Você está na página 1de 6

Sequencia didática interdisciplinar

Silêncio é um recipiente dentro do qual é colocado um evento musical. Por


este motivo há a necessidade de preparar um ambiente adequado para as
crianças vivenciarem todos os parâmetros da música. É a partir do silêncio
tanto externo quanto interno que a música e toda a sua gama de
intensidade são apreciadas e produzidas. Murray Schafer (1991)

Professor: Rodrigo Joao Albino, Ano 2021.

Tema: atividades interdisciplinares na educação infantil


Eixos trabalhados: Artes com musica
Faixa etária: Educação infantil, de 4 a 5 anos e 11 meses.

Campo de experiência: O eu, o outro e o nós; corpo, gestos e movimentos.


(EI03TS01) Utilizar sons produzidos por materiais, objetos e Instrumentos musicais
durante brincadeiras de faz de conta, encenações, criações musicais, festas.
(EI03EF02) Inventar brincadeiras cantadas, poemas e canções, criando rimas,
aliterações e ritmos.

Objetivos
∙ Explorar e identificar elementos da música em outras disciplinas para se
expressar, Interagir com os outros e ampliar o conhecimento de mundo; ∙ Perceber e
expressar sensações e sentimentos através das músicas;

Objetivos específicos
Atividades de musicalização na aprendizagem na educação infantil
Desenvolver as habilidades da criança através do movimento, corporal, auditivo,
Visual, nos trabalhos de artes.
Usar a pratica da musica dentro das quatro modalidades de artes visuais,
( musica, dança, teatro e artes )
Desenvolvimento ∙ Apreciação musical ∙ Memorização das letras das
músicas ∙ Participação em situações de identificação de elementos sonoros do dia a dia ∙
Utilização de gestos para cantar expressando-se livremente ∙ Percepção de estruturas
rítmicas para expressar-se corporalmente por meio da dança e outros movimento. Esta
atividade será feita de forma hibrida. A avaliação Ocorrerá durante o desenvolvimento
das atividades quando o professor deverá observar a participação, interesse dificuldades
e conquistas de cada aluno, e incentivá-los onde tiverem mais dificuldades.

Atividades de ciências
Tema: Cuidados com o corpo: Hidratação
Professor: Rodrigo João Albino
Faixa etária: Educação infantil, de 4 a 5 anos e 11 meses.

Objetivo: desenvolver hábitos de higiene e cuidados pessoais de hidratação com a


saúde.

Objetivos específicos
Desenvolver a pratica e a necessidade de beber aguar e saciar a sede.
Atividades de recreação e física, para o costume de se hidratar com a agua.

Campos de Experiência: O eu, o outro e o nós; corpo, gestos e movimentos.


(EI02CG04) Demonstrar progressiva independência no cuidado do seu corpo.
(EI02EO05) Perceber que as pessoas têm características físicas diferentes, respeitando
essas diferenças.
Transversal: (EI02EO02) Demonstrar imagem positiva de si e confiança em sua
capacidade para enfrentar dificuldades e desafios.

Abordagem didática: Na Educação Infantil, cuidar é uma função complementar e


indissociável ao educar. É possível transformar a rotina de cuidado com a
Saúde em situações prazerosas e ricas em aprendizagens. Esses momentos são propícios
para as crianças adquirirem hábitos saudáveis de cuidados
Pessoais, conquistarem autonomia, criarem vínculos afetivos, aprenderem a comunicar
necessidades, desejo e desagrados, ampliarem a percepção sobre as
Diferentes sensações do corpo, controlarem progressivamente movimentos e impulsos
etc.

Desenvolvimento da proposta:
Para realizar esta proposta, é importante que você tenha uma prática rotineira de
atividades de movimento e/ou recreação em que as crianças. Sintam, após sua
realização, a necessidade de beber água para saciar a sede. O ideal é aproveitar um
retorno de parque, circuitos e atividades físicas, Que deixam as crianças com sede.
Praticamente esta atividade será feita de forma hibrida. Com todos no local, inicie o
momento de relaxamento, solicite que as crianças deitem-se ou sentem-se. Sugira que
façam a escuta e a percepção ativa de seu corpo, como estão se sentindo, estimulando-os
a nomear ou expressar tais sensações. Para aquelas que rapidamente responderem a
essas questões, peça que observem e apoiem um colega. Possíveis falas do professor
neste momento: Vamos ouvir e sentir nosso corpo. Como estão se sentindo agora?
Alguém está com frio? E calor? Estão cansados? O que mais estão sentindo? Saliente a
diversidade e como cada criança interpreta uma mesma sensação de maneira diferente.
No caso de crianças que ainda não adquiriram o domínio da linguagem oral, considere
seus pequenos gestos, encorajando-as a serem ativas no grupo. E, ao nomear as
sensações, procure interpretá-las expressivamente, para que possam compreendê-las
claramente.

Materiais: Copos/garrafinhas para o consumo de água. Algodão e borrifadores (esses


materiais serão manipulados em pequenos grupos, para que possam ser).
(Compartilhados).

Espaços: Local em que habitualmente as crianças façam o consumo da água, seja em


frente aos bebedouros ou na sala, próximo aos copos ou às garrafas delas.
Tempo sugerido: Entre 20 e 30 minutos.

Avaliação: se dará por meio da participação da atividade com as crianças, tendo por
conta o entendimento da atividade a realizar.
Atividade matemática
Professor: Rodrigo João Albino
Tema: conhecendo formas geométricas
Faixa etária: Educação infantil, de 4 a 5 anos e 11 meses.

Objetivos

Ensinar as crianças a conhecer formas geométricas e organizando um


Ambiente interno com diversas opções de jogos de exercício.
Favorecer o movimento da criança e a exploração de materiais.

Materiais: objetos em formas geométricas

Espaços: será feito este trabalho na sala de aula

Tempo sugerido: 45 min.

Avaliação: se dará por meio da participação da atividade com as crianças, tendo por
conta o entendimento da atividade a realizar.

Desenvolvimento

1ª etapa: Ao conceber um espaço para receber jogos de exercício, dedica algum tempo
para analisar a quantidade e a qualidade dos brinquedos disponíveis. Sobre a
quantidade, é importante verificar se há material suficiente para todos. Nessa faixa
etária, deve haver um bom número do mesmo tipo para que os pequenos possam
explorar sozinhos ou compartilhar com os colegas – nesse último caso, em atividades
que não exijam tempo de espera, adaptadas ao comportamento dessa faixa etária. Sobre
a qualidade, os objetos devem ser feitos de materiais seguros, com tamanhos maiores
que o da boca das crianças, aberta e com diferentes cores e texturas.
Organize os brinquedos em cantos diferenciados, de acordo com a habilidade
que cada um deles possibilita desenvolver. Por exemplo, colchões, almofadas e rolos
num lado da sala, opções de jogos para encaixar e empilhar em outro e instrumentos em
uma prateleira ao alcance da turma. Com o tempo, as crianças podem ajudar na
reformulação dos ambientes. Para entender a mensagem delas, devemos ter a atenção ao
modo como se comportam os pequenos. Se reparar que há um canto aonde ninguém vai
ou que deixou de ser popular depois de algumas semanas de diversão , vale a pena
reorganizar os materiais e acrescentar novos elementos.
A noção de permanência vem com a experiência. Por isso, é importante não
mudar os jogos com muita frequência. Ao longo do ano, as crianças irão buscá-los
diversas vezes e, aos poucos, tentarão realizar novas experiências com cada um deles.
Nesse aspecto, a parceria do professor é muito importante. Mas não se deve impor
regras ou rotular ações como certas ou erradas. Ao contrário: a mediação precisa
estimular a curiosidade e a criatividade. Coloque questões como "Você gostou de
batucar esse tambor?", "Por que encaixou esta peça aqui?" e "Quer pegar o
aviãozinho?". Esse tipo de estímulo serve até mesmo para quem ainda não desenvolveu
Plenamente a fala.

Campo de experiência

1. O eu, o outro e o nós.

Destaca experiências relacionadas à construção da identidade e da subjetividade, as


aprendizagens e conquistas de desenvolvimento relacionadas à ampliação das
experiências de conhecimento de si mesmo e à construção de relações, que devem ser,
na medida do possível, permeadas por interações positivas, apoiadas em vínculos
profundos e estáveis com os professores e os colegas. O Campo também ressalta o
desenvolvimento do sentimento de pertencimento a determinado grupo, o respeito e o
valor atribuído às diferentes tradições culturais.

( EI03ET05) - classificar objetos e figuras de acordo com suas semelhanças e


diferenças

( EI03ET07) – relacionar números e suas respectivas quantidades e identificar o anotes,


o depois e o entre em uma sequencia.

Você também pode gostar