Você está na página 1de 16

UMA CONVERSA INICIAL

A etapa da Educação Infantil visa ao desenvolvimento integral da criança e


tem características próprias que a distinguem dos outros níveis de
ensino. Sob essa perspectiva, nesse caderno de atividades se apresenta um
instrumento de auxílio pedagógico e, do mesmo modo, o compromisso da
Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia de incluir os alunos
em uma proposta de trabalho que basicamente promove diferentes
possibilidades de aprendizagem e desenvolvimento. Nele considera-se o nível
conceitual em que cada criança se encontra, respeitando suas fases de
desenvolvimento e permitindo que avancem conforme seu ritmo e tempo
próprio. Sendo assim, solicitamos que o(s) responsáveis pela criança estejam
atentos às instruções dadas em cada atividade. No intuito de promover o
desenvolvimento integral da criança, acreditamos que as famílias e/ou
responsáveis, possam ajudar de forma objetiva e efetiva na realização das
atividades propostas. Para isso, manifestamos a necessidade do apoio e
compreensão de todos. Algumas instruções essenciais para o entendimento
das famílias no sentido de juntos alcançarmos o desenvolvimento pleno de
nossos alunos encontra-se listadas abaixo:
As atividades devem ser lidas e entendidas com a ajuda do(s) responsável
(is). Como a criança está no processo de aprendizagem da linguagem é
fundamental conversar com ela durante as atividades e brincadeiras
propostas, mesmo que ela ainda não compreenda.
Até os 3 anos, a interação da criança se dá por meio da observação do espaço,
incluindo tudo o que está contido nele. Assim, para que ela adquira
conhecimento por meio da ação, planejamos atividades que utilizem objetos
variados, diversificando as possibilidades de interação também com o espaço.
Contribuir para a formação e para o desenvolvimento físico, social, emocional
e cognitivo é um dos objetivos destas atividades.
As diversas oportunidades de contato com materiais escritos e atividades
como brincadeiras e jogos que envolvem letras, sons das letras, sílabas, sons
das sílabas, palavras e sons das palavras proporcionam o pensamento
reflexivo, a criatividade e a construção de maiores saberes desenvolvidos
pelas crianças.
Reitera-se, os jogos são recursos favoráveis no processo ensino
aprendizagem e oferecem várias possibilidades a serem trabalhadas
oportunizando ao aluno conhecer, descobrir, criar, refletir, interagir, etc. Assim
solicitamos, se for possível baixar O JOGO GRAPHOGAME
(DISPONÍVEL EM: http://alfabetizacao.mec.gov.br/grapho-game OU NA
PLAY STORE DO CELULAR).
ESSA É A APRESENTAÇÃO DO JOGO NO SITE DO MEC

“Prepare seu filho ou aluno para o sucesso na leitura! O lançamento do


GraphoGame no Brasil é uma ação do Ministério da Educação, no âmbito da
Política Nacional de Alfabetização e do programa Tempo de Aprender e em
colaboração com cientistas brasileiros, para apoiar os professores, em
atividades de ensino remoto, e as famílias, no acompanhamento das crianças
no processo de aquisição de habilidades de literacia.
O GraphoGame ajuda as crianças que estão na pré-escola ou nos anos
iniciais do ensino fundamental a aprender a ler e a soletrar suas primeiras
letras, sílabas e palavras, com sons e instruções do português brasileiro. O
jogo é especialmente eficaz para crianças que estão aprendendo as relações
entre letras e sons. Tudo isso sem anúncios e totalmente offline!
O aplicativo apresenta uma dinâmica de jogo baseada em evidências
científicas a fim de desenvolver, por exemplo, as habilidades de leitura e a
ortografia das crianças. GraphoGame é o resultado de décadas de pesquisas
de cientistas da leitura da Finlândia e de outros países. Todo o seu conteúdo
foi adaptado para o português do Brasil pelo Instituto do Cérebro do RS e
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
ATIVIDADE COM LEITURA

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: “ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E


IMAGINAÇÃO”

(EI01EF05) Imitar as variações de entonação e gestos realizados pelos


adultos, ao ler histórias e ao cantar.
(EI01EF06) Comunicar-se com outras pessoas usando movimentos,
gestos, balbucios, fala e outras formas de expressão.
Realize trocas comunicativas com o bebê. É importante que cante,
converse, conte e leia histórias para ele. Assim, estarão sendo estreitados
os vínculos afetivos, desenvolvendo sua linguagem. Repita os sons ou
gestos emitidos pelo bebê. Portanto, ao conversar com ele, dê entonação
as palavras, nomeie os objetos que estão no entorno, ou seja, no ambiente
em que se encontram; como também os alimentos que ele consome nas
refeições. E ao ler histórias para o bebê, coloque-o no colo, e logo ele
estará imitando os seu gestos, como por exemplo, apontando as
ilustrações e folheando o livro.
MÚSICA PARA O BEBÊ

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: “TRAÇOS, SONS, CORES E FORMAS;


ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO”.

(EI01TS01) - Explorar sons produzidos com o próprio corpo e com objetos


do ambiente;

Por meio dos movimentos do corpo, os bebês interagem com os sons e os


experimentam por diversas vezes. Isso ocorre quando batem palmas e/ou
tocam com os pés móbiles que estejam no berço. Para que os bebês
experimentem e descubram a sonoridade advinda do próprio corpo e dos
objetos e percebam as suas diferenças, devem ser oportunizadas a ele
brincadeiras que envolvam: percepção auditiva, sensibilidade,
musicalidade e psicomotricidade. Sendo assim, cante para o bebê músicas
infantis em que possa ser inserido o bater das mãos, dos pés, o estalar dos
dedos. Pendure objetos sonoros confeccionados com sucata e deixe que
fiquem ao seu alcance para que ele chacoalhe.
BRINCADEIRA COM AÇÕES PERCEPTIVAS

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: “ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES,


RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES”

(EI01ET03) Explorar o ambiente pela ação e observação, manipulando,


experimentando e fazendo descobertas

Por meio do movimento e pela manipulação de objetos, os bebês vão tendo


experiências que oportunizarão a percepção de espaços e sensações.
Estimule o bebê a se deslocar, por exemplo, engatinhando, para buscar um
brinquedo de sua preferência e que esteja distante dele. Fazendo uso de
uma bola, estimule-o a arremessá-la numa caixa de papelão ou que a jogue
no chão para que observe o que acontecerá. Verbalize as ações do bebê.
ATIVIDADE SENSORIAL COM CAIXA DE OVOS

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: “ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES E


RELAÇÕES”.

(EIO2ET03) – Explorar o ambiente pela ação e observação, manipulando,


experimentando e fazendo descobertas.

Para essa brincadeira você vai precisar de uma caixa de meia dúzia de
ovos bem limpa, preferencialmente daquelas de papelão bem grosso.
Entregue a caixa e acompanhe a criança de perto. Incentive-o abrir e
fechar, engatinhar para pegar a caixa em determinado local, a sentir a
textura diferenciada do papelão. É um momento propício para
aprendizagem lúdica e significativa
MÚSICA PARA O BEBÊ

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: “TRAÇOS, SONS, CORES E FORMAS;


ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO”.

(EI02TS01) - Explorar sons produzidos com o próprio corpo e com objetos


do ambiente;
(EI01EF06) - Comunicar-se com outras pessoas usando movimentos,
gestos, balbucios, falas e outras formas de expressão.

Cante com os bebês enquanto lhe dá banho, faça brincadeiras ritmadas na


troca de fraldas, toque seu corpo ao ritmo da canção. Use todo repertório
infantil e não se esqueça das canções de ninar.
EXPRESSÕES GESTUAIS E CORPORAIS

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: “CORPO, GESTOS E MOVIMENTOS” E


“ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES, RELAÇÕES E
TRANSFORMAÇÕES”

(EI01CG01) Movimentar as partes do corpo para exprimir corporalmente


emoções, necessidades e desejos.
(EI01ET04) Manipular, experimentar, arrumar e explorar o espaço por
meio de experiências de deslocamentos de si e dos objetos.

O bebê deve ser estimulado a usar o deslocamento para resolver algumas


situações propostas, entretanto, o adulto deve transmitir afetividade e
segurança nesse momento.
Com objeto que seja da preferência dele e pelo qual o bebê demonstre
interesse, incentive-o a rolar de um lado para o outro de maneira que se
esforce para agarrá-lo. Num espaço com a superfície de texturas
diversificadas, como por exemplo, grama, tapete, incentive o bebê a
engatinhar. Podem ser colocados obstáculos para que ele mude a direção
ou velocidade.
Estenda as mãos para o bebê e mantenha certa distância, a fim de que
seja estimulado a andar. Observe a comunicação gestual, como também a
verbal de seu bebê, para que você possa atender as suas necessidades e
desejos.
IMITAÇÃO DE AÇÕES SIMPLES

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: “EU, O OUTRO E O NÓS”

(EI01EO05) Reconhecer seu corpo e expressar suas sensações em


momentos de alimentação, higiene, brincadeira e descanso.

Crie uma rotina para o bebê a qual ele possa observar e imitar as ações de
maneira a vir a ter autonomia.
Estimule o bebê na hora do banho a observar as suas mãos, lavá-las na
água, a segurar os brinquedos. Já na hora das refeições, de acordo com
sua idade, estimule-o a segurar os pedaços de frutas e legumes e levá-los
a boca. Ajude-o a segurar a mamadeira com as duas mãos.
O descanso do bebê é o momento em que tem sono, e deve ser
proporcionado em um local tranquilo. Insira na rotina as brincadeiras, como
por exemplo, numa caixa de papelão, coloque objetos de texturas, formas
e tamanhos diferentes e estimule o bebê a tocá-los. Observe as suas
sensações. Acrescente sempre novos objetos.
AÇÕES PERCEPTIVAS

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: “CORPO, GESTOS E MOVIMENTOS”

(EI01CG05) Utilizar os movimentos de preensão, encaixe e lançamento,


ampliando suas possibilidades de manuseio de diferentes materiais e
objetos.

Para essa brincadeira você vai precisar de uma caixa de ovos virada de
cabeça para baixo, para a aprendizagem lúdica, faça furinhos nas partes
mais altas, papelão ou rolo de papel higiênico, palitos, cotonetes ou
canudos. Peça para a criança encaixar os palitos ou os canudos. Com os
mesmos materiais, você pode solicitar que o bebê coloque pedaços de
algodão dentro dos buracos, dessa forma estará trabalhando a
coordenação motora fina. Ao desenhar, pintar ou manusear pequenos
objetos, a criança realiza movimentos mais precisos, delicados, e
desenvolve habilidades que a acompanharão por toda a vida
MOVIMENTANDO O CHOCALHO

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: “TRAÇOS, SONS, CORES E


FORMAS”.

(EI01TS01) - Explorar sons produzidos com o próprio corpo e com objetos


do ambiente;

Nesta brincadeira o adulto irá movimentar um chocalho na frente do bebê,


que poderá está deitado, sentado ou em pé, e aguardar que ele pare o
som advindo do chocalho, agarrando-o com suas mãos. Em seguida, se o
bebê permitir, busca -se o chocalho e entrega-lhe para que movimente o
mesmo, e quando iniciar o som, o adulto é quem irá pará-lo segurando o
chocalho. Continue a brincar com o bebê soltando e parando o som
durante o tempo que ele desejar. O bebê com esta brincadeira estará
experimentando períodos cortados pela ausência do som advindo do
chocalho.
EXPERIMENTANDO OS SENTIDOS

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: “ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES,


RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES”

(EI01ET03) Explorar o ambiente pela ação e observação, manipulando,


experimentando e fazendo descobertas

Utilizando materiais diversos e manipuláveis, por exemplo, pedaço de


tecido, plástico bolha, dentre outros, o adulto deverá colocá -los dentro de
uma bacia ou caixa de papelão de maneira que o bebê possa explorá-los,
inicialmente, espontaneamente. Posteriormente, pode pedir para o bebê
buscar determinados objetos, materiais. O bebê com essas
experimentações estará desenvolvendo sua imaginação, expressão
comunicativa, além das sensações físicas.
GÊNEROS TEXTUAIS

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: “ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E


IMAGINAÇÃO”.

(EI01EF04) - Reconhecer elementos das ilustrações de histórias, apontando-


os a pedido do adulto-leitor

Disponha para o bebê diversos gêneros textuais contidos em revistas,


livros, embalagens de alimentos, e estimule-os a manuseá-los. Também
leia em voz alta, com entonação, ritmo e fazendo gestos para ele,
diariamente, histórias que tenham ilustrações de seu interesse, pois isso
irá auxiliar na desenvoltura da fala do bebê, uma vez que ele observa e
imita as ações comunicativas do adulto. Observe os sentimentos, os
balbucios, os sorrisos, ou seja, as suas tentativas de comunicação do bebê
mediante as histórias que são sempre lidas para ele. Então, estimule-o a
apontar os personagens da história, que você já nomeou, no próprio livro
ou brinquedos que representem esses personagens. Poderá ser utilizado
também o livro-álbum a fim de que o bebê aponte elementos das imagens,
a pedido do adulto-leitor.
FAZENDO BARULHO

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: “CORPO, GESTOS E MOVIMENTOS”

(EI01CG02) - Experimentar as possibilidades corporais nas


brincadeiras e interações em ambientes acolhedores e desafiadores)

Brinque com o bebê fazendo uso de dois chocalhos, de maneira que ele
explore os movimentos da cabeça da esquerda para direita e da direita
para a esquerda. Coloque-o deitado de bruços, que apoiado nos
antebraços, sustentando cabeça e peito, deverá acompanhar com o
movimento da cabeça para a direção que provêm o som dos chocalhos. O
adulto irá chacoalhar os chocalhos ora à direita do bebê ora a sua
esquerda.
Os chocalhos podem ser confeccionados com embalagens, como por
exemplo, de shampoo ou garrafas plásticas, e podem ser colocados dentro
deles botões, pedrinhas, feijão. Porém as tampas devem ser bem lacradas
de forma a vir a causar perigo de acidente para o bebê.
ÁLBUM DO BEBÊ

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: “EU, O OUTRO E O


NÓS”

(EI01EO03) Imitar gestos e movimentos de outras crianças, adultos


e animais. Escuta, fala, pensamento e imaginação

Por meio de interações com o outro, o bebê imita-o ou se diferencia dele,


assim como comunica desagrados e desejos. O adulto deve ajudar o
bebê no processo de construção de sua identidade e no
desenvolvimento de sua autoestima.
Pode-se confeccionar um livro-álbum, utilizando cartolina ou papelão, e
inserir nele fotografias do bebê colocando, gradativamente, também, as
marcas das suas mãos e pés, frutas e animais que fazem parte do seu
dia a dia. Estimule o bebê a imitar os sons emitidos por esses animais e
converse com ele sobre as suas expressões corporais e faciais que
aparecem nas fotografias. Ressalte ainda onde ele estava, com quem
estava e o que usava.

Você também pode gostar