Você está na página 1de 6

LEITURA DA OBRA DIDÁTICA: De Olho no Futuro, editora Ática.

AUANY, competência 1 – 6 e específica 2.2.3.6 e 2.2.3.8


INTRODUÇÃO
A proposta do livro didático De Olho no Futuro e seu sub tema Projeto Integradores,
tem sua finalidade um Manual do Professor. A editora Ática, trouxe uma proposta
inicial baseada em vários aspectos, sendo sua principal estrutura uma nova
concepção de ensino. Nessa perspectiva, foi abordado toda uma estrutura em focar no
protagonismo dos estudantes e seus projetos de vida nesse novo ensino médio,
valorizando a aprendizagem pela ampliação da carga horária e a garantia de direito de
aprendizagens comuns a todos os alunos, dando ênfase em habilidades como: ser
cooperativo, saber defender suas ideias, entender as tecnologias, compreender,
respeitar e analisar o mundo ao seu redor.

Projeto 3 – efeitos da (des)informação


Por conseguinte, a estrutura e organização do novo professor e do novo estudante
tem como objetivo mediar a aprendizagem, orientando e indicando percursos para que
o estudante busque, de forma autônoma o conhecimento e o desenvolvimento
pessoal. Dessa forma, avaliando o Projeto 3- efeitos da (des)informação do livro
podemos perceber durante a leitura todos as propostas presentes ou não no mesmo.

Abordagens Gerais da BNCC


Baseando-se na BNCC e suas abordagens de projetos integradores, destacando, à
princípio a Competência Geral 1 (CONHECIMENTO) que cita: Valorizar e utilizar os
conhecimentos historicamente construídos sobre o mundo físico, social, cultural e
digital para entender e explicar a realidade, continuar aprendendo e colaborar para a
construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva. Como também na
Competência Geral 6 (TRABALHO E EPROJETO DE VIDA) que cita: Valorizar a
diversidade de saberes e vivências culturais e apropriar-se de conhecimentos e
experiências que lhe possibilitem entender as relações próprias do mundo do trabalho
e fazer escolhas alinhadas ao exercício da cidadania e ao seu projeto de vida, com
liberdade, autonomia, consciência crítica e responsabilidade.

Sim, o livro De Olho no Futura da editora Ática, atende as duas abordagens


supracitadas do projeto integrador da BNCC, posto que, em correlação a competência
1 podemos ressaltar as introduções de conteúdos vistos no livro com abordagens e
citações históricas sobre os assuntos presentes, o que nos remete ao trabalho em
conjunto com outros professores, da mesma área ou de outras, propondo já de
antemão projetos que possam envolver outros âmbitos de conhecimentos, visto que, o
livro também traz uma reflexão da problematização da evolução humana, assunto o
qual, engloba outras ciências. Nesse interim, é possível ver que as atividades
propostas no livro são executadas em compartilhamentos de experiencias e diálogos
na turma por meio de apresentação oral, o que nos remete aos projetos integradores,
que constituem em uma estratégia de ensino e aprendizagem que permite o
protagonismo dos estudantes na identificação de questões e problemas do mundo
real, na determinação de como educá-los e de como se organizarem para juntos,
buscarem ou proporem soluções. Outro enfoque para salientar neste livro em relação
a competência 1, são as questões que abrangem a sociedade, sendo elas: perguntas
ou questionamentos, trabalhos e pesquisas sociais inclusivas, o livro dar ênfase em
preparar o aluno para assuntos e problemas da sua comunidade, posto que, é papel
do professor o desenvolvimento de um estudante ético, consoante o relatório do Pisa
em 2018, define-se competência global como um conjunto de valores, conhecimentos,
atitudes e habilidades a ser desenvolvido, sendo a 1°: analisar questões complexas e
relativas nos âmbitos local e global (desigualdade, e impactos socioambientais), 2°:
compreender diferentes perspectivas e pontos de vista, 3°: conviver de modo positivo
e pacífico com pessoas de diferentes culturas, 4°: posicionar-se e agir em prol do bem-
estar coletivo e do desenvolvimento sustentável, toda essa questão é levantada no
livro através de atividades e pesquisas voltados para como vivem a sua
comunidade/sociedade.

Nessa conjectura, a competência 6 está do mesmo modo presente no livro, através


primeiramente por avaliações em forma de questionamentos com perguntas amplas
aguçando a diversidade de saberes, como também, por meio de textos da nossa
sociedade para interpretação trazendo um autoconhecimento e autocritica. Toda essa
diversidade de conhecimentos trabalha o lado crítico e autônomo do aluno, podemos
observar isso com a estimulação crítica sobre as consequências digitais, por exemplo,
impondo analises e pensamentos questionadores sobre o assunto, indagando
experiências pessoais, segundo o manual do professor, essa abordagem serve para a
abordagem de análises críticas, criativas e propositivas pode ser estimulada pela
apresentação de situações-problema que convidem os estudantes a pensar em
possíveis soluções, visto que, é papel do professor o desenvolvimento do estudante
autônomo, em razão de, as competências estabelecidas na BNCC promovem, em seu
conjunto, o desenvolvimento de um jovem autônomo, capaz de compreender o mundo
em que vivem, propor soluções e continuar construindo aprendizados ao longo da
vida, desse modo, sob essa atividade, o professor pode auxiliar os estudantes a
reconhecer fontes confiáveis de informações, interpretar textos e dados, e a
compreender conceitos e procedimentos científicos, estimular o raciocínio lógico
através de questionamentos, ademais, a produção de análises críticas, criativas e
propositivas pode ser estimulada pela apresentação de situações-problema que
convidem os estudantes a pensar em possíveis soluções. Paralelamente a isso, o
termo responsabilidade presente na competência 6 adentra nos textos do livro,
mostrando que as atitudes dos estudantes em meio a nossa sociedade irá resultar em
algo positivo ou negativo, isso enfatiza um alerta a sua responsabilidade, todo esse
encargo apresentado ao mesmo, irá suceder em questionamentos dos alunos “Quem
sou eu? ”, “Para onde eu vou?” ou “Qual rumo devo dar a minha vida?” essa são
questões crucias que remetem ao projeto de vida presente na competência 6,
portanto, a aprendizagem baseada em projetos se alinha as características do ensino
que tem como objetivo o desenvolvimento de competências e habilidades.

Abordagens Específicas PROJETO 3 MÍDIAEDUCAÇÃO


Na competência específica (2.2.3.6) do projeto 3 no tema integrador:
MIDIAEDUCAÇÃO das abordagens da BNCC, é possível observar a análise de
situações-problemas através de questões sociais impostas em questionamentos de
comportamentos, com abordagens científicas sobre dados de problemas regionais ou
globais, porem carece de diversidade de recursos tecnológicos na proliferação desses
conhecimentos. Paralelamente a isso, a competência (2.2.3.8) propôs o entendimento
da produção, circulação e apropriação de informações nas diversas mídias que
existem contemporaneamente de forma crítica e propositiva, isso está presente no
projeto três nas abordagens em atividades que estimulam o pensamento crítico sobre
as consequências digitais, através de projetos que englobam a sua comunidade,
estigando seu questionamento de experiencias pessoais.

Sim, a competência específica 3 (2.2.3.6) está sem abordada em profundidade. Sim, a


competência (2.2.3.8) está sendo abordada em profundidade.

O trabalho com projetos integradores pode ser um aliado na organização de um


currículo escolar elaborado de acordo com a BNCC, e é isso que o livro De Olho no
Futuro da editora Ática traz com o seu Projeto 3: efeitos da (des)informação.

Projeto 1 – petróleo e plástico


Nesse viés, o projeto 1 já correlaciona seus sub temas com as questões fundamentais
das abordagens da BNCC, tanto gerais como específicas. Sendo assim, perguntas já
aplicadas no livro como “De onde vêm e pra onde vão os plásticos?” já observamos
uma narrativa histórica, “Como as embalagens plásticas impactam a comunidade onde
vivo?” traz uma perspectiva para a cidadania e introduzem a análise de situações-
problema, “Existem alternativas sustentáveis para embalagens plásticas?” propôs uma
abordagem crítica e de responsabilidade ao aluno, outrossim, “Como a arte pode
contribuir para um mundo mais sustentável?” uma questão que insinua ao aluno uma
proposta de soluções sustentáveis.

Abordagens Gerais da BNCC


Sob a conjectura da Competência Geral 1 (CONHECIMENTO) e a Competência Geral
6 (TRABALHO E PROJETO DE VIDA) destacam-se diversos pontos positivos em
correlação ao que propõem no Manual do Professor. Dessa forma, de antemão, é
possível observar ressaltando a Competência 1, abordagens inicias históricas,
perguntas pessoais e sobre sua comunidade, em conjunto com uma abordagem em
que o aluno pratique sua oratória em explicar sua realidade com projetos e atividades
sociais na comunidade que colaborem para a construção de uma sociedade justa,
democrática e inclusiva. Partindo desse pressuposto, a Competência 6, está presente
em diversas abordagens, á princípio, a diversidade de saberes presente por junções
de conhecimentos matemáticos com tabelas e gráficos ou geográficos com mapas,
tudo isso vem coagido de uma autonomia dada ao aluno em atividades que aguçam
pensamentos e questões críticas sobre os problemas tanto regionais como globais e
as suas respectivas responsabilidades e consequências.

Abordagens Específicas PROJETO 3 MÍDIAEDICAÇÃO


Em relação as competências 3 das abordagens da BNCC (2.2.3.6) e (2.2.3.8) foi
possível observar algumas presenças, como por exemplo, a introdução aos
estudantes em pesquisas inclusivas na sua comunidade, posto isso, era cobrado em
atividades soluções para tais problemas, como a reciclagem na sociedade. Ademais
esses trabalhos e resultados tinham que ser apresentados por vias digitais (galeria
virtual de imagens). Desse modo, foi presente bastante termo técnico cientifico como
auxilio de pesquisa, dados, citações de revistas e artigos, fontes.
Sim, a competência (2.2.3.6) presente em profundidade. Sim, a competência (2.2.3.8)
minimamente.

Projeto 2 – alimentação sustentável


A cada abertura de módulo se inicia com uma pergunta, sobre ele, sua comunidade,
sua responsabilidade, todos esses quesitos já aguçam ao aluno, correspondendo as
expectativas das abordagens da BNCC.

Abordagens Gerais da BNCC


Nesse interim, a Competência Geral 1 (CONHECIMENTO) está presente em suas
iniciais introduções históricas, no decorrer do Projeto 2, é notório a iniciativa proposta
de projetos que tragam uma nova construção da sociedade/comunidade do aluno em
ser mais inclusiva, propondo soluções aos problemas. Paralelamente a Competência
Geral 6 (TRABALHO E PROJETO DE VIDA) já supracitada, é possível observar
perguntas/questionamentos presentes no Projeto 2 – alimentação sustentável que
iniciam com a autocrítica do aluno sobre o assunto já abordado, em subsequência a
indagação do aluno com suas experiências vividas, com perguntas que aguçam a
responsabilidade da sua alimentação e da sua comunidade, propondo experiência aos
mesmos através de atividades de pesquisas sobre a sociedade, tudo isso vem sendo
englobado com analogias de diversos saberes, geográficos, matemáticos entre outros.

Abordagens Especificas PROJETO 3 MÍDIAEDUCAÇÃO


Em encandeamento a competência (2.2.3.6) da BNCC podemos afirmar a
disponibilidade de textos, reportagens, artigos e dados científicos aos alunos no
decorrer de todo o Projeto 2, sendo presente também algumas atividades decorrente
desses conhecimentos científicos, como experimentos práticos, outrossim, é a prática
presente em atividades em propor aos alunos rodas de conversas para
compartilhamentos de soluções dos problemas regionais, essas conclusões eram
apresentadas em arquivos compartilhados, associando a sua proposta de fechamento
por mídias distintas. A competência (2.2.3.8) só foi vista uma única vez quando
abordado a alternativa de criação de outro meio de produção, circulação e apropriação
de informações em diversas mídias socias, quando agregou essa única outra
oportunidade de elaboração de uma carta com ideias da turma a ser encaminhada a
uma secretaria municipal ou gabinete de um vereador da cidade.

Sim, a competência (2.2.3.6) presente em profundidade. Sim, (2.2.3.8) aplicada


minimamente.

Projeto 4 – uma forma sustentável de resolver conflitos


Abordagens Gerais da BNCC
Por conseguinte, na Competência Geral 1 (CONHECIMENTO) se faz presente no
Projeto 4 através de contextualizações históricas iniciada ou introduzida no decorrer
do assunto, ademais, o livro apresenta uma problemática e traz ela para a comunidade
do aluno através por questões que instigam o aluno a colaborar para uma construção
e idealização de uma comunidade/sociedade mais justa. Na Competência Geral 6
(TRABALHO E PROJETO DE VIDA) aborda perguntas pessoais e pedem a
experiencia do aluno sobre o assunto, com questões que colocam o aluno em um
grande lugar de fala e responsabilidade, posto que, o livro pede que o aluno se
autoavalie sobre a questão abordada, gerando um conceito mais crítico, com
exemplos trazidos pelo livro presente na nossa sociedade e questionam qual seria o
seu comportamento e posicionamento, construindo assim uma nova visão de
cidadania. Tudo isso era visto por atividades que englobam uma diversidade de
saberes e técnicas matemáticas e geográficas.

Abordagens Específicas PROJETO 3 MÍDIAEDUCAÇÃO


A Competência (2.2.3.6) está visivelmente abordada através de questões no livro que
traz várias situações-problema tanto regionais na comunidade quanto globais, sendo
assim, o livro pede que o aluno tenha senso crítico e proponha soluções. Posto isso, é
notório a presença de inovações nas sugestões de apresentações ao aluno, por
diversos meios digitais.

Sim, a competência (2.2.3.6) presente em profundidade. Não, a competência (2.2.3.8)


não se aplica em nenhum momento desse projeto.

Projeto 5 – impactos ambientais de um telefone celular


Abordagens Gerais da BNCC
Baseando-se na Competência Geral 1 (CONHECIMENTO) é ressalto no Projeto 5
alguns trabalhos e pesquisas que tem fator principal ser voltado sua problemática toda
para a comunidade do aluno, com o intuito de fazer com que o mesmo construa
discernimento para uma sociedade justa, democrática e inclusiva. Abordando gráficos
matemáticos e geográficos para exemplificar melhor a realidade do mundo, com um
desempenho social e cultura, posto também o enfoque no decorrer do Projeto 5 de
conhecimentos históricos. Na Competência Geral 6 (TRABALHO E PROJETO DE
VIDA) o Projeto 5 traz a proposta da diversidade de analise de resultados aos alunos,
sendo eles por tabelas, gráficos ou textos, o livro sempre oferece questões exclusivas
para a autoavaliação do aluno, para que o mesmo desenvolva seu senso crítico e
autonomia, apropriando-se da sua responsabilidade em sociedade.

Abordagens Específicas PROJETO 3 MÍDIAEDUCAÇÃO


Considerando a Competência (2.2.3.6), o Projeto 5 apresenta vários artigos científico
para os alunos no decorrer do assunto, posto isso, ele abarca atividades de análise
para pesquisas de conhecimentos da situação da problemática na comunidade,
propondo debates com soluções, outro ponto é a diversas opções de
compartilhamentos de ideias através de varias mídias, como vídeo, panfletos, podcast,
infográficos ou poemas e canções.

Sim, a competência (2.2.3.6) presente em profundidade. Não, a competência (2.2.3.8)


não se aplica neste projeto.

Projeto 6 – trânsito consciente


Abordagens Gerais da BNCC

Á princípio a Competência Geral 1 (CONHECIMENTO) apresenta-se no Projeto 6 por


atividades que estiguem o pensamento do aluno para uma construção de uma
saciedade justa e inclusiva, ademais, abordam questões que englobam o mundo
físico, exemplificando o mesmo para a nossa realidade. Na Competência Geral 6
(TRABALHO E PROJETO DE VIDA) já apresenta uma avaliação inicial com um
pequeno questionário pessoal e sobre sua comunidade, paralelamente a isso, o
projeto também traz uma proposta de ampliar a diversidade de saberes geográficos e
matemáticos. Nesse interim, o livro apresenta diversas perguntas sobre a
responsabilidade do aluno em relação a problemática retratada, questionando-o o
senso crítico sobre a sociedade.

Abordagens Específicas PROJETO 3 MÍDIAEDUCAÇÃO

Na Competência (2.2.3.6) o projeto traz diversos dados científicos para a interpretação


dos alunos, por conseguinte, a criação de situações-problema exatamente para o
aluno desenvolver soluções, propondo meios de divulgações desses projetos via mídia
social. A Competência (2.2.3.8) apresenta-se em uma proposta de atividade que pede
ao aluno relatar problemas da comunidade e escolher uma linguagem artística, como
vídeo de curta-metragem, podcast, grafite ou performances que manifestem
criticamente a problemática.

Sim, a competência (2.2.3.6) presente em profundidade. Sim, (2.2.3.8) minimamente.

Você também pode gostar