Você está na página 1de 3

UniFAESP – Centro Universitário do Paraná

Fabiola Mota Ferreira

Licenciatura em Pedagogia - 2020/1 M2 TTQ

Psicologia da aprendizagem – Apropriação do conhecimento e interação social

Resumo

O desenvolvimento de uma criança nos primeiros anos de vida é mostrado o como


é crucial a ambientação em que ela foi inserida, a troca de interesses com os pais formam
as primeira falas, as escolas futuramente irão organizar essa habilidade e ajudar a formar
ideias e resolver questões, visto em trabalhos pedagógicos de Vygotsky. O convívio
social com outras crianças e adultos/professores podem transpassar conhecimentos mais
experientes para a criança, para que a mesma possa compreender o outros, se socializar
em diferentes ambientes interagir com os objetos ate ela e poder se tornar adulta, com
analises criticas sobre o que a vem ser abordado, sendo mais responsável sobre seus
atos, como se comportar em sociedade, não cair em fraudes e ser mais independente,
tendo uma visão própria pela sua vivencia e compreendendo o mundo ao seu ponto de
vista.

Palavras-Chaves: Desenvolvimento, Criança, fala, aprendizagem, social

Introdução

Conhecimento e interação social, é um tema que nos rodeia desde nossa infância,
obter e aprimorar conhecimentos começa desde criança, sendo esses primeiros passos
cruciais para um bom desenvolvimento de sua psique e seu intelecto social quando
adulto.
Observamos a grande importância de transmitir a fala e usa-la para se comunicar e
poder se expressar, uma lição que nos é muito ensinada em escolas e principalmente
nos diálogos entre criança ao adulto, criança a criança e do aluno para professor. Uma
cadeia de informações rodeia a criança, para melhor aprendizado e desenvolvimentos de
suas habilidades cognitivas, atividades que estimulem diferentes áreas do conhecimento.

Apropriação do conhecimento e interação social

Apropriar de um conhecimento começa desde criança, seus primeiros passos de


vida e interação com o meio interno e externo passe a ser fundamental para um bom
desenvolvimento. Sua vivencia em casa transforma-se nos pilares que guiaram a criança

1
a se desenvolver psicologicamente para futuras ações de sua vida, sendo a primeira
delas a linguagem como fala.
Esse processo é importante se ter a interação de adulto a criança e criança para
criança. Em escolas, nos primeiros contatos com um grupo diferente que teremos um
desenvolvimento mais aprimorado na fala, comunicação, social e personalidade. Escola,
colégio, faculdades, qualquer outra instituição de ensino tem o papel de trilhar o caminho
da criança para uma vida adulta e independente, por isso a necessidade da construção
da interação professor a aluno.
A construção do ser, como o eu, assim dizendo, vem dessas experiencias
adquiridas com o passar do tempo, o desenvolvimento da criança criara um pensamento
interno e o mais crucial, a fala, favorecendo a expressão. Expressar em linguagem é algo
que a humanidade experiencia a milhões de anos, e dentro todos esses anos a
humanidade também evoluiu, em tempo atuais vemos o quão forte foi a mudança da
tecnologia nos ultimas 2 décadas.
A linguagem, construída desde dos primeiros passos com a família, o dialogo pode
ir se aprimorando, assim dentro de uma escola, a interação com os outros é importante,
pois fara com que o indivíduo possa aprender a conviver, interagir e socializar. Em
conjunto dos demais a interação criança com criança mais experiente é benéfico em seu
aprendizado.
Por isso uma internalização é necessária, para estudar a evolução da criança, para
que ela possa elaborar e resolver problemas, até o ponto de poder desenvolver suas
atividades de maneira independente. Assim vemos a importância do estudo, de um
professor, um adulto que possa oferecer tal conhecimento, além de tutores ou guias.
A facilidade de compreensão sobre qualquer tipo de assunto, pode ser mais
adequando utilizando um método de aprendizagem onde a interação aluno para professor
transforma em troca de informações e conhecimentos, de maneira abrangente e positiva,
como pode ser possível um jovem não aprender um conteúdo, um professor pode guia-
lo para o sucesso e ajudar a resolver esse problema.
O conceito de uma correlação aluno e professor, propõe para todos de uma turma
duvidas, interpretações, erros e construção de um sentimento de parceria, onde possam
pensar em conjunto dentro de sala de aula. Podendo que colegas mais experientes
possam ensinar aqueles que não compreendem o professor. Esse método também avalia
o próprio professor, que passara por mudança até encontrar a melhor forma de tutar.
O professor é mediador que irá ajudar aos seus alunos a poder dominar vários
assuntos e novos conhecimentos. Isso é importante para o desenvolvimento do jovem já
que o mesmo vai usar dessas interações e aprendizados para sua vida adulta, a qual
uma escola irá trilhar, para que crianças possam adultas independentes.
Obtenção de aprendizagem na escola é para ser um ambiente acolhedor e
provedor de conhecimento para animar o indivíduo a poder criar funções psicológicas

2
mais elevadas e uma visão mais crítica e analítica sobre os conceitos que lhe vem a ser
abordado ou feito, isso é mostrado como uma aprendizagem de conceitos novos
adquiridos espontaneamente com a exposição a diferentes ambientes desde criança.
O aluno aprende imitando, concordando, fazendo oposição, estabelecendo
analogias, internalizando/processando inconscientemente símbolos e significados, tudo
isto num ambiente social e historicamente localizado. Isso produz um desenvolvimento
que soma experiencias durante sua vivencia que é capaz de criar um indivíduo próprio
com uma história dentre as demais que passaram e se conectaram.

Considerações Finais
Conseguimos identificar enormes valores no aprendizado, transpassar
conhecimento para frente é poder ajudar na construção de uma história que está
começando, o professor encara essa atividade mostrando o melhor caminho para que a
criança possa seguir, apresentar conceitos, atividades exploratórias, problemas a ser
resolvido, convívio social em diferentes ambientes, além de outras, são atividades muito
avaliadas por um professor em ambiente escolares, que promoveram um cunho didático
para a vida e cada vez mais independente da criança, se tornando o que nós somos hoje
adultos, que anda sim passa por aprendizagem pois a importância de se haver uma
interação adulto criança, essa pode transmitir conhecimentos que ajudaram ambos a
desenvolver mais suas capacidades de interpretação do outro.

Bibliografia

OLIVEIRA, Marta K. de. Vygotsky. aprendizado e desenvolvimento, um processo


histórico. São Paulo: Scipione, 1993.

VYGOTSKY, Lev S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1989.
Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1987.

LURIA, Alexander R., LEONTIEV, Alexis N., VYGOTSKY, Lev S. Psicologia


pedagogia. São Paulo: Moraes, 1991.

Você também pode gostar