Você está na página 1de 6

Contador Básico – Contabilidade Tributária – Lista de Exercícios

Q1 - FESP - Prefeitura de Angra dos Reis, Contador 2002 *


A situação em que o contribuinte de direito e o contribuinte de fato são a mesma pessoa (física
ou jurídica), ocorre no caso de:
(A) IPI cobrado na venda de mercadorias industrializadas.
(B) INSS descontado do empregado no pagamento.
(C) IPTU pago pelo inquilino, em nome do proprietário.
(D) CPMF da sua conta recolhida pelo banco ao governo.

Q2 – FESP - Câmara Municipal de Cantagalo, Contador 2003 *


O Princípio da anterioridade, em relação apenas a anualidade, se aplica ao:
(A) Imposto sobre Produtos Industrializados (B) Imposto s/Operações Financeiras
(C) Imposto de Exportação (D) Imposto de Renda

Q3 – CESGRANRIO – PETROBRAS, CONTADOR PLENO 2005 *


A aprovação de uma Lei Complementar, como a definição do fato gerador do imposto de renda,
depende de um quorum mínimo no Congresso Nacional para aprovação. Este quorum
representa:
(A) Unanimidade (B) Dois terços (C) Três quintos
(D) Maioria simples (E) Maioria absoluta

Q4 – CESGRANRIO PETROBRAS, CONTADOR PLENO 2005


O IPVA é um imposto que pertence:
(A) Aos municípios, que ficam com toda sua arrecadação.
(B) Aos estados que ficam com toda sua arrecadação.
(C) Aos estados que repassam parte de sua arrecadação para os municípios onde os veículos são
licenciados.
(D) Aos municípios, que repassam parte de sua arrecadação aos estados.
(E) A união federal que repassa parte de sua arrecadação para os estados e municípios onde os
veículos são licenciados.

Q5 – CESGRANRIO PETROBRAS, CONTADOR PLENO 2005


Conforme art. 195 da Constituição Federal, assinale a opção que apresenta contribuições
sociais destinadas à Seguridade Social:
(A) PIS/Pasep, CIDE e CPMF
(B) CSLL, CPMF e Contribuições para o SESC
(C) Cofins, PIS/Pasep e CIDE
(D) Cofins, CSLL e Contribuição Previdenciária ao INSS
(E) Contribuição Previdenciária ao INSS, FGTS e Salário Educação

Q6 – CESGRANRIO PETROBRAS, CONTADOR PLENO 2005 *


Um aumento na alíquota do imposto de renda definido através de uma lei publicada no Diário
Oficial da União no dia 1° de novembro de 2005 entrará em vigor, aplicando adequadamente o
princípio da anterioridade:
(A) 30 dias após a publicação da lei. (B) 45 dias após a publicação da lei.
(C) A partir da data da publicação da lei. (D) A partir do mês de janeiro de 2006
(E) No mês seguinte ao mês em que completar 90 dias da publicação da lei

Professor Paulo Henrique Pegas 1


Contador Básico – Contabilidade Tributária – Lista de Exercícios

Q7 – APEX Brasil 2006 - Contador


Analise as afirmativas sobre a legislação tributária e assinale a alternativa correta.
1. Consoante o Código Tributário Nacional, Lei nº 5.172, de 25/10/1966, são espécies de
tributos: os impostos, as taxas e as contribuições de melhoria.
2. Atualmente entende-se que as contribuições parafiscais ou especiais integram o sistema
tributário nacional, já que a nossa Constituição Federal ressalva quanto á exigibilidade da
contribuição sindical (art. 80, inciso IV, CF), das contribuições previdenciárias (artigo 201
CF), sociais (artigo 149 CF). para a seguridade social (artigo 195 CF) e para o PIS —
Programa de Integração Social e PASEP — Programa de Formação do Patrimônio do
Servidor Público (artigo 239 CF).
3. São contribuições especiais: as exigidas a favor da OAB, CREA, CRC, CRM e outros
órgãos reguladores do exercício de atividades profissionais.
4. Os empréstimos compulsórios são regulados como tributos, conforme artigo 148 da CF o
qual se insere no Capítulo I - Do Sistema Tributário Nacional.
5. Tributo é toda prestação pecuniária compulsória, em moeda ou cujo valor nela se possa
exprimir, que não constitua sanção de ato ilícito, instituída em lei e cobrada mediante
atividade administrativa plenamente vinculada.
(A) Todas as afirmativas estão certas.
(B) Apenas as afirmativas I, II e V estão certas.
(C) Apenas as afirmativas I, II estão certas.
(D) Apenas as afirmativas I e V estão certas.
(A) Apenas as afirmativas I, III e IV estão certas.

Q8 – NCE – ELETROBRAS, CONTADOR 2007


O governo do Estado do Rio de Janeiro obteve arrecadação de $ 1.000.000,00 com ICMS da
empresa Energia e Gás, tendo, por conseqüência, que repassar aos municípios fluminenses a
cota-parte de:
(A) $ 50.000,00; (B) $ 100.000,00; (C) $ 150.000,00;
(D) $ 200.000,00; (E) $ 250.000,00.

Q9 – FURJ - Prefeitura de Teresópolis, Contador 2007


As contribuições sociais foram instituídas no artigo 195 da Constituição Federal de 1988 e
criadas posteriormente pela legislação infraconstitucional. A COFINS é uma dessas
contribuições e seus recursos pertencem:
(A) Integralmente a União.
(B) 75% a União, sendo o restante repassado aos estados.
(C) 75% a União e 25% aos estados, que repassam 6,25% aos municípios.
(D) 50% a União, 25% aos estados e 25% aos municípios.

Q10 – CESGRANRIO – PETROBRAS, AUDITOR 2008


A competência tributária envolve não só o poder de fiscalizar e cobrar tributos, mas também o
de legislar a respeito. Não tem competência tributária o ente público desprovido de poder
legislativo. Assim, a competência tributária, em sentido legal, pertence, exclusivamente,
(A) à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios.
(B) às Câmaras Estaduais, Municipais e Federais.
(C) às Unidades Federativas, aos Estados e à União.
(D) aos poderes Legislativo e Judiciário.
(E) aos Estados, aos Municípios e ao Distrito Federal.

Professor Paulo Henrique Pegas 2


Contador Básico – Contabilidade Tributária – Lista de Exercícios

Q11 – CESGRANRIO – PETROBRAS, AUDITOR 2008


Ao tributo cobrado em razão de atos decorrentes do poder de polícia ou da utilização efetiva ou
potencial de serviço público específico e divisível, prestado ao contribuinte, ou posto à sua
disposição, dá-se o nome de
(A) imposto (B) taxa (C) contribuição parafiscal.
(D) contribuição de melhoria. (E) empréstimo compulsório.

Q12 – CESGRANRIO – PETROBRAS, AUDITOR 2008


O imposto é um tributo de caráter genérico que independe de qualquer atividade ou serviço do
poder público em relação ao contribuinte, cuja competência é atribuída aos entes federativos. O
imposto sobre os produtos industrializados (IPI) é de competência
(A) da União.
(B) dos Estados e do Distrito Federal.
(C) dos Municípios.
(D) dos Poderes Legislativo e Judiciário.
(E) das Unidades Federativas e Câmaras Municipais e Estaduais.

Q13 – CESGRANRIO – PETROBRAS, AUDITOR 2008


Os tributos podem ser classificados em cumulativos ou não cumulativos. Cumulativo é o
tributo que incide em duas ou mais etapas da circulação de mercadorias, a exemplo do ITBI
(Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis). O tributo é considerado não cumulativo
quando
(A) Na relação jurídico-tributária que se estabelece entre o Estado e o sujeito ativo, este paga o
tributo e se ressarce cobrando de terceiro e do Estado através da inclusão do imposto no
preço, como, por exemplo, o IPI e o ICMS.
(B) Leva em consideração as condições do contribuinte, tributando todas as pessoas de forma
igualitária, tendo como exemplo o IPTU.
(C) O montante do tributo pago numa etapa da circulação da mercadoria pode ser abatido do
montante devido na etapa seguinte, como, por exemplo, o IPI e o ICMS.
(D) Não visa só à arrecadação, mas também, à correção de anomalias, como, por exemplo, o
Imposto de Exportação.
(E) O valor do imposto é determinado em garantia certa, independente de cálculo, como, por
exemplo, o ISS.

Q14 - CESGRANRIO – TERMOAÇU, CONTADOR 2008


Considerando as participações governamentais entre os três entes estatais, conforme definido
na Constituição Federal,
(A) As contribuições de melhoria são arrecadadas somente pelos municípios, que ficam com
todo o valor arrecadado.
(B) A União destina parte da arrecadação de alguns impostos para os estados e municípios, não
destinando recursos relativos a nenhum tipo de contribuição.
(C) A Desvinculação dos Recursos da União (DRU) diz que 20% da arrecadação dos tributos
da união têm destinação livre, sem vinculação.
(D) As municípios distribuem parte da arrecadação do IPTU com os estados onde eles (os
municípios) estão localizados.
(E) O Distrito Federal tem direito aos impostos municipais e estaduais, ficando, por exemplo,
com toda a arrecadação do ICMS.

Professor Paulo Henrique Pegas 3


Contador Básico – Contabilidade Tributária – Lista de Exercícios

Q15 – CESGRANRIO – PETROBRAS, AUDITOR 2010


A Constituição Federal e o Código Tributário Nacional exigem que a aplicação da legislação
tributária siga alguns princípios, principalmente para não haver cobranças abusivas, irregulares
ou injustas. O princípio da isonomia considera que
(A) o tributo da União deve ser igual em todo o território nacional.
(B) os tributos devem ser cobrados de acordo com a capacidade de cada um.
(C) a União, os Estados, o Distrito Federal não podem instituir impostos sobre patrimônio,
renda ou serviço uns dos outros.
(D) a lei, em princípio, deve dar tratamento igualitário a contribuintes que se encontram em
situações equivalentes.
(E) a compensação do tributo deve ocorrer de acordo com o montante cobrado em operações
anteriores.

Q16 – CESGRANRIO – PETROBRAS, AUDITOR 2010


De acordo com o Código Tributário Nacional, os tributos são divididos em
(A) empréstimos não compulsórios, taxas e impostos.
(B) impostos, prestações e taxas.
(C) impostos, taxas e contribuições de melhoria.
(D) impostos de melhoria, contribuições financeiras e prestações.
(E) contribuições compulsórias, impostos de melhoria e contribuições financeiras.

Q17 – CESGRANRIO – PETROBRAS, AUDITOR 2010


Atualmente, as operações que envolvem a importação de bens ou serviços do exterior estão
sujeitas à cobrança não só do imposto de importação, como também de contribuições para
seguridade social como, por exemplo, a
(A) Contribuição de melhoria. (B) Contribuição compulsória.
(C) CSSL. (D) COFINS. (E) CPMF.

Q18 – CESGRANRIO – PETROBRAS, AUDITOR 2010


O imposto é um componente do sistema tributário nacional, de caráter genérico, cuja obrigação
tem, como fato gerador,
(A) uma contraprestação estatal específica, relacionada ao tipo de serviço prestado ao
contribuinte final.
(B) uma situação independente de qualquer atividade estatal específica, relativa ao contribuinte.
(C) o exercício regular do poder de polícia ou a utilização efetiva ou potencial de serviço
público, específico e divisível, prestado ao contribuinte.
(D) a valorização imobiliária decorrente de obras públicas, tendo, como limite total, a despesa
realizada e, como limite individual, o acréscimo de valor que da obra resultar.
(E) a coleta de recursos para certas áreas de interesse do poder público, na Administração direta
ou indireta.

Q19
Os estados são obrigados a transferir aos municípios
(A) 50% do ICMS e 25% do IPVA
(B) 50% do IPVA e 75% do ICMS
(C) 50% do IPVA e 25% do ICMS
(D) 50% do ICMS, do IPVA e do ITCD
(E) Apenas 25% do ICMS

Professor Paulo Henrique Pegas 4


Contador Básico – Contabilidade Tributária – Lista de Exercícios

Q20 – CESGRANRIO – PETROBRAS, AUDITOR 2010


Dentre os diversos tipos de classificação, os impostos podem ser diretos ou indiretos. São
considerados diretos os impostos
(A) criados pela União em caso de guerra ou na iminência desta.
(B) criados por força de lei complementar e de competência residual da União, e não nomeados
na Constituição.
(C) relativos apenas ao contribuinte, sem possibilidade de transferência do encargo a outrem.
(D) relativos a operações com possibilidade de transferência do encargo a outro contribuinte.
(E) estipulados segundo alíquotas ou percentagens incidentes sobre bases de cálculo.

Q21 – CESGRANRIO – PETROBRAS, AUDITOR 2010


Os impostos podem ser classificados como cumulativos ou não cumulativos, de acordo com a
forma como são cobrados. O Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), por exemplo, é
considerado não cumulativo, pois
(A) os encargos incidentes nas operações podem ser transferidos para outra empresa.
(B) os percentuais podem ser aumentados, gradativamente, em relação aos valores sobre os
quais incidem.
(C) a cobrança incidirá sobre uma base de cálculo progressiva.
(D) a quantia cobrada na operação anterior pode ser deduzida da operação seguinte.
(E) as operações com a incidência desse imposto não podem ser repetidas dentro de um período
determinado pela União.

Q22 – CESGRANRIO – PETROBRAS, AUDITOR 2010


O imposto de competência federal com função extrafiscal, cuja alíquota pode ser específica,
tendo em vista o modo de medir o produto, ou ad valorem, considerando apenas o valor do
bem, é o
(A) Imposto de Renda (IR)
(B) Imposto sobre Serviços (ISS)
(C) Imposto de Exportação (IE)
(D) Imposto sobre Produto Industrializado (IPI)
(E) Imposto de Importação (II)

Q23 – CESGRANRIO – PETROBRAS, AUDITOR 2010


A competência tributária pertence, exclusivamente, aos entes públicos providos de poder
legislativo, à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios. A esse respeito, avalie
os seguintes impostos:
I -Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA);
II -Imposto Sobre Serviço (ISS);
III -Imposto sobre a Transmissão de Causa Mortis e Doação de quaisquer bens ou direitos
(ITCMD);
IV -Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);
V -Imposto sobre operações relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços de transporte e de
comunicação (ICMS).
São de competência estadual APENAS os impostos
(A) I, III e IV. (B) I, III, V.
(C) III, IV e V. (D) I, II, III e IV.
(E) II, III, IV e V.

Professor Paulo Henrique Pegas 5


Contador Básico – Contabilidade Tributária – Lista de Exercícios

Q24
É considerada uma taxa e, por extensão, um tributo, a cobrança:
(A) Da conta de água e esgoto.
(B) De estacionamento em áreas públicas por guardador autorizado.
(C) Do pedágio de uma rodovia pública.
(D) Pela fiscalização de cemitérios
(E) De multa por atraso na entrega de obrigação acessória.

Q25
Tem competência cumulativa, podendo ser cobrada pela união, pelos estados, municípios e pelo
Distrito Federal as (os)
(A) Contribuições de Melhoria (B) Contribuições Sociais
(C) Contribuições Econômicas (D) Contribuições Acessórias
(E) Empréstimos Compulsórios

Q26
O Imposto cobrado na transmissão causa mortis e doações não onerosas é o:
(A) ITCD, que pertence aos municípios
(B) ITCD, que pertence aos estados
(C) ITBI, que pertence aos municípios
(D) ITBI, que pertence aos estados
(E) ITR, que pertence a União

Q27
Quando se diz Elementos Fundamentais dos tributos, os itens considerados são APENAS os
seguintes:
(A) Impostos, taxas e contribuições de melhoria
(B) Impostos, taxas, contribuições sociais, econômicas e de melhoria
(C) Fato gerador, base de cálculo, contribuinte e alíquota
(D) Fato gerador, base de cálculo e alíquota
(E) Obrigação principal e obrigações acessórias

Q28
O Princípio da Legalidade diz que aumento de tributo só poderá ser realizado por lei. Contudo,
é facultado ao Poder Executivo, atendidas as condições e os limites estabelecidos em lei, alterar
as alíquotas de alguns impostos. As exceções são APENAS em relação a
(A) Impostos sobre comércio exterior, IOF, IPI e CIDE
(B) Impostos sobre comércio exterior, IOF, IPI e ITR
(C) Impostos sobre comércio exterior, IOF e IPI
(D) Impostos sobre comércio exterior e IOF
(E) IOF, IPI e ITR

Q29
O princípio constitucional que determina a exigência de lei específica para definição de fato
gerador e base de cálculo de um tributo é o princípio da
(A) Legalidade (B) Irretroatividade (C) Reserva de Lei para Anistia
(D) Reserva de Lei Complementar (E) Isonomia Tributária

Professor Paulo Henrique Pegas 6