mas de forma que ele não perceba.

((( Marcelo ))) diz:


falae renan!!!!

***Renan*** diz:
aew celo, td bem?

((( Marcelo ))) diz:


td... eh amanha ein.

***Renan*** diz:
pois eh... ta ansioso?

((( Marcelo ))) diz:


mt...

***Renan*** diz:
nossa...

((( Marcelo ))) diz:


o q foi?

***Renan*** diz:
parece q vai chover amanhã...

((( Marcelo ))) diz:


pq? o céu mudou ae?

***Renan*** diz:
naum... eu to vendo num site aqui...

((( Marcelo ))) diz:


ah...

43
***Renan*** diz:
vc gosta de tempo chuvoso?

((( Marcelo ))) diz:


naum... prefiro sol, calor, praia...

***Renan*** diz:
sei... e ficar vendo os meninus de corpinhu bronzeado, saradinhos...

((( Marcelo ))) diz:


hum... naum curto mt muleke saradu... prefiro os comuns mesmo, mas q cuidem da forma...

***Renan*** diz:
ta, ta... sei... jah almoçou?

((( Marcelo ))) diz:


sim :p

***Renan*** diz:
o q vc comeu de bom?

((( Marcelo ))) diz:


feijoada!!!

***Renan*** diz:
hum... deliciaaaaaaaaaaaaaa... além de feijoada, o q mais vc gosta?

((( Marcelo ))) diz:


adoro massas, saladas, churrasco :p

***Renan*** diz:
tb adoro massa...

No exemplo acima, um dos garotos levantou algumas informações sobre o outro de


forma discreta, mas intencional. Com base nelas, fica mais fácil elaborar algumas estratégias
de persuasão, como por exemplo:

O Marcelo disse que gosta de massas, garotos que cuidem da forma física e clima quente.
Sendo assim, seria uma boa opção convidá-lo para ir à uma pizzaria no primeiro encontro, e se o
ambiente for bem arejado, melhor ainda. Para encontrá-lo, o Renan pode caprichar em alguma
roupa que valorize as formas de seu corpo, mas que não seja muito apertada nem larga demais.

Lembrando que para conquistar o rapaz, você precisa corresponder com as


expectativas do outro, ou seja, ele precisa encontrar em você as qualidades que o atrai em
alguém, suprindo seus desejos e necessidades. Isso não quer dizer que você deva se portar
de forma diferente do seu habitual, mas serve de base para que evite uma possível rejeição.

44
Dica: Pouco antes de sair para encontrá-lo, passe um creme-desodorante em suas mãos,
mas que tenha uma fragrância gostosa e não muito forte, porém marcante (De preferência,
opte pelas que possuem aroma de frutas). Logo mais, quando faltarem alguns minutos para
ele chegar, umedeça-as um pouco para que o creme acentue, e quando forem se
cumprimentar, o seu perfume passará para a mão dele. Assim, mesmo depois que vocês não
estiverem mais juntos naquele dia, toda vez que ele levar a mão próxima ao rosto sentirá seu
perfume, e automaticamente lembrará de você.

-Perfume é algo que não pode faltar. Por ser o primeiro encontro, opte por essências mais
amadeiradas/seco, pois evitam uma possível irritação nasal caso ele possua alergia, além de
serem caracteristicamente masculinas (Atiça os libidos dos meninos que gostam de
meninos).

-Cuidados com o corpo são fundamentais. O homem é extremamente visual, diferente da


mulher que é extremamente sentimental. Independente da condição sexual, homem é
homem, e suas principais características irão prevalecer, e uma delas é a atração física de
primeiro momento.

-Antes de se vestir, passe uma loção em creme no corpo, com fragrância suave, para caso
ocorra de surgir um clima a mais entre vocês e beijos no pescoço rolarem.

-A questão da roupa é relativa. Procure usar peças que valorizem seu corpo, mesmo você
sendo magro, comum, forte, gordo, enfim. Dessa forma ele poderá analisar você fisicamente
e medir o grau de interesse e atração.

-Acessórios demais atrapalham. Se você faz parte de alguma tribo como Punk, Gótico,
Cluber, Emo, entre outras, procure não ir totalmente caracterizado. É importante que você
não altere sua personalidade por isso, porém, a pessoa que você vai encontrar pela primeira
vez pode se chocar, ou até mesmo não se sentir à vontade em sua companhia pelos olhares
alheios que serão direcionados a vocês. Sendo assim, utilize alguns acessórios que lembrem
e mostrem o que você é, mas para um primeiro encontro não exagere.
Quanto menos características femininas você tiver, mais interesse poderá despertar
nele. Meninos que gostam de meninos não curtem garotos que possuem alguns detalhes que
pertencem ao “estilo menina” de ser, como unhas com base e/ou grandes (Principalmente à
francesinha), bolsa (Usar bolsa é um dos piores erros em um primeiro encontro, pois causa
uma péssima impressão, além de ser um acessório totalmente desnecessário para a ocasião),
gloss nos lábios, perfumes extremamente doces, roupas com brilhos exagerados, pulseiras,
anéis e braceletes em excesso.

Uma das coisas que chama atenção no homem é a atitude. Apesar dos heterossexuais
preferirem, na maioria das vezes, que a iniciativa parta deles, não descartam as
oportunidades das meninas se aproximarem, em algumas ocasiões até preferem. Para os
meninos que gostam de meninos, o rapaz que toma iniciativa ganha um ponto a favor.
Para pessoas tímidas demais, que ficam sempre na retaguarda esperando uma atitude
do outro, e querem ou pretendem conquistar alguém, devem obrigatoriamente rever seus

45
conceitos e partir para a "batalha", caso contrário ocupará sempre a posição de segundo
lugar.
Lembre-se que o mundo é dos espertos, e que se você não possuir habilidade
suficiente para sacar a intenção das pessoas perante a você, sempre será feito de idiota,
sendo passado para trás e enganado. Isso não quer dizer que você deva fazer a mesma coisa,
prejudicando pessoas ou praticando maldades, promiscuidades, desvio de caráter. Seus
valores éticos e culturais não devem ser mudados.
O primeiro passo é deixar seu lado passional para segundo plano, e utilizar o racional
antes de se entregar completamente à alguém. A partir de agora, argumentaremos algumas
atitudes que fazem total diferença no ato de conquista:

-Você deve ter segurança de si mesmo e sobre o que diz. Para que possa haver confiança da
outra parte em você, é necessário que ele sinta veracidade em tudo (ou na maior parte)
daquilo que é "vendido". As idéias precisam ser semelhantes, e o interesse dele por você só
ocorrerá se ficar convencido de que você possui o que ele busca.

-Fale sempre a verdade. Esse possível início de relacionamento não pode começar baseado
em mentiras, por mais bobas que sejam, um romance tende a durar menos em tais situações.

-Atitude e iniciativa é fundamental. Não tenha medo de ser rejeitado ou levar um NÃO, pois
a vida tem mais graça quando conquistamos um SIM depois de enfrentar muitas
dificuldades.
Percebendo que ele está a fim, espere uma brecha e roube um beijo, mas que não seja
muito delicado nem muito brutal, saiba dosar as coisas.

-Pegada forte é sinônimo de satisfação garantida. Tendo a oportunidade, não deixe de dar
um puxão em seu braço, prendê-lo na parede e juntar seu corpo ao dele fazendo uma leve
pressão, em seguida, finalize com um beijo molhado e devastador.

-Falta de personalidade é a confissão da alienação. Concordar com tudo que ele diz é o
grande erro, pois você acha que está agradando, mas na verdade está mostrando o quanto é
facilmente influenciado e submisso.

-Fala rapaz... Demorei?


-Não, acabei de chegar também...
-Para onde vamos agora?
-Sei lá... O que você definir, pra mim está bom.

Quando ele pergunta algo, é poque quer saber também a sua opinião, mas se você
deixa que ele decida tudo, o jogo de sedução e conquista acaba perdendo a graça. Salve
algumas exceções que gostam de mandar em tudo e decidir tudo pelo outro, porém, pessoas
assim não conseguem manter um relacionamento por muito tempo.
Os meninos heterossexuais dizem que mandam, mas na verdade gostam é de serem
mandados pelas meninas. Com os meninos homossexuais as coisas não são diferentes. Eles
gostam de mandar, ao mesmo tempo em que também gostam de serem mandados. Por isso,
durante a relação de convivência entre eles, cada um deve ceder um pouco, abrindo mão de
algumas coisas para não criar conflito e desfrutar de bons momentos.

46
Vale frisar que o bom senso conta muito nessas horas. Não é só porque você possui
uma opinião formada que não podem entrar em um acordo.
Diálogo é sempre fundamental para que as duas partes se entendam. Ao invés de
brigar, dê alternativas demonstrando seus gostos e desejos no momento, demonstrando
interesse, atitude e personalidade.

-Fala rapaz... Demorei?


-Não, acabei de chegar também...
-Para onde vamos agora?
-Podemos ir ao cinema ver aquele filme que estão comentando muito... Jantar no
shopping... Tem uma feirinha muito bacana na Paulista...
-Certo... Será que dá tempo de pegar a sessão das 19h00?
-Se a gente correr, acho que sim.
-Então boraaaaaaaaaaaaaaaaaaa...

A timidez deve ser superada pela vontade de encontrar alguém para suprir sua
carência.
-Deixe seus problemas externos de fora, concentrando-se na pessoa que está ali com você.
-É importante que você não demonstre muito interesse por ele, ou seja, mostre que está a
fim de encontrar alguém legal, mas que não está à disposição para todas as horas. As
pessoas só dão valor a algo quando perdem ou vêem a possibilidade de perda muito próxima
de atingi-lo. Caso ele se sinta ameaçado em perder alguém que gosta, provavelmente dará
mais valor e atenção para que isso não aconteça.

Lembre-se: o ser humano é imprevisível, portanto não há uma receita para ser feliz, seduzir,
encantar. Cada pessoa possui seus gostos e particularidades, que devem ser observadas, estudadas e
criadas estratégias para que possa então haver uma identificação de ambos. Tudo que foi e será dito
nesse livro tem o intuito de ajudar a entender melhor o outro e algumas situações do cotidiano, mas
todos os processos dependerão apenas de vocês e mais ninguém. Use as informações aqui presentes
para um conhecimento geral, mas jamais deixe de fazer do seu jeito.

“Ninguém tem por obrigação gostar de ninguém. Com isso, não pense que por ter levado
um fora uma vez existe algum problema em você, quando na verdade não é. Interessar-se
por alguém não é uma escolha, trata-se de um processo químico do cérebro, assunto que
veremos nos capítulos seguintes.”

47
CAPÍTULO 11
Sexo no primeiro encontro

Nos tempos de hoje, a liberdade sexual vivida no Brasil proporciona às pessoas poder
de escolha sobre o que fazer de suas vidas e corpos. Ainda assim, o sexo continua sendo um
tabu ao ser discutido em público.
Vivemos em uma sociedade hipócrita, onde tudo é permitido ao mesmo tempo em
que é proibido. Se uma menina transar com dois meninos diferentes em uma mesma
semana, ela é considerada como fácil, galinha, mas tolerável no meio social. Comparando a
mesma situação com uma garota que cobrou para transar com os dois meninos naquela
semana, a visão social já muda, e sua presença torna-se pouco tolerável. Qual a diferença
entre uma e outra?
Fica aí uma questão para você discutir e refletir com seus amigos e consigo mesmo. Reveja
seus conceitos.

Se você está a fim de levar um relacionamento a sério com aquela pessoa que vai
encontrar, então deixe o sexo para mais tarde.
Por mais que transar no primeiro encontro seja comum para dois meninos que gostam
de meninos, ainda assim será mais valorizado aquele que tiver uma novidade a cada
encontro, algo diferente para oferecer e surpreender, porém, ao ceder logo na primeira vez,
acaba perdendo todo o encanto e graça para alguns.

No caminho de volta para casa, Félix e Denis passam por uma rua arborizada, cheia de
árvores e residências de alto padrão. Ansioso, Félix puxou Denis pelo braço e o encostou no muro,
próximo a uma das árvores. Iniciaram um beijo molhado, ardente, selvagem, seguido de pegadas
fortes e pernas entrelaçadas.
Com a respiração ofegante Félix abre o zíper de sua calça, pega a mão de Denis e coloca
sobre seu pênis. Esboçando um sorriso safado, ele tira sua mão dizendo:

-Vamos embora, poque está ficando tarde...


-Ah... Justo agora que estava ficando tão bom?

Insistente, Félix volta a colar seu quadril junto ao de Denis, reiniciando o ato interrompido
anteriormente. De volta aos beijos, a situação começa a esquentar novamente. Lambidas na orelha
recebidas pelo Félix, fazem com que ele abra o zíper da calça de Denis, que no mesmo instante se
afasta e diz:

-Chega... Não estamos em situação e lugar apropriados para isso.


-Vamos para um motel, então...

O poder de escolha está em suas mãos. Nada acontece se a vontade não partir dos
dois. Sendo assim, controle você os esforços e vontades, imponha limites desde o começo
para não ter problemas futuros.
A magia da relação é a possibilidade de inovar, descobrir pouco a pouco os encantos
daquela pessoa pelo qual se apaixonou. É muito bom quando você fica naquela ansiedade

48
esperando um telefonema, sonhando em como seria a primeira noite de amor de vocês,
planejando esse momento mágico que se torna cada vez mais esperado.
Dê espaço de algumas semanas para que a intimidade de vocês sejam compartilhadas,
mas enquanto isso vá provocando vontade, desejo.

-Lambidas no pescoço e alguns apertões na cintura provocam vários arrepios.


-Sussurros ao pé do ouvido mexem com o libido, provocando ereção e conseqüentemente
vontade de continuar o que começou.
-Deixe que as mãos explorem o seu e o corpo dele, mas que estejam por cima da roupa se
tratando da cintura para baixo. Lembre-se que para haver sexo não necessita de
penetração.

A recompensa das coisas está no esforço que fazemos para conquistá-las.

CAPÍTULO 12
Coisas que você não deve usar
e/ou fazer no primeiro encontro

-Falar de ex-namorado: pecado mortal. É super desagradável você ir ao encontro de


alguém que fala o tempo todo sobre seus relacionamentos anteriores. O propósito do
encontro é justamente a tentativa de conhecer alguém e iniciar um possível e novo
relacionamento, porém, se você não consegue esquecer seu passado e seguir adiante sem
mágoas ou ressentimentos, dificilmente conseguirá despertar interesse de alguém por você.
Cá entre nós, escutar alguém se lamentando porque foi largado por outro é muito chato.

-Falar ao celular: praticamente todo mundo hoje em dia possui um telefone celular.
Quando estiver na presença do seu "paquera", desligue o aparelho ou coloque no modo
vibratório, podendo retornar a chamada depois, quando estiver em casa.

Não há problema em você atender ao celular, mas se alguém se dispôs a ceder parte
de seu tempo para conhecê-lo, no mínimo ela merece toda a sua atenção.

Bruno: Quando eu estava vindo para cá, peguei um trânsito horrível...


Flávio: Eu vi que estava tudo parado...
Bruno: Imagine ficar parado no meio da fumaça de caminhões, embaixo desse sol quente...

O celular de Flávio toca, interrompendo a conversa.

49
Flávio: Só um minuto... Alô?... Oi Cris... Não sei, gata... Estou aqui no Parque da Independência
com um... Amigo e você?... Quando, hoje?... Não vou dizer que sim nem que não... Sério?... Conta
tudo então... Hum... Hahahaha... Não acredito... E você falou o quê?... Claro... E depois?...
Credoooooooooo... Dúvido... Isso é verdade... Ta...

Enquanto isso, o outro garoto fica lá parado, esperando o bate papo da pessoa que ele
foi conhecer e que encontrou algo muito mais interessante. Passar por uma situação como
essa acaba "manchando" sua imagem perante às pessoas, pois de certa forma você está
rejeitando alguém, canalizando sua atenção fora do foco inicial. Para que coisas desse tipo
não aconteça, o melhor a fazer é desligar o equipamento e curtir o momento reservado para
DOIS.

Encontrei um amigo
Ninguém está livre de andar por aí e encontrar um conhecido, afinal, o mundo é
grande ao mesmo tempo em que é pequeno. Da mesma forma em que o celular interfere,
pessoas também.

-Oi Felipe, tudo bem?


-Oi Tânia, tudo bem e você?
-Estou ótima... E ai, o que está fazendo?
-Vim dar uma volta com meu amigo... Você sumiu... Não me ligou mais...
-Você nem sabe... Depois que eu mudei de casa nem tive tempo, começaram as aulas logo e você
sabe como é...
-Eu te liguei um dia desses, mas sua mãe disse que você tinha saído com seu namorado.
-Quando?
-Há uns quinze dias.
-Nossa... Minha mãe nem deu o recado.
-Eu percebi.
-Mas agora você pode ligar, não estou mais namorando e podemos ir numa baladinha pra zuar
muito.
-Nem me fale... Também estou precisando sair...
-Por falar em sair, sabe onde fui na semana passada?...

Pronto. Agora não faltará mais assunto para os dois, enquanto isso o outro fica
assistindo a tudo, perdido, sem saber o quê fazer e pensando se deixa os dois à vontade ou
manda-os tomar no c. Imagine o quanto é desagradável passar por situações como essa. É
preciso ter muita paciência ou interesse no garoto para não deixá-lo na companhia do amigo
(a) e ir embora.
Você também não está livre de encontrar alguém conhecido pela longa estrada da
vida - e quando isso acontecer - primeiro de tudo é agir com naturalidade e não prolongar
qualquer assunto. Fale apenas o necessário para que a atenção com o outro não seja
compartilhada por muito tempo e não se esqueça de apresentá-lo ao seu amigo (a).

50
-Oi Felipe, tudo bem?
-Oi Tânia, tudo bem e você?
-Estou ótima... E ai, o que está fazendo?
-Estou dando um passeio... Esse é meu amigo, Julio.
-Prazer!
-Prazer, Julio!
-Liga pra mim, Tânia... Precisamos conversar...
-Ah eu vou ligar...
-Vou esperar então... Se cuida... Até mais!
-Você também... Tchau!

Devo ir com ou sem boné?

O aconselhável é que não se use boné no primeiro encontro. O motivo é simples,


mostre à pessoa como você é, de face limpa, para que os desagrados surjam de início, e não
ocasione em decepções por motivos fúteis, como a ausência de cabelo (Ou excesso) diante
daqueles que não gostam. Se houver algo em você que não agrade a outra pessoa
fisicamente, isso deve ser detectado logo no primeiro encontro para que magoas futuras
sejam evitadas.

Tênis sujo/velho

Nem preciso dizer a impressão que causa você ver alguém com o tênis sujo de barro,
ou então rasgado, remendado com fita adesiva. Além de aparentar ser uma pessoa porca,
destrói qualquer interesse que possa haver, pois sujeira e tesão são coisas que a princípio
não se atraem.
Antes de sair de casa, não custa nada passar um pano úmido nos tênis, para tirar o
excesso de sujeira acumulada pelo uso contínuo, ou até mesmo lavá-los dois dias antes do
encontro pelo menos.
Além disso, outras coisas que enojam as outras é cuspir o tempo todo, pigarro, roupa
preta com pêlo de cachorro/gato ou com uma leve camada de caspa, cabelo entupido de
creme, dente sujo de comida, mau hálito, espinha com pus, unha suja, camisa
furada/desbotada/amarrotada, olho ramelado, boca suja de creme dental, saliva acumulada
nos cantos da boca, falar cuspindo, fungar, barra da calça suja de barro, cabelo ensebado,
calça torta ou com a barra muito curta ou por dentro da meia, óculos de sol na testa, dar
risada de tudo (Pior são as gargalhadas), usar pochete (Já dizia o velho ditado: não confie
em quem usa pochete), mascar chiclete de boca aberta, falar muita gíria, entre outras.

51
Os assuntos
Tem pessoas que não falam coisa com coisa. Têm outras que não falam nada e têm
aquelas que só falam merda. O ideal é saber dosar o quê deve falar e sobre o quê vai falar.
Os assuntos devem ser discutidos e bem recebido por ambos. Evite fazer perguntas idiotas,
pois podem provocar constrangimento em alguns casos e antipatia, dependendo da
gravidade.

-Quer uma água de côco?


-Sim...
-Você gosta de água de côco?
-Não... Vou pedir uma para regar a grama que está seca, coitada.
-Pra regar a grama?
-Deixa pra lá... Preiso ir agora, eu te ligo depois.
-Mas já?
-Sim... Lembrei que tenho um trabalho pra fazer...

Se for fazer comentários estúpidos, é melhor que fique calado, pelo menos evita
certas respostas.

-Gostei de você...
-Obrigado!
-Te achei muito bonito...
-Obrigado!
-Por que você usa esse boné virado para trás?

Esses tipos de comentários nem deveriam ter sido lançados, concorda? Se a pessoa
possui um bom sendo, jamais perguntará algo cujo a resposta seja óbvia, pois se ele usa o
boné virado para trás, é porque gosta de utilizá-lo assim ou deseja esconder algo. Seja
discreto e não invada o espaço do outro.
Para que situações constrangedoras como essas não ocorram, converse sobre coisas
que ele gosta e você saiba argumentar. Mesmo que você não entenda do que se trata, não
custa nada dar uma pesquisada antes pela internet e ficar inteirado de tudo.

- Falar de acontecimentos da atualidade, de preferência sobre o nosso país;


- Viagens que já fez, que gostaria de fazer;
- Falar sobre filmes, peças de teatros que já foi ver, livros;
- Comidas, doces, vinhos;
- Marcas de perfume, roupas, acessórios, calçados;
- Festas, baladas, passeios;
- Esportes;

O diálogo inicial, é fundamental para que você conheça a pessoa, seus gostos e como
pensa, para que futuramente você possa usar essas informações a favor seu e do bem estar
da relação, caso aconteça.

52
Será que ele está gostando?
Às vezes acontece de você curtir o garoto logo no primeiro encontro, porém, existe a
preocupação em saber se ele também gostou de você, mas falta coragem para perguntar
diretamente. Ficar se torturando na incerteza entre o SIM ou NÃO é a pior coisa. Nesse
caso, iremos utilizar a linguagem corporal para decifrar e compreender se você agradou.
Cruzar e descruzar os braços e pernas, coçar a cabeça, alisar o cabelo, tudo isso
possui um significado, mas pouca gente sabe, pois são sinais que o corpo emite
inconscientemente. No ritual de conquista, os sinais corporais valem tanto quanto as
palavras, e se você começar a levar mais a sério a postura corporal daquele garoto que você
está a fim, correrá menos risco do que arriscar na lábia e se dar.

Identificar esses sinais é mais fácil do que se imagina. Veremos agora, algumas dicas
de como decifrar essa forma de comunicação não-verbal.

Tórax erguido

superioridade -"eu sou superior a você"

Tórax reto

igualdade - "sou igual a você"

53
Tronco curvado

inferioridade "você é mais que eu";

-Cabeça pende e o olhar amigo: significa que ouve e aprova. Se a mão estiver no queixo,
sinal de aprovação;

Rosto aproximado ao seu

Indica que ele gosta de você (Nesse caso, a indicação de quem gosta vai
depender de quem aproxima a face a do outro)

-Corpo inclina para frente e olhar atento: indicam atenção e interesse no assunto. Se as
sobrancelhas estiverem levantadas, demonstram um interesse ainda maior;

54
Mãos acariciando levemente a face, cabelo

Indica que conhece e te quer do jeito que você é

-Gestos enfáticos com as mãos: essa é uma maneira de impor a mensagem verbal de
forma a reforçar o que já está sendo dito;

Mãos pressionando levemente a cintura

Indica que ele te quer junto dele

55
Quando a mão afaga o pescoço

Esse gesto indica a necessidade de reafirmação, quando um dos braços se


apega ao corpo, é uma forma de auto-consolo

-Massagear os olhos fechados: expressam dúvidas sobre dúvidas, conflito interno com
relação ao que está sendo passado, dito ou interpretado;

-Olhos fechados e sobrancelhas franzidas: também expressam dúvidas;

Pertences pessoais sobre o corpo

Insegurança, ainda não está à vontade

56
-Inclinação do corpo para trás

Falta de interesse, rejeição

Braços cruzados

Desconforto, bloqueio, proteção. Nesse caso a pessoa utiliza os braços para se


proteger, bloqueando a receptividade da informação, falta de interesse; Com
as mãos para dentro: demonstram falta de interesse pela situação, assunto.

-Corpo deitado de forma diagonal: Abominação, dispensa sua atenção ao ocorrido ao


redor;

57
-Dedo na boca, cigarro, charuto, cachimbo: todos significam consolo, carência, servem
para suprir a ausência do seio materno;

-Mãos próximas à boca: indica a necessidade de satisfazer uma vontade, desejo. Com a
outra mão, geralmente ele vai indicar o que necessita, como por exemplo: mão na boca e
no pescoço - "preciso de um colar";

Apertar sua mão com força

Gesto de carinho e impaciência

Pés direcionados para a lateral

Falta de firmeza/controle da situação.

58
Balançar os pés

Demonstra impaciência, ansiedade, vontade de fugir ou atacar

-Mãos no colo: demonstra falta de interesse na aproximação do outro;

-Mãos na nuca: posso. Se alguém colocar as mãos sobre sua nuca, indica sentimento de
posse quanto a sua pessoa;

Nem sempre um sorriso é sinônimo


de alegria e definido apenas pelos
cantos da boca estarem curvados
para cima, pois eles acompanham
diversos gestos corporais que podem
expressar diversas situações diferentes.

59
No dia seguinte
Você sai pra balada e conhece um menino. Depois de conversarem surge um clima
entre vocês. Alguém dá o primeiro passo e os dois acabam ficando juntos pelo resto da
noite. Tudo se encaixava, o beijo, perfume, pegada, o possível namorado perfeito. Algo
indica que ocorrerá o tão sonhado encontro das almas gêmeas, até que a luz do sol revele
coisas que os estrobos da pista de dança escondiam.
É no dia seguinte que você terá a certeza se agradou o garoto, ou simplesmente
aqueles bons momentos não passaram de mais uma noite aventureira de alguém.
Se houve troca de telefones entre vocês, provavelmente combinaram quem ligaria
para quem. Caso o combinado tenha sido ele ligar para vocês, espere até uma semana após o
encontro. Não havendo tentativa dele em estabelecer pelo menos um laço de amizade,
esqueça-o e siga sua vida, dando oportunidade para outras pessoas te conhecerem.

-Já se passam mais de dez dias e ele ainda não ligou.


-Encontraram-se mais uma vez depois daquela noite e descobriu que ele é um rapaz muito
"ocupado", sem "tempo";
-Disse que encontrou o ex-namorado e os dois decidiram reatar o namoro;
-Sofreu demais no último relacionamento e não quer passar por outra experiência dolorosa
novamente;
-A família está quase descobrindo sobre sua sexualidade, por isso ele vai dar um tempo;
-Não está a fim de nada sério no momento, pois gosta de outra pessoa;
-Está brigado com o namorado e ainda o ama;

Essas são as desculpas mais frequentes que você já ouviu, ou ouvirá de alguém
quando levar um fora. Provavelmente, ele pensou que você fosse uma coisa e ao te ver por
outro lado não correspondeu as expectativas dele.
A mesma coisa serve para você. Não saia por ai querendo encontrar em alguém a
perfeição. Todo ser humano possui defeitos, erram e acertam, às vezes passam por crises,
tristeza. Lembre-se que se você optar em dividir sua vida com alguém, não viverá somente
momentos de alegria. Tenha ciência de que as pessoas acordam descabeladas, choram,
ficam doentes, tem mau-humor, possuem sentimentos, assim como você. Se você não sabe
conviver e administrar os defeitos de outras pessoas, ainda não está preparado para
vivenciar um relacionamento e provar a sensação de amar e ser amado.

Beijou de dia, ta namorando.

60
CAPÍTULO 13
O primeiro beijo

A maior demonstração de afeição entre duas pessoas que se gostam é o beijo. Nos
tempos de hoje, banalizou-se o ato de beijar. Deixou de ser uma conquista a quem se gosta e
passou a ser uma "prova" pela atração física. Existem pessoas que apostam entre amigos
quem beijará mais bocas na balada, como se o ato de beijar fosse tão insólito quanto beber
um gole de cerveja.
O beijo fala muita coisa. Através dele, você sabe se vai ou não gostar da pessoa, pois
se a forma com que ele o beija não te agradar, tudo pode parecer perfeito, mas sempre
faltará algo que o beijo não suprirá.

A ansiedade pelo primeiro beijo


Quando se marca um encontro com alguém logo se pensa:

"Nossa... Será que eu vou gostar dele?... E se eu gostar, será que conseguirei beijá-lo?".

Não importa o lugar que se vá. Pode ser um cinema, um passeio no Parque do
Ibirapuera, um almoço no shopping, uma caminhada na beira da praia ou uma sessão pipoca
em casa, a ansiedade será a mesma.
As mãos começam a suar e ficarem perdidas. O coração acelera e a boca começa a
salivar, enquanto o pulmão pede mais ar e os suspiros se tornam constantes. O tempo vai
passando e você fica pensando: "Será que eu vou conseguir beijá-lo?... Será que ele está a
fim de me beijar?...". Ao mesmo tempo em que seus pensamentos estão buscando uma
oportunidade para iniciar um beijo, seus olhos intercalam entre a boca e o relógio,
preocupado com o pouco tempo que ainda resta para trocarem algumas carícias e um
gostoso beijo na boca.

Vamos ver agora algumas dicas de quando é a hora de tomar a iniciativa:

No cinema (Para quem gosta de tomar a iniciativa)


-A observação do outro é fundamental para que se saiba a hora em que ele dá o sinal verde. Se você
prefere tomar a iniciativa, não fique cheio de rodeios idiotas e conversas sem fundamento algum. Se
algum dos dois estiver comendo pipoca (Cá entre nós, beijar alguém com gosto de milho na boca é
um horror) procure esvaziá-la totalmente, tirando todo e qualquer resíduo de milho que possa ficar.
Você pode fazer isso tomando o refrigerante, mas o aconselhável é que não coma a pipoca.

61
-Teste a aceitação dele com sua aproximação de corpos. Se você não for naqueles cinemas
chechelentos, haverá poltronas cujo braço é móvel, assim, você ergue o braço da poltrona e
aproxima ainda mais seu corpo ao dele.

-Se houver uma resposta positiva, ou seja, um olhar firme ou um movimento a seu favor partindo
dele ao se aproximar ainda mais de você, o próximo passo é pegar na mão. Mas não vá ser muito
delicado, tenha uma pegada firme, demonstrando toda sua personalidade naquela forte pegada.

-Agora está mais fácil. Depois de pegar na mão, olhe para ele e espere que ele olhe pra você
também. Quando os dois estiverem olhando olho no olho, feche os seus lentamente e toque em sua
nuca com a mão que não estiver ocupada segurando a dele. Vá aproximando as cabeças até que as
bocas possam se encontrar, e por fim aconteça o tão esperado beijo.

No cinema (Para quem gosta de ficar na retaguarda)


Lamento, mas você perdeu sua chance para outro mais esperto que você. Quem
mandou ser mole?

Indo a um barzinho (Para quem gosta de tomar a iniciativa)


Se o ambiente em que você levar ou for levado por alguém for propício (Um bar
tranqüilo, com música ao vivo, ou destinado ao público homossexual), ótimo. Mas se não
for, tudo bem, encontraremos uma solução para esse problema.
O mundo hoje em dia já está mais tolerável quanto a diversidade sexual, porém,
ainda assim existem pessoas que preservam os princípios que herdaram de acordo com a
cultura recebida em casa.
Ninguém é obrigado a ver pessoas em atos obscenos em locais públicos, sendo
heterossexuais, homossexuais, enfim, mas vivemos em uma sociedade democrática, onde
todos possuem o direito de ir e vir. Por isso, cada indivíduo tem o direito de expressar seu
carinho pelo outro, de forma que não ultrapasse dos limites morais atuais. Um beijo na boca
comportado ou um abraço, não são considerados atentado ao pudor ou qualquer outra forma
de punição judicial, e estando em um local público ou privado, não havendo nenhuma regra
que valha para todos, qualquer ato de coibir ou constranger um casal por ser homo de
demonstrar afeto deve ser considerado como discriminação.
Por isso, vá com calma e não queira impor seu espaço à força perante os outros.
Mostre que você é um consumidor como qualquer outro, cidadão que paga imposto e possui
direitos como todos seres humanos.

* É importante que você insinue seu interesse por ele em forma de elogios:

-Já decidiu o que quer beber?


-Acho que vou querer uma caipirinha...

62
-Uau... De que fruta?
-Limão.
-Hum... Beijar na boca com gostinho de limão é ótimo... (Isso vale para qualquer fruta que ele
queira pedir na caipirinha)

Algum tempo depois você pode voltar a elogiar sua boca, mas procure não repetir a
cantada, use esse seu precioso cérebro pelo menos uma vez na vida para ser criativo:

-Você tem uma boca muito bonita... Deve beijar muito bem...

Indo a um barzinho (Para quem prefere ficar na retaguarda)


Bom, é melhor você criar coragem e chegar logo, antes que outro seja mais esperto
que você e como se já não bastasse, ainda é capaz que lhe sobre a conta para pagar.
Quando se chega nos "finalmente" vem o alívio, seguido de um abraço e a liberação
de toda a tensão que se antecedeu por um longo tempo enquanto criavam coragem de tomar
a iniciativa. A partir de agora é só curtir, ao menos que o beijo não seja bom, aí não há o que
fazer, mas existem dicas de como torná-lo agradável.
Vamos ser sinceros e concordar que ninguém gosta de beijar alguém com bafo de
jibóia, né? As causas do mau hálito podem estar relacionadas a vários fatores, e
independente de qual seja, há maneiras de disfarçar o problema.

Acompanhe algumas dicas de como manter um hálito suave:

-Antes de sair de casa, procure escovar os dentes no mínimo duas vezes com um intervalo de uma
hora aproximadamente. Não utilize fio dental no dia e no anterior, para não correr o risco de ferir a
boca, tornando-a propícia à pegar ou transmitir doenças e bactérias. Não se esqueça de um
enxaguador bucal (Anti-séptico) para finalizar o processo de limpeza.

-Antes de sair de casa, coma uma maçã. Além de agir como um adstringente na garganta, ela
também ajuda na limpeza superficial do dente, afinando a saliva, dando uma outra sensação (Muito
melhor, por sinal).

-Não coma nada que possa acumular entre os dentes como milho, derivados e amendoim (Grãos em
geral), cebola, torresmo, couve-flor, repolho, ou qualquer outra coisa crocante e/ou fedorenta;

-Pouco antes de encontrá-lo tome um sorvete de chocolate, mas não coma a casquinha, para que não
fique com aquele bafo de farinha torrada;

-É aconselhável manter uma bala refrescante na boca, mas que não cause aquele bafo ardido, e nem
aquelas balas asquerosas de hortelã. Opte por pastilhas, e evite gomas de mascar.

63
Identificando os sentimentos através do beijo
Um beijo bom significa muita coisa, pois é através dele que você identifica a
afinidade com as pessoas. Logo no primeiro beijo você consegue sentir se aquele encontro
poderá evoluir, se quer ou não continuar. Se o beijo for ruim, nada mais compensará essa
insatisfação, por mais que os outros aspectos sejam satisfatórios. Através do beijo as pessoas
se entregam, iniciam uma nova etapa.
Você já parou alguma vez para se perguntar se seu beijo satisfazia às expectativas e
agrados do outro? Se você nunca recebeu nenhum elogio e/ou não tem coragem de
perguntar com medo da resposta, segue um teste para saber como você beija.

1. Quando você beija, geralmente:


a) Acontecem tranquilos, suaves, uma maravilha;Os dentes não param de bater
b) Ele sempre termina o beijo antes de mim;
c) Sempre bato os dentes;

2. Geralmente, seus beijos costumam durar quanto tempo?:


a) O tempo parece não passar. Entrego-me ao clima;
b) Não duram muito tempo;
c) Duram o tempo necessário;

3. Seu primeiro beijo foi:


a) O ápice;
b) Fiquei nervoso, trêmulo;
c) Foi um desastre;

4. Você encontra com aquele carinha que está a fim há algum tempo e ele
vem em sua direção lascando logo um beijo na boca. Pego de surpresa, você:
a) Fecho meus olhos e retribuo o beijo;
b) Pra mim tanto faz estar de olhos abertos ou fechados. O importante é que
aconteça;
c) Eu fico de olhos abertos para ver tudo;

5. Primeiro encontro. Vocês dois vão ao cinema, e no auge do filme uma


cena de beijo devastador é exibida. Já de mãos dadas você:
a) Direciono toda atenção para o filme, para que assim eu aprenda algo
novo;
b) Sinto vontade de entrar no filme e tomar o lugar da atriz;
c) Prefiro não olhar para ele, pois fico com vergonha;

6. Antes de beijá-lo, você costuma pensar em quê?


a) Na hora acabo pensando nele;

64
b) Penso que não poderei decepcionar, que tenho que superar suas
expectativas;
c) Fico preocupado se tem alguém olhando;

7. Se o beijo demorar demais:


a) Se meu pescoço começar a doer, eu paro de beijar;
b) Continuo beijando até ele cansar;
c) Nossa... Nem me recordo mais quando foi meu último beijo demorado;

8. O garoto beija muito bem, e diante a isso você:


a) Aproveito ao máximo retribuindo à altura;
b) Inicio algumas carícias e continuo beijando;
c) Faço sinais com a língua para ele perceber que estou curtindo;

9. Quando beija, você:


a) Gosto de explorar toda a boca dele com a lingua;
b) Uso pouco a língua, prefiro tocar os lábios;
c) A língua fica imóvel, só beijo com os lábios;

10. Quando você beija o moleque e sente que não foi legal, logo você pensa:
a) Puts... Esse cara precisa aprender a beijar...
b) Caramba... Se rolasse um clima entre a gente teria sido ótimo;
c) Será que o problema sou eu que não beijo bem?;

Agora, dê às letras anotadas seus respectivos valores:

A – 3 pontos;

B – 2 pontos;

C – 1 ponto;

Some os valores de suas letras, logo em seguida compare o resultado na tabela:

de 01 – 09 = Meu querido, você precisa praticar um pouquinho mais. A única forma de aperfeiçoar
o beijo é beijando, por tanto, exercite. Mas atenção: não saia por ai beijando todo mundo. Escolha
alguém especial para trocarem altos momentos de carinhos;

de 10 – 19 = Nada mal, hein? Continue assim que só irá melhorar!

de 20 – 30 = Uau! Você provavelmente deixa todos (Ou quase todos) os garotos que beija
encantados com sua boca. Pessoas como você tem tudo para se darem bem em uma relação sólida,
isso é, se os beijos continuarem no decorrer do relacionamento. Parabéns!

65
O beijo por si só diz tudo. É um dos contatos mais íntimos que pode acontecer entre
os casais - a pura demonstração de afeto, porém, nem sempre recebe seu devido valor. Os
lábios possuem extrema sensibilidade, e a mucosa possibilita a troca de sensações como
calor, sabor - que despertam a excitação, criando uma ligação imediata entre os sentidos -
dando início a trajetória afetiva.
As formas de beijar são variadas. Cada um possui a sua, e em cada beijo uma
característica particular, além de um significado.

1- Beijo na testa: receber um beijo na testa é sinal de Respeito, Proteção. Dificilmente você
ouve um conhecido dizer que recebeu um uma forte ligação de sentimento profundo e
verdadeiro. Se você recebeu um desses de algum namorado/ficante/paquera, parabéns;

2- Beijo nos olhos: o beijo nos olhos significa Ternura. Não é muito comum ganhar um
beijo desses, principalmente em público, mas se você for congratulado com um desses em
um momento/clima de amor, é um sinal de que a pessoa que está com você gosta de dar
muito carinho;

3- Beijo no nariz: significa Traição. Para alguém dar um beijo no nariz da outra deve ter
muita cara de pau, muito atrevimento;

4- Beijo nos lábios: seu significado é Amor, Paixão. Esse é o beijo mais comum e praticado
entre os casais, porém, vem sendo muito banalizado pelos adolescentes (Na maioria dos
casos) que beijam simplesmente por beijar;

5- Beijo na bochecha: o beijo na bochecha já possui um significado mais companheiro, de


Amizade;

6- Beijo nas orelhas: esse é de provocar arrepios, seu significado é Desejo. O beijo na
orelha também é utilizado para fazer joguinho/provocação, tentar despertar o libido no
outro, e quase sempre dá certo;

7- Beijo no queixo: o beijo no queixo também possui significado de Desejo, porém, é um


desejo diferente. Com relação ao queixo, o ato de desejar possui um sentido diferente. Nesse
caso, o desejar é de Ter você com ele (a), diferente de beijar a orelha, que tem o sentido de
querer te Possuir;

8- Beijo no pescoço: beijar alguém no pescoço significa Querer. Receber um beijo no


pescoço é sinal de que a pessoa está querendo algo com você, seja apenas sexualmente ou
não;

9- Beijo no cabelo: significa Amar Profundamente. Geralmente, esse tipo de beijo acontece
entre o período de noivado, onde saíram do estado de namorados, mas também não
chegaram ao estágio de casados (Resumindo: melhor fase da vida a dois);

10- Beijo na mão: seu significado é Pretensão. Esse é um beijo que já não se utiliza com
freqüência nos tempos de hoje, mas que já foi muito utilizado nos séculos antecedentes ao

66
XIX. Quem te der um desse, demonstra sérias intenções, podendo significar também
RESPEITO;

Quem nunca deu um beijo na boca, fica na expectativa de como será. No início da
adolescência, começam os mitos de que para se aprender a beijar, deve praticar tentando
pegar uma pedra de gelo dentro de um copo com água, acariciar uma laranja com os lábios -
mas nada disso funciona, porque na verdade, só se aprende a beijar beijando.
A simplicidade do ato de beijar, em primeiro momento, ocupa extrema importância
na relação. Com o passar do tempo, o beijo vai se tornado cada vez menos freqüente,
afastando e esfriando o relacionamento, perdendo espaço para o sexo. O ato de beijar na
boca faz com que os nossos sentidos se intensifiquem, porém, têm aqueles que dizem que
beijar por beijar não vale a pena, o beijo perde o gosto, pois o melhor de tudo é quando o
coração dispara, o corpo responde, aquece, a pressão vai no limite.
Existem casais que passam por crises, tentando entender o que acontece com eles,
conversam sobre tudo, refletem o por quê das brigas, e muitos nem percebem que o motivo
do afastamento entre eles pode estar relacionado a falta de beijo. Beijar desperta nos dois a
sensação de bem estar, pois é a pura demonstração de carinho.
Se a sua relação estiver passando por alguma crise, conflito - reflita sobre o lugar que
o beijo ocupa na vida de vocês, talvez esteja aí o problema e vocês nem se deram conta.
A verdade é que beijar é uma das delícias da vida, por isso, não beije apenas com a
boca, beije também com os olhos, as mãos, com o corpo todo. Sinta o gosto do beijo, a
temperatura, textura. Explore a boca dele. Dê um beijo com gosto de eternidade, sinta a
respiração ofegante, sincronizem as línguas em uma dança perfeita, transportando-se para o
céu.

Cada beijo seu pode ter a mesma emoção do primeiro beijo, não importa a idade, mas sim a
intensidade.

O beijo também transmite doenças


Os pais não acreditam quando os filhos dizem que beijaram, quatro, cinco na balada.
Hoje em dia, o hábito de “ficar” tornou-se comum entre os jovens, pois não envolve
compromissos, apenas curtição. Entre os meninos a ousadia é ainda maior, pois chegam a
disputar entre os amigos quem conseguirá beijar mais garotas(os) na mesma noite.
Beijar é uma das melhores coisas que já inventaram, além de ser visto como
inofensivo por muitas pessoas. Mas além do risco de se apaixonar, existem vários outros de
contrair algumas doenças passadas pelo contato de boca com boca. Segundo dentistas e
infectologistas, beijar na boca traz consigo perigos de contrair doenças sexualmente
transmissíveis como:

Hepatite tipo A: provoca amarelamento da pele, diarréia, febre. Ao contraí-la, é recomendado


repouso e abolição total de bebida alcoólica. Não existe um tratamento específico para a doença,
por isso, é bom tomar cuidado.

67
Tipo B: apesar de não ser muito comum, o tipo B pode ser transmitido também através do beijo.
Essa transmissão ocorre se o indivíduo doente conter algum ferimento na boca, pois o contágio
mais comum acontece através do contato com o sangue. Ela ataca o fígado, e se estiver em
estágios avançados pode causar cirrose, por isso a importância do sexo com camisinha.

Sífilis: compromete olhos, sistema nervoso, cardiovascular, ossos, pele. A transmissão na maioria
dos casos acontece devido ao sexo sem proteção, porém, beijar uma pessoa que porta a doença e
possui um ferimento na mucosa da boca corre o risco de ser contaminado. Seu tratamento é feito
através da Penicilina, e se for descoberta em estágio avançado, poderão prevalecer seqüelas.

Amigdalite bacteriana: infecção das amígdalas, que são localizadas na parte traseira da garganta.
Os sintomas envolvem febre e dores fortes de garganta, e seu tratamento é feito através de
antibióticos.

Herpes labial: o fato de um indivíduo ser portador do vírus, não quer dizer que irá transmiti-lo a
qualquer momento. A transmissão acontece apenas quando sua manifestação através de bolhas nos
lábios estiver presente. A Herpes labial, segundo os infectologistas, não é considerada como DTS,
diferente da Herpes genital.

Mononucleose: inicialmente pode ser confundida com uma gripe, porém, a melhora nunca chega e
outros sintomas começam a se manifestar, como dores de garganta. O tratamento é feito com
alimentação balanceada e repouso. Essa doença só é transmissível uma vez, assim como a
catapora.

Gengivite: provoca inchaço e sangramento nas gengivas, vermelhidão ao redor dos dentes. Ela
bode ser tratada com enxagues e/ou pomadas, porém, não há como sair por ai olhando a boca de
todos que você for beijar para identificar se ele tem, por isso, cuidado. Caso você beije alguém que
possua gengivite, prepare-se para ter um probleminha a mais na sua vida.

Cárie: apesar de são ser uma regra, as cáries podem ser transmitidas através do beijo.

Apesar de tudo, não há motivos para pânico, nem querer tornar-se um celibatário por
conta disso, basta tomar alguns cuidados para diminuir o risco de contrair alguma doença.
-Evite beijar na boca se você estiver com alguma lesão, afta;
-Escove os dentes antes e após beijar alguém;
-Utilize enxaguador bucal e fio dental em sua higiene pessoal diariamente;
-Caso sinta alguma diferença no pescoço, procure um médico;
-Se você for beijar alguém e sentir um hálito duvidoso, não muito agradável, caia fora;
-Para os que usam aparelho e/ou piercing, cuidado redobrado;

68
CAPÍTULO 14
Um jantar a dois

Ao falar em romantismo, logo se vem à cabeça um jantar a dois, com iluminação


amena à luz de velas, um vinho tinto para brindar à noite e música clássica ao fundo.
Quando alguém te convida para jantar, é um bom sinal, pois demonstra que sua
companhia está o agradando e o interesse por você vai além de um simples "ficar".

Fui convidado para jantar


na casa dele. E agora?
Se você recebeu o convite para jantar na casa dele, já tenha certeza que esse ato conta
um ponto a favor de uma futura relação. Não se desespere ou fique com medo achando que
não deve ir por medo de fazer algo que faça ele perder o interesse por você, pois o ser
humano não é perfeito, e sendo assim, devemos entender que não existe a pessoa perfeita,
todo mundo possui qualidades e defeitos, e assim a humanidade tenta conviver, respeitando
um o espaço do outro.
Vamos ver agora algumas dicas de como se portar na casa do seu
paquera/namorado/ficante:

-Sempre que você é convidado para ir à casa de alguém jantar, almoçar ou passar alguns
dias, deve levar algo para essa pessoa, como forma de agradecimento pela gentileza e
hospitalidade.
-Se for para jantar, você pode levar um vinho, mas que seja de boa qualidade, porque se for
uma "bebida safada" comprada em qualquer boteco de rua, melhor não levar nada e evitar
um mico ainda maior. Se preferir, pode levar uma sobremesa, mas nada que seja
espalhafatoso como um pavê de maracujá, mousse de chocolate, essas coisas hiper
trabalhosas e que lambuzam tudo quando se trata de transporte.
-Não vá usando perfumes fortes (Doce) que possam provocar irritação nasal em alguém
(Principalmente no seu namorado/ficante), dando a impressão de que você deseja disfarçar
os odores. Se o seu perfume for muito forte, segue uma dica: Após o banho, com o corpo
ainda molhado, borrife ou pingue algumas gostas nas dobras do corpo, logo em seguida se
enxugue. Depois de vestir a roupa, borrife o perfume para cima e deixe-o cair, entrando
embaixo daquela nuvem de gotículas de forma a sustentar sua fragrância ao corpo. Caso não
dê para borrifá-lo, molhe os pulsos com uma gotinha do perfume em cada, esfregando um
no outro para espalhá-lo.
-Procure se controlar e evitar de querer usar o banheiro da casa, ao menos que seja de
extrema necessidade, de tremenda urgência. Caso você sofra algum problema crônico que
necessite ir ao banheiro toda hora, melhor nem sair de casa.

69
-Você ainda não é íntimo o bastante para já chegar na casa dele e ir sentando no sofá sem
ser convidado. Portanto, aquete o rabo e não saia de onde estiver enquanto ele não oferecer
um lugar para você se acomodar.
-Caso a comida ainda não esteja pronta, ofereça-se para ajudar.
-Não mastigue de boca aberta, nem fale de boca cheia, para não causar uma má impressão.
-Procure comer devagar, para que não pensem que você está morto de fome.

Convidei meu namorado/ficante


para jantar em casa
Se você convida alguém para ir à sua casa, é porque deseja um pouco mais de
privacidade para os dois. Preparar um jantar não é tão complicado assim, mas exige cuidado
com alguns detalhes que são fundamentais para causar uma boa impressão, além de
contribuir para que o clima entre os dois seja favorável.

-A primeira coisa, ao convidar alguém para jantar, é saber do que a pessoa gosta e não gosta
de comer.
-Se você tiver algum animal de estimação, como gato e/ou cachorro, prenda-o em algum
local onde a visita não tenha acesso, pois é super desagradável você chegar à casa de alguém
e um animal ficar subindo em você, lambendo sua mão, entre outros. Existem pessoas que
são alérgicas a pêlos de gato/cachorro, devido a problemas respiratórios ou até mesmo
traumas de infância, entre outros. Por mais que esteja em sua casa, entenda que as pessoas
não são obrigadas a terem contato com seres que não os agradam, e se você se propôs a
convidar alguem para tal, deve certificar-se de que essa pessoa não se oponha à presença
dos mesmos.
-Jamais peça para que seu convidado te ajude a descascar o alho, lavar a louça, ir ao
mercado comprar o açúcar. Lembre-se que foi você quem o convidou para jantar, sendo
assim, o convidado não tem obrigação alguma de contribuir nos afazeres da casa.
-Arrume a mesa para os dois, de forma a deixar tudo que for utilizado ao alcance dos dois.
Coloque a comida em recipientes deixando tudo sobre a mesa, para facilitar na hora de
servir. Copos e talheres também já devem estar arrumados previamente sobre a mesa. Não
esqueça da água, além da outra bebida que irá servir na ocasião.

70
Convidei meu namorado
para irmos jantar fora
Regra básica: quem convida, é quem paga a conta. Independente do local, seja um
cinema, teatro, restaurante, não importa. Se foi você quem o convidou para sair, é você
quem deve arcar com as despesas.
DIVIDIR não é algo legal de se fazer no programa a dois (Tratando-se de alguém que
você esteja ficando, namorando. Para um primeiro encontro, cada um pagar o seu é o mais
ideal), pois vocês estão vivendo uma cumplicidade (Relacionamento), em todos os sentidos.
Sendo assim, revezem. Um dia você paga, no outro dia ele paga, e assim segue.
O destino para levá-lo deve ser bem estudado antes mesmo de fazer o convite.
Utilize-se de perguntas discretas para descobrir do que ele gosta, de modo que ele não
perceba seu propósito.

>>> Rod <<< diz:


oi pedro!

[ Pedrito [[[ diz:


oi rodrigo, td bem?

>>> Rod <<< diz:


td sim e vc?

[ Pedrito [[[ diz:


to bem tb :)

>>> Rod <<< diz:


ta fazendo o q de bom?

[ Pedrito [[[ diz:


nada... e vc?

>>> Rod <<< diz:


acabei de almoçar... vc jah almoçou?

[ Pedrito [[[ diz:


ainda não...

>>> Rod <<< diz:


hj eu comi lasanha... vc gosta?

[ Pedrito [[[ diz:


adoro

>>> Rod <<< diz:


vc gosta mais de massa ou de carne?

71
[ Pedrito [[[ diz:
de massa...

Sua cultura também será muito importante, pois levá-lo em um lugar onde seu
namorado não se sinta bem, renderá menos, ou seja, o que era para ser algo agradável acaba
sendo constrangedor para ele por não saber se portar no ambiente, e para você que não sabe
o que fazer no momento.

CAPÍTULO 15
O pedido em namoro

Arranjar um namorado já não está fácil, imagine ter que pedir alguém em namoro?
Na teoria é simples, até que você esteja frente a frente com a pessoa e olhando em seus
olhos. Nessas horas a boca seca, a mão sua e treme, as pernas amolecem e o medo de
receber um NÃO como resposta te faz gaguejar.
Cada ser humano é único, tendo seu jeito próprio de demonstrar seu interesse,
sentimentos pelo outro. Tem uns que preferem ser diretos, perguntando logo se quer
namorar ou não. Existem os tímidos, que preferem deixar que o tempo se encarregue de
tudo e vão ficando por período indeterminado. Tem aqueles do tipo romântico, que levam
pra jantar, mandam flores, preparam todo um clima especial para o momento mais tenso de
sua vida.
Independente de qualquer coisa, ninguém está livre de levar um fora, pois é
impossível agradar à todos, mas você pode diminuir as chances de "tomar uma bota", basta
prestar bem atenção na outra pessoa no decorrer da convivência, em suas atitudes e
demonstrações de afeição por você.

Dicas:
-Problemas: se você está tendo alguns problemas particulares/pessoais/familiares, não leve-
os para o seu recente relacionamento. Antes de qualquer coisa, é necessário que essa relação
possua uma base sólida, confiante, para que exista então a cumplicidade mútua entre os
dois, mas isso só se adquire com o tempo de convivência e confiança. Problema todos têm,
porém, ninguém quer absorver também o dos outros. Sendo assim, para o início de um
namoro não é legar essa divisão.

72
-Tratamentos: as formas de tratamento são muito importantes. Para o início da relação,
existem palavras que ao serem utilizadas soam com ar de falsidade, inverdade, forçada
demais. A intimidade deve crescer com o tempo de convivência, assim como vai se
adquirindo a confiança. Os meninos (Ou sua grande maioria) não gostam muito de
romantismo, sendo mais adeptas às meninas. Para os garotos as coisas devem ser mais
práticas, menos melosas, porém, paciência e carinho não deve faltar (Sem excessos). Em um
relacionamento inicial, evite chamá-lo por palavras como:

-Bebê;
-Anjo;
-Lindo;
-Amor;
-Chuchu;
-Doce;
-Fofo;
-Nenem;
-Meu lindo;
-Darling;
-Honey;
-Angel;
-Baby;
-Love;
-Chéri;
-Amour;
-Ange;
-Habib;

As palavras citadas acima incluem também seus diminutivos. Utilizá-las em outros


idiomas, não só soam muito gay como costumam causar confusão, pois se a pessoa não
conhece seu significado (Se forem em outro idioma), a absorção da intenção direcional da
palavra pode não ocorrer. Quanto mais “menino” você for, mais seu namorado/ficante
sentirá atraído por você.
Procure não utilizar termos melosos. Essas palavras podem ser substituídas pelo
próprio nome dele, sílaba ou apelido; Evite incluir nas palavras terminações como érrimo,
íssimo. Ex:

-Ai... Aquele show estava lotadérrimo...

Lembrando que estamos discutindo o início do relamento, ou seja, os seis primeiros


meses. Após esse período, pode chamá-lo do que quiser, pois o sentimento que deveria
brotar nele por você já teve tempo suficiente.

-Atenção: o excesso de atenção pode ser um fator a influenciar no desgaste da relação. O


ser humano gosta de sofrer, ter aquela sensação de risco de perda, reconquista, vitória. Se
você der muita margem de segurança para ele, o colocará em um pódio de vencedor, ou
seja, aquele que te tem nas mãos. É gosto saber que existe alguém que nos liga, se preocupa
conosco, mas preocupação demais estraga.

73
-Não telefone várias vezes ao dia. Dê espaço para que a pessoa sinta sua falta e te procure também.
Se possível, deixe de telefonar um dia da semana, e se ele questionar o por quê de não ter ligado,
utilize uma desculpa convincente e criativa:

-Oi Vi!
-Oi Rique, tudo bem?
-Tudo sim... Estou com saudade.
-Ah é?
-Sim... Você não me ligou ontem...
-Mas eu te mandei um torpedo avisando que não iria conseguir te ligar.
-Ué... Eu não recebi.
-Sério?
-Sim...
-Vai ver que deu problema na operadora... Depois ligo lá e falo com eles.
-Pensei que você tivesse esquecido de mim.
-Claro que não.

Mentir nunca é legal, pois você acaba criando inverdades e uma história que só existe
para você. No caso do exemplo acima, há um propósito benéfico nesse caso, pois a intenção
é despertar a saudade, falta do outro, e não enganar para outros fins.
É importante que você deixe a sensação de que um vacilo dele, pode levar o
relacionamento de vocês a sérios problemas, até mesmo te perder. Caso você fique na
dúvida, reflita sobre o seguinte acontecimento: Seu namorado não te liga há dois dias e no
fundo você tem a consciência de que não tem dado a atenção mínima que ele merece. Diante
disso você logo imagina que...;

-Lamentações: é muito chato ter que ouvir alguém reclamando de tudo ou se lamentando
de algo ou situação. Nem tudo na vida pode ser como queremos, sendo assim, se não foi
dessa vez, faça por onde para que outras oportunidades possibilitem que seu objetivo seja
alcançado.

-Alô?
-Oi Leo!
-Boa tarde, Val!
-Humpft... To muito triste...
-Por quê?
-Porque eu queria te ver hoje e não pude.
-Sem problemas, a gente marca amanhã.
-Ah... Mas eu queria muito ter visto você hoje... Estou me sentindo muito culpado...
-Já passou, cara... Agora não adianta ficar se lamentando. Além disso, era sua mãe que estava
doente, deve dar prioridade à nossa família, cara.
-Humpft... To com muita saudade sua.
-Eu também.
-Queria muito que você estivesse aqui...

74
Talvez você não perceba, mas nem sempre o outro está gostando dessa preocupação
desacerbada que você está demonstrando. Nem todos são como você, sendo assim, haja da
forma que mais agrade eles, e não como você gostaria de ser tratado.

-Falta: às vezes você não está passando por um bom momento financeiro, e decorrente a
isso você acaba não tendo “capital” para determinadas situações. Vamos ser diretos:
ninguém tem nada a ver com sua vida, cada um com seus problemas. A sinceridade em
certos momentos pode espantar, dependendo das palavras que forem utilizadas para
argumentar:

-Sergio?
-Oi Felipe!
-Te liguei ontem e falei com sua mãe...
-Ela me deu o recado, mas eu não te liguei porque estava sem crédito.

Pegando o diálogo acima como exemplo, temos uma péssima impressão quando um
dos envolvidos diz “ estava sem crédito”. Se for esse o problema, existem outra maneiras de
entrar em contato, como por exemplo um telefone público ou fixo. A mesma situação poderia ter
sido contornada, trocando algumas palavras apenas.

-Sergio?
-Oi Felipe!
-Te liguei ontem e falei com sua mãe...
-Ela me deu o recado, mas eu não te liguei porque meu telefone não estava disponível para fazer
chamadas.

Repare como soou totalmente diferente, porém, ele disse a mesma coisa apenas
trocando as palavras, gerando outra imagem, um pouco mais amena. Você ter ou não grana
é algo que ninguém mais necessita saber além de você. No primeiro exemplo, a impressão
de que se tem é de que você NUNCA tem dinheiro/crédito na praça, ou seja, alguém que
vive na cola do outro. Claro que existem pessoas interesseiras, mas fatos como esse
espantam também aquelas que não são interesseiras, pois ninguém quer arcar com custos de
dois sozinho.
Você pode utilizar algumas desculpas menos traumatizantes quando se encontrar em
uma situação financeira desfavorável para você:

-Náuseas. (Essa você pode utilizar para quase todas as ocasiões, principalmente quando forem
convites para comer fora);
-Cólicas renais;
-Terá que trabalhar na ocasião;
-Precisa fazer um trabalho para escola/faculdade;
-Emprestou seu carro para um parente o impossibilitando de pegar um transporte público. (Tome
cuidado quando for utilizar essa, pois se ele tiver carro não terá como recusar, né?);
-Torceu o pé;
-Cortou o dedo;
-Quebrou o cartão do banco, o impossibilitando de retirar dinheiro da conta;

Seja criativo.

75
-Fala: quando for falar, utilize menos as mãos, ou seja, fale sem gesticular demais, pois essa
é uma característica mais feminina, inibindo parte da atração dos meninos que gostam de
meninos. Além disso, evite também desenhar muito as palavras ao falar, pois às vezes
tornam-te mais perceptível a forma com que pronúncia do que o comportamento social.

OBSERVAÇÃO: para os meninos, falar em AMOR os assusta, pois logo se pensa em


compromisso eterno e/ou uma responsabilidade muito maior para ele. Evite dizer o tempo
inteiro que:

-Eu te amo tanto que você nem imagina...


-Você é tão importante para mim que nem sei medir o tanto...
-Acho que não imagino minha vida sem você...
-Eu te amo mais que tudo...
-Te amo com todas as minhas forças...

Quando você utiliza frases que reforçam seu sentimento por alguém logo no início da
relação, acaba o amedrontando, colocando em suas mãos uma responsabilidade que ele não
quer assumir, sentindo-se preso a você, ou na obrigação de permanecer ao seu lado para não
fazê-lo sofrer.
No decorrer da relação, é natural que você diga às vezes algo do tipo, mas evite falar
o tempo inteiro, pois dará margem para que ele se sinta seguro demais quanto a relação e
perca parte do respeito que tem por você.

CAPÍTULO 16
Os sinais de que ele
está a fim de mim

Perceber que alguém está a fim de você não é um bicho de sete cabeças. Se você não
for daqueles distraídos de plantão, a pessoa que está a fim de você sempre deixa algo
escapar, indiretamente testando a sua percepção para não escancarar seu interesse.

|||| - BiEl - ||||


oie!!

Rafa :)
oi td bem?

76
|||| - BiEl - ||||
sim... tava com saudads

Rafa :)
nossa... mas nos falamos hj pela manhã O.o

|||| - BiEl - ||||


ué nao posso sentir?

Rafa :)
pode =) ... DEVE

|||| - BiEl - ||||


hehehe...

|||| - BiEl - ||||


vai fazer alguma koisa hj a noite?

Rafa :)
naum e vc?

|||| - BiEl - ||||


tb naum...

|||| - BiEl - ||||


?

Rafa :)
diga? =)

|||| - BiEl - ||||


nada naum... :s

Rafa :)
Ah!

|||| - BiEl - ||||


ta fazenu o q ae de bom?

Rafa :)
nada e vc?

|||| - BiEl - ||||


tb

|||| - BiEl - ||||


eae... qnd eh q a gente vai se ver outra vez?

Rafa :)
eh soh marcar...

77
|||| - BiEl - ||||
qnd vc pode?

Rafa :)
pode ser na quarta?

|||| - BiEl - ||||


na quarta?

Rafa :)
Eh

|||| - BiEl - ||||


ta bom... bom, vou desconectar

Rafa :)
jah?

|||| - BiEl - ||||


sim... vou ver um poko de tv nessa noite quente de sábado... TO SEM NADA PRA FAZER
MESMO...

Rafa :)
tendi... q pena... queria ficar mais um pouquinhu falando com vc...

|||| - BiEl - |||| - desconectou

Existem situações que são muito óbvias, como o exemplo ilustrado acima, porém,
ainda assim existem pessoas que não percebem, por algum motivo ou distração de que o
outro está indiretamente lhe fazendo um convite. Poderia ter sido diferente? Claro que sim,
pois o interesse de um não foi percebido pelo outro, e a falta de coragem do outro não
permitiu que dissesse explicitamente o que realmente queria.

|||| - BiEl - ||||


oie!!!

Rafa :)
oi td bem?

|||| - BiEl - ||||


sim... tava com saudads

Rafa :)
nossa... mas nos falamos hj pela manhã O.o

|||| - BiEl - ||||


ué nao posso sentir?

Rafa :)

78
pode =) ... DEVE

|||| - BiEl - ||||


hehehe...

|||| - BiEl - ||||


vai fazer alguma koisa hj a noite?

Rafa :)
naum e vc?

|||| - BiEl - ||||


tb naum...

Rafa :)
olha... poderiamos sair entaum... o q acha?

|||| - BiEl - ||||


blz... pronde?

Rafa :)
vamos numa balada?

|||| - BiEl - ||||


certo. vou tomar banhu...

Rafa :)
eu tb

|||| - BiEl - ||||


te ligo assim q terminar...

Rafa :)
sim... ai a gente combina o lugar...

|||| - BiEl - ||||


bjaum

Rafa :)
Beju

|||| - BiEl - |||| - desconectou

O que vimos no primeiro exemplo, pode estar relacionado também com a falta de
interesse por parte de um dos dois, no caso o Rafa. Isso é fácil de se detectar, basta observar
o tempo em que se impôs para o próximo encontro, em torno de cinco dias contando do
sábado para a quarta-feira.
Se o Rafa estiver mesmo interessado no Biel, ele corre um sério risco de ser trocado
por outro, devido a pouca convivência pelo longo espaço de tempo. Serve como uma dica

79
para aqueles que estão a fim de alguém, mas ficam enrolando para chegar junto. Entendam
que todos nós corremos o risco de conhecer alguém no ponto do ônibus, fila do mercado, e
em outros locais que possam te apresentar alguém, objetivos, vai acabar perdendo parte
dela, deixando o campo aberto para aqueles que aproveitam ao máximo o pouco tempo que
tem.

Uma pessoa demonstra que está interessada por você quando:

-Te liga mais de três vezes na semana;


-Envia e-mail dizendo que está com saudade;
-Cobra um encontro ou pede sua atenção;
-Pergunta várias coisas sobre você;
-Fala muito em amor e relacionamento;
-Se interessa por tudo que acontece no seu dia a dia;
-Não gosta quando você fala de seu ex-namorado;
-Repara em vocês nos pequenos detalhes, como um olhar triste, por exemplo;
-Vive te agradando com mimos e pequenas lembrancinhas;
-Faz quase tudo que você pede só para te agradar;
-Acompanha você em locais que só você gosta/curte;
-Pede a você um beijo olhando em seus olhos;
-Acaricia sua face enquanto à aprecia;
-Faz elogios mesmo quando você está com a cara amassada, derrubado por uma gripe;
-Está sempre lhe fazendo surpresas;

Assim como essas, existe inúmeras outras formas de demonstração de interesse de


uma pessoa pela outra, mas não basta apenas um item citado como exemplo acima para
achar que exista um forte interesse por você, pois o que conta é o conjunto de fatores e
ações que ele desempenha em prol de um propósito que é você.

Já tendo certeza de que o que você quer é namorá-lo realmente, partiremos então para
o próximo passo, que é o pedido em namoro. A primeira coisa que se deve pensar é o lugar
onde você vai levá-lo.

-Escolha um ambiente tranquilo, ou seja, nada de balada ou a quadra da escola de samba do


seu bairro. Pode ser em um restaurante (Eu disse restaurante, e não fast-food de shopping),
um barzinho com música ao vivo, podendo ser até em um motel;

Nesse caso, um ambiente especial deve ser criado no quarto. Antes de fazer um
pedido como esses, providencie um jantar bem gostoso (Se ele for romântico, claro). Leve
alguns itens para tornar o ambiente mais romântico, como sais de banhos e algumas pétalas
de rosas vermelhas para decorar a banheira, assim como velas aromáticas também caem
bem.

-Seja sempre gentil, independente da ocasião ou propósito do dia;

-Não se esqueça de levar algo para a pessoa amada. Muitas pessoas se sentem ofendidas
quando recebem um presente e são pedidas em namoro ao mesmo tempo, pois acham que

80
estão querendo ser "compradas". Para que esse tipo de mau entendido não aconteça,
explique que aquele presente/objeto/acessório que você está dando a ele, é uma lembrança
daquela noite especial, para que marque a vida de ambos e seja lembrada para sempre;

-Mantenha a simplicidade das coisas com sofisticação na hora de comprar algo para dar-lhe
como recordação. Por exemplo: coisas que não chamam muito atenção e possuem
significados, como acessórios (Pingentes, pulseiras, entre outros) étnicos (Tema indígena,
japonês, chinês...); alguma pelúcia que ele goste e previamente você descobriu (Mas que
seja discreto); um DVD que ele comentou que gostava ou CD de banda; existem inúmeras
opções, basta ter criatividade para procurar.

-Antes de pedi-lo em namoro literalmente, faça uma breve reflexão (Narrada por você) de
todo esse tempo em que vocês estão juntos. Explique o porquê quer namorá-lo, o que sente
por ele;

-Uiliam... Eu quero te dizer uma coisa...


-Diga!
-Humpft... Para mim, hoje é um dia muito especial...
-É?
-Quando eu te conheci, confesso que não criei muita expectativa quanto ao envolvimento que
poderíamos ter, ou melhor, achei que depois daquele cinema, nunca mais iríamos nos ver... Agora,
tempos depois, não consigo imaginar minha vida longe de você... E pouco a pouco foi tomando
parte do meu coração, com uma proporção sem igual... Uiliam, diante de todo esse sentimento que
circula dentro de mim, não encontrei outra palavra que pudesse defini-lo que não fosse AMOR... E
em nome desse amor eu quero saber se você aceita namorar comigo?
-Claro que aceito!

O diálogo não precisa ser muito extenso, pois pode ficar cansativo demais. Tente não
repetir muitas coisas e usar palavras muito melosas, apenas expresse a importância desse
alguém e o motivo pelo qual deseja namorá-lo. Fale sempre olhando em seus olhos, para
mostrar a sinceridade das palavras que profere.
Não existe a fórmula mágica da paixão, pois ainda assim você corre o risco de
receber um NÃO, mas arriscar faz parte da vida, e se você não tentar, jamais alcançará seus
objetivos. Como dizia nossa mãe quando éramos criança: "Quem não cai da escada, não
aprende a levantar".
O mais importante de tudo é fazer do seu jeito.

81
CAPÍTULO 17
A primeira transa

O sexo em uma relação é um complemento fundamental, principalmente para os


"meninos", que são movidos pelo físico. A ansiedade e nervosismo tomam conta nesse
momento e até o início do contato da pele com pele, a sensação é de que o coração vai saltar
pela boca.
O ato em sí torna-se muito mais prazeroso quando há um afeto entre ambos, um pelo
outro, e não simplesmente tesão. Temos que levar em consideração que hoje em dia a
liberdade sexual está em alta, ou seja, as pessoas não estão mais preocupada com o praxys
social. Há aproximadamente cinqüenta anos atrás, quando deu início a independência e
igualdade profissional da mulher, começaram ocorrer várias mudanças. Até então, para se
viver em sociedade, principalmente em uma sociedade cristã, o homem e a mulher deveriam
constituir família, procriar e as funções de pai e mãe pré-definidas. O papel da mulher era
cuidar da casa e do homem trabalhar fora para levar o sustento. Para os homens daquela
época, sexo fácil só pagando, pois de outra forma somente casando.
Com a entrada da mulher no mercado de trabalho, ocupando as mesmas funções que
os homens, ela passou a mandar, e com o passar do tempo se igualando no sentido
profissional, conquistando pouco a pouco seu espaço e independência.
Hoje em dia não necessita pagar para ter sexo fácil, assim como também não precisa
estar namorando e muito menos casar.
No Brasil, vários fatores contribuem para que cada vez mais as pessoas prefiram
estender suas vidas de solteiros, tal como o clima, que permite andar com roupas mais
decotadas, mostrando com maior destaque as formas do corpo. Embora BELEZA seja algo
relativo, o brasileiro é considerado o povo mais bonito se comparado ao restante dos outros,
devido a sua mistura de etnias e alegria que contagia todo mundo.
Por mais que a diversidade sexual esteja aflorada e os jovens querendo só curtição,
ainda assim existem pessoas que querem ter alguém com quem compartilhar parte de sua
vida, dar e receber amor, carinho. Para isso, você tem que mostrar ao outro que estando com
você, desejos e vontades podem serem supridas, não havendo necessidade de ser de todo
mundo e todo mundo ser seu também.
Para um relacionamento entre dois homens, o sexo é o que mais conta. Sendo tema
desse capítulo, iremos falar agora sobre a primeira transa entre os dois e algumas dicas de
como manter sempre a chama do tesão acesa para que possa durar por um longo tempo.
É importante que ocorra um clima especial nessa noite também especial para vocês, e
que não seja algo banalizado ou simplesmente para ejacular, como um animal no cio. O
sexo para ser bom não pode ser combinado, tem que acontecer naquele momento em que os
dois estão se curtindo e deixar que o clima flua de forma orgânica, e não programada. Isso
não impede que você planeje algo, esquematize um encontro e estimule os libidos, mas
jamais combine com ele dia, local e hora para transar.
A seguir, veremos como agir em determinados ambientes e situações diferentes.

82
Na minha casa
Independente do local, se for você quem planejou a noite de amor e carinho, é ideal
que prepare o ambiente antes de levar o namorado. Se for em sua residência, o ambiente já é
familiar e assim o deixa mais à vontade, sendo assim vamos ver alguma dicas:

-A primeira coisa que se deve fazer se você não morar sozinho, é certificar-se de que naquela noite
até o dia seguinte não haverá ninguém em casa além de você. Isso evita desagradáveis surpresas e
constrangimentos para ambos os envolvidos (O período ideal de cálculo é das 19h00 às 12h00 do
dia seguinte. Esse período liga o jantar ao almoço, passando pelo café da manhã, tempo ideal para a
pessoa chegar e ir embora sem cruzar com terceiros pelo caminho).

Caso você divida espaço com amigos, conte a eles que você vai levar uma pessoa
especial para casa e deseja contar com a colaboração de todos (Não precisa dizer quem nem
especificar o gênero, pois existem pessoas que não são assumidas); Se você mora sozinho,
terá um trabalho a menos;

-Deixe o ambiente social bem arrumado para causar uma boa impressão. No quarto, coloque
lençóis, fronhas, cobertores tudo limpo. Faça a mesma coisa com as toalhas no banheiro (Separe
duas, uma para você e outra para ele), as deixando dobradas e de fácil alcance. Os frascos de xampu
não necessitam estarem cheios, mas se estiverem à mostra, o ideal é que contenha produto
suficiente para enxaguar o cabelo dos dois. É aconselhável que você deixe reservado para uso um
sabonete líquido, pois é mais higiênico e fácil de manusear, além do que, se você mora com a
família, não é legal você compartilhar o mesmo sabão em barra entre várias pessoas. Mas caso você
não tenha ou encontre um sabonete líquido de seu agrado, utilize um em barra, mas que seja novo.

-Cheiro é algo que mexe com o reino animal. É através dele que os animais atraem os outros para
caçar, acasalar e procriar, marcar território, entre outros. Com o ser humano a coisa não é diferente,
porém, nos animais o olfato é bem mais aguçado, isso não quer dizer que nós humanos também não
o utilizamos, mas acontece de maneira diferente. O corpo humano exala odores denominado
Feromônio, que são imperceptíveis ao nosso olfato, ou seja, você não o sente, mas seu cérebro o
capta e desperta seu libido.

Para causar uma boa sensação logo de início, decote o ambiente de entrada com vela
aromatizante, mas que fique fora da vista de quem chega. Cada aroma age de forma
diferente no organismo, portanto, procure utilizar nesse ambiente um aroma tranqüilizante,
anti-estres, relaxante. Dessa forma, irá tirar toda a tensão da pessoa ao ir até sua residência
pela primeira vez. No quarto, ou local onde preparou para a tão esperada noite, pode deixar
as velas fazerem parte da decoração. Além de perfumarem o ambiente, proporcionam um
clima de meia luz extremamente romântico, que se souber aproveitar, pode proporcionar
noites inesquecíveis. Já nesse ambiente o ideal é que as velas possuam um princípio
estimulante, como a de canela.

Posso ao invés de vela usar incenso?


Não. O incenso pode causar irritação nasal na outra pessoa, além de deixar o local
com fumaça e ser muito forte. Ninguém precisa sentir literalmente a fragrância do ambiente
por completo, basta apenas ser surpreendido por uma suave brisa perfumada.

83
-Já no local que você definiu ser o "ninho" de amor, procure deixar próximo à cama alguns itens
fundamentais como: camisinha, lubrificante, papel higiênico, óleo para corpo ou creme. Deixe-os de
maneira que não precise sair dela para pegar, mas que também não fique explicito sobre algum
móvel. Nesse caso você pode deixá-los embaixo da cama, em uma necessaire no criado-mudo, entre
outros;

-Ainda nesse ambiente, coloque um CD para tocar com músicas instrumentais, pois assim você não
corre o risco de errar na coletânea.

O volume do som deve ser baixo, de forma que permita ouvir até um sussurro vindo
do parceiro. Nesse momento, as músicas de Enya são bem propícias, servem aí como
sugestão;

-Deixe pronto alguma bebida e petiscos para comerem após praticarem "exercícios", mas que sejam
coisas leves, como frutas (podendo ser em forma de salada ou de pequeno porte como: uva,
morango, cereja...);

-Se você tiver algum animal de estimação como gato ou cachorro, procure deixá-lo em um local
onde ele não vá ter contato com a visita, pois é desagradável você chegar na casa de alguém e um
cachorro fedorento ficar pulando em cima de você, mordendo a barra da sua calça ou lambendo sua
mão com aquele bafo de onça. O mesmo acontece com o gato que cisma em dormir no seu colo, se
esfregar em sua perna ou grudar as unhas na sua camiseta nova;

Ele chegou. E agora?


Se for a primeira vez que o levará em sua casa, não dê simplesmente o endereço e
peça para ir direto. Marque um encontro no ponto do ônibus ou estação de metrô, pois
cortesia é fundamental no ritual da conquista.
Chegando em casa, não faça como aquele povo pobre que acabou de fazer a reforma
no barraco e sai mostrando todos os cantos da casa. Ao abrir a porta, deixe-o entrar
primeiro. Acomode-o na sala e ofereça algo para beber, mas que não contenha alcoólico por
enquanto. Se ele aceitar, vá buscar. Caso não aceite, estenda sua mão para ele e peça para
que o acompanhe para ver algo (Esse "algo" você já deve ter previamente preparado para
mostrá-lo, um pretexto para levá-lo até seu quarto. Sabendo já do que ele gosta, poderia ser
um álbum de fotos suas de quando era criança, ou de seus familiares mais próximos como
pai, mãe e irmãos);

-Pode entrar...
-Obrigado!
-Quer beber uma água? Refrigerante? Suco?
-Não, obrigado.
-Tem certeza?
-Tenho.
-Então ta bom... Vem aqui comigo... Vou lhe mostrar umas fotos de quando era criança...

84
-Ta bom.
-Pode sentar ai na cama...
-Obrigado!
-Esse sou eu... Olha a minha mãe...

Não vá se empolgar e querer mostrar o álbum todo. Quando chegar na terceira ou


quarta foto, tire-o de suas mãos e inicie um beijo com um abraço apertado. Para uma relação
fluir bem, o que não pode faltar é beijo na boca. Deite-o sobre a cama e continuem o beijo,
iniciando assim as preliminares. Quanto mais tempo vocês passarem nas preliminares, maior
será o tesão acumulado e sendo assim, o orgasmo será muito mais intenso na medida em que
o grau de tesão aumenta.

Tire a roupa lentamente. Faça desse momento um ritual de mistério e sedução,


deixando seu namorado tarado e louco de tesão. Nesse momento você pode continuar
tirando pouco a pouco a roupa dele, ou levantar da cama e iniciar um streap-tease.

Depois de chegarem aos finalmentes, leve-o para tomar banho com você. Sexo é
muito bom, porém suja - pouco ou muito, mas suja. Independente disso, a cada intervalo da
relação, é necessário que você lave o genital e retire os resíduos que ficam. Segundo os
urologistas, o cemem, em contato prolongado com a pele pode provocar queimadura,
mancha e irritação. Por isso há necessidade de levar com água e sabão.

Jamais levante-se e vá para o banheiro tomar banho sozinho sem ao menos convidá-
lo para ir também, pois mesmo após atingir o orgasmo, o estímulo deve continuar, assim
como os carinhos, beijos e abraços.

As cores da cueca
interferem no clima?
Mas é C-L-A-RO que sim. A roupa íntima é um dos elementos fundamentais no
ritual de sedução, pois aguça a imaginção do homem e dá forma delineada do corpo. Todo
homem, homossexual ou heterossexual, é movido através da visão. A conquista parte de
início pelo campo visual, ou seja, se você pertencer a um estilo estético que o agrade, não
haverá dificuldade em conquistá-lo, podendo rolar tudo que sentir vontade.
O interesse por alguém, no ser masculino, inicia pela atração física, sexo, paixão,
amor - exatamente nessa ordem. O que isso quer dizer? A maioria dos homens,
independente da sexualidade, priorizam o sexo antes de surgir sentimentos afetivos
profundos, como a paixão, por exemplo. Por esse motivo a facilidade em fazer sexo no
relacionamento homossexual é bem maior.
As cores possuem fortes influências sobre o ser humano, e isso é fato. Saber qual a
melhor opção de cor de cueca para usar nessa ocasião especial, dependerá das
personalidades e interesses de ambos. De acordo com o Feng Shui, as cores estão

85
relacionadas aos 5 elementos, proporcionando emoções diferentes. Existem cores que
estimulam, acalmam, alegram, entre outros. Vejamos a seguir algumas delas:

Vermelho - o vermelho representa a cor do amor, verão, sangue - ou seja - vida, agressividade,
poder. Associada ao elemento fogo, pertence à classificação das cores quentes, atuando com
vivacidade e dinamismo. Essa cor é recomendada para pessoas mais dominadoras, ousadas e que
querem provocar o parceiro. Se o seu namorado é um pouco calmo, parado demais, essa cor é uma
boa opção;

Verde - essa cor representa calma, repouso, esperança, futuro, natureza. Se o seu namorado for uma
pessoa muito inquieta, alvoroçada, uma cueca verde escura é indicada para acalmar um pouquinho
seu parceiro, e permitir que a relação aconteça com muito prazer e satisfação de ambos;

Azul - a cor azul simboliza a suavidade, lealdade, fidelidade, tranqüilidade, segurança, sonho - e
está relacionada à água. Se você estiver a fim de ter uma noite agradável, sem pressa, com muita
calma, beijos e carinhos, o azul é a cor recomendada. Também é indicada para momentos íntimos
pós-balada, para suavizar e filtrar toda aquela energia acumulada;

Preto - essa cor, de acordo com o Feng Shui, é o símbolo do máximo, relacionando-se com o
elemento água. Se você deseja esconder algumas gordurinhas ou medidas, essa seria a cor mais
indicada. O preto modela o corpo, define as formas, devido a sua ausência de cor traz rigidez. Essa
é uma cor pesada, triste. Se você for usá-la, opte por ambientes mais escuros, meia luz;

Branco - o branco é a cor da pureza, timidez, inocência, perfeição, paz. Usar uma cueca branca
provoca fetiche, pois ela mostra algo ao mesmo tempo que o esconde. Se você estiver a fim de
provocar seu namorado antes das preliminares, use uma cueca branca e dance mexendo o quadril de
forma a insinuar os movimentos sexuais de ir e vir, com uma música no ritmo de balada ao fundo.
Dessa forma você irá pirá-lo.

Evite utilizar as cores:

Creme: essa tem dá a impressão de que a cueca já foi branca um dia e deu uma certa amarelada
com o tempo.

Bordô: ver alguém usando uma cueca com essa cor é de brochar qualquer um. Por isso, evite.

Marrom: cueca marrom já está fora de moda, ultrapassada, velha e cafona. Se você não deseja
Não pense que viver a dois é sempre um mar de rosas, com felicidade plena. Os problemas surgem
e com eles acontecem desentendimentos, normal em uma relação. pagar um mico na frente do seu
namorado, pense muito bem no que irá usar.

Escolha os modelos de cueca que valorizem e definam as pernas, realcem o bumbum


e os genitais. Se for usar uma peça que seja apertada, dê preferência aquelas que seguem o
estilo "sungão". As cuecas com estilo "tanga" já saíram de moda, assim como aquelas que
possuem elásticos nas bordas e abertura na frente.

86
Na casa dele
Quando alguém que você está flertando te convida para ir em sua casa,
provavelmente existe uma intenção sexual inclusa nesse convite, principalmente se partir de
um menino.

-Alô?
-Falae Alessandro...
-Beleza, Cristian?
-Tranquilo, cara... Está fazendo o que ae?
-Estou vendo uns CDs antigos... Por quê?
-Porque eu queria te fazer um convite... Está a fim de vir aqui em casa?
-Na sua casa?
-É...
-Quando?
-Hoje... Estou sozinho o dia todo...
-Ah...
-A gente pode assistir um DVD, com esse tempo frio é muito bom...
-Por mim tudo bem... Que horas?
-À 16h00 está bom pra você?

Santa inocência você acreditar na desculpa de que ele está sem grana para sair,
tolinho. Lembre-se que ele vai estar em seu território, sozinho. Sendo assim, sentirá-se mais
à vontade para "atacar". Por isso, vá preparado para tudo.

-Só aceite o convite se você estiver disposto a possíveis acontecimentos (Sexo);

-Dependendo do convite, corresponda levando um objeto de gratificação pelo convite, como por
exemplo:

Pode ser que ele te convide para um almoço ou jantar. Mesmo que esse jantar seja
uma desculpa para atrair você até a casa dele, o propósito de sua ida é um jantar, sendo
assim você poderia levar um vinho, uma sobremesa, um molho diferencial para saladas.
Se ele fizer o convite para verem um filme, leve um DVD que vocês ainda não
tenham visto, ou que já viram, mas não se cansam de ver. Como segunda opção, leve a
pipoca ou o refrigerante/suco;

-Ciente de que tudo pode acontecer, passe um creme bem suave e cheiroso no corpo, mas que não
tenha uma fragrância muito doce ou enjoativa, para que o outro menino não desperte alguma reação
alérgica ou aversão ao cheiro.

-Escolha uma cueca que valorize as formas de seu corpo, principalmente aquela que o outro mais
gosta. Nesse caso você deve previamente pesquisar qual das três partes chama mais atenção dele:
coxas, bunda ou o "piu-piu".

-Não vá usando roupas difíceis demais para tirar, nem muito pesadas. Escolha uma camisa pólo,
camiseta, calça jeans básica sem muitos adereços, tênis ou sapato sem muitas amarrações.

87
-O cabelo é um detalhe importante. Se você mora com sua família, não poderá sair todo
arrumadinho como um garotinho vestido pela mamãe e voltar todo descabelado, roupa amassada,
calça caindo. Se você é desses que gosta de estilizar o cabelo com gel, opte por ir de boné nesse dia,
ou então se prepare para enfrentar os olhos tortos de seus parentes;

-Ao chegar na casa dele, não dê palpite em nada que ver. Existem pessoas que começam a criticar a
decoração, dar risada de algumas coisas. Por mais cafona que a pessoa seja, aquele é o estilo que ela
escolheu para enfeitar o ambiente em que habita. Respeite;

-Não atenda ao telefone, muito menos troque a televisão de canal, abra a geladeira, apague a luz,
feche a cortina. Lembre-se que você não está em sua casa, sendo assim, não interfira na rotina do lar
do outro;

Tenha em suas mãos o poder de domínio da situação. Mesmo estando com vontade
de ir para os finalmentes, não se entregue com muita rapidez. Saiba dificultar as coisas na
medida certa, para que o tesão se acumule e a sensação de sacies seja maior. Mas cuidado
para não dificultar demais, caso contrário ele pode se cansar e perder a graça, interesse e até
broxar (Em todos os sentidos).

Indo ao motel
Quando o tesão chega, não se pensa em outra coisa a não ser saciar a vontade de
atingir ao orgasmo. Se isso não acontece, o pênis fica dolorido e a cueca toda melada, além
de deixar o garoto mal humorado por não ter saciado sua vontade.

O relacionamento entre meninos é mais complicado devido a uma série de fatores, e


um deles é o preconceito social. Diferente de um casal heterossexual, os meninos
homossexuais não têm a mesma liberdade para levar seu namorado pra se curtirem em casa,
pois muitos não são assumidos para a família, outros são rejeitados por ela e recriminados
pela condição que se encontram, entre várias outras. Sendo assim, uma das poucas
alternativas que restam para os namorados se curtirem é o motel/hotel.

Existem coisas que não se deve dizer ou fazer, para que não quebre o encanto e
desapareça à vontade de curtir momentos íntimos e agradáveis. Vamos ver agora algumas
simulações e dicas de como evitar esse tipo de constrangimento:

Falar de valores: Se vocês estão a fim de se curtirem na companhia de quem gosta, não se
deve ficar falando de valores, ou seja, comentários de lugares que são caros ou baratos:

-Em qual nós vamos?


-Vamos naquele perto da Marginal que é mais barato...

88
Há várias justificativas que você pode utilizar para que o seu namorado não pense
que você é "pão duro". Vejamos algumas delas:

-Em qual nós vamos?


-Vamos naquele perto da Marginal, pois parece ser bom.

-Em qual nós vamos?


-Podemos ir naquele que tem na Zona Oeste... Já fui lá uma vez e gostei...

-Em qual nós vamos?


-Iremos em um perto da faculdade... É discreto e pequeno... Ótimo pra ficar abraçadinho...

-Em qual nós vamos?


-Nós vamos em um aqui perto... (Ou) -Vamos em um mais afastado daqui pra ficarmos bem à
vontade e nos curtirmos melhor.

Ninguém precisa saber que o motivo pelo qual você está levando alguém ao motel é o
preço acessível. Sem contar que a pessoa com quem você está acaba se sentindo um nada,
pois de certa forma está sendo desvalorizado, já que você dá uma atenção maior ao preço do
local do que o que vale sua companhia:

-Boa noite!
-Boa noite... Vê pra mim a suite de R$ 35,00...
-Claro... Documentos, por favor?

89
Aí você pensa: "-Nossa... Será que não vale a pena?... Valho tão pouco assim?"

Logo na recepção existem os nomes das suítes e seus valores em uma tabela. Não
custa rapidamente olhar as primeiras da lista, que são as mais baratas, e pedir pelo seu
nome.

-Boa noite!
-Boa noite... Vê pra mim a suite Luxúria...
-Claro... Documentos, por favor?

Deve-se tomar muito cuidado ao se falar de valores nesse tipo de ocasião com a
pessoa (Namorado ou não), pois é algo desagradável e pode ofender o outro, além do que, as
pessoas costumam medir os ambientes e seus valores consigo mesmas, ou seja: "Quanto eu
valho?"

O que posso fazer para deixá-lo


ainda mais excitado?
Existe uma infinidade de coisas que se pode fazer para excitar ainda mais seu
namorado/ficante ao chegar no motel, mas tudo vai depender da intensidade que você deseja
que tudo aconteça, levando em consideração também o seu grau de timidez de ambos.

Se estiverem de carro: Logo ao fecharem a porta da garagem privativa, encoste-o na parede e


comece a beijá-lo ali mesmo. Com uma das mãos segure sua nuca, e com a outra aperte sua cintura
levemente, seguindo um movimento de pulsão. Coloque uma de suas pernas entre as dele e encoste
parte dela em seu genital, simulando o movimento de ir e vir bem lentamente. Não interrompa os
beijos em momento algum.
Comece a colocar sua mão por baixo da blusa dele, explorando pouco a pouco sua barriga e
peitoral. Quanto maior for o estímulo recebido, maior será o auge do orgasmo.
Ao ver que o clima "está pegando fogo", pegue pela mão dele e corra para o quarto. Feche a
porta e siga em direção à cama beijando-o da mesma forma como antes, segurando sua cabeça com
uma pegada forte e firme, de uma forma a fazer a língua explorar todo o interior de sua boca. Ainda
não deite. Permaneça com o jogo de mão boba e pegadas fortes, lambidas no pescoço, fungadas no
ouvido.

Se estiverem a pé: Geralmente as pessoas costumam ir ao motel de carro, e quando estão a pé


procuram mais hotéis. Nesse caso não há como começar um estímulo fora do quarto, sendo assim,
você pode criar uma situação para que inicie, tal como: um convite para tomar banho juntos, ver um
filme erótico, fazer uma massagem, entre muitas outras coisas.

Conduzir bem o ato: Ninguém nasce sabendo fazer sexo, sendo assim, o processo de
aprendizagem é contínuo. O fato de ser inexperiente não quer dizer que você não saiba dar carinho e
atenção. O sexo bem feito não é aquele que se faz várias vezes em uma noite, mas aquele que é bem
conduzido e inesquecível.

90
Transforme o sexo em uma brincadeira. É importante que você utilize a sua criatividade para
que as relações não caiam na rotina. Você pode conduzir o ato através de diversas maneiras que
prendam a atenção do seu namorado/ficante, tornando-se o único foco de interesse dele. Claro que
para isso você deve utilizar-se de alguns meios que proporcionem prazer para ambos, mas de
maneiras que fujam um pouco das tradicionais. Veremos então algumas delas.

Preliminares: esse é o momento mais importante na hora da intimidade. Se o tesão for provocado
com bastante intensidade, o orgasmo será muito maior e prazeroso. Segure o quanto conseguir.
Aperte, amasse, abrace, lamba, chupe, morda, enfim, alicie sem dó.

Streap Tease: com o quarto a meia luz, coloque para tocar uma música no rítmo de balada.
(Acompanhe no final do livro uma lista com algumas músicas e como efetuar um streap
completo)
-Deite seu namorado/ficante sobre a cama, de forma a deixa-lo assistindo você tirando a roupa.
-Mantenha seu olhar penetrado no dele, juntamente com um sorriso safado.
-Tire a roupa peça a peça começando pelas mais fáceis e superiores.
-Acompanhe o rítmo da música, e antes de tirar uma das peças, ameace de três a quatro vezes.
-Para provocar ainda mais, se aproxime dele e simule um movimento de ir e vir do quadril, com
uma das pernas apoiada sobre a cama.
-Quando estiver só de cueca, comece a tirar a roupa dele. É importante que durante esse tempo você
detenha todo o controle da situação, ou seja, ele deve ficar observando tudo enquanto você o toca, o
beija, lambe e tira sua roupa.

(Acompanhe ao final do livro um manual completo de dicas)

Massagem erótica: um pouco diferente da tradicional, a massagem erótica utiliza os corpos para
massagear um ao outro.
-Procure utilizar óleos próprios para massagem, eles podem conter sabor, aroma, além de trazer
efeitos e sensações que causam calor ou frio, proporcionando mais prazer em determinadas regiões.
(Você encontra facilmente em sex-shop)
-Espalhe o óleo/creme em uma grande quantidade em suas mãos.
-Esfregue uma na outra de forma que o calor delas aqueça o creme (Se for óleo, aplique direto
nas costas dele).
-Com ele deitado de bruços e somente de cueca (Ou nu), inicie a massagem com seu peitoral
espalhando o produto sobre suas costas, lentamente.
-Aos poucos utilize seu ombro, pernas, cotovelos, pés, intercalando com algumas besteirinhas
sopradas no ouvido.

O aroma do produto, assim como as cores e formas, podem estimular, acalmar, isso
vai depender do clima que você deseja criar. Se quiser um sexo mais calmo, utilize
essências tranqüilizantes, antistress, calmante, que irão diminuir a tensão, tais como:
Camomila, Eucalipto, Alecrim, Erva-cidreira, Laranja.
Caso queira uma relação mais agitada, opte por aromas estimulantes, afrodizíacos,
refrescantes como a Canela, Limão, Eucalipto, Hortelã.

O preservativo: além de segurança, utilizar a camisinha pode ser também um momento de prazer
quando colocada com a boca. Para algumas pessoas isso é novidade, para outras não. Se o seu
parceiro nunca tiver passado por uma experiência como essa, seja o primeiro a surpreende-lo.

91
Antes de seguir alguma (Ou todas) das dicas apresentadas acima, treine em frente ao
espelho e observe a evolução. Quando achar que está pronto, teste sem medo.

Durante: o sexo masculino gosta de brutalidade na maioria das vezes. Enquanto estiverem naquele
momento, intercale os movimentos entre brusco e suave, seguido de alguns apertões firmes, leves
puxadas de cabelos, mordidas e lambidas na orelha.
-Escolha as posições mais confortáveis para ambos, facilitando a penetração e movimento dos
corpos.
-Beijos e abraços não podem faltar.

Não faça perguntas do tipo: "Você gosta disso?"... "Está gostando?"... "Posso fazer isso...?" Se
o garoto não gostar de algo, ele irá recuar e dizer (As perguntas são referentes ao momento em
que o ato está sendo conduzido. Nada o impede de perguntar a ele o que lhe agrada em uma
conversa antes). Sendo assim, o que você quiser realizar, pouco a pouco vá fazendo e observando
se está sendo prazeroso para ambos. As preferências devem ser consultadas antes de partirem para a
concretização, e o restante você descobre na hora, provando, trocando experiências.

Vale lembrar que o sexo é algo sujo. Odores e resíduos são normais, por mais limpa
que a pessoa seja. Por isso, tenha em mãos papéis umedecidos, higiênicos, toalhas ou outros
ítens para facilitar na limpeza decorrente de algum acidente involuntário.

DICA: Quando estiverem no momento de intimidade, comece lambe-lo dos pés a cabeça.
Inicie pela boca, depois chupe suas orelhas, nuca, pescoço, mamilos, e continue descendo.
Fique atento nas reações dele. Note se em algum momento ele tremeu, arrepiou-se, gemeu
com o passar de sua lingua em determinado lugar. Caso tenha ocorrido, você acaba de
descobrir um ponto sensível nele, lugar fundamental esse que você deve atacar,
principalmente quando estiverem próximo do orgasmo.

Broxei, e agora? (Para os garotos ativos)


A primeira coisa que deve-se ter em mente é que ninguém está livre de perder a
ereção na hora H. Fato como esse pode ocorrer por diversos motivos como cansaço,
ansiedade, nervosismo, entre outros.
A ereção acontece devido a um processo orgânico causado pela excitação. Elas não
dependem de esforço físico para acontecer, necessitando apenas de um estímulo erótico.
Devido a isso, pode ocorrer um bloqueio mental, ocasionado pela falta de excitação ou
problemas alheios, e com ela a perca de ereção.
-Quando isso acontecer, procure aceitar o problema e agir com naturalidade. Se você ficar
encucado com isso, aí sim que o problema não terá solução;
-Dê um tempo e relaxe. Assista um pouco de filme erótico ou vá tomar um banho junto com
seu parceiro;

92
-Esqueça do mundo lá fora e recomece desde o início, com muitos beijos e toques corporais;
-Peça a colaboração do parceiro;
-Instigar o sexo oral nessa hora ajuda muito;

Ele broxou, e agora? (Para os garotos passivos)


Não fique preocupado se achando o culpado por ele ter "falhado" na hora, pois isso
pode acontecer. Ficar se achando feio ou responsável pelo ocorrido não vai resolver. Muitos
meninos se deslumbram por estarem ali com outro garoto que consideram muito bonito e
acabam ficando muito nervosos, podendo assim vir a broxar.
-O primeiro passo é fazer com que ele se sinta mais a vontade e mostrar que está disposto a ajudá-
lo.
-Beijos e toques corporais são muito importantes.
-Dance para ele.
-Leve-o para tomar banho, e recomecem embaixo d'água.
-Fale besteiras ao seu ouvido, pequenas safadesas, leves palavrões (Homem adora isso).
-Assistam a um filme erótico.
-Instigue novamente o libido com partes do seu corpo em pontos estratégicos dele.
-Estimule os lugares onde ele possui mais sensibilidade.
-Utilize acessórios para rolar um estímulo, tal como o dado erótico.

Com essas dicas você vai proporcionar uma noite muito mais agradável ao seu
namorado. Atitudes como essas costumam marcar nossas vidas, principalmente se forem
muito jovens, lembrança de um momento que levarão para a vida inteira.
Muitos casais reclamam que sua relação com o outro não é mais como no tempo em
que namoravam. Isso se dá, na maioria das vezes, devido a falta de contato físico. Quando
as pessoas namoram, elas beijam, se abraçam e conversam mais, praticando sexo com
menos freqüência devido aos empecilhos que possam haver. Na vida de um casal, os beijos,
abraços e conversas tornam-se menos freqüentes, aumentando a freqüência sexual. Com
isso, a relação torna-se menos cúmplice. Para que seu namoro/noivado/casamento não perca
nunca a essência da boa relação, nunca deixe de beijar, abraçar e dialogar.

93
CAPÍTULO 18
A primeira briga

As brigas em um relacionamento podem ocorrer por diversos motivos: ciúmes,


intolerância a algo ou atitude, estresse, desgaste da relação, entre muitos outros. É normal
que ocorram brigas de vez em quando, sem contar que a relação fica muito mais gostosa
quando se faz as pazes. Mas como tudo na vida, existem momentos em que não podemos
deixar a emoção falar mais alto, temos que pensar antes de agir para que não se cometam
erros irreversíveis ao relacionamento.
Claro que quando amamos alguém, a intensidade dos sentimentos aumenta, assim
como a insegurança em alguns casos também, mas se deixarmos que esses sentimentos se
sobressaia à nossa vontade, acabamos perdendo o controle de nós mesmos. O ciúme tem seu
lado bom e ruim. O lado bom é que ele protege o amor, já o lado ruim prejudica o amor, por
isso, temos que aprender a dosar nossos sentimentos e inseguranças.

Como se comportar perante uma cena de ciúme: Situações como essas podem
ocorrer em qualquer lugar. Se não for você o enciumado causador, mantenha-se calmo e
calado, deixe que ele fale o que quiser e apenas escute. Dependendo da gravidade das
palavras afaste-se, mas não discuta, deixe que ele desabafe até cansar. Procure demonstrar
que você está calmo, e enquanto ele estiver falando olhe em seus olhos, mas permaneça
calado e sem esboçar caretas e gestos irônicos.
Veremos a seguir um exemplo de uma situação semelhante:

-Gostou dele?
-De quem?
-Daquele cara que estava te olhando... Estou atrapalhando algo?... Vai lá ficar com ele... Eu vi que
você também olhou... Não quero que pense que estou atrapalhando...

Quando estiverem em um local reservado, apenas os dois, exponha você olhando em


seus olhos sobre o que achou da cena/crise de ciúme. É importante que mostre segurança no
que fala e nos sentimentos que tem por ele. Se o motivo do ciúme for alguém conhecido,
explique qual seu grau de relação com a pessoa, podendo ser um amigo, conhecido, parente,
entre outros. Pode ser que a pessoa não seja conhecida sua, nesse caso você mostra sua
isenção de culpa, pois todo mundo está sujeito a ser paquerado ao se expor fora de casa.
Vamos ver um exemplo quando se trata de um conhecido:

-Eu vi você olhando para aquele cara, não sou cego...


-Sim, aquele cara é o Diego, estudamos juntos no colégio. Se você não estivesse feito toda aquela
cena, teria o apresentado... Entenda que se eu estou com você, é porque o escolhi para dividir
parte de minha vida... Eu amo/gosto de você, e isso basta.

Veremos agora um exemplo de um desconhecido:

-Eu vi você olhando para aquele cara, não sou cego.

94
-Nós moramos em uma cidade onde existem milhares de pessoas, não tem como andarmos de olhos
fechados... Pode ser que eu tenha olhado para alguém, algo normal, porém, não quer dizer que eu
esteja interessado na outra pessoa... Entenda que se eu estou com você, é porque o escolhi para
dividir parte de minha vida... Eu amo/gosto de você, e isso me basta.

É importante que você diga o quanto gosta dele e a sua importância na relação.
Lembrando que a base de um relacionamento é a confiança, então não dê motivos graves
para que um perca a confiança no outro, pois uma vez perdida, dificilmente consegue-se
recuperá-la.

Quando o ciúme for em relação a um amigo:

-Nossa!... Preciso ligar para o Pedro...


-Já vai ligar pra ele?
-Ué... Ele é meu amigo...
-Ah... Engraçado... Pra ele você liga, né? Quando é pra ligar para mim...
-Mas eu ligo para você quatro vezes por dia, acha pouco?
-Você dá mais atenção para ele do que pra mim.
-Isso não é verdade... Faz três semanas que eu não falo com ele.

Episódios como esse são mais comuns do que pensamos, tudo porque o outro acha
que a atenção que você lhe dá nunca é o bastante, inferior a que recebem seus amigos.
Diante disso, deve-se haver um diálogo franco e sincero, expondo seus pontos de vista com
relação ao ciúme desnecessário (Se for mesmo desnecessário) que podem atrapalhar a
relação.

-Nossa... Preciso ligar para o Pedro...


-Já vai ligar pra ele?
-Ué... Ele é meu amigo...
-Ah... Engraçado... Pra ele você liga, né? Quando é pra ligar para mim...
-Mas eu ligo para você quatro vezes por dia, acha pouco?
-Você dá mais atenção para ele do que pra mim.
-Você sabe que isso não é verdade... Quando você me conheceu, eu e o Pedro já éramos amigos, e
você sabia disso... Se eu quisesse ter algo com ele, já teria tido antes de te conhecer, pois
oportunidades não faltaram...
-Mas ele te olha diferente, você não percebeu?
-Não, eu não percebi porque só o enxergo como um amigo, e nada mais... Se eu optei por namorar,
é porque quero ter apenas uma pessoa ao meu lado, e se eu escolhi ficar com você, é porque você
me basta.

Não precisa dar uma justificativa extensa nem se aprofundar muito no assunto. Basta
expor os motivos pelo qual você não ficaria com seu amigo e os motivos pelo qual você
namora com o parceiro atual, conforme demonstra o exemplo acima.
Quando uma pessoa se justifica demais, é porque sabe que não está convencendo e
possui uma parcela de culpa, querendo convencer a si mesma da “verdade” que acha que vai
convencer. Mas quando ela relata apenas o ocorrido, é porque ela tem consciência de que
seu argumento é sincero e verdadeiro, cabe a outra parte entender ou não.

95
Quando o ciúme for do seu ex-namorado: Costuma-se dizer que "ex" bom é "ex"
morto, pois enquanto estiver vivo sempre arruma um jeito de infernizar sua vida, mas nem
sempre isso acontece. É comum que a saudade bata, afinal, vocês conviveram juntos por um
tempo, porém, o fato de terem colocado um fim no relacionamento não quer dizer que não
possam ser amigos.

O celular do Marcelo apita, ele acaba de receber uma mensagem de seu ex:

-O que foi isso?


-É uma mensagem...
-De quem?

Seu namorado tira o telefone de sua mão e lê a mensagem:

"Oi Celo... carreguei meu celu e tenho


+ d trinta pau d credito... acho q
vou gasta com vc..."

-O que esse cara está pensando?


-Calma, amor...
-Calma o caramba, Marcelo... Ele não sabe que você tem namorado?
-Humpft... Não precisa ficar nervoso.
-Estou indo, Marcelo, tchau.

A situação pode ser pior quando o seu celular toca e seu namorado atende, e para sua
surpresa quem está do outro lado da linha é o "ex":

-Alô?
-Alô, Douglas?
-Quem está falando?
-Aqui é o Juliano...
-O que você quer com ele?
-Seria somente com ele. Quem é você?
-Eu sou o namorado dele.
-Ah... Você pode pedir pra ele me ligar depois?
-Você está louco?... Não quero mais que você ligue para meu namorado, está entendendo?
-E quem você pensa que é pra mandar em mim?
-Eu sou o namorado dele.
-Grande coisa.
-To avisando, se você ligar pro meu namorado outra vez eu quebro sua cara.
-Hahahaha... Estou morrendo de medo.

Pronto, agora o circo foi armado. Esse tipo de comportamento se dá com pessoas que
possuem uma insegurança quanto a si, além de um poder de posse em relação ao outro.
Contudo, a culpa sempre acaba sobre você, que nada tem a ver com a briga dos dois:

96
-Quem era?
-Um tal de Juliano querendo falar com você... Não é esse o seu ex-namorado?
-É... Por que você não me passou o telefone?
-Ah é?... O que você tem com esse garoto? Acha que sou idiota?
-Por que essa cena de ciúme?
-Está pensando que eu sou trouxa?
-O que você falou pra ele?
-Falei que a próxima vez que ele se aproximar de você, vou quebrar a cara dele...
-Mas você está ficando louco?
-Eu não sou trouxa, sei muito bem que ele está tentando chegar junto...
-Deixa de ser ignorante... Eu pedi pra ele comprar um celular pra mim...
-E por que você pediu para ELE comprar? Não pediu pra mim por quê?
-Porque ele trabalha na operadora e consegue com 50% de desconto...
-Ah...
-Graças a você, o garoto não deve nem querer mais olhar na minha cara.

Antes de fantasiar coisas e situações que podem ou não acontecer, você deve se
certificar de que essas hipóteses que você imagina têm mesmo fundamento, e para isso nada
melhor que uma boa conversa com seu namorado/ficante:

-Alô?
-Alô, Douglas?
-Não, aqui é o Carlos, namorado dele.
-Eu posso falar com ele?
-Quem gostaria?
-Aqui é o Juliano...
-Só um momento... Douglas... Telefone... É o Juliano...
-Ah... Obrigado!

É normal ter ciúme, mas como tudo na vida, deve haver um limite e saber distinguir
"ciúme" de "posse". Jamais jogue na cara do parceiro que existem pessoas melhores que ele
em momentos de crise. Não existe ninguém melhor que ninguém, e muitas vezes isso pode
levar ao fim uma relação que tinha tudo para dar certo. A confiança que você deposita no
outro e ele em você deve ser a base de tudo, pois só assim para manter uma relação saudável
e harmoniosa.

97
CAPÍTULO 19
Os sinais de quando o
relacionamento não vai bem

Em um relacionamento, sempre existe aquele que ama mais que o outro, e quase
sempre esse alguém é você. As pessoas quando ficam apaixonadas tornam-se "cegas", só
vêem qualidades no outro, fazendo tudo em função dele e esquecendo de si mesmo. Estar
apaixonado é prejudicial, devido a essa falta de percepção.
Quando se está apaixonado, muitas coisas tornam-se imperceptíveis, e às vezes a
outra pessoa já lhe deu várias indiretas de que não quer mais nada e você ainda não
percebeu (Ou não quer perceber).

-Oi... Demorei?
-Um pouco...
-Desculpa, é que o trânsito está parado...
-Cassio... Liguei pra você ontem quatro vezes e não consegui te encontrar...
-Ah... Eu estava um pouco ocupado... Onde você ligou?
-Liguei no seu celular e na sua casa... Sua mãe disse que você estava no banho e daria o recado
para me ligar depois que saísse...
-Ah... Desculpa, mas eu estava tão cansado que acabei caindo na cama e dormindo.

Assim começam as desculpas, e a mais famosa delas é a MALDITA FALTA DE


TEMPO. Nos dias de hoje a tecnologia dispõe de avanços gigantescos, tornou-se
praticamente impossível ficar incomunicável tendo posse dos recursos disponíveis no
mercado.
A "falta de tempo" não justifica, pois existem vários meios de comunicação como e-
mail, telefone, celular, torpedo, entre vários outros que podem servir como ponte de
comunicação. No Brasil, quase cem por cento da população que vive em cidades possui um
telefone celular, o que possibilita um contato mais fácil de qualquer lugar que se esteja. Às
vezes você não tem mesmo tempo para ligar e bater um bom papo com aquele que você
gosta, mas existem recursos que podem lhe ajudar a pelo menos se fazer presente.

-Você pode enviar um torpedo no celular do seu namorado dizendo que gosta, desejando um bom
dia, uma boa tarde, bons sonhos, ou qualquer outra mensagem demonstrando que você lembrou-se
dele pelo menos em algum momento do dia.

Um torpedo pode ser enviado no caminho da faculdade, dentro do ônibus/carro, no


metrô, intervalo da faculdade, durante os cinco minutos que você têm para ir ao banheiro,
no seu horário de almoço, na volta para casa, ou antes de dormir, não importa a hora, o
importante é o ato e intenção de lembrar de alguém.

-Envie um e-mail desejando um bom dia, pode ser apenas algumas palavras, não importa, ser
lembrado por quem se ama não tem preço.

98
O acesso à internet hoje está fácil e prático. Você não paga para enviar um e-mail e
seu recebimento é imediato. As formas de acesso são inúmeras, como no trabalho,
faculdade, casa do amigo, shopping, telecentros, bibliotecas, enfim, existem diversos locais
onde a internet está presente, o que necessita é boa vontade.

-Alô?
-Alô... Sandro, é o Luciano...
-Oi Lu, tudo bem?
-Não muito...
-O quê houve?
-Humpft... Estou um pouco triste.
-Triste? Por quê?
-É... Deve ser saudade do Fabiano...
-E por que você não vá vê-lo?
-Ele está sem tempo agora...
-Então mande um e-mail dizendo que está com saudade.
-Já mandei, mas ele ainda não respondeu... Acho que não entrou na internet.
-Engraçado...
-O quê?
-Ontem mesmo ele me mandou um e-mail com aquelas correntes chatas de internet.
-Ontem?... Que estranho...
-Luciano, você já ligou pra ele?
-Já, mas ele estava jantando, mandou falar que me ligava depois e não ligou.
-Liga pra ele agora, então.
-Já liguei antes de ligar pra você, mas ele foi na casa de uma amiga...
-Na casa de uma amiga? Estando sem tempo?... Humpft... Há quantos dias vocês não se vêem?
-Já vai fazer quase um mês.
-E durante todo esse tempo ele não te ligou?
-Não.
-Nem te mandou um e-mail... Torpedo?
-Não.
-Lu... Somos amigos há anos, por isso me sinto na liberdade de te dizer...
-O quê?
-Está claro que ele está te dando um perdido.
-Não pode ser... Eu amo o Fabiano...
-Já fez essa pergunta pra ele recentemente?
-Humpft... Não.
-Lu... Quando a gente gosta de alguém de verdade, a saudade não permite esquecer... O coração
cobra um contato...
-Então você acha que...
-Eu acho que você deveria conversar cara a cara com ele, se você conseguir, é claro.
-E se eu não conseguir?
-Nesse caso eu acho que você deve enviar um e-mail para ele explicando os fatos e depois
aguardar a resposta.
-E se não houver resposta?

(Silêncio ao telefone)

-Humpft... Já entendi...

99
Falta de tempo é algo que não tolera-se mais como desculpa, e você só vai se dar
conta disso quando seu namorado/ficante começa a ter outras prioridades como: visitar a
avó, ir com a mãe à feira, fazer um trabalho de escola/faculdade a semana inteira, dar banho
no cachorro, fazer um omelete sem quebrar a casca do ovo, entre outras mil desculpas,
deixando você em segundo, terceiro, quarto plano.

PRIMEIROS DIAS:

>>>Thi<<< diz:
oi gatinhu!!!

*****Rômulo***** diz:
olá tudo bem?

>>>Thi<<< diz:
Sim e vc?

*****Rômulo***** diz:
Bem tb :)

>>>Thi<<< diz:
ocupado?

*****Rômulo***** diz:
Pra vc nunca to ocupado

ALGUMAS SEMANAS DEPOIS:

>>>Thi<<< diz:
oi amor!!!

*****Rômulo***** diz:
olá thi... blz?

>>>Thi<<< diz:
Sim e vc?

*****Rômulo***** diz:
Bem tb :)

>>>Thi<<< diz:
ocupado?

*****Rômulo***** diz:
não mt... mas podemos tc

ALGUNS MESES DEPOIS:

100
>>>Thi<<< diz:
ola Ro

*****Rômulo***** diz:
oi thi

>>>Thi<<< diz:
td bem?

*****Rômulo***** diz:
td sim

>>>Thi<<< diz:
ocupado?

Passado-se dez minutos...

*****Rômulo***** diz:
sim... nos falamos depois

*****Rômulo***** desconectou

O exemplo acima demonstra claramente uma situação de cansaço na relação,


insatisfação de uma das partes e a falta de coragem em encarar a realidade. Provavelmente
algo parecido já aconteceu com você ou algum conhecido, mas nem todos percebem que
estão levando um fora.
Mas antes de tomar qualquer atitude precipitada, reflita sobre tudo que vocês já
viveram juntos até o momento. Pense se vale a pena você continuar sofrendo por alguém
que não se lembra de você, até que ponto está disposto a dar amor sem receber em troca.

”Oi Fabiano,

Já faz alguns dias que estou tentando falar com você, mas não consigo. Liguei em sua casa, no
celular, mandei e-mail por diversas vezes e não obtive resposta. Está acontecendo algo? Estou com
saudade e quero muito te ver, mas sinto que não é recíproco. Bom, pode ser que eu esteja
enganado, aliás, quero muito estar enganado e receber uma mensagem sua dizendo que me ama e
que está com saudade.
Sei que você está sem tempo, como havia me dito, porém, não há condições de continuar um
relacionamento da forma que está. Por isso, vou esperar você me procurar, para conversarmos e
definirmos então como ficará nossa situação.
Darei a você o prazo de uma semana para entrar em contato comigo. Caso você não me procure
nesse período, entenderei que você já não quer levá-lo adiante, e assim irei considerar como um
término em nossa relação.

Beijos,

Luciano.”

101
Em todo acontecimento, incidente, ou qualquer outro problema que ocorra, existem
três verdades. A verdade de uma parte envolvida, a verdade da outra parte envolvida e a
verdade do que realmente aconteceu, imparcial.
Por mais que uma pessoa minta, existe uma verdade naquilo que ela fala, ou seja,
parte do que diz. Exemplo:

Jardel acelera o carro, pois o semáforo para ele está verde. Sem que Jardel pudesse
prever, um motoqueiro entra em sua frente e bate em seu carro, ocasionando em um acidente. Após
parar o veículo, Jardel vai socorrer o rapaz que está caído sobre o asfalto. Verificando que
aparentemente não ocorreu nada grave, ambos vão à delegacia registrar a ocorrência.
Na hora de relatarem o ocorrido, Jardel conta que havia acelerado o automóvel, pois o
sinal acabara de ficar verde para ela, porém, diz que não viu o motoqueiro entrar em sua frente,
afirmando que o motoqueiro fez uma ultrapassagem proibida.
Já o motoqueiro conta que estava trafegando pela avenida na faixa lateral, e que para não
atropelar uma senhora que atravessava fora da faixa de pedestre, trocou de pista imediatamente,
sendo atropelado pelo veículo que seguia logo atrás.

E agora? Quem está falando a verdade? O Jardel diz que foi vítima, pois o
motoqueiro entrou em sua frente e ocasionou o acidente. Na verdade, essa parte ele disse
realmente o que ocorreu, mas não contou que estava dirigindo em velocidade acima da
permitida. Por outro lado, o motoqueiro contou que trocou de faixa sim, ou seja, nesse ponto
disse a verdade, porém, não havia nenhum pedestre, tudo não passou de uma desculpa para
justificar o erro.
Perceba que cada um conta em partes uma verdade (A parte que o beneficia), mas
que não é totalmente a realidade, e que não deixa de conter verdade. O exemplo
demonstrado acima é para mostrar que não existe uma verdade absoluta. É verdade que
Marilyn Monroe era muito bonita para alguns, mas para outros não, e qual é a real verdade?

102
CAPÍTULO 20
O término do
relacionamento

Cada relacionamento possui uma história, momentos únicos, tristes e felizes, que só
foram vividos pelos dois e mais ninguém. A dor de uma separação, seja um namoro,
casamento, noivado, é fisicamente sentida.
Segundo o psicólogo italiano GIUSTI, a separação não consiste apenas pôr um fim
em uma relação material. Há também a quebra de vínculos, rotinas, laços afetivos, emotivos
e sexuais que são criados tanto pelo amor como pelo ódio.
Dores no peito e falta de ar são algumas características do estado emocional e/ou
psíquico, ocasionadas pelo momento difícil de superar. Diferentes tipos de dores podem
serem sentidas, isso vai depender de quem é o responsável pelo término do relacionamento.
Embora existam pessoas que tentam esconder ou neguem, o sofrimento atinge ambos,
porém, costuma sofrer mais aquele que é deixado, isso não quer dizer que a pessoa que
tomou a decisão de terminar não sofra também.

-Eduardo, por favor, não fique assim...


-E como você quer que eu fique?
-Vai ser melhor para nós dois...
-Melhor? Olha como estou sofrendo?...
-Humpft... E você acha que é fácil para mim ter que acabar assim? Acha que esqueci tudo que
passamos juntos?
-Você só está pensando em você...
-Isso não é verdade.
-É sim... Anos de convivência sendo jogados no vento como as folhas de um livro velho...
-Pare com isso, Eduardo... Nossa relação já não estava bem, você sabe disso, pois conversamos
muitas vezes...
-Fale a verdade... Você tem outro?
-Não tem nada a ver...
-Por favor, não minta pra mim... Você tem outro?
-Não... Não tenho ninguém...

Diferente do que "leva a bota", quem deixa tem aquele estímulo do impulso que o
levou a agir e o sentido de renovação. Inicialmente predomina o alívio por se ver livre da
situação infeliz.
Novidades, liberdade, passagem de um passado para um futuro completamente novo,
são sensações que amenizam o impacto. Passado-se um tempo, culpa e tristeza começam a
surgir com bastante força, e com eles as lembranças de momentos vividos, sonhos desfeitos,
tristeza por algo que poderia ter sido feito e não foi. É nesse momento que surgem então os
sentimentos de frieza, ódio, que vêm para neutralizar os sentimentos de culpa, peso na
consciência.

103
-Filho, você não vai atender ao telefone?
-Não.
-Por quê?
-É o Diego... Não quero falar com ele...
-Mas vocês não se tornaram amigos?
-Humpft... Sim, mas ele fica chorando e pedindo para voltar... Não estou com saco pra isso hoje.
-Deixa que eu atendo então.
-Se ele perguntar por mim, diga que não estou.
-Você sabe que eu não gosto de mentiras.
-Mas você não estará mentindo, já estou de saída... Tchau!

No caso de quem foi deixado, para tentar diminuir a lamentação do que não deu
certo, vem a tendência a denegrir, difamar o ex-parceiro para convencer a si mesmo que não
perdeu muita coisa.

-Renato!
-Olá Angela!
-Quanto tempo... E o Alessandro?
-Não sei e nem quero saber.
-Nossa! O que houve?
-Não estamos mais juntos.
-Sério? Vocês se davam tão bem...
-Ele é muito falso, não vale nada. Se eu fosse você, tomava cuidado.
-Nossa, mas ele parece ser um rapaz tão bonzinho...
-Esses que são os piores, meu bem... Abra seu olho...

Quanto mais longo for o relacionamento, mais triste será o momento da separação,
mesmo que a intimidade esteja sendo produto de sofrimento, ofensas e/ou agressões.
Além do emocional, existe também um abalo na rotina vivida por você e pelo outro
que acaba sendo quebrada, mudanças que podem acarretar algumas dificuldades como
concentração no trabalho, insônia, pesadelos, alterações de peso, entre outras.

-Felipe... Felipe... Felipe?


-Oi... Desculpa, Rose...
-Estou te chamando faz um tempão...
-Humpft... Eu não estou muito bem, desculpa...
-Eu percebi... Deixei um monte de folha em sua mesa para assinar e você não reparou que a capa
da apostila não havia necessidade...
-Hahaha... Foi um momento de distração...
-Acho melhor você começar a prestar mais atenção no que está fazendo... Ontem a copa ficou toda
inundada porque você deixou a torneira ligada.
-Humpft... Estou passando por uma fase complicada...
-Se você quiser, podemos ir até o café depois do expediente para conversarmos um pouco.
-Estou precisando muito conversar...

104
-A gente se fala depois então.
-Obrigado!

Durante um tempo, é difícil deixar de pensar na vida e nos atuais sentimentos do seu
antigo companheiro. Às vezes você sente vontade de saber como ele está, saber se ele sente
falta daquele tempo, se está namorando ou amando outra pessoa. Mesmo não havendo mais
nada entre vocês, novas relações do ex podem causar ciúmes e sentimentos de posse.
O término de uma relação, namoro, romance, pode ocasionar em uma depressão
vitalícia nas pessoas que são mais suscetíveis à mudanças românticas, deprimindo-se
durante esses períodos. Existem aqueles que por terem sofrido um impacto emocional muito
forte, acabam isolando seus sentimentos de uma forma a bloqueá-los totalmente.

-Oi Ti!
-Oi.
-Está tudo bem com você?
-Humpft... Não muito...
-O que houve?
-Não sei o que acontece comigo... Estou me sentindo estranho...
-Por quê? O que aconteceu?
-Há duas semanas eu fui conhecer um cara... Ele era super legal, tudo que eu havia sonhado pra
mim...
-Sei... E?...
-Começamos a sair e até estamos nos dando muito bem...
-E você não fica feliz com isso?
-Não consigo... Ontem ele me pediu em namoro...
-E você aceitou?
-Não...
-Por quê?
-Porque eu não consigo mais gostar de ninguém... Por mais que eu tente, não consigo...
-Mas o que você sente por esse rapaz?
-Nada... É algo neutro... Não consigo gostar nem odiar... Tão estranho...
-Realmente, você deveria procurar ajuda...

Não pense que viver a dois é sempre um mar de rosas, com felicidade plena. Os
problemas surgem e com eles acontecem desentendimentos, algo normal em uma relação.
Tudo na vida tem seus lados bons e ruins. Viver momentos marcantes em uma
relação é sublime, inesquecível em nossas memórias. O que muitas pessoas não entendem é
que esses acontecimentos são únicos, jamais será possível repeti-los com outras pessoas, e
na tentativa de vivenciá-los novamente junto a outro parceiro acabam se frustrando, pois
não correspondeu às expectativas.

-Vamos para a praia nesse feriado?


-Praia?
-Sim...
-É que eu não gosto muito de praia...

105
-Humpft... Sempre desci à praia aos feriados com o Gabriel...
-Tudo bem, mas eu não sou o Gabriel.
-Ta bom, desculpa.
-Se você quiser nós podemos viajar para um sítio, ou até mesmo para o litoral, contanto que eu não
chegue próximo à areia...
-Vou pensar em algo para fazermos então.
-Humpft... Eu espero.
-Vamos ao teatro hoje a noite?
-Vamos!
-Tem uma peça que parece ser muito boa e sai de cartaz essa semana.
-Então vamos vê-la antes que saia.
-Sim. Vou ligar lá e reservar um lugar bem no meio...
-No meio?
-É... O Biel e eu sempre que íamos... Humpft... Desculpa.
-Desse jeito não dá.

Vingança, desprezo, ódio, nada disso vale a pena, afinal, vocês conviveram juntos
por um tempo, compartilharam intimidade, segredos, por que não podem serem amigos?
Mesmo que você esteja magoado com a outra parte envolvida (Principalmente para quem
levou a bota), não tente prejudicá-lo. Ao invés disso, o surpreenda, mostre o melhor que
existe em você, para que ele veja a pessoa maravilhosa que deixou de ter.
Mude o penteado, perfume, combinações de roupas. Sorria mais, beba bastante água,
vitamina A, durma pelo menos 8 horas por dia e pratique exercícios pelo menos três vezes
por semana.
Apareça para seu ex transformado, bem consigo mesmo, mostre o que ele perdeu e
que você é mais você. O arrependimento é a melhor arma que você tem para despertar nele,
pois é um sentimento que incomoda e não há como voltar no tempo para consertar o
inconsertável.
Para aqueles que pretendem iniciar em uma nova relação, não busquem nesse outro
alguém o que você viveu no passado. Deixe o pretérito em seu lugar, viva o presente,
aproveite para experimentar novas sensações com outra pessoa, dê-se a oportunidade de
gozar de momentos felizes, e pare de querer repetir o que não volta mais.

106
CAPÍTULO 21
Quero minhas
coisas de volta

Dizem que a gente só conhece a pessoa com que nos relacionamos depois que ocorre
a separação. Você tem alguma dúvida disso?

-Bom dia!.. Ih... To vendo que pra você não ta muito bem...
-Humpft... Não mesmo.
-O que aconteceu?
-Acredita que o Felipe desligou o telefone na minha cara quando liguei para ele hoje?
-Nossa!... Mas o que você fez?
-Nada... Quando ele percebeu que era eu, desligou simplesmente.
-Vocês brigaram quando terminaram?
-Não... Ainda não consigo entender... Terminamos super bem, sabe?... Ele era um garoto tão doce
comigo...
-Realmente, essa atitude foi muito estranha. Mas para que você ligou pra ele?
-É que eu esqueci de pegar umas roupas minhas que ficaram no apartamento...
-O apartamento é dele?
-Não. É nosso, compramos juntos.
-Ah...
-Ele já me mandou um e-mail falando que não vai vender a parte dele pra mim.
-E qual foi a proposta que você fez?
-Quando terminamos conversamos e ficou acertado de que ele venderia sua parte para mim, pois
eu quero continuar morando naquele apartamento... Só que agora ele mudou de idéia. Disse que o
apartamento é dele e de lá ele não sai... O Felipe está tão mudado...

É complicado conviver com o homem/garoto, independente de etnia, religião,


condição sexual. Foi respeitando o espaço do outro que o ser humano vem convivendo até
hoje, em sua grande maioria. Portanto, mesmo que você conviva duzentos anos ao lado de
alguém, não será o suficiente para conhecê-la totalmente, pois o ser humano é imprevisível.
Às vezes acontecem situações engraçadas, como pedir os pertences que foram dados
de volta. Dependendo de como for, pode acabar tornando-se até constrangedor esse tipo de
atitude. Afinal de contas, para que você dá algo à alguém?

-Hugo... Nossa relação já chegou a um ponto onde nos tornamos mais amigos do que namorados...
-O que você quer dizer com isso, Adriano?
-Quero dizer que não estou mais a fim de levar essa relação a diante.
-Você está terminando comigo?
-Sim, se é que você ainda não entendeu.
-Ah é?... Pois então trate de me devolver o perfume e a jaqueta que te dei.
-Mas eu já usei a metade do perfume.
-Não importa... E também me devolva a aliança, pois fui eu que comprei...

107
-Tudo bem.

Ainda não entendi o por quê, qual a real intenção de dar algo a alguém se pretende
pedir de volta caso o relacionamento chegar ao fim. Seria uma forma de querer comprar o
amor de certa pessoa? Agradar? Ser lembrado toda vez que o objeto for visto?
Se você deu algo à alguém, é porque naquele instante achou que deveria ser feito. A
partir do momento em que ele toma posse desse bem, ele é o dono, passando a deter os
direitos sobre o mesmo. Sendo assim, não há razão para que ele seja requerido depois que já
foi presenteado, pois deixou de pertencer a você, independente de como foi o término da
relação, não peça de volta aquilo que já foi dado.

Dou ou não dou?


Ele te pediu os mimos que te deu enquanto eram namorados e você ficou na dúvida
se deve devolver ou não? Essa dúvida é comum, pois pode acontece de você criar um apego
ao objeto e separar-se dele pode lhe trazer um prejuízo emocional ou até mesmo financeiro.
Antes de devolver o objeto que lhe foi dado, você deve levar em consideração
algumas ressalvas.

-A importância do objeto: pense que você já criou uma familiaridade com aquilo que lhe
foi dado. Pode ser que ele não tenha tanta importância assim para você e lhe trará más
recordações da relação, tais como aliança, cartas, fotos. Caso você já tenha agregado esse
presente à sua vida e se desfazer dele venha alterar alguma rotina, explique a ele o não
motivo do devolvimento e permanece com o objeto, pois de qualquer forma você ganhou e
se ele deu foi por que quis, tendo você o direito de posse para fazer o que bem entender com
ele. Pode ser um celular, uma peça de vestuário, carro, moto, entre outros bens duráveis.

-As lembranças da relação: se esse pertence lhe trouxer más recordações de momentos que
passaram juntos, a melhor coisa a fazer é devolvê-lo. Aproveite o término desse
relacionamento e se livre de tudo que faz lembra-lo, para que as recordações não interfiram
com maior freqüência no seu dia a dia.

-O clima em que a relação terminou: existem pessoas e pessoas. Sendo assim, você pode
ter se envolvido com alguém imaturo demais, que não sabe lhe dar com o fim de um
namoro. Brigas são comuns, porém, se o motivo do ultimato for uma briga e ele lhe pedir de
volta tudo aquilo que lhe deu, não faça pirraça. Não havendo muita importância para você,
devolva e faça-o feliz.

108
Por que as pessoas se apaixonam?
Todos os mamíferos possuem o diencéfalo, que intervém através do hipotálamo
(Região do cérebro responsável por algumas funções, como: temperatura corporal, emoções,
fome, sede, ritmos biológicos) no interesse sexual, desejo, controlando os hormônios e
captando informações exteriores, regulando as respostas emocionais e afetivas no
comportamento sexual, como a ejaculação, sensações de prazer, excitação.
No ser humano, a sexualidade se manifesta nos níveis de estímulos (Que podem ser
visuais, sonoros, fantasias, olfativos entre outros), tendo uma participação importante da
emoção e na aprendizagem. A cultura e o ambiente são relacionadas às respostas sexuais por
algumas regiões do cérebro. Por isso, dependendo do local onde estiver, o estímulo gerado
pode apresentar variação na resposta, podendo ser mais satisfatório ou não, mais prazeroso
ou nem tanto.
Os beijos e carícias estimulam a ereção peniana e lubrificação vaginal devido aos
neurotransmissores que cumprem o papel de ativar o impulso sexual. Conhecia há cerca de
cem anos, a feniletilamina começou recentemente a ser associada pelos cientistas à paixão.
Semelhante à anfetamina, sua produção pode ser ocasionada devido a pequenos estímulos
como um aperto de mão, perfume, olhar, embora essa manifestação ainda seja uma suspeita
dos cientistas.

Toda paixão tem prazo de validade


Segundo pesquisa feita pela professora Cindy Hazan em Nova York, diz que os seres
humanos já nascem programados biologicamente para sentirem-se apaixonados por no
máximo trinta meses. Depois de testar e entrevistar aproximadamente cinco mil pessoas de
trinta e sete culturas diferentes, descobriu que a paixão possui seu "prazo de validade", ou
seja, ela permanece pelo tempo necessário de dois indivíduos se conhecerem, transarem e
procriar.
A paixão nada mais é do que uma química produzida pelo cérebro para que os serem
humanos procriem e perpetuem a espécie, garantindo a sobrevivência da mesma. Com o
passar do tempo, o organismo vai se tornando imune às substâncias responsáveis pela
paixão-amor, que são a feniletilamina, dopamina e ocitocina, ocasionando em esfriamento
da relação gradativamente, saindo do estágio da paixão. É nessa fase que as crises de casais
estão mais propícias a acontecerem, pois se a manifestação mais branda ocorrer apenas de
um lado primeiramente, a outra parte envolvida achará que não existem mais interesse na
relação, que já deve ter outro na jogada, quando na verdade não é nada disso.

-Oi Teo!
-Preciso falar com você...
-Pode falar, amor?
-Eu quero conversar pessoalmente, pode ser?
-Tudo bem, podemos marcar amanhã a noite?
-Não... Tem que ser hoje...
-Mas hoje não dá, tenho faculdade depois do trabalho.

109
-Humpft... Teo... Eu tenho notado um certo distanciamento de sua parte...
-Por que você diz isso?
-Você está diferente... Não me paparica mais como antes, nem me liga toda hora...
-Isso não quer dizer que eu não goste mais de você, Vi.
-Fale a verdade, Teo... Você está gostando de alguém?
-Estou.
-O quê?
-Sim... Estou gostando de você.
-Eu me refiro a outra pessoa que não seja eu.
-Claro que não... Mal tenho tempo de aproveitar minhas horas livres com você...
-Você sente saudade de mim?
-Mas é obvio.
-Então por que você não me liga mais seis vezes por dia?
-Porque eu já sei que você está bem ligando duas... Não se preocupe, gato - eu amo você!

Diferente do que se pensa, os homens se apaixonam de uma forma mais rápida e fácil
do que as mulheres.

CAPÍTULO 22
Por que os relacionamentos
entre homossexuais
duram tão pouco?
Embora ainda existam pessoas que neguem, os relacionamentos entre homossexuais
masculinos duram menos tempo que os femininos e heterossexuais, e isso é fato. Os mitos
que envolvem é a promiscuidade, mas não é só isso.
Em um relacionamento entre heterossexuais, é a mulher quem segura as pontas, abre
mão de muitas coisas e tolera outras, tudo para manter a pessoa que ama ao seu lado. O
homem, independente de sua sexualidade, não pensa da mesma forma. Para ele, abrir mão
de algo que deseja é quase sempre uma tortura, e se for algo que ele almeja muito, torna-se
quase impossível. Entre dois homens a coisa não é diferente.
Não pense que viver a dois é sempre um mar de rosas, com felicidade plena. Os
problemas surgem e com eles acontecem desentendimentos, normal em uma relação. A
tolerância masculina é diferente da feminina. O homem é mais arredio, impaciente, ansioso,
além de visual. Para ele, a percepção inicial que lhe chama atenção é a física, pois é ela que
vai desperta-lhe o desejo de procriar e perpetuar sua espécie (Deixá-lo excitado, a fim de
praticar sexo).

110
Independe da sua sexualidade, algumas características irão prevalecer, tais como o
interesse contínuo pelo sexo (No caso masculino).
Em um relacionamento, uma traição possui visões distintas entre homem e mulher,
quanto ao que é perdoável ou não. O sexo feminino é movido à sentimento, já o masculino
ao físico. Para elas, o fato de seu namorado/marido/companheiro ter transado com outra,
pode ser perdoável, contanto que ele confesse que seu sentimento pertence à ela, e com a
outra não passou de transa(s). No entanto, se ele disser que sente algo pela outra,
dificilmente terá seu perdão.
A mulher considera uma traição a ligação com sentimento. Para um homem, acontece
ao inverso. Se ele estiver a fim de uma garota, mas essa garota diz a ele que aceita namorá-
lo, porém, gosta de outro rapaz, para ele garoto não terá problema, pois ele gostando dela já
basta. Mas se por ventura ela disser que o ama, mas em um momento de fraqueza transou
com outro, ele não a perdoaria. Nessas horas o instinto macho fala mais alto, ou seja, jamais
ele permitiria que outro macho invadisse seu território e tomasse posse do que é seu,
manchando sua moral, honra e ponto em dúvida sua virilidade.
O estímulo masculino acontece da seguinte maneira:

1 - Pornografia;
2 - Nudez;
3 - Variedade sexual;
4 - Roupas íntimas;
5 - Dificuldade em conquistar;

O sentimento não é uma das prioridades para interessar-se por alguém, conforme lista
acima. Diante disso, o homem consegue trair seu companheiro(a) apenas devido a atração
física pelo(a) outro(a), pois consegue separar sentimento de sexo.

-Claudio...
-Eu?
-Quem é Samuel?
-Como assim?
-Ele me contou que vocês já saíram...
-Amor, me escuta...
-Pega suas coisas e sai da minha casa.
-Calma, por favor, você precisa me ouvir... Eu amo você...

Em um relacionamento de menino com menino, a traição é algo mais fácil. Para


atingir ao orgasmo, os garotos só precisam de ereção, podendo ejacular em cinco, dez
minutos. Devido a essa facilidade na prática do sexo, a traição torna-se mais propícia, pois
além de ser atraído por fatores externos como o estímulo visual, seu desejo independe de
sentimento.
Na natureza, em especial no mundo animal, a poligamia é mais comum devido ao
fato dela contribuir para a diversidade genética das espécies, ou seja, o processo de
reprodução de espécie não pode parar. De princípio é estranho imaginar que uma
determinada espécie passe de uma condição de favorecimento genético (Poligamia) a uma
condição de restrição da sua variabilidade como na monogamia.

111
Acredita-se que as espécies animais que hoje apresentam características
monogâmicas, passaram por um grave período de doença sexualmente transmissível durante
sua história evolutiva, o que os obrigou a adotarem esse processo de reprodução, dessa
forma poderiam manter as espécies longe da ameaça das doenças tais como: Albatroz,
Corvo, Ganso, Pinguim, Arara, Flamingos entre outros.
O ser humano, diferente dos animais citados acima, tem por natureza a poligamia, ou
seja, em sua concepção natural, genética, não possuem a monogamia como base. Essa
percepção pode ser observada através das atitudes masculinas, decorrentes dos hormônios
que o estimulam o tempo inteiro a prática do sexo, o que faz dos meninos uma maquina
sexual, estando preparado a todo o tempo para iniciar o ato.
Segundo o filósofo alemão Friedrich Engels, a monogamia humana surgiu quando
surgiu a propriedade privada, e o homem subordinou a mulher para gerar uma prole e herdar
sua propriedade, firmando contratos sociais, ou seja, uma relação de propriedade privada
entre ambos. Cada indivíduo passa a ser proprietário da sexualidade do outro e a outorgação
desse contrato é a fidelidade, uma coerção para manutenção do contrato, estado de
vigilância, noção de propriedade privada.
Esse processo de transação de iniciar e terminar relação é comum, pois faz parte do
convívio social. Contudo, o fato do ser humano não ter por natureza a monogamia, não lhe
dá o direito de trair ou brincar com os sentimentos alheios. Ao concordar viver um
relacionamento a dois, é necessário que se haja respeito conjunto, pois foi uma escolha
própria.
Tudo na vida tem seus lados bons e ruins. Viver momentos marcantes em um
relacionamento é sublime, inesquecível em nossas memórias. O que muitas pessoas não
entendem é que esses acontecimentos são únicos, jamais será possível repeti-los com outras
pessoas, e na tentativa de vivencia-los novamente junto a outro parceiro acabam se
frustrando, pois não correspondeu às expectativas.

*Poligamia: União conjugal de um indivíduo com vários outros, simultaneamente.


*Monogamia: Prática ou costume a qual uma pessoa não pode ter mais de um cônjuge.

112
CAPÍTULO 23
Mais velhos x Mais novos.

Namorar alguém mais velho pode assustar, principalmente os amigos e parentes mais
conservadores que o cercam. Claro que relacionamentos que fogem do “normal”, da forma
convencional, tendem a causar polêmica, comentários de vizinhos, proibição da família.
Embora isso aconteça, não é de intenção deles nos ver infelizes, pelo contrário, agem dessa
forma para proteger a quem gosta.

EXEMPLO 1:

-Valter... Preciso falar com você.


-Vamos até minha mesa...
-Tudo bem.
-Está ocorrendo algum problema?
-Preciso desabafar...
-Você sabe que pode contar comigo, sempre.
-Humpft... Eu sei disso... É que... Eu estou namorando.
-Que da hora!
-Sim... Mas é um cara mais velho.
-Mais velho?
-É.
-Quantos anos ele tem, Alam?
-Quarenta e um.
-Caraca! Vinte anos de diferença...
-Sim, mas nem parece... Ele é bonito, corpo bem cuidado...
-Alam, ele tem idade pra ser seu pai...

EXEMPLO 2:

-Oi Cátia!
-Raul!... Vim correndo, você disse que queria muito falar comigo, fiquei preocupada...
-Humpft... Pois é... Eu precisava conversar com alguém...
-Estou aqui, já pode dizer.
-É que estou tão feliz... Queria te mostra isso...
-Quem é esse rapaz bonito da foto?
-Meu namorado.
-Namorado?
-Sim.
-Nossa... Você tem bom gosto, amigo... Mas...
-Mas... O quê?
-Não sei... Pra mim tem um interesse ai.
-Interesse?
-Claro... Você tem sua vida estabilizada, casa própria, carro, qualquer um vai cair matando...
-Não sei... Ele pareceu ser muito sincero quando disse que estava a fim de mim.
-Ou da sua carteira, né?

113
Claro que não podemos esquecer que existem também aqueles pessimistas, invejosos
que sempre arrumam um problema em tudo que os outros fazem, e principalmente, não
suportam ver alguém feliz. Alguns dizem que a diferença de idade atrapalha, e outros dizem
que ajuda. Mas afinal, ela contribui ou não para uma boa relação?
Depende. Em uma relação heterossexual, a diferença de idade tende a ajudar na
maioria dos casos quando se fala na questão sexual. No ser masculino, o desempenho físico
atinge seu auge em torno de seus vinte e um anos, fazendo com que os garotos sintam um
desejo pelo sexo quase que incontrolável. É nesse período que eles desempenham invejáveis
performances, devido às várias repetições em curtos espaços de tempo. Com o passar do
tempo, os níveis hormonais do homem tendem a diminuir pouco a pouco conforme vai
envelhecendo, embora o interesse pelo sexo continue a vida inteira. Na mulher acontece de
forma contrária. Seu desejo sexual aumentará na medida em que for envelhecendo, devido
aos hormônios que se modificam conforme aproxima-se da menopausa.
Para um casal heterossexual onde o rapaz é mais jovem e a mulher é mais velha,
sexualmente tendem a se darem muito bem, pois ambos possuem o mesmo desejo de
praticar o sexo. Essa boa convivência também ocorre com os homens mais velhos e
mulheres mais novas, pois eles já preferem uma relação mais demorada, de mais qualidade e
não quantidade.
Mas tratando-se de relação homossexual masculina, os pólos se distanciam. O
homem mais velho prefere um ato sexual mais tranquilo, devagar, com mais qualidade. Já o
garoto deseja orgasmo rápido, que se possa repetir duas, três vezes em uma noite, têm
ereções com mais facilidade sem precisar de muito estímulo.
O ritmo de um homem mais velho é calmo, romantismo e carinho são mais intensos.
Garotos jovens, por estarem passando pela fase de descobrimento, querem sair, curtir, beijar
várias pessoas sem compromissos, fazer muito sexo, descobrir um mundo que até então não
conhecia. Nesse sentindo os propósitos não batem, são contrários. Homens maduros não
querem, gostam ou não conseguem acompanhar o ritmo dos mais novos, pois já
tiverem/passaram por aquela fase.
Claro que o fato de haver diferenças não quer dizer que não dará certo. Existem
homens maduros que continuam comportando-se como jovens, e também muitos jovens de
cabeça madura. A convivência e bem estar da relação se dará conforme os propósitos se
assemelham. Tudo pode ser discutido em uma conversa franca e objetiva.

114
Fazendo um streap tease
Tudo e qualquer coisa que você usar para quebrar a rotina de seu relacionamento, é
válido e saudável, porém, que seja legal e agradável para ambos. Quem é que não gosta de
receber um estímulo através do visual? Ser instigado, tocado e não poder tocar, morrendo de
desejo e tesão? Claro que todos podem fazer e DEVEM levar novidades ao relacionamento.
O streap tease é uma das formas mais completas que existem, pois você pode utilizar todos
os sentidos, os provocando mutuamente, ou utilizá-los isoladamente, estimulando a
imaginação do seu namorado(a).
Começaremos então com a estimulação do campo visual, partindo depois para o tato.
Lembrando que desde o início da música, sua audição já o está sendo estimulada.

-Antes de sair de casa (Se vocês precisarem ir a outro local), escolha uma roupa fácil de tirar, e a
cueca deve valorizar as formas de seu corpo (Para saber se sua cueca está legal, vista e olhe-se ao
espelho. Dê uma volta em torno de si mesmo e pergunte-se: se eu visse um cara como esse na
minha frente, eu comeria? Se a resposta for positiva, vista o restante e vá confiante que terá tudo pra
dar certo).
-Escolha um ambiente tranquilo, que possua um espaço de no mínimo dois longos passos entre a
cama e a parede. Prepare-o de forma a valorizar os cinco sentidos.
-Decore o ambiente com algum artefato especial, como luminária em forma de globo colorido, velas
aromáticas, de forma que o quarto prevaleça à meia luz.
-Deite seu namorado ainda vestido à cama, vende seus olhos e amarre suas mãos.
-Opte por uma música mais tranquila, que tenha o mínimo de sensualidade e que agrade tanto a
você, quanto ele;
-Seguindo o ritmo da música, vá tirando pouco a pouco o sapato dele, depois a meia e a calça.
-Tire sua venda, iniciando o processo em você.
-Comece com as peças superiores como camisa, óculos, boné. Desabotoe os botões de cima para
baixo, com bastante jogo de quadril. No refrão da música deixe-as cair, deslizando suavemente pela
pele. Mantenha seu olhar junto ao dele, e quando chegar na cueca, deixe-a. Caso queira provocar
ainda mais, jogue sua camisa sobre ele.
-Dance para seu namorado mexendo principalmente a parte pélvica em direção à ele, com
movimentos de ir e vir e braços abertos.
-Aos poucos vá se aproximando dele, procurando sempre manter um sorriso provocante, que
demonstre conter muito desejo dentro de você esperando uma oportunidade para sair e mata-lo de
prazer.
-Coloque uma de suas pernas entre as dele, intensificando o movimento pélvico.
-Aproxime sua face à dele, e passe sua lingua nos lábios para deixá-lo com água na boca. Você
pode também molhar seu dedo no mel, chocolate, leite condensado, ou qualquer outro doce e passar
nos lábios dele.
-Suba sobre a cama, sente-se sobre as pernas dele e continue dançando, o deixando louco, pois só
pode senti-lo e não tocá-lo. Nesse momento você já pode tirar a cueca dele e iniciar o sexo oral. Se
depois de soltá-lo você for agarrado, amassado, aproveite. Curta o momento, entregue-se, pois esse
foi o tempo em que ele conseguiu aguentar/segurar.

Você pode utilizar os acessórios e adereços que quiser e que agrade os dois, além de
objetos que o ajudem na performance, tais como cadeira, plumas, algemas, vendas, chicote,
corda, corrente, sungas exóticas, uniformes militares (Em sex shop você encontra uma
infinidade de opções, e uma delas para esse momento é o dado-erótico) entre muitos outros.

115
Uma bandeja de frutas também caem bem, para ajudar a relaxar e descansar no final, além
de servirem também como estímulo durante.
Agora, o resto é com você. É interessante que você treine em casa e ao sentir-se
seguro, parta para a prática. Não há uma técnica precisa para isso, basta você expor toda a
sensualidade que existe dentro de você.
Lembre-se de que nem todos aqueles que tentaram conseguiram, mas todos aqueles
que conseguiram foi por que tentaram.

Lista de músicas
A música adequada dependerá de como você quer o clima. Há músicas lentas,
rápidas, moderadas, cada uma para ser usada de acordo com o ritmo escolhido por você.
Segue abaixo duas listas com sugestões de algumas, porém, será você quem decidirá o que
tocar de acordo com os gostos de ambos.

Para uma performance mais tranquila:

Feel the stars - Unit 5


Girl from de gutter - Thunderpuss
Last Night - Diddy
Like a boy - Ciara
Linger - Cranberries
Lord of the Dance - Enigma
Merci - Tragedie
Remember - The underdog project
Sadnnes – Enigma
Too little too late - Jojo
Umbrella - Rihanna

Para uma performance mais agitada:

All or nothing - Cher


Alone - Offer Nissin
Call on me - Eric Prydz
Crazy - Seal
Easy as life - Debora Cox
First Time - Offer Nissin
From Paris to Berlin - Infernal
Jump - Madonna
Love Don't let me go (Walking Away) - David Guetta
My Prerogative - Britney Spears
Say it right - Nelly Furtado
The way I are - Timberland

116
Receitas para um jantar a dois
Antes de irmos às receitas propriamente, faremos uma breve observação em alguns
ítens que são considerados afrodisíacos. Afrodisíacos são aromas, bebidas, comidas ou
condimentos que estimulam e aumentam o apetite e prazer sexual. A humanidade procurava
desde muito cedo por tais estimulantes para assim aproveitarem melhor os prazeres que a
vida proporciona.
Devido ao repasse das receitas, que antigamente eram transmitidas oralmente,
perdeu-se bastante após séculos, porém, ainda hoje é possível encontrar algumas delas,
como as Ostras, por exemplo.
Atualmente sabe-se que muitas substâncias usadas em épocas passadas não possuem
poder algum de propiciar aumento no desejo sexual. Também não há comprovação que os
afrodisíacos realmente funcionam, podendo não passar apenas de sugestão psicológica.
Sabe-se que algumas substâncias agem no cérebro humano e propiciam agradáveis
sensações, não necessariamente excitatórias.
Todos devemos levar em consideração que o desejo não está em que se consome,
mas sim na fantasia de cada um. Deixe-se levar pelo momento em que está sendo vivido
com o outro, pela fantasia e todo o resto que está sendo envolvida a relação sexual. Sem
esse preparo e estímulo, não há alimento, bebida ou qualquer outro que faça a mulher ou o
homem sentirem mais ou menos prazer do que sentem normalmente. Um alimento por si só
não fará o trabalho do cérebro, e pensar que isso vá acontecer é ignorância e burrice. Corpo
e cérebro precisam trabalhar juntos, porém, cabe a cada indivíduo o desempenho de sua
performance, como encaram esse momento, e perceber o que pode fazer para melhorar e
tornar o ato mais intenso. Tudo que se for fazer dependerá da imaginação e vontade de
ambos, por isso, sejam criativos.

Segue abaixo alguns itens considerados afrodisíacos:


-Aspargos
-Açafrão
-Alho
-Amêndoas
-Amaretto
-Bebidas Alcoólicas
-Baunilha
-Chocolate
-Champagne
-Catuaba
-Cebola
-Figo
-Gengibre
-Mel
-Ostras
-Ovos

Ainda que não haja comprovação científica de que exista mesmo efeito excitatório
nesses alimentos, não custa aproveitar-se das dicas de nossos antepassados para tentar
proporcionar uma noite bem mais estimulante, claro que se for essa sua intenção.

117
Para cada refeição utilizaremos na receita algum(s) ingrediente(s) que considera-se
como afrodisíaco (Lembrando que cada região do país possui sua cultura e comidas típicas.
Utilize a sua criatividade, faça do seu jeito para que saia perfeito).
Começaremos então pelo prato de entrada:

1-Salada de Agrião com Laranja


Ingredientes :
2 laranjas;
1 colher de sopa de amêndoas torradas e laminadas;
1 limão;
1 maço de agrião hidropônico;
1 xícara de café de azeite;
1 colher de sopa de mel;
sal a gosto;
salsinha picada a gosto;
cebolinha picada a gosto.

Como preparar:
Comece pelas folhas do agrião. Separe as melhores folhas, lave-as bem, depois as seque e
reserve. Descasque as laranjas, retirando por completo a casca e o bagaço (Parte branca) deixando
apenas a polpa. Retire os gomos um a um, de forma a eliminar sementes e pele, formando assim 8
gomos.
Prepare o molho misturando o azeite, o mel, o sal e o suco do limão. Mexa-os bem e prove
para medir a acidez do molho.

Montagem do prato:
Separe os pratos em que será servida e coloque sobre sua superfície 3 ou 4 gomos de laranja,
formando um círculo aberto. No centro do prato arrume uma pequena porção de folhas de agrião, e
por cima delas regue com molho, salpicando um pouco de amêndoas laminadas, salsinha,
cebolinha.

Rendimento: 2 a 3 porções

118
2-Salada de Frango Desfiado
Ingredientes:
1 colher (sopa) de pimenta rosa.
1 colher (sopa) de mel;
1 peito de frango inteiro (aproximadamente 200 g sem osso);
1 Litro de água fervente;
1 xícara (café) de azeite;
2 ovos;
2 xícaras (chá) de óleo de milho;
½ Litro de água fervente;
3 corações de alcachofra em conserva;
6 talos de aspargos frescos;
sal a gosto;
suco de limão;

Como preparar:
Acrescente em 1 litro de água fervente 1 colher rasa de sal, em seguida coloque o peito de
frango e deixe cozinhar de 30 a 40 minutos. Após esse tempo, retire do fogo e deixe esfriar. Desfie
o frango em fios não muito finos no sentido do comprimento, e adicione uma boa quantidade de
azeite para que o frango não resseque. Reserve-o na geladeira.
Cozinhe por 10 minutos em ½ litro de água fervente com sal os aspargos sem a parte branca
dos talos. Logo após os retire da água quente e passe em água fria, dando um choque térmico e os
reservando na geladeira em seguida. Bata dois ovos em velocidade baixa no liquidificador,
adicionando aos poucos o óleo. Acrescente uma pitada de sal e o suco de limão. Após tudo batido,
aumente a velocidade do liquidificador para o máximo, dessa forma o creme deve adquirir
consistência bem firme. Quando estiver no ponto, retire do liquidificador e leve à geladeira.

Preparando o molho da salada:


Misture o azeite, o sal, mel e o suco de limão. Misture bem para dissolver o mel e o sal.
Prove antes de servir para testar sua acides.

Montagem do Prato:
Espalhe por toda a superfície do prato uma colher bem cheia de maionese, com exceção da
borda. Acrescente 3 talos de aspargos e metade do frango desfiado sobre os aspargos. Adicione
parte das alcachofras picadas e regue com o molho para saladas. Para finalizar, acrescente alguns
grãos de pimenta rosa e sirva.

Rendimento: 2 a 3 porções

119
Agora, partiremos para o prato principal:

1-Frango com gengibre


Ingredientes:
3 colheres de sopa de óleo para fritar
2 colheres de sopa de gengibre ralado (Não rale o gengibre em finos pedaços, deixe-os em pequenos
pedaços grossos)
1 peito de frango
sal e pimenta do reino branca (A gosto)
sumo de 1 limão

Como preparar:
Após separar os filés do peito de frango, regue-os com o suco de um limão. Espere por cinco
minutos e escorra bem, temperando com sal e pimenta a gosto em seguida. Em uma panela
antiaderente aquecida, coloque o óleo, depois adicione os filés, deixando-os dourar em fogo alto.
Assim que eles estiverem selados, coloque um pouco d'água e tampe a panela para que o
peito de frango cozinhe com o vapor. Espere que eles comecem a frita, ai você acrescenta mais uma
colher de óleo e em seguida o gengibre para que refogue levemente. Volte a tampar a panela e
aguarde até que inicie o ponto de fritura novamente, e assim já estará pronto.
Por se tratar de um prato com sabor delicado, não o misture com nada que possua sabor
forte. Você pode servir com um arroz branco e batata palha, risoto de legumes;

Rendimento: 4 porções

2-Arroz com cenoura e passas Light


Ingredientes:
3 cenouras médias descascadas e raladas
2 colheres de sopa de margarina light
2 xícaras de chá de água
2 colheres de sopa de salsinha picada
1 xícara de chá de arroz
1 colher de sopa de óleo
1 colher rasa de sobremesa de sal
½ xícara de chá de uvas passas brancas

Como preparar:
Em um refratário, coloque a água, o arroz já lavado, o óleo e o sal. Leve ao microondas por
14 minutos em potência alta. Em seguida, retire o refratário, tampe e reserve. Em outra baixela
coloque a margarina e as cenouras. Tampe e leve ao microondas por 4 a 5 minutos em potência alta.
Retire, acrescente a salsinha e as passas, misturando tudo com o arroz. Depois é só servir.

Rendimento: 4 porções

120
Vejamos agora as sobremesas:

1-Morango com chocolate


Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 colher de sopa de margarina
1 barra de chocolate ao leite de 200g
2 caixinhas de morangos

Como preparar:
Escolha os melhores morangos, retire seus talos e lave-os sem danificá-los. Seque-os e forre
o fundo de uma travessa com os morangos inteiros. Leve ao fogo o leite condensado com a
margarina, mexendo sempre até começar a soltar do fundo (Quase ponto de brigadeiro). Retire e
coloque sobre os morangos. Derreta o chocolate em banho Maria e acrescente o creme de leite,
cobrindo os morangos. Leve para gelar por quatro três aproximadamente e depois é só servir.

Rendimento: 2 porções (Se nenhum dos dois for chocólatra)

2-Flan de Canela com Calda de Morango


Ingredientes do Flan:
3 pedaços de canela em casca
2 xícaras de chá de leite
1 envelope de gelatina em pó sem sabor
1 lata de leite condensado

Ingredientes da Calda:
2 colheres de sopa de açúcar
1 xícara e ½ de chá de morangos
½ xícara de chá de vinho tinto

Como preparar o Flan:


Em cinco colheres de sopa de água, derreta a gelatina em banho maria, reservando-a em
seguida. Leve ao fogo o leite e a canela, deixando que ferva por 1 minuto. Adicione o leite
condensado, a gelatina e misture tudo. Retire a canela e despeje em uma vasilha (Ou em forminhas
individuais) levemente untada com óleo. Leve à geladeira por aproximadamente 4 horas.

Como preparar a calda:


Separe alguns morangos para decorar, e o restante bata no liquidificador com o açúcar e o
vinho. Após batidos, leve ao fogo e quando começar a ferver, desligue.

Montagem do prato:
Retire o flan da geladeira, desenforme e sirva com a calda fria derramada por cima.

Rendimento: 6 porções

121
As receitas mencionadas foram escolhidas de acordo com a ocasião, propósito. Cada
um tem sua maneira, e nada o impede de substituir ingredientes ou adicionar outros. Um
bom jantar tem que ser feito com amor, e se for agradável, romântico para ambos, só irá
terminar com um café da manhã.

122
Faça você mesmo
Para ajuda-lo a inovar em seu relacionamento, segue um dado erótico para que você e seu
namorado(a) possam se curtirem ainda mais, descobrirem-se juntos, de uma forma divertida e
prazerosa.

123
Instruções: recorte os desenhos acima e cole as pontas, deixando-o no formato de um cubo. Após
fazer o processo com os dois, é só diversão. A brincadeira acontece da seguinte forma: um dos
dados possui as ações, e o outro partes do corpo. Ao jogar os dois, será solicitada uma ação em
uma parte do corpo. Se em algum momento uma delas for um ponto de interrogação (?), é o
jogador quem decidirá o que fazer ou em qual parte.

124
Considerações finais

Minha intenção ao escrever esse livro é simplesmente ajudar. Apesar das dicas aqui
citadas já terem sido testadas e aprovadas, não há uma receita exata para conquistar alguém.
O intuito do que foi apresentado é ajudar a incrementar alguns momentos especiais e no
entendimento de dúvidas que podem persistir, tais como o porquê de não conseguir
encontrar o amor perfeito. Cabe a você utilizar tudo que aqui foi dito como fonte de base,
deixando que o clima flua de acordo com o tempo dos dois, sem forçar nada.
Faça do seu jeito, seja sempre você, e se alguém lhe pedir para mudar isso ou aquilo,
questione se vale a pena e se a outra parte está mesmo a fim de você, ou está querendo
transformar-te em alguém que ele deseja ter e não encontra em ti.
Por mais que se tente, a felicidade plena não existe. O ser humano tem alterações de
humor, problemas cotidianos, e outras séries de fatores que interferem em seus momentos
felizes. Contudo, viver sempre em um mar de felicidade não há como nos tempos de hoje,
mas nada o impede de viver momentos de felicidade.
Se você estiver mesmo disposto a levar um relacionamento a sério, deve estar ciente
de que ambos terão que ceder às vezes, pois nem tudo pode ser do nosso jeito, e que todo ser
humano possui defeitos e qualidades, tendo você o dever de aprender a conviver com os
dois pólos, sabendo relevar e mostrar firmeza quando preciso.

125
BIBLIOGRAFIA
PEASE, Allan e Barbara. Por que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor? 23. ed. Rio de
Janeiro: Sextante, 2000.

MODESTO, Faria. Psicodinâmica das Cores em Comunicação. 4. ed. São Paulo: Edgard Blucher,
1990.

WEIL, PIERRE, TOMPAKOW, ROLAND. O Corpo Fala. 59. ed. Petrópolis:Vozes, 2005.

KARSAKLIAN, Eliane. Comportamento do Consumidor. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

MARTINEZ, João Flávio / CACP (1998 – 2007). Homossexualismo. (Online) Disponível:


http://www.cacp.org.br/homobiblia.htm (25 de maio de 2007).

WAJNTRAUB, Irineu / AFH. (2007). Homossexualidade. (Online). Disponível:


http://www.afh.bio.br/reprod/reprod7.asp (20 de agosto de 2007).

TERRA, Redação / TERRA JOVEM. (2007). Sexo e atitude. Fala sério. Testes. (Online).
Disponível: http://www.terra.com.br/jovem/falaserio/2002/06/20/000.htm (10 de junho de 2007).

CORRÊA, Thaís / IGIRL. (2007). Os perigos de um beijo. (Online). Disponível:


http://igirl.ig.com.br/materias/328501-329000/328528/328528_1.html (14 de agosto de 2007)

ÁVILA, Wagner de / IG JOVEM (2007). Doença do beijo (Online). Disponível:


http://igjovem.ig.com.br/materias/369501-370000/369769/369769_1.html (11 de agosto de
2007).

BRAGA, Rosana / TODOS SOMOS UM (2007). Diferença de idade ajuda ou atrapalha num
relacionamento? (Online). Disponível:
http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/conteudo.asp?id=4588 (20 de junho de 2007).

ÁLVAREZ, Glenys / ACORUJA (2007). A sexualidade e o metabolismo cerebral. (Online).


Disponível: http://acoruja.haaan.com/book/print/165 (21 de julho de 2007).

SILVA, José Moreira da / O ENCONTRO. (2007) Ética animal. (Online). Disponível :


http://oencosto.rv.cnt.br/eticaanimal.html (18 de junho de 2007).

126
WIKIPEDIA, pt / WIKIPEDIA (2007) Monogamia. (Online). Disponível:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Monogamia (14 de junho de 2007).

WIKIPEDIA, pt / WIKIPEDIA (2007) Casamento. (Online). Disponível:


http://pt.wikipedia.org/wiki/Casamento (14 de junho de 2007).

www.google.com.br (Fonte de pesquisa)

www.uol.com.br/bp (Fonte de estudo)

127