Você está na página 1de 16

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA

COLEGIO CENTRAL DE RIBEIRA DO POMBAL


RIBEIRA DO POMBAL – NRE 17

Aluno Numero
Disciplina: Educ. Fisica Professor: Walmir Arruda Data:
Série: 2º. Ano Turma: Unidade: III
Turno: ( ) MATUTINO ( ) VESPERTINO Nota:

ATIVIDADE ED. FISICA 2o. ANO – III UNIDADE

ATIVIDADE No. 01 – Valor 2,0 pontos

Atividades físicas e saúde mental

Esta aula faz uma reflexão teórica sobre a relação


existente entre atividade física e saúde mental. O objetivo é
evidenciar os benefícios da prática de exercícios na
promoção da saúde mental.

Existem evidências de que atividade física atua na


melhoria da autoestima, do autoconceito, da imagem
corporal, das funções cognitivas e de socialização, na
diminuição do estresse e da ansiedade. A adoção de comportamentos saudáveis é o
principal caminho para otimização da saúde mental.

O homem contemporâneo se utiliza cada vez menos de suas potencialidades


corporais, e o baixo nível de ATIVIDADE FÍSICA é fator decisivo no
desenvolvimento de doenças degenerativas.

O QUE É ATIVIDADE FÍSICA


A ATIVIDADE FISICA é "todo movimento corporal produzido pelo acionamento
dos músculos esqueléticos resultando em aumento substancial do gasto energético acima do
metabolismo de repouso"

Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o indivíduo deve realizar alguma atividade física
pelo menos três vezes por semana, em seu tempo livre, com duração mínima de 30 minutos.
de 30 .

A AÇÃO DO EXERCÍCIO FÍSICO SOBRE A FUNÇÃO COGNITIVA

Em umestudodereferência, 23 mulheres saudáveis, com idades entre 60 e 70 anos, fizeram


uma hora de caminhada três vezes
por semana, juntamente com exercícios de alongamento e de flexibilidade.

Após seis meses registrou-se melhoras nos níveis de atenção, memória, agilidade e
no padrão de humor em comparação ao grupo de controle com 17 mulheres sedentárias.

AÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA

Endorfina: hormônio produzido na glândula hipófise e que gera sensação de recompensa e bem-estar
no organismo. É produzido em grande quantidade nas atividades prazerosas e está associada a
relaxamento, alívio e contentamento generalizados. Ao ser liberada no corpo, a endorfina aumenta a
disposição física e mental do indivíduo e melhora a resistência imunológica.

Serotonina: A serotonina é um neurotransmissor que atua no cérebro com função de regular o


humor, o sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, sensibilidade a dor, movimentos e
funções intelectuais. a Serotonina é conhecida como o “hormônio do se sentir bem”

Hormônio do crescimento: O hormônio do crescimento é um estimulante direto para a lipólise,


ou seja, ajuda na queima de gordura e é responsável pelo crescimento dos tecidos no corpo, então
auxilia as pessoas a atingirem a estatura adulta adequada para a sua genética.

Adrenalina: Responsável pela liberação de glicose no


sangue e pelo aumento da taxa metabólica, a adrenalina é
liberada durante a atividade física para que o corpo esteja
apto na resposta que os exercícios irão provocar. Ela ajuda a
nos manter alerta, aumenta a frequência cardíaca e acelera a
queima de calorias, então é um ótimo hormônio para aqueles
que desejam emagrecer.

ATIVIDADE DE FIXAÇÃO
1. Qual a definição de Atividade Física?

2. Qual a recomendação da OMS segundo a pratica de Atividade


Física?

3. Encontre no caça palavras os hormônios liberados através da prática


de Atividade Física: (As palavras deste caça palavras estão escondidas na
horizontal, vertical e diagonal, com palavras ao contrário.)

REFERÊNCIAS
https://www.treinus.com.br/blog/tipos-de-hormonios

http://globoesporte.globo.com/ce/noticia/2017/02/como-os-hormonios-sao-estimulados-no-
nosso-corpo-pela-atividade-fisica.html
ATIVIDADE No. 02 – VALOR 3,0 PONTOS

Qualidade de vida

Muito se fala hoje na importância da qualidade de vida. Mas, você já parou para
se perguntar o que ela significa? E essa pergunta nos leva a outra: você tem qualidade de
vida?
O termo qualidade de vida significa o equilíbrio entre diferentes fatores que
englobam a vida em seu cotidiano, os principais deles são: saúde física, mental e relações
sociais (família, amigos e trabalho).
Existem alguns hábitos que são importantes serem adotados no dia a dia, pois,
deixar de lado um deles significa um prejuízo em relação ao bem-estar e à saúde de modo
geral.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, qualidade de vida é “a


percepção do indivíduo de sua inserção na vida, no contexto da cultura e sistemas de valores
nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”.

Envolve o bem estar espiritual, físico, mental, psicológico e emocional, além de


relacionamentos sociais, como família e amigos e, também, saúde, educação, habitação
saneamento básico e outras circunstancias da vida.

A conquista da qualidade de vida não é um objetivo inalcançável. Pode até


ser bem mais simples do que parece. Exige, naturalmente, algumas mudanças, mas com
benefícios que nos impulsionam a querer ir adiante.

QUALIDADE DE VIDA E SAÚDE MENTAL

Organização Mundial da Saúde (OMS) entende saúde como “o


estado de completo bem-estar físico e mental”. Cada vez mais,
tem se entendido e estudado a importância da saúde mental,
muitas vezes deixado de lado em detrimento de outras esferas da
vida.
A vida moderna é marcada pela falta de tempo, pela pressão por resultados, estresse, etc.
Assim, buscar hábitos que te faça bem e que deem prazer nunca foi tão importante, pois estes
auxiliam no gerenciamento de suas emoções.

Em alguns momentos, o cuidado com a saúde mental faz a ajuda profissional, um


psicólogo ou psiquiatra, necessária, mas hábitos simples no dia a dia já ajudam neste propósito.

A atividade física, por exemplo, deixa seus praticantes mais dispostos para enfrentar os
desafios do cotidiano e melhora o humor, além da sensação de bem-estar que a liberação da
endorfina causa no corpo.

QUALIDADE DE VIDA E RELAÇÕES SOCIAIS

As relações sociais são aqui entendidas em seu


aspecto mais amplo, pois leva em consideração
a esfera pessoal, familiar e profissional. Como
dissemos no início, a relação entre os fatores de
qualidade de vida são interligados.

Uma saúde mental prejudicada trará prejuízo nas relações afetivas e profissionais, já que
estas exigem a troca de emoções com outras pessoas e o enfrentamento de metas, prazos ou
imprevistos.

Da mesma forma, o não-investimento na saúde física poderá causar prejuízos


emocionais, como ansiedade, baixa autoestima, falta de disposição, etc.

Por exemplo, participar de grupos de corrida, aliado a uma alimentação saudável,


irá permitir que você esqueça um pouco os problemas do trabalho e possibilitará o
aumento do seu ciclo de amizade. Além, é claro, dos benefícios para a saúde física.

QUALIDADE DE VIDA E BEM ESTAR FÍSICO

Melhorar a qualidade de vida implica, em primeiro lugar, assumir hábitos saudáveis.


Substituir uma rotina sedentária pela prática de exercícios físicos é, assim, a primeira
providência de quem quer viver melhor.

Além dos benefícios para o corpo (controle da pressão arterial, da capacidade


respiratória e dos níveis de colesterol, entre outros), uma caminhada ou corrida leve ao
final do dia é excelente para recuperar o humor, espantar o estresse e arejar as ideias.

Adotar uma dieta mais equilibrada é outra atitude positiva quando se está buscando qualidade de
vida. Procure diminuir o “peso” do seu prato, escolhendo alimentos saudáveis, naturais. Dê um tempo
no refrigerante e nos industrializados; substitua-os por uma boa salada, frutas e um cardápio mais rico
em fibras.

A mudança não terá impacto apenas na balança: você se sentirá mais disposto e com
a autoestima lá no alto. E não se esqueça de beber muita água!

BENEFÍCIOS DE UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL

O corpo humano está propício a uma série de interferências do meio externo, o


que pode contribuir para causar mal-estar e outros sintomas negativos para a saude. Por
isso, é fundamental oberservar se a rotina ou a recorrente falta de tempo colaboram para
o agravamento da situação.

Por outro lado, incluir hábitos positivos no dia a dia proporciona inúmeros
benefícios para se atingir uma vida mais saudável. Por exemplo, o indivíduo que cuida
mais de si mesmo pode reduzir significativamente os custos com hospitais e exames,
melhorar os relacionamentos interpessoais, adquirir mais longevidade e prevenir-se
contra doenças.

Sem contar que é possível atingir e manter um equilíbrio em relação aos aspectos
físicos e emocionais. Desse modo, uma pessoa mais consciente e atenta ao próprio bem-
estar também consegue levar uma vida mais tranquila, sendo, até mesmo, um exemplo
para quem está ao seu redor.

HÁBITOS PARA UMA VIDA SAUDÁVEL

1. Evite o estresse excessivo

A vida agitada e compromissada que muitas pessoas levam acabando


gerando um estresse excessivo. O problema é que isso pode agravar a saúde e
gerar inúmeras consequências negativas para o bem- estar físico e psicológico,
como o surgimento de dores musculares e a famosa insônia.
Nesses momentos, é preciso reservar um momento para si, respirar fundo e
entender o que pode ser melhorado para que o estresse não tome conta. Sempre que se
sentir atribulado e pressionado com as demandas da rotina, busque por atividades calmas
e revigorantes. Passar um tempo com a família ou fazer uma pequena caminhada em um
parque são boas pedidas.

3. Alimente-se com qualidade


Um dos passos mais fundamentais para ter uma vida mais saudável é
contar com uma alimentação equilibrada, fresca e rica em nutrientes. O ideal,
também, é evitar comer muito e sobrecarregar o seu sistema digestório, pois
isso influencia diretamente o nível de energia do corpo.

A recomendação é variar nos alimentos, mas sempre priorizando a


qualidade nutricional. As refeições devem ser balanceadas, contendo
propriedades e vitaminas benéficas, que auxiliem no bom funcionamento do
organismo.

4. Pratique atividades físicas


As práticas físicas são essenciais para se alcançar um patamar saudável. O
sedentarismo, por outro lado, favorece o aparecimento de doenças cardiovasculares,
além de diabetes, obesidade, depressão e ansiedade.

Habitue-se a caminhar todos os dias, mesmo que por poucos minutos, ou


experimente visitar mais vezes a academia. Os esportes em grupo também são
excelentes opções e melhoram a socialização. O importante é mexer o corpo e
fortalecer o organismo, fatores imprescindíveis para alcançar qualidade de vida e
bem-estar.
5. Separe um tempo para você
Para além da saúde física, é fundamental cuidar também da saúde
mental. A meditação é uma ferramenta bastante útil e benéfica para observar
o fluxo de pensamentos e aprender a lidar com a agitação do meio externo.
Você pode começar aos poucos, com 10 a 15 minutos diários. Atualmente, já
existem até mesmo aplicativos de celulares com meditações guiadas.

Outra alternativa é fazer coisas prazerosas e que


possibilitem o relaxamento. Cozinhar, ouvir músicas, passar tempo com
amigos e familiares, ter mais momentos de lazer.

6. Seja positivo
Ser otimista diante da vida e das pessoas torna o indivíduo mais forte e
consciente de seu papel no mundo, e essa mentalidade colabora significativamente
para se sentir mais feliz e saudável. Você pode, por exemplo, reservar um momento
do dia para agradecer pelas coisas que já tem e procurar, sempre que possível, ajudar
quem precisa.

Manter hábitos para uma vida saudável é o desejo de muitas pessoas. Se esse
é o seu caso, saiba que você pode iniciar com pequenas mudanças na rotina hoje
mesmo! Lembre-se de que as práticas positivas colaboram para atingir mais harmonia
e equilíbrio, tornando a sua vida muito mais agradável e tranquila.

ATIVIDADE DE FIXAÇÃO

1. O que é ter qualidade de vida?


2. O que significa o termo “Qualidade de Vida”?

3. Quais os benefícios para a pessoas que busca uma boa qualidade de vida? Cite pelo menos


4. Como podemos melhorar a nossa saúde:


Física: _

Mental:

Social:

REFERÊNCIAS
http://runefunbh.com.br/entenda-a-importancia-da-qualidade-de-vida/
https://www.imovelweb.com.br/noticias/quem-ajuda-amigo-e/6-habitos-para-uma-vida-saudavele-
uma- qualidade-de-vida-melhor/ https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/260_qualidade_de_vida

ATIVIDADE NO. 03 – VALOR 3,00 PONTOS

Olimpíadas
As olimpíadas, ou jogos olímpicos, constituem nos dias de hoje um dos
eventos mais populares e prestigiados em todo o mundo. Essa popularidade e
esse prestígio devem-se à grande conexão que as olimpíadas têm com a massa
de espectadores que acompanham as competições tanto presencialmente nos
estádios e arenas quanto pela televisão. Entretanto, a história dos jogos olímpicos
é um tanto complexa. A imagem que deles temos hoje em dia foi construída a
partir do fim do século XIX, mas suas origens remontam à récia antiga.
ORIGEM DOS JOGOS OLÍMPICOS

As Olimpíadas originaram-se por volta do século VIII a.C., no contexto da


antiga Hélade, isto é, o conjunto das cidades-estado da Grécia Clássica. A realização dos
jogos ocorria na cidade de Olímpia – por isso o nome “Olimpíadas” –, para onde os
cidadãos das outras cidades peregrinavam a fim de participarem das competições. O
primeiro atleta a vencer uma prova em Olímpia teria sido Corobeu, em 776 a.C. – a
prova era de corrida

Dentro da tradição mitológica, os jogos de olímpia foram criados pelo herói Hércules,
filho do deus Zeus com uma mortal. Hércules foi obrigado pela deusa Hera a realizar doze
trabalhos considerados impossíveis. O quinto desses trabalhos consistia em limpar os currais
do rei Áugias, que continha milhares de animais e não era limpo há mais de 30 anos. Após
conseguir realizar o feito, Hércules decidiu inaugurar um festival esportivo em olímpia. Essa
explicação mitológica organizava o entendimento que se tinha sobre o esporte olímpico à
época. Sempre que os jogos eram abertos, havia todo um rito de sacrifício de animais a Zeus
e cada competição tinha em cada medida alguma relação com o culto a essa divindade.

MODALIDADES ESPORTIVAS ANTIGAS

Entre os esportes praticados nas antigas olimpíadas, estavam as corridas, chamadas


de drómos,e suas modalidades. Em algumas delas, o atleta devia correr por cerca de 190
metros vestido com a armadura e as armas de um hoplita (soldado da linha de frente dos
combates). Em termos de corridas, havia também as bigas e quadrigas. As primeiras eram
carros de combate tracionados por dois cavalos; as segundas, por quatro cavalos. Havia
ainda o péntatlhon(semelhante ao pentatlo atual), que reunia cinco esportes:

1) salto, 2) lançamento de disco,


3) lançamento de dardo, 4) corrida
5) luta.

RESTAURAÇÃO DOS JOGOS OLÍMPICOS NA


MODERNIDADE

No mundo antigo, as Olimpíadas caíram no esquecimento durante séculos. Outros


esportes foram se desenvolvendo no interior de cada civilização, mas não havia algo que
tivesse a envergadura da celebração dos jogos de Olímpia. A restauração das práticas
esportivas em um festival como as antigas Olimpíadas só foi feito na década de 1890 por
um aristocrata e pedagogo suíço chamado Pierre de Frédy, mais conhecido como Barão
de Coubertin.

O Barão de Coubertin acreditava que a prática do esporte devia ser estimulada na


sociedade contemporânea, sobretudo entre os jovens. Além disso, era interessante que
houvesse uma organização internacional de jogos esportivos que ajudasse a promover a
“paz entre as nações”, já que aquele contexto (de transição do século XX para o século
XXI) estava carregado de rivalidades entre as potências imperialistas.
ABERTURA DOS JOGOS OLÍMPICOS NA
ERA MODERNA

Em 6deabrilde1896, foram
inaugurados os primeiros Jogos
Olímpicos da Era Moderna.
A improvisada frase do rei
George 1º da
Grécia ("Declaro
abertos os primeiros Jogos
Olímpicos em Atenas")
tornou-se marca
registrada para todas as cerimônias
de abertura seguintes.
Em Atenas, as mulheres ainda estavam proibidas de competir.
Participaram 285 atletas de 13 países, nas provas de atletismo, ciclismo, luta,
esgrima (era a única que admitia profissionais na época), ginástica,
halterofilismo, natação e tênis.

MODALIDADES PRESENTES
QUAL A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS OLÍMPICOS

Os Jogos Olímpicos são importantes principalmente por despertarem o interesse da


população pelas práticas esportivas. O hábito de praticar um esporte com regularidade traz
inúmeros benefícios tanto para o corpo quanto para a mente. Além disso, passa uma
mensagem de união entre as nações. Mesmo que elas compitam entre si, há um espírito de
fraternidade entre os atletas.

CURIOSIDADES

• Cada arco simboliza um continente;


• As mulheres só foram autorizadas a competir nos Jogos Olímpicos em 1900;
• A Tocha Olímpica é iluminada à moda antiga em uma cerimônia no templo de Hera na Grécia:
Atrizes, vestindo trajes de sacerdotisas gregas, usam um espelho e os raios do sol para acender a
tocha;
• Os Jogos de 2016 foram sediados no Rio de Janeiro;
• Foram criados também os, Jogos Paraolímpicos e Jogos de
Inverno;

ATIVIDADE DE FIXAÇÃO

1. Onde se originou as Olimpíadas e em que ano foram realizadas as primeiras provas?

2. Quais provas consiste no Pentatlo?

3. Quem recriou os Jogos Olímpicos da Era Moderna?

4. Cite 5 modalidades das Olimpíadas?


5. Qual a importância dos Jogos Olímpicos?

REFERÊNCIAS
https://mundoeducacao.uol.com.br/educacao-fisica/historia-
dasolimpiadas.htm#:~:text=As%20Olimp%C3%ADadas%20originaram%2Dse%20por,cidades%2
Destado%20da%20Gr%C3%A9cia%20Cl%C3%A1ssica.

https://www.dw.com/pt-br/1896-primeiros-jogos-ol%C3%ADmpicos-da-era-moderna/a-
490534#:~:text=Em%206%20de%20abril%20de%201896%2C%20ent%C3%A3o%2C%20fo
ram%20inaugurados%20os,Jogos%20Ol%C3%ADmpicos%20da%20Era%20Moderna.&text=
A%20improvisada%20frase%20do%20rei,as%20cerim%C3%B4nias%20de%20abertura%2
0seguintes.

Você também pode gostar