Você está na página 1de 13

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS

PLANO DE ESTUDO TUTORADO


COMPONENTE CURRICULAR: BIOLOGIA / PET ADAPTADO
ANO DE ESCOLARIDADE: 2º ANO – EM
PET VOLUME: 04/2021
NOME DA ESCOLA: E. E. PROFESSOR ANTÔNIO MARCIANO
ESTUDANTE: BRUNO OVÍDEO MELO
TURMA:2º ANO REG.2 TURNO:
BIMESTRE: 4º TOTAL DE SEMANAS:
NÚMERO DE AULAS POR SEMANA: NÚMERO DE AULAS POR MÊS:

SEMANA 1

EIXO TEMÁTICO:
Biodiversidade.

TEMA/TÓPICO:
2.História da Vida na Terra.
13. ciclo de vida dos seres vivos e suas adaptações em diferentes ambientes.
14. Características fisiológicas e adaptações dos seres vivos nos diferentes ambientes da Terra.

HABILIDADE(S):
13.1. Reconhecer a diversidade das adaptações que propiciam a vida nos diferentes ambientes.
13.1.1. Identificar em situações-problema que a diversidade das adaptações propiciam a vida em diferentes
ambientes.
14.5. Reconhecer a importância de alguns representantes do grupo Monera no ambiente e na saúde.
14.5.1. Reconhecer a importância das bactérias como organismos decompositores de matéria orgânica e seu
papel na indústria e saúde.

CONTEÚDOS RELACIONADOS:
Classificação dos seres vivos ; seres procariontes

TEMA: Os grandes grupos dos seres vivos.

Caro(a) estudante, nesta semana de estudo você vai conhecer e aplicar os sistemas de classificação
dos seres vivos adotados pela ciência, contextualizando criticamente as diferenças e semelhanças
entre os reinos dos seres vivos e conhecer sobre a diversidade dos seres procariontes.

O domínio Bactéria, como sugere o próprio nome, agrupa todas as bactérias – microrganismos
unicelulares e procarióticos (sem núcleo celular). Já o domínio Eukarya agrupa todos os
organismos eucarióticos (com núcleo celular), uni ou multicelulares, o que inclui os animais, as
plantas, os fungos e os protistas.

47
ATIVIDADES

1 - (UFRGS 2016) Observe a tira abaixo, que ilustra o processo reprodutivo das bactérias.

A alternativa que apresenta a afirmação correta sobre o processo reprodutivo, ilustrado na tira.
a) A reprodução depende da quitina, presente na parede celular.
b) Os cloroplastídios distribuem-se em igual número para as células filhas.
c) O processo denomina-se esporogênese, que ocorre também nos fungos.
d) O processo resulta em duas novas bactérias geneticamente idênticas.
e) Uma das novas células forma um endosperma, estrutura resistente ao calor.

PARA SABER MAIS:


Se você quer aprofundar os seus conhecimentos no assunto confira abaixo algumas sugestões:
Biologia - Seres Procariontes. Aula exibida para o 2º Ano do Ensino Médio no dia 06/08/2020
com o professor Vinícius Braz no programa Se Liga na Educação. Disponível em:
https://drive.google.com/file/d/1j0LnpJ63w4Rw42Sax29LBtgFw32-ib58/view>. Acesso em: 08
ag

48
SEMANA 2

EIXO TEMÁTICO:
Biodiversidade.

TEMA/TÓPICO:
2.História da Vida na Terra.
13. ciclo de vida dos seres vivos e suas adaptações em diferentes ambientes.
14. Características fisiológicas e adaptações dos seres vivos nos diferentes ambientes da Terra.

HABILIDADE(S):
13.1. Reconhecer a diversidade das adaptações que propiciam a vida nos diferentes ambientes.
13.1.1. Identificar em situações-problema que a diversidade das adaptações propiciam a vida em diferentes
ambientes.
14.4. Reconhecer a importância de alguns representantes do grupo Fungi no ambiente e na saúde.
14.4.1. Reconhecer a importância dos fungos como organismos decompositores de matéria orgânica nos
ecossistemas e seu papel na indústria e saúde.

CONTEÚDOS RELACIONADOS:
Reino dos fungos

TEMA: reino dos fungos


Caro(a) estudante, nesta semana de estudo, você vai reconhecer a diversidade do Reino Fungi.

REINO FUNGI
Os fungos atualmente são classificados em um reino próprio – Fungi. Eles são organismos
eucarióticos e heterotróficos cuja parede celular contém quitina, substância também presente no
esqueleto dos artrópodes (crustáceos, insetos, aranhas, entre outros). Fungos vivem no solo, na
água ou no corpo de outros seres vivos, como parasitas. Seus principais representantes são os
bolores, os cogumelos, mofos, orelhas-de-pau e as leveduras, estas últimas também chamadas
levedos ou fermentos. Com poucas exceções, os fungos são seres multicelulares constituídos por
longos filamentos microscópicos, ramificados e com parede quitinosa, as hifas, nas quais se
encontra o conteúdo celular do fungo. O conjunto de hifas constitui o micélio, equivalente ao
“corpo” do fungo.

49
ATIVIDADES

1- Alguns exemplos de fungos são:

a) bactérias e protozoários.
b) cogumelos e mofos.
c) algas e cianofíceas.
d) musgos e samambaias.
e) vacas e aves.

PARA SABER MAIS:


Se você quer aprofundar os seus conhecimentos no assunto confira abaixo algumas sugestões:
Biologia - Reino Fungi. Aula exibida para o 2º Ano do Ensino Médio no dia 27/08/2020 com o professor
Vinícius Braz no programa Se Liga na Educação. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1_
iKkjHEoL_0CKZw2zBcIR1HZvVWgsimf/view>. Acesso em: 08 ago. 2021.

SEMANA 3

EIXO TEMÁTICO:
Biodiversidade.

TEMA/TÓPICO:
2.História da Vida na Terra.
13. ciclo de vida dos seres vivos e suas adaptações em diferentes ambientes.
14. Características fisiológicas e adaptações dos seres vivos nos diferentes ambientes da Terra.

HABILIDADE(S):
13.1. Reconhecer a diversidade das adaptações que propiciam a vida nos diferentes ambientes.
13.1.1. Identificar em situações-problema que a diversidade das adaptações propiciam a vida em diferentes
ambientes.
14.3. Reconhecer a importância de alguns representantes do grupo Protista no ambiente e na saúde.
14.3.1. Reconhecer a importância das algas como organismos produtores de matéria orgânica e oxigênio nos
ecossistemas aquáticos e da utilização das algas na indústria alimentícia e cosmética. Reconhecer a impor
tância dos protozoários no funcionamento dos ambientes aquáticos e como indicadores de poluição e as con
dições ambientais que favorecem as principais protozooses humanas brasileiras e formas de contaminação.

CONTEÚDOS RELACIONADOS:
Reino Protoctista

TEMA: Reino Protoctista

Caro(a) estudante, nesta semana de estudo, você vai reconhecer a diversidade do Reino Protoctista.

REINO PROTOCTISTA
O termo protozoário (do grego protos, primitivo, primeiro, e zoon, animal) designa organismos
unicelulares heterotróficos, atualmente distribuídos em diversos filos.
A maioria dos protozoários vive em água doce ou salgada, em regiões lodosas e em terra úmida,
alimentando-se tanto da matéria orgânica de cadáveres (hábito saprofágico) como de microrganismos
vivos,
que podem ser bactérias, algas e outros protozoários (hábito predatório). Há espécies de protozoários

50
de hábito parasita, que vivem no interior do corpo de animais invertebrados e vertebrados, incluindo a
espécie humana; em muitos casos essas infestações causam doenças. Há também protozoários que
trocam benefícios com outros seres vivos em uma relação de mutualismo, isto é, uma relação em que
ambas as espécies participantes se beneficiam, como é o caso de espécies do gênero Trichonympha,
protozoários que vivem no intestino dos cupins.
O tamanho dos protozoários varia entre 10 μm e 50 μm, mas alguns podem atingir 1 milímetro de
comprimento. A organização celular dos protozoários é complexa e há organelas bem desenvolvidas,
como
o vacúolo digestivo, no qual ocorre a digestão intracelular das partículas de alimento ingeridas por
fagocitose. Em espécies de água doce, há vacúolos contráteis bem desenvolvidos e ativos, que atuam na
eliminação do excesso de água que penetra na célula por osmose.

ATIVIDADES

1- O reino Protista atualmente é conhecido como Protoctista, englobando uma diversidade de


seres vivos que não apresentam ancestralidade em comum (polifiléticos). Os organismos
presentes neste reino são eucariontes, uni ou pluricelulares e podem ou não realizar fotossíntese.
Os principais grupos presentes neste reino são:

a) Moneras e Protozoários

b) Protozoários e Fungos

c) Algas e Moneras

d) Fungos e Algas

e) Protozoários e Algas

SEMANA 4

EIXO TEMÁTICO:
Biodiversidade.

TEMA/TÓPICO:
2.História da Vida na Terra.
14. Características fisiológicas e adaptações dos seres vivos nos diferentes ambientes da Terra.

HABILIDADE(S):
14.3. Reconhecer a importância de alguns representantes do grupo Protista no ambiente e na saúde.
14.3.1. Reconhecer a importância das algas como organismos produtores de matéria orgânica e oxigênio nos
ecossistemas aquáticos e da utilização das algas na indústria alimentícia e cosmética. Reconhecer a impor
tância dos protozoários no funcionamento dos ambientes aquáticos e como indicadores de poluição e as con
dições ambientais que favorecem as principais protozooses humanas brasileiras e formas de contaminação.
14.5. Reconhecer a importância de alguns representantes do grupo Monera no ambiente e na saúde.
14.5.1. Reconhecer a importância das bactérias como organismos decompositores de matéria orgânica e seu
papel na indústria e saúde.

CONTEÚDOS RELACIONADOS:
Doenças causadas por bactérias e protozoários.

51
TEMA: Doenças causadas por bactérias e protozoários.

Caro(a) estudante, nesta semana de estudo, você vai reconhecer a importância médica de algumas bactérias
e protozoários causadores de doenças nos seres humanos.
DOENÇAS PARASITÁRIAS
Em todos os ecossistemas, há populações de diferentes espécies que vivem em relação de
interde- pendência – seja ela direta ou indireta. Tais relações podem estar baseadas na
alimentação, na repro-dução, na proteção, na ocupação do espaço, e podem implicar benefício ou
prejuízo para os indivíduos associados. Genericamente, essas associações são chamadas de
simbioses e incluem o parasitismo – que, se não é a relação mais difundida entre as espécies,
pelo menos é a mais estudada. De fato, pra- ticamente não existem seres vivos que não tenham
parasitas. Até as bactérias podem ser atacadas porvírus, os bacteriófagos.

PRINCIPAIS DOENÇAS BACTERIANAS DO SER HUMANO


Doença Bactéria Transmissão Sintomas
Diplococcus pneumo- Febre alta e fortes dores pulmona-
Peneumonia Secreções nasobucais.
niae (diplococo) res na região dorsal.
Evolução lenta. Início: lesão primá-
Treponema pallidum Infecção sexualmente transmissível ria (cancro duro) e disseminação
Sífilis
(espiroqueta) (IST) pelo sangue. Tardiamente: graves
lesões no sistema nervoso central.
Clostridium tetani Ferimentos profundos provocados Intoxicação aguda com enrijecimen-
Tétano
(bacilo) por objetos contaminados. to muscular. Há vacina.

Mycibacterium Tosse, expectoração, inapetência,


Tuberculose Saliva e catarro. cansaço e sudorese noturna. Há va-
tubercu-losis (bacilo
de Koch) cina.
Mycobacterium leprae Secreções em contato com Lesões cutâneas, perda da
Hanseníase
(bacilo de Hansen) narinas,boca e pele. sensibili-dade e manchas na pele.

Contato pessoal (secreções) ou Sensação de haver um corpo


Tracoma Chlamydia trachomatis atra- vés de objetos contaminados estra- nho (“areia”) alojado nas
(len- ços, toalhas). pálpebras. A inflamação afeta a
córnea e a con- jutiva, podendo
levar à cegueira.
Picada do carrapto-estrela
(Amblyo- ma cajennense), que é
também o re- servatório natural do
patógeno. Esse carrapato tem Manchas (máculas) vermelhas na
Febre maculosa Rickettsia rickettsii como hospedeiros preferenciais os pele do indivíduo, devido a
equinos, os bovi- nos, os cães, as hemorra-gias subcutâneas.
capivaras e outros animais, e,
incidentalmente ataca também o
ser humano, transmitin- do-lhe a
doença.

Cólera Vibrio cholerae (vibrião) Contaminação fecal de água e ali- Forte diarreia, com desidratação
mentos. eprostração. Há vacina.

Leptospira ssp. Ferimentos e mucosas em contato Febre, dores musculares e lesão


Leptospirose com água contaminada por urina de
(espiroqueta) he-pática.
rato.
Saliva e secreções da laringe e dos
Haemophilus pertussis Acessos de tosse forte e prolonga-
Coqueluche brônquios. Bactéria penetra nas mu-
(bacilo) da. Há vacina.
cosas das vias respiratórias.

52
Uretrite, com corrimento, que se
Neisseria gonorrhoeae Infeccção sexualmente transmissí-
Gonorreia propaga para outros órgãos do sis-
(gonococo) veis (IST).
tema genital.
Meningite Neisseria meningitidis Febre alta, vômito em jato e rigidez
Secreções nasobucais.
menin- (meningococo) da nuca. Há vacina.
gocócica

As protozooses são as doenças causadas por protozoários, das quais merecem destaque a
amebíase, a leishmaniose, a doença de Chagas e a malária. As duas últimas são as maiores e mais
graves ende- mias brasileiras causadas por protozoários. A malária, em particular, representa
um grave problema de saúde pública em muitos locais do mundo. No Brasil, o maior número de
casos registrados está naregião Norte.

PRINCIPAIS PROTOZOOSES HUMANAS NO BRASIL


Espécie Grupo Doença Sintomas Transmissão
Entamoeba his- Ulcerações intestinais, Ingestão de cistos eliminados
Rizópode Amebíase
tolytica diarreiae enfraquecimento. com as fezes humanas.
Miocardite e lesões na Fezes do inseto Triatoma sp.
Trypanosoma Doença de Cha-
Flagelado muscu- latura do tubo (barbeiro) por meio de lesões
cruzi gas
digestório (esô-fago). napele.
Leishmaniose Ulcerações no rosto, nos bra- Picada do mosquito-palha ou
Leishmania
Flagelado Te- gumentar ços e nas pernas e necrose brigui (Luttzomyia ou
brazi-liensis
Ameri-cana detecidos conjuntivos. Pheboto- mus).

Leishmania Leishmanios Hipertrofia do braço e do Picada do mosquito-palha ou


Flagelado brigui (Luttzomyia ou
chagasi e Visceral fíga-do, febre e
enfraquecimento. Pheboto- mus).
Trichomona Relação sexual ou toalhas e ob-
Flagelado Tricomoníase Vaginite, uretrite e corrimento.
svaginalis jetos úmidos contaminados.

Giardia lamblia Flagelado Giardíase Colite, com dores intestinais Ingestão de cistos eliminados
ediarreia. com fezes humanas.

Plasmodium vivax Apicomplexo Malária Febre, anemia e lesões no Picada da fêmea do


baço,no fígado e na medula mosquito-
óssea. -prego (gênero Anopheles).

Ingestão de cistos expelidos


Toxoplasm Cegueira, aborto e com as fezes de gatos, que
Apicomplexo Toxoplasmose
agondii problemasneurológicos. fi- cam em caixas de areia e
no lixo.

53
ATIVIDADES
1 - (PUC-SP 2017) As imagens a seguir mostram dois vetores de doenças que afetam milhares de
pessoasno Brasil.

PARA SABER MAIS:


Se você quer aprofundar os seus conhecimentos no assunto confira abaixo algumas sugestões:
https://drive.google.com/file/d/1lskhfg9pP3Wf2DE5VkEpzO6t7ck9CZhT/view - Biologia -
Parasitoses I. Aula exibida para os alunos do Ensino Médio (ENEM) no dia 18/09/2020 com o
professor Vinícius Braz no programa Se Liga na Educação.
https://drive.google.com/file/d/1txKO7PIdzJ8-RDAq4Lz90rsozxhacE0T/view - Biologia -
Parasitoses II. Aula exibida para os alunos do Ensino Médio (ENEM) no dia 25/09/2020 com o
professor Vinícius Braz no programa Se Liga na Educação

54
SEMANA 5 e 6

EIXO TEMÁTICO:
Biodiversidade.

TEMA/TÓPICO:
2.História da Vida na Terra.
13. Ciclo de vida dos seres vivos e suas adaptações em diferentes ambientes
14. Características fisiológicas e adaptações dos seres vivos nos diferentes ambientes da Terra.

HABILIDADE(S):
13.1. Reconhecer a diversidade das adaptações que propiciam a vida nos diferentes ambientes.
13.1.1. Identificar em situações-problema que a diversidade das adaptações propiciam a vida em diferentes
ambientes.
14.2. Reconhecer características adaptativas das plantas em diferentes ambientes.
14.2.1. Identificar características morfológicas e fisiológicas das plantas relacionadas a: sustentação, econo
mia de água, reprodução, transporte e trocas gasosas, relacionando-as com o habitat.

CONTEÚDOS RELACIONADOS:
Reino Plantae

TEMA: Reino Plantae

Caro(a) estudante, nesta semana de estudo, você vai reconhecer a diversidade do Reino Plantae

DIVERSIDADE DAS PLANTAS


As plantas foram os primeiros seres vivos a conquistar a terra firme. Ancestrais das plantas atuais
co-meçaram a ocupar as regiões litorâneas há mais de 500 milhões de anos, abrindo caminho para a
che- gada dos animais. A Botânica, ramo da Biologia que estuda as plantas, e outras áreas
biológicas têm conseguido alterar variedades de plantas domesticadas, tornando‐as mais
produtivas ou mais nutriti- vas, entre outras características. Um dos grandes desafios atuais é
compreender melhor esses orga-nismos, para que possamos atuar em sua preservação.
Graças ao estudo das plantas e de sua fisiologia, podemos conhecer as incríveis soluções e
estraté- gias adaptativas desses seres vivos. Uma delas, talvez a principal, é o fato de elas serem
autotróficas, ou seja, capazes de produzir seu próprio alimento; elas certamente sobreviveriam
sem nós, mas nós dificilmente sobreviveríamos sem elas. Além disso, as plantas se utilizam de
processos relacionados às propriedades da água, como a evaporação, a capilaridade e a tensão
superficial, entre outros, pararealizar com alta eficiência seus processos metabólicos.
Há evidências de que as primeiras plantas que conquistaram a terra firme eram semelhantes aos
mus- gos e às hepáticas de hoje. Essas plantas não apresentavam vasos condutores de seiva.
Plantas sem vasos condutores são denominadas pelos botânicos plantas avasculares (do grego a,
prefixo de nega-ção, e do latim vasculum, pequeno vaso, túbulo).

55
Fonte: CAMPBELL, N.A.; REECE, J.B.; URRY, L.A.; CAIN, M.L.; WASSERMAN, S.A.; MINORSKY, P.V. & Jackson, R.B. 2010. Biologia.10ª ed.
Artmed, Porto Alegre, 1488 p.

Com a evolução das plantas pioneiras surgiram novidades, como o desenvolvimento de estruturas
es- pecializadas na absorção de água e sais minerais do solo – raízes – e o aparecimento de
estruturas tu- bulares internas – vasos condutores – que agilizam o transporte de soluções nutritivas
por todo o corpo da planta. Plantas dotadas de tecidos condutores de seiva são denominadas
plantas vasculares, ou traqueófitas. As primeiras plantas vasculares aparecem no documentário
fóssil cerca de 40 milhões deanos após a conquista da terra firme pelas primeiras plantas.
Com exceção das briófitas (musgos, hepáticas e antóceros atuais), todos os outros grupos
vegetais são traqueófitas, assim chamadas por causa da presença de reforços nas paredes dos
vasos condu- tores de seiva que lembram as traqueias dos insetos. As plantas vasculares também
desenvolveram sistemas eficientes de proteção contra a perda de água, como epidermes
impermeáveis e estômatos de abertura regulável, características que possibilitaram sua adaptação a
regiões relativamente secas, distantes das bordas de rios e lagos onde viveram suas ancestrais.
Acredita-se que tenha sido nessa etapa do processo evolutivo que as plantas assumiram uma
organização corporal típica, com raízes, caule e folhas. As novidades evolutivas possibilitaram às
plantas vasculares atingir grandes tamanhos e constituir vastas comunidades florestais. Esses
novos ambientes ofereceram condições propícias à colonização por animais, que encontraram na
vegetação abrigo e alimento.
Outra novidade importante ocorrida na evolução das plantas foi o surgimento da semente, estrutura
re- sistente que abriga um embrião envolto por tecidos nutritivos produzidos pela planta ‐mãe. A
semente possibilitou às plantas espermatófitas, grupo que reúne plantas com sementes,
dispersarem ‐se pelos mais diversos ambientes da Terra.
No sistema de classificação, que iremos utilizar, as plantas são classificadas em 10 filos e
agrupadasem 4 grupos, conforme tabela abaixo.

56
CARACTERÍSTICAS E CLASSIFICAÇÃO DOS COMPONENTES ATUAIS DO REINO PLANTAE
CARACTERÍSTICAS
FILOS GRUPO
TECIDOS SEMENTE FRUTO
CONDUTORES
Bryophyta (musgos)
Ausentes Briófitas
Hepatophyta (hepáticas)
Ausente
Anthocerophytas (antóceros)
Pteridophyta (samambaias)
Ausente Pteridófitas
Lycopodiophyta (licopódios)
Coniferophyta (coníferas)
Presentes
Cycadophyta (cicadófita) Gimnospermas
Presente
Gnetophyta (gnetófitas)
Ginkgophyta (gincófitas)
Presente Anthophyta (angiospermas) Angiospermas

Nas briófitas, o gametófito é desenvolvido e duradouro, e o esporófito é reduzido e dependente do


game- tófito. Nas pteridófitas, o gametófito é reduzido e transitório, enquanto o esporófito passa a
ser vegetal desenvolvido, complexo e duradouro. Nestas plantas, ambos, gametófito e esporófito,
são verdes e in- dependentes. Nas fanerógamas (gimnospermas e angiospermas), o esporófito é
a planta verde, com- plexo, duradouro e visível, enquanto o gametófito é muito reduzido e
dependente do esporófito.

Fonte: CAMPBELL, N.A.; REECE, J.B.; URRY, L.A.; CAIN, M.L.; WASSERMAN, S.A.; MINORSKY, P.V. & Jackson, R.B. 2010. Biologia.10ª ed.

ATIVIDADES

1 - (FUVEST 2021) Considere três espécies de plantas (X, Y e Z) e suas características:


• A planta X não possui flores, mas é polinizada pelo vento. Além disso, não possui frutos,
mas suassementes são dispersas por aves.
• A planta Y não possui flores, nem sementes, nem frutos.
• A planta Z possui flores e é polinizada por aves. Além disso, possui frutos e suas
sementes sãodispersas por aves.

57
A que grupos pertencem as plantas X, Y e Z, respectivamente?
a) Pteridófitas, angiospermas e gimnospermas.
b) Gimnospermas, pteridófitas e angiospermas.
c) Pteridófitas, gimnospermas e angiospermas.
d) Angiospermas, gimnospermas e pteridófitas.
e) Gimnospermas, angiospermas e pteridófitas.

PARA SABER MAIS:


Se você quer aprofundar os seus conhecimentos no assunto confira abaixo algumas sugestões:
https://drive.google.com/file/d/1oFSK9pbRS9PxPLjkpqXzS-6XhebGxX71/view - Biologia - Origem e
Evolução das Plantas. Aula exibida para o 2º Ano do Ensino Médio no dia 01/10/2020 com o professor
Vinícius Braz no programa Se Liga na Educação.
https://drive.google.com/file/d/1otaL0UAXtI-jzWiWmgoP9klCuI9vfpgn/view - Biologia - Plantas
Avasculares. Aula exibida para o 2º Ano do Ensino Médio no dia 22/10/2020 com o professor Vinícius Braz
no programa Se Liga na Educação.

ATIVIDADES COMPLEMENTARES- PET 4

SEMANA 8 e 9

EIXO TEMÁTICO:
Biodiversidade.

TEMA/TÓPICO:
2.História da Vida na Terra.
13. ciclo de vida dos seres vivos e suas adaptações em diferentes ambientes.
14. Características fisiológicas e adaptações dos seres vivos nos diferentes ambientes da Terra.

HABILIDADE(S):
13.1. Reconhecer a diversidade das adaptações que propiciam a vida nos diferentes ambientes.
13.1.1. Identificar em situações-problema que a diversidade das adaptações propiciam a vida em diferentes
ambientes.
14.4. Reconhecer a importância de alguns representantes do grupo Fungi no ambiente e na saúde.
14.4.1. Reconhecer a importância dos fungos como organismos decompositores de matéria orgânica nos
ecossistemas e seu papel na indústria e saúde.

CONTEÚDOS RELACIONADOS:
Reino dos fungos

58
1- Marque a opção que está correta para representantes dos fungos basidiomicetos:

a- Liquem
b- Cogumelo
c- Mofo

2- Com poucas exceções, os fungos são seres multicelulares constituídos por longos filamentos
microscópicos, ramificados e com parede quitinosa, as ____________, nas quais se encontra o
conteúdo celular do fungo. O conjunto desses filamentos constitui o micélio, equivalente ao
“corpo” do fungo. Os filamentos mencionados acima são:

a- Micélio
b- Neurospora
c- Hifas

59

Você também pode gostar