Você está na página 1de 195

1º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL

APRENDER
SEMPRE
VOLUME 1

APRENDER SEMPRE
1º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL
LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA
2021

PROFESSOR
VOLUME 1.2021
COORDENADORIA PEDAGÓGICA EQUIPE DE ELABORAÇÃO
Caetano Pansani Siqueira Raph Gomes Alves
Sônia de Gouveia Jorge
DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO Camila Taira Nakamura
CURRICULAR E DE GESTÃO DA Andréa Dias Tambelli
EDUCAÇÃO BÁSICA Érica de Faria Dutra
Valéria Arcari Muhi Karina Santos da Silva
Ivan Cruz Rodrigues
CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS Leandro Rodrigo de Oliveira
Governo do Estado de São Paulo
INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL – CEIAI Raphaelle Fernandes Vicentin
Mariana Sales de Araújo Carvalho Sandra Maria de Araújo Dourado
Governador Estela Choi
João Doria
ASSESSORIA TÉCNICA
Vice-Governador Bruno Toshikazu Ikeuti LEITURA CRÍTICA:
Rodrigo Garcia Danielle Christina Bello de Carvalho Ione Aparecida Cardoso Oliveira
Secretário da Educação
Isaque Mitsuo Kobayashi Milena Soldá Policastro
Rossieli Soares da Silva Vinicius Bueno Ruy César Pietropaolo.
Secretário Executivo
Haroldo Corrêa Rocha
EQUIPE CURRICULAR DO CENTRO DE REVISÃO DE LÍNGUA:
EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS DO Aleksandro Nunes
Chefe de Gabinete ENSINO FUNDAMENTAL – CEIAI Alexandre Napoli
Renilda Peres de Lima
Ana Aline Padovezi Rossi Romina Harrison
Coordenador da Coordenadoria Pedagógica Kristine Martins Rúbia de Abreu Cavalcante.
Caetano Pansani Siqueira Mariana Sales de Araújo Carvalho
Presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação
Noemi Devai PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO:
Nourival Pantano Junior
Roberta Nazareth de Proença Silveira André Coruja
Sônia de Oliveira N. Alencar Sâmella Arruda
Tatiana Pereira de Amorim Luca Cristall Hannah Boaventura
Julliana Oliveira
Amanda Pontes
Kamilly Lourdes
Alice Brito
Wellington Costa
Ana Gabriella Carvalho
Perazzo Freire
Rayane Patrício
Emano Luna
Lucas Nóbrega

SUPORTE A IMAGEM:
Lays da Silva Amaro
Wilker Mad
Apresentação
Estas sequências didáticas/de atividades foram elaboradas com o intuito de oferecer um suporte adicional aos es-
tudantes, auxiliando-os no processo de recuperação e aprofundamento de aprendizagens essenciais para seu percurso
educacional.

dos estudantes e direcionar o ensino às suas necessidades; e formações, com foco no uso do resultado das avaliações e
no desenvolvimento das atividades presentes neste material.
Os materiais, as avaliações e as formações do Programa de Recuperação e Aprofundamento estão articulados entre si,

-
LÍNGUA PORTUGUESA
SEQUÊNCIA DIDÁTICA 1
4 caderno do professor

Olá, Professor!
Olá, Professor!
Olá, Professora!
Olá, Professora!
O nome próprio apresenta
O nome próprio
um status
apresenta
de importância
um statusem
detodas
importância
as culturas,
em todas
porque
as éculturas,
uma palavra
porque
que
é uma
designa
palavra
cadaque
mem-
designa cada mem

apresenta uma história


apresenta
desde
umaa escolha,
história desde
feita pela
a escolha,
família,feita
antespela
do família,
nascimento.
antes do nascimento.
Além disso, o nome
Além próprio
disso, éo uma
nomeimportante
próprio é uma
fonteimportante
de informação,
fontejádeque
informação,
a forma como
já que
é escrito
a formaé como
sempre
é escrito
a mesma,
é sempre a mesma
com um conjuntocom
de letras
um conjunto
em umade ordem
letrasestabelecida.
em uma ordem A partir
estabelecida.
das pesquisas
A partir
psicogenéticas,
das pesquisasépsicogenéticas,
possível compreender
é possível
quecompreender qu

é representado. (FERREIRO
é representado.
e TEBEROSKY,
(FERREIRO1999).
e TEBEROSKY, 1999).
A proposta desta Asequência
proposta édesta
contribuir
sequência
para éa contribuir
escrita convencional
para a escrita
do convencional
próprio nomedo
e aproximar
próprio nome
os estudantes
e aproximar
dososno-
estudantes dos no

escrita do nome éescrita


uma importante
do nome é conquista
uma importante
para a conquista
criança quepara
estáa em
criança
processo
que está
de alfabetização.
em processo de A partir
alfabetização.
dessa referência,
A partir dessa referência
ela pode pensar mais
ela pode
comopensar
a escrita
maisfunciona.
como a escrita
O contexto
funciona.
escolarO econtexto
as necessidades
escolar e do
as necessidades
dia a dia podemdo dia
oferecer
a dia opodem
sentidooferecer o sentido
buscado. Fazer chamada
buscado.para
Fazersaber
chamada
quempara
faltou,
saber
ler quem
a lista faltou,
de nomesler apara
listaescolher
de nomes o ajudante
para escolher
do dia,
o ajudante
escrever odopróprio
dia, escrever o próprio
nome em suas atividades
nome emesuaspertences,
atividades
entree outros,
pertences,
são entre
algumasoutros,
possibilidades.
são algumas possibilidades.
As propostas iniciais
As propostas
desta sequência
iniciaissão
desta
desequência
chamada esão sugerimos
de chamada que eelasugerimos
seja feita que
comela
muita
sejafrequência
feita com muita
até o momento
frequência até o momento
em que os estudantes
em queconsigam
os estudantes
localizar
consigam
os nomeslocalizar
dos colegas.
os nomes
Outradosparte
colegas.
interessante
Outra parte
são os
interessante
jogos, por são
issoos
foram
jogos,propos-
por isso foram propos

em que ordem elas


emaparecem.
que ordemAselas
cantigas
aparecem.
e parlendas
As cantigas
também
e parlendas
são um convite
tambémpara
sãobrincar
um convite
com para
os nomes.
brincarHácom
outras
os nomes.
opções,Há outras opções

trabalho, os estudantes
trabalho,
possam
os estudantes
localizar possam
o nome dos
localizar
colegas
o nome
em uma
dos lista
colegas
e saibam
em uma
escrever
lista e seu
saibam
nome
escrever
convencionalmente.
seu nome convencionalmente

um colega é umaum delas.


colega
Se considerar
é uma delas. viável,
Se considerar
inclua essaviável,
proposta
inclua
e deixe
essa proposta
que os estudantes
e deixe queescolham
os estudantes
um colegaescolham
para es-
um colega para es
crever um bilhete,crever
de acordo
um bilhete,
com suasde acordo
hipóteses, comesuas
assinar
hipóteses,
o seu nome.
e assinar
Esseocontexto
seu nome.
comunicativo
Esse contexto favorece
comunicativo
a construção
favorece
de a construção d
sentidos para a escrita
sentidos
convencional
para a escrita
do nome
convencional
próprio.do nome próprio.
Outro fator fundamental
Outro fator
parafundamental
a construçãopara de conhecimentos
a construção desobre
conhecimentos
o sistema desobre
escrita
o sistema
é ter um deambiente
escrita é ter
alfabetizador
um ambiente alfabetizado
na sala. É precisona
que
sala.
tenha
É preciso
o alfabeto
que etenha
a listao de
alfabeto
nomeedos a lista
estudantes.
de nomePara
dos estudantes.
a confecção dessa
Para a lista,
confecção
são necessários
dessa lista,alguns
são necessários algun
-

no mural da sala,no
é importante
mural da sala,
queéela
importante
seja acessível
que ela
para
seja
os acessível
estudantespara
poderem
os estudantes
consultá-la.
poderem consultá-la.
Nessa sequência,Nessa
você vai
sequência,
conhecervocê
algumas
vai conhecer
sugestões
algumas
de atividades
sugestões
paradealfabetizar
atividadesapara
partiralfabetizar
da lista dea nomes
partir da
dalista
turma.
de nomes da turma
-
cadas no quadro cadas
abaixo:no quadro abaixo:

Aulas em que as Aulas em que as


Objetos de conhecimento
Objetos de conhecimento Habilidades Habilidades habilidades são habilidades são
trabalhadas trabalhadas

(EF01LP10A) Nomear
(EF01LP10A)
as letras doNomear
alfabeto.
as letras do alfabeto. Aulas 1, 4, 5 e 9 Aulas 1, 4, 5 e 9

(EF01LP10B) Recitar
(EF01LP10B)
as letras doRecitar
alfabetoassequencialmente.
letras do alfabeto sequencialmente.
Aulas 1 e 9 Aulas 1 e 9
caderno do professor 5

Aulas 2, 3, 4, 5, 6, 7,
Aulas 2, 3, 4, 5, 6, 7,
8, 9 e 10 8, 9 e 10

(EF01LP08) Relacionar
(EF01LP08)
elementos
Relacionar
sonoroselementos
das palavras
sonoros
com das
Aulas
palavras
2, 3, 4,
com5, 6, 8,
Aulas 2, 3, 4, 5, 6, 8,
sua representação sua
escrita.
representação escrita. 9 e 10 9 e 10

(EF01LP02) Escrever,(EF01LP02)
espontaneamente
Escrever, espontaneamente
ou por ditado, pa- ou por ditado, pa-
lavras e frases de forma
lavrasalfabética
e frases de
- usando
forma alfabética
letras/grafemas
- usando letras/grafemas
Aulas 1,3, 7, 8 e 9 Aulas 1,3, 7, 8 e 9
que representem fonemas.
que representem fonemas.

Aulas 2, 4, 5, 6, 7, 8,
Aulas 2, 4, 5, 6, 7, 8,
da adição e da subtração
da adição
(juntar,
e daacrescentar,
subtração (juntar, acrescentar,
9 e 10 9 e 10
separar, retirar) separar, retirar)
64 caderno
cadernodo 4 caderno do professor
doprofessor
professor
4 | LÍNGUA PORTUGUESA

AULA 1 – O ALFABETO
AULA 1 – O ALFABETO
- -
sor/a sor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
- -
teiras em roda).teiras em roda).
MATERIAIS MATERIAIS
Tarjetas individuais
Tarjetas
comindividuais
o com o
nome de cada estudante.
nome de cada estudante.
É importante Éseguir
importante
as seguir as
orientações vigentes,
orientações
res- vigentes, res-
peitando o distanciamen-
peitando o distanciamen-
to entre os estudantes
to entre eos estudantes e
a higienização de
a higienização
objetos, de objetos,
de acordo com deas orienta-
acordo com as orienta-
ções dos órgãosções
de saúde.
dos órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Professor/a, paraProfessor/a,
o seu pla- para o seu pla-
nejamento, é fundamen-
nejamento, é fundamen-
tal ler a atividade
talproposta
ler a atividade proposta
no material do no estudante
material do estudante
e articulá-la com e articulá-la
orienta- com orienta-
ções didáticas ções
constantes
didáticas constantes
nesta parte. Deixenestasempre
parte. Deixe sempre
disponível o alfabeto
disponível
e os o alfabeto e os
nomes dos estudantes
nomes dos estudantes
para poder fazer paraas poder
ativi- fazer as ativi-
dades propostas. dades propostas.
(EF01LP10A) Nomear(EF01LP10A)as Nomear as
letras do alfabeto.
letras do alfabeto.
(EF01LP10B) Recitar
(EF01LP10B)as Recitar as
letras do alfabetoletras
sequen-
do alfabeto sequen-
cialmente. cialmente.
(EF01LP02) Escrever,
(EF01LP02)es- Escrever, es-
pontaneamentepontaneamente
ou por di- ou por di-
tado, palavras etado,
frasespalavras
de e frases de
forma alfabéticaforma
- usando
alfabética - usando
letras/grafemasletras/grafemas
que re- que re-
presentem fonemas.presentem fonemas.
5 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 57

DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
- -
Atividade 1, cadaAtividade
estudante1, cada
precisa
estudante
localizarprecisa localizar
o seu nome nasotarjetas
seu nomedisponibilizadas.
nas tarjetas disponibilizadas.
Assim, se sobrarAssim,
alguma,
se sobrar
vai ser alguma,
um indicativo
vai serdeum
queindicativo
alguém defaltou.
que alguém faltou.
Organize duas mesas
Organize
comduas
as tarjetas
mesas ecom
chame
as tarjetas
duas ou e chame
três duplas
duaspor
ou vez,
três duplas
para buscarem
por vez, apara
quebuscarem
consta seua nome.
que consta seu nome.
Observe qual estudante
Observe qual
encontra
estudante
facilmente
encontra
e aqueles
facilmente
que precisam
e aquelesdequeajuda.
precisam
Nessesdecasos,
ajuda.você
Nesses
podecasos,
limitar
você
a pode limitar a
quantidade de tarjetas
quantidade
para de
quetarjetas
ele encontre
para que
a sua,
ele encontre
colocandoa nomes
sua, colocando
que apresentem
nomes que iniciais
apresentem
diferentes;
iniciais
fazerdiferentes;
in- fazer in-

or composto. for composto.


Se sobrarem tarjetas,
Se sobrarem
peça para
tarjetas,
o grupo
peçalerpara
o nome
o grupo
queler
a compõe.
o nome que
Os estudantes
a compõe. podem
Os estudantes
se apoiar
podem
no conheci-
se apoiar no conheci-

Essa situação permite


Essa situação
que os permite
estudantes
queseosaproximem
estudantesdose próprio
aproximemnomedoepróprio
tambémnome
dos colegas.
e também Queremos
dos colegas.
que aQueremos que a
ista de nomes da
listaturma
de nomes
seja constituída
da turma seja
comoconstituída
palavras estáveis,
como palavras
ou seja,
estáveis,
que os ou
estudantes
seja, queasosreconheçam
estudantes as
para
reconheçam para
e apoiarem na se
escrita
apoiarem
de outras
na escrita
palavras.
de outras
Para isso,
palavras.
é necessário
Para isso,
uméinvestimento
necessário umnoinvestimento
tempo didáticono tempo
para que
didático
os para que os

A Atividade 2 tem
A Atividade 2 temque
como objetivo comoo estudante
objetivo que
pinte
o estudante
as letras depinte
seu nome
as letras
e, em
de seu
seguida,
nomeescreva-o
e, em seguida,
com ouescreva-o
sem com ou sem
apoio da tarjeta.apoio
Escrever
da tarjeta.
o próprio
Escrever
nome,o pelo
próprio
menos
nome,
o inicial,
pelo menos
é uma oaprendizagem
inicial, é uma importante
aprendizagem ao longo
importante
desse ao longo desse
ano. O avanço naano.
escrita
O avanço
do nome
na escrita
pode ocorrer
do nome quando
pode ocorrer
o estudante
quando utiliza
o estudante
apoio para utiliza
copiá-lo
apoio
atépara
o momento
copiá-lo até
queo momento que
não precisa maisnão
dele.
precisa
Acompanhe
mais dele.
o progresso
Acompanhe de seus
o progresso
estudantes
de seus
e considere
estudantesas mais
e considere
distintasassituações
mais distintas
em quesituações em que
eles precisam nomear
eles precisam
suas atividades
nomear suas
para atividades
que possam,para
emque
pouco
possam,
tempo, emescrever
pouco tempo,
o nomeescrever
de maneirao nome
autônoma.
de maneira autônoma.

de escrita, é umadeconquista
escrita, é importante
uma conquista saberimportante
que as letras
saber
sãoqueusadas
as letras
parasão
escrever
usadase para
que aoescrever
combinarmos
e que aoalgu-
combinarmos algu-
mas delas podemosmas delas
produzir
podemos
sons eproduzir
palavras sons
distintas.
e palavras
Uma exploração
distintas. Uma
sobre exploração
as letras do
sobre
alfabeto
as letras
podedoser
alfabeto
inte- pode ser inte-
essante nesse momento.
ressante nesseRecitem
momento.
o alfabeto,
Recitem
peçaopara
alfabeto,
os estudantes
peça paralocalizarem
os estudantes algumas
localizarem
letras fora
algumas
de ordem
letras fora de ordem
ugeridas por você,
sugeridas
ou nomearem
por você,umaou nomearem
letra apresentada
uma letra
na apresentada
lousa para saber
na lousa
o conhecimento
para saber oque conhecimento
possuem. que possuem.
Saber recitar o alfabeto,
Saber recitar
na ordem
o alfabeto,
em que na as
ordem
letrasem
sãoque
compostas,
as letras são
costuma
compostas,
contribuir
costuma
fortemente
contribuir
parafortemente
os momen-para os momen-
os de leitura e escrita,
tos de leitura
pois, àse vezes,
escrita,ospois,
estudantes
às vezes,sabem
os estudantes
que precisam
sabemdeque
uma precisam
determinada
de uma letra
determinada
e não lembram
letra e não lembram
qual é. Recitando,
qual
podem
é. Recitando,
localizarpodem
mais facilmente.
localizar mais facilmente.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?

para a escrita depara


quaisquer
a escritapalavras.
de quaisquer
Retome
palavras.
também Retome
a importância
tambémda a importância
chamada de daaula,
chamada
saber ode
nome
aula,do
saber
estu-o nome do estu-
dante que faltoudante
e como
quea faltou
turmaecontribuiu
como a turma
para contribuiu
o trabalho para
da sala
o trabalho
de aula.da sala de aula.
86 caderno
cadernodo 6 caderno do professor
doprofessor
professor

AULA 2 – CHAMADA
AULA 2EM– RODA
CHAMADA EM RODA
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA

MATERIAIS MATERIAIS
Tarjetas individuais
Tarjetas
comindividuais
o nome decomcadaoestudante.
nome de cada estudante.
É importante seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes,
as orientações
respeitando
vigentes,
o distanciamento
respeitando o distanciamento
entre os estudantes
entreeos
higienização
estudantesde
e higienização de
objetos, de acordo
objetos,
com asdeorientações
acordo comdos
as orientações
órgãos de saúde.
dos órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Organize duplasOrganize
de trabalho,
duplasdedemodo
trabalho,
que osdeconhecimentos
modo que os conhecimentos
sobre a escrita sejam
sobre apróximos,
escrita sejam
ou seja,
próximos,
criançasou seja, criança
que escrevem de quemaneira
escrevempré-silábica
de maneira compré-silábica
outras quecomescrevem
outras próximo
que escrevem
a essa próximo
hipótese,a como
essa hipótese,
a silábicacomo
com a silábica com
ou sem valor sonoro;
ou semcrianças
valor sonoro;
que escrevem
crianças silábico-alfabeticamente
que escrevem silábico-alfabeticamente
com quem desenvolveu
com quemrecentemente
desenvolveuarecentemente a
hipótese alfabética.
hipótese
Podemos
alfabética.
encontrar
Podemos
crianças
encontrar
que escrevem
criançasaque
partir
escrevem
da mesmaa partir
hipótese,
da mesma
mas que
hipótese,
apresentam
mas que apresentam
conhecimentos conhecimentos
distintos, como distintos,
é o caso das
comoescritas
é o caso
silábicas
das escritas
focadassilábicas
nas vogais
focadas
e outras
nas vogais
nas vogais
e outras
e consoante,
nas vogais e consoante
ou na escrita pré-silábica
ou na escrita
compré-silábica
controle oucomnãocontrole
da quantidade
ou nãodedacaracteres.
quantidadeEssede caracteres.
também pode Esseser
também
um critério
podepara
ser um critério par
pensar o agrupamento,
pensar oeagrupamento,
a sondagem realizada
e a sondagem
pode contribuir
realizada pode
para esse
contribuir
momento.
para esse momento.
(EF01LP07) (EF01LP07)
(EF01LP08) Relacionar
(EF01LP08)
elementos
Relacionar
sonoros
elementos
das palavras
sonoroscomdas
sua
palavras
representação
com suaescrita.
representação escrita.
(EF01LP13) (EF01LP13)
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
Nesta aula, seráNesta
dada continuidade
aula, será dadaà chamada
continuidade
e, como
à chamada
mencionado
e, como
anteriormente,
mencionado sugere-se
anteriormente,
que propostas
sugere-secomo
que propostas como

A atividade queAconsta
atividade
no material
que consta
do estudante
no material
propõe
do estudante
a leiturapropõe
de nomes
a leitura
em tarjetas.
de nomes
Em em
umatarjetas.
roda, mostre
Em uma
uma
roda, mostre uma

pode revelar prontamente


pode revelarque
prontamente
a tarjeta tem
que
o seu
a tarjeta
nome.tem o seu nome.
-
tamente para problematizar
tamente parade
problematizar
quem se trata,
deuma
quem
vezseque
trata,
precisarão
uma vezbuscar
que precisarão
outros indícios,
buscar outros
que podem
indícios,
ser aque
par-podem ser a par

espaço de troca espaço


em quedeostroca
estudantes
em queopinam
os estudantes
a partir opinam
da ideiaadopartir
outro.
da ideia do outro.
Lembre-se de queLembre-se
o objetivo
deéque
saber
o objetivo
quem faltou.
é saberPor
quem
isso,faltou.
conforme
Porrealizam
isso, conforme
a leitura
realizam
dos nomes,
a leitura
podem
dos nomes,
deixar podem deixa
separados os queseparados
compareceram
os que ecompareceram
os que não foram
e os àque
aula.
não foram à aula.

seu grupo. seu grupo.

colegas. Os estudantes
colegas.podem
Os estudantes
consultarpodem
a lista,consultar
tirar dúvidas
a lista,
com tirar
o/adúvidas
professor/a
com ou
o/acom
professor/a
o colega,oumas
comé oimportan-
colega, mas é importan
te tentarem umateescrita
tentarem
autônoma,
uma escrita
de acordo
autônoma,
com suas
de acordo
hipóteses.
com suas hipóteses.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Em uma conversa,
Emdestaque
uma conversa,
os indícios
destaque
utilizados
os indícios
pelosutilizados
estudantes,
pelos
paraestudantes,
poderem saber
para poderem
qual nomesaber
correspondia
qual nome correspondia

semelhanças entre
semelhanças
alguns nomes,
entre entre
algunsoutros.
nomes, entre outros.
7 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 97
LÍNGUA PORTUGUESA | 5
10
8 caderno
cadernodo 8 caderno do professor
doprofessor
professor
6 | LÍNGUA PORTUGUESA

AULA 3 – CHAMADA
AULA 3DI-
– CHAMADA DI-
FERENTE FERENTE
- -
sor/a sor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Quartetos (carteiras
Quartetos
em (carteiras em
roda). roda).
MATERIAIS MATERIAIS
Tarjetas individuais
Tarjetas
comindividuais
o com o
nome de cada nomeestudante
de cada estudante
para cada quarteto,
para cada
giz e quarteto, giz e
lousa. lousa.
A recomendação A recomendação
é evitar é evitar
que os estudantes
que manu-
os estudantes manu-
seiem os mesmos seiemmate-
os mesmos mate-
riais e sejam agrupados.
riais e sejam agrupados.
É importante Éseguirimportante
as seguir as
orientações vigentes,
orientações
res- vigentes, res-
peitando o distanciamen-
peitando o distanciamen-
to entre os estudantes,
to entre de
os estudantes, de
acordo com as orientações
acordo com as orientações
dos órgãos institucionais
dos órgãos institucionais
de saúde. de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Para organizar Paraos quar-
organizar os quar-
tetos, consideretetos,
que considere
os que os
conhecimentos conhecimentos
sobre o sobre o
sistema de escrita
sistema
dos es-de escrita dos es-
tudantes sejamtudantes
próximos,sejam próximos,
considerando as considerando
orienta- as orienta-
ções da aula anterior.
ções da aula anterior.
(EF01LP07) (EF01LP07)
as notações doas sistema
notações do sistema
de escrita alfabética
de escrita
- seg-alfabética - seg-
mentos sonorosmentos
e letras.sonoros e letras.
(EF01LP08) (EF01LP08)
Relacionar Relacionar
elementos sonoros
elementos das sonoros das
palavras com suapalavras
repre-com sua repre-
sentação escrita.sentação escrita.
(EF01LP02) Escrever,
(EF01LP02) es- Escrever, es-
pontaneamentepontaneamente
ou por di- ou por di-
tado, palavras etado,
frasespalavras
de e frases de
forma alfabéticaforma
- usando
alfabética - usando
letras/grafemasletras/grafemas
que re- que re-
presentem fonemas.
presentem fonemas.
9 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 119

DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
Entregue quatroEntregue
tarjetas para
quatro
cada
tarjetas
quarteto,
paradecada
modo
quarteto,
que constem
de modo somente
que constem
nomessomente
dos estudantes
nomes dos
que estudantes
não fazem que não fazem
parte do grupo.parte
Há duasdo grupo.
maneirasHá de
duas
encaminhar
maneiras dea atividade:
encaminhar a atividade:
• •
• Entregar as tarjetas,
• Entregardizerasquais
tarjetas,
são os
dizer
nomes
quaise são
pedir
osque
nomeslocalizem
e pedirqual
queélocalizem
qual. qual é qual.
A primeira situação
A primeira
é para situação
estudantesé para
maisestudantes
avançadosmais
em suas
avançados
conceptualizações
em suas conceptualizações
e a segunda, parae a os
segunda,
menos para os menos
avançados, que avançados,
necessitamque do contexto
necessitamverbal,
do contexto
ou seja, saber
verbal,o ou
queseja,
estásaber
escrito
o que
paraestá
poderem
escritoestabelecer
para poderem
relações
estabelecer relações
entre a pauta sonora
entre ea opauta
escrito.
sonora e o escrito.

escolhas. Por exemplo:


escolhas.sePor
emexemplo:
uma tarjeta
se em
queuma
estátarjeta
escritoque
Rodrigo
está escrito
disseremRodrigo
que é disserem
Rodrigo porque
que é Rodrigo
começa porque
com R, começa com R,
é possível ampliar
é possível
as informações
ampliar as
pedindo
informações
que pensem
pedindonoque
sompensem
formadonopelas
somletras
formado
iniciais
pelasRO.
letras iniciais RO.
Para o nome Marcos,
Para ocaso
nome digam
Marcos,
quecaso
estádigam
escritoque
Maria,
estáé escrito
possívelMaria,
ajudá-los
é possível
a observar
ajudá-los
comoa termina
observarcada
comonome,
termina cada nome,

Marcos?” Ao destacar
Marcos?”
as três
Ao destacar
letras iniciais,
as trêséletras
possível
iniciais,
tambémé possível
discutirtambém
que somdiscutir
produzque
e saber
som que
produz
outra
e saber
palavra
que outra palavra
e formou. se formou.

na lousa. Para isso,


na lousa.
divida-a, isso, divida-a,estudantes
Paraconsiderando queestudantes
considerando faltaram eque
estudantes
faltaramque
e estudantes
compareceram
que compareceram
à aula. à aula.
ncentive os estudantes
Incentiveque
os estudantes
conseguirem quea conseguirem
escrever sem ao escrever
apoio dasem
tarjeta.
o apoio
Já emdarelação
tarjeta.àqueles
Já em relação
que nãoàqueles
se que não se

onvencional deconvencional
seu nome para de seu
poderem,
nome progressivamente,
para poderem, progressivamente,
escrever sem apoio
escrever
da tarjeta.
sem apoio
Avaliedaa tarjeta.
necessidade
Avalie a necessidade
de outras situações
de outras
de escrita,
situações
para os
deestudantes
escrita, parapoderem
os estudantes
escrever,
poderem
e considere
escrever,
as mais
e considere
variadasassituações
mais variadas
da aula
situações da aula

O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?

olegas. Destaque
colegas.
quaisDestaque
são as estratégias
quais sãomais
as estratégias
utilizadas mais
e como
utilizadas
os estudantes
e comopodem
os estudantes
ampliar,podem
ainda mais,
ampliar,
seuainda mais, seu
onhecimento. conhecimento.
12
10 caderno
cadernodo 10 caderno do professor
doprofessor
professor

AULA 4 – BRINCANDO
AULA 4 –DEBRINCANDO
FORCA DE FORCA
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA

MATERIAIS MATERIAIS
Material do estudante,
Materiallousa
do estudante,
e giz. lousa e giz.
É importante seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes,
as orientações
respeitando
vigentes,
o distanciamento
respeitando o distanciamento
entre os estudantes
entreeos
higienização
estudantesde
e higienização de
objetos, de acordo
objetos,
com asdeorientações
acordo comdosas orientações
órgãos de saúde.
dos órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Selecione para oSelecione
jogo nomesparaque
o jogo
possibilitem
nomes quediscussões
possibilitem
interessantes
discussõesouinteressantes
que ainda não
ousão
quetão
ainda
apropriados
não são tão
pelo
apropriados pelo
grupo. Organizegrupo.
os quartetos
Organize deosmodo
quartetos
que osdeestudantes
modo queapresentem
os estudantes
conhecimentos
apresentem conhecimentos
próximos sobrepróximos
o sistemasobre o sistema
de escrita. de escrita.
(EF01LP10A) Nomear
(EF01LP10A)
as letrasNomear
do alfabeto.
as letras do alfabeto.
(EF01LP07) (EF01LP07)
(EF01LP08) Relacionar
(EF01LP08)
elementos
Relacionar
sonoros
elementos
das palavras
sonoros
com das
sua
palavras
representação
com suaescrita.
representação escrita.
(EF01LP13) (EF01LP13)
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
As situações de As
leitura
situações
de nomes
de leitura
para adechamada
nomes para
podem
a chamada
continuar
podem
ao longo
continuar
de todaaoalongo
sequência,
de toda
mesmo
a sequência,
que nãomesmo que não
sejam propostassejam
diretamente
propostas
nodiretamente
material do estudante.
no material do estudante.
Para a Atividade 1, oa Atividade
Para propósito é1,dividir
o propósito
os nomes
é dividir
entreosmeninos
nomes entre
e meninas,
meninos
parae organizarem
meninas, paradois
organizarem
grupos e dois grupos e

-
ções, o/a professor/a
ções, éo/aum
professor/a
mediadoréque
umprecisa
mediador
circular
que precisa
pela sala,
circular
ajudando,
pela sala,
fazendo
ajudando,
intervenções
fazendo
e oferecendo
intervenções e oferecendo

e também a ordem e também


que apresentam.
a ordem que apresentam.
Na Atividade 2,Na façaAtividade
uma vez 2,nafaça
lousa
umapara
vezdepois
na lousa
realizar
para adepois
do material.
realizarEscolha
a do material.
o nomeEscolha
de um estudante
o nome deeum peça
estudante e peça
para cada equipe, paraemcada
sua equipe,
vez, indicar
em uma
sua vez,
letra.
indicar
As sugeridas
uma letra.
queAsnão
sugeridas
fazem parte
que não
do nome
fazemprecisam
parte do nome
ser anotadas,
precisam ser anotadas
para servir de apoio
para servir
para asdefuturas
apoio escolhas.
para as futuras
Nesta escolhas.
primeira Nesta
vez, ajude-os
primeiraa perceber
vez, ajude-os
que,aquando
perceberduas
que,ouquando
mais duas ou mai
letras se juntam, letras
formam
se juntam,
um som formam
que podeum auxiliar
som quenaspode
escolhas
auxiliar
dasnas
letras.
escolhas
Deixedas
disponíveis
letras. Deixe
as letras
disponíveis
do alfa-as letras do alfa
beto, busque por beto,
elasbusque
para poder
por elas
ajudar
paraospoder
estudantes
ajudarnaosseleção.
estudantes
Feitonaisso,
seleção.
permita
Feito
que
isso,
joguem
permita
mais
queumajoguem
vez, mais uma vez
considerando agoraconsiderando
uma competição
agora umaentre
competição
os meninos entre
e meninas.
os meninos
Incentive
e meninas.
a turma
Incentive
a fazer os
a turma
registros
a fazer
do nome
os registros do nome
e das letras utilizadas
e das letras
no material.
utilizadas no material.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
-
gais, principalmente
gais, principalmente
pela letra A, costuma
pela letra
ser uma
A, costuma
ótima estratégia.
ser uma ótima
Pergunte
estratégia.
se usaram
Pergunte
outras
seeusaram
se anteciparam
outras e se anteciparam
algum nome para algum
poderem
nomepensar
para poderem
na escolha
pensar
das letras.
na escolha das letras.
11 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 13
11
LÍNGUA PORTUGUESA | 7
14
12 caderno
caderno do 12 caderno do professor
doprofessor
professor
8 | LÍNGUA PORTUGUESA

AULA 5 – FORCA
AULA
EM 5DU-
– FORCA EM DU-
PLA PLA
- -
sor/a sor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Em duplas. Em duplas.
MATERIAIS MATERIAIS
Material do estudante.
Material do estudante.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Organize as duplas
Organizede as duplas de
modo que os conhecimen-
modo que os conhecimen-
tos sobre o sistema
tos sobre
de es-o sistema de es-
crita sejam próximos,
crita sejam
con- próximos, con-
siderando as orientações
siderando as orientações
já dadas sobre os
já dadas
critérios
sobre os critérios
de formar agrupamentos
de formar agrupamentos
produtivos. produtivos.
(EF01LP10A) Nomear
(EF01LP10A) as Nomear as
letras do alfabeto.
letras do alfabeto.
(EF01LP07) (EF01LP07)
as notações doas sistema
notações do sistema
de escrita alfabética
de escrita
- seg-alfabética - seg-
mentos sonorosmentos
e letras.sonoros e letras.
(EF01LP08) (EF01LP08)
Relacionar Relacionar
elementos sonoros
elementos das sonoros das
palavras com suapalavras
repre-com sua repre-
sentação escrita.sentação escrita.
(EF01LP13) (EF01LP13)
- -
tes partes da palavra
tes partes(co- da palavra (co-

DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E IN- E IN-
TERVENÇÕES TERVENÇÕES
A proposta destaA aula
proposta
é jo- desta aula é jo-

estudante vai escolher


estudanteo vai escolher o
nome de um colega
nome edere-um colega e re-
gistrar a quantidade
gistrar adequantidade de
letras em seu material.
letras emAseuumamaterial. A não
letra que uma compõe
letra que
o nome,
não compõe
devemoregistrar
nome, devem
no boxregistrar
correspondente.
no box correspondente.
Observe Observe
ideia é que possam
ideia jogar
é que possam jogar
como eles jogam como
e os eles
auxilie
jogam
a buscarem
e os auxilie
estratégias
a buscaremque estratégias
possam facilitar
que possam
a descober-facilitar a descober
duas vezes, alternando
duas vezes,
os alternando
ta do nomeossemtaserdoenforcado.
nome semDescobrir
ser enforcado.
a letraDescobrir
inicial pode
a letra
ser inicial
uma ótima
podeoportuni-
ser uma ótima oportuni
materiais. materiais. dade para indicar dade
o nome,
para indicar
por exemplo.
o nome,Pensar
por exemplo.
na quantidade
Pensardenaletras
quantidade
também, de pois
letras também, poi
Peça para os estudantes
Peça para osassim
estudantes
é possívelassim
eliminar
é possível
nomeseliminar
curtos ounomes
mais compridos.
curtos ou mais compridos.
seguirem os seguirem
mesmos osPedirmesmos
que os estudantes
Pedir queantecipem
os estudantes
possíveis
antecipem
nomespossíveis
e indiquem
nomes letras
e indiquem
a partir daíletras a partir da
procedimentos procedimentos
que utili- que utili- -
zaram ao jogarzaram
com toda
ao jogar com toda
a turma. Ao asugerirem
turma. Aonomesugerirem
é da Fernanda
nomeporque
é da Fernanda
tem R naporque
terceira
temletra,
R napode
terceira
se arriscar,
letra, pode
dizendo
se arriscar,
a letra dizendo a letra
13 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 15
13

O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Depois que todos Depois
tiverem
quebrincado
todos tiverem
de forca
brincado
duas vezes,
de forca
umaduas
em cada
vezes,material,
uma empeça
cadaque
material,
os estudantes
peça quesocializem
os estudantes socializem
para os demais para
colegas
os demais
quem foicolegas
enforcado
queme quem
foi enforcado
conseguiu
e quem
descobrir
conseguiu
o nome.descobrir
Em seguida,
o nome.
estimule
Em seguida,
a turmaestimule
a a turma a
ocializar quais socializar
foram as estratégias
quais foramutilizadas.
as estratégias utilizadas.
AULA 6 - JOGOAULA
DO DETETIVE
6 - JOGO DO DETETIVE
EMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA

MATERIAIS MATERIAIS
arjetas individuais
Tarjetas
comindividuais
o nome decom
cadaoestudante.
nome de cada estudante.
É importante seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes,
as orientações
respeitando
vigentes,
o distanciamento
respeitando o distanciamento
entre os estudantes
entreeos
higienização
estudantesde
e higienização de
objetos, de acordo
objetos,
com asdeorientações
acordo comdos
as orientações
órgãos de saúde.
dos órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
- -
e aqueles que começam
te aquelescom
queas
começam
mesmascomletras
asou
mesmas
que terminam
letras ouiguais.
que terminam iguais.
EF01LP07) (EF01LP07)
EF01LP08) Relacionar
(EF01LP08)
elementos
Relacionar
sonoros
elementos
das palavras
sonoros
com
dassua
palavras
representação
com suaescrita.
representação escrita.
EF01LP13) (EF01LP13)
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
- -
nados previamente,
nadosmostre
previamente,
apenas uma
mostre
parte
apenas
deleuma
para parte
os estudantes
dele paraanteciparem
os estudantes
deanteciparem
quem será. Por
de quem
isso, usar
será. Por isso, usar

Supondo que em Supondo


sua turmaquetenham
em suaosturma
nomestenham
Maria,osMariana
nomes eMaria,
Marcos.Mariana
Você pode
e Marcos.
mostrar
Vocêa primeira
pode mostrar
letra ae primeira
pedir letra e pedir
que as crianças digam
que as quais
crianças
nomes
digampoderiam
quais nomes
estar poderiam
escondidosestar ali, já
escondidos
que sabemali,que
já que
começam
sabemcom queM.começam
A partir das
com M. A partir das
espostas, pergunte
respostas,
aos estudantes
pergunte aosqualestudantes
letra ajudaria
qualsaber
letra oajudaria
nome que saber
está
o nome
na tarjeta.
que Se
estádisserem
na tarjeta.
a segunda
Se disserem a segunda
etra, mostre-a, letra,
mas elamostre-a,
não ajudará,
mas ela
nemnãoa ajudará,
terceira, já
nemquea os
terceira,
três nomes
já queapresentam
os três nomes essas
apresentam
letras iguais.
essas
Deletras
todo iguais. De todo
eito, eles podemjeito,
pensar
elesno
podem
som que
pensar
forma
no som
ao juntarem
que forma essas
ao juntarem
letras. A ajuda
essasocorrerá
letras. Ase
ajuda
olharem
ocorrerá
parasea última,
olharemsepara a última, se
a palavra for Marcos;
a palavra
e a antepenúltima
for Marcos; e a se
antepenúltima
for Maria ou Mariana.
se for Maria ou Mariana.
A cada parte do Anome
cada que
partefordomostrada,
nome queé for
preciso
mostrada,
ouvir mais
é preciso
de um ouvirestudante
mais desobre
um estudante
suas hipóteses,
sobre suas
comparando
hipóteses, comparando
e confrontando easconfrontando
ideias de cadaasum.
ideias de cada um.

não só a letra inicial,


não sócomeçando
a letra inicial,
pelacomeçando
última ou uma
pela do
última
meio,
ouinformando
uma do meio,
a posição
informando
que ela
a posição
ocupa ou
que
a quantida-
ela ocupa ou a quantida-
de de letras quedeo nome
de letras
possui.
que o nome possui.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
- -
udantes que compartilhem
tudantes queascompartilhem
estratégias utilizadas
as estratégias
ao longo
utilizadas
do jogo,
ao longo
revelando
do jogo,
a forma
revelando
como pensaram
a forma como
para pensaram para
descobrir os nomes
descobrir
encobertos.
os nomes encobertos.
16
14 caderno
cadernodo 14 caderno do professor
doprofessor
professor

AULA 7 – JOGOAULA
DO BINGO
7 – JOGO DO BINGO
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA

MATERIAIS MATERIAIS
Papeis com os nomes
Papeisdecomtodos
os nomes
os estudantes
de todosdentro
os estudantes
de uma caixa
dentrooudesaquinho.
uma caixa ou saquinho.
A recomendaçãoAérecomendação
evitar que os estudantes
é evitar quemanuseiem
os estudantes
os mesmos
manuseiemmateriais
os mesmos
e quemateriais
sejam agrupados.
e que sejam
É importan-
agrupados. É importan
te seguir as orientações
te seguir vigentes,
as orientações
respeitando
vigentes,
o distanciamento
respeitando o distanciamento
social, de acordosocial,
com asde orientações
acordo com dos
as orientações
órgãos dos órgão
institucionais deinstitucionais
saúde. de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Professor/a, paraProfessor/a,
o seu planejamento,
para o seuéplanejamento,
fundamental leré fundamental
a atividade proposta
ler a atividade
no material
proposta
do estudante
no material
e articulá-la
do estudante e articulá-la
com orientaçõescom didáticas
orientações
constantes
didáticas
nestaconstantes
parte. nesta parte.
(EF01LP07) (EF01LP07)
(EF01LP08) Relacionar
(EF01LP08)
elementos
Relacionar
sonoros
elementos
das palavras
sonoros
comdassua
palavras
representação
com suaescrita.
representação escrita.
(EF01LP13) (EF01LP13)
(EF01LP02) Escrever,
(EF01LP02)
espontaneamente
Escrever, espontaneamente
ou por ditado, palavras
ou por ditado,
e frasespalavras
de formae frases
alfabética
de forma
- usando
alfabética
letras/grafe-
- usando letras/grafe
mas que representem
mas que fonemas.
representem fonemas.
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
O bingo é um jogoO bingo
que costuma
é um jogo agradar
que costuma
muito os agradar
estudantes
muitoporos ser
estudantes
divertido,
por
além
ser divertido,
de ser potente
alémpara
de ser
ospotente
propó- para os propó
sitos didáticos desta
sitos didáticos
sequência:desta
os estudantes
sequência:sãoos convidados
estudantes são
a lerconvidados
e a escrevera os
lernomes
e a escrever
dos colegas.
os nomes dos colegas.
Ao preencheremAoa preencherem
tabela com os aseistabela
nomes,
compodem
os seis escrever
nomes, podem
por si mesmos
escreverapor
partir
si mesmos
das aulasa partir
anteriores,
das aulas
ao longo
anteriores, ao longo
das propostas dedaschamada
propostas
e dedejogos,
chamada
com eosdenomes.
jogos,Durante
com os nomes.
o jogo, Durante
podem localizar
o jogo, podem
os nomes
localizar
escolhidos
os nomes
e ainda
escolhidos e ainda
ter a chance de ter
vencer.
a chance de vencer.
Ao ditar os nomes,
Ao ditar
o/a professor/a
os nomes, podeo/a professor/a
problematizar
podeoproblematizar
jeito de ditar, oem
jeito
vezde
deditar,
falar em
o nome,
vez dee falar
pediroque
nome,
locali-
e pedir que locali
zem. Pode também zem.darPode
pistas,
também
tais como:
dar pistas, tais como:
• é nome de uma • émenina
nome de queumacomeça
meninacomque
a letra
começa
M; com a letra M;
• é um nome que • écomeça
um nome comque R ecomeça
terminacomcomRO;e termina com O;
• é um nome que • étem
um cinco
nomeletras;
que tem cinco letras;
• é um nome que • étermina
um nome com quea letra
termina
S. com a letra S.
-

O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
15 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 17
15
LÍNGUA PORTUGUESA | 9
18
16 caderno
cadernodo 16 caderno do professor
doprofessor
professor
10 | LÍNGUA PORTUGUESA

AULA 8 – ESCREVENDO
AULA 8 – ESCREVENDO
O NOME DOS COLEGAS
O NOME DOS COLEGAS
- -
sor/a sor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Em quartetos. Em quartetos.
MATERIAIS MATERIAIS
Um conjunto deUm letras
conjunto
mó- de letras mó-
veis para cada estudante;
veis para cada estudante;
uma foto de cada uma
estudan-
foto de cada estudan-
te (se for o casote (se
pedirfora o caso pedir a
foto para a família
foto ou
paraau-a família ou au-
torização para fotografar);
torização para fotografar);
cartolinas grandes.
cartolinas grandes.
A recomendação A recomendação
é evitar é evitar
que os estudantesque manu-
os estudantes manu-
seiem os mesmos seiemmate-
os mesmos mate-
riais e sejam agrupados.
riais e sejam agrupados.
É importante Éseguir importante
as seguir as
orientações vigentes,
orientações
res- vigentes, res-
peitando o distanciamen-
peitando o distanciamen-
to social, de acordo
to social,
comde acordo com
as orientações dos
as orientações
órgãos dos órgãos
institucionais deinstitucionais
saúde. de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Organize os quartetos
Organizedeos quartetos de
acordo com osacordo conheci-com os conheci-
mentos próximos mentos
em rela-próximos em rela-
ção ao sistema ção
de escrita,
ao sistema de escrita,
de acordo com deas orienta-
acordo com as orienta-
ções da aula 2. ções da aula 2.
(EF01LP07) (EF01LP07)
as notações doas sistema
notações do sistema
de escrita alfabética
de escrita
- seg-alfabética - seg-
mentos sonorosmentos
e letras.sonoros e letras.
(EF01LP08) (EF01LP08)
Relacionar Relacionar
elementos sonoros
elementos das sonoros das
palavras com suapalavras
repre-com sua repre-
sentação escrita.sentação escrita.
(EF01LP13) (EF01LP13) letras/grafemasletras/grafemasque representem que
fonemas.
representem fonemas.
- DESENVOLVIMENTO - DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
tes partes da palavra
tes partes (co- daApalavra
atividade
(co-consiste
A atividade
em escrever
consiste
com emletras
escrever
móveis
comoletras
nomemóveis
dos colegas.
o nomePara
dosisso,
colegas. Para isso
organize uma folha
organize
de cartolina
uma folha
grande
de cartolina
com a foto
grande
de quatro
com aestudantes
foto de quatro
paraestudantes
que um para que um
(EF01LP02) Escrever,
(EF01LP02) quarteto possa
es- Escrever, es- escrever,
quarteto com
possaasescrever,
letras móveis,
com asoletras
nomemóveis,
dos colegas.
o nome dos colegas.
pontaneamentepontaneamente
ou por di- Há duas possibilidades
ou por di- Há duas de
possibilidades
encaminhamento:
de encaminhamento:
tado, palavras etado,
frases palavras
de •e frases de as letras
entregar • entregar
móveisase letras
pedir que
móveis
escrevam
e pedirosque
nomes;
escrevam os nomes;
forma alfabéticaforma
- usando
alfabética
• -entregar
usando somente
• entregar
as letras
somente
correspondentes
as letras correspondentes
em cada nome para
em cada
escreverem.
nome para escreverem.
17 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 19
17
LÍNGUA PORTUGUESA | 11

O QUE APRENDEMOS
O QUE APRENDEMOS
HOJE? HOJE?

que surgiram nosqueagrupa-


surgiram nos agrupa-
mentos quantomentos
à ordemquanto à ordem
ou sobre quais oue quantas
sobre quais e quantas
letras precisaram
letras
e como
precisaram e como

decisão. decisão.
AULA 9 - PARLENDAS
AULA 9 -E PARLENDAS E
NOMES NOMES
- -
sor/a sor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA

MATERIAIS MATERIAIS

todos os estudantes.
todos os estudantes.
É importante Éseguir
importante
as seguir as
orientações vigentes,
orientações
res- vigentes, res-
peitando o distanciamen-
peitando o distanciamen-
to entre os estudantes
to entre eos estudantes e
higienização dehigienização
objetos, de objetos,
de acordo com de
as orienta-
acordo com as orienta-
ções dos órgãosções
de saúde.
dos órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Organize as duplasOrganizede as duplas de
acordo com osacordo conheci-com os conheci-
mentos próximos mentos
em rela-próximos em rela-
ção ao sistema ção de escrita,
ao sistema de escrita,
de acordo com de as orienta-
acordo com as orienta-
ções da aula 2. ções da aula 2.
(EF01LP10A) Nomear(EF01LP10A)as Nomear as
letras do alfabeto.
letras do alfabeto.
(EF01LP10B) Recitar
(EF01LP10B)as Recitar as
letras do alfabetoletras
sequen-
do alfabeto sequen-
cialmente. cialmente.
(EF01LP07) (EF01LP07)
as notações doas sistema
notações do sistema
etras precisam letras
e, ainda,
precisam
saber ae,ordem
ainda, que
saberelas
a ordem
devemque
ocupar.
elas Na
devem
segunda
ocupar.
situa-
Na segunda situa-alfabética
de escrita de escrita
- seg-alfabética - seg-
- mentos sonoros - mentos
e letras.sonoros e letras.
nidade de resolverem
nidadequestões
de resolverem
em torno
questões
da posição
em torno
das letras,
da posição
podendo
das letras,
fazer várias
podendo fazer várias
entativas para encaixar
tentativastodas
paraelas.
encaixar todas elas. (EF01LP08) (EF01LP08)
Relacionar Relacionar
elementos sonoros elementos das sonoros das
É imprescindívelÉ imprescindível
que todos opinem, que pensem
todos opinem,
na forma
pensem
de usarnaasforma
letrasdeaté
usar
valida-
as letraspalavras
até valida-
com suapalavras
repre-com sua repre-
em em conjunto.remO em
trabalho
conjunto.
em parceria
O trabalho
é fundamental
em parceria para
é fundamental
que todos para
possam
quesetodossentação
possam escrita.
se sentação escrita.
(EF01LP13) (EF01LP13)
20
18 caderno
cadernodo 18 caderno do professor
doprofessor
professor
12 | LÍNGUA PORTUGUESA

- -
tes partes da palavra
tes partes
(co- da palavra (co-

(EF01LP02) Escrever,
(EF01LP02)
es- Escrever, es-
pontaneamentepontaneamente
ou por di- ou por di-
tado, palavras etado,
frases
palavras
de e frases de
forma alfabéticaforma
- usando
alfabética - usando
letras/grafemasletras/grafemas
que re- que re-
presentem fonemas.
presentem fonemas.
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E IN- E IN-
TERVENÇÕES TERVENÇÕES
Na Atividade 1, Atividade
Na cante a 1, cante a
parlenda e recite
parlenda
o alfabe-e recite o alfabe-
to para a turma.to
É provável
para a turma. É provável
que conheçam “Suco
que conheçam
gela- “Suco gela-
do”. Em seguida,do”.
pergunte
Em seguida, pergunte
se conhecem “Suco
se conhecem
quen- “Suco quen-
te”, propondo te”,compara-
propondo compara-
ções entre as ções
parlendas.
entre as parlendas.
- -
mente, saber omente,
alfabeto
saber o alfabeto

uma ótima estratégia


uma ótima
para estratégia para
o estudante descobrir
o estudante
a descobrir a

letra. Por isso, recite


letra. algu-
Por isso, recite algu-
mas vezes paramas poderem,
vezes para poderem,
em seguida, pular emcorda.
seguida, pular corda.
Depois de um tempoDepois pu-de um tempo pu-
lando, volte paralando,
realizar
volte
a para realizar a
Atividade 2, que Atividade
consiste2, que consiste
em escrever nome em escrever
de co- nome de co-
legas da turmalegas que daini-turma que ini-
cie com a letraciemarcada.
com a letra marcada.
A partir de uma A partir
situaçãode uma situação

outra turma estava


outrapulan-
turma estava pulan-
do corda e erroudonas
corda
letras
e errou nas letras
mostradas nosmostradas
quadros. nos quadros.
A proposta é queA proposta
os estu- é que os estu-
dantes consigam dantes
escrever
consigam escrever
por si mesmos novamente
por si mesmos novamente
o nome dos colegas. O QUE APRENDEMOS
o nome dos colegas. O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
-
que não consteque
como nãoini- crever
conste comodeterminados
ini- crevernomes.
determinados
Selecione
nomes.
dois ou
Selecione
três e faça
doisum
oucomparativo
três e faça um
decomparativo
como de como
cial de um nomecial da
de tur- começa
um nome daetur-
termina
começa
o nome
e termina
escolhido,
o nome
qual escolhido,
a quantidade
qualdea letras
quantidade
que possui,
de letras
entre
que possui, entre
ma, substitua ou
ma,faça as outros.
substitua ou faça as outros.
indicações necessárias.
indicações necessárias.
19 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 21
19
22
20 caderno
caderno do 20 caderno do professor
doprofessor
professor

AULA 10 – CANTANDO
AULA 10COM
– CANTANDO
OS NOMESCOM OS NOMES
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA

MATERIAIS MATERIAIS
Tarjetas individuais
Tarjetas
comindividuais
o nome decomcadaoestudante.
nome de cada estudante.
É importante seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes,
as orientações
respeitando
vigentes,
o distanciamento
respeitando o distanciamento
entre os estudantes
entreeos
higienização
estudantesde
e higienização de
objetos, de acordo
objetos,
com asdeorientações
acordo comdos
as orientações
órgãos de saúde.
dos órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Organize um espaço
Organize
em que
um espaço
possamembrincar
que possam
com as cantigas
brincar com
selecionadas.
as cantigas selecionadas.
(EF01LP07) (EF01LP07)
(EF01LP08) Relacionar
(EF01LP08)
elementos
Relacionar
sonoros
elementos
das palavras
sonoros
comdas
sua
palavras
representação
com suaescrita.
representação escrita.
(EF01LP13) (EF01LP13)
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
-
tante conhecidastante
paraconhecidas
que a turma para
possa
quecantar
a turma
e localizar
possa cantar
os nomes
e localizar
dos colegas.
os nomes Atividade
Na dos 1,Na
colegas. Atividade
a ideia é que,1,aoa ideia é que, ao
cantarem em uma cantarem
roda, por
emexemplo,
uma roda, A canoa
por exemplo,
virou, osAestudantes
canoa virou,possam,
os estudantes
ao indicar
possam,
um colega,
ao indicar
localizar
um colega,
o nomelocalizar o nome
dele na tarjeta de
dele
nomes
na tarjeta
antes.
deOnomes
mesmoantes.
deve ocorrer
O mesmo comdeve
a cantiga
ocorrerOcom a cantiga
camaleão. ParaOentrar na roda,
camaleão. Paraoentrar
estudante
na roda, o estudante
deverá ser escolhido.
deveráNesse
ser escolhido.
caso, podem
Nessetambém
caso, podem
escolhertambém
uma tarjeta
escolher
comuma
o nome
tarjeta
docom
colega.
o nome do colega.
É possível encaminhar
É possível
de encaminhar
dois jeitos: de dois jeitos:
• pedir que o estudante
• pedir quedigao estudante
o nome dodigacolega
o nome
que quer
do colega
e busque
quedentre
quer e as
busque
opçõesdentre
nas tarjetas;
as opções nas tarjetas;
• pegar uma tarjeta
• pegar
aleatoriamente
uma tarjeta aleatoriamente
e ler o nome doecolega.
ler o nome do colega.
Escolham a brincadeira
Escolham juntos
a brincadeira
ou brinquem
juntoscom
ou as
brinquem
duas de com
acordo
as duas
com odeinteresse
acordo com
do grupo.
o interesse do grupo.

nas escolhas. Depois,


nas escolhas.
porém,Depois,
pode serporém,
uma ótima
pode oportunidade
ser uma ótima problematizar
oportunidade algumas
problematizar
questõesalgumas
que surgiram
questões que surgiram
durante a brincadeira,
durantecom
a brincadeira,
intervenções comdointervenções
tipo: “Quando do otipo:
fulano
“Quando
pegou oa fulano
tarjeta pegou
da Priscila,
a tarjeta
ele se
daconfundiu
Priscila, ele
e se confundiu e
disse Patrícia. Vamos
disse Patrícia.
compararVamos
esses comparar
nomes?”; esses
“O que nomes?”;
são parecidos?”;
“O que são
“Por
parecidos?”;
que não podia
“Porser
quePriscila?”.
não podia ser Priscila?”.
A Atividade 2 consiste
A Atividade 2 consiste
em fazer um levantamento
em fazer umparalevantamento
observar separa
todos
observar
conseguem
se todos
localizar
conseguem
o nomelocalizar
dos colegas
o nome dos colega
e quais índices utilizam
e quais índices
para isso:
utilizam para isso:
• selecionam pela• selecionam
primeira letra
pelaouprimeira
sílaba; letra ou sílaba;
• pedem ajuda•com pedem
nomesajuda
parecidos;
com nomes parecidos;
• •
• observam a extensão
• observam(nomes
a extensão
com menos (nomes
ou mais
com menos
letras/ nomes
ou maiscompostos)
letras/ nomes compostos)
• observam a presença
• observamde acentos
a presença de acentos
• •
• leem com autonomia
• leem com autonomia
Esse levantamentoEssepermite
levantamento
ampliarpermite
as discussões
ampliarem astorno
discussões
das propostas
em tornopara
das além
propostas
dessas
para
aulas.
além dessas aulas.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Sistematize as aprendizagens
Sistematize as dos
aprendizagens
estudantes,dos
tornando-as
estudantes,
explícitas
tornando-as
e, portanto,
explícitas
possíveis
e, portanto,
de serem
possíveis
utilizadas
de serem
em utilizadas em
outros momentos,outros
as estratégias
momentos,(indícios)
as estratégias
que usam
(indícios)
para localizarem
que usam para
os nomes.
localizarem os nomes.
21 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 23
21
LÍNGUA PORTUGUESA | 13

SugestõesdodeLer
Sugestões de atividades e Escrever
atividades do- Ler
1º ano
e Escrever - 1º ano
Atividades habituais
Atividades
“Alfabeto”
habituais
(p. 106
“Alfabeto”
a 108) (p. 106 a 108)
Unidade 1 Unidade 1
Leitura e escritaLeitura
“Nomese escrita
Próprios”
“Nomes
(p. 109Próprios”
a 115) (p. 109 a 115)
Volume 1 Volume 1
Atividades habituais
Atividades
“Alfabeto”
habituais
(p. 129
“Alfabeto”
a 130) (p. 129 a 130)
Unidade 2 Unidade 2
Leitura e escritaLeitura
“Nomese escrita
Próprios”
“Nomes
(p. 131Próprios”
a 134) (p. 131 a 134)
24 caderno do professor
LÍNGUA PORTUGUESA
SEQUÊNCIA DIDÁTICA 2
26 caderno do professor
caderno do professor 27

Olá, Professor!
Olá, Professor!
Olá, Professora!
Olá, Professora!
Conviver, aprender,Conviver,
interagir:
aprender,
eis algunsinteragir:
dos importantes
eis alguns dos aspectos
importantes
envolvidosaspectos
nas brincadeiras
envolvidos nas e nabrincadeiras
construção de e na
brin-
construção de brin-
quedos, práticas quedos,
intimamente práticas
relacionadas
intimamente à infância.
relacionadas
É no processo
à infância.deÉimaginar,
no processo de explorar,
de imaginar,de descobrir,
de explorar,
quedea criança,
descobrir, que a criança,
por meio da brincadeira,
por meiotem da abrincadeira,
possibilidadetemdea possibilidade
aprender maisde sobre
aprender
o mundo,
maissobre
sobresiomesma
mundo,esobresobresia mesma
sua ancestralidade.
e sobre a sua ancestralidade.
CompreendemosCompreendemos
que essas são dimensões
que essasque sãoexpressam
dimensõesaque nossaexpressam
cultura e aconstituem
nossa cultura o desenvolvimento
e constituem o desenvolvimento
das crianças na das crianças na
ua integridade humana.
sua integridade
Dessa forma,
humana. é importante
Dessa forma,estabelecer
é importante
na escola
estabelecer
momentos na escola
em que momentos
a criança em
tenha
quea apossibilidade
criança tenha a possibilidade
de explorar e ampliar
de explorar
o seu repertório
e ampliarde o seu
brincadeiras.
repertório de brincadeiras.
Nesse contexto, insere-se
Nesse contexto,
este trabalho,
insere-se
cujo
este
foco
trabalho,
é aprendercujoafoco
ler eéaaprender
escrever atextos
ler e aque
escrever
registram
textos
brincadeiras
que registram
de dife-
brincadeiras de dife-
entes culturas. Arentes
propostaculturas.
é produzir
A proposta
um almanaque
é produzirde umbrincadeiras,
almanaque formado
de brincadeiras,
tanto porformado
aquelastanto
já conhecidas
por aquelas pelas
já conhecidas
crian- pelas crian-
as, como pelas novas
ças, como
brincadeiras
pelas novascombrincadeiras terãoascontato
as quais elascom ao longo
quais elas terão contato
desta sequência.
ao longo desta
Assim,sequência.
as criançasAssim,
vão aprender
as crianças vão aprender
diversos procedimentos,
diversos tais
procedimentos,
como registartais as como
brincadeiras
registarmais
as brincadeiras
praticadas pelo
maisgrupo,
praticadas
entrevistar
pelo grupo,
pessoas,
entrevistar
ler instruções
pessoas, ler instruções
obre como realizar
sobre
uma como
brincadeira.
realizar uma brincadeira.
São situações fundamentais
São situações para
fundamentais
as crianças depara1ºasanocrianças
ler e escrever
de 1º ano porlersi emesmas,
escreverainda
por sique
mesmas,
não seja
ainda
convencional-
que não seja convencional-
mente. Por isso, émente.
importante
Por isso,
colocar
é importante
em jogo seucolocar
conhecimento
em jogo seusobre conhecimento
o funcionamentosobre odo funcionamento
sistema de escrita,
do sistema
pensardeem escrita, pensar em
omo se escrevem como
algumas
se escrevem
palavras,algumas
quais letras
palavras,
usar equais
em queletras
ordem
usar ecolocar.
em queAlém ordem
disso,
colocar.
as crianças
Além disso,
vão aprender
as crianças
alguns
vão aprender alguns
omportamentoscomportamentos
leitores e escritores leitores
essenciais
e escritores
para inserção
essenciaisna Cultura
para inserção
Escrita.na Cultura Escrita.
Esperamos que este Esperamos
trabalhoqueproporcione
este trabalho
muitas
proporcione
discussõesmuitas
e aprendizagens
discussões eentreaprendizagens
você e sua turma.
entre você e sua turma.

Bom trabalho! Bom trabalho!

As atividades desta
As Sequência
atividades Didática
desta Sequência
prevêemDidática
o desenvolvimento
prevêem o desenvolvimento
das seguintes habilidades
das seguintes
do Currículo
habilidades
Paulista:
do Currículo Paulista:

Aulas em que as Aulas em que as


Objetos de conhecimento
Objetos de conhecimento Habilidades Habilidades habilidades são habilidades são
trabalhadas trabalhadas

(EF01LP07) Compreender
(EF01LP07)
as notações
Compreender
do sistema
as notações
de escrita
do alfabé-
sistema de escrita alfabé-
Construção do sistema
Construção
alfabético
do sistema alfabético Aulas 1, 5 e 10 Aulas 1, 5 e 10
tica - segmentos sonoros
tica - segmentos
e letras. sonoros e letras.

(EI03EF01) Expressar
(EI03EF01)
ideias, desejos
Expressar
e sentimentos
ideias, desejos
sobre
e sentimentos sobre
suas vivências, porsuas
meiovivências,
da linguagem
por meio
de fotos,
da linguagem
desenhosde e fotos, desenhos e
EDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTIL Aulas 1 e 2 Aulas 1 e 2
outras formas de expressão,
outras formas
ampliando
de expressão,
gradativamente
ampliando suas
gradativamente suas
possibilidades de comunicação
possibilidadese expressão.
de comunicação e expressão.

(EF01LP27) Ler e compreender,


(EF01LP27) Ler eme colaboração
compreender, comemoscolaboração
colegas com os colegas
e com a ajuda do professor,
e com a ajuda
listasdo
de professor,
regras e regulamentos,
listas de regrasque
e regulamentos, que
organizam a vida na
organizam
comunidade a vida
escolar,
na comunidade
entre outros
escolar,
textosentre
do outros textos do
Compreensão em Leitura
Compreensão em Leitura Aula 2 Aula 2
campo da vida pública,
campoconsiderando
da vida pública,
a situação
considerando
comunicativa,
a situação
o comunicativa, o

gênero. gênero.

(EF12LP01) Ler palavras


(EF12LP01)
tomandoLer como
palavras
referência
tomando palavras
como referência
conhe- palavras conhe-
Construção do sistema
Construção
alfabético
do sistema cidas
alfabético
e/ou memorizadas
cidas e/ou
(estáveis),
memorizadas
como o próprio
(estáveis),
nomecomo
e oode
próprio nome
Aulas
e o 2,
de3, 4 e 7 Aulas 2, 3, 4 e 7
colegas. colegas.
28 caderno do professor

Construção do sistema
Construção
alfabético
do sistema alfabético Aula 3 Aula 3

(EF01LP08) Relacionar
(EF01LP08)
elementos
Relacionar
sonoroselementos
das palavras
sonoros
com sua
das palavras com sua
Construção do sistema
Construção
alfabético
do sistema alfabético Aulas 3, 4 e 6 Aulas 3, 4 e 6
representação escrita.
representação escrita.

(EF01LP16) Ler e compreender,


(EF01LP16) Lereme colaboração
compreender, com
emoscolaboração
colegas e com os colegas e
com a ajuda do professor,
com a ajuda
quadrinhas,
do professor,
parlendas,
quadrinhas,
trava-línguas,
parlendas, trava-línguas,
Compreensão em leitura
Compreensão em leitura
cantigas, entre outros
cantigas,
textosentre
do campo
outrosdatextos
vida cotidiana,
do campo da vida cotidiana, Aula 5 Aula 5
considerando a situação
considerando
comunicativa,
a situação
o tema/assunto,
comunicativa,
a estrutura
o tema/assunto, a estrutura

(EF01LP18) Produzir,
(EF01LP18)
em colaboração
Produzir,
com
emcolegas
colaboração
e comcoma ajuda
colegas e com a ajuda
Produção escrita Produção escrita do professor, cantigas,
do professor,
quadrinhas,
cantigas,
parlendas,
quadrinhas,
trava-línguas,
parlendas,
entretrava-línguas,
Aulas
entre
6e9 Aulas 6 e 9
outros textos do campo
outrosdatextos
vida cotidiana.
do campo da vida cotidiana.

(EF01LP27) Ler e compreender,


(EF01LP27) Ler eme colaboração
compreender, comemoscolaboração
colegas com os colegas
e com a ajuda do professor,
e com a ajuda
listasdo
de professor,
regras e regulamentos,
listas de regrasque
e regulamentos, que
organizam a vida na
organizam
comunidade a vida
escolar,
na comunidade
entre outros
escolar,
textosentre
do outros textos do
Compreensão em leitura
Compreensão em leitura Aula 7 Aula 7
campo da vida pública,
campoconsiderando
da vida pública,
a situação
considerando
comunicativa,
a situação
o comunicativa, o

gênero. gênero.

(EF15LP03) Localizar
(EF15LP03)
informações
Localizar
explícitas
informações
em textosexplícitas
de diferentes
em textos de diferentes
Estratégia de leitura
Estratégia de leitura Aula 8 Aula 8
gêneros textuais. gêneros textuais.

- -
Estratégia de leitura
Estratégia de leitura Aula 8 Aula 8
das antes e durantedas
a leitura
antes edodurante
gêneroatextual.
leitura do gênero textual.

(EF01LP12B) Segmentar
(EF01LP12B)
palavras,
Segmentar
ainda quepalavras,
não convencionalmen-
ainda que não convencionalmen-
Construção do sistema
Construção
alfabético
do sistema alfabético Aula 9 Aula 9
te, na produção escrita
te, nadeprodução
textos deescrita
diferentes
de textos
gêneros.
de diferentes gêneros.

(EF01LP22) Ler e compreender,


(EF01LP22) Lereme colaboração
compreender, comemoscolaboração
colegas e com os colegas e
com a ajuda do professor,
com a ajuda
entrevistas,
do professor,
curiosidades,
entrevistas,
entrecuriosidades,
outros entre outros
Compreensão em leitura
Compreensão em leitura
textos do campo das
textos
práticas
do campo
de estudo
das práticas
e pesquisa,
de estudo
considerando
e pesquisa, Aula 10a
a considerando Aula 10
situação comunicativa,
situação
o tema/assunto,
comunicativa,a estrutura
o tema/assunto,
composicional,
a estrutura
o composicional, o
3 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 293
LÍNGUA PORTUGUESA | 15

kraft ou qualquer
kraft outro
ou qualquer outro
para produzir o para
cartaz.
produzir o cartaz.
É importante Éseguir
importante
as seguir as
orientações vigentes
orientações
de vigentes de
distanciamentodistanciamento
entre os entre os
estudantes e higienização
estudantes e higienização
de objetos, de acordo
de objetos,
com de acordo com
os órgãos de saúde.
os órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Realizar a leitura
Realizar
da ativi-
a leitura da ativi-
dade proposta nodadematerial
proposta no material
do estudante edo relacionar
estudante e relacionar
com orientaçõescomdidáticas.
orientações didáticas.
Você pode deixarVocê
pronto
podeo deixar pronto o
cartaz, contendocartaz,
o título
contendo o título
da sequência da didática
sequência
e didática e
colocar em cadacolocar
mesa em as cada mesa as
tarjetas com os tarjetas
nomes com de os nomes de
cada criança. cada criança.
(EF01LP07) Compreender
(EF01LP07) Compreender
as notações doas sistema
notações do sistema
de escrita alfabética
de escrita
- seg-alfabética - seg-
mentos sonorosmentos
e letras.sonoros e letras.
(EI03EF01) (EI03EF01)
Expressar Expressar
ideias, desejosideias,
e senti-desejos e senti-
mentos sobre suas
mentosvivên-
sobre suas vivên-
cias, por meio cias,
da lingua-
por meio da lingua-
gem de fotos, desenhos
gem de fotos,e desenhos e
outras formas deoutras
expres-
formas de expres-
são, ampliandosão,gradati-
ampliando gradati-
vamente suas vamente
possibili-suas possibili-
dades de comunicação
dades dee comunicação e
expressão. expressão.
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E IN- E IN-
TERVENÇÕES TERVENÇÕES
A roda de conversa
A rodatem de conversa tem
como objetivo como
levantar
objetivo
o levantar o
repertório de brincadeiras
repertório de brincadeiras
da turma e apresentar
da turmaase apresentar as
atividades da atividades
sequência da sequência
que nortearão aqueprodução
nortearão a produção
AULA 1 – RODAAULADE CONVERSA
1 – RODA DE CONVERSA do almanaque do
de almanaque
brinca- de brinca-
deiras. Para a proposta
deiras. Para
ser a proposta ser
Conversa com o/aConversa
professor/a
com o/a professor/a - -
EMPO TEMPO tal apresentar tal
a situação
apresentar a situação
Uma aula. Uma aula. comunicativa: comunicativa:
escrever escrever
ORGANIZAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA como se brincacomo
para se
pro-
brinca para pro-
Coletiva e individual
Coletiva
(carteiras
e individual
em roda).
(carteiras em roda). duzir um almanaque
duzir umde almanaque de
brincadeiras para
brincadeiras
alguém. para alguém.
MATERIAIS MATERIAIS O leitor do almanaque
O leitor do almanaque
Material do estudante,
Material lápis,
do estudante,
borracha,lápis,
tarjetaborracha,
com os nomes
tarjeta com
das crianças,
os nomespapel
das crianças, papel
30
4 caderno
cadernodo 4 caderno do professor
doprofessor
professor
16 | LÍNGUA PORTUGUESA

pode ser escolhido


pode pelaser escolhido pela
turma na primeira
turmaaula,na primeira aula,
para que as decisões
para quea se-as decisões a se-
rem tomadas considerem
rem tomadas considerem
o destinatário. o destinatário.
Inicie a roda com
Inicie
as crian-
a roda com as crian-
ças, retomando ças,
quais retomando
brin- quais brin-
cadeiras conhecem,
cadeiras
e con-
conhecem, e con-
te que vocês te escreverão
que vocês escreverão
juntos uma listajuntos
com umaes- lista com es-
ses nomes. Como ses suges-
nomes. Como suges-
tão, você pode sensibilizar
tão, você pode sensibilizar
as crianças perguntando:
as crianças perguntando:
“Quais são as brincadeiras
“Quais são as brincadeiras
que vocês maisquegostam?”;
vocês mais gostam?”;
“Quem ensinou “Quemessaensinou essa
brincadeira?”; brincadeira?”;
“Como se “Como se
brinca?”. Nessebrinca?”.
momen-Nesse momen-
to, é interessante
to, ter
é interessante
uma ter uma
escuta atenta. escuta
Aproveiteatenta. Aproveite
para observar para
o repertó-
observar o repertó-
precisa de um investimen-
precisa de um investimen-
to maior para ampliar
to maiorospara ampliar os
conhecimentos conhecimentos
sobre as sobre as
brincadeiras. brincadeiras.
Enquanto Enquanto
cada criança conta
cadapara
criança
a conta para a
turma suas brincadeiras
turma suas brincadeiras
conhecidas, anote
conhecidas,
no car- anote no car-
taz o nome da brincadeira
taz o nome da brincadeira
e leia em voz alta
e leia
para
ema voz alta para a
turma o que escreveu.
turma oEm que escreveu. Em
seguida, convide
seguida,
as crian-
convide as crian-
de apresentação de no apresentação
ca- no ca-
derno do estudante.
derno Leia
do estudante. Leia
- -
cando a informação
cando que a informação que
precisam escrever
precisam
e colo-escrever e colo-
cando em jogo cando
suas hipó-
em jogo suas hipó-
teses de escrita.
teses
Oriente
de escrita. Oriente
as crianças a usar
as acrianças
tarjeta a usar a tarjeta
com o nome e consultar
com o nome o edeconsultar
nome daoturma
de nome
para escrever
da turmao para
nomeescrever
da sua brincadeira
o nome da sua
preferida.
brincadeira preferida.
alfabeto. Enquanto
alfabeto.
cadaEnquanto cada
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
circule pela salacircule
auxilian-
pela sala auxilian- -
do as crianças na
do ativida-
as crianças na ativida-
de. Caso seja de. Caso sejadenecessário
necessário nomes da turma
de nomes
pode ajudar.
da turma pode ajudar.
informe os nomesinforme
das le-
os nomes das le-
tras do alfabetotras
e convide AULA
do alfabeto 2 – AMPLIAÇÃO
e convide AULA 2 DE
– AMPLIAÇÃO
REPERTÓRIODE REPERTÓRIO
a criança consultar
a criança Conversa
a listaconsultar com o/a
a lista Conversa
professor/a
com o/a professor/a
5 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 315

EMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva e em duplas.
Coletiva e em duplas.
MATERIAIS MATERIAIS

para realizar o jogo.


para realizar o jogo.
É importante seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes
as orientações
de distanciamento
vigentes de distanciamento
entre os estudantes
entreeos
higienização
estudantes de
e higienização
objetos, de de objetos, de
acordo com os órgãos
acordode
comsaúde.
os órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
É importante lerÉaimportante
atividade eler
compreender
a atividade eascompreender
regras do jogo
asproposto
regras dono
jogo
material
proposto
do estudante
no materiale relacionar
do estudante
come relacionar com

EI03EF01) Expressar
(EI03EF01)
ideias,Expressar
desejos eideias,
sentimentos
desejossobre
e sentimentos
suas vivências,
sobre por
suasmeio
vivências,
da linguagem
por meiode dafotos,
linguagem
dese- de fotos, dese-
nhos e outras formas
nhos edeoutras
expressão,
formasampliando
de expressão,
gradativamente
ampliando gradativamente
suas possibilidades
suasdepossibilidades
comunicaçãode e expressão.
comunicação e expressão.
EF01LP27) Ler(EF01LP27)
e compreender,Ler eem
compreender,
colaboraçãoemcom
colaboração
os colegascom
e comos acolegas
ajuda doe com
professor,
a ajudalistas
do professor,
de regraslistas
e de regras e
egulamentos, que
regulamentos,
organizam que a vida
organizam
na comunidade
a vida na
escolar,
comunidade
entre outros
escolar,
textos
entredooutros
campotextos
da vida
do pública,
campo dacon-
vida pública, con-

EF12LP01) Ler(EF12LP01)
palavras tomando
Ler palavras
como tomando
referênciacomo
palavras
referência
conhecidas
palavras
e/ouconhecidas
memorizadas
e/ou(estáveis),
memorizadas
como(estáveis),
o pró- como o pró-
prio nome e o de
prio
colegas.
nome e o de colegas.
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
Essa aula tem como
Essa aula
objetivo,
tem ampliar
como objetivo,
o repertório
ampliar
da oturma
repertório
com umada turma
nova brincadeira
com uma novae propor
brincadeira
uma situação
e propordeuma situação de
eitura em duplas
leitura
dos materiais
em duplasdodos
jogo.
materiais
Comecedoa jogo.
aula, Comece
retomandoa aula,
o propósito
retomandocomunicativo
o propósitodocomunicativo
estudo: produzir
do estudo: produzir
um almanaque umde brincadeiras
almanaque de para
brincadeiras
o público escolhido
para o público
pela turma.
escolhido
Depois,
pela explique
turma. Depois,
que a turma
explique
aprenderá
que a turma
um aprenderá um

obre ele à turma.


sobre ele à turma.
Faça a leitura colaborativa
Faça a leitura
do colaborativa
texto. Para isso,
do texto.
siga lendo
Para isso,
aos poucos
siga lendo
as instruções
aos poucossobre
as instruções
como desenvolver
sobre comoa brin-
desenvolver a brin-
adeira, promovendo,
cadeira,aopromovendo,
longo da leitura,
ao longo
discussões.
da leitura,
É importante
discussões.
asÉcrianças
importante
expressarem
as criançassuas
expressarem
opiniões sobre
suas oopiniões sobre o
ogo e mostrarem jogo
o que
e mostrarem
compreenderam.
o que compreenderam.
Como sugestão Como
de intervenção,
sugestão devocêintervenção,
pode perguntar:
você pode
“O texto
perguntar:
indicou“O
o que
textoprecisamos
indicou o que
fazerprecisamos
primeiro para
fazerdepois
primeiro para depois
omeçar o jogo?”;começar
“Quaiso são
jogo?”;
as regras?”.
“Quais são
É possível
as regras?”.
fazer Éoutras
possível
perguntas
fazer outras
de acordo
perguntas
com adesuaacordo
turma.
comEnquanto
a sua turma. Enquanto

próprio texto. Para


próprio
isso, texto.
é possível
Para voltar
isso, éàpossível
regra e ler
voltar
determinado
à regra e ler
trecho.
determinado trecho.

brincadeira e a lista
brincadeira
de materiais
e a lista
dodejogo
materiais
e tambémdo jogo
oriente-as
e também
a consultar
oriente-as
a lista
a consultar
de nomesa das
listacrianças
de nomes da das
turmacrianças da turma
para ajudar a lerpara
outras
ajudar
palavras.
a ler outras
Leia a palavras.
lista fora Leia
da ordem
a listaem
foraque
da ordem
os nomesemestão
que osescritos
nomeseestão
depois escritos
peça para
e depois
o peça para o
grupo localizar agrupo
palavra
localizar
ditadaaporpalavra
você,ditada
por exemplo:
por você,“Onde
por exemplo:
está escrito
“Onde
BOLA?”.
está Circule
escrito pela
BOLA?”.
sala,Circule
fazendopela
outras
sala, fazendo outras
ntervenções que intervenções
você considerar
que você
necessária.
considerar
Quando
necessária.
a criançaQuando
localizar
a criança
a palavra,
localizar
peça para
a palavra,
grifar,peça
usando
paraogrifar,
lápis usando o lápis
de cor. de cor.
- -
do com a criança/dupla
do com aumacriança/dupla
palavra conhecida
uma palavra
que tenha
conhecida
som que
semelhante.
tenha som semelhante.
eve a turma a uma
Leveárea
a turaberta
ma a uda maescola,
área abpara
ertabrincar
da escodola, jogo
para b“pilolo”,
rincar dseguindo
o jogo “piaslolorientações
o”, seguindodasas oregras
rientaçdo
õejogo.
s das regras do jogo.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Converse com aConverse
turma sobre
comaabrincadeira
turma sobre“pilolo”
a brincadeira
que aprenderam.
“pilolo” que
Comentem
aprenderam.
sobre
Comentem
os apoiossobre
que podem
os apoios
usarque podem usar
para ler o que está
paraescrito,
ler o que
pergunte
está escrito,
se os pergunte
nomes dossecolegas
os nomesajudaram
dos colegas
e se há
ajudaram
outro conjunto
e se há outro
de palavras
conjunto
quede palavras que
ontribui para essa
contribui
situação.
para essa situação.
32
6 caderno
cadernodo 6 caderno do professor
doprofessor
professor

AULA 3 – AMPLIAÇÃO
AULA 3 DE
– AMPLIAÇÃO
REPERTÓRIODE REPERTÓRIO
Conversa com o/a
Conversa
professor/a
com o/a professor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva e duplas.
Coletiva e duplas.
MATERIAIS MATERIAIS
Lápis de cor, letras
Lápis
móveis,
de cor,garrafa,
letras móveis,
corda ougarrafa,
varal, feijão,
corda ou
listavaral,
de nomes
feijão,da
lista
turma
de nomes
e mapa dado
turma
continente
e mapaafricano.
do continente africano.
É importante seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes
as orientações
de distanciamento
vigentes de distanciamento
entre os estudantes
entreeos
higienização
estudantes de
e higienização
objetos, de de objetos, de
acordo com os órgãos
acordode
comsaúde.
os órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
É importante conhecer
É importante
a brincadeira,
conhecerlera brincadeira,
a atividade eler
o material
a atividade
do estudante,
e o materiale do
relacionar
estudante,
seueplanejamento
relacionar seucom
planejamento com
as orientações didáticas.
as orientações
Considere
didáticas.
as hipóteses
Considere deas
escrita
hipóteses
da criança
de escrita
para da
organizar
criança as
para
duplas
organizar
de trabalho.
as duplas
Como
de trabalho. Como
sugestão, você pode
sugestão,
assistir
vocêa brincadeira
pode assistirem:
a brincadeira
https://www.youtube.com/watch?v=6XO0ZMbPDhA
em: https://www.youtube.com/watch?v=6XO0ZMbPDhA
(EF01LP13) (EF01LP13)
(EF12LP01) Ler(EF12LP01)
palavras tomando
Ler palavras
como tomando
referênciacomo
palavras
referência
conhecidas
palavras
e/ouconhecidas
memorizadas e/ou(estáveis),
memorizadas
como(estáveis),
o pró- como o pró
prio nome e o de
prio
colegas.
nome e o de colegas.
(EF01LP08) Relacionar
(EF01LP08)
elementos
Relacionar
sonoros
elementos
das palavras
sonoros
com das
sua
palavras
representação
com suaescrita.
representação escrita.
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
Essa aula tem como
Essa aula
objetivo
tem propor
como objetivo
uma situação
propordeuma
escrita
situação
em dupla
de escrita
e ampliar
em dupla
o repertório
e ampliar
da oturma
repertório
com ada turma com a
brincadeira Saltando
brincadeira
Feijão,Saltando
que é uma
Feijão,
adaptação
que é uma
de uma
adaptação
brincadeira
de uma
infantil
brincadeira
da Nigéria.
infantil
Neste
da momento,
Nigéria. Neste
vocêmomento, você

a nova brincadeira
a nova
estábrincadeira
sem o títuloestá
e que
semasoduplas
título ede
que
crianças
as duplas
terãodeque
crianças
escrever,
terãocada
queuma
escrever,
usandocada
suauma
própria
usando sua própria
atividade do caderno
atividade
do estudante.
do cadernoDepois,
do estudante.
faça a leitura
Depois,colaborativa
faça a leitura
docolaborativa
texto. Para isso,
do texto.
siga lendo
Para isso,
aos poucos
siga lendo aos pouco
as instruções sobre
as instruções
como desenvolver
sobre como a brincadeira,
desenvolverpromovendo,
a brincadeira,aopromovendo,
longo da leitura,
ao longo
discussões
da leitura,
com discussões
as crianças.com as crianças
Como sugestão,Como
pergunte
sugestão,
para apergunte
turma: “Vocês
para aconhecem
turma: “Vocês
uma conhecem
brincadeiraumaparecida
brincadeira
com essa?”;
parecida
“O texto
com essa?”;
indicou“O texto indicou
quais materiaisquais
precisamos
materiais
separar?”
precisamos
Quaisseparar?”
são as regras?”.
Quais são
É possível
as regras?”.
problematizar
É possívelcom
problematizar
outras perguntas
com outras
de perguntas de

turma. É possívelturma.
ler novamente
É possível determinado
ler novamente trecho
determinado
do texto.trecho do texto.
Situação de leitura:
Situação de leitura:
convide a turmaconvide
a ler a lista
a turma
de materiais
a ler a lista
da de
brincadeira.
materiais Oriente
da brincadeira.
as crianças
Oriente
a consultar
as crianças
a lista
a consultar a lista
de nomes para ajudar
de nomesa lerpara
outras
ajudar
palavras.
a ler outras
Leia a lista
palavras.
fora da
Leiaordem
a listaem
foraque
daestá
ordemescrita
em que
e depois
está escrita
peça para
e depois
o grupopeça para o grupo
localizar a palavra
localizar
ditadaaporpalavra
você.ditada
Por exemplo:
por você.tem
Poralgum
exemplo:nome temdaalgum
lista que
nome
podedaajudar
lista que
a ler
pode
a palavra
ajudarFEIJÃO?
a ler a palavra FEIJÃO

Quando a criança Quando


localizar
a criança
a palavra,
localizar
peça para
a palavra,
grifar,peça
usando
paraogrifar,
lápis de
usando
cor. o lápis de cor.
Situação de escrita:
Situação de escrita:
íntegra a frase. íntegra
Depois peça
a frase.
paraDepois
os estudantes
peça paraescreverem
os estudantes o título,
escreverem
usandooastítulo,
letrasusando
móveis.asLembre
letras móveis.
à turmaLembre
de à turma de
consultar a listaconsultar
de nomesa para
lista ajudar
de nomesa escrever
para ajudar
e ler outras
a escrever
palavras.
e ler outras
Enquanto
palavras.
as duplas
Enquanto
estiverem
as duplas
trabalhando,
estiverem trabalhando
circule pela sala.circule
Comopelasugestão,
sala. Como
socialize
sugestão,
com a socialize
turma as cominformações
a turma as pertinentes
informaçõesdescobertas
pertinentespordescobertas
determinada por determinada
dupla. Por exemplo:
dupla.Essa
Pordupla
exemplo:descobriu
Essa dupla
que odescobriu
nome da que SABRINA
o nome ajuda
da SABRINA
escrever aajuda
parteescrever
SA do começo
a partedo
SAnome
do começo do nome
da brincadeira “saltando”.
da brincadeiraApós“saltando”.
a dupla terminar
Após a dupla
de escrever
terminar
o nome
de escrever
da brincadeira,
o nome usando
da brincadeira,
as letrasusando
móveis,ascon-
letras móveis, con
vide a criança a vide
copiar a criança
a mesma a copiar
escritaana
mesma
atividade.
escrita na atividade.
Leve a turma a uma
Leveárea
a turma
abertaa uma
da escola
área aberta
para brincar,
da escolaseguindo
para brincar,
as orientações
seguindoda as regra.
orientações da regra.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Retome com a turma
Retomecomo
comfoia turma
trabalhar
comoemfoidupla.
trabalhar
Pergunte
em dupla.
se a lista
Pergunte
de nomes
se a elista
se outro
de nomes
conjunto
e se outro
de palavras
conjunto de palavra
contribuíram para
contribuíram
realizar a atividade
para realizar
de leitura
a atividade
e escrita.
de leitura e escrita.
7 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 337
LÍNGUA PORTUGUESA | 17
34
8 caderno
cadernodo 8 caderno do professor
doprofessor
professor
18 | LÍNGUA PORTUGUESA
9 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 359

AULA 4 – ENQUETE
AULACOM
4 – ENQUETE
A FAMÍLIACOM A FAMÍLIA
Conversa com o/a
Conversa
professor/a
com o/a professor/a
EMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Em duplas. Em duplas.
MATERIAIS MATERIAIS
Giz, lousa, lista de
Giz,nomes
lousa,da
lista
turma.
de nomes da turma.
É importante seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes
as orientações
de distanciamento
vigentes de distanciamento
entre os estudantes
entreeos
higienização
estudantes de
e higienização
objetos, de de objetos, de
acordo com os órgãos
acordodecomsaúde.
os órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Realizar a leitura
Realizar
da atividade
a leituranodamaterial
atividade
do no
estudante
materialedorelacionar
estudanteseue planejamento
relacionar seu com
planejamento
as orientações
com di-
as orientações di-
dáticas, considerando
dáticas,asconsiderando
hipóteses deasescrita
hipóteses
da criança
de escrita
paradaorganizar
criança as
paraduplas
organizar
de trabalho.
as duplasComo
de trabalho.
sugestão,Como sugestão,

próximo a você.próximo a você.


EF01LP08) Relacionar
(EF01LP08)
elementos
Relacionar
sonoros
elementos
das palavras
sonoros
comdas
sua
palavras
representação
com suaescrita.
representação escrita.
EF12LP01) Ler(EF12LP01)
palavras tomando
Ler palavras
como tomando
referênciacomo
palavras
referência
conhecidas
palavras
e/ouconhecidas
memorizadase/ou(estáveis),
memorizadas
como(estáveis),
o pró- como o pró-
prio nome e o de
prio
colegas.
nome e o de colegas.
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
Essa aula tem como
Essa aula
objetivo,
tem como
proporobjetivo,
uma situação
proporem uma
quesituação
as crianças
em que
terãoasque
crianças
ler por
terão
si mesmas
que ler os
pornomes
si mesmas
de os nomes de
algumas brincadeiras,
algumas quebrincadeiras,
farão parte que
da enquete
farão parte
queda
realizarão
enquetecom queasrealizarão
famílias.com as famílias.
Conte que a turma
Conteprecisa
que alerturma
os nomes
precisa
das
lerbrincadeiras
os nomes das e observe
brincadeiras
se os eestudantes
observe serealizam
os estudantes
a leitura,
realizam
ajustando
a leitura, ajustando
o falado ao escrito.
o falado
Informe
ao escrito.
o nomeInforme
das brincadeiras,
o nome dassem brincadeiras,
ler na ordemsemem ler que
na ordem
está escrita
em que
na enquete,
está escritae peça
na enquete, e peça
para as criançaspara
dizerem
as crianças
qual dasdizerem
brincadeiras
qual das
elasbrincadeiras
conhecem.elas
Em seguida,
conhecem. oriente-as
Em seguida,
a localizar
oriente-as
e circular
a localizar
o nome e circular o nome

rianças: será possível


crianças:fazer
serárelações
possívelentre
fazerorelações
som de parte
entreda o som
palavra
de parte
consultada
da palavra
comconsultada
o som correspondente
com o som correspondente
escrito escrito
do nome das brincadeiras.
do nome das brincadeiras.
Uma sugestão de Uma intervenção
sugestão para
de intervenção
os estudantes
paraque
os estudantes
estão necessitando
que estãoavançar,
necessitando
em relação
avançar,
ao sistema
em relação
de escri-
ao sistema de escri-
a, é diminuir asta,possibilidades
é diminuir as depossibilidades
análise. Por exemplo,
de análise.sePor
for exemplo,
para localizar
se forSaltando
para localizar
Feijão,Saltando
você podeFeijão,
restringir
você pode restringir

urma que a família


turma poderá
que a escrever
família poderá
uma nova
escrever
brincadeira
uma nova
do espaço
brincadeira
reservado
do espaço
para isso.
reservado para isso.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Converse com os
Converse
estudantes
comsobre
os estudantes
a atividade
sobre
e pergunte
a atividade
se aelista
pergunte
de nome
se adalista
turma
de nome
contribuiu
da turma
para contribuiu
localizar o para localizar o
nome das brincadeiras.
nome das brincadeiras.
36
10 caderno
cadernodo 10 caderno do professor
doprofessor
professor

AULA 5 – ESCRITA
AULAEM5 –DUPLA
ESCRITA
DO NOME
EM DUPLA
DA NOVA
DO NOME
BRINCADEIRA
DA NOVA BRINCADEIRA
Conversa com o/a
Conversa
professor/a
com o/a professor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva e em duplas.
Coletiva e em duplas.
MATERIAIS MATERIAIS
Material do estudante,
Materialletras
do estudante,
móveis. letras móveis.
É importante seguir
É importante
as orientações
seguir vigentes
as orientações
de distanciamento
vigentes de distanciamento
entre os estudantes
entreeosa higienização
estudantes e de
a higienização
objetos, de objetos
de acordo com os
deórgãos
acordodecomsaúde.
os órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Realizar previamente
Realizara leitura
previamente
da atividade
a leiturae relacionar
da atividade
seue planejamento
relacionar seu com
planejamento
as orientações
com didáticas.
as orientações
Comodidáticas. Como
sugestão, faça ossugestão,
agrupamentos
faça os das
agrupamentos
duplas considerando
das duplasasconsiderando
hipóteses deas escrita.
hipóteses de escrita.
(EF01LP07) Compreender
(EF01LP07)asCompreender
notações do sistema
as notações
de escrita
do sistema
alfabética
de escrita
- segmentos
alfabética
sonoros
- segmentos
e letras.sonoros e letras.
(EF02LP16) Ler (EF02LP16)
e compreender,
Ler eem
compreender,
colaboraçãoem comcolaboração
os colegas ecom
comosacolegas
ajuda doe professor,
com a ajuda quadrinhas,
do professor,
parlendas,
quadrinhas, parlendas
trava-línguas, cantigas,
trava-línguas,
entre outros
cantigas,
textos
entredooutros
campotextos
da vida
do cotidiana,
campo da considerando
vida cotidiana,a considerando
situação comunicativa,
a situaçãoocomunicativa, o

DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
Inicie a aula emInicie
rodaaeaula
apresente
em roda para
e apresente
a turma aspara duasa brincadeiras
turma as duas Lagarta
brincadeiras
Pintada(variação)
Lagarta Pintada(variação)
e Brincadeira dae Brincadeira da
Raposa. Recite com
Raposa.
os estudantes
Recite comalgumas
os estudantes
vezes asalgumas
cantigasvezes
e conte
as cantigas
que elese que
conteterão
que que
elesescolher
que terãouma quebrin-
escolher uma brin
cadeira para brincar
cadeira
e escrever
para brincar
o nomee escrever
dela. Depois
o nome faça
dela.
a leitura
Depoiscolaborativa
faça a leitura
do colaborativa
texto. Para isso,
do texto.
siga lendo
Para isso,
aos siga lendo ao
poucos as instruções
poucossobre
as instruções
como desenvolver
sobre como a brincadeira,
desenvolvere apromovendo,
brincadeira, eaopromovendo,
longo da leitura,
ao longo
discussões
da leitura,
com discussões
as com a
crianças. Como sugestão,
crianças. Como
escutesugestão,
a opiniãoescute
das crianças
a opinião
sobre
dasascrianças
brincadeiras.
sobre asCaso
brincadeiras.
demonstrem Caso
interesse,
demonstremcombine
interesse, combine
um outro momento um outro
para todos
momento brincarem.
para todos
Em seguida,
brincarem. convide
Em seguida,
as crianças
convide
paraaslocalizar
criançasqual
parados
localizar
dois textos
qual dos
é a dois textos é a
brincadeira escolhida.
brincadeira
Para escolhida.
isso, peça para
Para asisso,
duplas
peça retomarem
para as duplasa cantiga
retomarem
oralmente
a cantiga
e, emoralmente
seguida, realizarem
e, em seguida,
a realizarem a
leitura do texto,leitura
apontando
do texto,
paraapontando
o que está para
lendo. o que
Observe
está lendo.
quem sãoObserve
as crianças
quem quesão as
demonstram
crianças que a preocupação
demonstram a preocupação
de ajustar o falado
de ajustar
ao escrito.
o falado ao escrito.
Depois de a duplaDepois
localizar,
de a peça
duplapara
localizar,
escrever
peça o nome
para escrever
dela. Você
o nome
podedela.
informar
Vocêopode
nomeinformar
novamente o nome
paranovamente
o grupo e para o grupo e
orientar como cada
orientar
duplacomo
irá trabalhar,
cada dupla usando
irá trabalhar,
as letrasusando
móveisas para
letras
escrever.
móveisEm para
uma escrever.
intervenção
Em uma mais
intervenção
geral, vocêmais geral, você
pode ser perguntar
podeàsser
crianças:
perguntar”Com às quais
crianças:
letras
”Com
se escreve
quais letras
este título?”;
se escreve“Com
estequantas?”;
título?”; “Com
“Em quantas?”;
qual ordem?”.“EmOb-qual ordem?”. Ob

nas letras a serem


nasutilizadas,
letras a serem
outras
utilizadas,
podem tentar
outrasbuscar
podempalavras
tentar buscar
com sons
palavras
semelhantes
com sons
(palavras
semelhantes
estáveis),
(palavras
para estáveis), para

cada dupla. Problematize


cada dupla.a discussão,
Problematize
peça
a discussão,
para as crianças
peça para
relerem
as crianças
o que escreveram
relerem o que
e ajude
escreveram
a recuperar
e ajude
o que
a recuperar
já o que já

O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Converse com aConverse
turma sobre
comcomo
a turma
foi trabalhar
sobre como
emfoidupla,
trabalhar
quaisem
estratégias
dupla, quais
usaram
estratégias
para escrever
usarame se
para
conseguiram
escrever e se conseguiram
pensar em quaispensar
e quantas
em quais
letraseusar.
quantas
Incentive
letrasausar.
turmaIncentive
a expressar
a turma
o que
a expressar
sentiu ao brincar
o que sentiu
com aao
nova
brincar
brincadeira.
com a nova brincadeira
11 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 37
11
LÍNGUA PORTUGUESA | 19
38
12 caderno
cadernodo
doprofessor
professor
20 | LÍNGUA PORTUGUESA
cadernodo
caderno do professor
professor 39
13

AULA 6 - LISTA DAS BRINCADEIRAS REALIZADAS PELOS FAMILIARES


Conversa com o/a professor/a
TEMPO
Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA TURMA
Coletiva e individual (carteiras em roda).
MATERIAIS
Ficha da entrevista realizada com a família (na aula 4), letras móveis, lápis e borracha.
É importante seguir as orientações vigentes de distanciamento entre os estudantes e higienização de objetos, de
acordo com os órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO

fazer um levantamento quantitativo do material, analisando: a) quais as brincadeiras mais conhecidas pelos fami-

(atividade 2).
(EF01LP18) Produzir, em colaboração com colegas e com a ajuda do professor, cantigas, quadrinhas, parlendas,
trava-línguas, entre outros textos do campo da vida cotidiana.
(EF01LP08) Relacionar elementos sonoros das palavras com sua representação escrita.
DESENVOLVIMENTO E INTERVENÇÕES
No primeiro momento da aula, será realizada uma roda de conversa em que você e os estudantes conversarão so-
bre a entrevista. É importante iniciar a discussão retomando como foi para a turma a experiência de entrevistar os
familiares e conhecer as brincadeiras que eles realizavam quando eram crianças. Aproveite o momento e converse

para vocês ler o nome das brincadeiras para o familiar entrevistado?”; “Como foi para vocês realizar a marcação na

Depois, informe aos estudantes que você fez o levantamento das brincadeiras mais citadas pelos adultos (na parte

das brincadeiras novas mencionadas pelos familiares e a turma vai elaborar uma lista registrando o nome das “X”
mais votadas (estabeleça uma quantidade de brincadeiras antes). Informe que você vai ditar o nome da brincadeira
e a criança fará o registro escrito, primeiro com as letras móveis e, depois, vai completar a tabela (uma brincadeira
por vez). Você pode organizar a turma em duplas, para que as crianças se ajudem, porém cada estudante registra
a brincadeira, individualmente. Ao ditar o nome da brincadeira, é importante retomar a lista de palavras estáveis

brincadeira a ser escrita. Por exemplo, você vai ditar para os estudantes a brincadeira CORRE COTIA. Então, precisa
-
vra estável/conhecida pode ajudar a escrever “CO”. Se for o caso, você pode escrever o nome da palavra conhecida
na lousa (“COPO”, por exemplo) e as crianças vão analisar nesta palavra qual trecho ajuda a escrever o nome da

turma.
O QUE APRENDEMOS HOJE?
As brincadeiras que os familiares realizavam quando eram crianças; análise e registro, por escrito, de elementos
40
14 caderno
caderno do 14 caderno do professor
doprofessor
professor

AULA 7 - CONHECENDO
AULA 7 - ACONHECENDO
CONFECÇÃO ADECONFECÇÃO
UM BRINQUEDO
DE UM BRINQUEDO
Conversa com o/a
Conversa
professor/a
com o/a professor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva e individual
Coletiva
(carteiras
e individual
em roda).
(carteiras em roda).
MATERIAIS MATERIAIS
Material do estudante,
Materiallápis
do estudante,
de cor. lápis de cor.
É importante seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes
as orientações
de distanciamento
vigentes de distanciamento
entre os estudantes
entreeos
higienização
estudantes de
e higienização
objetos, de de objetos, de
acordo com os órgãos
acordodecomsaúde.
os órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Realizar previamente
Realizar
a leitura
previamente
do texto
a leitura
“Aprenda
do texto
a fazer“Aprenda
uma Abayomi,
a fazer boneca
uma Abayomi,
que é símbolo
boneca dequeresistência”,
é símbolo de
no resistência”, no
site (https://lunetas.com.br/aprenda-a-fazer-uma-abayomi-a-boneca-negra-de-nos-que-e-simbolo-de-resistencia/.
site (https://lunetas.com.br/aprenda-a-fazer-uma-abayomi-a-boneca-negra-de-nos-que-e-simbolo-de-resistencia/
ACESSO EM 15 SET.2020.),
ACESSO EMpara 15 SET.2020.),
que seja possível
para que
compartilhar
seja possível
comcompartilhar
a sua turmacom
a história
a sua turma
deste abrinquedo.
história deste
Se for
brinquedo. Se fo
necessário, façanecessário,
uma pesquisafaçapessoal
uma pesquisa
buscandopessoal
mais informações
buscando maissobre
informações
a história sobre
da Boneca
a história
Abayomi.
da Boneca
É necessá-
Abayomi. É necessá

podem ser realizadas


podemdurante
ser realizadas
a leitura.
durante a leitura.
(EF01LP27) Ler(EF01LP27)
e compreender,
Ler eem
compreender,
colaboraçãoemcomcolaboração
os colegascom
e com
os acolegas
ajuda doe com
professor,
a ajudalistas
do professor,
de regraslistas
e de regras e
regulamentos, que
regulamentos,
organizam que
a vida
organizam
na comunidade
a vida na
escolar,
comunidade
entre outros
escolar,
textos
entredooutros
campotextos
da vida
do pública,
campo dacon-
vida pública, con

(EF12LP01) Ler(EF12LP01)
palavras tomando
Ler palavras
como tomando
referênciacomo
palavras
referência
conhecidas
palavras
e/ouconhecidas
memorizadas
e/ou(estáveis),
memorizadas
como(estáveis),
o pró- como o pró
prio nome e o de
prio
colegas.
nome e o de colegas.
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
No primeiro momento,
No primeiro
será realizada
momento,uma serároda
realizada
de conversa
uma roda
emde
que
conversa
você vaiem
apresentar
que vocêaosvaiestudantes
apresentar aaos
proposta
estudantes a propost
das atividades, que
das atividades,
é conhecer que
a forma
é conhecer
como éaconfeccionado
forma como éum
confeccionado
brinquedo. um
Apresente
brinquedo.
às crianças
Apresente
alguns
às crianças
aspec- alguns aspec
tos históricos que
tosindicam
históricos
como
quesurgiu
indicama Boneca
como surgiu
Abayomi.
a Boneca
Em seguida,
Abayomi.
informe
Em seguida,
às crianças
informe
que,às
juntos,
crianças
vocês
que,
irão
juntos, vocês irão

MATERIAIS, poisMATERIAIS,
a leitura depois
COMOa leitura
FAZERdeserá
COMO
realizada
FAZERintegralmente
será realizadapor
integralmente
você, num segundo
por você,momento.
num segundo momento.

-
rer à lista de palavras
rer à lista
estáveis.
de palavras
Porém,estáveis.
por se tratar
Porém,de por
umaseestrutura
tratar desimilar
uma estrutura
à de uma similar
receitaà de
culinária,
uma receita
a criança
culinária, a criança
pode inferir o local
podeonde
inferir
estáo local
a palavra.
ondeSolicite
está a palavra.
às crianças
Solicite
que às
grifem
crianças
comque
o lápis
grifem
de cor
coma palavra
o lápis de
“Materiais”
cor a palavra
e a “Materiais” e a
expressão “Como expressão
fazer”. Em “Como
seguida,
fazer”.
informe,
Em seguida,
em ordem
informe,
aleatória,
em ordem
os materiais
aleatória,
queosserão
materiais
utilizados
que serão
na confecção
utilizados na confecção

ou como termina oualgumas


como termina
palavrasalgumas
que compõem
palavras os
quemateriais,
compõem assim
os materiais,
como recorrer
assimàcomo
palavra
recorrer
estável/conhecida
à palavra estável/conhecida
-
nor de tecido”, anor
única
de tecido”,
diferençaa única
está nas
diferença
palavrasestá
“maior/menor”.
nas palavras “maior/menor”.
Pode acontecer Pode
de algumas
acontecer
crianças
de algumas
de turma
crianças de turma
observarem isso,observarem
mas, caso não
isso,aconteça,
mas, casoapós
nãoaaconteça,
leitura dos
após
materiais,
a leituravocê
dos poderá
materiais,
fazer
você
esta
poderá
observação
fazer esta
ao grupo,
observação ao grupo
registrando na lousa
registrando
os doisna
itens
lousa
e grifando
os dois itens
as expressões
e grifandoque
as expressões
os diferencia.
que os diferencia.

etapa, você temetapa,


duas possibilidades:a)
você tem duas possibilidades:a)
ler as instruçõesler
para
as instruções
os estudantes
paraeos
discutir
estudantes
com eles,
e discutir
na sequência,
com eles,veri-
na sequência, veri

a escrita dos materiais


a escrita(“tira
dos maior”,
materiais“tira
(“tira
menor”
maior”,
e “tecido
“tira menor”
colorido”)
e “tecido
e pedir
colorido”)
que grifem
e pedir
cadaque
umgrifem
deles com
cadaoum
lápis
deles com o lápi
de cor. Para decidir,
de cor.
entre
Paraumadecidir,
possibilidade
entre umae possibilidade
outra, você precisa
e outra,
considerar
você precisa
os conhecimentos
considerar os conhecimentos
de sua turma em de sua turma em
relação ao sistema
relação
de escrita.
ao sistema de escrita.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Retome como surgiu
Retomea Boneca
como surgiu
Abayomi,
a Boneca
problematize
Abayomi,sobre
problematize
as estratégias
sobreque
as estratégias
o grupo encontrou
que o grupo
para encontrou
ler uma para ler uma
15 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 41
15
LÍNGUA PORTUGUESA | 21
42
16 caderno
cadernodo 16 caderno do professor
doprofessor
professor
22 | LÍNGUA PORTUGUESA

AULA 8 - CONFECCIO-
AULA 8 - CONFECCIO-
NANDO UM BRINQUEDO
NANDO UM BRINQUEDO
Conversa com o/a
Conversa
profes-com o/a profes-
sor/a sor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Em duplas e Em individual
duplas e individual
(carteiras em roda).
(carteiras em roda).
MATERIAIS MATERIAIS
Ficha “Como fazer
Ficha uma
“Como fazer uma
Boneca Abayomi”;Bonecalápis,
Abayomi”; lápis,
lápis de cor e tiras
lápisde
dete-
cor e tiras de te-
cido. cido.
Material do Estudante,
Materiallá-
do Estudante, lá-
pis de cor. pis de cor.
É importante Éseguir
importante
as seguir as
orientações vigentes
orientações
de vigentes de
distanciamentodistanciamento
entre os entre os
estudantes e higienização
estudantes e higienização
de objetos, de acordo
de objetos,
com de acordo com
os órgãos de saúde.
os órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Providenciar algumas
Providenciar
ti- algumas ti-
ras de tecido, ras
conforme
de tecido, conforme

“Como fazer uma “Como Bone-


fazer uma Bone-
ca Abayomi”. Neste
ca Abayomi”.
caso, Neste caso,
será necessárioserá
avaliar
necessário
se avaliar se
a própria escolaaconsegue
própria escola consegue
fornecer este material,
fornecer se este material, se
as famílias providenciarão
as famílias providenciarão
ou ainda se há nos
ou ainda
arredo- se há nos arredo-
res da escola instituições
res da escola instituições
- -
sam realizar a sam
doaçãorealizar
de a doação de
retalhos para a escola.
retalhos para a escola.
(EF15LP03) Localizar
(EF15LP03)in- Localizar in-
formações explícitas
formaçõesem explícitas em
textos de diferentes
textosgêne-
de diferentes gêne-
ros textuais. ros textuais.
(EF15LP02B) (EF15LP02B) será realizada uma será roda
realizada
de conversa
uma rodaemdequeconversa
você vaiemapresentar
que você aosvai apresentar
estudantes aos a estudantes a
(ou não) antecipações proposta
(ou não) eantecipações e das atividades,
proposta que
das atividades,
é confeccionar
que aéBoneca
confeccionar
Abayomi.
a Boneca
É necessário
Abayomi. informar
É necessário informa
inferências realizadas
inferências
an- realizadas an-
tes e durante ates
leitura do fazer
e durante umado
a leitura BonecafazerAbayomi”)
uma Boneca paraAbayomi”)
que seja possível
para queseguir
seja possível
as instruções
seguire,asassim,
instruções e, assim
gênero textual. gênero textual. confeccionar adequadamente
confeccionar adequadamente
o brinquedo. Neste
o brinquedo.
caso, as crianças
Neste caso,
vão lidar
as crianças
com um
vão lidar com um
texto já conhecidotexto
porjáelas,
conhecido
porém,pordesta
elas,vez,
porém,
vão realizar
desta vez,
a leitura
vão realizar
autônomaa leitura
e comautônoma e com
DESENVOLVIMENTO DESENVOLVIMENTO
E IN- função Esocial:IN- lerfunção
para seguir
social: orientações
ler para seguir
e conseguir
orientaçõesconfeccionar
e conseguir a Boneca
confeccionar
Abayo-a Boneca Abayo
TERVENÇÕES TERVENÇÕES mi. Por isso, antes mi. de
Poriniciar
isso, antes
a elaboração
de iniciardaaboneca,
elaboração
é necessário
da boneca, retomar
é necessário
a leitura
retomar a leitura
No primeiro No momento,
primeiro momento,
17 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 43
17
LÍNGUA PORTUGUESA | 23

cas intervenções,
cas ler
intervenções,
os ler os
procedimentos procedimentos
de confec- de confec-
ção da boneca.çãoHádatam-boneca. Há tam-
bém a possibilidade
bém a de possibilidade de
o grupo precisaro que
grupovocê
precisar que você
releia em voz alta
releia
os em
pro-voz alta os pro-
cedimentos. É cedimentos.
necessário É necessário
avaliar os conhecimentos
avaliar os conhecimentos
da turma paradaplanejar
turma para planejar
previamente qual
previamente
dos en- qual dos en-
caminhamentoscaminhamentos
é mais é mais
adequado paraadequado
os estu- para os estu-
dantes. Após a dantes.
confecção
Após a confecção
da boneca, reserve
da boneca,
um reserve um
momento da momento
aula para da aula para
que as criançasquepossam
as crianças possam
brincar. brincar.
O QUE APRENDEMOS
O QUE APRENDEMOS
HOJE? HOJE?
Retome a aula eRetome
pergunte
a aula e pergunte

instruções sobreinstruções
como fa- sobre como fa-
zer a Boneca Abayomi.
zer a Boneca
De- Abayomi. De-
pois lembre à turma
pois lembre
como à turma como
as palavras conhecidas/
as palavras conhecidas/
estáveis podem estáveis
ajudarpodem ajudar
a ler uma palavra
a lerdesco-
uma palavra desco-

as crianças sobre
as acrianças
leitura sobre a leitura
- -
cionar a Bonecacionar
Abayomi.a Boneca Abayomi.
AULA 9 - PRODUÇÃO
AULA 9DE- PRODUÇÃO DE
UMA FICHA DEUMA
BRINCA-
FICHA DE BRINCA-
DEIRA OU BRINQUEDO
DEIRA OU BRINQUEDO
Conversa com o/a
Conversa
profes-com o/a profes-
sor/a sor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Em duplas e coletivo
Em duplas
(car- e coletivo (car-
teiras em roda).teiras em roda).
- MATERIAIS - MATERIAIS
ormações e, seformações
for necessário,
e, se realize
for necessário,
intervenções,
realizeretomando
intervenções,
comretomando
a criança/dupla Material do Material
com a criança/dupla Estudante,do Estudante,
uma palavra conhecida
uma palavraque tenha
conhecidasom que
semelhante.
tenha som Se,semelhante.
em outra situação,
Se, em observar lápis,observar
outra situação, borracha,lápis,
lousaborracha,
ou lousa ou
que algumas crianças
que algumas
realizam crianças
leiturarealizam
por indício,
leitura
deduzindo
por indício,
a palavra
deduzindo
registrada
a palavra projetor, lápis
na registrada na deprojetor,
cor. lápis de cor.
É importante Éseguir importante
as seguir as
ido e a indicação
lido
logo
e aabaixo
indicaçãoda palavra,
logo abaixo
comdaos palavra,
dedos oucomcomoslápis.
dedos Após
ou com
essalápis. orientações
etapaApós essa etapa vigentes
orientações
de vigentes de
- distanciamento- distanciamento
entre os entre os
ecção da boneca.
fecção
Podedaacontecer
boneca. Pode de o grupo
acontecer
conseguir,
de o grupo
com conseguir,
autonomiacom ou com pou- estudantes
autonomia ou com pou-e higienização
estudantes e higienização
44
18 caderno
cadernodo 18 caderno do professor
doprofessor
professor
24 | LÍNGUA PORTUGUESA

de objetos, de acordo
de objetos,
com de acordo com
os órgãos de saúde.
os órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
É importante Éconsiderar
importante considerar
que alguns estudantes
que alguns estudantes
não leem convencional-
não leem convencional-
mente, porém, mente,aindaporém, ainda
assim, é importante
assim, que
é importante que
participem de práticas
participemde de práticas de

sobre o sistemasobre
de escrita
o sistema de escrita
e de realizar procedimen-
e de realizar procedimen-
tos escritores. Ostosestudan-
escritores. Os estudan-

de uma brincadeira
de umaoubrincadeira ou
brinquedo escolhidos
brinquedo por escolhidos por
eles, por isso é interessan-
eles, por isso é interessan-
te, antes desta te,
aula,
antes
deci-desta aula, deci-
dir com eles qualdir com
será eles
o qual será o
brinquedo e a brincadeira.
brinquedo e a brincadeira.
Saber qual brinquedo
Saber qual ou brinquedo ou
brincadeira ajudará
brincadeira
você ajudará você
a antecipar algumas
a antecipar
inter- algumas inter-
venções. Além disso,
venções.umaAlém disso, uma
parte desta atividade
parte desta
é a atividade é a
escrita coletivaescrita
dos pro-
coletiva dos pro-
cedimentos para cedimentos
realizar para realizar
a brincadeira oua brincadeira
produzir ou produzir
um brinquedo,umporbrinquedo,
isso por isso
pode ser interessante
pode serre-interessante re-
servar o projetorservar
da escola.
o projetor da escola.
(EF01LP18) Produzir,
(EF01LP18)em Produzir, em
colaboração comcolaboração
colegas e com colegas e
com a ajuda docom professor,
a ajuda do professor,
cantigas, quadrinhas,
cantigas,par-quadrinhas, par-
lendas, trava-línguas,
lendas, en-trava-línguas, en-
tre outros textostre
dooutros
campotextos do campo
da vida cotidiana.
da vida cotidiana.
(EF01LP12B) Segmentar
(EF01LP12B) Segmentar
palavras, aindapalavras,
que nãoainda que não
convencionalmente,
convencionalmente,
na na
produção escritaprodução
de textosescrita de textos
de diferentes gêneros.
de diferentes Para
gêneros.
isso, é necessário
Para isso,
queé necessário
a turma escolha
que aaturma
brincadeira
escolhaoua brinquedo
brincadeirasobre
ou brinquedo
o qual sobre o qua
DESENVOLVIMENTO DESENVOLVIMENTO
E IN- deseja escrever.
E IN- deseja
Após aescrever.
escolha, Após
informe
a escolha,
que o trecho
informe
dosque
“materiais”
o trecho dos
será“materiais”
escrito por será escrito po
TERVENÇÕES TERVENÇÕES
Inicie a discussão,
Inicieinfor- coletivamente,
a discussão, infor- tendo
coletivamente,
você como tendo
escriba.
você como escriba.
mando ao grupo mando
que aoos grupo que os
estudantes irãoestudantes paraelaborar
elaborar irão a realizaçãopara
da brincadeira
a realizaçãooudabrinquedo.
brincadeiraNesse
ou brinquedo.
momento, Nesse
circule
momento,
pelas duplas,
circule pelas duplas
- -
tações como realizar
tações umcomo podem
realizarapresentar.
um podem Casoapresentar.
seja necessário,
Caso seja
recorra
necessário,
a lista derecorra
palavras
a lista
estáveis
de palavras
da turma
estáveis da turma
brinquedo ou brincadeira. ou solicite
brinquedo ou brincadeira. aos estudantes
ou solicite alguma
aos estudantes
palavraque
alguma
tenhapalavraque
som igualtenha
àquelesomque
igual
estão
àquele
ten- que estão ten
19 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 45
19

ando escrever. tando


Registre
escrever.
na lousaRegistre
a palavra
na lousa
e avalie
a palavra
com asecrianças
avalie com
o trecho
as crianças
da palavra
o trecho
que da
corresponde
palavra que aocorresponde
som ao som
que elas desejamqueescrever.
elas desejam
Recorrer
escrever.
ao nome Recorrer
de alguma
ao nomecriança
de alguma
da turmacriança
também da turma
é umatambém
estratégia é uma
importante.
estratégia importante.
Após as criançasApós
concluírem
as crianças
a escrita
concluírem
dos materiais,
a escritavocê
dos materiais,
vai relembrá-las
você vai
que relembrá-las
o item “como quefazer”
o item será
“como
elaborado
fazer” será elaborado
oletivamente. Se
coletivamente.
preferir, vocêSepode
preferir,
elaborar
vocêum pode
planejamento
elaborar umda planejamento
sequência dedainformações
sequência de queinformações
o item “como que o item “como
azer” deve apresentar
fazer” deve(se apresentar
a brincadeira (sepossuir
a brincadeira
mais dopossuir
que doismaisprocedimentos,
do que dois procedimentos,
recomendamosrecomendamos
organizar o organizar o
planejamento). planejamento).
Nesse caso, pode Nesse
apenascaso,
registrar
pode apenas
na lousa
registrar
algumasna palavras-chave,
lousa algumas palavras-chave,
discutindo comdiscutindo
as criançascoma as crianças a
equência e qualsequência
a melhorepalavra
qual a melhor
para representá-la.
palavra paraApós
representá-la.
essa etapa,Após
podeessa
iniciar
etapa,
a textualização.
pode iniciar aSerá
textualização.
importan- Será importan-
e discutir com as
te crianças
discutir com
a escrita
as crianças
de algumas
a escrita
palavras
de algumas
(sobretudo
palavras
substantivos
(sobretudo e adjetivos),
substantivos porém
e adjetivos),
o foco maior
porém o foco maior
é realizar procedimentos
é realizar procedimentos
escritores durante escritores
a textualização.
durante aFaça
textualização.
perguntas,Façatais como:
perguntas,
“Qualtais
é acomo:
melhor“Qual
expressão
é a melhor expressão
a ser utilizada neste
a ser utilizada
trecho (avaliar
neste ostrecho
termos(avaliar
possíveis)?”;
os termos “A possíveis)?”;
sequência desta “A sequência
frase estádesta
correta?”;
frase “O
estáleitor
correta?”;
vai “O leitor vai
ompreender o compreender
que o grupo quero queinformar
o gruponaquele
quer informar
texto?”;naquele
“Vamostexto?”;
reler o que
“Vamos
a gente
relerescreveu
o que a gente
neste trecho?”;
escreveu neste trecho?”;
Vamos conferir“Vamos
se registramos
conferir todos
se registramos
os procedimentos?”.
todos os procedimentos?”.

alguma alteração
alguma
é necessária
alteração
no étexto.
necessária no texto.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?

brincadeira; e osbrincadeira;
procedimentos
e os procedimentos
escritores básicos
escritores
envolvidos
básicos
na produção
envolvidos
dena
umprodução
texto, considerando
de um texto,a considerando
situação a situação
omunicativa. comunicativa.
AULA 10 - PESQUISANDO
AULA 10 - PESQUISANDO
NOVAS BRINCADEIRAS
NOVAS BRINCADEIRAS
Conversa com o/a
Conversa
professor/a
com o/a professor/a
EMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
ndividual e coletivo
Individual
(carteiras
e coletivo
em roda).
(carteiras em roda).
MATERIAIS MATERIAIS
Material do estudante,
Materiallápis
do estudante,
e borracha.lápis
Comoe borracha.
sugestão,Como
é possível
sugestão,
usar computadores.
é possível usar computadores.
É importante seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes
as orientações
de distanciamento
vigentes de distanciamento
entre os estudantes
entreeos
higienização
estudantes de
e higienização
objetos, de de objetos, de
acordo com os órgãos
acordodecomsaúde.
os órgãos de saúde.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
- -
os necessários tos
paranecessários
a conclusãopara
do trabalho.
a conclusão
É importante
do trabalho.também
É importante
deixar também
o almanaque
deixarorganizado,
o almanaque
paraorganizado,
que as para que as

- -
deiras. https://territoriodobrincar.com.br/brincadeiras-pelo-brasil/
deiras. https://territoriodobrincar.com.br/brincadeiras-pelo-brasil/
https://mapadobrincar.folha.com.br/
https://mapadobrincar.folha.com.br/
Após a consulta,Após
vocêapode
consulta,
avaliar
você
a possibilidade
pode avaliar de
a possibilidade
sugerir que asdecrianças
sugerir de
quesua
as turma
criançasacessem
de sua os
turma
linksacessem
e sigamos links e sigam
pesquisando e aprendendo
pesquisandobrincadeiras
e aprendendo novas.
brincadeiras novas.
EF01LP22) Ler(EF01LP22)
e compreender,Ler eemcompreender,
colaboraçãoem comcolaboração
os colegas com
e comos acolegas
ajuda do
e com
professor,
a ajudaentrevistas,
do professor,
curiosi-
entrevistas, curiosi-
dades, entre outros
dades,textos
entredooutros
campotextos
das práticas
do campo de das
estudo
práticas
e pesquisa,
de estudoconsiderando
e pesquisa,a considerando
situação comunicativa,
a situaçãoocomunicativa, o

EF01LP07) Compreender
(EF01LP07)asCompreender
notações do sistema
as notações
de escrita
do sistema
alfabética
de escrita
- segmentos
alfabética
sonoros
- segmentos
e letras.sonoros e letras.
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
nicie a conversa
Inicie
comaosconversa
estudantes,
com resgatando
os estudantes,comresgatando
eles o almanaque
com elesqueo almanaque
está sendoqueproduzido
está sendo
pela produzido
turma. pela turma.
nforme a eles que
Informe
na aula
a eles
de que
hojenavocês
aulairão
de hoje
concluir
vocês
a elaboração
irão concluir
deste
a elaboração
material, deste
porémmaterial,
é importante
porémdeixá-lo,
é importante deixá-lo,
ainda mais completo,
ainda mais
incluindo
completo,
ilustrações
incluindo
e indicando
ilustrações
a brincadeira
e indicandopreferida
a brincadeira
por cada
preferida
criança.por cada criança.
Depois, retomeDepois,
com os retome
estudantes
com os brinquedos
estudantes eosbrincadeiras
brinquedos estudados
e brincadeiras
ao longo
estudados
desta aosequência.
longo desta
Se achar
sequência. Se achar
necessário, podenecessário,
utilizar o pode
muralutilizar
como apoio,
o mural solicitando
como apoio,
aos solicitando
estudantes aos
queestudantes
o consulte,que
casoo se
consulte,
esqueçamcasodese esqueçam de
46 caderno do professor

alguma brincadeira
algumaou do
brincadeira
nome correto
ou dodela.
nome Nesse
correto
momento,
dela. Nesse
podemomento,
ser importante
pode mencionar
ser importante
a função
mencionar
social do
a função social do
mural, que é facilitar
mural, aqueconsulta
é facilitar
ou oaregistro
consultadeouinformações
o registro de
pesquisadas,
informaçõesassim
pesquisadas,
como apoiar
assim
a memória,
como apoiar
casoa memória, caso
alguma informação
algumasejainformação
esquecida. seja esquecida.
-

utilizadas pelasutilizadas
crianças para
pelasescrever
criançaso para
nomeescrever
da brincadeira:
o nome daalgumas
brincadeira:
podemalgumas
consultarpodem
o mural;
consultar
outrasopodem
mural; outras podem
realizar a escritarealizar
autônomaa escrita
e próxima
autônoma
da convencional;
e próxima daoutras
convencional;
ainda podem
outrasrecorrer
ainda podem
às palavras
recorrer
estáveis.
às palavras
Observe
estáveis. Observe
os procedimentos os procedimentos
adotados pelos adotados
estudantespelos
e faça
estudantes
intervenções
e faça
mais
intervenções
adequadasmaisa cada
adequadas
situação.aEm
cada
seguida,
situação.
a Em seguida, a

almanaque de brincadeiras
almanaque de e brinquedos.
brincadeiras e brinquedos.

coletivamente, pois
coletivamente,
constituempoisprocedimentos
constituem procedimentos
e comportamentos e comportamentos
escritores. A disposição
escritores.
dasAilustrações,
disposição das
a ordem
ilustrações, a ordem
de apresentaçãodedas apresentação
brincadeiras,das
o tipo
brincadeiras,
de letra/fonte,
o tipoentre
de letra/fonte,
outras decisões,
entre outras
precisam
decisões,
ser discutidas
precisamcom
ser adiscutidas
turma. com a turma
Como sugestão,Como você sugestão,
pode compartilhar
você podecomcompartilhar
os estudantes
comos oslinks
estudantes
de acesso
os links
a doisdesites
acesso
quea contêm
dois sitesmuitas
que contêm muita
brincadeiras: brincadeiras:
https://territoriodobrincar.com.br/brincadeiras-pelo-brasil/
https://territoriodobrincar.com.br/brincadeiras-pelo-brasil/
https://mapadobrincar.folha.com.br/
https://mapadobrincar.folha.com.br/
Assim, as criançasAssim,
poderão
as crianças
seguir poderão
estudando,
seguir
conhecendo
estudando,e praticando
conhecendo novas
e praticando
brincadeiras.
novas brincadeiras.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Relembre as brincadeiras
Relembre ase brinquedos
brincadeirasapreendidos
e brinquedospelo
apreendidos
grupo, depois
pelo converse
grupo, depois
sobre converse
a consultasobre
no mural
a consulta
e no mural e

almanaque de brincadeiras.
almanaque de brincadeiras.

Sugestão de atividades
SugestãododeEMAI/LER E ESCREVER
atividades - 1ºEANO
do EMAI/LER ESCREVER - 1º ANO

Projeto brincadeiras
Projeto brincadeiras
Volume 1 Unidade
Volume 11 Unidade 1
tradicionais (p. 127 a 135) (p. 127 a 135)
tradicionais
caderno do professor 47
48 caderno do professor
LÍNGUA PORTUGUESA
SEQUÊNCIA DIDÁTICA 3
50 caderno do professor
caderno do professor 51

Olá, Professor!
Olá, Professor!
Olá, Professora!
Olá, Professora!
- -

- -

Compreensão em leitura
Compreensão em leitura

- -
- -

- -
52
2 caderno
cadernodo 2 caderno do professor
doprofessor
professor

AULA 1 – RODAAULA
DE LEITURA
1 – RODA DE LEITURA
TEMPO TEMPO

ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA

MATERIAIS MATERIAIS

PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
-

(EF01LP07) (EF01LP07)
(EF01LP13) (EF01LP13)
(EF01LP08) (EF01LP08)
(EF01LP02) (EF01LP02) -

(EF01LP26A) (EF01LP26A)
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES

-
3 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 533
LÍNGUA PORTUGUESA | 27

- -

O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
54
4 caderno
cadernodo 4 caderno do professor
doprofessor
professor
28 | LÍNGUA PORTUGUESA

AULA 2 – AGENDA
AULA 2DE– AGENDA DE
LEITURA LEITURA
- -

TEMPO TEMPO

ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
- -

É importante É respeitar
importante respeitar
o distanciamento
o distanciamento
entre entre

MATERIAIS MATERIAIS
- -

ou cartolina paraou cartolina para


- -

PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO

longo de umalongo
semana
de uma semana

(EF01LP08) (EF01LP08)
elementos sonoros
elementos
das sonoros das
- -

(EF12LP01) (EF12LP01)

(EF01LP02) (EF01LP02) - -
pontaneamentepontaneamente
ou por di- ou por di-

- -
-
(EF01LP26A) (EF01LP26A)
- -
- -
- -

DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E IN- E IN-
TERVENÇÕES TERVENÇÕES -
A agenda de leitura
A agenda
tem de leitura tem -
5 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 555

O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
56
6 caderno
cadernodo 6 caderno do professor
doprofessor
professor

AULA 3 – LEITURA
AULADA3 PRIMEIRA
– LEITURAPARTE
DA PRIMEIRA
DO CONTO
PARTE DO CONTO
TEMPO TEMPO

ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA

MATERIAIS MATERIAIS

PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO

(EF01LP26A) (EF01LP26A)
(EF01LP26B) (EF01LP26B)

DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES

O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
-
7 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 577
LÍNGUA PORTUGUESA | 29
58
8 caderno
cadernodo 8 caderno do professor
doprofessor
professor
30 | LÍNGUA PORTUGUESA
9 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 599
LÍNGUA PORTUGUESA | 31
60
10 caderno
cadernodo 10 caderno do professor
doprofessor
professor
32 | LÍNGUA PORTUGUESA

AULA 4 – LEITURA
AULA 4DA– LEITURA DA
SEGUNDA PARTE
SEGUNDA
DO PARTE DO
CONTO CONTO
- -

TEMPO TEMPO

ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA

É importante É respeitar
importante respeitar
o distanciamento
o distanciamento
entre entre

MATERIAIS MATERIAIS

PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
- -

pausas e a mediação
pausasa esera mediação a ser
- -

(EF01LP26A) (EF01LP26A)
- -
- -
- -

(EF01LP26B) (EF01LP26B)
na leitura de na
diferentes
leitura de diferentes
- -

elementos constituintes
elementos constituintes
- -

(EF15LP02B) (EF15LP02B)

- -
tes e durante ates
leitura
e durante
do a leitura do
-
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E IN- E IN-
TERVENÇÕES TERVENÇÕES
Comece a aulaComece
pedindoa aula pedindo
- -
mem os principais
mem aconte-
os principais aconte-
11 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 61
11
LÍNGUA PORTUGUESA | 33

- -

de terem acontecido
de terem
ou acontecido ou

colocadas em colocadas
discussão em discussão

a atenção dos estudantes


a atenção dos estudantes

- -

- -
- -
- -

comparação e comparação
apreciação e apreciação
das diferenças das
ocorridas
diferenças ocorridas
entre os acontecimentos
entre os acontecimentos

apresenta outras
apresenta
pergun- outras pergun-

- -
- -

O QUE APRENDEMOS
O QUE APRENDEMOS
HOJE? HOJE?
- -

acontecimentosacontecimentos
do conto do conto
- -

- -

- -
62
12 caderno
cadernodo 12 caderno do professor
doprofessor
professor
34 | LÍNGUA PORTUGUESA
13 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 63
13
LÍNGUA PORTUGUESA | 35
64
14 caderno
caderno do 14 caderno do professor
doprofessor
professor
36 | LÍNGUA PORTUGUESA

Aula 5 - Escolhendo
Aula 5 - Escolhendo
um conto para
umler
conto para ler
- -

TEMPO TEMPO

ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
- -

É importante É respeitar
importante respeitar
o distanciamento
o distanciamento
entre entre

MATERIAIS MATERIAIS

e - e -

PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO

contos apresentados
contos nas
apresentados nas
- -

(EF01LP02) (EF01LP02) - -
pontaneamentepontaneamente
ou por di- ou por di-

- -

(EF01LP26A) (EF01LP26A)
- -
- -
- -

(EF01LP26B) (EF01LP26B)
na leitura de na
diferentes
leitura de diferentes
- -

elementos constituintes
elementos constituintes
- -

DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E IN- E IN-
TERVENÇÕES TERVENÇÕES

aos estudantesaos
as sinop-
estudantes as sinop- -
15 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 65
15
LÍNGUA PORTUGUESA | 37

O QUE APRENDEMOS
O QUE APRENDEMOS
HOJE? HOJE?
- -

- -
rem outros momentos
rem outros
de momentos de

apoio para outras


apoioesco-
para outras esco-
APEUZINHO VERMELHO.
CHAPEUZINHO VERMELHO.
AULA 6 – ADIVINHANDO
AULA 6 – ADIVINHANDO
O NOME DAS HISTÓRIAS
O NOME DAS HISTÓRIAS
- -

TEMPO TEMPO
ANCA DE NEVE. BRANCA DE NEVE.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA

É importante É respeitar
importante respeitar
o distanciamento
o distanciamento
entre entre

MATERIAIS MATERIAIS

PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
- -

(EF01LP08) (EF01LP08)
elementos sonoros
elementos
das sonoros das
- -

(EF12LP01) (EF12LP01)

(EF01LP02) (EF01LP02) - -
- - pontaneamente
pontaneamente ou por di- ou por di-
66
16 caderno
cadernodo 16 caderno do professor
doprofessor
professor
38 | LÍNGUA PORTUGUESA

- -

(EF01LP26A) (EF01LP26A)
- RAPUNZEL.
- RAPUNZEL.
- -
- -

(EF15LP02B) (EF15LP02B)

- -
tes e durante ates
leitura
e durante
do a leitura do

DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E IN- E IN-
TERVENÇÕES TERVENÇÕES

- -

- -

- -

ou algum estudante
ou algum
pode-estudante pode-

farão a leitura é farão


considerar
a leitura é considerar
- -
lando-os com lando-os
passagenscom passagens

- -
- -
- -

o estudante pense
o estudante
com pense com
17 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 67
17

O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?

AULA 7 – PERSONAGENS
AULA 7 – PERSONAGENS
DOS CONTOS TRADICIONAIS
DOS CONTOS TRADICIONAIS
EMPO TEMPO

ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA

MATERIAIS MATERIAIS

PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO

EF01LP07) (EF01LP07)
EF01LP13) (EF01LP13)
EF01LP08) (EF01LP08)
EF12LP01) (EF12LP01) - -

EF01LP02) (EF01LP02) - -

EF01LP26B) (EF01LP26B)

DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES

- -

O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
68
18 caderno
cadernodo 18 caderno do professor
doprofessor
professor

AULA 8 – LENDO
AULA
MAIS
8 –UMA
LENDO
HISTÓRIA
MAIS UMA HISTÓRIA
TEMPO TEMPO

ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA

MATERIAIS MATERIAIS

PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO

(EF01LP26A) (EF01LP26A)
(EF01LP26B) (EF01LP26B)

(EF15LP02B) (EF15LP02B)
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES

e e

O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
19 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 69
19
LÍNGUA PORTUGUESA | 39
70
20 caderno
cadernodo 20 caderno do professor
doprofessor
professor
40 | LÍNGUA PORTUGUESA
21 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 71
21
LÍNGUA PORTUGUESA | 41
72
22 caderno
caderno do 22 caderno do professor
doprofessor
professor
42 | LÍNGUA PORTUGUESA
23 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 73
23
LÍNGUA PORTUGUESA | 43
74
24 caderno
caderno do 24 caderno do professor
doprofessor
professor
44 | LÍNGUA PORTUGUESA
25 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 75
25
LÍNGUA PORTUGUESA | 45

MATERIAIS MATERIAIS
- -
- -

PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO

- -

(EF01LP02) (EF01LP02) - -
pontaneamentepontaneamente
ou por di- ou por di-

- -

(EF01LP26B) (EF01LP26B)
na leitura de na
diferentes
leitura de diferentes
- -

elementos constituintes
elementos constituintes
- -

DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E IN- E IN-
TERVENÇÕES TERVENÇÕES

mais a fundo a linguagem


mais a fundo a linguagem
dos contos tradicionais
dos contos
é tradicionais é
- -
- -

- -

A Atividade 1 consiste
A Atividade
em 1 consiste em

- -
- -
ção dos estudantes
ção dos
paraestudantes
a para a
- -
AULA 9 – OS BOSQUES
AULA 9 –E OS
AS BOSQUES
FLORESTASE AS
DOSFLORESTAS
CONTOS DOS CONTOS fron- fron-
dosa grande
dosa - grande -
EMPO TEMPO
“a mata era cerrada
“a mata
e es-
era cerrada e es-
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA cura cura - -
76
26 caderno
caderno do 26 caderno do professor
doprofessor
professor
46 | LÍNGUA PORTUGUESA

Atividade 2 Atividade 2
com os estudantes
comasosilus-
estudantes as ilus-

- -
- -

a contemplar as
a contemplar
técnicas as técnicas

- -

- -
pes conforme pes
o imagi-
conforme o imagi-
- -

- -
ram na leitura das
ram descri-
na leitura das descri-

- -

a escrita da descrição
a escritadoda descrição do

- -
priação do sistema
priação
de es-
do sistema de es-

O QUE APRENDEMOS
O QUE APRENDEMOS
HOJE? HOJE? -
Discuta com osDiscuta
estudan-
com os estudan-
- -
castelo e se usaram
castelo
como
e se usaram como
- -
das antes ou asdasimagens
antes ou as imagens

discussão pode discussão


ampliar aspode ampliar as
27 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 77
27
LÍNGUA PORTUGUESA | 47

MATERIAIS MATERIAIS
- -

PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO

de contos tradicionais
de contos
do tradicionais do

(EF01LP02) (EF01LP02) - -
pontaneamentepontaneamente
ou por di- ou por di-

- -

(EF01LP26A) (EF01LP26A)
- -
- -
- -

(EF01LP26B) (EF01LP26B)
na leitura de na
diferentes
leitura de diferentes
- -

elementos constituintes
elementos constituintes
- -

(EF15LP02B) (EF15LP02B)

- -
tes e durante ates
leitura
e durante
do a leitura do

DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E IN- E IN-
TERVENÇÕES TERVENÇÕES

estudantes puderam
estudantes
pen- puderam pen-
sar em seus critérios
sar em de
seus critérios de

AULA 10 – RODA
AULA
DE 10
APRECIAÇÃO
– RODA DEEAPRECIAÇÃO
LEITURA E LEITURA
- -
EMPO TEMPO
A proposta é formar
A proposta
uma é formar uma
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA

contemplem as
contemplem
ilustra- as ilustra-
78
28 caderno
cadernodo 28 caderno do professor
doprofessor
professor

-
-

O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?

Volume 1 Volume 1
caderno do professor 79
80 caderno do professor
LÍNGUA PORTUGUESA
SEQUÊNCIA DIDÁTICA 4
82 caderno do professor
caderno do professor 83

Olá, Professor!
Olá, Professor!
Olá, Professora!
Olá, Professora!
- -
ir sobre o funcionamento
tir sobre odo
funcionamento
sistema de escrita
do sistema
ao mesmo
de escrita
tempoaoem mesmo
que podem
tempopensar
em quesobre
podema linguagem
pensar sobrequeaselinguagem
escreve. que se escreve.
Embora sejam conhecimentos
Embora sejamindissociáveis
conhecimentos aoindissociáveis
longo da aprendizagem
ao longo dadaaprendizagem
leitura e da escrita,
da leitura
estaesequência
da escrita,tem
estacomo
sequência tem como
objetivo principalobjetivo
que os principal
estudantes
quecoloquem
os estudantes
em jogo
coloquem
seus conhecimentos
em jogo seuslinguísticos
conhecimentos para linguísticos
reescreverem para
umareescreverem
história uma história
onhecida. conhecida.
A sequência de leitura
A sequência
de contos
de leitura
tradicionais,
de contos
se feita
tradicionais,
antes dessa,
se feita
contribuirá
antes dessa,
fortemente
contribuirá
para fortemente
uma aproximação
para uma do aproximação do
gênero por parte gênero
dos estudantes,
por parteodos
queestudantes,
corroboraráocom
que acorroborará
forma que com
podema forma
usar aquelinguagem
podem usarescrita,
a linguagem
típica desses
escrita,
contos.
típica desses contos.
Escrever tem sentido
Escrever
se alguém
tem sentido
ler, se se
foralguém
um destinatário
ler, se forreal.
um destinatário
Publicar o texto
real.para
Publicar
ser lido
o texto
também
para faz
ser parte
lido também
desse pro-faz parte desse pro-

essa retomada é fundamental


essa retomadapara
é fundamental
guiar as decisões
para guiar
durante
as decisões
o processo
durante
de textualização
o processo ederevisão.
textualização e revisão.
- -
e, uma vez que os
ve,estudantes
uma vez que
nãoosprecisam
estudantes
se preocupar
não precisam
comseo preocupar
como se escreve.
com o como se escreve.
Para o desenvolvimento
Para o desenvolvimento
desta sequência didática,
desta sequência
foram selecionadas
didática, foram
algumas
selecionadas
habilidades
algumas
do Currículo
habilidades
Paulista,
do Currículo
elen- Paulista, elen-
adas no quadro cadas
abaixo:no quadro abaixo:

Aulas em que as Aulas em que as


Objetos de conhecimento
Objetos de conhecimento Habilidades Habilidades habilidades são habilidades são
trabalhadas trabalhadas

EDUCAÇÃO INFANTIL EDUCAÇÃO INFANTIL (EI03EF05) Recontar (EI03EF05)


histórias ouvidas
Recontarpara
histórias
produção
ouvidas
de para produção de
Aulas 3, 5, 6, 7 e 8 Aulas 3, 5, 6, 7 e 8
Escuta, Fala, Pensamento
Escuta,eFala,
Imaginação
Pensamento e Imaginação
reconto escrito, tendo
reconto
os professores
escrito, tendo
comoosescribas.
professores como escribas.

- -
Estratégia de Leitura
Estratégia de Leitura rências realizadas antes
rências
e durante
realizadas
a leitura
antes edodurante
gêneroa leitura do gênero
Aula1 Aula1
textual. textual.

(EF01LP07) Compreender
(EF01LP07)
as notações
Compreender
do sistema
as notações
de do sistema de
Construção do sistema
Construção
alfabético
do sistema alfabético Aula 3 Aula 3
escrita alfabética – escrita
segmentos
alfabética
sonoros
– segmentos
e letras.. sonoros e letras..

(EF01LP02) Escrever,(EF01LP02)
espontaneamente
Escrever, espontaneamente
ou por ditado, ou por ditado,
Construção do sistema
Construção
alfabético
do sistema alfabéticopalavras e frases depalavras
forma alfabética
e frases de
- usando
forma alfabética
letras/gra-- usando letras/gra-
Aula 3 Aula 3
femas que representem
femasfonemas.
que representem fonemas.

(EF01LP25B) Produzir
(EF01LP25B)
contos lidos,
Produzir
tendocontos
o professor
lidos, tendo o professor
Produção escrita Produção escrita Aulas 6, 7 e 8 Aulas 6, 7 e 8
como escriba. como escriba.

(EF01LP25C) Revisar
(EF01LP25C)
e editar os Revisar
contos produzidos,
e editar os contos produzidos,
Produção escrita Produção escrita Aulas 6, 7, 8, 9 e 10Aulas 6, 7, 8, 9 e 10

(EF01LP26A) Ler e compreender


(EF01LP26A) Ler diferentes
e compreender
textos dodiferentes textos do
Compreensão em Leitura
Compreensão em Leitura campo artístico-literário:
campocontos,
artístico-literário:
fábulas, lendas,
contos,
entre
fábulas, lendas,
Aulasentre
1, 2, 4 e 5 Aulas 1, 2, 4 e 5
outros. outros.

Compreensão em leitura
Compreensão em leitura do campo artístico-literário
do campo(contos,
artístico-literário
fábulas, lendas,
(contos,
entre
fábulas, lendas, entre
Aulas 1, 2, 4 e 5 Aulas 1, 2, 4 e 5
Elementos constitutivos
Elementos
da narrativa
constitutivos da narrativa
outros), os elementos
outros),
constituintes
os elementos
da narrativa:
constituintes
persona-
da narrativa: persona-
84 caderno do professor

AULA 1 – RODAAULA
DE LEITURA
1 – RODA
E APRECIAÇÃO
DE LEITURA EDEAPRECIAÇÃO
CONTOS DE CONTOS
Conversa com o/a
Conversa
professor/a
com o/a professor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva. É importante
Coletiva.
seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes,
as orientações
respeitando
vigentes,
o distanciamento
respeitando o distanciamento
entre os estudantes,
entrede
os acor-
estudantes, de acor
do com as orientações
do comdosas orientações
órgãos de saúde.
dos órgãos de saúde.
MATERIAIS MATERIAIS
Livros de contosLivros
tradicionais.
de contos tradicionais.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Selecione livrosSelecione
de contoslivros
tradicionais
de contos
quetradicionais
consideremque
umaconsiderem
diversidadeuma
de autores,
diversidade
coleções
de autores,
e versões
coleções
em quan-
e versões em quan

uma situação deuma


mediação.
situação de mediação.
(EF01LP26A) Ler(EF01LP26A)
e compreenderLer diferentes
e compreender
textosdiferentes
do campotextos
artístico-literário:
do campo artístico-literário:
contos, fábulas,contos,
lendas,fábulas,
entre outros.
lendas, entre outros
(EF01LP26B) (EF01LP26B)

(EF15LP02B) (EF15LP02B)
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
Para apresentarPara
a sequência
apresentar
didática
a sequência
aos estudantes,
didática aos
organize
estudantes,
uma roda
organize
e disponibilize
uma roda livros
e disponibilize
de contoslivros
tradicio-
de contos tradicio
nais do acervo danaisescola.
do acervo
Apresente
da escola.
títulos
Apresente
pouco conhecidos
títulos poucopor conhecidos
eles e comente
por eles
que eo comente
foco do trabalho
que o focoserádoa trabalho será a
reescrita de um reescrita
conto. É possível
de um conto.
retomar
É possível
a sequência
retomar
de leitura
a sequência
dessesdecontos
leiturarealizada
desses contos
anteriormente
realizadaeanteriormente
comentar e comenta
que conhecerãoque maisconhecerão
um para poderem
mais umreescrever.
para poderem reescrever.
Ouça o que os estudantes
Ouça o quejáossabem
estudantes
sobrejáesses
sabemcontos,
sobreseus
esses
autores,
contos,a seus
tradição
autores,
oral de
a tradição
contá-losoral
atédeserem
contá-los
re- até serem re
gistrados, o fatogistrados,
de teremovárias
fato deversões
terem justamente
várias versões
porjustamente
serem contados
por serem
de geração
contados
em de geração.
geraçãoDeixe
em geração.
que os Deixe que o
estudantes explorem
estudantes
as obras,
explorem
leiam trechos,
as obras,apreciem
leiam trechos,
as ilustrações
apreciem e comentem
as ilustrações
come comentem
os colegas suas
com osimpressões.
colegas suas impressões

leitura colaborativa,
leitura
aquela
colaborativa,
em que osaquela
estudantes
em queacompanham
os estudantespara
acompanham
se apropriarpara
melhor
se apropriar
do conteúdo
melhore da
doforma.
conteúdo e da forma
Para essa situação,
Paraéessa
fundamental
situação, éterfundamental
um planejamento
ter um sobre
planejamento
o encaminhamento,
sobre o encaminhamento,
preparando-se para
preparando-se
ler em para ler em
voz alta com a entonação,
voz alta como ritmo
a entonação,
e as pausas
o ritmo
adequadas;
e as pausas
e também
adequadas;
para epensar
tambémempara
umapensar
conversa
emem umatorno
conversa
da em torno da
história que contribua
históriapara
que que
contribua
os estudantes
para queavancem
os estudantes
em suaavancem
compreensão
em sualeitora.
compreensão
É imprescindível
leitora. É que
imprescindível
a voz que a vo
deles seja ouvida.
deles
Primeiro,
seja ouvida.
para saber
Primeiro,
comoparapensaram
saber como
diantepensaram
do contodiante
e, segundo,
do contoproblematizar
e, segundo,com
problematizar
algumas com alguma
perguntas para perguntas
poderem colocar
para poderem
em discussão
colocaralgo
em despercebido
discussão algooudespercebido
pouco compreendido.
ou pouco compreendido.

-
tos trechos paratos
analisarem
trechos para
a forma
analisarem
como osa personagens
forma como os sãopersonagens
descritos, como
são descritos,
os cenários
como
são os
destacados,
cenários são
ou ain-
destacados, ou ain
da, como a fala dos
da, como
personagens
a fala dosaparecem
personagens
na história
aparecem
podem
na história
ser possibilidades
podem serde possibilidades
análise e apreciação.
de análiseEsse
e apreciação.
tipo Esse tipo
de modalidade de de modalidade
leitura é muito
de leitura
propíciaé quando
muito propícia
está articulada
quando com
está um
articulada
trabalhocomdeum
reescrita,
trabalhoporque
de reescrita,
destacaporque destaca
aspectos sobre aaspectos
forma como
sobreoaconteúdo
forma como
é contado,
o conteúdo
ou seja,
é contado,
como a ou
linguagem
seja, comoescrita
a linguagem
é empregada,
escritafavorecendo
é empregada, favorecendo
o processo de textualização.
o processo de textualização.

Por exemplo, sePorquiserem


exemplo, colocar
se quiserem
no mural colocar
da escola,
no mural
os leitores
da escola,
serãoososleitores
demaisserão
estudantes,
os demaisprofessores/as
estudantes, eprofessores/as e
famílias. Se a opção
famílias.
for colocar
Se a opção
em uma
for colocar
rede social
em uma
da escola,
rede social
no blog,
da escola,
a comunidade
no blog,escolar
a comunidade
é o foco.escolar
Podemétam-
o foco. Podem tam
bém fazer um livro
bémdesse
fazer conto
um livro
comdesse
ilustrações
conto com
e presentear
ilustrações
a sala
e presentear
de leituraaousala
outra
de leitura
turma ou
da escola.
outra turma
Váriasdasão
escola. Várias são
3 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 853
LÍNGUA PORTUGUESA | 49

O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Converse com osConverse
estudantes
comsobre
os estudantes
o que já sabem
sobre sobre
o que os
já sabem
contos sobre
tradicionais:
os contos
seus
tradicionais: seus
personagens, cenários,
personagens,
autores,
cenários,
a linguagem
autores,escrita
a linguagem
dessas histórias,
escrita dessas
entre histórias,
outros. entre outros.
Comente que esses
Comente
conhecimentos
que esses conhecimentos
podem ajudar apodem
reescrever
ajudar
umaconto
reescrever
conhecido.
um conto conhecido.
86
4 caderno
cadernodo 4 caderno do professor
doprofessor
professor
50 | LÍNGUA PORTUGUESA

AULA 2 – LENDO
AULA UM
2 – LENDO UM
CONTO CONHECIDO
CONTO CONHECIDO
Conversa com o/a
Conversa
profes-com o/a profes-
sor/a sor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva. É importante
Coletiva. É importante
seguir as orientações
seguir asvi- orientações vi-
gentes, respeitando
gentes,
o dis-
respeitando o dis-
tanciamento entre
tanciamento
os es- entre os es-
tudantes, de acordo
tudantes,
comde acordo com
as orientações dos
as orientações
órgãos dos órgãos
de saúde. de saúde.
MATERIAIS MATERIAIS
Livros do contoLivros do conto Chapeuzi-
Chapeuzi-
ou acesso
nho Vermelho nho Vermelho ou acesso
ao link: ao link:
<http://www.dominiopu-
<http://www.dominiopu-
blico.gov.br/download/
blico.gov.br/download/
texto/me001614.pdf>.
texto/me001614.pdf>.
Acesso em: 09 set.
Acesso
2020.
em: 09 set. 2020.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Busque livros que Busque conte-
livros que conte-
nham uma versão nhamde Cha-
uma versão de Cha-
peuzinho Vermelho peuzinho que Vermelho que
apresente qualidade
apresentelite- qualidade lite-
rária ou utilize arária
versãoou do
utilize a versão do
material disponibilizado
material disponibilizado
pelo link de acesso.
pelo link de acesso.
(EF01LP26A) Ler (EF01LP26A)
e com- Ler e com-
preender diferentes
preender tex- diferentes tex-
tos do campo tos artístico-li-
do campo artístico-li-
terário: contos,terário:
fábulas, contos, fábulas,
lendas, entre outros.
lendas, entre outros.
(EF01LP26B) (EF01LP26B)
na leitura de na diferentes
leitura de diferentes
textos do campo textos
artístico-
do campo artístico-
-literário (contos,
-literário
fábulas,(contos, fábulas,
lendas, entre outros),
lendas, os entre outros), os
elementos constituintes
elementos constituintes
da narrativa: dapersona- narrativa:DESENVOLVIMENTO
persona- DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
A proposta destaA aula
proposta
é a leitura
desta aula
de Chapeuzinho
é a leitura deVermelho
Chapeuzinho
com oVermelho
propósitocomdosoes-
propósito dos es
enredo, tempo eenredo, tudantes
espaço.tempo e espaço. apreciarem
tudantes
e conversarem
apreciarem em
e conversarem
torno das semelhanças
em torno dase diferenças
semelhanças entre
e diferenças
as entre a
(EF15LP02B) (EF15LP02B) versões conhecidas.
versões
Estabelecer
conhecidas.relações
Estabelecer
intertextuais
relaçõesé a
intertextuais
habilidade é
de a um
habilidade
leitor de um leito
(ou não) antecipações que possui
(ou não) eantecipações e um que
repertório
possui de
um leituras
repertório
e consegue
de leituras
observar
e consegue
aspectos
observar
que podem
aspectos
ser que podem se
inferências realizadas
inferências comparados.
an- realizadas an- comparados.
tes e durante ates leitura do Durante
e durante a leituraado
leitura,
Durante
use toda
a leitura,
expressividade
use toda expressividade
da voz para ler dacomvozritmo
para elerentonação
com ritmo e entonação
gênero textual. gênero textual. ajustados a cadaajustados
passagem a cada
da história.
passagemAcolha
da história.
os comentários
Acolha os
espontâneos
comentários dos
espontâneos
es- dos es
tudantes, suas reações
tudantes,
para
suas
os reações
acontecimentos
para os acontecimentos
do conto, como doas maldades
conto, como doas
lobo.
maldades do lobo
5 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 875

Em seguida, abraEmespaço
seguida,para
abra
comentários
espaço para livres
comentários
e, a partirlivres
deles,e,provoque
a partir deles,
uma provoque
discussão uma
em torno
discussão
dos acon-
em torno dos acon-
ecimentos. Valetecimentos.
conversar sobre
Vale conversar
as características
sobre asdos características
personagens. dosHápersonagens.
uma pergunta Há sobre
uma pergunta
isso, em relação
sobre isso,
a em relação a
Chapeuzinho Vermelho,
ChapeuzinhoouçaVermelho,
os pontos deouçavista
os dos
pontos
estudantes,
de vista dos
e vale
estudantes,
uma discussão
e valeem
umatorno
discussão
da ingenuidade
em torno dadaingenuidade da
menina. É possível
menina.
pensarÉ possível
que a menina
pensarnão
quedesobedeceu
a menina nãoà desobedeceu
mãe por maldade à mãeoupor
intencionalmente,
maldade ou intencionalmente,
e sim porque e sim porque
não conseguiu compreender
não conseguiuascompreender
intenções doas lobo.
intenções
Essas questões
do lobo. podem
Essas questões
provocarpodem
um bom provocar
debate.um bom debate.
Para validar ou não
Paraasvalidar
hipóteses
ou nãodosasestudantes,
hipóteses dos volte
estudantes,
a trechos davolte
história,
a trechos
releia-os
da história,
e pergunte
releia-os
o quee pergunte
conseguem o que conseguem
pensar a partir deles.
pensarOuça
a partir
maisdeles.
de uma
Ouçacriança,
mais de problematize
uma criança,deproblematize
acordo com os decomentários
acordo com osfeitos.
comentários feitos.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Converse com osConverse
estudantes
comsobre
os estudantes
os pontossobre
altos da
os pontos
conversa
altos
apreciativa
da conversa
e também
apreciativa
sobree otambém
quanto sobre
precisam
o quanto
ou- precisam ou-

dele. dele.
88
6 caderno
cadernodo
doprofessor
professor

AULA 3 – ESCREVENDO O CLÁSSICO DIÁLOGO ENTRE CHAPEUZINHO E O LOBO


Conversa com o/a professor/a
TEMPO
Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA TURMA
Coletiva e em duplas. É importante seguir as orientações vigentes, respeitando o distanciamento entre os estudan-
tes, de acordo com as orientações dos órgãos de saúde.
MATERIAIS
Material do estudante, lousa e giz.
PREPARAÇÃO
Organize as duplas de estudantes de modo que os conhecimentos sobre a escrita sejam próximos.
(EI03EF05) Recontar histórias ouvidas para produção de reconto escrito, tendo os professores como escribas.
(EF01LP07) Compreender as notações do sistema de escrita alfabética - segmentos sonoros e letras.
(EF01LP02) Escrever, espontaneamente ou por ditado, palavras e frases de forma alfabética - usando letras/grafe-
mas que representem fonemas.
DESENVOLVIMENTO E INTERVENÇÕES
O clássico diálogo entre Chapeuzinho e o Lobo costuma ser bastante conhecido pelos estudantes, mas é importan-

do sistema de escrita, ou seja: pensar em quais e quantas letras precisam escrever, em que ordem posicioná-las
para registrar o que desejam. Por isso, peça que ditem para você, letra a letra, a primeira parte do diálogo. No texto
oferecido no link da aula anterior, a conversa começa assim:
— Oh, vovozinha, que braços longos você tem!
— São para abraçá-la melhor, minha querida menina!
Retomem oralmente o que vão escrever e pergunte quais letras precisam colocar. Não aceite prontamente as pri-
meiras ideias, coloque em discussão entre todos, instigue-os a pensar sobre a quantidade e a ordem das letras, se
elas são pertinentes ao que se quer escrever. Depois de validarem conjuntamente uma forma de registro, peça que
ditem as letras, uma a uma, para você escrever na lousa.
Depois dessa discussão, em duplas, os estudantes precisam terminar o diálogo. A depender dos conhecimentos
que possuem sobre a escrita, ajustes podem ser necessários. Avalie a necessidade de todos escreverem o diálogo
inteiro, pode ser que a escrita de uma parte dele já possibilite que pensem sobre a escrita, atingindo os objetivos
propostos.
Retome oralmente o que vão escrever e combine que os dois estudantes da dupla irão decidir juntos quais letras,
quantas e em que ordem serão usadas. Você pode optar por usar letras móveis para essa discussão e depois pe-
dir que registrem no material. Circule pela sala de modo a fazer intervenções pontuais para cada agrupamento.
Considere os conhecimentos prévios de cada um e faça perguntas que estimulem o avanço, como ajudar a pensar

que leiam o que escreveram e ajustar a parte falada com a escrita também pode ser outra possibilidade. Antecipar

e, durante o registro, eles podem se concentrar em quais letras, bem como em que ordem serão colocadas.
Cuide também do bom funcionamento da dupla, para que haja trocas efetivas entre os estudantes. Isso não signi-

sobre o sistema, de modo a avançarem em suas conceitualizações.


cadernodo
caderno do professor
professor 897
LÍNGUA PORTUGUESA | 51

O QUE APRENDEMOS
HOJE?
Converse com os estu-
dantes para saber que es-
tratégias utilizaram para
poder escrever o diálogo
entre os personagens. É
importante socializá-las
para tornar conscientes e
servir de apoio para quem
ainda não faz uso. Podem
ser estratégias na busca
de palavras estáveis ou
de referências, a consulta
a um colega, a leitura do
que escreveram fazendo
ajustes necessários, entre
outros.

Trecho que pode ser usado como apoio para essa atividade:
— Oh, vovozinha, que olhos grandes você tem!
— São para enxergar também no escuro, minha
menina!
— Oh, vovozinha, que orelhas compridas você tem! — São para ouvir tudo, queri-
dinha!
— Oh, vovozinha, que boca enorme você tem!
— É para engolir você melhor!!!
90
8 caderno
caderno do 8 caderno do professor
doprofessor
professor
52 | LÍNGUA PORTUGUESA

AULA 4 – LENDO
AULA
A HIS-
4 – LENDO A HIS-
TÓRIA QUE VAMOS
TÓRIA
REES-
QUE VAMOS REES-
CREVER CREVER
Conversa com o/a
Conversa
profes-com o/a profes-
sor/a sor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva. É importante
Coletiva. É importante
seguir as orientações
seguir asvi- orientações vi-
gentes, respeitando
gentes,
o dis-
respeitando o dis-
tanciamento entre
tanciamento
os es- entre os es-
tudantes, de acordo
tudantes,
comde acordo com
as orientações dos
as orientações
órgãos dos órgãos
de saúde. de saúde.
MATERIAIS MATERIAIS
Conto Conto
Rumpelstichen, Rumpelstichen,
anexado a este material.
anexado a este material.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Separe versõesSepare
do conto versões do conto
para disponibilizar
paraaosdisponibilizar
es- aos es-
tudantes. tudantes.
(EF01LP26A) Ler (EF01LP26A)
e com- Ler e com-
preender diferentes
preender tex- diferentes tex-
tos do campo tos artístico-li-
do campo artístico-li-
terário: contos,terário:
fábulas, contos, fábulas,
lendas, entre outros.
lendas, entre outros.
(EF01LP26B) (EF01LP26B)
na leitura de na diferentes
leitura de diferentes
textos do campo textos
artístico-
do campo artístico-
-literário (contos,
-literário
fábulas,(contos, fábulas,
lendas, entre outros),
lendas, os entre outros), os
elementos constituintes
elementos constituintes
da narrativa: dapersona-narrativa: persona-

enredo, tempo eenredo,


espaço.tempo e espaço.
(EF15LP02B) (EF15LP02B)
(ou não) antecipações
(ou não) eantecipações e
inferências realizadas
inferências
an- realizadas an-
tes e durante ates
leitura
e durante
do a leitura do
gênero textual. gênero textual.
conversa em tornoconversa
do lido
empermitirá
torno doumalido compreensão
permitirá umamaior compreensão
dos acontecimentos,
maior dos acontecimentos
DESENVOLVIMENTO DESENVOLVIMENTO
E IN- uma possibilidade
E IN- umadepossibilidade
tirar dúvidas,dever
tirar
pela
dúvidas,
ótica dovercolega
pela ótica
o quedosozinho
coleganãoo que
deusozinho não deu
TERVENÇÕES TERVENÇÕES conta de analisar. conta
Porde
isso,
analisar.
acolherPorosisso,
comentários
acolher os
doscomentários
estudantes dose, a estudantes
partir deles,e, a partir deles
Fazer uma primeira
Fazerleitura
uma primeira leitura
provocar novas discussões
provocar novas
é uma discussões
premissaéda uma
escuta
premissa
ativa que
da escuta
essas situações
ativa que essas
neces-situações neces
do conto que será
do conto
reescri-quesitam.
será reescri-
Dar voz para
sitam.
todas
Dar as
vozcrianças,
para todas
valorizar
as crianças,
o que valorizar
comentam, o que
criando
comentam,
um espaço
criando um espaço
to tem como objetivo
to tem que
como objetivo queparaconvidativo
convidativo falarem também
para falarem
pode facilitar
tambémo processo.
pode facilitar o processo.
os estudantes os conheçam
estudantes conheçam
a história e também
a história
pos-e também pos-querei;
rei; do anão ajuda,
do anão
mas que
querajuda,
algo em
mastroca;
querdo
algo
reiemambicioso
troca; dodereimais
ambicioso
riquezasdeemais riquezas e
sam apreciá-la.samUmaapreciá-la.
boa Uma boa
9 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 919

er caminhos deser
conversa.
caminhos de conversa.
Comparar versões
Comparar
do conto
versões
é sempre
do conto
uma échave
sempre
de leitura
uma chave
quando
de leitura
lemos histórias
quando lemos
da tradição
histórias
oral.daEm
tradição
outras oral. Em outras
versões, a grande
versões,
mudança
a grande
é que,mudança
em vez deé que,
anão,em
o personagem
vez de anão,éoum
personagem
duende, mas
é umpode
duende,
ser que
masexistam
pode seroutras
que existam outras
que os estudantes
queconheçam.
os estudantes
Abraconheçam.
espaço para
Abra
essaespaço
escutapara
também.
essa escuta também.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Converse com osConverse
estudantes
comsobre
os estudantes
a importância
sobredea importância
ouvir as ideias
dedos
ouvir
colegas
as ideias
a respeito
dos colegas
de uma texto
respeito
lido,deeum
comotexto lido, e como
elas podem ajudar
elasapodem
entender
ajudar
melhor
a entender
a história.
melhor
Destaque
a história.
algumDestaque
comentário,
algumvalorize
comentário,
a participação
valorizede
a participação
todos, e de todos, e
eforce como o próprio
reforce como
texto oferece
o próprio
pistas
textodeoferece
compreensão
pistas de compreensão
92
10 caderno
cadernodo 10 caderno do professor
doprofessor
professor

AULA 5 – RECONTO
AULAE5PLANEJAMENTO
– RECONTO E PLANEJAMENTO
DO CONTO DO CONTO
Conversa com o/a
Conversa
professor/a
com o/a professor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva. É importante
Coletiva.
seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes,
as orientações
respeitando
vigentes,
o distanciamento
respeitando o distanciamento
entre os estudantes,
entrede
os acor-
estudantes, de acor
do com as orientações
do comdosas orientações
órgãos de saúde.
dos órgãos de saúde.
MATERIAIS MATERIAIS
Material do estudante,
Materialconto
do estudante, conto Rumpelstichen,
Rumpelstichen, lousa e giz. lousa e giz.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Leia as orientações
Leiasobre
as orientações
o encaminhamento
sobre o encaminhamento
do reconto e a forma
do reconto
como ea alinguagem
forma como é utilizada
a linguagem
no planejamento
é utilizada no planejamento
do texto. do texto.
(EI03EF05) Recontar
(EI03EF05)
histórias
Recontar
ouvidashistórias
para produção
ouvidasde para
reconto
produção
escrito,
de reconto
tendo osescrito,
professores
tendocomo
os professores
escribas. como escribas.
(EF01LP26A) Ler(EF01LP26A)
e compreenderLer ediferentes
compreender
textosdiferentes
do campotextos
artístico-literário:
do campo artístico-literário:
contos, fábulas,contos,
lendas,fábulas,
entre outros
lendas, entre outro
(EF01LP26B) (EF01LP26B)

(EF15LP02B) (EF15LP02B)
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
Comece a aula lendo
Comece o conto
a aulanovamente.
lendo o conto
Essanovamente.
leitura é importante
Essa leitura
para
é importante
os estudantes
paraavançarem
os estudantes
na compreensão
avançarem na compreensão
como leitores e como
tambémleitores
para econseguirem
também paramemorizar
conseguiremos principais
memorizaracontecimentos
os principais acontecimentos
da história. Depois
da história.
da leitura,
Depois da leitura
conversem sobre conversem
a sequência
sobre
narrativa,
a sequência
o quenarrativa,
marca cada o que
episódio,
marcaecada
proponha
episódio,
o reconto.
e proponha o reconto.
Para recontar, osPara
estudantes
recontar,precisarão
os estudantes
contarprecisarão
a históriacontar
comoasehistória
a estivessem
como selendo,
a estivessem
ou seja, precisam
lendo, oufazer
seja, uso
precisam fazer uso
dos recursos dados
linguagem
recursosescrita.
da linguagem
Além disso,
escrita.
seráAlém
necessário
disso, será
recuperar
necessário
e organizar
recuperar
os acontecimentos
e organizar os acontecimentos
do conto, do conto
observando a sequência
observando narrativa
a sequência
e as relações
narrativaentre
e aseles.
relações entre eles.

dos contos, já a dos


segunda
contos,
enfatiza
já a segunda
o episódio
enfatiza
narrativo.
o episódio
Essa forma
narrativo.
de recontar
Essa forma
a história
de recontar
permitea história
que os permite
escritoresque os escritore
iniciantes aprendam
iniciantes
a textualizar
aprendam emalinguagem
textualizar escrita.
em linguagem escrita.
Conforme o reconto
Conforme
acontece,
o reconto
liste na
acontece,
lousa quais
listesão
na lousa
os principais
quais são
acontecimentos
os principais acontecimentos
que não podemque faltar
nãoquando
podem faltar quando
forem reescrever.forem
Ao fazer
reescrever.
isso, a lista
Ao fazer
se torna
isso,um
a lista
planejamento
se torna umdoplanejamento
texto e apoiadoo processo
texto e apoia
de textualização.
o processo deEsse
textualização.
é Esse é
um procedimento umque
procedimento
os estudantes quetambém
os estudantes
precisamtambém
aprender,
precisam
por isso,
aprender,
faça-ospor
observarem
isso, faça-os
queobservarem
a linguagem que
é a linguagem é
mais sintética emais
contasintética
somentee os conta
episódios
somente narrativos.
os episódios
Por exemplo:
narrativos.em
Porvez
exemplo:
de escrever
em vez
“Eradeumaescrever
vez um“Era
moleiro
uma vez um moleiro

Escute a forma como


Escuteosa estudantes
forma comoditam
os estudantes
para você.ditam
A listapara
abaixo
você.
é uma
A listapossibilidade
abaixo é umadepossibilidade
planejamento,de oplanejamento,
impor- o impor
tante é conter ostante
principais
é conter
acontecimentos
os principais acontecimentos
da história. da história.
Rumpelstichen Rumpelstichen
1- Apresentação1-dosApresentação
personagens dos
e encontro
personagens
do moleiro
e encontro
comdo o rei.
moleiro com o rei.
2- Filha do moleiro
2- Filha
é levada
do moleiro
ao rei eécolocada
levada aoem
reium
e colocada
quarto com
em umpalha.
quarto com palha.
3- Medo da menina3- Medo
e aparecimento
da menina edo aparecimento
anão. do anão.
4- Conversa/negociação
4- Conversa/negociação
entre a menina entre
e o anão
a menina
(troca feita:
e o anão
colar).
(troca feita: colar).
5- Trabalho feito5-pelo
Trabalho
anão.feito pelo anão.

7- Aparecimento7-do
Aparecimento
anão e nova do
negociação
anão e nova
comnegociação
a menina (troca
com afeita:
meninaanel).
(troca feita: anel).
8- Novo pedido 8-
doNovo
rei. pedido do rei.
11 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 93
11
LÍNGUA PORTUGUESA | 53

O QUE APRENDEMOS
O QUE APRENDEMOS
HOJE? HOJE?
Converse com os Converse
estudan-com os estudan-
tes sobre a forma
tes sobre
como a forma como
empregaram a linguagem
empregaram a linguagem
escrita ao recontar
escrita
a histó-
ao recontar a histó-
ria. Chame atenção
ria. Chame
para atenção para
palavras ou expressões
palavras ou expressões
que deixaram oquetextodeixaram
mais o texto mais
bonito ou os detalhes
bonito que
ou os detalhes que
acrescentaram noacrescentaram
reconto. no reconto.

12- Negociação12-
entre
Negociação
a rainha eentre
o anãoa rainha
em três
e opartes
anão (1ª
em aparição
três partes
do (1ª
anão
aparição
e um do anão e um
onjunto de nomes;
conjunto
2ª aparição
de nomes;e mais
2ª aparição
nomes; emensageiro
mais nomes; da mensageiro
rainha escuta
daorainha escuta o
nome do anão; nome
3ª aparição
do anão;
em que
3ª aparição
a rainhaemdescobre
que a rainha
o verdadeiro
descobrenome
o verdadeiro
do anão).nome do anão).
13- Desfecho do13-
anão.
Desfecho do anão.
94
12 caderno
cadernodo 12 caderno do professor
doprofessor
professor
54 | LÍNGUA PORTUGUESA

AULA 6 – REESCREVEN-
AULA 6 – REESCREVEN-
DO O CONTO – DO
PARTE
O CONTO
1 – PARTE 1
Conversa com o/a
Conversa
profes-com o/a profes-
sor/a sor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva. É importante
Coletiva. É importante
seguir as orientações
seguir asvi- orientações vi-
gentes, respeitando
gentes,
o dis-
respeitando o dis-
tanciamento entre
tanciamento
os es- entre os es-
tudantes, de acordo
tudantes,
comde acordo com
as orientações dos
as orientações
órgãos dos órgãos
de saúde. de saúde.
MATERIAIS MATERIAIS
Lousa e giz. Lousa e giz.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Deixe o planejamento
Deixe o planejamento
produzido à vista
produzido
de todosà vista de todos
os estudantes noosmomen-
estudantes no momen-
to da produção.to da produção.
(EI03EF05) Recontar
(EI03EF05)
his- Recontar his-
tórias ouvidas para
tórias
produ-
ouvidas para produ-
ção de reconto escrito,
ção de reconto
ten- escrito, ten-
do os professores
do oscomo professores como
escribas. escribas.
(EF01LP25B) (EF01LP25B)
Produzir Produzir
contos lidos, tendo
contos
o pro-
lidos, tendo o pro-
fessor como escriba.
fessor como escriba.
(EF01LP25C) (EF01LP25C)
Revisar e Revisar e
editar os contoseditar
produzi-
os contos produzi-
dos, cuidando dados,
apresen-
cuidando da apresen-

DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E IN- E IN-
TERVENÇÕES TERVENÇÕES
Comece a aulaComece
retoman- a aula retoman-
do os combinadosdo osfeitos
combinados feitos
sobre o propósito
sobrecomu-
o propósito comu-
nicativo do trabalho:
nicativo
para
do trabalho: para
quem estão reescrevendo
quem estão reescrevendo
esse conto? Ondeesse
será
conto?
pu- Onde serácom
moleiro pu- o rei.
moleiro com o rei.
blicado? blicado? 2- Filha do moleiro
2- Filha
é levada
do moleiro
ao rei eécolocada
levada aoem reium
e colocada
quarto com
em umpalha.
quarto com palha.
Em seguida, combine
Em seguida,
com combine com
3- Medo da menina 3- Medo
e aparecimento
da menina edo aparecimento
anão. do anão.
os estudantes aosparte
estudantes
que a parte que
será reescrita na
seráaula
reescrita4- Conversa/negociação
de na aula de 4- Conversa/negociação
entre a menina entre
e o anão
a menina
(troca feita:
e o anão
colar).
(troca feita: colar).
hoje. Sugerimoshoje.
os cinco 5- Trabalho
Sugerimos os cinco feito5-
pelo
Trabalho
anão. feito pelo anão.
primeiros episódios: A atividade ocorrerá
primeiros episódios: A atividade
por meioocorrerá
do ditado
por meio
ao/à do
professor/a.
ditado ao/àNessas
professor/a.
situações,
Nessas
quemsituações, quem
1- Apresentação1- dos textualiza,
Apresentação
per- ou
dos per- seja,
textualiza,
quem elabora
ou seja,oquem
texto pensando
elabora o texto
no emprego
pensando da no
linguagem
emprego escrita
da linguagem escrita
sonagens e encontro
sonagens são os estudantes.
do e encontro do são O/a
os estudantes.
professor/a, O/a
comoprofessor/a,
escriba, precisa
como escriba,
registrar precisa
convencionalmen-
registrar convencionalmen
13 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 95
13

e e utilizar a pontuação
te e utilizar
e aaparagrafação
pontuação e adequada
a paragrafação
ao texto.
adequada ao texto.
Para problematizarParaoproblematizar
emprego da linguagem
o emprego típica
da linguagem
dos contos,
típica
nãodosvalide
contos,
prontamente
não validea prontamente
primeira tentativa
a primeira
de tentativa de
elaborar o texto.elaborar
Coloqueo emtexto.
discussão
Coloquecom
emtodos
discussão
os estudantes,
com todospergunte
os estudantes,
se existe
pergunte
outro jeito
se existe
de ditar
outro
o aconte-
jeito de ditar o aconte-
imento da história.
cimento
Depoisda história.
de teremDepois
validado
de terem
uma forma
validado
de registro,
uma formaconvide
de registro,
um delesconvide
para ditar
um deles
no ritmo
paradeditar
suano ritmo de sua
escrita. Esse também
escrita.é Esse
um conhecimento
também é umimportante
conhecimentode ser
importante
aprendido. de ser aprendido.
Releia o texto de Releia
vez emo texto
quando
de vez
paraem
ajudá-los
quandoapara
pensar
ajudá-los
na continuidade
a pensar nadacontinuidade
reescrita e para
da reescrita
que observem
e para pos-
que observem pos-

mportante é escrever
importante
da mesma
é escrever
formadaque
mesma
eles ditam,
forma que
semeles
alterar
ditam,
palavras
sem alterar
ou suprimir
palavras
algumas
ou suprimir
delas para
algumas
evitardelas para evitar
epetições ou ainda
repetições
marcasoudeainda
oralidade.
marcasA de
forma
oralidade.
ditada Aprecisa
forma ser
ditada
considerada
precisa ser
noconsiderada
momento danoescrita,
momentojusta-da escrita, justa-

questões. questões.
Escreva o texto na
Escreva
lousa,o ou
texto
emnaum
lousa,
papeloukraft,
em um de modo
papel que
kraft,nadepróxima
modo que
aulanaelepróxima
possa ser
aula
retomado
ele possapara
ser conti-
retomado para conti-
nuidade. nuidade.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Converse com osConverse
estudantes
comsobre
os estudantes
as negociações
sobre as
feitas
negociações
durante ofeitas
processo
durante
de reescrita
o processo
e como
de reescrita
as discussões
e comoe as
a discussões e a
necessidade denecessidade
pensar sobrede
a melhor
pensar sobre
forma ademelhor
empregar
formaa linguagem
de empregarescrita
a linguagem
ocorreu. escrita ocorreu.
96
14 caderno
caderno do 14 caderno do professor
doprofessor
professor

AULA 7 – REESCREVENDO
AULA 7 – REESCREVENDO
O CONTO – PARTE
O CONTO
2 – PARTE 2
Conversa com o/a
Conversa
professor/a
com o/a professor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva. É importante
Coletiva.
seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes,
as orientações
respeitando
vigentes,
o distanciamento
respeitando o distanciamento
entre os estudantes,
entrede
os acor-
estudantes, de acor
do com as orientações
do comdosas orientações
órgãos de saúde.
dos órgãos de saúde.
MATERIAIS MATERIAIS
Lousa e giz. Lousa e giz.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Deixe o planejamento
Deixe oproduzido
planejamento
à vista
produzido
de todosàosvista
estudantes
de todosnoosmomento
estudantesdanoprodução,
momento e adaprimeira
produção,
parte
e apro-
primeira parte pro
duzida digitalizada
duzida
ou escrita
digitalizada
em um oupapel
escritakraft.
em um papel kraft.
(EI03EF05) Recontar
(EI03EF05)
histórias
Recontar
ouvidashistórias
para produção
ouvidasdepara
reconto
produção
escrito,
de reconto
tendo osescrito,
professores
tendocomo
os professores
escribas. como escribas.
(EF01LP25B) Produzir
(EF01LP25B)
contosProduzir
lidos, tendo
contos
o professor
lidos, tendo
comoo professor
escriba. como escriba.
(EF01LP25C) (EF01LP25C)
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
Para dar continuidade
Para darà reescrita
continuidade
da segunda
à reescrita
partedado
segunda
conto, leia
parteo texto
do conto,
inicial
leia
produzido
o texto inicial
e peçaproduzido
que os estudantes
e peça que os estudante
-

o uso inadequadoo uso


de inadequado
determinadade expressão.
determinada expressão.
Em seguida, relembrem
Em seguida,
os próximos
relembremepisódios
os próximos
da história
episódios
e peça
daque
história
recontem,
e peçaoralmente,
que recontem,
o trecho
oralmente,
a ser reescrito.
o trecho a ser reescrito
É importante o Éreconto,
importante
novamente,
o reconto,
porque
novamente,
é uma forma
porquedeése
umaaproximarem
forma de sedaaproximarem
linguagem escrita
da linguagem
e de ter escrita
uma e de ter uma
nova possibilidade
novadepossibilidade
problematização
de problematização
do emprego dasdopalavras
emprego e expressões.
das palavras e expressões.
Esta é a sugestão
Esta
deéepisódios
a sugestãopara
de essa
episódios
aula: para essa aula:

7- Aparecimento7-do
Aparecimento
anão e nova do
negociação
anão e nova
comnegociação
a menina (troca
com afeita:
meninaanel).
(troca feita: anel).
8- Novo pedido 8-
doNovo
rei. pedido do rei.

Siga as orientações
Sigasobre
as orientações
o ditado ao/à
sobre
professor/a
o ditado ao/à
feitas
professor/a
na aula 7.feitas na aula 7.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Chame a atenção Chame
dos estudantes
a atenção dos
sobreestudantes
todos os processos
sobre todos
vividos
os processos
na aula:vividos
a revisão
nadaaula:
parte
a revisão
inicial do
da texto,
parte inicial
bem do texto, bem
como o reconto como
e a reescrita
o reconto
doseacontecimentos
a reescrita dos acontecimentos
do conto. Conversem
do conto.
sobreConversem
a transformação
sobre adotransformação
episódio, quedoestá
episódio, que est
no planejamento no em
planejamento
linguagem emtípica
linguagem
dos contos.
típica
Destaque
dos contos.
essa transformação
Destaque essa etransformação
o quanto estão e oaprendendo
quanto estão aprendendo
novas palavras enovas
formaspalavras
de empregá-las.
e formas de empregá-las.
15 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 97
15
LÍNGUA PORTUGUESA | 55
98
16 caderno
caderno do 16 caderno do professor
doprofessor
professor
56 | LÍNGUA PORTUGUESA
17 do
caderno
caderno do professorcaderno do professor
professor 99
17

AULA 8 – REESCREVENDO
AULA 8 – REESCREVENDO
O CONTO – PARTE
O CONTO
3 – PARTE 3
Conversa com o/a
Conversa
professor/a
com o/a professor/a
EMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva. É importante
Coletiva.
seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes,
as orientações
respeitando
vigentes,
o distanciamento
respeitando o distanciamento
entre os estudantes,
entrede
os acor-
estudantes, de acor-
do com as orientações
do comdosas orientações
órgãos de saúde.
dos órgãos de saúde.
MATERIAIS MATERIAIS
ousa e giz. Lousa e giz.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Deixe o planejamento
Deixe oproduzido
planejamento
à vista
produzido
de todosàosvista
estudantes
de todosnoosmomento
estudantesdanoprodução,
momento e adaparte
produção,
reescrita
e adigi-
parte reescrita digi-
alizada ou escrita
talizada
em umoupapel
escritakraft.
em um papel kraft.
EI03EF05) Recontar
(EI03EF05)
histórias
Recontar
ouvidashistórias
para produção
ouvidasdepara
reconto
produção
escrito,
de reconto
tendo osescrito,
professores
tendocomo
os professores
escribas. como escribas.
EF01LP25B) Produzir
(EF01LP25B)
contosProduzir
lidos, tendo
contos
o professor
lidos, tendo
comoo professor
escriba. como escriba.
EF01LP25C) (EF01LP25C)
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
O propósito desta
O propósito
aula é terminar
desta aula
a reescrita
é terminar
de Rumpelstichen.
a reescrita de Rumpelstichen.
Como nas atividades
Comoanteriores,
nas atividades
leia aanteriores,
parte já pro-
leia a parte já pro-

não faltou algo não


importante
faltou algo
ou se
importante
ainda temoualgo
se ainda
confuso.
temNessa
algo revisão,
confuso.àNessa
qual chamamos
revisão, à qual
de processual,
chamamos porque
de processual, porque
ocorre durante aocorre
produção,
durante
o objetivo
a produção,
é discutir
o objetivo
o que éosdiscutir
estudantes
o quedão
os estudantes
conta de observar,
dão conta
nãodeprecisando
observar, não
apontar
precisando apontar

Depois, peça queDepois,


recontem
peçaosque
últimos
recontem
acontecimentos
os últimos acontecimentos
da história e osda
ditem
história
ao/àeprofessor/a,
os ditem ao/à
considerando
professor/a,asconsiderando as
orientações já dadas
orientações
para esse
já dadas
momento,
para esse
na aula
momento,
7. na aula 7.
Esta é a sugestão
Esta
dosé episódios
a sugestãonarrativos:
dos episódios narrativos:

12- Negociação12-
entre
Negociação
a rainha eentre
o anão
a rainha
em trêse opartes
anão (1ª
emaparição
três partes
do (1ª
anoaparição
e um conjunto
do ano de
e um
nomes;
conjunto
2ª aparição
de nomes; 2ª aparição
e mais nomes; mensageiro
e mais nomes;da mensageiro
rainha escutadao rainha
nome do escuta
anão;
o nome
3ª aparição
do anão;
em 3ª
queaparição
a rainhaem
descobre
que a rainha
o verdadeiro
descobre o verdadeiro
nome do anão).nome do anão).
13- Desfecho da13-
história.
Desfecho da história.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Pergunte aos estudantes
Pergunte aos
o que
estudantes
eles acham
o que
queeles
aprenderam
acham que ao aprenderam
reescrever esse
ao reescrever
conto. É importante
esse conto.saber
É importante
o que saber o que
pensam sobre apensam
própriasobre
aprendizagem.
a própria aprendizagem.
Durante a conversa,
Durante
retome
a conversa,
o que achar
retomepertinente
o que achar
ressaltar
pertinente
nesse ressaltar
mo- nesse mo-
mento, algo quemento,
tenha algo
acontecido
que tenha
durante
acontecido
a reescrita,
durante
comoa reescrita,
a negociação
comodaaforma
negociação
de escrever
da forma
umadepassagem
escrever uma
da passagem da
história. história.
100
18 caderno
caderno do 18 caderno do professor
doprofessor
professor

AULA 9 – REVISÃO
AULADO9 –CONTO
REVISÃO
PRODUZIDO
DO CONTO PRODUZIDO
Conversa com o/a
Conversa
professor/a
com o/a professor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva. É importante
Coletiva.
seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes,
as orientações
respeitando
vigentes,
o distanciamento
respeitando o distanciamento
entre os estudantes,
entrede
os acor-
estudantes, de acor
do com as orientações
do comdosas orientações
órgãos de saúde.
dos órgãos de saúde.
MATERIAIS MATERIAIS
Material do estudante,
Materialconto
do estudante,
reescrito, conto
lousa reescrito,
e giz. lousa e giz.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO

(EF01LP25C) (EF01LP25C)
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
Retome novamenteRetomequem
novamente
será o destinatário
quem serádo
o destinatário
texto produzido
do texto
e onde
produzido
ele será epublicado,
onde ele será
parapublicado,
que a revisão
paradoque a revisão do
texto considere texto
a situação
considere
comunicativa
a situaçãocombinada.
comunicativa
Revisar
combinada.
um textoRevisar
produzido
um texto
é muito
produzido
importante
é muito
no processo
importante no processo

olhos do leitor olhos


e fazerdoajustes
leitor e adequações
fazer ajustesnecessárias
e adequações paranecessárias
torná-lo bemparaescrito
torná-lo
é uma
bempremissa
escrito é do
uma trabalho.
premissa do trabalho
Essa situação também
Essa situação
deve ocorrer
também porque,
deve ocorrer
duranteporque,
o ditado,
durante
o/a professor/a
o ditado,não
o/a professor/a
foi corrigindonãotudo
foi corrigindo
o que os estu-
tudo o que os estu
dantes disseram. dantes
Embora disseram.
tenha problematizado
Embora tenha problematizado
o emprego da linguagem
o empregoescrita,
da linguagem
problemasescrita,
podem problemas
ter ocorrido,
podem ter ocorrido
como a existênciacomo
de palavras
a existência
repetidas,
de palavras
marcasrepetidas,
de oralidade,
marcas passagens
de oralidade,
que não
passagens
foram bem
que não
escritas,
foramentre
bemoutros.
escritas, entre outros
Por isso, dividimos
Por aisso,
revisão
dividimos
em dois a revisão
grandesem momentos.
dois grandes momentos.
A Atividade 1 A Atividade 1 -
dos, se eles foram
dos,escritos
se elesdaforam
melhor
escritos
maneira,
da melhor
se nãomaneira,
há partesseconfusas.
não há partes
Vale aconfusas.
pena ler oVale
planejamento
a pena ler oeplanejamento
marcar e marca
o que foi considerado,
o que foiconforme
considerado,
a leitura
conforme
do textoa leitura
acontece.
do texto acontece.
A Atividade 2 temA Atividade 2 tem analisar
como objetivo como objetivo
como seanalisar
dá a passagem
como se dá do atempo
passagem
e como do ele
tempo
aparece
e comonasele
expressões
aparece nas expressõe
empregadas. Inicialmente,
empregadas. osInicialmente,
estudantes precisam
os estudantes
compreender
precisamporcompreender
que tais expressões
por que são
tais usadas,
expressões
precisa
são haver
usadas, precisa have
uma grande discussão
uma grande
em torno
discussão
disso. em
Ao concluírem
torno disso.que
Ao concluírem
elas ajudamquea marcar
elas ajudam
o tempo a marcar
da narrativa,
o tempopodem
da narrativa,
voltar podem volta

Ao analisar o texto
Ao analisar
produzido
o texto
pela produzido
turma e observar
pela turma
algum
e observar
aspecto algum
que nãoaspecto
foi considerado
que não foi
nesta
considerado
proposta,nesta
or- proposta, or
ganize um momento
ganizede
umdiscussão
momento emdetorno
discussão
da questão.
em torno
O importante
da questão.é Odeixar
importante
os estudantes
é deixarbuscarem
os estudantes
soluções
buscarem soluçõe
para ela. para ela.
O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
-
tudantes o que tudantes
mais aprenderam
o que mais
durante
aprenderam
esse processo
duranteeesse
destaque
processo
alguns
e destaque
aspectosalguns
que foram
aspectos
relevantes
que foram
pararelevantes para
deixar o texto bem
deixar
escrito.
o texto bem escrito.
19 do
caderno
caderno do professorcaderno professor 101
do professor 19
LÍNGUA PORTUGUESA | 57
102
20 caderno
cadernodo 20 caderno do professor
doprofessor
professor
58 | LÍNGUA PORTUGUESA
21 do
caderno
caderno do professorcaderno professor 103
do professor 21

AULA 10 – PUBLICANDO
AULA 10 –OPUBLICANDO
CONTO O CONTO
Conversa com o/a
Conversa
professor/a
com o/a professor/a
EMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva. É importante
Coletiva.
seguir
É importante
as orientações
seguirvigentes,
as orientações
respeitando
vigentes,
o distanciamento
respeitando o distanciamento
entre os estudantes,
entrede
os acor-
estudantes, de acor-
do com as orientações
do comdosas orientações
órgãos de saúde.
dos órgãos de saúde.
MATERIAIS MATERIAIS
Materiais necessários
Materiais
paranecessários
a publicação
para
doaconto
publicação
de acordo
do conto
com odecombinado
acordo comcom
o combinado
os estudantes.
com os estudantes.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Selecione alguns
Selecione
materiaisalguns
necessários
materiais
paranecessários
a publicação,
parabem
a publicação,
como algunsbem
portadores
como alguns
paraportadores
servirem depara
modelo
servirem de modelo

EF01LP25C) (EF01LP25C)
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
A preparação daApublicação
preparaçãododaconto,
publicação
conforme
do conto,
o combinado
conformenao primeira
combinadoaula,
naprecisa
primeiraconsiderar
aula, precisa
a participação
considerar a participação
ativa dos estudantes.
ativa dos
Independentemente
estudantes. Independentemente
do portador escolhido,
do portador
um mural,
escolhido,
um livro
um mural,
ou umaum rede
livro
social
ou uma
da esco-
rede social da esco-
a, é imprescindível
la, é uma
imprescindível
conversa em
umatorno
conversa
das principais
em tornocaracterísticas
das principaisdele.
características
Analisar murais
dele. Analisar
ou livrosmurais
ou redesou livros ou redes
ociais para observarem
sociais para
como
observarem
os textos como
são publicados,
os textos são
assim
publicados,
como o queassim
acompanha
como o queo texto,
acompanha
pode resultar
o texto,empode resultar em

escritor que precisam


escritoraprender.
que precisam aprender.
Decida com os estudantes
Decida comaos forma
estudantes
como vão
a forma
registrar
comoo texto,
vão registrar
se usarão
o texto,
papéis,
se computador,
usarão papéis,secomputador,
o texto será digi-
se o texto será digi-
ado ou escrito atado
mão,ouentre
escrito
outros.
a mão,
Comentem
entre outros.
também
Comentem
como otambém
destinatário
comosaberá
o destinatário
sobre o texto,
saberásesobre
é necessário
o texto, se é necessário
a escrita de um aconvite
escritaou
debilhete
um convite
para ou
acessarem
bilhete para
o blog
acessarem
da escolaoou visitarem
blog da escola
o mural.
ou visitarem
Questione
o mural.
a necessidade
Questione a necessidade
de ilustrações, se
deacharem
ilustrações,
quesesim,
acharem
peça que
queilustrem
sim, peça
o conto,
que ilustrem
a parte opreferida
conto, a ou
parte
determinadas
preferida oupassagens
determinadas
para passagens para
poderem inserirpoderem
no mural,inserir
no livro
no ou
mural,
no blog.
no livro ou no blog.

O QUE APRENDEMOS
O QUEHOJE?
APRENDEMOS HOJE?
Retomem todosRetomem
os processos
todos
percorridos
os processos
parapercorridos
a publicação
para
doaconto,
publicação
desdedo
as conto,
situações
desde
de leitura
as situações
até o momento
de leitura até o momento

ambém os avanços
também
do grupo
os avanços
e os aspectos
do grupoque
e os
ainda
aspectos
precisam
que ainda
melhorar.
precisam melhorar.

Sugestões de atividades
Sugestõesdo
deLer e Escrever
atividades do- Ler
1º ano
e Escrever - 1º ano

Unidade 2(págs. Sequência


Sequência didática Era uma vez Era uma vez
didática
Volume 2 Unidade
Volume 2 2 143 a 155).
(págs. 143 a 155).
104 caderno do professor

ANEXO I - Aula 4ANEXO I - Aula 4

RUMPELSTICHEN
RUMPELSTICHEN

ERA UMA VEZ UMERA


MOLEIRO
UMA VEZMUITO
UM MOLEIRO
POBRE QUE
MUITOTINHA
POBRE
UMAQUEFILHA
TINHA
LINDA.
UMAUM FILHA
DIA ELE
LINDA.
SE ENCONTROU
UM DIA ELE SE
COMENCONTROU
O REI E, COM O REI E
PARA SE DAR IMPORTÂNCIA,
PARA SE DAR DISSE
IMPORTÂNCIA,
QUE SUA DISSE
FILHA QUE
SABIASUA
FIAR
FILHA
PALHA,
SABIA
TRANSFORMANDO-A
FIAR PALHA, TRANSFORMANDO-A
EM OURO. EM OURO.
— ESTA É UMA HABILIDADE
— ESTA É UMAQUEHABILIDADE
ME ENCANTAQUE— DISSE
ME ENCANTA
O REI. ——SEDISSE
É VERDADE
O REI. —OSE
QUE
É VERDADE
DIZ, TRAGA
O QUE
SUA DIZ,
FILHATRAGA
AMANHÃ
SUA FILHA AMANHÃ
CEDO AO CASTELO.
CEDOEUAO
QUERO
CASTELO.
PÔ-LA
EUÀQUERO
PROVA.PÔ-LA À PROVA.
NO DIA SEGUINTE,
NOQUANDO
DIA SEGUINTE,
A MOÇAQUANDO
CHEGOU,A MOÇA
O REI CHEGOU,
LEVOU-A PARA
O REIUMLEVOU-A
QUARTINHO
PARA UMCHEIO
QUARTINHO
DE PALHA,
CHEIO
ENTREGOU-
DE PALHA, ENTREGOU
-LHE UMA RODA-LHE
E UMA
UMA BOBINA
RODA E UMA
DISSE:BOBINA E DISSE:
— AGORA, PONHA-SE
— AGORA,
A TRABALHAR.
PONHA-SE SEA TRABALHAR.
ATÉ AMANHÃSECEDOATÉ AMANHÃ
NÃO TIVER CEDO
FIADONÃOTODA
TIVER
ESTA
FIADO
PALHA
TODA
EMESTA
OURO,PALHA
VOCÊEM OURO, VOCÊ
MORRERÁ! — DEPOIS
MORRERÁ!
SAIU, —TRANCOU
DEPOIS SAIU,
A PORTA
TRANCOU
E DEIXOU
A PORTA
A FILHA
E DEIXOU
DO MOLEIRO
A FILHASOZINHA.
DO MOLEIRO SOZINHA.
A POBRE MOÇAASENTOU-SE
POBRE MOÇA NUMSENTOU-SE
CANTO E, NUM
POR MUITO
CANTOTEMPO,
E, POR MUITO
FICOU PENSANDO
TEMPO, FICOU NO PENSANDO
QUE FAZER.NO
NÃOQUETINHA
FAZER.
A NÃO TINHA A
MENOR IDEIA DEMENOR
COMOIDEIA
FIAR DE
PALHA
COMOEMFIAR
OUROPALHA
E NÃOEMVIA
OURO
JEITOE DE
NÃO ESCAPAR
VIA JEITODADEMORTE.
ESCAPAR
O PAVOR
DA MORTE.
TOMOU O PAVOR
CON- TOMOU CON

ANÃOZINHO MUITO ANÃOZINHO


ESQUISITO.
MUITO ESQUISITO.
— BOA TARDE, MINHA
— BOA LINDA
TARDE,MENINA
MINHA LINDA
— DISSEMENINA
ELE. — POR
— DISSE
QUEELE.
CHORA
— POR
TANTO?
QUE CHORA TANTO?
— AH! — RESPONDEU
— AH! A— MOÇA
RESPONDEU
ENTRE ASOLUÇOS.
MOÇA ENTRE
— O REI
SOLUÇOS.
ME MANDOU
— O REIFIAR
ME TODA
MANDOU
ESTAFIAR
PALHA
TODA
EMESTA
OURO.PALHA
NÃOEMSEIOURO. NÃO SE
COMO FAZER ISSO!COMO FAZER ISSO!
— E SE EU FIAR PARA
— E SEVOCÊ?
EU FIAR
O QUE
PARAMEVOCÊ?
DARÁOEM QUE
TROCA?
ME DARÁ EM TROCA?
— DOU-LHE O MEU — DOU-LHE
COLAR. O MEU COLAR.
O ANÃOZINHO PEGOU
O ANÃOZINHO
O COLAR,PEGOU
SENTOU-SE
O COLAR,
DIANTE
SENTOU-SE
DA RODA DIANTE DA RODA
E, ZUM-ZUM-ZUM: E, ZUM-ZUM-ZUM:
GIROU-A TRÊS VEZES
GIROU-A
E A BOBINA
TRÊS VEZES
FICOU
E A CHEIA
BOBINADEFICOU
OURO.CHEIA
ENTÃO
DECOMEÇOU
OURO. ENTÃO
DE NOVO,
COMEÇOU
GIROUDEANOVO, GIROU A
RODA TRÊS VEZES RODA
E A SEGUNDA
TRÊS VEZESBOBINA
E A SEGUNDA
FICOU CHEIA
BOBINA TAMBÉM.
FICOU CHEIA
VAROU TAMBÉM.
A NOITEVAROU
TRABALHANDO
A NOITE TRABALHANDO
ASSIM E, QUANDOASSIM E, QUANDO
ACABOU DE FIARACABOU
TODA A DEPALHA
FIARETODA
AS BOBINAS
A PALHAFICARAM
E AS BOBINAS
CHEIASFICARAM
DE OURO,CHEIAS
SUMIU.
DE OURO, SUMIU.
NO DIA SEGUINTE,NO MAL
DIA SEGUINTE,
O SOL APARECEU,
MAL O SOL
O REI
APARECEU,
CHEGOU EOARREGALOU
REI CHEGOUOS E ARREGALOU
OLHOS, ASSOMBRADO
OS OLHOS, EASSOMBRADO
FELIZ AO VER E FELIZ AO VER
TODO AQUELE OURO.
TODO CONTUDO,
AQUELE OURO.SEU CONTUDO,
AMBICIOSOSEU CORAÇÃO
AMBICIOSO
NÃO SE
CORAÇÃO
SATISFEZ.
NÃO SE SATISFEZ.
LEVOU A FILHA LEVOU
DO MOLEIRO
A FILHAPARA
DO MOLEIRO
OUTRO QUARTO
PARA OUTRO
UM POUCO
QUARTOMAIOR,
UM POUCO
TAMBÉM MAIOR,
CHEIOTAMBÉM
DE PALHA,
CHEIO
E ORDENOU-
DE PALHA, E ORDENOU
-LHE QUE ENCHESSE
-LHE QUE
AS BOBINAS
ENCHESSEDEASOURO,
BOBINAS
CASODE QUISESSE
OURO, CASO
CONTINUAR
QUISESSEVIVA.
CONTINUAR VIVA.
A POBRE MOÇAAFICOUPOBRESENTADA
MOÇA FICOU
OLHANDOSENTADA
A PALHA,
OLHANDO
SEM SABER
A PALHA,
O QUE
SEMFAZER.
SABER“AH...
O QUESEFAZER.
O ANÃOZINHO
“AH... SE VOLTAS-
O ANÃOZINHO VOLTAS

— O QUE VOCÊ ME— ODÁ,


QUESEVOCÊ
EU FIAR
ME ADÁ,
PALHA?
SE EU—FIAR
PERGUNTOU.
A PALHA? — PERGUNTOU.
— DOU-LHE O ANEL
— DOU-LHE
DO MEUODEDO.
ANEL DO
ELE MEU
PEGOUDEDO.
O ANEL
ELE EPEGOU
SE PÔSOAANEL
TRABALHAR.
E SE PÔSAACADA
TRABALHAR.
TRÊS VOLTAS
A CADA
DATRÊS
RODA,
VOLTAS
UMA DA RODA, UMA
BOBINA SE ENCHIA
BOBINA
DE OURO.
SE ENCHIA DE OURO.
NO OUTRO DIA,NO QUANDO
OUTROODIA,REIQUANDO
CHEGOU OE VIUREI CHEGOU
AS BOBINAS E VIU
RELUZINDO
AS BOBINASDE RELUZINDO
OURO, FICOU
DEMAIS
OURO,
RADIANTE.
FICOU MAIS
MASRADIANTE. MAS
AINDA DESSA VEZAINDA
NÃODESSA
SE CONTENTOU.
VEZ NÃO SELEVOU
CONTENTOU.
A MOÇALEVOU
PARA OUTRO
A MOÇAQUARTO
PARA OUTRO
AINDAQUARTO
MAIOR, TAMBÉM
AINDA MAIOR,
CHEIOTAMBÉM
DE CHEIO DE
PALHA E DISSE: PALHA E DISSE:
— VOCÊ VAI FIAR—ESTA
VOCÊNOITE.
VAI FIAR
SE PUDER
ESTA NOITE.
REPETIR
SE PUDER
ESSA MARAVILHA,
REPETIR ESSAQUERO
MARAVILHA,
QUE SEJAQUERO
MINHA
QUE
ESPOSA.
SEJA MINHA ESPOSA.
O REI SAIU, PENSANDO:
O REI SAIU,
“SERÁ
PENSANDO:
QUE ELA “SERÁ
É MESMO
QUEFILHA
ELA ÉDOMESMO
MOLEIRO?
FILHABAH!
DO MOLEIRO?
O QUE IMPORTA
BAH! OÉQUE
QUEIMPORTA
VOU ME CA-
É QUE VOU ME CA

QUANDO A MOÇA QUANDO


FICOU SOZINHA,
A MOÇA FICOU
O ANÃOZINHO
SOZINHA,APARECEU
O ANÃOZINHO
PELAAPARECEU
TERCEIRA VEZ
PELAE TERCEIRA
PERGUNTOU:
VEZ E PERGUNTOU:
— O QUE VOCÊ ME— ODÁ,
QUESEVOCÊ
AINDAMEDESSA
DÁ, SEVEZ
AINDA
EU FIAR
DESSA
A PALHA?
VEZ EU—FIAR
EU NÃO
A PALHA?
TENHO— EU
MAIS
NÃONADA...
TENHO MAIS NADA...
— SE É ASSIM, PROMETA
— SE É ASSIM,
QUE ME
PROMETA
DARÁ SEU
QUEPRIMEIRO
ME DARÁ FILHO,
SEU PRIMEIRO
SE VOCÊ FILHO,
SE TORNAR
SE VOCÊ
RAINHA.
SE TORNAR RAINHA.

NÃO TENDO SAÍDA,


NÃOPROMETEU
TENDO SAÍDA,
AO ANÃOZINHO
PROMETEU AO O QUE
ANÃOZINHO
ELE QUIS.O QUE ELE QUIS.
IMEDIATAMENTEIMEDIATAMENTE
ELE SE PÔS A TRABALHAR,
ELE SE PÔSGIRANDO
A TRABALHAR,
A RODAGIRANDO
A NOITEAINTEIRA.
RODA A NOITE INTEIRA.
DE MANHÃZINHA,
DE MANHÃZINHA,
QUANDO O REI QUANDO
ENTROU NOO REI
QUARTO,
ENTROU ENCONTROU
NO QUARTO,PRONTINHO
ENCONTROU O QUE
PRONTINHO
HAVIA EXIGIDO.
O QUE HAVIA
CUM- EXIGIDO. CUM
PRINDO SUA PALAVRA,
PRINDOCASOU-SE
SUA PALAVRA,
COMCASOU-SE
A BELA FILHA
COMDOA MOLEIRO,
BELA FILHAQUE
DO ASSIM
MOLEIRO,
SE TORNOU
QUE ASSIM
RAINHA.
SE TORNOU RAINHA.
caderno do professor 105

UM ANO DEPOIS,UMELA
ANO DEUDEPOIS,
À LUZ UMA
ELA DEU
LINDA
À LUZ
CRIANÇA.
UMA LINDA
JÁ NEMCRIANÇA.
SE LEMBRAVA
JÁ NEMMAIS
SE LEMBRAVA
DO MISTERIOSO
MAIS DO ANÃOZINHO.
MISTERIOSO ANÃOZINHO.
MAS NAQUELE MESMO
MAS NAQUELE
DIA, A PORTA
MESMO SEDIA,
ABRIU
A PORTA
REPENTINAMENTE
SE ABRIU REPENTINAMENTE
E ELE ENTROU. E ELE ENTROU.
— VIM BUSCAR O— QUE
VIM BUSCAR
VOCÊ MEOPROMETEU
QUE VOCÊ —ME DISSE.
PROMETEU — DISSE.
A RAINHA FICOUA APAVORADA
RAINHA FICOU E OFERECEU-LHE
APAVORADA E OFERECEU-LHE
TODAS AS RIQUEZAS TODASDO ASREINO,
RIQUEZAS
SE ELE
DOAREINO,
DEIXASSE
SE ELE
FICAR
A DEIXASSE
COM A FICAR COM A
CRIANÇA. MAS ELE
CRIANÇA.
NÃO QUIS.
MAS ELE NÃO QUIS.
— NÃO! UMA COISA
— NÃO!
VIVAUMA
VALECOISA
MUITOVIVA
MAIS
VALEPARA
MUITO
MIMMAIS
QUE PARA
TODOS MIM
OS QUE
TESOUROS
TODOSDO OSMUNDO!
TESOUROS DO MUNDO!
A RAINHA FICOUA RAINHA
DESESPERADA;
FICOU DESESPERADA;
TANTO CHOROUTANTO E SE LAMENTOU,
CHOROU E SE QUE LAMENTOU,
O ANÃOZINHO QUE ACABOU
O ANÃOZINHO
FICANDOACABOU
COM FICANDO COM
PENA. PENA.
— ESTÁ BEM — DISSE.
— ESTÁ— VOU
BEM LHE
— DISSE.
DAR —TRÊS
VOUDIAS.
LHE DAR
SE NOTRÊS
FIMDIAS.
DESSESEPRAZO
NO FIMVOCÊ DESSE
ADIVINHAR
PRAZO VOCÊ O MEU
ADIVINHAR
NOME, PODERÁ
O MEU NOME, PODERÁ
FICAR COM A CRIANÇA.
FICAR COM A CRIANÇA.
A RAINHA PASSOU
A RAINHA
A NOITEPASSOU
LEMBRANDO
A NOITEOSLEMBRANDO
NOMES QUEOS CONHECIA
NOMES QUE E MANDOU
CONHECIAUMEMENSAGEIRO
MANDOU UMPERCORRER
MENSAGEIRO O PERCORRER O
REINO EM BUSCAREINO
DE NOVOS
EM BUSCANOMES.
DE NOVOS NOMES.
NA MANHÃ SEGUINTE,
NA MANHÃ QUANDO
SEGUINTE,
O ANÃOZINHO
QUANDO CHEGOU,
O ANÃOZINHOELA FOI
CHEGOU,
DIZENDO: ELA FOI DIZENDO:
— GASPAR, MELQUIOR,
— GASPAR,BALTAZAR—
MELQUIOR,E ASSIM
BALTAZAR—
CONTINUOU,
E ASSIM FALANDO
CONTINUOU,
TODOSFALANDO
OS NOMESTODOS
ANOTADOS.
OS NOMESMASANOTADOS.
A CADA UMMAS A CADA UM
DELES O ANÃO RESPONDIA
DELES O ANÃO BALANÇANDO
RESPONDIAABALANÇANDO
CABEÇA: A CABEÇA:
— NÃO É ESSE MEU
— NÃO
NOME!
É ESSE MEU NOME!
NO SEGUNDO DIA,
NO ASEGUNDO
RAINHA PEDIU
DIA, AÀS
RAINHA
PESSOAS
PEDIUDA ÀS
VIZINHANÇA
PESSOAS DA QUE VIZINHANÇA
LHE DESSEM QUESEUS
LHEAPELIDOS,
DESSEM SEUS
E FEZAPELIDOS,
UMA LIS- E FEZ UMA LIS-
A DOS NOMES TAMAIS
DOSESQUISITOS,
NOMES MAIS COMO:
ESQUISITOS,
JOÃO DAS COMO:
LONJURAS,
JOÃO DASCARABELASSIM,
LONJURAS, CARABELASSIM,
PERNIL-MAL-ASSADOPERNIL-MAL-ASSADO
E OUTROS. E OUTROS.
MAS A TODOS AMAS
RESPOSTA
A TODOSDOAANÃO
RESPOSTA
ERA ADOMESMA:
ANÃO ERA A MESMA:
— NÃO É ESSE MEU
— NÃO
NOME!
É ESSE MEU NOME!
NO TERCEIRO DIA,
NOOTERCEIRO
MENSAGEIRO DIA, OQUE
MENSAGEIRO
ANDAVA PELO QUEREINO
ANDAVA À CATA
PELODEREINO
NOVOS À CATA
NOMESDE NOVOS
VOLTOUNOMES
E DISSE:VOLTOU E DISSE:
— NÃO DESCOBRI— NÃO
UM SÓ DESCOBRI
NOME NOVO.UM SÓMASNOMEEU ESTAVA
NOVO. MASANDANDO
EU ESTAVA
POR ANDANDO
UM BOSQUE PORNOUMALTOBOSQUE
DE UMNOMONTE,
ALTO DE
ONDE
UM MONTE, ONDE
RAPOSAS E COELHOS
RAPOSAS DIZEM
E COELHOS
BOA-NOITEDIZEM
UNSBOA-NOITE
AOS OUTROS, UNSQUANDO
AOS OUTROS, VI UMA QUANDO
CABANA. VI DIANTE
UMA CABANA.
DA PORTA DIANTE
ARDIA
DA PORTA ARDIA
UMA FOGUEIRINHA
UMAEFOGUEIRINHA
UM ANÃO MUITO E UMESQUISITO,
ANÃO MUITO PULANDO
ESQUISITO,
NUMPULANDO
PÉ SÓ AO REDOR
NUM PÉDO SÓFOGO,
AO REDOR
CANTAVA:
DO FOGO, CANTAVA:
— HOJE EU FRITO!
— HOJE
AMANHÃEU FRITO!
EU COZINHO!
AMANHÃ EU COZINHO!
DEPOIS DE AMANHÃ
DEPOIS SERÁ
DE MEU
AMANHÃ O FILHO
SERÁDAMEURAINHA!
O FILHO DA RAINHA!
COISA BOA É NINGUÉM
COISA BOA SABER
É NINGUÉM SABER
QUE MEU NOMEQUE É MEU NOME É
RUMPELSTICHEN!RUMPELSTICHEN!
PODE-SE IMAGINAR
PODE-SE
A ALEGRIA
IMAGINARDA RAINHA,
A ALEGRIA QUANDO
DA RAINHA,
OUVIUQUANDO
ESSE NOME.OUVIU E QUANDO
ESSE NOME. UM EPOUCO
QUANDO MAIS
UMTARDE
POUCOO MAIS TARDE O
ANÃOZINHO VEIOANÃOZINHO
E PERGUNTOU: VEIO E PERGUNTOU:
— ENTÃO, SENHORA
— ENTÃO, SENHORA
RAINHA, QUAL ÉRAINHA,
MEU NOME?QUALELAÉ MEU
DISSENOME?
ANTES:ELA DISSE ANTES:
— SERÁ FULANO?— SERÁ FULANO?
— NÃO! — NÃO!
— SERÁ BELTRANO?
— SERÁ BELTRANO?
— NÃO! — NÃO!
— SERÁ POR ACASO
— SERÁ
RUMPELSTICHEN?
POR ACASO RUMPELSTICHEN?
— FOI O DIABO QUE
— FOITEOCONTOU!
DIABO QUE — GRITOU
TE CONTOU!
O ANÃOZINHO
— GRITOU O ANÃOZINHO
FURIOSO. FURIOSO.
E BATEU O PÉ DIREITO
E BATEUCOMO PÉTANTA
DIREITO
FORÇACOMNOTANTA
CHÃO, FORÇA
QUE AFUNDOU
NO CHÃO, QUEATÉ AAFUNDOU
VIRILHA. ATÉ A VIRILHA.
DEPOIS, TENTANDO
DEPOIS,
TIRARTENTANDO
O PÉ DO BURACO,
TIRAR O PÉ AGARROU
DO BURACO, COMAGARROU
AMBAS ASCOM MÃOS AMBAS
O PÉ ESQUERDO
AS MÃOS OEPÉPUXOU-O
ESQUERDO PARA
E PUXOU-O PARA
CIMA COM TAL VIOLÊ
CIMA COM NCIA,
TALQUE
VIOLÊ
SEU CORPO
NCIA, QUESE RASGOU
SEU CORPO EM SE
DOIS.
RASGOU
ENTÃO, EMDESAPARECEU.
DOIS. ENTÃO, DESAPARECEU.

Fonte: RUMPELSTICHEN.
Fonte: RUMPELSTICHEN.
Disponível em:Disponível
http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me001614.pdf.
em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me001614.pdf.
Acesso em 22 set.
Acesso
2020.
em 22 set. 2020.
106 caderno do professor
LÍNGUA PORTUGUESA
SEQUÊNCIA DIDÁTICA 5
108 caderno do professor
caderno do professor 109

Olá, Professor!
Olá, Professor!
Olá, Professora!
Olá, Professora!
No processo de alfabetização
No processo inicial,
de alfabetização
é importanteinicial,
queéaimportante
criança tenha queacesso
a criança
a uma
tenhadiversidade
acesso a uma
de textos
diversidade
que circulam
de textos que circulam
- -
emente, sobre os temente,
variadossobre
usos ossociais
variados
da linguagem,
usos sociaiseladapode
linguagem,
compreender
ela pode e se
compreender
apropriar cadae sevez
apropriar
mais docadacomplexo
vez mais do complexo
uncionamento da funcionamento
língua escrita.da língua escrita.
A escolha de textosA escolha
da esferadejornalística
textos da esfera
exigejornalística
a abordagem exige
de temas
a abordagem
atuais, instigantes
de temas atuais,
e complexos,
instigantes
queelevem
complexos,
o leitorque levem o leitor
- -
partilhar com seuspartilhar
pares essas
com informações.
seus pares essas Considerando
informações. taisConsiderando
aspectos, estatais
sequência
aspectos,didática
esta sequência
tem o objetivo
didáticadetem
trabalhar
o objetivo de trabalhar
extos da esfera jornalística,
textos da esfera
com enfoque
jornalística,
na produção
com enfoque de legendas.
na produção O conteúdo
de legendas.
temático
O conteúdo
é a cultura
temático
dos povos
é a cultura
indígenas.
dos povos
É indígenas. É
nteressante que,interessante
além dos textosque,selecionados
além dos textosnestaselecionados
sequência, nesta
você busque
sequência,
e compartilhe
você busque come compartilhe
os estudantes com
informações
os estudantes informações
mais recentes sobre
maiso assunto,
recentes tornando
sobre o assunto,
evidente tornando
as características
evidente as doscaracterísticas
textos jornalísticos
dos textos
(transmitir
jornalísticos
informações
(transmitir
atuais).
informações atuais).
Ao longo do trabalho,
Ao longo
os estudantes
do trabalho, terão
os estudantes
a oportunidadeterãode a oportunidade
analisar, ler e produzir
de analisar,
legendas,
ler e produzir
compreendendo
legendas, compreendendo
como fun- como fun-
iona esse gênerociona
textual.
esseNesse
gêneroprocesso,
textual.alguns
Nesse processo,
procedimentos
algunseprocedimentos
comportamentos e comportamentos
leitores e escritores
leitores
são fundamentais,
e escritores são fundamentais,
ais como: grifar tais
informações
como: grifar
importantes;
informações anotar
importantes;
informações anotar
queinformações
precisam serque recuperadas
precisam posteriormente;
ser recuperadas posteriormente;
estabelecer estabelecer
elação entre texto
relação
e imagem;
entre texto
e planejar
e imagem;
o que se
e planejar
pretendeo escrever.
que se pretende escrever.
Para o desenvolvimento
Para o desenvolvimento
deste trabalho, édesteimportante
trabalho,
ler éantecipadamente
importante ler antecipadamente
as orientações deascadaorientações
etapa, bem de cada
comoetapa,
as bem como as
atividades propostas
atividades
no caderno
propostas
do estudante.
no cadernoDessa
do estudante.
forma, seráDessa
possível
forma,
organizar
será possível
e gerenciar
organizar
o trabalho
e gerenciar
desenvolvido
o trabalho
emdesenvolvido em
ala de aula, considerando
sala de aula, as peculiaridades
considerando asdapeculiaridades
turma. da turma.
Esperamos que este Esperamos
trabalhoqueproporcione
este trabalho
muitas
proporcione
discussõesmuitas
e aprendizagens
discussões eentre
aprendizagens entre você e sua turma.
você e sua turma.
Bom trabalho! Bom trabalho!

Para o desenvolvimento
Para o desenvolvimento
desta sequência, desta
foramsequência,
selecionadas
foram
as seguintes
selecionadas
habilidades
as seguintes
do Currículo
habilidades
Paulista:
do Currículo Paulista:

Aulas em que as Aulas em que as


Objetos de conhecimento
Objetos de conhecimento Habilidades Habilidades habilidades são habilidades são
trabalhadas trabalhadas

(EI03EF01) Expressar
(EI03EF01)
ideias, desejos
Expressar
e sentimentos
ideias, desejos
sobre
e sentimentos sobre
EDUCAÇÃO INFANTIL EDUCAÇÃO INFANTIL
suas vivências, porsuas
meiovivências,
da linguagem
por meio
de fotos,
da linguagem
dese- de fotos, dese-
Escuta, fala, pensamento
Escuta,efala,
imaginação
pensamento e imaginação Aulas 1 e 10 Aulas 1 e 10
nhos e outras formas
nhos
de eexpressão,
outras formas
ampliando
de expressão,
gradativa-
ampliando gradativa-
mente suas possibilidades
mente suas
de comunicação
possibilidadese expressão.
de comunicação e expressão.

(EF01LP27) Ler e compreender,


(EF01LP27) Ler eme colaboração
compreender, com
em colaboração com
os colegas e com a osajuda
colegas
do professor,
e com a ajuda
listasdo
de professor,
regras listas de regras
e regulamentos, que e regulamentos,
organizam a vida
quena organizam
comunidadea vida na comunidade
Compreensão em leitura
Compreensão em leitura escolar, entre outros
escolar,
textosentre
do campo
outrosdatextos
vida pública,
do campo da vida pública,
Aulas 2 e 7 Aulas 2 e 7
considerando a situação
considerando
comunicativa,
a situação
o tema/assunto,
comunicativa, o tema/assunto,

gênero. gênero.

(EF01LP22) Ler e compreender,


(EF01LP22) Lereme colaboração
compreender, comemoscolaboração com os
colegas e com a ajuda
colegas
do professor,
e com a ajuda
entrevistas,
do professor,
curio- entrevistas, curio-
Aulas 2,4, 6 e Aulas 2,4, 6 e
sidades, entre outros
sidades,
textosentre
do campo
outrosdas
textos
práticas
do campo
de das práticas de
Compreensão em leitura
Compreensão em leitura 10 10
estudo e pesquisa,estudo
considerando
e pesquisa,
a situação
considerando
comunicativa,
a situação comunicativa,
o tema/assunto, a estrutura
o tema/assunto,
composicional,
a estrutura
o estilo
composicional,
ea o estilo e a
110 caderno do professor

- -
Estratégia de leitura
Estratégia de leitura rências realizadas antes
rências
e durante
realizadas
a leitura
antes edodurante
gêneroa leitura do gênero
Aulas 2 e 6 Aulas 2 e 6
textual. textual.

(EF01LP17) Produzir,(EF01LP17)
em colaboração
Produzir,
comem colaboração com
os colegas e com a osajuda
colegas
do professor,
e com a ajuda
legendas
do professor,
para legendas para
álbuns, fotos ou ilustrações
álbuns, fotos
(digitais
ou ilustrações
ou impressos),
(digitais
entre
ou impressos), entre
Produção escrita Produção escrita Aulas 5, 8 e 9 Aulas 5, 8 e 9
outros textos do campo
outrosdatextos
vida cotidiana,
do campoconsiderando
da vida cotidiana, considerando
a situação comunicativa,
a situação
o tema/assunto,
comunicativa,a estrutura
o tema/assunto, a estrutura
composicional e o estilo
composicional
do gênero.
e o estilo do gênero.

Construção do sistema
Construção
alfabético
do sistema alfabético Aulas 3, 4 e 5 Aulas 3, 4 e 5

(EF12LP01) Ler palavras


(EF12LP01)
tomando
Ler como
palavras
referência
tomando como referência
Construção do sistema
Construção
alfabético
do sistema alfabéticopalavras conhecidas
palavras
e/ou memorizadas
conhecidas e/ou
(estáveis),
memorizadas
como o (estáveis),
Aulas 3,como
4, 5, o7 e 8 Aulas 3, 4, 5, 7 e 8
próprio nome e o de
próprio
colegas.
nome e o de colegas.

(EF01LP02) Escrever,(EF01LP02)
espontaneamente
Escrever, espontaneamente
ou por ditado, ou por ditado,
Correspondência fonema-grafema
Correspondência fonema-grafema
palavras e frases depalavras
forma alfabética
e frases de
- usando
forma alfabética
letras/gra-- usando letras/gra-
Aulas 8 e 9 Aulas 8 e 9
femas que representem
femasfonemas.
que representem fonemas.

AULA 1 – RODAAULA
DE CONVERSA
1 – RODA DE CONVERSA
Conversa com o/a
Conversa
professor/a
com o/a professor/a
TEMPO TEMPO
Uma aula. Uma aula.
ORGANIZAÇÃO DA
ORGANIZAÇÃO
TURMA DA TURMA
Coletiva (carteiras
Coletiva
em roda).
(carteiras
É importante
em roda).
respeitar
É importante
os protocolos
respeitardeosdistanciamento
protocolos de distanciamento
físico e higienização
físicodos
e higienização
obje- dos obje
tos, de acordo com
tos,as
deorientações
acordo comdos as orientações
órgãos de saúde.
dos órgãos de saúde.
MATERIAIS MATERIAIS
Material do estudante;
Materialcaderno,
do estudante;
papel kraft
caderno,
ou qualquer
papel kraft
outro
ou qualquer
material para
outroanotar.
material
É possível
para anotar.
usar oÉ gravador
possível usar
do o gravador do
celular para registrar
celularo para
depoimento
registrardas
o depoimento
crianças sobre
dassuas
crianças
próprias
sobrehistórias.
suas próprias histórias.
PREPARAÇÃO PREPARAÇÃO
Para o seu planejamento,
Para o seu éplanejamento,
fundamental leré fundamental
a atividade proposta
ler a atividade
no material
proposta
do estudante,
no materialobservar
do estudante,
as imagens
observar as imagen
e, a partir delas,e,levantar
a partir questões
delas, levantar
que asquestões
crianças que
poderão
as crianças
expor napoderão
roda deexpor
conversa
na roda
e relacionar
de conversa
come asrelacionar
orienta- com as orienta
ções didáticas. Como
ções didáticas.
sugestão,Como
você pode
sugestão,
deixarvocê
pronto
podeum deixar
cartaz
pronto
ou escrever
um cartaz
na lousa
ou escrever
as principais
na lousaetapas
as principais
para etapas para
apresentar ao grupo.
apresentar ao grupo.
(EI03EF01) Expressar
(EI03EF01)
ideias,Expressar
desejos eideias,
sentimentos
desejossobre
e sentimentos
suas vivências,
sobre por
suasmeio
vivências,
da linguagem
por meiode dafotos,
linguagem
dese- de fotos, dese
nhos e outras formas
nhos edeoutras
expressão,
formasampliando
de expressão,
gradativamente
ampliando gradativamente
suas possibilidades
suasde
possibilidades
comunicaçãode e expressão.
comunicação e expressão.
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO
E INTERVENÇÕESE INTERVENÇÕES
A roda de conversa
A roda
é uma
de conversa
experiência
é uma
potente
experiência
que tempotente
como objetivo
que temprincipal
como objetivo
apresentar,
principal
de modo
apresentar,
geral, as
deativi-
modo geral, as ativi
dades da sequência.
dadesConte
da sequência.
para os estudantes
Conte paraque os estudantes
eles vão conhecer
que eles
a cultura
vão conhecer
de alguns
a cultura
povosde indígenas
alguns povos
do Brasil.
indígenas do Brasil
escrever legendas escrever
sobre legendas sobre
os povos indígenas
os povos
para produzir
indígenasumpara
mural. O público
produzir que terá
um mural. O público
acesso que
ao mural
terá acesso
pode ser
ao escolhido
mural pode pelas
ser escolhido
crianças. Épelas crianças. É
necessário que isso
necessário
seja feito
que
naisso
primeira
seja feito
aulanapara
primeira
que todas
aulaaspara
decisões
que todas
possam
as decisões
considerar
possam
o destinatário,
considerarou o destinatário,
seja, ou seja
o público do mural.
o público
Para adoroda
mural.
de conversa,
Para a roda
é essencial
de conversa,
garantir
é essencial
uma escuta
garantir
sensível
uma para
escutaossensível
relatos que
paraasoscrianças
relatos que as criança
3 do
caderno
caderno do professorcaderno professor 1113
do professor
LÍNGUA PORTUGUESA | 61

Depois, faça a Depois,


leitura co- faça a leitura co-
laborativa das laborativa
legendas, das legendas,
lendo cada partelendodo cada
tex- parte do tex-
to, relacionando-o
to, relacionando-o
com a com a
imagem e discutindo
imagem com e discutindo com
a turma as informações
a turma as informações
trazidas. Comotrazidas.
sugestão,Como sugestão,
você pode perguntar:
você pode “O perguntar: “O
que o texto acrescenta
que o texto à acrescenta à
imagem?”; “Que imagem?”;
informa- “Que informa-
ções descobrimosçõesaodescobrimos
ler ao ler
a legenda?”. Informe
a legenda?”.
que Informe que
encontramos esseencontramos
tipo de esse tipo de
texto em notícias,
textorepor-
em notícias, repor-
tagens e outrostagens
gênerose outros gêneros
textuais. textuais.
Em seguida, relembre
Em seguida, as relembre as
crianças do mural
crianças
que vão do mural que vão
produzir com fotos
produzire le-com fotos e le-
gendas sobre osgendas
povos sobre
in- os povos in-
dígenas do Brasil.
dígenas
Depois, do Brasil. Depois,
convide a turmaconvide
a produ- a turma a produ-
zir uma escritazircoletiva,
uma escrita coletiva,
anotando as decisões
anotando doas decisões do
grupo: “Para quem
grupo:será “Para quem será
feito o mural?”;feito
“Onde o mural?”;
ele “Onde ele

algum evento da algum


escola?”.
evento da escola?”.
Como sugestão,Como o mural
sugestão, o mural
pode ter como público
pode terou- como público ou-
tra turma do 1ºtraano;
turma